SlideShare uma empresa Scribd logo
O
transporte
nas plantas
Nuno Correia 11/12
As árvores mais altas que se
conhecem, as sequóias , podem ter
    cerca de 110 m de altura.

   Qualquer teoria que pretenda
explicar o mecanismo de transporte
  da água nas plantas deve ter em
      consideração este facto.




                          Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Tecidos condutores




                     Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Xilema




         Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Elementos de vaso
    São evolutivamente mais
    recentes e eficientes, pois
apresentam maior diâmetro e as
extremidades de contacto entre
as células podem ser totalmente
dissolvidas, formando um tubo
 oco mais eficaz no transporte.




                                  Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Floema




         Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
A seiva bruta é transportada pelo
             xilema




                                    Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Como ascende a água na Planta?




                          Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Qual é a força responsável pela
    ascensão de água no xilema?

1ª Hipótese – a água sobe por bombeamento feito
   por células vivas.
2 ª Hipótese - A pressão radicular é a causa da subida
   da água.
3ª Hipótese - O mecanismo de tensão-coesão-adesão
   é o principal responsável pelo transporte da seiva
   bruta?



                                                     Nuno Correia 11/12
Hipótese da pressão radicular
Esta hipótese é suportada pela observação de fenómenos de Gutação e
                             Exsudação




                                                                  Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
 Esta  hipótese postula que existe uma pressão formada na
  raiz (pressão radicular) que impele a seiva bruta para cima.

A  acumulação de iões nas células radiculares (por transporte
  activo), faz com que a concentração de solutos aumente pelo
  que a água entra na raiz por osmose.

A  acumulação de água na raiz provoca então uma pressão
  radicular(pressão positiva da raiz) que força a água a subir.




                                                            Nuno Correia 11/12
Observação experimental




                     Nuno Correia 11/12
Alguns aspetos que não consegue
               explicar
a  pressão radicular medida em várias plantas não é
  suficientemente grande para elevar a água até ao
  ponto mais alto de uma árvore grande;
 a maioria das plantas não apresenta gutação nem
  exsudação;
 as plantas das zonas temperadas não apresentam
  exsudação nos planos de corte, efetuando até, por
  vezes, absorção de água;
 existem determinadas plantas (algumas
  Gimnospérmicas, denominadas Coníferas) que
  possuem -uma pressão radicular nula.

                                                   Nuno Correia 11/12
Teoria da tensão-coesão-adesão

A teoria da tensão-coesão-adesão explica a ascensão da seiva bruta desde a
raiz até às folhas com base na existência de uma transpiração estomática
                            ao nível das folhas.




                                                                         Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Esta hipótese é apoiada pelas seguintes evidências:

 existência de forças de adesão entre as moléculas de
  água e as paredes dos vasos;
 existência de forças de coesão entre as moléculas de
  água, resultantes da ligação por pontes de hidrogénio
  entre as suas moléculas;
 existência de forças de tensão geradas nas folhas e
  resultantes das perdas de água ao nível das células do
  tecido clorofilino.


                                                  Nuno Correia 11/12
De acordo com esta hipótese, a perda de água por
transpiração através dos estornas das folhas gera uma
tensão que obriga a seiva bruta a sair dos vasos
xilémicos para as células do tecido clorofilino em
direção aos estomas.




                                               Nuno Correia 11/12
As propriedades de coesão e adesão da água permitem
a manutenção de uma coluna contínua de água no
interior do xilema, da raiz até às folhas, que se desloca
de baixo para cima em direção à fonte de tensão. Se os
estomas estiverem fechados, a água no interior do
xilema tende a manter-se num estado estacionário.




                                                  Nuno Correia 11/12
Transporte no floema

      Os Afídeos ou Pulgões são insetos que
      parasitam as plantas. Por meio de seus
      aparelhos bucais, formados por estiletes
      compridos, penetram nas partes tenras do
      vegetal e estabelecem uma comunicação com
      o líber, passando a extrair a seiva elaborada.
      Cortes feitos nessas regiões e vistos ao
      microscópio mostram que os estiletes bucais
      estão localizados no tecido liberiano.




                                                  Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12
Nuno Correia 11/12

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumo Ciclo celular e mitose
Resumo Ciclo celular e mitoseResumo Ciclo celular e mitose
Resumo Ciclo celular e mitose
Bio Sem Limites
 
Ppt 2 FermentaçãO
Ppt 2   FermentaçãOPpt 2   FermentaçãO
Ppt 2 FermentaçãO
Nuno Correia
 
Meiose
MeioseMeiose
Meiose
Victor Nunes
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
Nuno Correia
 
Biologia 11 sistemas de classificação
Biologia 11   sistemas de classificaçãoBiologia 11   sistemas de classificação
Biologia 11 sistemas de classificação
Nuno Correia
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
Daniel Gonçalves
 
7 ciclos de vida
7   ciclos de vida7   ciclos de vida
7 ciclos de vida
margaridabt
 
Bg 11 ciclos de vida - ii
Bg 11   ciclos de vida - iiBg 11   ciclos de vida - ii
Bg 11 ciclos de vida - ii
Nuno Correia
 
(6) biologia e geologia 10º ano - distribuição de matéria
(6) biologia e geologia   10º ano - distribuição de matéria(6) biologia e geologia   10º ano - distribuição de matéria
(6) biologia e geologia 10º ano - distribuição de matéria
Hugo Martins
 
Biomoléculas - Biologia 10º Ano
Biomoléculas - Biologia 10º AnoBiomoléculas - Biologia 10º Ano
Biomoléculas - Biologia 10º Ano
713773
 
Módulo A5 - Evolução das células
Módulo A5 - Evolução das célulasMódulo A5 - Evolução das células
Módulo A5 - Evolução das células
Ana Castro
 
Ciclo Celular
Ciclo CelularCiclo Celular
Ciclo Celular
Ana Arsénio
 
BioGeo10_A_Celula.pdf
BioGeo10_A_Celula.pdfBioGeo10_A_Celula.pdf
BioGeo10_A_Celula.pdf
RodolfoSilva395124
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
Hugo Martins
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
margaridabt
 
Obtenção de matéria seres heterotróficos
Obtenção de matéria   seres heterotróficosObtenção de matéria   seres heterotróficos
Obtenção de matéria seres heterotróficos
Isabel Lopes
 
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
InesTeixeiraDuarte
 
Botanica geral i grupos vegetais ppt
Botanica geral i  grupos vegetais pptBotanica geral i  grupos vegetais ppt
Botanica geral i grupos vegetais ppt
Andre Luiz Nascimento
 
8 fotossíntese e quimiossíntese
8   fotossíntese e quimiossíntese8   fotossíntese e quimiossíntese
8 fotossíntese e quimiossíntese
margaridabt
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
spondias
 

Mais procurados (20)

Resumo Ciclo celular e mitose
Resumo Ciclo celular e mitoseResumo Ciclo celular e mitose
Resumo Ciclo celular e mitose
 
Ppt 2 FermentaçãO
Ppt 2   FermentaçãOPpt 2   FermentaçãO
Ppt 2 FermentaçãO
 
Meiose
MeioseMeiose
Meiose
 
Biologia 11 reprodução assexuada
Biologia 11   reprodução assexuadaBiologia 11   reprodução assexuada
Biologia 11 reprodução assexuada
 
Biologia 11 sistemas de classificação
Biologia 11   sistemas de classificaçãoBiologia 11   sistemas de classificação
Biologia 11 sistemas de classificação
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
 
7 ciclos de vida
7   ciclos de vida7   ciclos de vida
7 ciclos de vida
 
Bg 11 ciclos de vida - ii
Bg 11   ciclos de vida - iiBg 11   ciclos de vida - ii
Bg 11 ciclos de vida - ii
 
(6) biologia e geologia 10º ano - distribuição de matéria
(6) biologia e geologia   10º ano - distribuição de matéria(6) biologia e geologia   10º ano - distribuição de matéria
(6) biologia e geologia 10º ano - distribuição de matéria
 
Biomoléculas - Biologia 10º Ano
Biomoléculas - Biologia 10º AnoBiomoléculas - Biologia 10º Ano
Biomoléculas - Biologia 10º Ano
 
Módulo A5 - Evolução das células
Módulo A5 - Evolução das célulasMódulo A5 - Evolução das células
Módulo A5 - Evolução das células
 
Ciclo Celular
Ciclo CelularCiclo Celular
Ciclo Celular
 
BioGeo10_A_Celula.pdf
BioGeo10_A_Celula.pdfBioGeo10_A_Celula.pdf
BioGeo10_A_Celula.pdf
 
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
(4) evolução biológica e sistemas dos seres vivos
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
 
Obtenção de matéria seres heterotróficos
Obtenção de matéria   seres heterotróficosObtenção de matéria   seres heterotróficos
Obtenção de matéria seres heterotróficos
 
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
Biologia 10º Ano - Obtenção de Matéria (Unidade 1)
 
Botanica geral i grupos vegetais ppt
Botanica geral i  grupos vegetais pptBotanica geral i  grupos vegetais ppt
Botanica geral i grupos vegetais ppt
 
8 fotossíntese e quimiossíntese
8   fotossíntese e quimiossíntese8   fotossíntese e quimiossíntese
8 fotossíntese e quimiossíntese
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
 

Destaque

(5) biologia e geologia 10º ano - obtenção de matéria
(5) biologia e geologia   10º ano - obtenção de matéria(5) biologia e geologia   10º ano - obtenção de matéria
(5) biologia e geologia 10º ano - obtenção de matéria
Hugo Martins
 
Distribuição de matéria
Distribuição de matériaDistribuição de matéria
Distribuição de matéria
Rita Pereira
 
Biologia 10º transporte nas plantas
Biologia 10º   transporte nas plantasBiologia 10º   transporte nas plantas
Biologia 10º transporte nas plantas
Nuno Correia
 
B11 distribuição da matéria
B11   distribuição da matériaB11   distribuição da matéria
B11 distribuição da matéria
Nuno Correia
 
Transporte Nas Plantas
Transporte Nas PlantasTransporte Nas Plantas
Transporte Nas Plantas
Tânia Reis
 
B13 transporte nas plantas
B13   transporte nas plantasB13   transporte nas plantas
B13 transporte nas plantas
Nuno Correia
 
Distribuição de materia nas plantas
Distribuição de materia nas plantasDistribuição de materia nas plantas
Distribuição de materia nas plantas
Rita Pereira
 
Distribuição de materia
Distribuição de materiaDistribuição de materia
Distribuição de materia
Pelo Siro
 
B6 obtenção de matéria pelos seres heterotróficos
B6   obtenção de matéria pelos seres heterotróficosB6   obtenção de matéria pelos seres heterotróficos
B6 obtenção de matéria pelos seres heterotróficos
Nuno Correia
 
B10 obtenção de matéria pelos seres autotróficos
B10    obtenção de matéria pelos seres autotróficosB10    obtenção de matéria pelos seres autotróficos
B10 obtenção de matéria pelos seres autotróficos
Nuno Correia
 
Módulo a3.3 obtenção de energia
Módulo a3.3   obtenção de energiaMódulo a3.3   obtenção de energia
Módulo a3.3 obtenção de energia
Leonor Vaz Pereira
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
Isabel Lopes
 
Resumo de Biologia de 10º ano
Resumo de Biologia de 10º anoResumo de Biologia de 10º ano
Resumo de Biologia de 10º ano
Renata Sofia
 
B25 regulação nervosa e hormonal em animais - osmorregulação
B25   regulação nervosa e hormonal em animais - osmorregulaçãoB25   regulação nervosa e hormonal em animais - osmorregulação
B25 regulação nervosa e hormonal em animais - osmorregulação
Nuno Correia
 
Unidade 5 [Modo De Compatibilidade]
Unidade 5 [Modo De Compatibilidade]Unidade 5 [Modo De Compatibilidade]
Unidade 5 [Modo De Compatibilidade]
Cidalia Aguiar
 
Presentación final la fotografía en la escuela
Presentación final   la fotografía en la escuelaPresentación final   la fotografía en la escuela
Presentación final la fotografía en la escuela
elenasangar
 
Ppt 1 Transporte Nas Plantas
Ppt 1   Transporte Nas PlantasPpt 1   Transporte Nas Plantas
Ppt 1 Transporte Nas Plantas
Nuno Correia
 
Bg13 obtenção de matéria - fotossintese i
Bg13   obtenção de matéria - fotossintese iBg13   obtenção de matéria - fotossintese i
Bg13 obtenção de matéria - fotossintese i
Nuno Correia
 
Bio 12 regulação do funcionamento dos sistemas reprodutores i
Bio 12   regulação do funcionamento dos sistemas reprodutores iBio 12   regulação do funcionamento dos sistemas reprodutores i
Bio 12 regulação do funcionamento dos sistemas reprodutores i
Nuno Correia
 
FUNDAMENTOS DE BOTÂNICA - ALGAS EUGLENOPHYTAS E CRYPTOPHYTA
FUNDAMENTOS DE BOTÂNICA - ALGAS EUGLENOPHYTAS E CRYPTOPHYTAFUNDAMENTOS DE BOTÂNICA - ALGAS EUGLENOPHYTAS E CRYPTOPHYTA
FUNDAMENTOS DE BOTÂNICA - ALGAS EUGLENOPHYTAS E CRYPTOPHYTA
denizecardoso
 

Destaque (20)

(5) biologia e geologia 10º ano - obtenção de matéria
(5) biologia e geologia   10º ano - obtenção de matéria(5) biologia e geologia   10º ano - obtenção de matéria
(5) biologia e geologia 10º ano - obtenção de matéria
 
Distribuição de matéria
Distribuição de matériaDistribuição de matéria
Distribuição de matéria
 
Biologia 10º transporte nas plantas
Biologia 10º   transporte nas plantasBiologia 10º   transporte nas plantas
Biologia 10º transporte nas plantas
 
B11 distribuição da matéria
B11   distribuição da matériaB11   distribuição da matéria
B11 distribuição da matéria
 
Transporte Nas Plantas
Transporte Nas PlantasTransporte Nas Plantas
Transporte Nas Plantas
 
B13 transporte nas plantas
B13   transporte nas plantasB13   transporte nas plantas
B13 transporte nas plantas
 
Distribuição de materia nas plantas
Distribuição de materia nas plantasDistribuição de materia nas plantas
Distribuição de materia nas plantas
 
Distribuição de materia
Distribuição de materiaDistribuição de materia
Distribuição de materia
 
B6 obtenção de matéria pelos seres heterotróficos
B6   obtenção de matéria pelos seres heterotróficosB6   obtenção de matéria pelos seres heterotróficos
B6 obtenção de matéria pelos seres heterotróficos
 
B10 obtenção de matéria pelos seres autotróficos
B10    obtenção de matéria pelos seres autotróficosB10    obtenção de matéria pelos seres autotróficos
B10 obtenção de matéria pelos seres autotróficos
 
Módulo a3.3 obtenção de energia
Módulo a3.3   obtenção de energiaMódulo a3.3   obtenção de energia
Módulo a3.3 obtenção de energia
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
 
Resumo de Biologia de 10º ano
Resumo de Biologia de 10º anoResumo de Biologia de 10º ano
Resumo de Biologia de 10º ano
 
B25 regulação nervosa e hormonal em animais - osmorregulação
B25   regulação nervosa e hormonal em animais - osmorregulaçãoB25   regulação nervosa e hormonal em animais - osmorregulação
B25 regulação nervosa e hormonal em animais - osmorregulação
 
Unidade 5 [Modo De Compatibilidade]
Unidade 5 [Modo De Compatibilidade]Unidade 5 [Modo De Compatibilidade]
Unidade 5 [Modo De Compatibilidade]
 
Presentación final la fotografía en la escuela
Presentación final   la fotografía en la escuelaPresentación final   la fotografía en la escuela
Presentación final la fotografía en la escuela
 
Ppt 1 Transporte Nas Plantas
Ppt 1   Transporte Nas PlantasPpt 1   Transporte Nas Plantas
Ppt 1 Transporte Nas Plantas
 
Bg13 obtenção de matéria - fotossintese i
Bg13   obtenção de matéria - fotossintese iBg13   obtenção de matéria - fotossintese i
Bg13 obtenção de matéria - fotossintese i
 
Bio 12 regulação do funcionamento dos sistemas reprodutores i
Bio 12   regulação do funcionamento dos sistemas reprodutores iBio 12   regulação do funcionamento dos sistemas reprodutores i
Bio 12 regulação do funcionamento dos sistemas reprodutores i
 
FUNDAMENTOS DE BOTÂNICA - ALGAS EUGLENOPHYTAS E CRYPTOPHYTA
FUNDAMENTOS DE BOTÂNICA - ALGAS EUGLENOPHYTAS E CRYPTOPHYTAFUNDAMENTOS DE BOTÂNICA - ALGAS EUGLENOPHYTAS E CRYPTOPHYTA
FUNDAMENTOS DE BOTÂNICA - ALGAS EUGLENOPHYTAS E CRYPTOPHYTA
 

Semelhante a B11 distribuição da matéria

B13 transporte nas plantas
B13   transporte nas plantasB13   transporte nas plantas
B13 transporte nas plantas
Nuno Correia
 
B13 - Transporte nas Plantas
B13 - Transporte nas PlantasB13 - Transporte nas Plantas
B13 - Transporte nas Plantas
Isaura Mourão
 
Bg17 transporte nas plantas - seiva bruta transportada pelo xilema
Bg17   transporte nas plantas - seiva bruta transportada pelo xilemaBg17   transporte nas plantas - seiva bruta transportada pelo xilema
Bg17 transporte nas plantas - seiva bruta transportada pelo xilema
Nuno Correia
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
margaridabt
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
margaridabt
 
9 transporte nas plantas
9   transporte nas plantas9   transporte nas plantas
9 transporte nas plantas
margaridabt
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
margaridabt
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
margaridabt
 
transportenasplantas
transportenasplantastransportenasplantas
transportenasplantas
James Rodrigo Colodel
 
Módulo a3.1 transporte nas plantas
Módulo a3.1   transporte nas plantasMódulo a3.1   transporte nas plantas
Módulo a3.1 transporte nas plantas
Leonor Vaz Pereira
 
plantas e transporte de seivas 10 ano pdf
plantas e transporte de seivas 10 ano pdfplantas e transporte de seivas 10 ano pdf
plantas e transporte de seivas 10 ano pdf
MikeMicas
 
Transporte no xilema
Transporte no xilemaTransporte no xilema
Transporte no xilema
Rita Pereira
 
transportenasplantas-profissional.pptx
transportenasplantas-profissional.pptxtransportenasplantas-profissional.pptx
transportenasplantas-profissional.pptx
IsauraSilva13
 
Mod.a3.1.transporte nas plantas
Mod.a3.1.transporte nas plantasMod.a3.1.transporte nas plantas
Mod.a3.1.transporte nas plantas
Leonor Vaz Pereira
 
Relações hídricas parte 6
Relações hídricas parte 6Relações hídricas parte 6
Relações hídricas parte 6
Bruno Djvan Ramos Barbosa
 
Transporte nas plantas Biologia 10º ano.pdf
Transporte nas plantas Biologia 10º ano.pdfTransporte nas plantas Biologia 10º ano.pdf
Transporte nas plantas Biologia 10º ano.pdf
Luis736092
 
2º Ano - Fisiologia vegetal - Condução e Transpiração I
2º Ano - Fisiologia vegetal - Condução e Transpiração I2º Ano - Fisiologia vegetal - Condução e Transpiração I
2º Ano - Fisiologia vegetal - Condução e Transpiração I
Escola Modelo de Iguatu
 
Fisiologia vegetal
Fisiologia vegetalFisiologia vegetal
Fisiologia vegetal
Robervania Nadja
 
Ppt transporte plantas
Ppt transporte plantasPpt transporte plantas
Ppt transporte plantas
Helena Alves
 
Abertura e fecho dos estomas
Abertura e fecho dos estomasAbertura e fecho dos estomas
Abertura e fecho dos estomas
Dina do Céu Lopes Araújo
 

Semelhante a B11 distribuição da matéria (20)

B13 transporte nas plantas
B13   transporte nas plantasB13   transporte nas plantas
B13 transporte nas plantas
 
B13 - Transporte nas Plantas
B13 - Transporte nas PlantasB13 - Transporte nas Plantas
B13 - Transporte nas Plantas
 
Bg17 transporte nas plantas - seiva bruta transportada pelo xilema
Bg17   transporte nas plantas - seiva bruta transportada pelo xilemaBg17   transporte nas plantas - seiva bruta transportada pelo xilema
Bg17 transporte nas plantas - seiva bruta transportada pelo xilema
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
 
Transporte nas plantas
Transporte nas plantasTransporte nas plantas
Transporte nas plantas
 
9 transporte nas plantas
9   transporte nas plantas9   transporte nas plantas
9 transporte nas plantas
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
 
Transporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas pptTransporte nas plantas ppt
Transporte nas plantas ppt
 
transportenasplantas
transportenasplantastransportenasplantas
transportenasplantas
 
Módulo a3.1 transporte nas plantas
Módulo a3.1   transporte nas plantasMódulo a3.1   transporte nas plantas
Módulo a3.1 transporte nas plantas
 
plantas e transporte de seivas 10 ano pdf
plantas e transporte de seivas 10 ano pdfplantas e transporte de seivas 10 ano pdf
plantas e transporte de seivas 10 ano pdf
 
Transporte no xilema
Transporte no xilemaTransporte no xilema
Transporte no xilema
 
transportenasplantas-profissional.pptx
transportenasplantas-profissional.pptxtransportenasplantas-profissional.pptx
transportenasplantas-profissional.pptx
 
Mod.a3.1.transporte nas plantas
Mod.a3.1.transporte nas plantasMod.a3.1.transporte nas plantas
Mod.a3.1.transporte nas plantas
 
Relações hídricas parte 6
Relações hídricas parte 6Relações hídricas parte 6
Relações hídricas parte 6
 
Transporte nas plantas Biologia 10º ano.pdf
Transporte nas plantas Biologia 10º ano.pdfTransporte nas plantas Biologia 10º ano.pdf
Transporte nas plantas Biologia 10º ano.pdf
 
2º Ano - Fisiologia vegetal - Condução e Transpiração I
2º Ano - Fisiologia vegetal - Condução e Transpiração I2º Ano - Fisiologia vegetal - Condução e Transpiração I
2º Ano - Fisiologia vegetal - Condução e Transpiração I
 
Fisiologia vegetal
Fisiologia vegetalFisiologia vegetal
Fisiologia vegetal
 
Ppt transporte plantas
Ppt transporte plantasPpt transporte plantas
Ppt transporte plantas
 
Abertura e fecho dos estomas
Abertura e fecho dos estomasAbertura e fecho dos estomas
Abertura e fecho dos estomas
 

Mais de Nuno Correia

Sismologia parte 1
Sismologia   parte 1Sismologia   parte 1
Sismologia parte 1
Nuno Correia
 
Geologia - Variações Climáticas
Geologia   - Variações ClimáticasGeologia   - Variações Climáticas
Geologia - Variações Climáticas
Nuno Correia
 
Biologia 12 imunidade celular
Biologia 12   imunidade celularBiologia 12   imunidade celular
Biologia 12 imunidade celular
Nuno Correia
 
Biologia 12 imunidade humoral
Biologia 12   imunidade humoralBiologia 12   imunidade humoral
Biologia 12 imunidade humoral
Nuno Correia
 
Geologia 12 estratotipo
Geologia 12   estratotipoGeologia 12   estratotipo
Geologia 12 estratotipo
Nuno Correia
 
Geologia 12 biozonas
Geologia 12   biozonasGeologia 12   biozonas
Geologia 12 biozonas
Nuno Correia
 
Geologia 12 movimentos horizontais
Geologia 12   movimentos horizontaisGeologia 12   movimentos horizontais
Geologia 12 movimentos horizontais
Nuno Correia
 
Geologia 12 isostasia
Geologia 12   isostasiaGeologia 12   isostasia
Geologia 12 isostasia
Nuno Correia
 
Geologia 12 paleomagnetismo
Geologia 12   paleomagnetismoGeologia 12   paleomagnetismo
Geologia 12 paleomagnetismo
Nuno Correia
 
Geologia 12 deriva dos continentes
Geologia 12   deriva dos continentesGeologia 12   deriva dos continentes
Geologia 12 deriva dos continentes
Nuno Correia
 
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12   biologia e os desafios da atualidadeBiologia 12   biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Nuno Correia
 
Geologia 12 paleoclimas
Geologia 12   paleoclimasGeologia 12   paleoclimas
Geologia 12 paleoclimas
Nuno Correia
 
Geologia 12 arcos insulares
Geologia 12   arcos insularesGeologia 12   arcos insulares
Geologia 12 arcos insulares
Nuno Correia
 
Deriva dos continentes
Deriva dos continentesDeriva dos continentes
Deriva dos continentes
Nuno Correia
 
Zonas costeiras
Zonas costeirasZonas costeiras
Zonas costeiras
Nuno Correia
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
Nuno Correia
 
Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)
Nuno Correia
 
Genética (monobridismo exercícios)
Genética (monobridismo   exercícios)Genética (monobridismo   exercícios)
Genética (monobridismo exercícios)
Nuno Correia
 
Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)
Nuno Correia
 
Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)
Nuno Correia
 

Mais de Nuno Correia (20)

Sismologia parte 1
Sismologia   parte 1Sismologia   parte 1
Sismologia parte 1
 
Geologia - Variações Climáticas
Geologia   - Variações ClimáticasGeologia   - Variações Climáticas
Geologia - Variações Climáticas
 
Biologia 12 imunidade celular
Biologia 12   imunidade celularBiologia 12   imunidade celular
Biologia 12 imunidade celular
 
Biologia 12 imunidade humoral
Biologia 12   imunidade humoralBiologia 12   imunidade humoral
Biologia 12 imunidade humoral
 
Geologia 12 estratotipo
Geologia 12   estratotipoGeologia 12   estratotipo
Geologia 12 estratotipo
 
Geologia 12 biozonas
Geologia 12   biozonasGeologia 12   biozonas
Geologia 12 biozonas
 
Geologia 12 movimentos horizontais
Geologia 12   movimentos horizontaisGeologia 12   movimentos horizontais
Geologia 12 movimentos horizontais
 
Geologia 12 isostasia
Geologia 12   isostasiaGeologia 12   isostasia
Geologia 12 isostasia
 
Geologia 12 paleomagnetismo
Geologia 12   paleomagnetismoGeologia 12   paleomagnetismo
Geologia 12 paleomagnetismo
 
Geologia 12 deriva dos continentes
Geologia 12   deriva dos continentesGeologia 12   deriva dos continentes
Geologia 12 deriva dos continentes
 
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12   biologia e os desafios da atualidadeBiologia 12   biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
 
Geologia 12 paleoclimas
Geologia 12   paleoclimasGeologia 12   paleoclimas
Geologia 12 paleoclimas
 
Geologia 12 arcos insulares
Geologia 12   arcos insularesGeologia 12   arcos insulares
Geologia 12 arcos insulares
 
Deriva dos continentes
Deriva dos continentesDeriva dos continentes
Deriva dos continentes
 
Zonas costeiras
Zonas costeirasZonas costeiras
Zonas costeiras
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
 
Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)
 
Genética (monobridismo exercícios)
Genética (monobridismo   exercícios)Genética (monobridismo   exercícios)
Genética (monobridismo exercícios)
 
Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)
 
Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)
 

Último

Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
SolangeWaltre
 
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdfCorreio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
 
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdfCorreio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
Correio Aéreo Nacional (CAN) e Aviação de Transporte na FAB.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 

B11 distribuição da matéria

  • 3. As árvores mais altas que se conhecem, as sequóias , podem ter cerca de 110 m de altura. Qualquer teoria que pretenda explicar o mecanismo de transporte da água nas plantas deve ter em consideração este facto. Nuno Correia 11/12
  • 6. Tecidos condutores Nuno Correia 11/12
  • 8. Xilema Nuno Correia 11/12
  • 10. Elementos de vaso São evolutivamente mais recentes e eficientes, pois apresentam maior diâmetro e as extremidades de contacto entre as células podem ser totalmente dissolvidas, formando um tubo oco mais eficaz no transporte. Nuno Correia 11/12
  • 12. Floema Nuno Correia 11/12
  • 15. A seiva bruta é transportada pelo xilema Nuno Correia 11/12
  • 17. Como ascende a água na Planta? Nuno Correia 11/12
  • 19. Qual é a força responsável pela ascensão de água no xilema? 1ª Hipótese – a água sobe por bombeamento feito por células vivas. 2 ª Hipótese - A pressão radicular é a causa da subida da água. 3ª Hipótese - O mecanismo de tensão-coesão-adesão é o principal responsável pelo transporte da seiva bruta? Nuno Correia 11/12
  • 20. Hipótese da pressão radicular Esta hipótese é suportada pela observação de fenómenos de Gutação e Exsudação Nuno Correia 11/12
  • 22.  Esta hipótese postula que existe uma pressão formada na raiz (pressão radicular) que impele a seiva bruta para cima. A acumulação de iões nas células radiculares (por transporte activo), faz com que a concentração de solutos aumente pelo que a água entra na raiz por osmose. A acumulação de água na raiz provoca então uma pressão radicular(pressão positiva da raiz) que força a água a subir. Nuno Correia 11/12
  • 23. Observação experimental Nuno Correia 11/12
  • 24. Alguns aspetos que não consegue explicar a pressão radicular medida em várias plantas não é suficientemente grande para elevar a água até ao ponto mais alto de uma árvore grande;  a maioria das plantas não apresenta gutação nem exsudação;  as plantas das zonas temperadas não apresentam exsudação nos planos de corte, efetuando até, por vezes, absorção de água;  existem determinadas plantas (algumas Gimnospérmicas, denominadas Coníferas) que possuem -uma pressão radicular nula. Nuno Correia 11/12
  • 25. Teoria da tensão-coesão-adesão A teoria da tensão-coesão-adesão explica a ascensão da seiva bruta desde a raiz até às folhas com base na existência de uma transpiração estomática ao nível das folhas. Nuno Correia 11/12
  • 30. Esta hipótese é apoiada pelas seguintes evidências:  existência de forças de adesão entre as moléculas de água e as paredes dos vasos;  existência de forças de coesão entre as moléculas de água, resultantes da ligação por pontes de hidrogénio entre as suas moléculas;  existência de forças de tensão geradas nas folhas e resultantes das perdas de água ao nível das células do tecido clorofilino. Nuno Correia 11/12
  • 31. De acordo com esta hipótese, a perda de água por transpiração através dos estornas das folhas gera uma tensão que obriga a seiva bruta a sair dos vasos xilémicos para as células do tecido clorofilino em direção aos estomas. Nuno Correia 11/12
  • 32. As propriedades de coesão e adesão da água permitem a manutenção de uma coluna contínua de água no interior do xilema, da raiz até às folhas, que se desloca de baixo para cima em direção à fonte de tensão. Se os estomas estiverem fechados, a água no interior do xilema tende a manter-se num estado estacionário. Nuno Correia 11/12
  • 33. Transporte no floema Os Afídeos ou Pulgões são insetos que parasitam as plantas. Por meio de seus aparelhos bucais, formados por estiletes compridos, penetram nas partes tenras do vegetal e estabelecem uma comunicação com o líber, passando a extrair a seiva elaborada. Cortes feitos nessas regiões e vistos ao microscópio mostram que os estiletes bucais estão localizados no tecido liberiano. Nuno Correia 11/12