SlideShare uma empresa Scribd logo
Geologia 12
Relógios Paleontológicos
Biostratigrafia
Ramo da estratigrafia que
estuda a distribuição
temporal dos fósseis através
do registo estratigráfico.
Correia 2020 2
A biostratigrafia defende que os
estratos, ou formações
geológicas que se sucedem ao
longo do tempo devem conter
diferentes conjuntos de fósseis
(datação relativa)
Correia 2020 3
Unidades Biostratigráficas (Biozonas)
Conjunto de estratos definidos
e caracterizados com base nos
fósseis que possuem.
Uma biozona é caracterizada
por apresentar um conjunto de
fósseis distinto das camadas
que estão por baixo e das que
recobrem.
Correia 2020 4
Correia 2020 5
Biozona
Conjunto de estratos definidos
e caracterizados com base nos
fósseis que possuem.
Correia 2020 6
Correia 2020 7
Correia 2020 8
Na delimitação de uma biozona,
assume particular importância o
fóssil ou conjunto de fósseis que
a caracteriza. Os fósseis que
podem ser utilizados para
delimitar intervalos de tempo
geológico, relativamente curtos,
são designados Fósseis de Idade
(índice).
Correia 2020 9
Fóssil de idade
(índice)
Em sentido estrito, a expressão fóssil
índice é usada em Estratigrafia para
designar fósseis de grupos taxonómicos
(normalmente de categoria género ou
espécie) com base nos quais são
definidas biozonas, para datação
relativa dos estratos geológicos.
Correia 2020 10
Características ideais
• Ter distribuição estratigráfica tão estreita quanto
possível.
• Ter distribuição geográfica tão ampla quanto
possível.
• Existir em grande quantidade.
• Apresentar características morfológicas distintivas.
Correia 2020 11
Trilobites (artrópodes marinhos)
Muito úteis para a biostratigrafia de estratos
geológicos marinhos do Paleoz0ico, especialmente
do Câmbrico-Ordovícico e, localmente, do
Carbónico.
Correia 2020 12
Amonites (moluscos cefalópodes)
Muito úteis para a biostratigrafia de
camadas geológicas marinhas do
Mesozoico, especialmente do
Jurássico e do Cretácico.
Correia 2020 13
Rudistas (moluscos bivalves)
Muito úteis para a biostratigrafia
de camadas geológicas marinhas
correspondendo a plataformas
carbonatadas do Mesozoico, em
particular do Cretácico.
Correia 2020 14
Plantas Pteridófilas (fetos e afins)
Muito úteis para a biostratigrafia de
camadas geológicas carboníferas do
Paleozoico, do Carbónico e do
Pérmico.
Correia 2020 15
Princípio da Identidade Paleontológica
Estratos que apresentem o mesmo
conjunto em fósseis terão a mesma
Idade.
Correia 2020 16

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

MéTodos De Estudo Para O Interior Da Geosfera
MéTodos De Estudo Para O Interior Da GeosferaMéTodos De Estudo Para O Interior Da Geosfera
MéTodos De Estudo Para O Interior Da Geosfera
Tânia Reis
 
Processos de Fossilização
Processos de FossilizaçãoProcessos de Fossilização
Processos de Fossilização
Rafael Nunes
 
Fósseis
FósseisFósseis
Fósseis
Catir
 
01. introdução a biogeografia
01.  introdução a biogeografia01.  introdução a biogeografia
01. introdução a biogeografia
Cláudia Winckler
 
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
Mauro Sousa
 
Tempo geológico
Tempo geológicoTempo geológico
Tempo geológico
Ezequias Guimaraes
 
4 rochas sedimentaresarquivoshistóricos
4   rochas sedimentaresarquivoshistóricos4   rochas sedimentaresarquivoshistóricos
4 rochas sedimentaresarquivoshistóricos
margaridabt
 
Introdução a geologia
Introdução a geologiaIntrodução a geologia
Introdução a geologia
JoseAlexandreRocha
 
Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
anabela
 
ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas
Nice Maia
 
Geo 10 ciclo das rocha
Geo 10   ciclo das rochaGeo 10   ciclo das rocha
Geo 10 ciclo das rocha
Nuno Correia
 
Great rift valley
Great rift valleyGreat rift valley
Great rift valley
Mário Correia
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseis
catiacsantos
 
Magma, teor em sílica, temperatura e erupções
Magma, teor em sílica, temperatura e erupçõesMagma, teor em sílica, temperatura e erupções
Magma, teor em sílica, temperatura e erupções
MINEDU
 
GEOLOGIA ESTRUTURAL- AULA 1
GEOLOGIA ESTRUTURAL- AULA 1GEOLOGIA ESTRUTURAL- AULA 1
GEOLOGIA ESTRUTURAL- AULA 1
Camila Brito
 
9 evolucionismo
9  evolucionismo9  evolucionismo
9 evolucionismo
margaridabt
 
Aula Prática - Granulometria e Morfoscópia dos Sedimentos
Aula Prática - Granulometria  e Morfoscópia dos SedimentosAula Prática - Granulometria  e Morfoscópia dos Sedimentos
Aula Prática - Granulometria e Morfoscópia dos Sedimentos
Yago Matos
 
Tempo Geológico e a Idade te Terra
Tempo Geológico e a Idade te TerraTempo Geológico e a Idade te Terra
Tempo Geológico e a Idade te Terra
malikfasihabid
 
Ppt sobre os fósseis
Ppt sobre os fósseisPpt sobre os fósseis
Ppt sobre os fósseis
Ana Rita Bryan Bryan
 
As rochas ígneas
As rochas ígneasAs rochas ígneas
As rochas ígneas
Marcio Santos
 

Mais procurados (20)

MéTodos De Estudo Para O Interior Da Geosfera
MéTodos De Estudo Para O Interior Da GeosferaMéTodos De Estudo Para O Interior Da Geosfera
MéTodos De Estudo Para O Interior Da Geosfera
 
Processos de Fossilização
Processos de FossilizaçãoProcessos de Fossilização
Processos de Fossilização
 
Fósseis
FósseisFósseis
Fósseis
 
01. introdução a biogeografia
01.  introdução a biogeografia01.  introdução a biogeografia
01. introdução a biogeografia
 
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
 
Tempo geológico
Tempo geológicoTempo geológico
Tempo geológico
 
4 rochas sedimentaresarquivoshistóricos
4   rochas sedimentaresarquivoshistóricos4   rochas sedimentaresarquivoshistóricos
4 rochas sedimentaresarquivoshistóricos
 
Introdução a geologia
Introdução a geologiaIntrodução a geologia
Introdução a geologia
 
Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
 
ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas ciclo rochoso e rochas igneas
ciclo rochoso e rochas igneas
 
Geo 10 ciclo das rocha
Geo 10   ciclo das rochaGeo 10   ciclo das rocha
Geo 10 ciclo das rocha
 
Great rift valley
Great rift valleyGreat rift valley
Great rift valley
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseis
 
Magma, teor em sílica, temperatura e erupções
Magma, teor em sílica, temperatura e erupçõesMagma, teor em sílica, temperatura e erupções
Magma, teor em sílica, temperatura e erupções
 
GEOLOGIA ESTRUTURAL- AULA 1
GEOLOGIA ESTRUTURAL- AULA 1GEOLOGIA ESTRUTURAL- AULA 1
GEOLOGIA ESTRUTURAL- AULA 1
 
9 evolucionismo
9  evolucionismo9  evolucionismo
9 evolucionismo
 
Aula Prática - Granulometria e Morfoscópia dos Sedimentos
Aula Prática - Granulometria  e Morfoscópia dos SedimentosAula Prática - Granulometria  e Morfoscópia dos Sedimentos
Aula Prática - Granulometria e Morfoscópia dos Sedimentos
 
Tempo Geológico e a Idade te Terra
Tempo Geológico e a Idade te TerraTempo Geológico e a Idade te Terra
Tempo Geológico e a Idade te Terra
 
Ppt sobre os fósseis
Ppt sobre os fósseisPpt sobre os fósseis
Ppt sobre os fósseis
 
As rochas ígneas
As rochas ígneasAs rochas ígneas
As rochas ígneas
 

Semelhante a Geologia 12 biozonas

Noções de Paleontologia
Noções de PaleontologiaNoções de Paleontologia
Noções de Paleontologia
Gregorio Leal da Silva
 
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terraA medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
Hugo Oliveira
 
Fosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras RochasFosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras Rochas
Sérgio Luiz
 
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
Ideia de CN
 
Fosseis E DataçãO Das Rochas
Fosseis E DataçãO Das RochasFosseis E DataçãO Das Rochas
Fosseis E DataçãO Das Rochas
Sérgio Luiz
 
Tabela cronostratigráfica
Tabela cronostratigráficaTabela cronostratigráfica
Tabela cronostratigráfica
Claudia Costa
 

Semelhante a Geologia 12 biozonas (6)

Noções de Paleontologia
Noções de PaleontologiaNoções de Paleontologia
Noções de Paleontologia
 
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terraA medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
A medida do_tempo_e_a_idade_da_terra
 
Fosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras RochasFosseis e Datação ras Rochas
Fosseis e Datação ras Rochas
 
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
 
Fosseis E DataçãO Das Rochas
Fosseis E DataçãO Das RochasFosseis E DataçãO Das Rochas
Fosseis E DataçãO Das Rochas
 
Tabela cronostratigráfica
Tabela cronostratigráficaTabela cronostratigráfica
Tabela cronostratigráfica
 

Mais de Nuno Correia

Sismologia parte 1
Sismologia   parte 1Sismologia   parte 1
Sismologia parte 1
Nuno Correia
 
Geologia - Variações Climáticas
Geologia   - Variações ClimáticasGeologia   - Variações Climáticas
Geologia - Variações Climáticas
Nuno Correia
 
Biologia 12 imunidade celular
Biologia 12   imunidade celularBiologia 12   imunidade celular
Biologia 12 imunidade celular
Nuno Correia
 
Biologia 12 imunidade humoral
Biologia 12   imunidade humoralBiologia 12   imunidade humoral
Biologia 12 imunidade humoral
Nuno Correia
 
Geologia 12 estratotipo
Geologia 12   estratotipoGeologia 12   estratotipo
Geologia 12 estratotipo
Nuno Correia
 
Geologia 12 movimentos horizontais
Geologia 12   movimentos horizontaisGeologia 12   movimentos horizontais
Geologia 12 movimentos horizontais
Nuno Correia
 
Geologia 12 isostasia
Geologia 12   isostasiaGeologia 12   isostasia
Geologia 12 isostasia
Nuno Correia
 
Geologia 12 paleomagnetismo
Geologia 12   paleomagnetismoGeologia 12   paleomagnetismo
Geologia 12 paleomagnetismo
Nuno Correia
 
Geologia 12 deriva dos continentes
Geologia 12   deriva dos continentesGeologia 12   deriva dos continentes
Geologia 12 deriva dos continentes
Nuno Correia
 
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12   biologia e os desafios da atualidadeBiologia 12   biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Nuno Correia
 
Geologia 12 paleoclimas
Geologia 12   paleoclimasGeologia 12   paleoclimas
Geologia 12 paleoclimas
Nuno Correia
 
Geologia 12 arcos insulares
Geologia 12   arcos insularesGeologia 12   arcos insulares
Geologia 12 arcos insulares
Nuno Correia
 
Deriva dos continentes
Deriva dos continentesDeriva dos continentes
Deriva dos continentes
Nuno Correia
 
Zonas costeiras
Zonas costeirasZonas costeiras
Zonas costeiras
Nuno Correia
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
Nuno Correia
 
Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)
Nuno Correia
 
Genética (monobridismo exercícios)
Genética (monobridismo   exercícios)Genética (monobridismo   exercícios)
Genética (monobridismo exercícios)
Nuno Correia
 
Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)
Nuno Correia
 
Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)
Nuno Correia
 
Desenvolvimento embrionário
Desenvolvimento embrionárioDesenvolvimento embrionário
Desenvolvimento embrionário
Nuno Correia
 

Mais de Nuno Correia (20)

Sismologia parte 1
Sismologia   parte 1Sismologia   parte 1
Sismologia parte 1
 
Geologia - Variações Climáticas
Geologia   - Variações ClimáticasGeologia   - Variações Climáticas
Geologia - Variações Climáticas
 
Biologia 12 imunidade celular
Biologia 12   imunidade celularBiologia 12   imunidade celular
Biologia 12 imunidade celular
 
Biologia 12 imunidade humoral
Biologia 12   imunidade humoralBiologia 12   imunidade humoral
Biologia 12 imunidade humoral
 
Geologia 12 estratotipo
Geologia 12   estratotipoGeologia 12   estratotipo
Geologia 12 estratotipo
 
Geologia 12 movimentos horizontais
Geologia 12   movimentos horizontaisGeologia 12   movimentos horizontais
Geologia 12 movimentos horizontais
 
Geologia 12 isostasia
Geologia 12   isostasiaGeologia 12   isostasia
Geologia 12 isostasia
 
Geologia 12 paleomagnetismo
Geologia 12   paleomagnetismoGeologia 12   paleomagnetismo
Geologia 12 paleomagnetismo
 
Geologia 12 deriva dos continentes
Geologia 12   deriva dos continentesGeologia 12   deriva dos continentes
Geologia 12 deriva dos continentes
 
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12   biologia e os desafios da atualidadeBiologia 12   biologia e os desafios da atualidade
Biologia 12 biologia e os desafios da atualidade
 
Geologia 12 paleoclimas
Geologia 12   paleoclimasGeologia 12   paleoclimas
Geologia 12 paleoclimas
 
Geologia 12 arcos insulares
Geologia 12   arcos insularesGeologia 12   arcos insulares
Geologia 12 arcos insulares
 
Deriva dos continentes
Deriva dos continentesDeriva dos continentes
Deriva dos continentes
 
Zonas costeiras
Zonas costeirasZonas costeiras
Zonas costeiras
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
 
Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)Genética (monobridismo)
Genética (monobridismo)
 
Genética (monobridismo exercícios)
Genética (monobridismo   exercícios)Genética (monobridismo   exercícios)
Genética (monobridismo exercícios)
 
Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)Genética (dominância incompleta)
Genética (dominância incompleta)
 
Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)Genética (diibridismo)
Genética (diibridismo)
 
Desenvolvimento embrionário
Desenvolvimento embrionárioDesenvolvimento embrionário
Desenvolvimento embrionário
 

Último

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 

Último (20)

O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 

Geologia 12 biozonas

  • 2. Biostratigrafia Ramo da estratigrafia que estuda a distribuição temporal dos fósseis através do registo estratigráfico. Correia 2020 2
  • 3. A biostratigrafia defende que os estratos, ou formações geológicas que se sucedem ao longo do tempo devem conter diferentes conjuntos de fósseis (datação relativa) Correia 2020 3
  • 4. Unidades Biostratigráficas (Biozonas) Conjunto de estratos definidos e caracterizados com base nos fósseis que possuem. Uma biozona é caracterizada por apresentar um conjunto de fósseis distinto das camadas que estão por baixo e das que recobrem. Correia 2020 4
  • 6. Biozona Conjunto de estratos definidos e caracterizados com base nos fósseis que possuem. Correia 2020 6
  • 9. Na delimitação de uma biozona, assume particular importância o fóssil ou conjunto de fósseis que a caracteriza. Os fósseis que podem ser utilizados para delimitar intervalos de tempo geológico, relativamente curtos, são designados Fósseis de Idade (índice). Correia 2020 9
  • 10. Fóssil de idade (índice) Em sentido estrito, a expressão fóssil índice é usada em Estratigrafia para designar fósseis de grupos taxonómicos (normalmente de categoria género ou espécie) com base nos quais são definidas biozonas, para datação relativa dos estratos geológicos. Correia 2020 10
  • 11. Características ideais • Ter distribuição estratigráfica tão estreita quanto possível. • Ter distribuição geográfica tão ampla quanto possível. • Existir em grande quantidade. • Apresentar características morfológicas distintivas. Correia 2020 11
  • 12. Trilobites (artrópodes marinhos) Muito úteis para a biostratigrafia de estratos geológicos marinhos do Paleoz0ico, especialmente do Câmbrico-Ordovícico e, localmente, do Carbónico. Correia 2020 12
  • 13. Amonites (moluscos cefalópodes) Muito úteis para a biostratigrafia de camadas geológicas marinhas do Mesozoico, especialmente do Jurássico e do Cretácico. Correia 2020 13
  • 14. Rudistas (moluscos bivalves) Muito úteis para a biostratigrafia de camadas geológicas marinhas correspondendo a plataformas carbonatadas do Mesozoico, em particular do Cretácico. Correia 2020 14
  • 15. Plantas Pteridófilas (fetos e afins) Muito úteis para a biostratigrafia de camadas geológicas carboníferas do Paleozoico, do Carbónico e do Pérmico. Correia 2020 15
  • 16. Princípio da Identidade Paleontológica Estratos que apresentem o mesmo conjunto em fósseis terão a mesma Idade. Correia 2020 16