SlideShare uma empresa Scribd logo
Paróquia de S. Martinho de Manhente        Jesus
      17 de Fevereiro de 2013

                                         apresenta

                                       através de um

                                      sermão, as bem-

                                      aventuranças aos

                                         discípulos
As bem-
 aventuranças
são regras para
 sermos felizes
Bem-
aventurados os
  pobres em
 espírito, pois
deles é o Reino
   dos céus.
Bem-
aventurados os
      que
 choram, pois
     serão
  consolados.
Bem-
aventurados os
    mansos e
 humildes, pois
eles receberão a
    Terra por
    herança.
Exultai e alegrai-vos
                           Bem-
     porque será grande
                      aventurados os
     a vossa recompensa fome e
                      que têm
                          sede de
            nos céus justiça, pois
        porque assim ficarão
                      completamente
    perseguiram profetassatisfeitos
que existiram antes de (saciados).
                        vós (2x)
Bem-
aventurados os
misericordiosos,
 pois receberão
 misericórdia.
Bem-
aventurados os
   que têm
    coração
puro, pois verão
    a Deus.
Bem-
aventurados os
que fazem a paz
(pacificadores),
   pois serão
chamados filhos
    de Deus.
Exultai e alegrai-vos
     porque será grande
     a vossa recompensa
            nos céus
        porque assim
    perseguiram profetas
que existiram antes de vós (2x)
DEUS,
no seu infinito amor, garante as
 bem-aventuranças para todos
 aqueles que aceitam seu filho
    JESUS como seu salvador.
   E as bem-aventuranças são
  maiores que qualquer alegria
terrena, e dá a quem a possui as
     promessas do SENHOR.
- Bem-aventurados
                              os que                                   -Bem-
                        choram, porque                           aventurados os
Bem-aventurados                                   - Bem-
                            eles serão                          que têm fome e
pobres de espírito                           aventurados os
                       consolados (vs 4):                             sede de
     (vs 3):                                mansos, porque
                           Significa que                         justiça, porque
                                             eles herdarão a
                        aquele que chora                             eles serão
Significa despir-se                            terra (vs 5):
                      está, primeirament                         saciados (vs 6):
  do orgulho e ser                           Significa que o
                       e, contristado com                         Significa que a
     sensível ao                                 manso é
                          a sua fraqueza                         fome e sede de
ministério de DEUS                              submisso à
                          comparada ao                             justiça não se
    para o bem.                             vontade e o agir
                        padrão de justiça                       limita apenas na
 O crente deve ser                             de DEUS. O
                              divino.                                  esfera
     “pobre de                               manso busca e
                      Sente, também, afli                       humana, mas na
espírito”, reconhec                         acha no SENHOR
                      ção por tudo aquilo                            condição
endo que não tem                             o seu refúgio e
                         que entristece a                      essencial de uma
   qualquer auto-                              fortaleza. O
                              DEUS.                               vida santa em
     suficiência                            manso preocupa-
                        Reconhecendo o                         todos os aspetos.
  espiritual e que                          se com a obra do
                            pecado e a                         A espiritualidade
depende, exclusiva                           SENHOR e Seu
                           soberania de                                  do
 mente, do poder                               povo do que
                         DEUS, sentimos                          cristão, durante
 do Espírito Santo                          aquilo que possa
                       agonia no espírito                             toda sua
de DEUS e da graça                            lhe acontecer
                           por causa do                         vida, dependerá
 do SENHOR para                             pessoalmente. O
                            pecado, da                            sempre da sua
 herdar o Reino do                          manso é precioso
                        imoralidade e da                         fome e sede da
        céu.                                   ao SENHOR
                          crueldade que                             presença do
                           prevalece no                               SENHOR
- Bem-
                             Bem-aventurados os                                    - Bem-
- Bem-aventurados os                                     aventurados os
                                   puros de                                  aventurados os
misericordiosos, porq                                     pacificadores
                            coração, porque eles
   ue eles alcançarão                                        (fazem a           que sofrem
                             verão a DEUS (vs 8):
  misericórdia (vs 7):                                 paz), porque eles     perseguição por
                           Ver a DEUS implica em
 Significa praticar a fé                                serão chamados           causa da
                            ser seu filho e habitar
  em JESUS para ir ao                                 filhos de DEUS (vs      justiça, porque
                           na Sua presença, tanto
      encontro das                                    9): Significa aquele   deles é o Reino
                            agora como no Reino
    necessidades de                                   que, reconciliando-    dos céus (vs 10):
                                    futuro.
        outros. Os                                    se com DEUS, tem
                           Significa que o puro de
misericordiosos estão                                        a paz e a        Significa que o
                                coração é uma
cheios de compaixão e                                 comunhão com Ele
                           referência à santidade                              crente tem de
  tristeza para com os                                mediante a cruz. E
                              interior, motivos e                                ser leal ao
que sofrem por causa                                   agora se encoraja
                              objetivos puros. É                                  SENHOR
    do pecado ou de                                    e se esforça, para
                            aquele que foi liberto                              sempre, até
 aflições. Aquele que                                      levar outras
                                 do poder do                                    mesmo nas
    tem misericórdia                                       pessoas, até
                             pecado, mediante a                                   horas de
   deseja suavizar os                                       mesmo os
                           graça de DEUS e que se                            angústias. Todos
 sofrimentos, levando                                    inimigos, à paz
                            esforça para agradar a                             que procuram
 os sofredores à graça                                   com o SENHOR
                             DEUS. Davi salienta                              viver de acordo
  de DEUS através de                                   DEUS . Não pode
                                que todos que
      JESUS . Sendo                                              ser         com a Palavra de
                             pretendem adorar a
misericordioso com os                                  contencioso, mas,     DEUS, por amor
                                DEUS, servi-lo e
 outros, ele alcançará                                          pelo                  à
                             receber Sua bênção
   misericórdia do PAI                                contrário, modesto     justiça, sofrerão
                           devem procurar ter um
         Celestial                                    e manso para com          perseguição.
                             coração puro e uma
Ao teu redor, observa e
            Daniel + Vera
                                             verifica uma ou várias
            Rafael + Carina Costa
                                            situações em que Bem-
            Mário + Joana                    aventurança atribuída
                                                 vosso grupo de
            Joel + Helena Ribeiro          trabalho, está , ou não, a
            Andreia + Catarina Pereira
                                             ser posta em prática?
       Catarina Caridade + Renata         Planifica e elabora o trabalho para
                                            apresentares a 17 de fevereiro.
Carina Barbosa + Helena Leal
                                         Podes fazer entrevistas, filmes, fotos
                                          e depois fazeres uma montagem.
Bem aventurados os pobres de espírito … porque
deles é o Reino dos céus                                 Exultai e alegrai-vos porque
                                                         ser(á) grande
Bem aventurados os que choram … porque serão
consolados                                                a vossa recompensa nos céus

Bem aventurados os mansos … porque eles herdarão         porque assim perseguiram
a Terra                                                  profetas

Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça        que existiram antes de vós (2x)
… pois serão saciados
Exultai e alegrai-vos porque ser(á) grande           Bem aventurados sois vós …
a vossa recompensa nos céus
porque assim perseguiram profetas                    quando vos injuriem e persigam
que existiram antes de vós (2x)                      falsamente …
                                                     por Minha causa ….vos caluniem
Bem aventurados os misericordiosos … porque
                                                         Exultai e alegrai-vos porque
alcançarão misericórdia
                                                         ser(á) grande
Bem aventurados os puros de coração … pois verão a
                                                          a vossa recompensa nos céus
Deus
                                                         porque assim perseguiram
Bem aventurados os pacificadores … pois serão
                                                         profetas
chamados filhos de Deus
                                                         que existiram antes de vós (2x)
Bem aventurados os que são perseguidos por razão
de injustiça … pois deles é o reino céus

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Caderno de-atividades 2-cic-de-inf-ii_completo
Caderno de-atividades 2-cic-de-inf-ii_completoCaderno de-atividades 2-cic-de-inf-ii_completo
Caderno de-atividades 2-cic-de-inf-ii_completo
Alice Lirio
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
Fatoze
 
Meu reino nao e desse mundoi
Meu reino nao e desse mundoiMeu reino nao e desse mundoi
Meu reino nao e desse mundoi
Vanda Machado
 
Parábola do Mau Rico
Parábola do Mau RicoParábola do Mau Rico
Parábola do Mau Rico
igmateus
 
Eae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das EpístolasEae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das Epístolas
PatiSousa1
 
Evolução segundo espiritismo
Evolução segundo espiritismoEvolução segundo espiritismo
Evolução segundo espiritismo
Ailton Guimaraes
 
O sermão da montanha ( Leonardo Pereira
O sermão da montanha ( Leonardo Pereira O sermão da montanha ( Leonardo Pereira
O sermão da montanha ( Leonardo Pereira
Leonardo Pereira
 
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Isnande Mota Barros
 
"A Gênese," de Allan Kardec.
"A Gênese," de Allan Kardec."A Gênese," de Allan Kardec.
"A Gênese," de Allan Kardec.
Rodrigo Curado
 
Cap. 09 Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Cap. 09   Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)Cap. 09   Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Cap. 09 Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Edvaldok1958
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
Sergio Menezes
 
Parábola do semeador
Parábola do semeadorParábola do semeador
Parábola do semeador
Marcos Antônio Alves
 
O maior milagre de jesus
O maior milagre de jesusO maior milagre de jesus
O maior milagre de jesus
Silvia Basso
 
Da encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritosDa encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritos
Marcos Antônio Alves
 
A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
Silvânio Barcelos
 
Anjos e demonios
Anjos e demoniosAnjos e demonios
Anjos e demonios
Marcos Antônio Alves
 
Evangelização Espírita Infantojuvenil
Evangelização Espírita InfantojuvenilEvangelização Espírita Infantojuvenil
Evangelização Espírita Infantojuvenil
Antonino Silva
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
Graça Maciel
 
Palestra 16 vicios x virtudes
Palestra 16 vicios  x  virtudesPalestra 16 vicios  x  virtudes
Palestra 16 vicios x virtudes
Jose Ferreira Almeida
 
O Filho Pródigo
O Filho PródigoO Filho Pródigo
O Filho Pródigo
Espaço Emrc
 

Mais procurados (20)

Caderno de-atividades 2-cic-de-inf-ii_completo
Caderno de-atividades 2-cic-de-inf-ii_completoCaderno de-atividades 2-cic-de-inf-ii_completo
Caderno de-atividades 2-cic-de-inf-ii_completo
 
Jugo leve
Jugo leveJugo leve
Jugo leve
 
Meu reino nao e desse mundoi
Meu reino nao e desse mundoiMeu reino nao e desse mundoi
Meu reino nao e desse mundoi
 
Parábola do Mau Rico
Parábola do Mau RicoParábola do Mau Rico
Parábola do Mau Rico
 
Eae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das EpístolasEae 64 Estudo das Epístolas
Eae 64 Estudo das Epístolas
 
Evolução segundo espiritismo
Evolução segundo espiritismoEvolução segundo espiritismo
Evolução segundo espiritismo
 
O sermão da montanha ( Leonardo Pereira
O sermão da montanha ( Leonardo Pereira O sermão da montanha ( Leonardo Pereira
O sermão da montanha ( Leonardo Pereira
 
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
 
"A Gênese," de Allan Kardec.
"A Gênese," de Allan Kardec."A Gênese," de Allan Kardec.
"A Gênese," de Allan Kardec.
 
Cap. 09 Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Cap. 09   Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)Cap. 09   Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
Cap. 09 Bem aventurados os brandos e pacíficos ( fazer a diferença)
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
 
Parábola do semeador
Parábola do semeadorParábola do semeador
Parábola do semeador
 
O maior milagre de jesus
O maior milagre de jesusO maior milagre de jesus
O maior milagre de jesus
 
Da encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritosDa encarnação dos espíritos
Da encarnação dos espíritos
 
A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
 
Anjos e demonios
Anjos e demoniosAnjos e demonios
Anjos e demonios
 
Evangelização Espírita Infantojuvenil
Evangelização Espírita InfantojuvenilEvangelização Espírita Infantojuvenil
Evangelização Espírita Infantojuvenil
 
O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6O consolador prometido - n. 6
O consolador prometido - n. 6
 
Palestra 16 vicios x virtudes
Palestra 16 vicios  x  virtudesPalestra 16 vicios  x  virtudes
Palestra 16 vicios x virtudes
 
O Filho Pródigo
O Filho PródigoO Filho Pródigo
O Filho Pródigo
 

Semelhante a Apresentação das bem aventuranças

apresentaodasbemaventuranasematerial-121014115359-phpapp02.pptx
apresentaodasbemaventuranasematerial-121014115359-phpapp02.pptxapresentaodasbemaventuranasematerial-121014115359-phpapp02.pptx
apresentaodasbemaventuranasematerial-121014115359-phpapp02.pptx
Lina Miranda
 
As bem aventurancas.doc
As bem aventurancas.docAs bem aventurancas.doc
As bem aventurancas.doc
Juliana Cristina M. Muniz
 
Salmos e hinos
Salmos e hinosSalmos e hinos
Salmos e hinos
rafael gomide
 
Aula 02 - Seminário: Sobre o Sermão do Monte
Aula 02 - Seminário: Sobre o Sermão do MonteAula 02 - Seminário: Sobre o Sermão do Monte
Aula 02 - Seminário: Sobre o Sermão do Monte
IBC de Jacarepaguá
 
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
catedral_sao_tiago
 
Palestra 27 bem aventurados
Palestra 27 bem aventuradosPalestra 27 bem aventurados
Palestra 27 bem aventurados
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012
ParoquiaSCJ
 
Cat 13
Cat 13Cat 13
Cat 13
Guimarães
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 89 - Bem-aventuranças
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 89 - Bem-aventurançasSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 89 - Bem-aventuranças
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 89 - Bem-aventuranças
Ricardo Azevedo
 
Geração das bem abenturanças
Geração das bem abenturançasGeração das bem abenturanças
Geração das bem abenturanças
Eid Marques
 
Quarta feira de cinzas - Ano C
Quarta feira de cinzas - Ano CQuarta feira de cinzas - Ano C
Quarta feira de cinzas - Ano C
José Lima
 
Geração das bem abenturanças
Geração das bem abenturançasGeração das bem abenturanças
Geração das bem abenturanças
Eid Marques
 
Ebd oração 02
Ebd oração 02Ebd oração 02
Ebd oração 02
Dagmar Wendt
 
O Mapa da Felicidade
O Mapa da FelicidadeO Mapa da Felicidade
O Mapa da Felicidade
Eid Marques
 
A Felicidade de se Aproximar de Deus - Thomas Watson
A Felicidade de se Aproximar de Deus  - Thomas Watson A Felicidade de se Aproximar de Deus  - Thomas Watson
A Felicidade de se Aproximar de Deus - Thomas Watson
Silvio Dutra
 
Boletim Dezembro 2011
Boletim Dezembro 2011Boletim Dezembro 2011
Boletim Dezembro 2011
willams
 
Uma onda de ternura
Uma onda de ternuraUma onda de ternura
Uma onda de ternura
Mauricio Gonçalves
 
Olhando Para o Alto (OA) - MM
Olhando Para o Alto (OA) - MMOlhando Para o Alto (OA) - MM
Olhando Para o Alto (OA) - MM
Gérson Fagundes da Cunha
 
A vontade de deus e a nossa vontade
A vontade de deus e a nossa vontadeA vontade de deus e a nossa vontade
A vontade de deus e a nossa vontade
João Eduardo
 
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteApresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
João Eduardo
 

Semelhante a Apresentação das bem aventuranças (20)

apresentaodasbemaventuranasematerial-121014115359-phpapp02.pptx
apresentaodasbemaventuranasematerial-121014115359-phpapp02.pptxapresentaodasbemaventuranasematerial-121014115359-phpapp02.pptx
apresentaodasbemaventuranasematerial-121014115359-phpapp02.pptx
 
As bem aventurancas.doc
As bem aventurancas.docAs bem aventurancas.doc
As bem aventurancas.doc
 
Salmos e hinos
Salmos e hinosSalmos e hinos
Salmos e hinos
 
Aula 02 - Seminário: Sobre o Sermão do Monte
Aula 02 - Seminário: Sobre o Sermão do MonteAula 02 - Seminário: Sobre o Sermão do Monte
Aula 02 - Seminário: Sobre o Sermão do Monte
 
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
 
Palestra 27 bem aventurados
Palestra 27 bem aventuradosPalestra 27 bem aventurados
Palestra 27 bem aventurados
 
002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012
 
Cat 13
Cat 13Cat 13
Cat 13
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 89 - Bem-aventuranças
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 89 - Bem-aventurançasSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 89 - Bem-aventuranças
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 89 - Bem-aventuranças
 
Geração das bem abenturanças
Geração das bem abenturançasGeração das bem abenturanças
Geração das bem abenturanças
 
Quarta feira de cinzas - Ano C
Quarta feira de cinzas - Ano CQuarta feira de cinzas - Ano C
Quarta feira de cinzas - Ano C
 
Geração das bem abenturanças
Geração das bem abenturançasGeração das bem abenturanças
Geração das bem abenturanças
 
Ebd oração 02
Ebd oração 02Ebd oração 02
Ebd oração 02
 
O Mapa da Felicidade
O Mapa da FelicidadeO Mapa da Felicidade
O Mapa da Felicidade
 
A Felicidade de se Aproximar de Deus - Thomas Watson
A Felicidade de se Aproximar de Deus  - Thomas Watson A Felicidade de se Aproximar de Deus  - Thomas Watson
A Felicidade de se Aproximar de Deus - Thomas Watson
 
Boletim Dezembro 2011
Boletim Dezembro 2011Boletim Dezembro 2011
Boletim Dezembro 2011
 
Uma onda de ternura
Uma onda de ternuraUma onda de ternura
Uma onda de ternura
 
Olhando Para o Alto (OA) - MM
Olhando Para o Alto (OA) - MMOlhando Para o Alto (OA) - MM
Olhando Para o Alto (OA) - MM
 
A vontade de deus e a nossa vontade
A vontade de deus e a nossa vontadeA vontade de deus e a nossa vontade
A vontade de deus e a nossa vontade
 
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monteApresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
Apresentação com estudos sobre a ética do sermão do monte
 

Último

formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
MiriamCamily
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
jonny615148
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
KarollayneRodriguesV1
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
marcos oliveira
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
eltinhorg
 

Último (20)

formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptxSlides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
Slides Lição 13, CPAD, A Cidade Celestial, 2Tr24.pptx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdfPROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
PROVA DE ARTE PARA IMPRESSÃO - CORRETA gabarito .pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicosDNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
DNA e RNA - Estrutura dos Ácidos nucleicos
 
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogiaAVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período  pedagogia
AVALIAÇÃO PRESENCIAL 8º período pedagogia
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdfSequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
Sequência Didática de Matemática MatemáticaMatemática.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdfEXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
EXERCÍCIOS ARTRÓPODES E EQUINODERMAS.pdf
 

Apresentação das bem aventuranças

  • 1. Paróquia de S. Martinho de Manhente Jesus 17 de Fevereiro de 2013 apresenta através de um sermão, as bem- aventuranças aos discípulos
  • 2. As bem- aventuranças são regras para sermos felizes
  • 3.
  • 4. Bem- aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus.
  • 5. Bem- aventurados os que choram, pois serão consolados.
  • 6. Bem- aventurados os mansos e humildes, pois eles receberão a Terra por herança.
  • 7. Exultai e alegrai-vos Bem- porque será grande aventurados os a vossa recompensa fome e que têm sede de nos céus justiça, pois porque assim ficarão completamente perseguiram profetassatisfeitos que existiram antes de (saciados). vós (2x)
  • 8. Bem- aventurados os misericordiosos, pois receberão misericórdia.
  • 9. Bem- aventurados os que têm coração puro, pois verão a Deus.
  • 10. Bem- aventurados os que fazem a paz (pacificadores), pois serão chamados filhos de Deus.
  • 11. Exultai e alegrai-vos porque será grande a vossa recompensa nos céus porque assim perseguiram profetas que existiram antes de vós (2x)
  • 12. DEUS, no seu infinito amor, garante as bem-aventuranças para todos aqueles que aceitam seu filho JESUS como seu salvador. E as bem-aventuranças são maiores que qualquer alegria terrena, e dá a quem a possui as promessas do SENHOR.
  • 13.
  • 14. - Bem-aventurados os que -Bem- choram, porque aventurados os Bem-aventurados - Bem- eles serão que têm fome e pobres de espírito aventurados os consolados (vs 4): sede de (vs 3): mansos, porque Significa que justiça, porque eles herdarão a aquele que chora eles serão Significa despir-se terra (vs 5): está, primeirament saciados (vs 6): do orgulho e ser Significa que o e, contristado com Significa que a sensível ao manso é a sua fraqueza fome e sede de ministério de DEUS submisso à comparada ao justiça não se para o bem. vontade e o agir padrão de justiça limita apenas na O crente deve ser de DEUS. O divino. esfera “pobre de manso busca e Sente, também, afli humana, mas na espírito”, reconhec acha no SENHOR ção por tudo aquilo condição endo que não tem o seu refúgio e que entristece a essencial de uma qualquer auto- fortaleza. O DEUS. vida santa em suficiência manso preocupa- Reconhecendo o todos os aspetos. espiritual e que se com a obra do pecado e a A espiritualidade depende, exclusiva SENHOR e Seu soberania de do mente, do poder povo do que DEUS, sentimos cristão, durante do Espírito Santo aquilo que possa agonia no espírito toda sua de DEUS e da graça lhe acontecer por causa do vida, dependerá do SENHOR para pessoalmente. O pecado, da sempre da sua herdar o Reino do manso é precioso imoralidade e da fome e sede da céu. ao SENHOR crueldade que presença do prevalece no SENHOR
  • 15. - Bem- Bem-aventurados os - Bem- - Bem-aventurados os aventurados os puros de aventurados os misericordiosos, porq pacificadores coração, porque eles ue eles alcançarão (fazem a que sofrem verão a DEUS (vs 8): misericórdia (vs 7): paz), porque eles perseguição por Ver a DEUS implica em Significa praticar a fé serão chamados causa da ser seu filho e habitar em JESUS para ir ao filhos de DEUS (vs justiça, porque na Sua presença, tanto encontro das 9): Significa aquele deles é o Reino agora como no Reino necessidades de que, reconciliando- dos céus (vs 10): futuro. outros. Os se com DEUS, tem Significa que o puro de misericordiosos estão a paz e a Significa que o coração é uma cheios de compaixão e comunhão com Ele referência à santidade crente tem de tristeza para com os mediante a cruz. E interior, motivos e ser leal ao que sofrem por causa agora se encoraja objetivos puros. É SENHOR do pecado ou de e se esforça, para aquele que foi liberto sempre, até aflições. Aquele que levar outras do poder do mesmo nas tem misericórdia pessoas, até pecado, mediante a horas de deseja suavizar os mesmo os graça de DEUS e que se angústias. Todos sofrimentos, levando inimigos, à paz esforça para agradar a que procuram os sofredores à graça com o SENHOR DEUS. Davi salienta viver de acordo de DEUS através de DEUS . Não pode que todos que JESUS . Sendo ser com a Palavra de pretendem adorar a misericordioso com os contencioso, mas, DEUS, por amor DEUS, servi-lo e outros, ele alcançará pelo à receber Sua bênção misericórdia do PAI contrário, modesto justiça, sofrerão devem procurar ter um Celestial e manso para com perseguição. coração puro e uma
  • 16.
  • 17. Ao teu redor, observa e Daniel + Vera verifica uma ou várias Rafael + Carina Costa situações em que Bem- Mário + Joana aventurança atribuída vosso grupo de Joel + Helena Ribeiro trabalho, está , ou não, a Andreia + Catarina Pereira ser posta em prática? Catarina Caridade + Renata Planifica e elabora o trabalho para apresentares a 17 de fevereiro. Carina Barbosa + Helena Leal Podes fazer entrevistas, filmes, fotos e depois fazeres uma montagem.
  • 18. Bem aventurados os pobres de espírito … porque deles é o Reino dos céus Exultai e alegrai-vos porque ser(á) grande Bem aventurados os que choram … porque serão consolados a vossa recompensa nos céus Bem aventurados os mansos … porque eles herdarão porque assim perseguiram a Terra profetas Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça que existiram antes de vós (2x) … pois serão saciados Exultai e alegrai-vos porque ser(á) grande Bem aventurados sois vós … a vossa recompensa nos céus porque assim perseguiram profetas quando vos injuriem e persigam que existiram antes de vós (2x) falsamente … por Minha causa ….vos caluniem Bem aventurados os misericordiosos … porque Exultai e alegrai-vos porque alcançarão misericórdia ser(á) grande Bem aventurados os puros de coração … pois verão a a vossa recompensa nos céus Deus porque assim perseguiram Bem aventurados os pacificadores … pois serão profetas chamados filhos de Deus que existiram antes de vós (2x) Bem aventurados os que são perseguidos por razão de injustiça … pois deles é o reino céus