SlideShare uma empresa Scribd logo
Antiguidade Clássica Grécia e Roma
A Grécia Antiga Parthenon : Templo dedicado à deusa Athena, na Acrópole (cidade alta) de Atenas, construído no século V a.C., sob governo de Péricles.
Acrópole: cidade alta Visão geral (porém atual) de Atenas Na Antiguidade, a base da sociedade grega era a  pólis,  a cidade-Estado grega.
A  pólis  grega: unidade básica A pólis grega em geral se formava em torno à  Acrópole  (parte alta, dedicada aos templos); Possuía um espaço central público, a  ágora  (a praça pública grega); Nos arredores da  ágora  havia o mercado e o ginásio de esportes.
“O homem é um animal político” (Aristóteles, IV a.C.) Pólis:  política (debate, discussão na praça pública) Duas esferas: pública e privada Pública: assuntos de interesse coletivo, discussões políticas sobre os rumos da cidade-Estado Privada: patrimônio, família, casamento, lar (mulher/gineceu)
Democracia e Escravidão Democracia ateniense (séc. V a.C.):  homens livres, cidadãos, maiores de 21 anos; democracia direta – política e filosofia, trabalhos intelectuais Escravidão:  escravos por dívidas e prisioneiros de guerra – força física, trabalhos manuais
“ Há na espécie humana indivíduos tão inferiores a outros como o corpo é em relação à alma; são homens dos quais o emprego da força física é o melhor que deles se obtém. Tais indivíduos são destinados, por natureza, à escravidão, não possuem razão além do necessário, são animais desprovidos da plenitude da razão. (...)Todos os que se furtam da escravidão vão-se entregar à filosofia ou a política” (Aristóteles,  Política )
A Escola de Atenas (1510), Rafael Sanzio O Renascimento (XV-XVI) buscou inspiração no mundo clássico e retomou o homem como medida de todas as coisas
Homens x Mulheres Homem: vida pública Mulher: vida privada (lar – reprodução) Exclusão da vida política (Atenas) (Esparta: liberdade pouco maior) Amor nobre: entre homens   sabedoria   “ O Banquete”, Platão Beleza:  corpo x alma beleza do corpo = beleza da alma Ética e Estética = o belo é bom; o mau é feio “ Mulheres de Atenas” (1976): Chico Buarque
Cronologia História Grega 1. Período pré-homérico (XX – XII a.C.):   Civilização cretense e micênica (jônios, eólios, aqueus, dórios) – Formação da população grega; 2. Período Homérico (XII – VIII a.C.):   poucas informações:  Ilíada  (guerra de Tróia) e  Odisséia  (aventuras do herói Ulisses), poesia épica de Homero. *Genos: pequenas unidades agrícolas auto-suficientes chefiadas pelo  pater;
3. Período Arcaico (VI – V a.C.):   Desagregação dos genos, formação da aristocracia (eupátridas: bem-nacidos), latifundiários. Formação da  pólis   Oligarquias (governo de poucos) 4. Período Clássico (V – IV a.C.):  Guerras Médicas (greco-persas) (490 – 480 a.C.) Guerra do Peloponeso (Atenas x Esparta) (431 -404 a.C.) Apogeu ateniense (democracia, artes, filosofia) Século de Ouro, Século de Péricles (V a.C.) 5. Período Helenístico (III – II a.C.): Domínio Macedônico (Alexandre, 338 a.C.) Helenismo (cultura grega + oriental) Gregos = helenos / Grécia = Hélade
A Roma Antiga Anfiteatro Flaviano, dito “Coliseu”
Herança grega: rupturas e permanências Permanências:    * cidade-Estado com instituições políticas que beneficiam uma  aristocracia  de  homens livres *   Escravidão : base da estrutura socioeconômica; explorada até as últimas consequências como a relação social de trabalho *  politeísmo / mitologia: “latinização” dos deuses gregos. Ex.: Dioniso > Baco; Athena > Minerva; Ares > Marte * Filosofia e artes: humanismo
Rupturas: *Não houve evolução política até a democracia – o poder sempre permaneceu nas mãos da aristocracia: tensões sociais (terras, escravidão, cristianismo) sempre reprimidas violentamente *  Centralização : se a Grécia estava dividida em cidades-Estado autônomas, Roma incorporou as cidades a seu redor e centralizou a administração e a política.
Cronologia História Romana Monarquia (753 – 509 a.C.) (VIII – VI a.C.) * Fundação e origens da cidade * Domínio etrusco (um dos primeiros povos) * Divisão social: reis, patrícios, clientes, plebeus e escravos República: (509 – 27 a.C.) (VI – I a.C.) * Domínio político dos patrícios (oligarquia) * Senado: maior e mais poderosa instituição política romana (administração, legislação e tesouro) * Guerras Púnicas – contra Cartago: expansionismo romano (III-II) * tensões sociais: patrícios x plebeus – Lei das 12 tábuas * Questão agrária: irmãos Graco (tribunos da Plebe) * Revolta de Espartaco (revolta de escravos) (73 a.C.) * Crise: Guerra Civil: ditaduras militares – generais  * Triunviratos: Júlio César e Otávio Augusto
3.  Império romano (27 a.C. – 476 d.C.)  (I a.C. – V d.C.) Alto Império (I a.C. – III d.C.) - centralização do poder nas mãos do imperador - permanência da política expansionista - Otávio Augusto (27 a.C. – 14 d.C.): * *  *apogeu da civilização romana – século de ouro romano – Artes e literatura (Cícero, Ovídio, Virgílio, Tito Lívio etc.) *  Pax Romana: “ pão e circo” – estabilidade
Baixo Império (III – V d.C.) Crise da civilização:  Fim da expansão Crise da mão-de-obra escravista Pressão dos bárbaros nas fronteiras Cristianismo x paganismo
Heranças romanas República:   Res publica   “ governo da coisa pública” contraposição à monarquia (divisão dos poderes)   “ bem-comum” Direito romano:  Fundamentos do direito atual Solução prática às tensões sociais e guerras de conquista (Lei das 12 tábuas) 3 grandes ramos: Direito Civil (cidadãos de Roma); Direito das gentes (estrangeiros / povos conquistados); Direito Natural (aspecto filosófico do Direito) Latim:  Idioma romano, deu origem ao francês, espanhol e português, entre outros; Idioma que dominou a Idade Média (privilégio dos clérigos).
Origens: mitológica e histórica
Origem lendária Região de terras férteis: centro da Península Itálica (Lácio), banhada pelo rio Tibre. Rômulo e Remo – jogados ao rio Tibre Salvos por uma loba, que os amamentou e criou Rômulo matou Remo e se tornou o 1º. Rei de Roma Origem lendária, descrita pelo poeta latino Virgílio, na obra intitulada  Eneida  (poema épico romano).
Origem “real”, histórica Os  italiotas  (+ - 2000 a.C.): ocuparam a região central (entre eles, os latinos); Os  etruscos  (VIII a.C.): Ocuparam, inicialmente, a região central, depois expandiram seus domínios ao norte; Os  gregos  (VIII a.C.) Ocuparam a região sul: Magna Grécia
A Monarquia Romana (753 – 509 a.C.) Roma era apenas uma cidade-Estado Rei, Senado e Assembléia Curial Rei: etrusco; chefe militar, religioso e juiz; fiscalizado pela Assembléia Curial e pelo Senado. Senado (do latim  senex  = velho, ancião): conselho formado por anciãos, responsáveis pela chefia de grandes famílias (génos), ligadas por laços de parentesco e culturais. Suas funções eram legislar (elaborar leis) e fiscalizar as ações do rei. Assembléia Curial: formada por cidadãos (soldados), agrupados em  cúrias  (conjunto de dez clãs; clãs = conjunto de famílias ligadas por supostos antepassados comuns). Sua função era eleger altos funcionários e aprovar ou rejeitar leis. Reunia-se, porém, somente quando convocada pelo rei, e não constituía espaço de livre debate.
Sociedade Romana Patrícios : grandes proprietários de terras, rebanhos e escravos; desfrutavam de direitos políticos e desempenhavam altas funções públicas (exército, religião, justiça, administração). Clientes : homens livres que se associavam aos patrícios, prestando-lhes diversos serviços em troca de auxílio econômico e proteção social. Fundamentais para a dominação política patrícia. Plebeus : homens e mulheres livres dedicados ao comércio, ao artesanato e aos trabalhos agrícolas. Maioria da população e,  a princípio , não tinham direitos de cidadãos: não tinham direito de exercer cargos públicos nem participar da Assembléia Curial. Escravos : inicialmente, eram os devedores incapazes de honrar suas dívidas. Depois, com a expansão militar, o grupo passou a incluir prisioneiros de guerra. Realizavam as mais diversas atividades (agricultura, artesanato etc.). Eram considerados um bem material, uma  propriedade ; não tinham, absolutamente, qualquer direito, individual ou político.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Antiguidade Clássica
Antiguidade ClássicaAntiguidade Clássica
Antiguidade Clássica
eiprofessor
 
Grécia antiga período clássico
Grécia antiga   período clássicoGrécia antiga   período clássico
Grécia antiga período clássico
Fatima Freitas
 
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romanoRoma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
Munis Pedro
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
Marcia Fernandes
 
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
Altair Moisés Aguilar
 
Egito e Mesopotâmia - Antiguidade Oriental
Egito e Mesopotâmia  - Antiguidade OrientalEgito e Mesopotâmia  - Antiguidade Oriental
Egito e Mesopotâmia - Antiguidade Oriental
Valéria Shoujofan
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
Janaína Tavares
 
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e RomaAntiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Marilia Pimentel
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
Davi Gonçalves Valério
 
ROMA ANTIGA
ROMA ANTIGAROMA ANTIGA
ROMA ANTIGA
MARIANO C7S
 
Grecia antiga
Grecia antigaGrecia antiga
Grecia antiga
Fabiana Tonsis
 
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
Nefer19
 
Cultura grega
Cultura gregaCultura grega
Cultura grega
Fatima Freitas
 
Civilização Grega aula 01
Civilização Grega   aula 01Civilização Grega   aula 01
Civilização Grega aula 01
Daniel Alves Bronstrup
 
Egito Antigo - 1º Ano
Egito Antigo - 1º AnoEgito Antigo - 1º Ano
Egito Antigo - 1º Ano
Privada
 
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
Daniel Alves Bronstrup
 
Mundo Grego
Mundo GregoMundo Grego
Mundo Grego
Camila Brito
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia
Daniel Alves Bronstrup
 
Grécia Antiga
Grécia AntigaGrécia Antiga
Grécia Antiga
Viviane Jordão Moro
 

Mais procurados (20)

Antiguidade Clássica
Antiguidade ClássicaAntiguidade Clássica
Antiguidade Clássica
 
Grécia antiga período clássico
Grécia antiga   período clássicoGrécia antiga   período clássico
Grécia antiga período clássico
 
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romanoRoma Antiga - monarquia, república e império romano
Roma Antiga - monarquia, república e império romano
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
A Mesopotâmia - Prof.Altair Aguilar.
 
Egito e Mesopotâmia - Antiguidade Oriental
Egito e Mesopotâmia  - Antiguidade OrientalEgito e Mesopotâmia  - Antiguidade Oriental
Egito e Mesopotâmia - Antiguidade Oriental
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e RomaAntiguidade Clássica: Grécia e Roma
Antiguidade Clássica: Grécia e Roma
 
A Grécia Antiga
A Grécia AntigaA Grécia Antiga
A Grécia Antiga
 
ROMA ANTIGA
ROMA ANTIGAROMA ANTIGA
ROMA ANTIGA
 
Grecia antiga
Grecia antigaGrecia antiga
Grecia antiga
 
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
A Civilização Grega - 6º Ano (2016)
 
Cultura grega
Cultura gregaCultura grega
Cultura grega
 
Civilização Grega aula 01
Civilização Grega   aula 01Civilização Grega   aula 01
Civilização Grega aula 01
 
Egito Antigo - 1º Ano
Egito Antigo - 1º AnoEgito Antigo - 1º Ano
Egito Antigo - 1º Ano
 
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
 
Mundo Grego
Mundo GregoMundo Grego
Mundo Grego
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia1° ano - Mesopotâmia
1° ano - Mesopotâmia
 
Grécia Antiga
Grécia AntigaGrécia Antiga
Grécia Antiga
 

Semelhante a Antiguidade Clássica

Antiguidade clássica grécia
Antiguidade clássica   gréciaAntiguidade clássica   grécia
Antiguidade clássica grécia
Auxiliadora
 
Direito grego.apresentacao
Direito grego.apresentacaoDireito grego.apresentacao
Direito grego.apresentacao
Tânia Araújo
 
Grecia antiga
Grecia antigaGrecia antiga
Grecia antiga
Isabel Aguiar
 
Slide sobre direito grego
Slide sobre direito gregoSlide sobre direito grego
Slide sobre direito grego
ArthurSilva272154
 
Antiguidade_Classica resumida para apresentar.ppt
Antiguidade_Classica resumida para apresentar.pptAntiguidade_Classica resumida para apresentar.ppt
Antiguidade_Classica resumida para apresentar.ppt
andriellyslv322
 
Grécia continuação
Grécia   continuaçãoGrécia   continuação
Grécia continuação
Vanessa Bonfá
 
História (Grécia)
História (Grécia)História (Grécia)
História (Grécia)
Giorgia Marrone
 
Antiguidade ocidental completo
Antiguidade ocidental completoAntiguidade ocidental completo
Antiguidade ocidental completo
Carlos Glufke
 
Grecia Antiga
Grecia AntigaGrecia Antiga
Grecia Antiga
Juliana Souza Ramos
 
Esquema resumo grécia antiga
Esquema resumo grécia antigaEsquema resumo grécia antiga
Esquema resumo grécia antiga
luzia Camilo lopes
 
Módulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágoraMódulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágora
TLopes
 
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptxGRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
VivianeSimoes7
 
GRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptxGRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptx
VanessaSilva460656
 
Grécia: economia, sociedade, religião, aspectos culturais
Grécia: economia, sociedade, religião, aspectos culturaisGrécia: economia, sociedade, religião, aspectos culturais
Grécia: economia, sociedade, religião, aspectos culturais
Marilia Pimentel
 
Primeiras Civilizações - Civilização Grega
Primeiras Civilizações - Civilização GregaPrimeiras Civilizações - Civilização Grega
Primeiras Civilizações - Civilização Grega
Diego Bian Filo Moreira
 
ANTIGUIDADE OCIDENTAL - GRÉCIA e ROMA - PROF AMÉRICO.pptx
ANTIGUIDADE OCIDENTAL - GRÉCIA e ROMA - PROF AMÉRICO.pptxANTIGUIDADE OCIDENTAL - GRÉCIA e ROMA - PROF AMÉRICO.pptx
ANTIGUIDADE OCIDENTAL - GRÉCIA e ROMA - PROF AMÉRICO.pptx
EEEFMProfEduardoLima1
 
Antiguidade Clássica Grécia e Roma
Antiguidade Clássica Grécia e RomaAntiguidade Clássica Grécia e Roma
Antiguidade Clássica Grécia e Roma
Dhiogo Rezende Orientador de Estudo do Pacto Ens Médio
 
Grécia antiga sem cabeçalho
Grécia antiga sem cabeçalhoGrécia antiga sem cabeçalho
Grécia antiga sem cabeçalho
ElvisJohnR
 
Apresentaçãohistdir9
Apresentaçãohistdir9Apresentaçãohistdir9
Aula 4 grecia 2012
Aula 4 grecia  2012Aula 4 grecia  2012
Aula 4 grecia 2012
De Janks
 

Semelhante a Antiguidade Clássica (20)

Antiguidade clássica grécia
Antiguidade clássica   gréciaAntiguidade clássica   grécia
Antiguidade clássica grécia
 
Direito grego.apresentacao
Direito grego.apresentacaoDireito grego.apresentacao
Direito grego.apresentacao
 
Grecia antiga
Grecia antigaGrecia antiga
Grecia antiga
 
Slide sobre direito grego
Slide sobre direito gregoSlide sobre direito grego
Slide sobre direito grego
 
Antiguidade_Classica resumida para apresentar.ppt
Antiguidade_Classica resumida para apresentar.pptAntiguidade_Classica resumida para apresentar.ppt
Antiguidade_Classica resumida para apresentar.ppt
 
Grécia continuação
Grécia   continuaçãoGrécia   continuação
Grécia continuação
 
História (Grécia)
História (Grécia)História (Grécia)
História (Grécia)
 
Antiguidade ocidental completo
Antiguidade ocidental completoAntiguidade ocidental completo
Antiguidade ocidental completo
 
Grecia Antiga
Grecia AntigaGrecia Antiga
Grecia Antiga
 
Esquema resumo grécia antiga
Esquema resumo grécia antigaEsquema resumo grécia antiga
Esquema resumo grécia antiga
 
Módulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágoraMódulo 1 – a cultura da ágora
Módulo 1 – a cultura da ágora
 
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptxGRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
GRÉCIA ANTIGA - CIVILIZAÇÃO CLASSICA.pptx
 
GRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptxGRÉCIA ANTIGA.pptx
GRÉCIA ANTIGA.pptx
 
Grécia: economia, sociedade, religião, aspectos culturais
Grécia: economia, sociedade, religião, aspectos culturaisGrécia: economia, sociedade, religião, aspectos culturais
Grécia: economia, sociedade, religião, aspectos culturais
 
Primeiras Civilizações - Civilização Grega
Primeiras Civilizações - Civilização GregaPrimeiras Civilizações - Civilização Grega
Primeiras Civilizações - Civilização Grega
 
ANTIGUIDADE OCIDENTAL - GRÉCIA e ROMA - PROF AMÉRICO.pptx
ANTIGUIDADE OCIDENTAL - GRÉCIA e ROMA - PROF AMÉRICO.pptxANTIGUIDADE OCIDENTAL - GRÉCIA e ROMA - PROF AMÉRICO.pptx
ANTIGUIDADE OCIDENTAL - GRÉCIA e ROMA - PROF AMÉRICO.pptx
 
Antiguidade Clássica Grécia e Roma
Antiguidade Clássica Grécia e RomaAntiguidade Clássica Grécia e Roma
Antiguidade Clássica Grécia e Roma
 
Grécia antiga sem cabeçalho
Grécia antiga sem cabeçalhoGrécia antiga sem cabeçalho
Grécia antiga sem cabeçalho
 
Apresentaçãohistdir9
Apresentaçãohistdir9Apresentaçãohistdir9
Apresentaçãohistdir9
 
Aula 4 grecia 2012
Aula 4 grecia  2012Aula 4 grecia  2012
Aula 4 grecia 2012
 

Último

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 

Último (20)

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 

Antiguidade Clássica

  • 2. A Grécia Antiga Parthenon : Templo dedicado à deusa Athena, na Acrópole (cidade alta) de Atenas, construído no século V a.C., sob governo de Péricles.
  • 3. Acrópole: cidade alta Visão geral (porém atual) de Atenas Na Antiguidade, a base da sociedade grega era a pólis, a cidade-Estado grega.
  • 4. A pólis grega: unidade básica A pólis grega em geral se formava em torno à Acrópole (parte alta, dedicada aos templos); Possuía um espaço central público, a ágora (a praça pública grega); Nos arredores da ágora havia o mercado e o ginásio de esportes.
  • 5. “O homem é um animal político” (Aristóteles, IV a.C.) Pólis: política (debate, discussão na praça pública) Duas esferas: pública e privada Pública: assuntos de interesse coletivo, discussões políticas sobre os rumos da cidade-Estado Privada: patrimônio, família, casamento, lar (mulher/gineceu)
  • 6. Democracia e Escravidão Democracia ateniense (séc. V a.C.): homens livres, cidadãos, maiores de 21 anos; democracia direta – política e filosofia, trabalhos intelectuais Escravidão: escravos por dívidas e prisioneiros de guerra – força física, trabalhos manuais
  • 7. “ Há na espécie humana indivíduos tão inferiores a outros como o corpo é em relação à alma; são homens dos quais o emprego da força física é o melhor que deles se obtém. Tais indivíduos são destinados, por natureza, à escravidão, não possuem razão além do necessário, são animais desprovidos da plenitude da razão. (...)Todos os que se furtam da escravidão vão-se entregar à filosofia ou a política” (Aristóteles, Política )
  • 8. A Escola de Atenas (1510), Rafael Sanzio O Renascimento (XV-XVI) buscou inspiração no mundo clássico e retomou o homem como medida de todas as coisas
  • 9. Homens x Mulheres Homem: vida pública Mulher: vida privada (lar – reprodução) Exclusão da vida política (Atenas) (Esparta: liberdade pouco maior) Amor nobre: entre homens sabedoria “ O Banquete”, Platão Beleza: corpo x alma beleza do corpo = beleza da alma Ética e Estética = o belo é bom; o mau é feio “ Mulheres de Atenas” (1976): Chico Buarque
  • 10. Cronologia História Grega 1. Período pré-homérico (XX – XII a.C.): Civilização cretense e micênica (jônios, eólios, aqueus, dórios) – Formação da população grega; 2. Período Homérico (XII – VIII a.C.): poucas informações: Ilíada (guerra de Tróia) e Odisséia (aventuras do herói Ulisses), poesia épica de Homero. *Genos: pequenas unidades agrícolas auto-suficientes chefiadas pelo pater;
  • 11. 3. Período Arcaico (VI – V a.C.): Desagregação dos genos, formação da aristocracia (eupátridas: bem-nacidos), latifundiários. Formação da pólis Oligarquias (governo de poucos) 4. Período Clássico (V – IV a.C.): Guerras Médicas (greco-persas) (490 – 480 a.C.) Guerra do Peloponeso (Atenas x Esparta) (431 -404 a.C.) Apogeu ateniense (democracia, artes, filosofia) Século de Ouro, Século de Péricles (V a.C.) 5. Período Helenístico (III – II a.C.): Domínio Macedônico (Alexandre, 338 a.C.) Helenismo (cultura grega + oriental) Gregos = helenos / Grécia = Hélade
  • 12. A Roma Antiga Anfiteatro Flaviano, dito “Coliseu”
  • 13. Herança grega: rupturas e permanências Permanências: * cidade-Estado com instituições políticas que beneficiam uma aristocracia de homens livres * Escravidão : base da estrutura socioeconômica; explorada até as últimas consequências como a relação social de trabalho * politeísmo / mitologia: “latinização” dos deuses gregos. Ex.: Dioniso > Baco; Athena > Minerva; Ares > Marte * Filosofia e artes: humanismo
  • 14. Rupturas: *Não houve evolução política até a democracia – o poder sempre permaneceu nas mãos da aristocracia: tensões sociais (terras, escravidão, cristianismo) sempre reprimidas violentamente * Centralização : se a Grécia estava dividida em cidades-Estado autônomas, Roma incorporou as cidades a seu redor e centralizou a administração e a política.
  • 15. Cronologia História Romana Monarquia (753 – 509 a.C.) (VIII – VI a.C.) * Fundação e origens da cidade * Domínio etrusco (um dos primeiros povos) * Divisão social: reis, patrícios, clientes, plebeus e escravos República: (509 – 27 a.C.) (VI – I a.C.) * Domínio político dos patrícios (oligarquia) * Senado: maior e mais poderosa instituição política romana (administração, legislação e tesouro) * Guerras Púnicas – contra Cartago: expansionismo romano (III-II) * tensões sociais: patrícios x plebeus – Lei das 12 tábuas * Questão agrária: irmãos Graco (tribunos da Plebe) * Revolta de Espartaco (revolta de escravos) (73 a.C.) * Crise: Guerra Civil: ditaduras militares – generais * Triunviratos: Júlio César e Otávio Augusto
  • 16. 3. Império romano (27 a.C. – 476 d.C.) (I a.C. – V d.C.) Alto Império (I a.C. – III d.C.) - centralização do poder nas mãos do imperador - permanência da política expansionista - Otávio Augusto (27 a.C. – 14 d.C.): * * *apogeu da civilização romana – século de ouro romano – Artes e literatura (Cícero, Ovídio, Virgílio, Tito Lívio etc.) * Pax Romana: “ pão e circo” – estabilidade
  • 17. Baixo Império (III – V d.C.) Crise da civilização: Fim da expansão Crise da mão-de-obra escravista Pressão dos bárbaros nas fronteiras Cristianismo x paganismo
  • 18. Heranças romanas República: Res publica “ governo da coisa pública” contraposição à monarquia (divisão dos poderes) “ bem-comum” Direito romano: Fundamentos do direito atual Solução prática às tensões sociais e guerras de conquista (Lei das 12 tábuas) 3 grandes ramos: Direito Civil (cidadãos de Roma); Direito das gentes (estrangeiros / povos conquistados); Direito Natural (aspecto filosófico do Direito) Latim: Idioma romano, deu origem ao francês, espanhol e português, entre outros; Idioma que dominou a Idade Média (privilégio dos clérigos).
  • 20. Origem lendária Região de terras férteis: centro da Península Itálica (Lácio), banhada pelo rio Tibre. Rômulo e Remo – jogados ao rio Tibre Salvos por uma loba, que os amamentou e criou Rômulo matou Remo e se tornou o 1º. Rei de Roma Origem lendária, descrita pelo poeta latino Virgílio, na obra intitulada Eneida (poema épico romano).
  • 21. Origem “real”, histórica Os italiotas (+ - 2000 a.C.): ocuparam a região central (entre eles, os latinos); Os etruscos (VIII a.C.): Ocuparam, inicialmente, a região central, depois expandiram seus domínios ao norte; Os gregos (VIII a.C.) Ocuparam a região sul: Magna Grécia
  • 22. A Monarquia Romana (753 – 509 a.C.) Roma era apenas uma cidade-Estado Rei, Senado e Assembléia Curial Rei: etrusco; chefe militar, religioso e juiz; fiscalizado pela Assembléia Curial e pelo Senado. Senado (do latim senex = velho, ancião): conselho formado por anciãos, responsáveis pela chefia de grandes famílias (génos), ligadas por laços de parentesco e culturais. Suas funções eram legislar (elaborar leis) e fiscalizar as ações do rei. Assembléia Curial: formada por cidadãos (soldados), agrupados em cúrias (conjunto de dez clãs; clãs = conjunto de famílias ligadas por supostos antepassados comuns). Sua função era eleger altos funcionários e aprovar ou rejeitar leis. Reunia-se, porém, somente quando convocada pelo rei, e não constituía espaço de livre debate.
  • 23. Sociedade Romana Patrícios : grandes proprietários de terras, rebanhos e escravos; desfrutavam de direitos políticos e desempenhavam altas funções públicas (exército, religião, justiça, administração). Clientes : homens livres que se associavam aos patrícios, prestando-lhes diversos serviços em troca de auxílio econômico e proteção social. Fundamentais para a dominação política patrícia. Plebeus : homens e mulheres livres dedicados ao comércio, ao artesanato e aos trabalhos agrícolas. Maioria da população e, a princípio , não tinham direitos de cidadãos: não tinham direito de exercer cargos públicos nem participar da Assembléia Curial. Escravos : inicialmente, eram os devedores incapazes de honrar suas dívidas. Depois, com a expansão militar, o grupo passou a incluir prisioneiros de guerra. Realizavam as mais diversas atividades (agricultura, artesanato etc.). Eram considerados um bem material, uma propriedade ; não tinham, absolutamente, qualquer direito, individual ou político.