SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Politica
 Ainda ao início dos anos 80 do século passado o Brasil
vivia a ditadura militar. Porém, o presidente Ernesto
Geisel, já desde o final da década de 70, acenava para a
criação de condições de uma abertura política “lenta,
gradual e segura”, a qual deveria levar o país,
futuramente, a algum tipo ainda não claramente
definido de governo civil, o que pressupunha o fim
do militarismo
 o longo da década de 80, pressões por eleições resultou
no movimento de “Diretas Já”, um envolvimento cívico
de várias camadas da sociedade, o qual contou com a
participação de intelectuais, artistas, pessoas ligadas à
igreja (e outras religiões que não a Católica), partidos
políticos (que se formavam como o PT, PMDB e
PSDB), entre tantas personalidades políticas.
 A bandeira deste movimento era pela promoção do
processo de redemocratização do país, possibilitando a
participação da sociedade civil na escolha de seus
governantes. Embora as diretas não tenham tido o
efeito que se esperava (uma vez que o Congresso ainda
era controlado pelo governo, retardando as eleições
apenas para o final da década), mesmo que
indiretamente um presidente civil foi eleito: Tancredo
Neves.
 No entanto, Tancredo faleceu em 21 de Abril de 1985 e
não chegou a assumir o cargo para comandar a
transição para a democracia, fato que levou José
Sarney, seu vice, a assumir a presidência da República.
 Com a chegada de Sarney, em 1985, as políticas
começaram a se tornar heterodoxas, diferentes
daquelas defendidas pelo FMI (Fundo Monetário
Internacional), o qual impunha regras duras de
ortodoxia econômica ao Brasil como condição para
manter seus cofres abertos às necessidades brasileiras.
 Fevereiro de 1980: fundação do PT (Partido dos Trabalhadores)
em São Paulo.
 1981: Rondônia deixa de ser território e passa ser um estado da
federação.
 1984: Movimento Diretas Já (movimento que pedia a volta das
eleições diretas para presidente do Brasil).
 1985. Tancredo Neves é eleito, de forma indireta, presidente do
Brasil. Porém, morre antes de assumir o cargo. Assume o vice-
presidente José Sarney. Fim da Ditadura Militar no Brasil.
 1988: Amapá e Roraima deixam de ser territórios e passam a ser
estados brasileiros.
 5 de outubro de 1988: promulgada a Constituição Brasileira (em
vigor até os dias de hoje).
 Outubro de 1988: criado o estado de Tocantins.
 A década de 80 no Brasil ficou conhecida do ponto de
vista econômico e do desenvolvimento. Como: “A
Década Perdida
 O período compreendido entre 1980 e 1984 marca o
início de uma crise econômica no país devido ao seu
desajustes macroeconômicos que geravam taxas
insuportáveis de inflação o que de fato impedia o
sucesso de qualquer plano de crescimento econômico.
 A década de 80 é considerada a década perdida da
economia brasileira, na medida que os níveis de
crescimento do PIB apresentaram significativas
reduções, só para recordar o crescimento médio na
década de 70 foi de 7%, já na década de 80 foi de
somente 2% .
 A década de 80 é considerada a década perdida da
economia brasileira, na medida que os níveis de
crescimento do PIB apresentaram significativas
reduções, só para recordar o crescimento médio na
década de 70 foi de 7%, já na década de 80 foi de
somente 2% .
 1986: criado no Brasil o “ Plano Cruzado.
 plano econômico do governo Sarney que visava reduzir
a inflação com tabelamento de preços, que se
encontravam extremamente elevados.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

geografia-3-ano-medio.docx
geografia-3-ano-medio.docxgeografia-3-ano-medio.docx
geografia-3-ano-medio.docxAmanda Morato
 
Os movimentos sociais contemporâneos
Os movimentos sociais contemporâneosOs movimentos sociais contemporâneos
Os movimentos sociais contemporâneosEdenilson Morais
 
Cidadania ativa, passiva, reprimida e regulada
Cidadania ativa, passiva, reprimida e reguladaCidadania ativa, passiva, reprimida e regulada
Cidadania ativa, passiva, reprimida e reguladaMaira Conde
 
Nova ordem mundial.
Nova ordem mundial.Nova ordem mundial.
Nova ordem mundial.Camila Brito
 
Reggae no Brasil
Reggae no BrasilReggae no Brasil
Reggae no BrasilLUIZ_br
 
Aulas 7 e 8 adolescentes e tribos urbanas ritos de passag
Aulas 7 e 8   adolescentes e tribos urbanas  ritos de passagAulas 7 e 8   adolescentes e tribos urbanas  ritos de passag
Aulas 7 e 8 adolescentes e tribos urbanas ritos de passagariadnemonitoria
 
Rock no brasil dos anos 80 e 90
Rock no brasil dos anos 80 e 90Rock no brasil dos anos 80 e 90
Rock no brasil dos anos 80 e 90Elô Ribeiro
 
Sociologia do desenvolvimento
Sociologia do desenvolvimentoSociologia do desenvolvimento
Sociologia do desenvolvimentoTalita de Morais
 
Regionalismos kau, jen e carol
Regionalismos   kau, jen e carolRegionalismos   kau, jen e carol
Regionalismos kau, jen e carolJanice Schwarz
 
Danças da região sudeste
Danças da região sudesteDanças da região sudeste
Danças da região sudesteRose Gonçalves
 
Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1flaviocosac
 
Democracia, participação social e saúde
Democracia, participação social e saúdeDemocracia, participação social e saúde
Democracia, participação social e saúdeRegina M F Gomes
 
Apresentação Marca Museu do Reggae Maranhão
Apresentação Marca Museu do Reggae MaranhãoApresentação Marca Museu do Reggae Maranhão
Apresentação Marca Museu do Reggae MaranhãoRoberto Forjaz
 
Diversidade Cultural No Brasil
Diversidade Cultural No BrasilDiversidade Cultural No Brasil
Diversidade Cultural No BrasilJoemille Leal
 

Mais procurados (20)

geografia-3-ano-medio.docx
geografia-3-ano-medio.docxgeografia-3-ano-medio.docx
geografia-3-ano-medio.docx
 
Os movimentos sociais contemporâneos
Os movimentos sociais contemporâneosOs movimentos sociais contemporâneos
Os movimentos sociais contemporâneos
 
Cidadania ativa, passiva, reprimida e regulada
Cidadania ativa, passiva, reprimida e reguladaCidadania ativa, passiva, reprimida e regulada
Cidadania ativa, passiva, reprimida e regulada
 
A musica na década de 80
A musica na década de 80A musica na década de 80
A musica na década de 80
 
Nova ordem mundial.
Nova ordem mundial.Nova ordem mundial.
Nova ordem mundial.
 
Reggae no Brasil
Reggae no BrasilReggae no Brasil
Reggae no Brasil
 
Aulas 7 e 8 adolescentes e tribos urbanas ritos de passag
Aulas 7 e 8   adolescentes e tribos urbanas  ritos de passagAulas 7 e 8   adolescentes e tribos urbanas  ritos de passag
Aulas 7 e 8 adolescentes e tribos urbanas ritos de passag
 
Rock no brasil dos anos 80 e 90
Rock no brasil dos anos 80 e 90Rock no brasil dos anos 80 e 90
Rock no brasil dos anos 80 e 90
 
Sociologia do desenvolvimento
Sociologia do desenvolvimentoSociologia do desenvolvimento
Sociologia do desenvolvimento
 
SÍMBOLOS NACIONAIS
SÍMBOLOS NACIONAISSÍMBOLOS NACIONAIS
SÍMBOLOS NACIONAIS
 
Regionalismos kau, jen e carol
Regionalismos   kau, jen e carolRegionalismos   kau, jen e carol
Regionalismos kau, jen e carol
 
Danças da região sudeste
Danças da região sudesteDanças da região sudeste
Danças da região sudeste
 
Movimento ambientalista
Movimento ambientalistaMovimento ambientalista
Movimento ambientalista
 
Anos 80 rock
Anos 80   rockAnos 80   rock
Anos 80 rock
 
Mpb
MpbMpb
Mpb
 
Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1Região sudeste parte 1
Região sudeste parte 1
 
Democracia, participação social e saúde
Democracia, participação social e saúdeDemocracia, participação social e saúde
Democracia, participação social e saúde
 
Apresentação Marca Museu do Reggae Maranhão
Apresentação Marca Museu do Reggae MaranhãoApresentação Marca Museu do Reggae Maranhão
Apresentação Marca Museu do Reggae Maranhão
 
Movimento feminista
Movimento feministaMovimento feminista
Movimento feminista
 
Diversidade Cultural No Brasil
Diversidade Cultural No BrasilDiversidade Cultural No Brasil
Diversidade Cultural No Brasil
 

Semelhante a Anos 80 (20)

Pelos Trilhos da História
Pelos Trilhos da HistóriaPelos Trilhos da História
Pelos Trilhos da História
 
Redemocratização do brasil 1970-1980
Redemocratização do brasil  1970-1980Redemocratização do brasil  1970-1980
Redemocratização do brasil 1970-1980
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Era Vargas!
Era Vargas!Era Vargas!
Era Vargas!
 
Década de 1950
Década de 1950Década de 1950
Década de 1950
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Período Sarney - 3M2
Período Sarney - 3M2Período Sarney - 3M2
Período Sarney - 3M2
 
Período Sarney - 3M2 - G4
Período Sarney - 3M2 - G4Período Sarney - 3M2 - G4
Período Sarney - 3M2 - G4
 
Redemocratização
RedemocratizaçãoRedemocratização
Redemocratização
 
Trabalho de recuperação de historia
Trabalho de recuperação de historiaTrabalho de recuperação de historia
Trabalho de recuperação de historia
 
Biografia
BiografiaBiografia
Biografia
 
Governos Geisel e Figueiredo
Governos Geisel e FigueiredoGovernos Geisel e Figueiredo
Governos Geisel e Figueiredo
 
Revolução de 1930
Revolução de 1930Revolução de 1930
Revolução de 1930
 
Reproducao capitulo 5_ano_mah
Reproducao capitulo 5_ano_mahReproducao capitulo 5_ano_mah
Reproducao capitulo 5_ano_mah
 
Panorama da Ditadura Militar_atividade educacional
Panorama da Ditadura Militar_atividade educacionalPanorama da Ditadura Militar_atividade educacional
Panorama da Ditadura Militar_atividade educacional
 
Ditadura Militar Miinicurso
Ditadura Militar MiinicursoDitadura Militar Miinicurso
Ditadura Militar Miinicurso
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
1
11
1
 
A era vargas larissa-proinfo
A era vargas larissa-proinfoA era vargas larissa-proinfo
A era vargas larissa-proinfo
 

Mais de Maria Cledionora Tavares Tavares (20)

Cledionora brasil
Cledionora brasilCledionora brasil
Cledionora brasil
 
Esse 2ª ano
Esse 2ª anoEsse 2ª ano
Esse 2ª ano
 
Geologia = apf
Geologia = apfGeologia = apf
Geologia = apf
 
Indústria
IndústriaIndústria
Indústria
 
Indústria.
Indústria.Indústria.
Indústria.
 
Geografiatalyta
GeografiatalytaGeografiatalyta
Geografiatalyta
 
Trab. geo
Trab. geoTrab. geo
Trab. geo
 
Erro
ErroErro
Erro
 
Anos 60
Anos 60Anos 60
Anos 60
 
Brasil nos anos 80f
Brasil nos anos 80fBrasil nos anos 80f
Brasil nos anos 80f
 
Anos 90
Anos 90Anos 90
Anos 90
 
Apresentação13
Apresentação13Apresentação13
Apresentação13
 
Anos 50
Anos 50Anos 50
Anos 50
 
Anos 70 no brasil
Anos 70 no brasilAnos 70 no brasil
Anos 70 no brasil
 
Europa blod 1
Europa blod 1Europa blod 1
Europa blod 1
 
Atualidadeuniaoblog 1
Atualidadeuniaoblog 1Atualidadeuniaoblog 1
Atualidadeuniaoblog 1
 
9º ano
9º ano9º ano
9º ano
 
1ª série e.m benec11
1ª série e.m benec111ª série e.m benec11
1ª série e.m benec11
 
Nive 4 2013
Nive 4 2013Nive 4 2013
Nive 4 2013
 
Nivel 2
Nivel 2Nivel 2
Nivel 2
 

Último

Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx2m Assessoria
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx2m Assessoria
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiPaulo Pagliusi, PhD, CISM
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfInocencioHoracio3
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASMarcio Venturelli
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx2m Assessoria
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAMarcio Venturelli
 

Último (8)

Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo PagliusiPalestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
Palestras sobre Cibersegurança em Eventos - Paulo Pagliusi
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - GESTÃO DE PESSOAS E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES - 52_2024.docx
 
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CÁLCULO DIFERENCIAL E INTEGRAL II - 52_2024.docx
 
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo PagliusiEntrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
Entrevistas, artigos, livros & citações de Paulo Pagliusi
 
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdfAula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
Aula 01 - Introducao a Processamento de Frutos e Hortalicas.pdf
 
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINASCOI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
COI CENTRO DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS NAS USINAS
 
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docxATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
ATIVIDADE 1 - CUSTOS DE PRODUÇÃO - 52_2024.docx
 
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIAEAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
EAD Curso - CIÊNCIA DE DADOS NA INDÚSTTRIA
 

Anos 80

  • 2.  Ainda ao início dos anos 80 do século passado o Brasil vivia a ditadura militar. Porém, o presidente Ernesto Geisel, já desde o final da década de 70, acenava para a criação de condições de uma abertura política “lenta, gradual e segura”, a qual deveria levar o país, futuramente, a algum tipo ainda não claramente definido de governo civil, o que pressupunha o fim do militarismo
  • 3.  o longo da década de 80, pressões por eleições resultou no movimento de “Diretas Já”, um envolvimento cívico de várias camadas da sociedade, o qual contou com a participação de intelectuais, artistas, pessoas ligadas à igreja (e outras religiões que não a Católica), partidos políticos (que se formavam como o PT, PMDB e PSDB), entre tantas personalidades políticas.
  • 4.  A bandeira deste movimento era pela promoção do processo de redemocratização do país, possibilitando a participação da sociedade civil na escolha de seus governantes. Embora as diretas não tenham tido o efeito que se esperava (uma vez que o Congresso ainda era controlado pelo governo, retardando as eleições apenas para o final da década), mesmo que indiretamente um presidente civil foi eleito: Tancredo Neves.
  • 5.
  • 6.  No entanto, Tancredo faleceu em 21 de Abril de 1985 e não chegou a assumir o cargo para comandar a transição para a democracia, fato que levou José Sarney, seu vice, a assumir a presidência da República.
  • 7.
  • 8.  Com a chegada de Sarney, em 1985, as políticas começaram a se tornar heterodoxas, diferentes daquelas defendidas pelo FMI (Fundo Monetário Internacional), o qual impunha regras duras de ortodoxia econômica ao Brasil como condição para manter seus cofres abertos às necessidades brasileiras.
  • 9.  Fevereiro de 1980: fundação do PT (Partido dos Trabalhadores) em São Paulo.  1981: Rondônia deixa de ser território e passa ser um estado da federação.  1984: Movimento Diretas Já (movimento que pedia a volta das eleições diretas para presidente do Brasil).  1985. Tancredo Neves é eleito, de forma indireta, presidente do Brasil. Porém, morre antes de assumir o cargo. Assume o vice- presidente José Sarney. Fim da Ditadura Militar no Brasil.  1988: Amapá e Roraima deixam de ser territórios e passam a ser estados brasileiros.  5 de outubro de 1988: promulgada a Constituição Brasileira (em vigor até os dias de hoje).  Outubro de 1988: criado o estado de Tocantins.
  • 10.  A década de 80 no Brasil ficou conhecida do ponto de vista econômico e do desenvolvimento. Como: “A Década Perdida
  • 11.  O período compreendido entre 1980 e 1984 marca o início de uma crise econômica no país devido ao seu desajustes macroeconômicos que geravam taxas insuportáveis de inflação o que de fato impedia o sucesso de qualquer plano de crescimento econômico.
  • 12.  A década de 80 é considerada a década perdida da economia brasileira, na medida que os níveis de crescimento do PIB apresentaram significativas reduções, só para recordar o crescimento médio na década de 70 foi de 7%, já na década de 80 foi de somente 2% .
  • 13.  A década de 80 é considerada a década perdida da economia brasileira, na medida que os níveis de crescimento do PIB apresentaram significativas reduções, só para recordar o crescimento médio na década de 70 foi de 7%, já na década de 80 foi de somente 2% .
  • 14.  1986: criado no Brasil o “ Plano Cruzado.  plano econômico do governo Sarney que visava reduzir a inflação com tabelamento de preços, que se encontravam extremamente elevados.