SlideShare uma empresa Scribd logo
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

1 - PRINCIPAIS PARTIDOS:
• PSD (Partido Social Democrático):
    – Principal partido.
    – Criado por Getúlio Vargas.
    – Base rural.
    – Industriais, banqueiros e latifundiários associados ao regime
      de Getúlio Vargas.
    – Políticos tradicionais com grande prestígio em suas regiões.
    – Exemplos: Juscelino Kubitschek, Ulysses Guimarães,
      Tancredo Neves.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• UDN (União Democrática Nacional):
   – Segunda maior força política.
   – Antigetulistas.
   – Contra a intervenção do Estado na economia.
   – Contra as leis trabalhistas.
   – Apoiavam o liberalismo e o alinhamento com os EUA.
   – Banqueiros, grandes empresários ligados aos EUA, donos de
     veículos de comunicação.
   – Exemplos: Carlos Lacerda, Assis Chateaubriand, Júlio
     Mesquita, família Marinho, José Sarney, Antônio Carlos
     Magalhães.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• PTB (Partido Trabalhista Brasileiro):
   – Terceira força política.
   – Base nos sindicatos legalizados durante o governo Vargas.
   – Força em grandes cidades.
   – Criado por Getúlio Vargas.
   – Nacionalismo econômico.
   – Intervenção econômica.
   – Exemplos: Getúlio Vargas, João Goulart e Leonel Brizola.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
2 - OUTRAS FORÇAS POLÍTICAS:
• PSP (Partido Social Progressista):
   – Partido “de aluguel” de Adhemar de Barros.
   – Forte somente em São Paulo.
   – “Rouba mas faz!”

• PCB (Partido Comunista do Brasil):
   – Curta duração (cancelado em 1947).
   – Forte apenas em grandes cidades como Rio de Janeiro ou São Paulo.
   – Ligado a intelectuais, estudantes universitário ou artistas.
   – Exemplos: Luís Carlos Prestes, Cândido Portinari, Jorge Amado,
     Graciliano Ramos, Mário Lago, Caio Prado Jr., Oscar Niemeyer.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
 REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
REPRESENTAÇÃO PARTIDÁRIA DO PERÍODO:
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
3 - EURICO GASPAR DUTRA (1946 – 1951):
• PSD + PTB.
• Proibição de cassinos e jogos de azar.
• 1946 – nova constituição:
    – Liberalismo + conservadorismo.
    – República Federativa Presidencialista.
    – Voto secreto e universal (excluindo-se analfabetos, soldados e
      cabos).
    – Sindicatos atrelados – restrições a greves.
    – Mandato presidencial de 5 anos.
    – Liberdade partidária (?)
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
• Alinhamento internacional com os EUA (Guerra Fria):
   – Rompimento de relações com URSS.
   – 1947 – cancelamento do PCB.
• Liberalismo econômico – facilidades para importações.
   – Esgotamento de reservas financeiras.
   – Retração da indústria nacional.
   – Endividamento.
   – Arrocho salarial.
   – Descontentamento de trabalhadores.
• 1947 – Intervencionismo estatal.
• 1948 – Plano SALTE (fracasso).
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
 INFLAÇÃO E DESGASTE DE SALÁRIOS:
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
4 - GETÚLIO VARGAS (1951 – 1954):
• PTB + PSP
• Crise econômica – inflação e falta de recursos.
• Crise política – greves e pressões de oposicionistas.
• Criação do BNDE - investimentos industriais nacionais.
• NACIONALISMO X LIBERALISMO (“Entreguismo”)

 Estudantes, sindicalistas,   UDN, empresários ligados
 PTB, comunistas.             aos EUA, setores das forças
                              armadas (ESG) e dos meios
 Campanha “O Petróleo é
                              de comunicação.
 nosso!”
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

  CAMPANHA “O PETRÓLEO É NOSSO”
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
       REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• Criação da Petrobrás (1953).
• Criação da Eletrobrás.
• Aumento de 100% para o salário mínimo (MAI/1954).
   – Jango.
• Críticas generalizadas da oposição.
• “Manifesto dos Coronéis”
• Atentado da Rua Toneleiros (AGO/54).
   – “República do Galeão”.
   – Pressões para renúncia.
• Suicídio (24/08/1954).
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
        A MORTE DE VARGAS:
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
       REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

5 - O FINAL DO MANDATO DE VARGAS (1954
   – 1956):
• Café Filho (PSD – vice):
    – aproximação com UDN.
    – SUMOC 113 – facilidades de importações
      para empresas estrangeiras.                CAFÉ FILHO
    – Afastamento por doença.
• Carlos Luz (PSD - Presidente do Congresso
   Nacional) assume:
    – Tentativa de golpe.
    – Impedido pelo Marechal Henrique T. Lott.
                                                 CARLOS LUZ
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
       REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• Nereu Ramos (Presidente do Senado) completa o mandato.

6 - JUSCELINO KUBITSCHEK (1956 – 1961):
• PSD + PTB.
• Democrata, hábil politicamente.
    – “Presidente Bossa Nova”.
• Desenvolvimentismo.
    – “50 anos em 5”
    – Plano de Metas – ênfase na indústria.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• Facilidades para multinacionais – setor automotivo.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
• Construção de estradas (Belém-Brasília) e usinas (Furnas, Três
  Marias).
• Construção de Brasília (1960).
• Empréstimos – endividamento externo.
• Urbanização intensa e desordenada.
• SUDENE (fracasso).
• Inflação e concentração de renda.
• 1960 – Rompimento com FMI.
   – Emissão monetária.


                                 FURNAS
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
 UMA NOVA CAPITAL SURGE DO NADA
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
7 - JÂNIO QUADROS (1961):
• Sem base partidária:
   – PTN (Partido Trabalhista
     Nacional), de representação
     inexpressiva.

• Teatral, contraditório, apresentava-
  se como a renovação política.
   – Vassoura – símbolo de
     campanha (“varrer a corrupção”).
• Apoio da UDN – “UDN de porre”
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
• Política interna: conservadorismo econômico
   – Congelamento de salários.
   – Corte de subsídios para o trigo e o petróleo.
   – Inflação.
• Política externa “independente” – não alinhamento.
   – Reatou relações diplomáticas com URSS, CHINA e CUBA.
   – Condecorou Ernesto “Chê” Guevara.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• Moralismo:
   – Proibição de brigas de galo.
   – Proibição de corridas de cavalo em
     dias úteis.
   – Proibição do uso do biquíni.
• Descontentamento geral.
• Renúncia.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
       REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

8 - JOÃO GOULART (1961 – 1964):
• PTB
• Crise para a posse – medo do comunismo:
    – 1961: Movimento da Legalidade (Leonel
      Brizola – RS).
    – Solução negociada – instituição do      JANGO
      parlamentarismo (Tancredo Neves).
• 1963: Retomada de poderes (volta do
   presidencialismo – plebiscito).


                            LEONEL BRIZOLA
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• Lei de Remessa de Lucros:
   – Descontentamento dos EUA e da oposição ligada a UDN.
• Plano Trienal de Desenvolvimento.
• Reformas de Base (agrária, urbana, política e educacional).
• Atuação intensa das Ligas Camponesas (Francisco Julião).




                                          FRANCISCO JULIÃO
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• Greves generalizadas.




  OBS: Dados em milhares de trabalhadores.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• Acirramento de atritos entre defensores e opositores do governo:
 COMÍCIO DA                            MARCHA DA FAMÍLIA
 CENTRAL DO BRASIL                     COM DEUS PELA
 (RJ) - Manifestação de
 apoio ao presidente.
                              X        LIBERDADE (SP) –
                                       Manifestação contrária ao
                                       presidente.
BRASIL REPÚBLICA (1889 – )
        REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)

• 31/3/1964: Golpe militar derruba o
  presidente e institui a ditadura no
  país.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da república
Fabiana Tonsis
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
Daniel Alves Bronstrup
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
Douglas Barraqui
 
Independência do Brasil
Independência do BrasilIndependência do Brasil
Independência do Brasil
Janaína Tavares
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
Claudenilson da Silva
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
Fatima Freitas
 
A República Velha (1889-1930)
A República Velha (1889-1930)A República Velha (1889-1930)
A República Velha (1889-1930)
Isaquel Silva
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
Daniel Alves Bronstrup
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
Elaine Bogo Pavani
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
Portal do Vestibulando
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
dmflores21
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
Fabiana Tonsis
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
Isaquel Silva
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
Janaína Tavares
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
isameucci
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
Daniel Alves Bronstrup
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
Daniel Alves Bronstrup
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
Daniel Alves Bronstrup
 

Mais procurados (20)

Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da república
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
 
América portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasilAmérica portuguesa a colonização do brasil
América portuguesa a colonização do brasil
 
Independência do Brasil
Independência do BrasilIndependência do Brasil
Independência do Brasil
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
A República Velha (1889-1930)
A República Velha (1889-1930)A República Velha (1889-1930)
A República Velha (1889-1930)
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Primeira República
Primeira RepúblicaPrimeira República
Primeira República
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
3º ano - Era Vargas 1930-1945
3º ano  - Era Vargas 1930-19453º ano  - Era Vargas 1930-1945
3º ano - Era Vargas 1930-1945
 
3° ano República da Espada
3° ano   República da Espada3° ano   República da Espada
3° ano República da Espada
 

Destaque

1968
19681968
O segundo governo vargas
O segundo governo vargasO segundo governo vargas
O segundo governo vargas
Edenilson Morais
 
O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
Do governo dutra ao governo joão goulart
Do governo dutra ao governo joão goulartDo governo dutra ao governo joão goulart
Do governo dutra ao governo joão goulart
Edenilson Morais
 
A Nova República: o governo Sarney
A Nova República: o governo SarneyA Nova República: o governo Sarney
A Nova República: o governo Sarney
Edenilson Morais
 
O governo Fernando Collor (1990-1992)
O governo Fernando Collor (1990-1992)O governo Fernando Collor (1990-1992)
O governo Fernando Collor (1990-1992)
Edenilson Morais
 

Destaque (6)

1968
19681968
1968
 
O segundo governo vargas
O segundo governo vargasO segundo governo vargas
O segundo governo vargas
 
O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)
 
Do governo dutra ao governo joão goulart
Do governo dutra ao governo joão goulartDo governo dutra ao governo joão goulart
Do governo dutra ao governo joão goulart
 
A Nova República: o governo Sarney
A Nova República: o governo SarneyA Nova República: o governo Sarney
A Nova República: o governo Sarney
 
O governo Fernando Collor (1990-1992)
O governo Fernando Collor (1990-1992)O governo Fernando Collor (1990-1992)
O governo Fernando Collor (1990-1992)
 

Semelhante a República Populista (1946-1964)

Republica populista.filé
Republica populista.filéRepublica populista.filé
Republica populista.filé
mundica broda
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
Isaquel Silva
 
Brasil república populista 1945 1964
Brasil república populista 1945 1964Brasil república populista 1945 1964
Brasil república populista 1945 1964
dmflores21
 
Brasil República
Brasil República  Brasil República
Brasil República
Isaquel Silva
 
Governos Populistas - Brasil - ETEC.pptx
Governos Populistas - Brasil - ETEC.pptxGovernos Populistas - Brasil - ETEC.pptx
Governos Populistas - Brasil - ETEC.pptx
Teste2465
 
13 república populista
13  república populista13  república populista
13 república populista
José Augusto Fiorin
 
O governo Jânio Quadros (1961)
O governo Jânio Quadros (1961)O governo Jânio Quadros (1961)
O governo Jânio Quadros (1961)
Edenilson Morais
 
14. brasil aula sobre governos democráticos 1946 1964
14. brasil aula sobre governos democráticos 1946 196414. brasil aula sobre governos democráticos 1946 1964
14. brasil aula sobre governos democráticos 1946 1964
Darlan Campos
 
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
O governo Dutra (1946-1950)
O governo Dutra (1946-1950)O governo Dutra (1946-1950)
O governo Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
O governo Dutra (1946-1950)
O governo Dutra (1946-1950)O governo Dutra (1946-1950)
O governo Dutra (1946-1950)
Edenilson Morais
 
O Governo Eurico Dutra (1946
O Governo Eurico Dutra (1946O Governo Eurico Dutra (1946
O Governo Eurico Dutra (1946
Edenilson Morais
 
Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)
Edenilson Morais
 
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre MoraisHistória do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
Curso Livre Redação-Eliani Martins
 
3 ano jkkkkk
3 ano jkkkkk3 ano jkkkkk
3 ano jkkkkk
Gretiane Pinheiro
 
Ditadura militar no Brasil
Ditadura militar no BrasilDitadura militar no Brasil
Ditadura militar no Brasil
Aparicio Junior
 
ditadura 3 medio.ppt
ditadura 3 medio.pptditadura 3 medio.ppt
ditadura 3 medio.ppt
RogerioTrentin2
 
O populismo; a república liberal, período democrático 1946 - 1964
O populismo; a república liberal, período democrático   1946 - 1964O populismo; a república liberal, período democrático   1946 - 1964
O populismo; a república liberal, período democrático 1946 - 1964
Claudio Apolinário
 

Semelhante a República Populista (1946-1964) (20)

Republica populista.filé
Republica populista.filéRepublica populista.filé
Republica populista.filé
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
 
Brasil república populista 1945 1964
Brasil república populista 1945 1964Brasil república populista 1945 1964
Brasil república populista 1945 1964
 
Brasil República
Brasil República  Brasil República
Brasil República
 
Governos Populistas - Brasil - ETEC.pptx
Governos Populistas - Brasil - ETEC.pptxGovernos Populistas - Brasil - ETEC.pptx
Governos Populistas - Brasil - ETEC.pptx
 
13 república populista
13  república populista13  república populista
13 república populista
 
O governo Jânio Quadros (1961)
O governo Jânio Quadros (1961)O governo Jânio Quadros (1961)
O governo Jânio Quadros (1961)
 
14. brasil aula sobre governos democráticos 1946 1964
14. brasil aula sobre governos democráticos 1946 196414. brasil aula sobre governos democráticos 1946 1964
14. brasil aula sobre governos democráticos 1946 1964
 
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
O governo Eurico Gaspar Dutra (1946-1950)
 
O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)
 
O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)O Governo Dutra (1946-1950)
O Governo Dutra (1946-1950)
 
O governo Dutra (1946-1950)
O governo Dutra (1946-1950)O governo Dutra (1946-1950)
O governo Dutra (1946-1950)
 
O governo Dutra (1946-1950)
O governo Dutra (1946-1950)O governo Dutra (1946-1950)
O governo Dutra (1946-1950)
 
O Governo Eurico Dutra (1946
O Governo Eurico Dutra (1946O Governo Eurico Dutra (1946
O Governo Eurico Dutra (1946
 
Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)Era Vargas (1930-1945)
Era Vargas (1930-1945)
 
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre MoraisHistória do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
História do Brasil - Brasil República - Prof. Alexandre Morais
 
3 ano jkkkkk
3 ano jkkkkk3 ano jkkkkk
3 ano jkkkkk
 
Ditadura militar no Brasil
Ditadura militar no BrasilDitadura militar no Brasil
Ditadura militar no Brasil
 
ditadura 3 medio.ppt
ditadura 3 medio.pptditadura 3 medio.ppt
ditadura 3 medio.ppt
 
O populismo; a república liberal, período democrático 1946 - 1964
O populismo; a república liberal, período democrático   1946 - 1964O populismo; a república liberal, período democrático   1946 - 1964
O populismo; a república liberal, período democrático 1946 - 1964
 

Mais de Edenilson Morais

Simulado História do Brasil e do História do Maranhão
Simulado História do Brasil e do História do MaranhãoSimulado História do Brasil e do História do Maranhão
Simulado História do Brasil e do História do Maranhão
Edenilson Morais
 
Soluções para otimização de resultados no enem
Soluções para otimização de resultados no enem Soluções para otimização de resultados no enem
Soluções para otimização de resultados no enem
Edenilson Morais
 
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
Edenilson Morais
 
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade culturalHistória do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
Edenilson Morais
 
História de mato grosso período colonial
História de mato grosso   período colonialHistória de mato grosso   período colonial
História de mato grosso período colonial
Edenilson Morais
 
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Edenilson Morais
 
Sociologia - Michel Foucalt
Sociologia - Michel FoucaltSociologia - Michel Foucalt
Sociologia - Michel Foucalt
Edenilson Morais
 
A nova historia cultural
A nova historia culturalA nova historia cultural
A nova historia cultural
Edenilson Morais
 
Guerraspunicas
GuerraspunicasGuerraspunicas
Guerraspunicas
Edenilson Morais
 
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Edenilson Morais
 
As origens do totalitarismo de hannah arendt
As origens do totalitarismo de hannah arendtAs origens do totalitarismo de hannah arendt
As origens do totalitarismo de hannah arendt
Edenilson Morais
 
Durkheim suicidio
Durkheim suicidioDurkheim suicidio
Durkheim suicidio
Edenilson Morais
 
A crise feudal e a ascensão dos estados modernos
A crise feudal e a ascensão dos estados modernosA crise feudal e a ascensão dos estados modernos
A crise feudal e a ascensão dos estados modernos
Edenilson Morais
 
Sociologia globalização
Sociologia globalizaçãoSociologia globalização
Sociologia globalização
Edenilson Morais
 
A visão da afro
A visão da afroA visão da afro
A visão da afro
Edenilson Morais
 
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociaisSociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Edenilson Morais
 
Cartazes da 1ª guerra
Cartazes da 1ª guerraCartazes da 1ª guerra
Cartazes da 1ª guerra
Edenilson Morais
 
Sociologia resumo
Sociologia resumoSociologia resumo
Sociologia resumo
Edenilson Morais
 
Artigos de história da sexualidade
Artigos de história da sexualidadeArtigos de história da sexualidade
Artigos de história da sexualidade
Edenilson Morais
 
Weber e o capitalismo
Weber e o capitalismoWeber e o capitalismo
Weber e o capitalismo
Edenilson Morais
 

Mais de Edenilson Morais (20)

Simulado História do Brasil e do História do Maranhão
Simulado História do Brasil e do História do MaranhãoSimulado História do Brasil e do História do Maranhão
Simulado História do Brasil e do História do Maranhão
 
Soluções para otimização de resultados no enem
Soluções para otimização de resultados no enem Soluções para otimização de resultados no enem
Soluções para otimização de resultados no enem
 
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
 
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade culturalHistória do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
 
História de mato grosso período colonial
História de mato grosso   período colonialHistória de mato grosso   período colonial
História de mato grosso período colonial
 
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
 
Sociologia - Michel Foucalt
Sociologia - Michel FoucaltSociologia - Michel Foucalt
Sociologia - Michel Foucalt
 
A nova historia cultural
A nova historia culturalA nova historia cultural
A nova historia cultural
 
Guerraspunicas
GuerraspunicasGuerraspunicas
Guerraspunicas
 
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
 
As origens do totalitarismo de hannah arendt
As origens do totalitarismo de hannah arendtAs origens do totalitarismo de hannah arendt
As origens do totalitarismo de hannah arendt
 
Durkheim suicidio
Durkheim suicidioDurkheim suicidio
Durkheim suicidio
 
A crise feudal e a ascensão dos estados modernos
A crise feudal e a ascensão dos estados modernosA crise feudal e a ascensão dos estados modernos
A crise feudal e a ascensão dos estados modernos
 
Sociologia globalização
Sociologia globalizaçãoSociologia globalização
Sociologia globalização
 
A visão da afro
A visão da afroA visão da afro
A visão da afro
 
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociaisSociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
 
Cartazes da 1ª guerra
Cartazes da 1ª guerraCartazes da 1ª guerra
Cartazes da 1ª guerra
 
Sociologia resumo
Sociologia resumoSociologia resumo
Sociologia resumo
 
Artigos de história da sexualidade
Artigos de história da sexualidadeArtigos de história da sexualidade
Artigos de história da sexualidade
 
Weber e o capitalismo
Weber e o capitalismoWeber e o capitalismo
Weber e o capitalismo
 

Último

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
erico paulo rocha guedes
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 

Último (20)

Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdfTrabalho de Geografia industrialização.pdf
Trabalho de Geografia industrialização.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 

República Populista (1946-1964)

  • 1. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) 1 - PRINCIPAIS PARTIDOS: • PSD (Partido Social Democrático): – Principal partido. – Criado por Getúlio Vargas. – Base rural. – Industriais, banqueiros e latifundiários associados ao regime de Getúlio Vargas. – Políticos tradicionais com grande prestígio em suas regiões. – Exemplos: Juscelino Kubitschek, Ulysses Guimarães, Tancredo Neves.
  • 2. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • UDN (União Democrática Nacional): – Segunda maior força política. – Antigetulistas. – Contra a intervenção do Estado na economia. – Contra as leis trabalhistas. – Apoiavam o liberalismo e o alinhamento com os EUA. – Banqueiros, grandes empresários ligados aos EUA, donos de veículos de comunicação. – Exemplos: Carlos Lacerda, Assis Chateaubriand, Júlio Mesquita, família Marinho, José Sarney, Antônio Carlos Magalhães.
  • 3. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • PTB (Partido Trabalhista Brasileiro): – Terceira força política. – Base nos sindicatos legalizados durante o governo Vargas. – Força em grandes cidades. – Criado por Getúlio Vargas. – Nacionalismo econômico. – Intervenção econômica. – Exemplos: Getúlio Vargas, João Goulart e Leonel Brizola.
  • 4. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) 2 - OUTRAS FORÇAS POLÍTICAS: • PSP (Partido Social Progressista): – Partido “de aluguel” de Adhemar de Barros. – Forte somente em São Paulo. – “Rouba mas faz!” • PCB (Partido Comunista do Brasil): – Curta duração (cancelado em 1947). – Forte apenas em grandes cidades como Rio de Janeiro ou São Paulo. – Ligado a intelectuais, estudantes universitário ou artistas. – Exemplos: Luís Carlos Prestes, Cândido Portinari, Jorge Amado, Graciliano Ramos, Mário Lago, Caio Prado Jr., Oscar Niemeyer.
  • 5. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) REPRESENTAÇÃO PARTIDÁRIA DO PERÍODO:
  • 6. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) 3 - EURICO GASPAR DUTRA (1946 – 1951): • PSD + PTB. • Proibição de cassinos e jogos de azar. • 1946 – nova constituição: – Liberalismo + conservadorismo. – República Federativa Presidencialista. – Voto secreto e universal (excluindo-se analfabetos, soldados e cabos). – Sindicatos atrelados – restrições a greves. – Mandato presidencial de 5 anos. – Liberdade partidária (?)
  • 7. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Alinhamento internacional com os EUA (Guerra Fria): – Rompimento de relações com URSS. – 1947 – cancelamento do PCB. • Liberalismo econômico – facilidades para importações. – Esgotamento de reservas financeiras. – Retração da indústria nacional. – Endividamento. – Arrocho salarial. – Descontentamento de trabalhadores. • 1947 – Intervencionismo estatal. • 1948 – Plano SALTE (fracasso).
  • 8. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) INFLAÇÃO E DESGASTE DE SALÁRIOS:
  • 9. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) 4 - GETÚLIO VARGAS (1951 – 1954): • PTB + PSP • Crise econômica – inflação e falta de recursos. • Crise política – greves e pressões de oposicionistas. • Criação do BNDE - investimentos industriais nacionais. • NACIONALISMO X LIBERALISMO (“Entreguismo”) Estudantes, sindicalistas, UDN, empresários ligados PTB, comunistas. aos EUA, setores das forças armadas (ESG) e dos meios Campanha “O Petróleo é de comunicação. nosso!”
  • 10. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) CAMPANHA “O PETRÓLEO É NOSSO”
  • 11. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Criação da Petrobrás (1953). • Criação da Eletrobrás. • Aumento de 100% para o salário mínimo (MAI/1954). – Jango. • Críticas generalizadas da oposição. • “Manifesto dos Coronéis” • Atentado da Rua Toneleiros (AGO/54). – “República do Galeão”. – Pressões para renúncia. • Suicídio (24/08/1954).
  • 12. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) A MORTE DE VARGAS:
  • 13. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964)
  • 14. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) 5 - O FINAL DO MANDATO DE VARGAS (1954 – 1956): • Café Filho (PSD – vice): – aproximação com UDN. – SUMOC 113 – facilidades de importações para empresas estrangeiras. CAFÉ FILHO – Afastamento por doença. • Carlos Luz (PSD - Presidente do Congresso Nacional) assume: – Tentativa de golpe. – Impedido pelo Marechal Henrique T. Lott. CARLOS LUZ
  • 15. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Nereu Ramos (Presidente do Senado) completa o mandato. 6 - JUSCELINO KUBITSCHEK (1956 – 1961): • PSD + PTB. • Democrata, hábil politicamente. – “Presidente Bossa Nova”. • Desenvolvimentismo. – “50 anos em 5” – Plano de Metas – ênfase na indústria.
  • 16. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Facilidades para multinacionais – setor automotivo.
  • 17. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Construção de estradas (Belém-Brasília) e usinas (Furnas, Três Marias). • Construção de Brasília (1960). • Empréstimos – endividamento externo. • Urbanização intensa e desordenada. • SUDENE (fracasso). • Inflação e concentração de renda. • 1960 – Rompimento com FMI. – Emissão monetária. FURNAS
  • 18. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) UMA NOVA CAPITAL SURGE DO NADA
  • 19. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) 7 - JÂNIO QUADROS (1961): • Sem base partidária: – PTN (Partido Trabalhista Nacional), de representação inexpressiva. • Teatral, contraditório, apresentava- se como a renovação política. – Vassoura – símbolo de campanha (“varrer a corrupção”). • Apoio da UDN – “UDN de porre”
  • 20. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Política interna: conservadorismo econômico – Congelamento de salários. – Corte de subsídios para o trigo e o petróleo. – Inflação. • Política externa “independente” – não alinhamento. – Reatou relações diplomáticas com URSS, CHINA e CUBA. – Condecorou Ernesto “Chê” Guevara.
  • 21. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Moralismo: – Proibição de brigas de galo. – Proibição de corridas de cavalo em dias úteis. – Proibição do uso do biquíni. • Descontentamento geral. • Renúncia.
  • 22. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) 8 - JOÃO GOULART (1961 – 1964): • PTB • Crise para a posse – medo do comunismo: – 1961: Movimento da Legalidade (Leonel Brizola – RS). – Solução negociada – instituição do JANGO parlamentarismo (Tancredo Neves). • 1963: Retomada de poderes (volta do presidencialismo – plebiscito). LEONEL BRIZOLA
  • 23. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Lei de Remessa de Lucros: – Descontentamento dos EUA e da oposição ligada a UDN. • Plano Trienal de Desenvolvimento. • Reformas de Base (agrária, urbana, política e educacional). • Atuação intensa das Ligas Camponesas (Francisco Julião). FRANCISCO JULIÃO
  • 24. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Greves generalizadas. OBS: Dados em milhares de trabalhadores.
  • 25. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • Acirramento de atritos entre defensores e opositores do governo: COMÍCIO DA MARCHA DA FAMÍLIA CENTRAL DO BRASIL COM DEUS PELA (RJ) - Manifestação de apoio ao presidente. X LIBERDADE (SP) – Manifestação contrária ao presidente.
  • 26. BRASIL REPÚBLICA (1889 – ) REPÚBLICA POPULISTA (1946 – 1964) • 31/3/1964: Golpe militar derruba o presidente e institui a ditadura no país.