SlideShare uma empresa Scribd logo
21/9/2010




                      Gabriella Assumpção Alvarenga




Perguntas
 Alguém aqui está satisfeito com o corpo que tem?



 Quem é o seu padrão de beleza?



 Quem são as pessoas que você admira?




                                                             1
21/9/2010




MÍDIA E A BELEZA
 Culto ao Corpo: Intenso na Sociedade Moderna, o que
 gera preocupação com a imagem e estética.



 Consumo cultural: coloca-se hoje como preocupação
 geral, que perpassa todas as classes sociais e faixas
 etárias, apoiada num discurso que ora lança mão da
 questão estética, ora da preocupação com a saúde.




                                                                2
21/9/2010




MÍDIA E A BELEZA
          Massificação
          da
           mídia
          intensifica
           nos anos 80




Outros componentes midiáticos
fundamentais
                 Não só apresenta o
                 padrão,
                  mas as estratégias
                 para alcançá-lo!
                 (INCONSCIENTE)



                   INTERNET


                                              3
21/9/2010




Massificação videológica e
ideológica
 Aprendemos a detestar em nós, o
  que a sociedade rejeita.

Cada um vivencia de forma única
 o seu próprio corpo.




ESPELHO




                                          4
21/9/2010




O ESPELHO
 Evidencia a distância entre o corpo idealizado e o
 corpo vivido.

 O que eu vejo, pode ser diferente do que eu sinto.

 AS PESSOAS SÃO O QUE SENTEM!




EMOÇÕES
 AUTOIMAGEM (Schilder ,1999): a figuração de nossos
 corpos formada em nossa mente, ou seja, o modo pelo
 qual o corpo se apresenta para nós”.

 História individual + História das relações




                                                              5
21/9/2010




EMOÇÕES
CONTO DE MACHADO DE ASSIS (Jacobina filosofa
sobre termos duas almas: a externa que é como as
pessoas nos enxergam e a alma interna que é como nós
nos enxergamos. Uma não existe sem a outra.)




EMOÇÕES
Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica: cerca de 130
mil crianças e adolescentes submeteram-se no ano de
2009 a operações plásticas.
A verdade é que também se generalizam padrões e se
impõem sentidos estéticos de belo e do aceitável. Na
perseguição de uma imagem corporal ideal, algumas
pessoas sujeitam-se a sacrifícios e dietas, ingerem
medicamentos, fazendo depender a sua auto-estima de
um padrão estético idealizado.




                                                                 6
21/9/2010




EMOÇÕES

 “NORMOSE: A DOENÇA DE SER NORMAL”




 “PIB: PADRÃO INATINGÍVEL DE BELEZA”




NORMOSE

 Belo, magro, sociável, bem-sucedido e alegre.
 Pergunta: Quem espera o quê de nós?
 Quem são estes ditadores de comportamento que
 exercem tanto poder em nossas vidas?
 Coletividade abstrata que ganha "presença"
 através de modelos de comportamento
 amplamente divulgados.




                                                        7
21/9/2010




NORMOSE
 COMO ALIVIAR OS SINTOMAS DESTA DOENÇA?



 AUTOESTIMA: TORNA O SEU NORMAL,
 ORIGINAL!




PADRÃO INATINGÍVEL DA BELEZA


 Conceitos de auto-aceitação, atração física , de
 aceitação social e bem-estar, são construídos em cima
 de um padrão doentio.




                                                                8
21/9/2010




 Deve-se levar em conta que mesmo estando
 perfeitamente dentro destes padrões não significa que
 o ser humano tenha um estado de satisfação plena,
 pois o ser humano não é somente corpo.




E eu?????????
 Autoimagem ( a nossa imagem que carregamos no
 nosso íntimo) . NÃO ME CAIO BEM, PORÉM ME
 ADMIRO (Garcia Patto). AGIMOS, PENSAMOS E
 SENTIMOS DE ACORDO COM ELA!!!




                                                                9
21/9/2010




E eu?????????
 A autoimagem foi construída e pode ser
 desconstruída, trabalhada e modificada.

 Como?




E eu?????????


                       Autoestima
                       Ser-um-corpo-para-o-outro




                                                         10
21/9/2010




Autoestima
3 tipos de estima:
a) Estima que temos para com os outros
b) Estima que os outros têm para conosco
c) Autoestima: Estima que temos por nós mesmos




Autoestima
 Tem dupla natureza: é a soma de tudo que ouvimos
 dizer que somos e o que sentimos que realmente
 somos.

 Pode ser modificada por meio da modificação da
 autoimagem.




                                                          11
21/9/2010




Pv 23.7
“Porque assim como imagina o
 homem em sua alma, assim ele é.”




                                          12
21/9/2010




MUITO OBRIGADA !!!




                           13

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os perigos do corpo perfeito
Os perigos do corpo perfeitoOs perigos do corpo perfeito
Os perigos do corpo perfeito
Fabio Furia
 
Impactos da midia 23.05. atualizado
Impactos da midia 23.05. atualizadoImpactos da midia 23.05. atualizado
Impactos da midia 23.05. atualizado
Joel Machado
 
Os limites entre a estética e a saúde
Os limites entre a estética e a saúdeOs limites entre a estética e a saúde
Os limites entre a estética e a saúde
Ana Oliveira
 
Beleza ao longo do tempo
Beleza ao longo do tempo Beleza ao longo do tempo
Beleza ao longo do tempo
Sabrina Rizzon
 
Saúde e beleza
Saúde e belezaSaúde e beleza
Saúde e beleza
Luciani Maciel
 
Jogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escolaJogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escola
evandrolhp
 
Padrões de Beleza
Padrões de BelezaPadrões de Beleza
Padrões de Beleza
Prof. Saulo Bezerra
 
Ditaura da beleza
Ditaura da belezaDitaura da beleza
Ditaura da beleza
Fabio Cruz
 
Sedentarismo
SedentarismoSedentarismo
Sedentarismo
Karina Lima
 
PROJETO DE VIDA - QUEM SOU EU - 2023.pptx
PROJETO  DE VIDA - QUEM SOU EU - 2023.pptxPROJETO  DE VIDA - QUEM SOU EU - 2023.pptx
PROJETO DE VIDA - QUEM SOU EU - 2023.pptx
MariaGabrielaSoares5
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
Dalila Melo
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
Slides De Padrao De Beleza
Slides De Padrao De BelezaSlides De Padrao De Beleza
Slides De Padrao De Beleza
biancams
 
Identidade, diferença e cultura
Identidade, diferença e culturaIdentidade, diferença e cultura
Identidade, diferença e cultura
Comunidados
 
Valores
ValoresValores
Slide de educação fisica
Slide de educação fisicaSlide de educação fisica
Slide de educação fisica
Gabriel15762
 
Atividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de VidaAtividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de Vida
Thelsy
 
Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3
Isabel Teixeira
 
Preconceito racial
Preconceito racialPreconceito racial
Preconceito racial
estudosacademicospedag
 
Lutas
LutasLutas

Mais procurados (20)

Os perigos do corpo perfeito
Os perigos do corpo perfeitoOs perigos do corpo perfeito
Os perigos do corpo perfeito
 
Impactos da midia 23.05. atualizado
Impactos da midia 23.05. atualizadoImpactos da midia 23.05. atualizado
Impactos da midia 23.05. atualizado
 
Os limites entre a estética e a saúde
Os limites entre a estética e a saúdeOs limites entre a estética e a saúde
Os limites entre a estética e a saúde
 
Beleza ao longo do tempo
Beleza ao longo do tempo Beleza ao longo do tempo
Beleza ao longo do tempo
 
Saúde e beleza
Saúde e belezaSaúde e beleza
Saúde e beleza
 
Jogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escolaJogos cooperativos na escola
Jogos cooperativos na escola
 
Padrões de Beleza
Padrões de BelezaPadrões de Beleza
Padrões de Beleza
 
Ditaura da beleza
Ditaura da belezaDitaura da beleza
Ditaura da beleza
 
Sedentarismo
SedentarismoSedentarismo
Sedentarismo
 
PROJETO DE VIDA - QUEM SOU EU - 2023.pptx
PROJETO  DE VIDA - QUEM SOU EU - 2023.pptxPROJETO  DE VIDA - QUEM SOU EU - 2023.pptx
PROJETO DE VIDA - QUEM SOU EU - 2023.pptx
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
Autoestima
 
Slides De Padrao De Beleza
Slides De Padrao De BelezaSlides De Padrao De Beleza
Slides De Padrao De Beleza
 
Identidade, diferença e cultura
Identidade, diferença e culturaIdentidade, diferença e cultura
Identidade, diferença e cultura
 
Valores
ValoresValores
Valores
 
Slide de educação fisica
Slide de educação fisicaSlide de educação fisica
Slide de educação fisica
 
Atividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de VidaAtividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de Vida
 
Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3Atividade física-e-saúde-slides-3
Atividade física-e-saúde-slides-3
 
Preconceito racial
Preconceito racialPreconceito racial
Preconceito racial
 
Lutas
LutasLutas
Lutas
 

Semelhante a A mídia, a beleza, o espelho. e eu? Dra. Gabriella Assumpção

Simposio ciber 2009
Simposio ciber  2009Simposio ciber  2009
Simposio ciber 2009
Selma Felerico
 
8º ano B (Grupo 2) - O corpo em (des)ordem
8º ano B (Grupo 2) - O corpo em (des)ordem8º ano B (Grupo 2) - O corpo em (des)ordem
8º ano B (Grupo 2) - O corpo em (des)ordem
Saber interáreas SESI 005 - LIMEIRA
 
padrõesdebeleza.pptx
padrõesdebeleza.pptxpadrõesdebeleza.pptx
padrõesdebeleza.pptx
camilavedovello
 
Congresso comunicon
Congresso comuniconCongresso comunicon
Congresso comunicon
Selma Felerico
 
Identidade mulheres
Identidade mulheresIdentidade mulheres
Identidade mulheres
Selma Felerico
 
Congresso comunicon
Congresso comuniconCongresso comunicon
Congresso comunicon
Selma Felerico
 
Fator estético e a sua influência na saúde psicológica
Fator estético e a sua influência na saúde psicológicaFator estético e a sua influência na saúde psicológica
Fator estético e a sua influência na saúde psicológica
TatianaOliveira642785
 
A sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoA sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológico
Ariella Araujo
 
Postura
PosturaPostura
Postura
Falec
 
Aula 2 - Beauty standards (Part 1) ula de inglês
Aula 2 - Beauty standards (Part 1) ula de inglêsAula 2 - Beauty standards (Part 1) ula de inglês
Aula 2 - Beauty standards (Part 1) ula de inglês
AldoBlfia1
 
Reforço
ReforçoReforço
Corpo bonito e corpo saudável – a aparência projeto maio 2011
Corpo bonito e corpo saudável – a aparência projeto maio 2011Corpo bonito e corpo saudável – a aparência projeto maio 2011
Corpo bonito e corpo saudável – a aparência projeto maio 2011
Daniela Nahr
 
Trabalho smd
Trabalho smdTrabalho smd
Trabalho smd
Érika Watanabe
 
Imagem corporal
Imagem corporalImagem corporal
Imagem corporal
Alice Sodré
 
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdfa-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
Telma Lima
 
ATIVIDADES AVALIATIVAS.pdf
ATIVIDADES AVALIATIVAS.pdfATIVIDADES AVALIATIVAS.pdf
ATIVIDADES AVALIATIVAS.pdf
anapaulagomes140
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
Matthew154822
 
Recuperacao2203
Recuperacao2203Recuperacao2203
Recuperacao2203
Eduarda Bonora Kern
 
Recuperacao2203
Recuperacao2203Recuperacao2203
Recuperacao2203
Eduarda Bonora Kern
 
Aula 05 adolescentes i padroes sociais de beleza i ebd 2017
Aula 05  adolescentes i padroes sociais de beleza i ebd 2017Aula 05  adolescentes i padroes sociais de beleza i ebd 2017
Aula 05 adolescentes i padroes sociais de beleza i ebd 2017
Denis de Pereira
 

Semelhante a A mídia, a beleza, o espelho. e eu? Dra. Gabriella Assumpção (20)

Simposio ciber 2009
Simposio ciber  2009Simposio ciber  2009
Simposio ciber 2009
 
8º ano B (Grupo 2) - O corpo em (des)ordem
8º ano B (Grupo 2) - O corpo em (des)ordem8º ano B (Grupo 2) - O corpo em (des)ordem
8º ano B (Grupo 2) - O corpo em (des)ordem
 
padrõesdebeleza.pptx
padrõesdebeleza.pptxpadrõesdebeleza.pptx
padrõesdebeleza.pptx
 
Congresso comunicon
Congresso comuniconCongresso comunicon
Congresso comunicon
 
Identidade mulheres
Identidade mulheresIdentidade mulheres
Identidade mulheres
 
Congresso comunicon
Congresso comuniconCongresso comunicon
Congresso comunicon
 
Fator estético e a sua influência na saúde psicológica
Fator estético e a sua influência na saúde psicológicaFator estético e a sua influência na saúde psicológica
Fator estético e a sua influência na saúde psicológica
 
A sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológicoA sociologia e o olhar sociológico
A sociologia e o olhar sociológico
 
Postura
PosturaPostura
Postura
 
Aula 2 - Beauty standards (Part 1) ula de inglês
Aula 2 - Beauty standards (Part 1) ula de inglêsAula 2 - Beauty standards (Part 1) ula de inglês
Aula 2 - Beauty standards (Part 1) ula de inglês
 
Reforço
ReforçoReforço
Reforço
 
Corpo bonito e corpo saudável – a aparência projeto maio 2011
Corpo bonito e corpo saudável – a aparência projeto maio 2011Corpo bonito e corpo saudável – a aparência projeto maio 2011
Corpo bonito e corpo saudável – a aparência projeto maio 2011
 
Trabalho smd
Trabalho smdTrabalho smd
Trabalho smd
 
Imagem corporal
Imagem corporalImagem corporal
Imagem corporal
 
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdfa-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
a-baixa-autoestima-no-cotidiano.pdf
 
ATIVIDADES AVALIATIVAS.pdf
ATIVIDADES AVALIATIVAS.pdfATIVIDADES AVALIATIVAS.pdf
ATIVIDADES AVALIATIVAS.pdf
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
 
Recuperacao2203
Recuperacao2203Recuperacao2203
Recuperacao2203
 
Recuperacao2203
Recuperacao2203Recuperacao2203
Recuperacao2203
 
Aula 05 adolescentes i padroes sociais de beleza i ebd 2017
Aula 05  adolescentes i padroes sociais de beleza i ebd 2017Aula 05  adolescentes i padroes sociais de beleza i ebd 2017
Aula 05 adolescentes i padroes sociais de beleza i ebd 2017
 

A mídia, a beleza, o espelho. e eu? Dra. Gabriella Assumpção

  • 1. 21/9/2010 Gabriella Assumpção Alvarenga Perguntas Alguém aqui está satisfeito com o corpo que tem? Quem é o seu padrão de beleza? Quem são as pessoas que você admira? 1
  • 2. 21/9/2010 MÍDIA E A BELEZA Culto ao Corpo: Intenso na Sociedade Moderna, o que gera preocupação com a imagem e estética. Consumo cultural: coloca-se hoje como preocupação geral, que perpassa todas as classes sociais e faixas etárias, apoiada num discurso que ora lança mão da questão estética, ora da preocupação com a saúde. 2
  • 3. 21/9/2010 MÍDIA E A BELEZA Massificação da mídia intensifica nos anos 80 Outros componentes midiáticos fundamentais Não só apresenta o padrão, mas as estratégias para alcançá-lo! (INCONSCIENTE) INTERNET 3
  • 4. 21/9/2010 Massificação videológica e ideológica Aprendemos a detestar em nós, o que a sociedade rejeita. Cada um vivencia de forma única o seu próprio corpo. ESPELHO 4
  • 5. 21/9/2010 O ESPELHO Evidencia a distância entre o corpo idealizado e o corpo vivido. O que eu vejo, pode ser diferente do que eu sinto. AS PESSOAS SÃO O QUE SENTEM! EMOÇÕES AUTOIMAGEM (Schilder ,1999): a figuração de nossos corpos formada em nossa mente, ou seja, o modo pelo qual o corpo se apresenta para nós”. História individual + História das relações 5
  • 6. 21/9/2010 EMOÇÕES CONTO DE MACHADO DE ASSIS (Jacobina filosofa sobre termos duas almas: a externa que é como as pessoas nos enxergam e a alma interna que é como nós nos enxergamos. Uma não existe sem a outra.) EMOÇÕES Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica: cerca de 130 mil crianças e adolescentes submeteram-se no ano de 2009 a operações plásticas. A verdade é que também se generalizam padrões e se impõem sentidos estéticos de belo e do aceitável. Na perseguição de uma imagem corporal ideal, algumas pessoas sujeitam-se a sacrifícios e dietas, ingerem medicamentos, fazendo depender a sua auto-estima de um padrão estético idealizado. 6
  • 7. 21/9/2010 EMOÇÕES “NORMOSE: A DOENÇA DE SER NORMAL” “PIB: PADRÃO INATINGÍVEL DE BELEZA” NORMOSE Belo, magro, sociável, bem-sucedido e alegre. Pergunta: Quem espera o quê de nós? Quem são estes ditadores de comportamento que exercem tanto poder em nossas vidas? Coletividade abstrata que ganha "presença" através de modelos de comportamento amplamente divulgados. 7
  • 8. 21/9/2010 NORMOSE COMO ALIVIAR OS SINTOMAS DESTA DOENÇA? AUTOESTIMA: TORNA O SEU NORMAL, ORIGINAL! PADRÃO INATINGÍVEL DA BELEZA Conceitos de auto-aceitação, atração física , de aceitação social e bem-estar, são construídos em cima de um padrão doentio. 8
  • 9. 21/9/2010 Deve-se levar em conta que mesmo estando perfeitamente dentro destes padrões não significa que o ser humano tenha um estado de satisfação plena, pois o ser humano não é somente corpo. E eu????????? Autoimagem ( a nossa imagem que carregamos no nosso íntimo) . NÃO ME CAIO BEM, PORÉM ME ADMIRO (Garcia Patto). AGIMOS, PENSAMOS E SENTIMOS DE ACORDO COM ELA!!! 9
  • 10. 21/9/2010 E eu????????? A autoimagem foi construída e pode ser desconstruída, trabalhada e modificada. Como? E eu????????? Autoestima Ser-um-corpo-para-o-outro 10
  • 11. 21/9/2010 Autoestima 3 tipos de estima: a) Estima que temos para com os outros b) Estima que os outros têm para conosco c) Autoestima: Estima que temos por nós mesmos Autoestima Tem dupla natureza: é a soma de tudo que ouvimos dizer que somos e o que sentimos que realmente somos. Pode ser modificada por meio da modificação da autoimagem. 11
  • 12. 21/9/2010 Pv 23.7 “Porque assim como imagina o homem em sua alma, assim ele é.” 12