SlideShare uma empresa Scribd logo
S56009-000-FO-039
APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE
RISCOS
Data: 30/09/2019
APR nº.: HSE - 059
Rev.: 3
Pág.: 01 DE 19
Descrição da Atividade: APR Nº Pré Montagem – Montagem de Estruturas metálicas – Transporte
de Estruturas metálicas
Local:Incoming Area / Fire Line.
Área Responsável:Diego Martins / AlissonDiego Projeto:ProjetoAÇUSPOOL BASE 18043
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
01
Deslocamento de colaboradores para a
área de trabalho
Queda de
mesmo nível
- Lesões;
- Luxações;
- Fraturas.
2 B 16
- Divulgação da APR para todos os
colaboradores envolvidos na atividade;
- Emitir PT antes de iniciar atividade;
- Em todos os locais de trabalho deve haver
iluminação adequada, natural ou artificial,
geral ou suplementar, apropriada à natureza
da atividade;
- A iluminação geral deve ser uniformemente
distribuída e difusa;
- A iluminação geral ou suplementar deve
ser projetada e instalada de forma a evitar
ofuscamento, reflexos incômodos, sombras
e contrastes excessivos;
- Em trabalhos noturnos o local deve estar
devidamente sinalizado e iluminado;
- Manter atenção no local da atividade e a
possíveis obstáculos, não improvisar
acessos para a frente de trabalho
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
- Ataque de
Animais
Peçonhentos
Picada
- Lesões
-Intoxicação
-Envenenamento
2 B 16
- É obrigatório o uso de perneira, durante
toda a atividade;
- Instruir os colaboradores quanto aos
riscos, de aproximar-se, tocar ou capturar
animais peçonhentos;
- Manter atenção e verificar o entorno antes
de remover os materiais armazenados;
- Ao presenciar algum animal peçonhento,
deve acionar imediatamente seu líder ou
encarregado ou Técnico de Segurança do
Trabalho e equipe de HSE e isolar a área
- É proibido levar alimentos e se alimentar
na frente de serviço;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
02 Mobilização do Guindauto para a área de
trabalho
- Colisão
-Tombamento
- Atropelamento
- Danos materiais
- Lesões
-Fraturas
3 A 16
- Somente colaborador treinado, habilitado e
autorizado poderá dirigir operar o
equipamento;
- Portar crachá de identificação;
- Respeitar toda sinalização existente nas
vias de tráfego de veículos passagem de
pedestres
- O equipamento deverá possuir sinal sonoro
de ré e manter faróis acessos durante o
posicionamento do equipamento na frente
de trabalho
- Proibido trabalho com baixa iluminação
- Utilização de colete refletivo
- Realizar check list do equipamento
- Proibido falar ao celular
- Respeitar outros motoristas e pedestres;
- Na ocorrência de névoas redobrar a
atenção e diminuir a velocidade;
- Nunca dirigir sobre efeito de álcool ou
drogas;
- Os obstáculos da frente de trabalho
deverão estar bem sinalizados, de modo a
evitar colisões;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
Queda de
pessoas do
veículo
- Lesões;
- Fraturas;
- Ferimentos
2 B 16
- Durante o deslocamento com o caminhão
munck tanto o motorista quanto os
passageiros deverão usar o cinto de
segurança;
- Verificar se a trava da porta está
funcionando de modo a não abrir
repentinamente;
- Não usar acesso improvisado.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
02
Preparação do guindauto na área de
trabalho
Impacto Contra
- Lesões;
- Fraturas;
- Ferimentos
2 B 16
- A área deve estar isolada e sinalizada e
identificado com placas
- Verificar antes de iniciar o patolamento do
caminhão munck as condições do solo, o
piso deverá estar nivelado;
- As patolas deverão estar totalmente
abertas, e sapatas deverão ser utilizadas
sob as patolas;
- Realizar inspeção pré-operacional no
equipamento verificando as condições
seguras de trabalho, qualquer não-
conformidade deverá ser comunicado de
imediato ao responsável;
- Operador deverá posicionar-se em local
mais afastado possível da área de atuação
da lança, preservando sua segurança frente
à movimentação do equipamento;
- É proibida a circulação e permanência de
pessoas não envolvidas na atividade dentro
da área de movimentação de carga
- Todo posicionamento do guindauto e
atividade de içamento de carga deverá estar
conforme o plano de içamento;
- A operação de movimentação de carga
com guindauto deve ser acompanhada por
um sinaleiro/ Rigger, responsável pela
movimentação e amarração da carga;
- Não realizar o içamento da carga com o
colaborador em cima do guindauto;
- Acessar a carroceria do caminhão munck
com presa na carroceria ou com auxílio de
outro colaborador para apoiar a escada;
- O Operador e sinaleiro tem obrigação de
saber o peso da carga, e respeitar a tabela
de capacidade do equipamento.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
03 Montagem de Estruturas metálicas ao
nível do solo com guindauto
(Pilares – Tesouras - Terças)
- Prensamento
de membros
Superiores e
Inferiores
- Esmagamentos;
- Lesões; 2 B 16
- Antes de iniciar as atividades realizar
inspeção em todos os acessórios de içar
preencher o plano de içamento;
- Portar permissão de trabalho e APR na
frente de serviço;
- A área deve estar isolada e sinalizada
- Todos equipamentos devem estar em dia
com a manutenção, com as inspeções,
check list. e as atividades devem constar
nesta APR.
- Antes de patolar o guindauto o piso deve
ser inspecionado antecipadamente
verificando posssiveis interferências com
galerias, terreno instável, declive, aclive,
cabos elétricos e outras condições que
implique no patolamento.
- Qualquer mudança na atividade, ou
interferência na mesma onde
descaracterizar o plano de içamento a
atividade deve ser paralisada até a
adequação e divulgação da reavaliação das
documentações, conforme os riscos
existentes.
- Qualquer não-conformidade verificada nos
acessórios de içar deverá ser substituído
imediatamente;
- Usar a luvas de proteção durante toda a
montagem
- Não deixar partes do corpo sob pontos
críticos de prensamento durante a
amarração da carga.
- Não se posicionar entre as peças após
amarração e ao orientar o operador iniciar o
içamento;
- Realizar o ajuste da amarração antes do
içamento;
- Proibido se posicionar abaixo e colocar a
mão na carga içada.
- Deve usar cabo guia para o
posicionamento adequado da peça
- Será permitido apenas colocar a mão na
peça içada quando a mesma estiver próximo
ao solo aproximadamente 05 a 10 cm para
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
03 Montagem de Estruturas metálicas ao
nível do solo com guindauto
(Pilares – Tesouras - Terças)
Prensamento
de membros
- Esmagamentos;
- Lesões;
realizar o ajuste fino do posicionamento da
peça.
- Quando possível utilizar um sistema de
gancho para passagem de cinta na
amarração de vigas ou materiais a ser içado
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
Ergonomia
- LER / DORT
- Cansaço
- Strees muscular
- Fadiga
1 B 8
- Cuidado ao posicionar os dormentes
devido ao peso
- Não pegar peso em excesso;
- Peso limite por colaborador 20 Kg.
- Para movimentação manual de materiais e
equipamentos deve ser utilizados carrinhos
plataformas;
- Toda movimentação manual de materiais
fora do previsto nesta APR deve ser
avaliado com a supervisão e HSE
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
Queda de mesmo
nível e nível
diferente
- Lesões
- Fraturas
- Ferimentos
2 B 16
- Não acessar em cima de peças,
equipamentos e outros que ofereçam o risco
de queda;
- Ao utilizar escadas de acesso para amarrar
e soltar cintas e manilhas ou realizar aperto
de parafusos de forma mecânica ou manual,
a escada deverá estar fixa estaiada, ou ter
um colaborador embaixo apoiando a
escada;
- Todas as aberturas do piso deve estar
fechadas com madeira e aço;
- Na Periferia das lajes deve possuir
sinalização, isolamento e indicação do
desnível de piso;
- Não improvisar acesso a carroceria do
caminhão munck;
- Não pular do caminhão
- Não permanecer na carroceria do
caminhão após a carga estar amarrada com
os acessórios pronto para o inicio do
içamento.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
03
Montagem de Estruturas metálicas ao
nível do solo com guindauto
(Pilares – Tesouras - Terças)
Intempéries - Umidade
- Insolação
-Descarga
atmosférica
2 B 16
- Ingerir bastante água
- Fazer uso de protetor solar
- Em caso de incidência de chuvas e
descarga atmosférica, atividade deverá ser
paralisada;
- É proibido içar material na presença de
ventos fortes acima de 42 km/h
- Em caso de Chuvas e ou incidências de
raios, abandonar a área de trabalho para o
uso de coberturas adequadas para proteção
pessoal, retornar as atividades somente
quando o fenômeno da natureza se dissipar
- As atividades deverá ser paralisadas,
quando o alerta da previsão do tempo
(Clima Tempo) estiver em vermelho.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
Ruído Perda Auditiva 2 A 8
- Instruir os colaboradores quanto ao uso do
protetor auricular sempre que houver a
emissão de ruído na frente de serviço
- Entregar e fiscalizar o uso do protetor
auditivo;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
03
Montagem de Estruturas metálicas ao
nível do solo com guindauto
(Pilares – Tesouras - Terças)
Queda de
materiais
Fraturas;
- Escoriações
- Cortes;
- Lesões
Corporais
02 B 16
- Isolar e sinalizar área de trabalho de forma
abrangente, antes de iniciar a atividade.
- Realizar o check list diário dos acessórios
de guindar antes do uso;
- Não é permitido o deslocamento do
guindauto com carga sob a carroceria com
as guardas abaixadas e a carga
desamarradas.
- As cintas de amarração da carga só devem
ser solta após a estrutura estar fixada com
parafusos
- Os auxiliares, sinaleiro e o operador do
equipamento devem manter sincronia em se
comunicar através de gestos.
- O operador ao movimentar as peças, deve
ter cuidado, atenção e manusear o mesmo
vagarosamente até o local de montagem
- O motorista deve ser treinado, qualificado e
autorizado a operar o munck do caminhão.
- Os olhais, manilhas, cinta, cabo de aço,
deverão ser inspecionados a fim de detectar
possíveis irregularidades e a capacidade de
carga a ser respeitada.
- Expressamente Proibido a Atividade com
sobreposição;
- Somente o sinaleiro está autorizado a dar
sinal ao operador para aliviar a carga do
guindauto exercida na viga e soltar a cinta
após certificar que todos os parafusos estão
montados e apertados.
- Após soltar as manilhas da peça a mesma
deve retornar com a cinta junto ao gancho
do Guindauto nunca jogar a cinta ao solo.
- Utilizar protetores de canto vivos nas
estruturas para proteger as cintas de
içamento e prevenir o desgaste e
rompimento.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
03
Montagem de Estruturas metálicas ao
nível do solo com guindauto
(Pilares – Tesouras - Terças)
- Impacto Contra Fraturas;
- Escoriações;
- Danos
materiais;
- Cortes;
- Lesões
Corporais
2 B 16
– O local de posicionamento da estrutura a
ser içada, deverá ser definido previamente,
- Toda área deve estar sinalizada e isolada,
evitando que pessoas e outros
equipamentos não envolvidos nas atividades
aproximem-se do local.
- É expressamente proibido aproximar da
carga enquanto não estiver colocada em
local estável e seguro.
- Evite movimentos bruscos que possam
prejudicar a estabilidade da carga durante a
movimentação. Amarrar cordas guia nas
duas extremidades os colaboradores que
estiverem segurando a corda deverão
permanecer a uma distância de 1vez e meia
a altura da carga Içada.
- Todos os funcionários deverão usar os
seguintes E.P.I, s: Luvas de proteção,
calçado de segurança, capacete de
segurança com jugular
- Atenção na montagem das estruturas
utilizando espinas, marretas e chaves;
- Atenção quando efetuar o aperto dos
parafusos evitando batida contra na
estrutura avaliar o posicionamento do
parafusos em relação a chapa de ligação e o
ângulo de giro da chave manual e ou
Torquimetro.
- Ao substituir o soquete efetuar com a
chave de impacto (torqueadeira)
desconectada da fonte de energia evitando
assim possível ligamento involuntário.
- Não utilizar adornos tais como: anéis,
pulseiras, correntes, relógios e brincos
- Não improvisar ferramentas manuais;
- Evitar brincadeiras durante a execução da
atividade, mantendo atenção.
- Inspecionar as ferramentas antes da
execução da atividade e solicitar a
ferramenta adequada à atividade quando
necessário.
- As chaves de bocae ou estrela devem
estar em perfeitas condições.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
03
Montagem de Estruturas metálicas ao
nível do solo com guindauto
(Pilares – Tesouras - Terças)
- Impacto Contra
Fraturas;
- Escoriações;
- Danos
materiais;
- Cortes;
- Lesões
Corporais
2 B 16
- Não é permitido utilizar chaves soldadas
com bocas desgastadas ou quebradas.
- Nunca gerar improvisações nas
ferramentas tais como: colocação cabo
alongador para ter mais torque cabo de ferro
em marretas.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
- Exposição à
energia elétrica.
- Lesões
Corporais
Escoriações
02 B 16
- Realizar check-list das ferramentas
elétricas e manual antes de iniciar o uso.
- Não permitir fiação em contato com água.
- Verificar se a tomada em que for ligar
ferramenta elétrica é compatível com a
tensão do equipamento
- Verificar se as fiações dos cabos não estão
expostas e danificados, devendo ser
substituída caso apresente alguma
irregularidade.
- Inspecionar cabos condutores de energia e
plugues quanto a fios desencapados,
emendas, ou danos que possam provocar
choque elétrico.
- Antes de ligar qualquer equipamento a
rede elétrica inspecionar os cabos de
ligação, inspecione os cabos se há duplo
isolamento e aterramento das máquinas.
- Solicite ao eletricista ponto de energia
compatível com a voltagem e amperagem
do equipamento efetue sua ligação em
painel DR, somente eletricista pode fazer
manutenção em equipamentos e maquinas
elétricas, não improvisar adaptações em
tomadas ou painéis.
- Não é permitido cabos expostos em pontos
de passagem de equipamentos se possível
fazer com que os cabos sejam aéreos.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
03 Montagem de Estruturas metálicas ao
nível do solo com guindauto
(Pilares – Tesouras - Terças)
-Ataque de
Animais
peçonhentos
Picada
-Intoxicação
-Envenenamento
02 B 16
- É obrigatório o uso de perneira, durante
toda a atividade;
- Instruir os colaboradores quanto aos
riscos, de aproximar-se, tocar ou capturar
animais peçonhentos;
- Manter atenção e verificar o entorno antes
de remover os materiais armazenados;
- Ao presenciar algum animal peçonhento,
deve acionar imediatamente seu líder ou
encarregado ou Técnico de Segurança do
Trabalho e isolar a área
- É proibido levar alimentos e se alimentar
na frente de serviço;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
04 Atividade de reparo em estrutura
metálica, com utilização
lixadeira/ Esmerilhadeira
Ergonômico
- LER / DORT
- Cansaço
- Strees muscular
- Fadiga
01 B 08
- Não efetuar esforço excessivos, Manter
postura correta
- Realizar pausas sempre que possível,
quando tiver que permanecer por um
período extenso na mesma posição para
executar as tarefas
- Para movimentação manual de materiais e
equipamentos deve ser utilizados carros
plataformas;
- Toda movimentação manual de materiais
fora do previsto nesta APR deve ser
avaliado com a supervisão e HSE
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
- Ruptura do disco
Fraturas;
- Escoriações;
- Danos
materiais;
- Cortes;
- Lesões
Corporais
03 A 16
- Verificar ajuste da proteção do disco
- Desligar a lixadeira / Esmerilhadeira da
tomada ao efetuar a troca do disco.
- Não bater os lados do disco quando este
estiver parado ou em movimentação.
- Não submeter o disco a RPM superior ao
especificado pelo fabricante.
- Utilizar os discos adequados para cada
atividade (corte ou desbaste).
- Fazer troca dos discos, utilizando chave
apropriada.
- Nunca retirar a coifa de proteção do disco.
- Utilização dos Epi´s adequados avental de
raspa com mangote, ou avental barbeiro e
protetor facial.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
04 Atividade de reparo em estrutura
metálica, com utilização
lixadeira/ Esmerilhadeira
- Projeção de
partículas
- Lesões
Corporais 02 B 16
- Utilizar óculos de segurança e protetor
facial.
- Isolar a área e utilizar dispositivo de
barreira que impeça as partículas atingir
pessoas próximo.
- Orientar o colaborador a esmerilhar
projetando as fagulhas para o lado contrário
de pessoas em torno da atividade.
- Se necessário utilize biombos para impedir
projeção de fagulhas
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
Ruído
Perda Auditiva 2 A 8
- Instruir os colaboradores quanto ao uso do
protetor auricular sempre que houver a
emissão de ruído na frente de serviço
- Entregar e fiscalizar o uso do protetor
auditivo;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
Princípio de
incêndio
- Escoriações;
- Danos
materiais;
- Lesões
Corporais
1 A 8
- Retirar todo material inflamável do local.
- Manter extintor de incêndio (PQS) próximo
ao local de trabalho.
- Retirar imediatamente o equipamento da
fonte energizada e acionar a equipe de HSE
- Utilização dos Epi´s adequados avental de
raspa com mangote, ou avental barbeiro e
protetor facial.
- Para atividades de trabalho a quente é
expressamente proibido o uso de colete
refletivo.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
05
Atividade de reparo em estrutura
metálica, com utilização
Solda / equipamento oxicorte.
- Incêndio /
explosão.
-vazamentos de
gazes
- Lesões
Corporais
Danos materiais
-Queimaduras
-Inalação de
gazes
03 B 32
- Realizar check- list do equipamento diário
ao início das atividades;
- Sempre manter próximo ao serviço de
corte e Solda 01 extintor de PQS ou CO2.
- Não efetuar corte próximo à pintura ou
produtos inflamáveis, retirar todos os
materiais combustíveis próximo a atividade;
- Utilizar máscaras com filtro PFF2
- Utilizar o acendedor tipo concha, não
utilizar outros meios de acendimento tais
como: isqueiro comum, fósforo
- Nunca utilizar mangueiras com emendas,
ressecadas com rachaduras ou improvisar
emendas nas mangueiras com conexões de
cobre.
- Utilizar válvulas corta fogo, contra
retrocesso de chama nas extremidades das
mangueiras, no regulado e caneta.
- O armazenamento dos cilindros reserva
devem ser em gaiolas adequadas e
identificadas devidamente preso com
corrente seja ele cheio ou vazio, abrigados
de intempéries;
- Em caso de retrocesso de chama desligar
a válvula dos cilindros.
-Proibido fumar no local de atividade;
- Os cilindros deverão estar localizados
distante das áreas de trabalho a quentes e
armazenados em carrinhos próprios, com
cobertura, presos com correntes
- Para atividades de trabalho a quente é
expressamente proibido o uso de colete
refletivo.
- Disponibilizar na frente de trabalho a
FISPQ. dos gazes utilizados junto a APR e
PT
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
05 Atividade de reparo em estrutura
metálica, com utilização
Solda / equipamento oxicorte.
- Queda de
fagulhas
- Lesões
Corporais
- Queimaduras
01 B 08
- Sinalizar e Isolar e Proteger em torno da
atividade, para as fagulhas não atingir
pessoas próximas ao local da execução dos
trabalhos
- Realizar anteparo com manta de raspa em
locais elevados
- Ao utilizar conjunto oxicorte verificar se o
material aquecido não está caindo sobre a
mangueira do conjunto;
- Utilizar Luvas de Couro com punho longo,
Avental ou colete de raspa de couro,
mangote de raspa de couro, perneira e
calçado de segurança totalmente fechado c/
biqueira de aço.
- Para atividades de trabalho a quente é
expressamente proibido o uso de colete
refletivo.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
- Irradiação do
arco voltaico,
corpo estranho
nos olhos
Fumos de Solda
- Lesões
Corporais 02 B 16
- Utilizar máscara para solda, nunca olhar
para o trabalho com os olhos desprotegidos.
- Uso de óculos de proteção com lentes
apropriadas e protetor facial;
- Utilizar avental, perneira e mangote de
raspa de couro.
- Isolar a área e utilizar dispositivo de
barreira Biombo que impeça que irradiação
e luminosidade, atingir pessoas próximo.
- Fazer uso de máscara com filtro PFF2.
- Durante o processo de soldagem se
posicionar a favor do vento;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
05 Atividade de reparo em estrutura
metálica, com utilização
Solda / equipamento oxicorte.
- Queda com
diferença de nível
e de mesmo nível.
Fraturas;
- Escoriações;
- Cortes;
- Lesões
Corporais
02 B 16
- Manter o local de trabalho limpo,
organizado, Isolado e sinalizado.
- Não acessar em cima de peças,
equipamentos e outros que ofereçam o risco
de queda;
- Ao utilizar escadas de acesso para realizar
atividade, a escada deverá estar fixa
estaiada, ou ter um colaborador embaixo
apoiando a escada;
- Todas as aberturas do piso deve estar
fechadas com madeira e aço;
- Na Periferia das lajes deve possuir
sinalização, isolamento e indicação do
desnível de piso;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
05
Atividade de reparo em estrutura
metálica, com utilização
Solda / equipamento oxicorte.
- Exposição à
energia elétrica
- Escoriações;
- Lesões
Corporais
03 B 16
- Evitar improvisações nas ligações elétricas.
Aterrar os equipamentos e as peças a serem
soldadas. Manter fios e alicates de
soldagem longe de locais com óleo, graxa
ou umidade.
- Nunca tocar em eletrodos com as mãos
nuas, com luvas molhadas ou sobre
superfície ou piso molhado
- Manter cabos e extensões isoladas
corretamente.
- Inspecionar cabos condutores de energia e
plug quanto a fios desencapados, emendas,
ou danos que possam provocar choque
elétrico.
- Solicite ao eletricista ponto de energia
compatível com a voltagem e amperagem
do equipamento efetue sua ligação em
painel DR, somente eletricista pode fazer
manutenção em equipamentos e maquinas
elétricas.
- Proibido atividades em dias de chuva com
materiais molhados;
- Utilizar extensões com cabo com duplo
isolamento e tomadas Industriais tipo steck;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
06 - Tratamento e reparo do revestimento de
proteção das estruturas metálicas
Exposição
Produto Químico
Inalação
Vazamento do
produto
- Lesões
Corporais
- Alergias
- Dermatites
- Dermatose
01 B 08
- O profissional deve ser treinado, habilitado
e autorizado a realizar o tratamento do
revestimento das estruturas metálicas.
- Mantenha afastado de atividades calor /
faísca / chama aberta / superfícies quentes.
- Mantenha o recipiente hermeticamente
fechado.
- Utilize um vasilhame de plástico para a
transferências do produto;
- Mantenha em local fresco.
- Armazene em local bem ventilado.
- Armazene em local fechado a chave
- Manusear em local fresco e arejado, não
reutilizar a embalagem.
- Manter as embalagens bem fechadas, Não
fumar, comer ou beber na área de manuseio
de embalagens. Evitar quedas das
embalagens, evitar furos e desaparecimento
do rótulo do produto.
- o manuseio e armazenamento do produto
deve ser efetuado em bandejas de
contenção;
- Manter o Kit de mitigação próximo a
atividade
- O transporte para a área de trabalho deve
ser realizado com auxílio de carrinho de mão
- As latas, pinceis e rolinho devem
permanecer em bandejas de contenção,
posicionadas no chão
- Se houver o vazamento do produto na rede
de esgoto ou solo comunicar o órgão
ambiental através da Equipe de HSE
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
06
Tratamento e reparo do revestimento de
proteção das estruturas metálicas
Exposição
Inalação
Vermelhidão nos
olhos, pele e
Mucosas.
Tontura,
sonolência, dores
de cabeça,
irritabilidade
01 B 8
- O profissional deve ser treinado, habilitado
e autorizado a realizar o tratamento do
revestimento das estruturas metálicas.
- Utilizar luvas impermeáveis.
- Utilizar óculos de proteção contra produtos
químicos.
- Avental impermeável.
- Máscaras com filtros para vapores
orgânicos
- Não manter se no raio de projeção de
partículas de atividades próximas. ;
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
Incêndio
- Lesões
Corporais
-Escoriações
- Danos materiais
02 B 16
- Eliminar fontes quentes e de ignição.
- Todos os equipamentos elétricos usados
devem ser blindados e a prova de explosão.
- As instalações e os equipamentos devem
ser aterrados para evitar a eletricidade
estática.
- Armazenar em local coberto, fresco, seco e
ventilado, com piso impermeável.
A evitar: Exposição ao sol, chuva, próximo a
fontes de ignição e temperaturas elevadas
(acima de 50 ºC).
- Meios de extinção: Água na forma de
neblina, CO2, Espuma p/ Hidrocarbonetos,
Pó químico.
Meios de extinção não apropriados: Água
em jato pleno.
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
S56009-000-FO-039
Item Etapas do Serviço
Perigo / Aspecto
Ambiental
Dano/ Impacto
Ambiental
P S PR Medida de Controle Responsável
07 Limpeza e organização
Poluição
Ambiental
- Contaminação
do solo
- Resíduos
02 B 16
- Ao termino da atividade, deverá ser
organizado o local deixando-o livre de
condições inseguras e possibilidades de
ocorrências de acidentes a outras pessoas
que o usarão.
- Se necessário a área de trabalho deve ser
isolada com correntes e pirulitos ou cones
de sinalização alertando aos riscos;
- Fazer descarte dos resíduos corretamente
nas caçambas de coleta seletiva: (cinza: não
recicláveis – Laranja: resíduos perigosos e
contaminados – amarela: metal – preta:
madeira – azul – papel – vermelha: plástico).
- Sempre que a caçamba estiver cheia,
solicitar ao responsável da área a troca.
- Em hipótese alguma fazer o descarte em
local onde não seja previamente autorizado,
em caso de dúvida consultar o responsável
da área.
- Entulho construção civil deve ser
descartado dentro da caçamba cinza, a
mesma deve ter placa de identificação
“ENTULHO CONSTRUÇÃO CIVIL”
O descarte de produto contaminado deve
ser efetuado no coletor laranja, como
produto Perigoso.
Realizar 5S ao Término diário das atividades
- Se houver o vazamento do produtos
químicos na rede de esgoto ou solo
comunicar o órgão ambiental através da
Equipe de HSE
Diego
Martins /
Rudneli
Silva/ Alisson
Diego
Recomendações Complementares:
S56009-000-FO-039
Reunião Especifica para Início da Atividade
SIM NÃO SIM NÃO
1- A equipe tem pleno conhecimento dos riscos contidos neste documento? 4- Foram verificadas condiçõesfísicase estado de espírito da equipe?
2- Comentários sobre acidentes já ocorridos na execução desta tarefa? 5- Verificou-se o porte e as condições dos EPI’s por parte da equipe?
3- Foram observadas as condições ambientais no local de trabalho?
Data da Reunião: ___/___/___
Nome Função Assinatura Nome Função Assinatura
S56009-000-FO-039
____________________________________ _____________________________ ___________________________________ ____________________________
ResponsávelPelo Serviço Responsável HSE Responsável pela execução doserviço Outros
S56009-000-FO-039
INSTRUÇÕES PARA ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO
Classificação de Probabilidade (P)
 Probabilidade (P)
 Improvável - Uma rara combinação de falhas é necessária para que o dano/impacto ocorra ou,
- Segundo conhecimento da equipe de avaliação de risco o dano/impacto ocorreu dentro da indústria ao menos uma vez.
 Possível - Possível ocorrência do dano/impacto. O dano/impacto pode ocorrer caso falhas adicionais estejampresentes o que não é esperado de ocorrer ou,
- Segundo conhecimento da equipe de avaliação de risco o dano/impacto ocorre anualmente dentro da indústria e/ou unidade Technip Brasil.
 Provável - É provávelque o dano/impacto ocorra em decorrência de falhas existentes na execução da atividade ou,
- Segundo conhecimento da equipe de avaliação de risco o dano/impacto ocorre regularmente mais de uma vez ao ano nas unidades Technip Brasil.
Classificação de Severidade (S)
Segurança Saúde Meio ambiente
Moderado
(I)
Primeiros socorros / Tratamento
médico
Efeitos reversíveis menores a
saúde
Impacto de pequena magnitude,
restrito ao site, reversívelcom
ações mitigadoras.
Significante
(II)
Caso de restrição de trabalho /
Afastamento do trabalho
Incapacidade temporária ou
parcialpermanente
Impacto de magnitude moderada,
restrito ou não ao site, reversível
com ações mitigadoras ou ações
corretivas.
Severo
(III)
Fatalidade única
Incapacidade permanente e
severa.
Impacto de magnitude
considerável, restrito ou não ao
site, reversívelcomações
corretivas.
Classificação do Risco - PR
 Baixo Além das medidas de controles existentes, não são requeridos controles adicionais. Devem ser feitas considerações sobre uma s olução de custo mais eficaz ou melhorias que não
imponham uma carga de custos adicionais. É requerido monitoramento para assegurar que os controles são mantidos.
 Médio Controles adicionais devem ser implementados, mas os custos da prevenção devem ser cuidadosamente medidos.
Quando o risco médio é associado a consequências extremamente prejudiciais, a avaliação da implementação da medida de controle poderá ser mais detalhada.
 Alto O trabalho não pode ser conduzido ou iniciado sem que o risco tenha sido reduzido.
Recursos devem ser alocados para implementação de medidas.
Medir o risco residual. Caso o risco não puder ser reduzido nem com recursos ilimitados, o trabalho tem que permanecer proibido
PROBABILIDADE
SEVERIDADE
Improvável
(A)
Possível
(B)
Provável
(C)
Moderado
(I)
Risco Baixo Risco Baixo
8
Risco Médio
16
Significante
(II)
Risco Baixo
8
Risco Médio
16
Risco Médio
32
Severo
(III)
Risco Médio
16
Risco Médio
32
Risco Alto
64

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apr 003 rev 09 carga descarga de materiais -içamento de cargas e meio ambiente
Apr 003  rev 09 carga descarga de materiais -içamento de cargas e meio ambienteApr 003  rev 09 carga descarga de materiais -içamento de cargas e meio ambiente
Apr 003 rev 09 carga descarga de materiais -içamento de cargas e meio ambiente
Orlando Junior Binda
 
864-APR-Alvenaria.doc
864-APR-Alvenaria.doc864-APR-Alvenaria.doc
864-APR-Alvenaria.doc
Mateus tst Silva
 
Apr trabalho em altura
Apr trabalho em alturaApr trabalho em altura
Apr trabalho em altura
Célio Silva Oliveira Oliveira
 
Apr pinturade piso 160316
Apr   pinturade piso 160316Apr   pinturade piso 160316
Apr pinturade piso 160316
Mirlley de Mendonça
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
RosaneLopes14
 
Apr montagem-de-telhado
Apr montagem-de-telhadoApr montagem-de-telhado
Apr montagem-de-telhado
claudinei Nascimento
 
Apr 15 trabalho em altura
Apr 15   trabalho em alturaApr 15   trabalho em altura
Apr 15 trabalho em altura
Jose Adilson
 
Permissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quentePermissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quente
Jose Fernandes
 
14671479-APR-ANALISE-PRELIMINAR-DE-RISCO.doc
14671479-APR-ANALISE-PRELIMINAR-DE-RISCO.doc14671479-APR-ANALISE-PRELIMINAR-DE-RISCO.doc
14671479-APR-ANALISE-PRELIMINAR-DE-RISCO.doc
Fernando Andrade
 
-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf
Eliane Damião Alves
 
Apr modelo
Apr modeloApr modelo
Apr modelo
Antonio Ricardo
 
Ast análise-de-segurança-do-trabalho-site-segurança-do-trabalho-nwn
Ast análise-de-segurança-do-trabalho-site-segurança-do-trabalho-nwnAst análise-de-segurança-do-trabalho-site-segurança-do-trabalho-nwn
Ast análise-de-segurança-do-trabalho-site-segurança-do-trabalho-nwn
TIAGO SAMPOGNA DE MORAES
 
Apr espaço confinado
Apr   espaço confinadoApr   espaço confinado
Apr espaço confinado
Jose Adilson
 
Analise preliminar de riscos 22
Analise preliminar de riscos 22Analise preliminar de riscos 22
Analise preliminar de riscos 22
ThaisCoimbra2
 
APR Solda e Corte (1).doc
APR Solda e Corte (1).docAPR Solda e Corte (1).doc
APR Solda e Corte (1).doc
Eliane Damião Alves
 
Apr bastida
Apr bastidaApr bastida
Apr bastida
Andre Cruz
 
APR-Contrucao-Civil-2 (1).doc
APR-Contrucao-Civil-2 (1).docAPR-Contrucao-Civil-2 (1).doc
APR-Contrucao-Civil-2 (1).doc
Ivson Barbosa
 
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Ane Costa
 
Treinamento em campo
Treinamento em campoTreinamento em campo
Treinamento em campo
Aerbras
 
Apr vitor meireles
Apr vitor meirelesApr vitor meireles
Apr vitor meireles
anealves
 

Mais procurados (20)

Apr 003 rev 09 carga descarga de materiais -içamento de cargas e meio ambiente
Apr 003  rev 09 carga descarga de materiais -içamento de cargas e meio ambienteApr 003  rev 09 carga descarga de materiais -içamento de cargas e meio ambiente
Apr 003 rev 09 carga descarga de materiais -içamento de cargas e meio ambiente
 
864-APR-Alvenaria.doc
864-APR-Alvenaria.doc864-APR-Alvenaria.doc
864-APR-Alvenaria.doc
 
Apr trabalho em altura
Apr trabalho em alturaApr trabalho em altura
Apr trabalho em altura
 
Apr pinturade piso 160316
Apr   pinturade piso 160316Apr   pinturade piso 160316
Apr pinturade piso 160316
 
Modelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratrizModelo apr perfuratriz
Modelo apr perfuratriz
 
Apr montagem-de-telhado
Apr montagem-de-telhadoApr montagem-de-telhado
Apr montagem-de-telhado
 
Apr 15 trabalho em altura
Apr 15   trabalho em alturaApr 15   trabalho em altura
Apr 15 trabalho em altura
 
Permissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quentePermissao para-trabalho-a-quente
Permissao para-trabalho-a-quente
 
14671479-APR-ANALISE-PRELIMINAR-DE-RISCO.doc
14671479-APR-ANALISE-PRELIMINAR-DE-RISCO.doc14671479-APR-ANALISE-PRELIMINAR-DE-RISCO.doc
14671479-APR-ANALISE-PRELIMINAR-DE-RISCO.doc
 
-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf-Apr-Guindaste.pdf
-Apr-Guindaste.pdf
 
Apr modelo
Apr modeloApr modelo
Apr modelo
 
Ast análise-de-segurança-do-trabalho-site-segurança-do-trabalho-nwn
Ast análise-de-segurança-do-trabalho-site-segurança-do-trabalho-nwnAst análise-de-segurança-do-trabalho-site-segurança-do-trabalho-nwn
Ast análise-de-segurança-do-trabalho-site-segurança-do-trabalho-nwn
 
Apr espaço confinado
Apr   espaço confinadoApr   espaço confinado
Apr espaço confinado
 
Analise preliminar de riscos 22
Analise preliminar de riscos 22Analise preliminar de riscos 22
Analise preliminar de riscos 22
 
APR Solda e Corte (1).doc
APR Solda e Corte (1).docAPR Solda e Corte (1).doc
APR Solda e Corte (1).doc
 
Apr bastida
Apr bastidaApr bastida
Apr bastida
 
APR-Contrucao-Civil-2 (1).doc
APR-Contrucao-Civil-2 (1).docAPR-Contrucao-Civil-2 (1).doc
APR-Contrucao-Civil-2 (1).doc
 
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
Modelo de PTE (Permissão para trabalho especial)
 
Treinamento em campo
Treinamento em campoTreinamento em campo
Treinamento em campo
 
Apr vitor meireles
Apr vitor meirelesApr vitor meireles
Apr vitor meireles
 

Semelhante a 428734319-APR-59-PRE-MONTAGEM-E-MONTAGEM-DE-ESTRUTURAS-METALICAS-E-TRANSPORTES-docx.docx

Ar 02 carga e descarga de materiais
Ar 02 carga e descarga de materiaisAr 02 carga e descarga de materiais
Ar 02 carga e descarga de materiais
Mauro Sergio Vales de Souza
 
SSO - APR Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
SSO - APR  Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.docSSO - APR  Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
SSO - APR Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
Gegiane Melo
 
APR - Execução de Montagem e Desmontagem de Andaime Fachadeiro e Tubular (1)....
APR - Execução de Montagem e Desmontagem de Andaime Fachadeiro e Tubular (1)....APR - Execução de Montagem e Desmontagem de Andaime Fachadeiro e Tubular (1)....
APR - Execução de Montagem e Desmontagem de Andaime Fachadeiro e Tubular (1)....
raulmendestst2003
 
Instrução guindaste
Instrução guindasteInstrução guindaste
Instrução guindaste
gbozz832
 
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdfAPRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
RaynaraGoes1
 
ATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em AlturaATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em Altura
IZAIAS DE SOUZA AGUIAR
 
APR_MONTAEM_E_DESMONTAGEM_DE_EQUIPAMENTOS_DE_MOVIMENTAÇÃO_DE_CARGAS.doc
APR_MONTAEM_E_DESMONTAGEM_DE_EQUIPAMENTOS_DE_MOVIMENTAÇÃO_DE_CARGAS.docAPR_MONTAEM_E_DESMONTAGEM_DE_EQUIPAMENTOS_DE_MOVIMENTAÇÃO_DE_CARGAS.doc
APR_MONTAEM_E_DESMONTAGEM_DE_EQUIPAMENTOS_DE_MOVIMENTAÇÃO_DE_CARGAS.doc
OtacioCandido1
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
ARTHURDeoliveiraNeto
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
ARTHURDeoliveiraNeto
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
ARTHURDeoliveiraNeto
 
Análise Preliminar de Risco.pptx
Análise Preliminar de Risco.pptxAnálise Preliminar de Risco.pptx
Análise Preliminar de Risco.pptx
AMINTAMANZANILLA1
 
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETOSERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
NRFACIL www.nrfacil.com.br
 
O.S Ordem de Serviço - NR1
O.S   Ordem de Serviço - NR1O.S   Ordem de Serviço - NR1
O.S Ordem de Serviço - NR1
Sergio Roberto Silva
 
Apr carpintaria
Apr carpintariaApr carpintaria
APR-de-Abertura-de-Vala-RV-6.pdf
APR-de-Abertura-de-Vala-RV-6.pdfAPR-de-Abertura-de-Vala-RV-6.pdf
APR-de-Abertura-de-Vala-RV-6.pdf
AndrSantos687125
 
Trein. Veículos Industriais Local e Global.pptx
Trein. Veículos Industriais Local e Global.pptxTrein. Veículos Industriais Local e Global.pptx
Trein. Veículos Industriais Local e Global.pptx
HudsonOliveira50
 
Apr 005 --andaime_suspenso
Apr 005 --andaime_suspensoApr 005 --andaime_suspenso
Apr 005 --andaime_suspenso
Gabriela Teixeira
 
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editarProcedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Isaline Oliveira
 
Ficha de segurança maquinas
Ficha de segurança   maquinasFicha de segurança   maquinas
Ficha de segurança maquinas
10345934
 
APR ESPACO CONFINADO - Analise preliminar de risco
APR ESPACO CONFINADO - Analise preliminar de riscoAPR ESPACO CONFINADO - Analise preliminar de risco
APR ESPACO CONFINADO - Analise preliminar de risco
Eduardo Olimpio de Sousa
 

Semelhante a 428734319-APR-59-PRE-MONTAGEM-E-MONTAGEM-DE-ESTRUTURAS-METALICAS-E-TRANSPORTES-docx.docx (20)

Ar 02 carga e descarga de materiais
Ar 02 carga e descarga de materiaisAr 02 carga e descarga de materiais
Ar 02 carga e descarga de materiais
 
SSO - APR Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
SSO - APR  Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.docSSO - APR  Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
SSO - APR Movimentação de cargas e materiais- DAMEDA.doc
 
APR - Execução de Montagem e Desmontagem de Andaime Fachadeiro e Tubular (1)....
APR - Execução de Montagem e Desmontagem de Andaime Fachadeiro e Tubular (1)....APR - Execução de Montagem e Desmontagem de Andaime Fachadeiro e Tubular (1)....
APR - Execução de Montagem e Desmontagem de Andaime Fachadeiro e Tubular (1)....
 
Instrução guindaste
Instrução guindasteInstrução guindaste
Instrução guindaste
 
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdfAPRIA -  Atividade instalação linha de vida1.pdf
APRIA - Atividade instalação linha de vida1.pdf
 
ATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em AlturaATR - Trabalho em Altura
ATR - Trabalho em Altura
 
APR_MONTAEM_E_DESMONTAGEM_DE_EQUIPAMENTOS_DE_MOVIMENTAÇÃO_DE_CARGAS.doc
APR_MONTAEM_E_DESMONTAGEM_DE_EQUIPAMENTOS_DE_MOVIMENTAÇÃO_DE_CARGAS.docAPR_MONTAEM_E_DESMONTAGEM_DE_EQUIPAMENTOS_DE_MOVIMENTAÇÃO_DE_CARGAS.doc
APR_MONTAEM_E_DESMONTAGEM_DE_EQUIPAMENTOS_DE_MOVIMENTAÇÃO_DE_CARGAS.doc
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 -.docx
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (1).docx
 
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docxAPR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
APR - Montagem e desmontagem de andaimes - 03558 - E 1 - (2).docx
 
Análise Preliminar de Risco.pptx
Análise Preliminar de Risco.pptxAnálise Preliminar de Risco.pptx
Análise Preliminar de Risco.pptx
 
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETOSERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
SERVIÇOS DE PERFURAÇÃO, ENSAIO DE PERCA D’ÁGUA E INJEÇÃO DE CONCRETO
 
O.S Ordem de Serviço - NR1
O.S   Ordem de Serviço - NR1O.S   Ordem de Serviço - NR1
O.S Ordem de Serviço - NR1
 
Apr carpintaria
Apr carpintariaApr carpintaria
Apr carpintaria
 
APR-de-Abertura-de-Vala-RV-6.pdf
APR-de-Abertura-de-Vala-RV-6.pdfAPR-de-Abertura-de-Vala-RV-6.pdf
APR-de-Abertura-de-Vala-RV-6.pdf
 
Trein. Veículos Industriais Local e Global.pptx
Trein. Veículos Industriais Local e Global.pptxTrein. Veículos Industriais Local e Global.pptx
Trein. Veículos Industriais Local e Global.pptx
 
Apr 005 --andaime_suspenso
Apr 005 --andaime_suspensoApr 005 --andaime_suspenso
Apr 005 --andaime_suspenso
 
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editarProcedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
Procedimento para trabalhos em altura falta finalizar e editar
 
Ficha de segurança maquinas
Ficha de segurança   maquinasFicha de segurança   maquinas
Ficha de segurança maquinas
 
APR ESPACO CONFINADO - Analise preliminar de risco
APR ESPACO CONFINADO - Analise preliminar de riscoAPR ESPACO CONFINADO - Analise preliminar de risco
APR ESPACO CONFINADO - Analise preliminar de risco
 

Mais de LucianaFernandes219481

ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
LucianaFernandes219481
 
469778205-Certificado-NR-34-VERSO-docx.docx
469778205-Certificado-NR-34-VERSO-docx.docx469778205-Certificado-NR-34-VERSO-docx.docx
469778205-Certificado-NR-34-VERSO-docx.docx
LucianaFernandes219481
 
438027525-Auditoria-Comportamental-Modelo.docx
438027525-Auditoria-Comportamental-Modelo.docx438027525-Auditoria-Comportamental-Modelo.docx
438027525-Auditoria-Comportamental-Modelo.docx
LucianaFernandes219481
 
304723138-DOC-APR-2-013-Teste-Hidrostatico.docx
304723138-DOC-APR-2-013-Teste-Hidrostatico.docx304723138-DOC-APR-2-013-Teste-Hidrostatico.docx
304723138-DOC-APR-2-013-Teste-Hidrostatico.docx
LucianaFernandes219481
 
RECICLAGEM NR 35-TRABALHO EM ALTURA..pptx
RECICLAGEM NR 35-TRABALHO EM ALTURA..pptxRECICLAGEM NR 35-TRABALHO EM ALTURA..pptx
RECICLAGEM NR 35-TRABALHO EM ALTURA..pptx
LucianaFernandes219481
 
Certificado de treinamento de NR 35.ppt
Certificado de treinamento de NR 35.pptCertificado de treinamento de NR 35.ppt
Certificado de treinamento de NR 35.ppt
LucianaFernandes219481
 

Mais de LucianaFernandes219481 (6)

ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...ANEXO III -  CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
ANEXO III - CONJUNTO DE REQUISITOS DE SEGURANCA_ MEIO AMBIENTE E SAUDE PARA ...
 
469778205-Certificado-NR-34-VERSO-docx.docx
469778205-Certificado-NR-34-VERSO-docx.docx469778205-Certificado-NR-34-VERSO-docx.docx
469778205-Certificado-NR-34-VERSO-docx.docx
 
438027525-Auditoria-Comportamental-Modelo.docx
438027525-Auditoria-Comportamental-Modelo.docx438027525-Auditoria-Comportamental-Modelo.docx
438027525-Auditoria-Comportamental-Modelo.docx
 
304723138-DOC-APR-2-013-Teste-Hidrostatico.docx
304723138-DOC-APR-2-013-Teste-Hidrostatico.docx304723138-DOC-APR-2-013-Teste-Hidrostatico.docx
304723138-DOC-APR-2-013-Teste-Hidrostatico.docx
 
RECICLAGEM NR 35-TRABALHO EM ALTURA..pptx
RECICLAGEM NR 35-TRABALHO EM ALTURA..pptxRECICLAGEM NR 35-TRABALHO EM ALTURA..pptx
RECICLAGEM NR 35-TRABALHO EM ALTURA..pptx
 
Certificado de treinamento de NR 35.ppt
Certificado de treinamento de NR 35.pptCertificado de treinamento de NR 35.ppt
Certificado de treinamento de NR 35.ppt
 

428734319-APR-59-PRE-MONTAGEM-E-MONTAGEM-DE-ESTRUTURAS-METALICAS-E-TRANSPORTES-docx.docx

  • 1. S56009-000-FO-039 APR - ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCOS Data: 30/09/2019 APR nº.: HSE - 059 Rev.: 3 Pág.: 01 DE 19 Descrição da Atividade: APR Nº Pré Montagem – Montagem de Estruturas metálicas – Transporte de Estruturas metálicas Local:Incoming Area / Fire Line. Área Responsável:Diego Martins / AlissonDiego Projeto:ProjetoAÇUSPOOL BASE 18043 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 01 Deslocamento de colaboradores para a área de trabalho Queda de mesmo nível - Lesões; - Luxações; - Fraturas. 2 B 16 - Divulgação da APR para todos os colaboradores envolvidos na atividade; - Emitir PT antes de iniciar atividade; - Em todos os locais de trabalho deve haver iluminação adequada, natural ou artificial, geral ou suplementar, apropriada à natureza da atividade; - A iluminação geral deve ser uniformemente distribuída e difusa; - A iluminação geral ou suplementar deve ser projetada e instalada de forma a evitar ofuscamento, reflexos incômodos, sombras e contrastes excessivos; - Em trabalhos noturnos o local deve estar devidamente sinalizado e iluminado; - Manter atenção no local da atividade e a possíveis obstáculos, não improvisar acessos para a frente de trabalho Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego - Ataque de Animais Peçonhentos Picada - Lesões -Intoxicação -Envenenamento 2 B 16 - É obrigatório o uso de perneira, durante toda a atividade; - Instruir os colaboradores quanto aos riscos, de aproximar-se, tocar ou capturar animais peçonhentos; - Manter atenção e verificar o entorno antes de remover os materiais armazenados; - Ao presenciar algum animal peçonhento, deve acionar imediatamente seu líder ou encarregado ou Técnico de Segurança do Trabalho e equipe de HSE e isolar a área - É proibido levar alimentos e se alimentar na frente de serviço; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 2. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 02 Mobilização do Guindauto para a área de trabalho - Colisão -Tombamento - Atropelamento - Danos materiais - Lesões -Fraturas 3 A 16 - Somente colaborador treinado, habilitado e autorizado poderá dirigir operar o equipamento; - Portar crachá de identificação; - Respeitar toda sinalização existente nas vias de tráfego de veículos passagem de pedestres - O equipamento deverá possuir sinal sonoro de ré e manter faróis acessos durante o posicionamento do equipamento na frente de trabalho - Proibido trabalho com baixa iluminação - Utilização de colete refletivo - Realizar check list do equipamento - Proibido falar ao celular - Respeitar outros motoristas e pedestres; - Na ocorrência de névoas redobrar a atenção e diminuir a velocidade; - Nunca dirigir sobre efeito de álcool ou drogas; - Os obstáculos da frente de trabalho deverão estar bem sinalizados, de modo a evitar colisões; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego Queda de pessoas do veículo - Lesões; - Fraturas; - Ferimentos 2 B 16 - Durante o deslocamento com o caminhão munck tanto o motorista quanto os passageiros deverão usar o cinto de segurança; - Verificar se a trava da porta está funcionando de modo a não abrir repentinamente; - Não usar acesso improvisado. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 3. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 02 Preparação do guindauto na área de trabalho Impacto Contra - Lesões; - Fraturas; - Ferimentos 2 B 16 - A área deve estar isolada e sinalizada e identificado com placas - Verificar antes de iniciar o patolamento do caminhão munck as condições do solo, o piso deverá estar nivelado; - As patolas deverão estar totalmente abertas, e sapatas deverão ser utilizadas sob as patolas; - Realizar inspeção pré-operacional no equipamento verificando as condições seguras de trabalho, qualquer não- conformidade deverá ser comunicado de imediato ao responsável; - Operador deverá posicionar-se em local mais afastado possível da área de atuação da lança, preservando sua segurança frente à movimentação do equipamento; - É proibida a circulação e permanência de pessoas não envolvidas na atividade dentro da área de movimentação de carga - Todo posicionamento do guindauto e atividade de içamento de carga deverá estar conforme o plano de içamento; - A operação de movimentação de carga com guindauto deve ser acompanhada por um sinaleiro/ Rigger, responsável pela movimentação e amarração da carga; - Não realizar o içamento da carga com o colaborador em cima do guindauto; - Acessar a carroceria do caminhão munck com presa na carroceria ou com auxílio de outro colaborador para apoiar a escada; - O Operador e sinaleiro tem obrigação de saber o peso da carga, e respeitar a tabela de capacidade do equipamento. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 4. S56009-000-FO-039 03 Montagem de Estruturas metálicas ao nível do solo com guindauto (Pilares – Tesouras - Terças) - Prensamento de membros Superiores e Inferiores - Esmagamentos; - Lesões; 2 B 16 - Antes de iniciar as atividades realizar inspeção em todos os acessórios de içar preencher o plano de içamento; - Portar permissão de trabalho e APR na frente de serviço; - A área deve estar isolada e sinalizada - Todos equipamentos devem estar em dia com a manutenção, com as inspeções, check list. e as atividades devem constar nesta APR. - Antes de patolar o guindauto o piso deve ser inspecionado antecipadamente verificando posssiveis interferências com galerias, terreno instável, declive, aclive, cabos elétricos e outras condições que implique no patolamento. - Qualquer mudança na atividade, ou interferência na mesma onde descaracterizar o plano de içamento a atividade deve ser paralisada até a adequação e divulgação da reavaliação das documentações, conforme os riscos existentes. - Qualquer não-conformidade verificada nos acessórios de içar deverá ser substituído imediatamente; - Usar a luvas de proteção durante toda a montagem - Não deixar partes do corpo sob pontos críticos de prensamento durante a amarração da carga. - Não se posicionar entre as peças após amarração e ao orientar o operador iniciar o içamento; - Realizar o ajuste da amarração antes do içamento; - Proibido se posicionar abaixo e colocar a mão na carga içada. - Deve usar cabo guia para o posicionamento adequado da peça - Será permitido apenas colocar a mão na peça içada quando a mesma estiver próximo ao solo aproximadamente 05 a 10 cm para Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 5. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 03 Montagem de Estruturas metálicas ao nível do solo com guindauto (Pilares – Tesouras - Terças) Prensamento de membros - Esmagamentos; - Lesões; realizar o ajuste fino do posicionamento da peça. - Quando possível utilizar um sistema de gancho para passagem de cinta na amarração de vigas ou materiais a ser içado Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego Ergonomia - LER / DORT - Cansaço - Strees muscular - Fadiga 1 B 8 - Cuidado ao posicionar os dormentes devido ao peso - Não pegar peso em excesso; - Peso limite por colaborador 20 Kg. - Para movimentação manual de materiais e equipamentos deve ser utilizados carrinhos plataformas; - Toda movimentação manual de materiais fora do previsto nesta APR deve ser avaliado com a supervisão e HSE Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego Queda de mesmo nível e nível diferente - Lesões - Fraturas - Ferimentos 2 B 16 - Não acessar em cima de peças, equipamentos e outros que ofereçam o risco de queda; - Ao utilizar escadas de acesso para amarrar e soltar cintas e manilhas ou realizar aperto de parafusos de forma mecânica ou manual, a escada deverá estar fixa estaiada, ou ter um colaborador embaixo apoiando a escada; - Todas as aberturas do piso deve estar fechadas com madeira e aço; - Na Periferia das lajes deve possuir sinalização, isolamento e indicação do desnível de piso; - Não improvisar acesso a carroceria do caminhão munck; - Não pular do caminhão - Não permanecer na carroceria do caminhão após a carga estar amarrada com os acessórios pronto para o inicio do içamento. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 6. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 03 Montagem de Estruturas metálicas ao nível do solo com guindauto (Pilares – Tesouras - Terças) Intempéries - Umidade - Insolação -Descarga atmosférica 2 B 16 - Ingerir bastante água - Fazer uso de protetor solar - Em caso de incidência de chuvas e descarga atmosférica, atividade deverá ser paralisada; - É proibido içar material na presença de ventos fortes acima de 42 km/h - Em caso de Chuvas e ou incidências de raios, abandonar a área de trabalho para o uso de coberturas adequadas para proteção pessoal, retornar as atividades somente quando o fenômeno da natureza se dissipar - As atividades deverá ser paralisadas, quando o alerta da previsão do tempo (Clima Tempo) estiver em vermelho. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego Ruído Perda Auditiva 2 A 8 - Instruir os colaboradores quanto ao uso do protetor auricular sempre que houver a emissão de ruído na frente de serviço - Entregar e fiscalizar o uso do protetor auditivo; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 7. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 03 Montagem de Estruturas metálicas ao nível do solo com guindauto (Pilares – Tesouras - Terças) Queda de materiais Fraturas; - Escoriações - Cortes; - Lesões Corporais 02 B 16 - Isolar e sinalizar área de trabalho de forma abrangente, antes de iniciar a atividade. - Realizar o check list diário dos acessórios de guindar antes do uso; - Não é permitido o deslocamento do guindauto com carga sob a carroceria com as guardas abaixadas e a carga desamarradas. - As cintas de amarração da carga só devem ser solta após a estrutura estar fixada com parafusos - Os auxiliares, sinaleiro e o operador do equipamento devem manter sincronia em se comunicar através de gestos. - O operador ao movimentar as peças, deve ter cuidado, atenção e manusear o mesmo vagarosamente até o local de montagem - O motorista deve ser treinado, qualificado e autorizado a operar o munck do caminhão. - Os olhais, manilhas, cinta, cabo de aço, deverão ser inspecionados a fim de detectar possíveis irregularidades e a capacidade de carga a ser respeitada. - Expressamente Proibido a Atividade com sobreposição; - Somente o sinaleiro está autorizado a dar sinal ao operador para aliviar a carga do guindauto exercida na viga e soltar a cinta após certificar que todos os parafusos estão montados e apertados. - Após soltar as manilhas da peça a mesma deve retornar com a cinta junto ao gancho do Guindauto nunca jogar a cinta ao solo. - Utilizar protetores de canto vivos nas estruturas para proteger as cintas de içamento e prevenir o desgaste e rompimento. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 8. S56009-000-FO-039 03 Montagem de Estruturas metálicas ao nível do solo com guindauto (Pilares – Tesouras - Terças) - Impacto Contra Fraturas; - Escoriações; - Danos materiais; - Cortes; - Lesões Corporais 2 B 16 – O local de posicionamento da estrutura a ser içada, deverá ser definido previamente, - Toda área deve estar sinalizada e isolada, evitando que pessoas e outros equipamentos não envolvidos nas atividades aproximem-se do local. - É expressamente proibido aproximar da carga enquanto não estiver colocada em local estável e seguro. - Evite movimentos bruscos que possam prejudicar a estabilidade da carga durante a movimentação. Amarrar cordas guia nas duas extremidades os colaboradores que estiverem segurando a corda deverão permanecer a uma distância de 1vez e meia a altura da carga Içada. - Todos os funcionários deverão usar os seguintes E.P.I, s: Luvas de proteção, calçado de segurança, capacete de segurança com jugular - Atenção na montagem das estruturas utilizando espinas, marretas e chaves; - Atenção quando efetuar o aperto dos parafusos evitando batida contra na estrutura avaliar o posicionamento do parafusos em relação a chapa de ligação e o ângulo de giro da chave manual e ou Torquimetro. - Ao substituir o soquete efetuar com a chave de impacto (torqueadeira) desconectada da fonte de energia evitando assim possível ligamento involuntário. - Não utilizar adornos tais como: anéis, pulseiras, correntes, relógios e brincos - Não improvisar ferramentas manuais; - Evitar brincadeiras durante a execução da atividade, mantendo atenção. - Inspecionar as ferramentas antes da execução da atividade e solicitar a ferramenta adequada à atividade quando necessário. - As chaves de bocae ou estrela devem estar em perfeitas condições. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 9. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 03 Montagem de Estruturas metálicas ao nível do solo com guindauto (Pilares – Tesouras - Terças) - Impacto Contra Fraturas; - Escoriações; - Danos materiais; - Cortes; - Lesões Corporais 2 B 16 - Não é permitido utilizar chaves soldadas com bocas desgastadas ou quebradas. - Nunca gerar improvisações nas ferramentas tais como: colocação cabo alongador para ter mais torque cabo de ferro em marretas. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego - Exposição à energia elétrica. - Lesões Corporais Escoriações 02 B 16 - Realizar check-list das ferramentas elétricas e manual antes de iniciar o uso. - Não permitir fiação em contato com água. - Verificar se a tomada em que for ligar ferramenta elétrica é compatível com a tensão do equipamento - Verificar se as fiações dos cabos não estão expostas e danificados, devendo ser substituída caso apresente alguma irregularidade. - Inspecionar cabos condutores de energia e plugues quanto a fios desencapados, emendas, ou danos que possam provocar choque elétrico. - Antes de ligar qualquer equipamento a rede elétrica inspecionar os cabos de ligação, inspecione os cabos se há duplo isolamento e aterramento das máquinas. - Solicite ao eletricista ponto de energia compatível com a voltagem e amperagem do equipamento efetue sua ligação em painel DR, somente eletricista pode fazer manutenção em equipamentos e maquinas elétricas, não improvisar adaptações em tomadas ou painéis. - Não é permitido cabos expostos em pontos de passagem de equipamentos se possível fazer com que os cabos sejam aéreos. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 10. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 03 Montagem de Estruturas metálicas ao nível do solo com guindauto (Pilares – Tesouras - Terças) -Ataque de Animais peçonhentos Picada -Intoxicação -Envenenamento 02 B 16 - É obrigatório o uso de perneira, durante toda a atividade; - Instruir os colaboradores quanto aos riscos, de aproximar-se, tocar ou capturar animais peçonhentos; - Manter atenção e verificar o entorno antes de remover os materiais armazenados; - Ao presenciar algum animal peçonhento, deve acionar imediatamente seu líder ou encarregado ou Técnico de Segurança do Trabalho e isolar a área - É proibido levar alimentos e se alimentar na frente de serviço; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego 04 Atividade de reparo em estrutura metálica, com utilização lixadeira/ Esmerilhadeira Ergonômico - LER / DORT - Cansaço - Strees muscular - Fadiga 01 B 08 - Não efetuar esforço excessivos, Manter postura correta - Realizar pausas sempre que possível, quando tiver que permanecer por um período extenso na mesma posição para executar as tarefas - Para movimentação manual de materiais e equipamentos deve ser utilizados carros plataformas; - Toda movimentação manual de materiais fora do previsto nesta APR deve ser avaliado com a supervisão e HSE Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego - Ruptura do disco Fraturas; - Escoriações; - Danos materiais; - Cortes; - Lesões Corporais 03 A 16 - Verificar ajuste da proteção do disco - Desligar a lixadeira / Esmerilhadeira da tomada ao efetuar a troca do disco. - Não bater os lados do disco quando este estiver parado ou em movimentação. - Não submeter o disco a RPM superior ao especificado pelo fabricante. - Utilizar os discos adequados para cada atividade (corte ou desbaste). - Fazer troca dos discos, utilizando chave apropriada. - Nunca retirar a coifa de proteção do disco. - Utilização dos Epi´s adequados avental de raspa com mangote, ou avental barbeiro e protetor facial. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 11. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 04 Atividade de reparo em estrutura metálica, com utilização lixadeira/ Esmerilhadeira - Projeção de partículas - Lesões Corporais 02 B 16 - Utilizar óculos de segurança e protetor facial. - Isolar a área e utilizar dispositivo de barreira que impeça as partículas atingir pessoas próximo. - Orientar o colaborador a esmerilhar projetando as fagulhas para o lado contrário de pessoas em torno da atividade. - Se necessário utilize biombos para impedir projeção de fagulhas Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego Ruído Perda Auditiva 2 A 8 - Instruir os colaboradores quanto ao uso do protetor auricular sempre que houver a emissão de ruído na frente de serviço - Entregar e fiscalizar o uso do protetor auditivo; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego Princípio de incêndio - Escoriações; - Danos materiais; - Lesões Corporais 1 A 8 - Retirar todo material inflamável do local. - Manter extintor de incêndio (PQS) próximo ao local de trabalho. - Retirar imediatamente o equipamento da fonte energizada e acionar a equipe de HSE - Utilização dos Epi´s adequados avental de raspa com mangote, ou avental barbeiro e protetor facial. - Para atividades de trabalho a quente é expressamente proibido o uso de colete refletivo. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 12. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 05 Atividade de reparo em estrutura metálica, com utilização Solda / equipamento oxicorte. - Incêndio / explosão. -vazamentos de gazes - Lesões Corporais Danos materiais -Queimaduras -Inalação de gazes 03 B 32 - Realizar check- list do equipamento diário ao início das atividades; - Sempre manter próximo ao serviço de corte e Solda 01 extintor de PQS ou CO2. - Não efetuar corte próximo à pintura ou produtos inflamáveis, retirar todos os materiais combustíveis próximo a atividade; - Utilizar máscaras com filtro PFF2 - Utilizar o acendedor tipo concha, não utilizar outros meios de acendimento tais como: isqueiro comum, fósforo - Nunca utilizar mangueiras com emendas, ressecadas com rachaduras ou improvisar emendas nas mangueiras com conexões de cobre. - Utilizar válvulas corta fogo, contra retrocesso de chama nas extremidades das mangueiras, no regulado e caneta. - O armazenamento dos cilindros reserva devem ser em gaiolas adequadas e identificadas devidamente preso com corrente seja ele cheio ou vazio, abrigados de intempéries; - Em caso de retrocesso de chama desligar a válvula dos cilindros. -Proibido fumar no local de atividade; - Os cilindros deverão estar localizados distante das áreas de trabalho a quentes e armazenados em carrinhos próprios, com cobertura, presos com correntes - Para atividades de trabalho a quente é expressamente proibido o uso de colete refletivo. - Disponibilizar na frente de trabalho a FISPQ. dos gazes utilizados junto a APR e PT Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 13. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 05 Atividade de reparo em estrutura metálica, com utilização Solda / equipamento oxicorte. - Queda de fagulhas - Lesões Corporais - Queimaduras 01 B 08 - Sinalizar e Isolar e Proteger em torno da atividade, para as fagulhas não atingir pessoas próximas ao local da execução dos trabalhos - Realizar anteparo com manta de raspa em locais elevados - Ao utilizar conjunto oxicorte verificar se o material aquecido não está caindo sobre a mangueira do conjunto; - Utilizar Luvas de Couro com punho longo, Avental ou colete de raspa de couro, mangote de raspa de couro, perneira e calçado de segurança totalmente fechado c/ biqueira de aço. - Para atividades de trabalho a quente é expressamente proibido o uso de colete refletivo. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego - Irradiação do arco voltaico, corpo estranho nos olhos Fumos de Solda - Lesões Corporais 02 B 16 - Utilizar máscara para solda, nunca olhar para o trabalho com os olhos desprotegidos. - Uso de óculos de proteção com lentes apropriadas e protetor facial; - Utilizar avental, perneira e mangote de raspa de couro. - Isolar a área e utilizar dispositivo de barreira Biombo que impeça que irradiação e luminosidade, atingir pessoas próximo. - Fazer uso de máscara com filtro PFF2. - Durante o processo de soldagem se posicionar a favor do vento; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 14. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 05 Atividade de reparo em estrutura metálica, com utilização Solda / equipamento oxicorte. - Queda com diferença de nível e de mesmo nível. Fraturas; - Escoriações; - Cortes; - Lesões Corporais 02 B 16 - Manter o local de trabalho limpo, organizado, Isolado e sinalizado. - Não acessar em cima de peças, equipamentos e outros que ofereçam o risco de queda; - Ao utilizar escadas de acesso para realizar atividade, a escada deverá estar fixa estaiada, ou ter um colaborador embaixo apoiando a escada; - Todas as aberturas do piso deve estar fechadas com madeira e aço; - Na Periferia das lajes deve possuir sinalização, isolamento e indicação do desnível de piso; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego 05 Atividade de reparo em estrutura metálica, com utilização Solda / equipamento oxicorte. - Exposição à energia elétrica - Escoriações; - Lesões Corporais 03 B 16 - Evitar improvisações nas ligações elétricas. Aterrar os equipamentos e as peças a serem soldadas. Manter fios e alicates de soldagem longe de locais com óleo, graxa ou umidade. - Nunca tocar em eletrodos com as mãos nuas, com luvas molhadas ou sobre superfície ou piso molhado - Manter cabos e extensões isoladas corretamente. - Inspecionar cabos condutores de energia e plug quanto a fios desencapados, emendas, ou danos que possam provocar choque elétrico. - Solicite ao eletricista ponto de energia compatível com a voltagem e amperagem do equipamento efetue sua ligação em painel DR, somente eletricista pode fazer manutenção em equipamentos e maquinas elétricas. - Proibido atividades em dias de chuva com materiais molhados; - Utilizar extensões com cabo com duplo isolamento e tomadas Industriais tipo steck; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 15. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 06 - Tratamento e reparo do revestimento de proteção das estruturas metálicas Exposição Produto Químico Inalação Vazamento do produto - Lesões Corporais - Alergias - Dermatites - Dermatose 01 B 08 - O profissional deve ser treinado, habilitado e autorizado a realizar o tratamento do revestimento das estruturas metálicas. - Mantenha afastado de atividades calor / faísca / chama aberta / superfícies quentes. - Mantenha o recipiente hermeticamente fechado. - Utilize um vasilhame de plástico para a transferências do produto; - Mantenha em local fresco. - Armazene em local bem ventilado. - Armazene em local fechado a chave - Manusear em local fresco e arejado, não reutilizar a embalagem. - Manter as embalagens bem fechadas, Não fumar, comer ou beber na área de manuseio de embalagens. Evitar quedas das embalagens, evitar furos e desaparecimento do rótulo do produto. - o manuseio e armazenamento do produto deve ser efetuado em bandejas de contenção; - Manter o Kit de mitigação próximo a atividade - O transporte para a área de trabalho deve ser realizado com auxílio de carrinho de mão - As latas, pinceis e rolinho devem permanecer em bandejas de contenção, posicionadas no chão - Se houver o vazamento do produto na rede de esgoto ou solo comunicar o órgão ambiental através da Equipe de HSE Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 16. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 06 Tratamento e reparo do revestimento de proteção das estruturas metálicas Exposição Inalação Vermelhidão nos olhos, pele e Mucosas. Tontura, sonolência, dores de cabeça, irritabilidade 01 B 8 - O profissional deve ser treinado, habilitado e autorizado a realizar o tratamento do revestimento das estruturas metálicas. - Utilizar luvas impermeáveis. - Utilizar óculos de proteção contra produtos químicos. - Avental impermeável. - Máscaras com filtros para vapores orgânicos - Não manter se no raio de projeção de partículas de atividades próximas. ; Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego Incêndio - Lesões Corporais -Escoriações - Danos materiais 02 B 16 - Eliminar fontes quentes e de ignição. - Todos os equipamentos elétricos usados devem ser blindados e a prova de explosão. - As instalações e os equipamentos devem ser aterrados para evitar a eletricidade estática. - Armazenar em local coberto, fresco, seco e ventilado, com piso impermeável. A evitar: Exposição ao sol, chuva, próximo a fontes de ignição e temperaturas elevadas (acima de 50 ºC). - Meios de extinção: Água na forma de neblina, CO2, Espuma p/ Hidrocarbonetos, Pó químico. Meios de extinção não apropriados: Água em jato pleno. Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego
  • 17. S56009-000-FO-039 Item Etapas do Serviço Perigo / Aspecto Ambiental Dano/ Impacto Ambiental P S PR Medida de Controle Responsável 07 Limpeza e organização Poluição Ambiental - Contaminação do solo - Resíduos 02 B 16 - Ao termino da atividade, deverá ser organizado o local deixando-o livre de condições inseguras e possibilidades de ocorrências de acidentes a outras pessoas que o usarão. - Se necessário a área de trabalho deve ser isolada com correntes e pirulitos ou cones de sinalização alertando aos riscos; - Fazer descarte dos resíduos corretamente nas caçambas de coleta seletiva: (cinza: não recicláveis – Laranja: resíduos perigosos e contaminados – amarela: metal – preta: madeira – azul – papel – vermelha: plástico). - Sempre que a caçamba estiver cheia, solicitar ao responsável da área a troca. - Em hipótese alguma fazer o descarte em local onde não seja previamente autorizado, em caso de dúvida consultar o responsável da área. - Entulho construção civil deve ser descartado dentro da caçamba cinza, a mesma deve ter placa de identificação “ENTULHO CONSTRUÇÃO CIVIL” O descarte de produto contaminado deve ser efetuado no coletor laranja, como produto Perigoso. Realizar 5S ao Término diário das atividades - Se houver o vazamento do produtos químicos na rede de esgoto ou solo comunicar o órgão ambiental através da Equipe de HSE Diego Martins / Rudneli Silva/ Alisson Diego Recomendações Complementares:
  • 18. S56009-000-FO-039 Reunião Especifica para Início da Atividade SIM NÃO SIM NÃO 1- A equipe tem pleno conhecimento dos riscos contidos neste documento? 4- Foram verificadas condiçõesfísicase estado de espírito da equipe? 2- Comentários sobre acidentes já ocorridos na execução desta tarefa? 5- Verificou-se o porte e as condições dos EPI’s por parte da equipe? 3- Foram observadas as condições ambientais no local de trabalho? Data da Reunião: ___/___/___ Nome Função Assinatura Nome Função Assinatura
  • 19. S56009-000-FO-039 ____________________________________ _____________________________ ___________________________________ ____________________________ ResponsávelPelo Serviço Responsável HSE Responsável pela execução doserviço Outros
  • 20. S56009-000-FO-039 INSTRUÇÕES PARA ANÁLISE PRELIMINAR DE RISCO Classificação de Probabilidade (P)  Probabilidade (P)  Improvável - Uma rara combinação de falhas é necessária para que o dano/impacto ocorra ou, - Segundo conhecimento da equipe de avaliação de risco o dano/impacto ocorreu dentro da indústria ao menos uma vez.  Possível - Possível ocorrência do dano/impacto. O dano/impacto pode ocorrer caso falhas adicionais estejampresentes o que não é esperado de ocorrer ou, - Segundo conhecimento da equipe de avaliação de risco o dano/impacto ocorre anualmente dentro da indústria e/ou unidade Technip Brasil.  Provável - É provávelque o dano/impacto ocorra em decorrência de falhas existentes na execução da atividade ou, - Segundo conhecimento da equipe de avaliação de risco o dano/impacto ocorre regularmente mais de uma vez ao ano nas unidades Technip Brasil. Classificação de Severidade (S) Segurança Saúde Meio ambiente Moderado (I) Primeiros socorros / Tratamento médico Efeitos reversíveis menores a saúde Impacto de pequena magnitude, restrito ao site, reversívelcom ações mitigadoras. Significante (II) Caso de restrição de trabalho / Afastamento do trabalho Incapacidade temporária ou parcialpermanente Impacto de magnitude moderada, restrito ou não ao site, reversível com ações mitigadoras ou ações corretivas. Severo (III) Fatalidade única Incapacidade permanente e severa. Impacto de magnitude considerável, restrito ou não ao site, reversívelcomações corretivas. Classificação do Risco - PR  Baixo Além das medidas de controles existentes, não são requeridos controles adicionais. Devem ser feitas considerações sobre uma s olução de custo mais eficaz ou melhorias que não imponham uma carga de custos adicionais. É requerido monitoramento para assegurar que os controles são mantidos.  Médio Controles adicionais devem ser implementados, mas os custos da prevenção devem ser cuidadosamente medidos. Quando o risco médio é associado a consequências extremamente prejudiciais, a avaliação da implementação da medida de controle poderá ser mais detalhada.  Alto O trabalho não pode ser conduzido ou iniciado sem que o risco tenha sido reduzido. Recursos devem ser alocados para implementação de medidas. Medir o risco residual. Caso o risco não puder ser reduzido nem com recursos ilimitados, o trabalho tem que permanecer proibido PROBABILIDADE SEVERIDADE Improvável (A) Possível (B) Provável (C) Moderado (I) Risco Baixo Risco Baixo 8 Risco Médio 16 Significante (II) Risco Baixo 8 Risco Médio 16 Risco Médio 32 Severo (III) Risco Médio 16 Risco Médio 32 Risco Alto 64