SlideShare uma empresa Scribd logo
Fanerógamas
Gimnospermas e Angiospermas
Relações filogenéticas
Algas verdes
(grupo externo) Briófitas Pteridófitas Gimnospermas Angiospermas
Gametângios revestidos por células estéreis
Embrião retido no gametângio feminino
Vasos condutores de seiva
Sementes
Flores e frutos
Espermatófitas (plantas que produzem sementes)
Traqueófitas (plantas vasculares)
Embriófitas
pinha fecundada
GIMNOSPERMAS
 Vasculares (árvores de grande porte)
 Raiz, caule, folhas, estróbilos e sementes.
 O estróbilo semelhante a uma flor rudimentar, sem pétalas e sem
ovário, portanto não há a formação de frutos.
 Produção de gametas.
 O gameta masculino não é flagelado  transportado dentro do grão de
pólen.
 Polinizadas pelo vento.
 Primeiras plantas a conquistarem definitivamente o ambiente terrestre.
 Surgimento do tubo polínico
 Embrião protegido na semente (reservas nutritivas e uma proteção
contra a desidratação).
CARACTERÍSTICAS GERAIS
GIMNOSPERMAS
cycas
ciprestes
Gimnospermas
Pinus
cycas
Pinheiro do Paraná
Pinha imatura
Pinha madura
Pinha ou estróbilo ou “flor” pinha fecundada
semente
semente ou
pinhão
Estróbilo masculino
GIMNOSPERMAS
Pinheiro do Paraná
estróbilo feminino ou pinha
ou “flor” do pinheiro
Sequóia gigante Estróbilo masculino
Pinha e pinhão
PINHA
PINHÃO
Esporófito
maduro (2n)
Germinação
Pinhão
Grãos de pólen
são liberados
Meiose com formação
de grãos de pólen
Sacos aéreos
Célula
do tubo
Célula
generativa
Escama ovulífera
Meiose
Megásporo
funcional (n)
Formação do tubo
polínico e fecundação
Arquegônio (n)
com oosfera (n)
Gametófito
feminino (n)
Embrião (2n)
Estróbilo feminino
Estróbilo masculino
CICLO DE VIDA: GIMNOSPERMAS
Gimnospermas
(ex: Pinheiro do Paraná)
Esporófito (2n)
Esporângio (2n)
Esporos (n)
Gametófito (n)
Gametas (n)
Zigoto (2n)
Esporófito (2n)
possui uma região
chamada
que é a região onde
ocorre meiose R!
para produzir os
crescem (E!) e se
transformam no
produz os
se unem e
formam o
cresce (E!) e
forma-se novamente o
Microsporângio (2n)
Micrósporo (n)
Microgametófito (n)
(gametófito O
ou grão de pólen)
gametas O (n)
DETALHES DA FORMAÇÃO DO GRÃO
DE PÓLEN
DETALHES DA FORMAÇÃO DO SACO
EMBRIONÁRIO
pinha fecundada
ANGIOSPERMAS
CARACTERÍSTICAS GERAIS
ANGIOSPERMAS
 Vasculares e possuem raiz, caule, folhas, flores, sementes e
frutos.
 Não necessitam da água para que ocorra a fecundação.
 Suas flores produzem o néctar (solução açucarada) que atrai
animais, como, abelhas, borboletas, formigas, pássaros,
morcegos e outros que acabam polinizando-as.
 Da união dos gametas, forma-se o embrião (dentro de uma
semente).
 Após a fecundação, o ovário da flor se desenvolve e se
transforma em fruto (com a semente dentro). A semente nutre
e protege o embrião.
 Grupo vegetal mais recente e mais abundante.
 Sucesso  produção de frutos (proteção da semente e atração
para os animais dispersores de sementes.
GIMNOSPERMAS
1. São plantas vasculares.
2. Possuem raiz, caule, folhas e
sementes.
3. Não necessitam da água para que
ocorra a fecundação.
4. O gameta masculino não é flagelado.
É transportado dentro do grão de pólen.
5. Da união dos gametas, forma-se o
embrião (dentro de uma semente).
6. O embrião fica protegido na semente,
que possui reservas nutritivas e uma
proteção contra a desidratação.
7. A estrutura reprodutora é o estróbilo.
8. Os gametas são produzidos nos
estróbilos.
9. Os estróbilos não atraem os animais,
por isso são polinizadas pelo vento.
10. As flores não possuem ovários,
portanto não produzem frutos (a
semente é nua)
ANGIOSPERMAS
1. São plantas vasculares.
2. Possuem raiz, caule, folhas e
sementes.
3. Não necessitam da água para que
ocorra a fecundação.
4. O gameta masculino não é flagelado.
É transportado dentro do grão de pólen.
5. Da união dos gametas, forma-se o
embrião (dentro de uma semente).
6. O embrião fica protegido na semente,
que possui reservas nutritivas e uma
proteção contra a desidratação.
7. A estrutura reprodutora é a flor.
8. Os gametas são produzidos na flor.
9. As flores produzem o néctar que atrai
animais que fazem a polinização.
10. As flores possuem ovários que,
após a fecundação, se transformam em
frutos (com a semente dentro).
Morfologia da Flor
Morfologia da Flor
 Androceu
Morfologia da Flor
 Gineceu
 Polinização
◦ Direta: mesma flor
◦ Indireta
 Anemófila: vento
 Hidrófila: água
 Ornitófila: aves
 Entomófila: insetos
 Antropófila: homem
Morfologia da Flor
Observação
Órgãos reprodutores:
Gineceu: órgão feminino -
Estigma, estilete e ovário (pistilo)
Androceu: órgão masculino
Formado pelos estames que são
compostos por filete e antera
local onde são produzidos
os grãos de pólen que contêm o
gameta masculino
local onde está o gameta
feminino – a oosfera
FLOR DAS ANGIOSPERMAS
Reprodução Angiospermas
Reprodução Angiospermas
Reprodução Angiospermas
CICLO DE VIDA: ANGIOSPERMAS
CICLO DE VIDA: ANGIOSPERMAS
CICLO DE VIDA: ANGIOSPERMAS
01. Dizemos que as gimnospermas conseguiram
definitivamente conquistar o ambiente terrestre,
uma vez que essas plantas não necessitam de
água para a sua fecundação. Qual a estrutura que
permitiu essa independência da água.
a) Fruto.
b) Flores.
c) Sementes.
d) Grãos de pólen.
e) Gametas flagelados.
01. Dizemos que as gimnospermas conseguiram
definitivamente conquistar o ambiente terrestre,
uma vez que essas plantas não necessitam de
água para a sua fecundação. Qual a estrutura que
permitiu essa independência da água.
a) Fruto.
b) Flores.
c) Sementes.
d) Grãos de pólen.
e) Gametas flagelados.
02. Uma das características mais marcantes das
gimnospermas é a presença das sementes. Essa
estrutura, presente também nas angiospermas, é
responsável por proteger o embrião e garantir sua
nutrição. Marque a alternativa que indica
corretamente a estrutura que origina a semente.
a) A semente é formada a partir do desenvolvimento
do ovário.
b) A semente é formada a partir do desenvolvimento
do óvulo.
c) A semente é formada a partir do desenvolvimento
do carpelo.
d) A semente é formada a partir do desenvolvimento
do esporo.
02. Uma das características mais marcantes das
gimnospermas é a presença das sementes. Essa
estrutura, presente também nas angiospermas, é
responsável por proteger o embrião e garantir sua
nutrição. Marque a alternativa que indica
corretamente a estrutura que origina a semente.
a) A semente é formada a partir do desenvolvimento
do ovário.
b) A semente é formada a partir do desenvolvimento
do óvulo.
c) A semente é formada a partir do desenvolvimento
do carpelo.
d) A semente é formada a partir do desenvolvimento
do esporo.
03. As gimnospermas são divididas em quatro filos
com representantes vivos: Cycadophyta,
Ginkgophyta, Conipherophyta e Gnetophyta. Dentre
esses filos, um se destaca como o mais relacionado
com as angiospermas. Marque a alternativa que
indica esse grupo.
a) Cycadophyta.
b) Ginkgophyta.
c) Conipherophyta.
d) Gnetophyta.
03. As gimnospermas são divididas em quatro filos
com representantes vivos: Cycadophyta,
Ginkgophyta, Conipherophyta e Gnetophyta. Dentre
esses filos, um se destaca como o mais relacionado
com as angiospermas. Marque a alternativa que
indica esse grupo.
a) Cycadophyta.
b) Ginkgophyta.
c) Conipherophyta.
d) Gnetophyta.
O filo Gnetophyta apresenta características que o
relacionam com as angiospermas, tais como
presença de estróbilos, que se assemelham à
inflorescência, e ausência de arquegônio.
04. Considere as características relacionadas abaixo:
Grãos de pólen;
Sistema vascular;
Sementes;
Fruto.
São características comuns às gimnospermas e
angiospermas:
a) apenas I e III.
b) apenas I e IV.
c) II, III e IV.
d) I, II e III.
04. Considere as características relacionadas abaixo:
Grãos de pólen;
Sistema vascular;
Sementes;
Fruto.
São características comuns às gimnospermas e
angiospermas:
a) apenas I e III.
b) apenas I e IV.
c) II, III e IV.
d) I, II e III.
05. As flores são estruturas que têm função na reprodução sexual
das plantas angiospermas, onde se podem distinguir diferentes
verticilos florais, entre os quais:
a) Tépalas: conjunto de pétalas de cores diferentes;
Corola: conjunto de sépalas;
Gineceu: sistema reprodutor masculino;
b) Corola: conjunto de sépalas;
Cálice: conjunto androceu-gineceu;
Perianto: conjunto de pétalas;
c) Corola: conjunto de sépalas;
Gineceu: sistema reprodutor masculino;
Perianto: conjunto androceu-gineceu;
d) Cálice: conjunto de pétalas;
Androceu: sistema reprodutor feminino;
Perigônio: conjunto de pétalas iguais;
e) Cálice: conjunto de sépalas;
Androceu: sistema reprodutor masculino;
Gineceu: sistema reprodutor feminino.
05. As flores são estruturas que têm função na reprodução sexual
das plantas angiospermas, onde se podem distinguir diferentes
verticilos florais, entre os quais:
a) Tépalas: conjunto de pétalas de cores diferentes;
Corola: conjunto de sépalas;
Gineceu: sistema reprodutor masculino;
b) Corola: conjunto de sépalas;
Cálice: conjunto androceu-gineceu;
Perianto: conjunto de pétalas;
c) Corola: conjunto de sépalas;
Gineceu: sistema reprodutor masculino;
Perianto: conjunto androceu-gineceu;
d) Cálice: conjunto de pétalas;
Androceu: sistema reprodutor feminino;
Perigônio: conjunto de pétalas iguais;
e) Cálice: conjunto de sépalas;
Androceu: sistema reprodutor masculino;
Gineceu: sistema reprodutor feminino.
Tépalas: pétalas e sépalas de
cores e texturas semelhantes;
Perigônio: conjunto de tépalas;
Corola: conjunto de pétalas;
Cálice: conjunto de sépalas;
Gineceu: sistema reprodutor
feminino;
Androceu: sistema reprodutor
masculino;
Perianto: conjunto do cálice e
da corola.
06. Na maioria das angiospermas, o fruto é uma
estrutura formada a partir do desenvolvimento:
a) Do ovário;
b) Do óvulo fecundado;
c) Do zigoto;
d) Da parede do epicarpo;
e) Da oosfera fecundada.
06. Na maioria das angiospermas, o fruto é uma
estrutura formada a partir do desenvolvimento:
a) Do ovário;
b) Do óvulo fecundado;
c) Do zigoto;
d) Da parede do epicarpo;
e) Da oosfera fecundada.
07. O endosperma da semente de angiospermas
contém:
a) Material genético de cada genitor em
quantidades iguais.
b) Somente material genético materno.
c) Somente material genético paterno.
d) Maior quantidade de material genético materno.
e) Maior quantidade de material genético paterno.
07. O endosperma da semente de angiospermas
contém:
a) Material genético de cada genitor em
quantidades iguais.
b) Somente material genético materno.
c) Somente material genético paterno.
d) Maior quantidade de material genético materno.
e) Maior quantidade de material genético paterno.
08. Assinale a alternativa incorreta.
a) O ciclo de vida das gimnospermas e
angiospermas se assemelha muito, mas os órgãos
reprodutores das gimnospermas são os estróbilos,
enquanto que nas angiospermas são as flores.
b) As angiospermas são os únicos vegetais que
apresentam frutos.
c) As flores das angiospermas podem ser
classificadas em completas e incompletas.
d) O processo da autofecundação é
extremamente importante para as angiospermas,
pois dessa forma elas conseguem manter as
mesmas combinações gênicas em suas
descendências, garantindo assim a existência da
espécie.
e) A polinização das angiospermas pode ser
anemófila, entomófila, ornitófila e quiropterófila.
08. Assinale a alternativa incorreta.
a) O ciclo de vida das gimnospermas e
angiospermas se assemelha muito, mas os órgãos
reprodutores das gimnospermas são os estróbilos,
enquanto que nas angiospermas são as flores.
b) As angiospermas são os únicos vegetais que
apresentam frutos.
c) As flores das angiospermas podem ser
classificadas em completas e incompletas.
d) O processo da autofecundação é
extremamente importante para as angiospermas,
pois dessa forma elas conseguem manter as
mesmas combinações gênicas em suas
descendências, garantindo assim a existência da
espécie.
e) A polinização das angiospermas pode ser
anemófila, entomófila, ornitófila e quiropterófila.
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt

Angiospermas - Renato Paiva
Angiospermas - Renato PaivaAngiospermas - Renato Paiva
Angiospermas - Renato Paiva
Turma Olímpica
 
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
infoeducp2
 
Reino Plantae
Reino PlantaeReino Plantae
Reino Plantae
Katia Valeria
 
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Angiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_brAngiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_br
EduardoEmiliano
 
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.pptreinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
isispatriciagomes
 
Angiospermas - Reino Plantae
Angiospermas - Reino Plantae Angiospermas - Reino Plantae
Angiospermas - Reino Plantae
Erica Cristina
 
Angiospermas 121009134619-phpapp01
Angiospermas 121009134619-phpapp01Angiospermas 121009134619-phpapp01
Angiospermas 121009134619-phpapp01
Cristina Lira
 
Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Point
infoeducp2
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
infoeducp2
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
Andre Luiz Nascimento
 
3 classe gimnospermae e angiospermae
3 classe gimnospermae e angiospermae3 classe gimnospermae e angiospermae
3 classe gimnospermae e angiospermae
Pelo Siro
 
Flores e frutos
Flores e frutosFlores e frutos
Flores e frutos
URCA
 
3 - morfologia e fisiologia vegetal
3 - morfologia e fisiologia vegetal3 - morfologia e fisiologia vegetal
3 - morfologia e fisiologia vegetal
Marcus Magarinho
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
Fatima Comiotto
 
Angiospermas - Slide.pptx
Angiospermas  - Slide.pptxAngiospermas  - Slide.pptx
Angiospermas - Slide.pptx
LuisRicardoMonteiroC
 
Aulas sobre plantas
Aulas sobre plantasAulas sobre plantas
Aulas sobre plantas
Fatima Comiotto
 
reino plantae
reino plantaereino plantae
reino plantae
Brígida Menário
 
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasAula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Fatima Comiotto
 
Gimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermasGimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermas
aulasdotubao
 

Semelhante a 2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt (20)

Angiospermas - Renato Paiva
Angiospermas - Renato PaivaAngiospermas - Renato Paiva
Angiospermas - Renato Paiva
 
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
ReproduçãO Nas Angiospermas (1)
 
Reino Plantae
Reino PlantaeReino Plantae
Reino Plantae
 
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
 
Angiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_brAngiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_br
 
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.pptreinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
 
Angiospermas - Reino Plantae
Angiospermas - Reino Plantae Angiospermas - Reino Plantae
Angiospermas - Reino Plantae
 
Angiospermas 121009134619-phpapp01
Angiospermas 121009134619-phpapp01Angiospermas 121009134619-phpapp01
Angiospermas 121009134619-phpapp01
 
Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Point
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
3 classe gimnospermae e angiospermae
3 classe gimnospermae e angiospermae3 classe gimnospermae e angiospermae
3 classe gimnospermae e angiospermae
 
Flores e frutos
Flores e frutosFlores e frutos
Flores e frutos
 
3 - morfologia e fisiologia vegetal
3 - morfologia e fisiologia vegetal3 - morfologia e fisiologia vegetal
3 - morfologia e fisiologia vegetal
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Angiospermas - Slide.pptx
Angiospermas  - Slide.pptxAngiospermas  - Slide.pptx
Angiospermas - Slide.pptx
 
Aulas sobre plantas
Aulas sobre plantasAulas sobre plantas
Aulas sobre plantas
 
reino plantae
reino plantaereino plantae
reino plantae
 
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasAula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
 
Gimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermasGimnospermas e angiospermas
Gimnospermas e angiospermas
 

Mais de MayaraOliveira228

Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
MayaraOliveira228
 
Aula 01 - Sistema Digestório 1.pdf
Aula 01 - Sistema Digestório 1.pdfAula 01 - Sistema Digestório 1.pdf
Aula 01 - Sistema Digestório 1.pdf
MayaraOliveira228
 
Aula - Reino Animal - Molusco e Anelídeos.pptx
Aula - Reino Animal - Molusco e Anelídeos.pptxAula - Reino Animal - Molusco e Anelídeos.pptx
Aula - Reino Animal - Molusco e Anelídeos.pptx
MayaraOliveira228
 
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdfAula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
MayaraOliveira228
 
Aula 03 - Normas de Biossegurança.pdf
Aula 03 - Normas de Biossegurança.pdfAula 03 - Normas de Biossegurança.pdf
Aula 03 - Normas de Biossegurança.pdf
MayaraOliveira228
 
AULA 02 – Legislação.pdf
AULA 02 – Legislação.pdfAULA 02 – Legislação.pdf
AULA 02 – Legislação.pdf
MayaraOliveira228
 
Aula 01 - Conceitos de Biossegurança..pptx
Aula 01 - Conceitos de Biossegurança..pptxAula 01 - Conceitos de Biossegurança..pptx
Aula 01 - Conceitos de Biossegurança..pptx
MayaraOliveira228
 
Aula 05 e 06 - Proteínas e enzimas.pptx
Aula 05 e 06 - Proteínas e enzimas.pptxAula 05 e 06 - Proteínas e enzimas.pptx
Aula 05 e 06 - Proteínas e enzimas.pptx
MayaraOliveira228
 
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
MayaraOliveira228
 

Mais de MayaraOliveira228 (9)

Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
 
Aula 01 - Sistema Digestório 1.pdf
Aula 01 - Sistema Digestório 1.pdfAula 01 - Sistema Digestório 1.pdf
Aula 01 - Sistema Digestório 1.pdf
 
Aula - Reino Animal - Molusco e Anelídeos.pptx
Aula - Reino Animal - Molusco e Anelídeos.pptxAula - Reino Animal - Molusco e Anelídeos.pptx
Aula - Reino Animal - Molusco e Anelídeos.pptx
 
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdfAula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
Aula 06 - Limpeza e esterilização.pdf
 
Aula 03 - Normas de Biossegurança.pdf
Aula 03 - Normas de Biossegurança.pdfAula 03 - Normas de Biossegurança.pdf
Aula 03 - Normas de Biossegurança.pdf
 
AULA 02 – Legislação.pdf
AULA 02 – Legislação.pdfAULA 02 – Legislação.pdf
AULA 02 – Legislação.pdf
 
Aula 01 - Conceitos de Biossegurança..pptx
Aula 01 - Conceitos de Biossegurança..pptxAula 01 - Conceitos de Biossegurança..pptx
Aula 01 - Conceitos de Biossegurança..pptx
 
Aula 05 e 06 - Proteínas e enzimas.pptx
Aula 05 e 06 - Proteínas e enzimas.pptxAula 05 e 06 - Proteínas e enzimas.pptx
Aula 05 e 06 - Proteínas e enzimas.pptx
 
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
Aula 01- Introdução a Biologia e características dos seres vivos; Constituint...
 

Último

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 

Último (20)

A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 

2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt

  • 2. Relações filogenéticas Algas verdes (grupo externo) Briófitas Pteridófitas Gimnospermas Angiospermas Gametângios revestidos por células estéreis Embrião retido no gametângio feminino Vasos condutores de seiva Sementes Flores e frutos Espermatófitas (plantas que produzem sementes) Traqueófitas (plantas vasculares) Embriófitas
  • 4.  Vasculares (árvores de grande porte)  Raiz, caule, folhas, estróbilos e sementes.  O estróbilo semelhante a uma flor rudimentar, sem pétalas e sem ovário, portanto não há a formação de frutos.  Produção de gametas.  O gameta masculino não é flagelado  transportado dentro do grão de pólen.  Polinizadas pelo vento.  Primeiras plantas a conquistarem definitivamente o ambiente terrestre.  Surgimento do tubo polínico  Embrião protegido na semente (reservas nutritivas e uma proteção contra a desidratação). CARACTERÍSTICAS GERAIS GIMNOSPERMAS
  • 6. Pinheiro do Paraná Pinha imatura Pinha madura Pinha ou estróbilo ou “flor” pinha fecundada semente semente ou pinhão Estróbilo masculino GIMNOSPERMAS
  • 7. Pinheiro do Paraná estróbilo feminino ou pinha ou “flor” do pinheiro Sequóia gigante Estróbilo masculino
  • 8.
  • 10. Esporófito maduro (2n) Germinação Pinhão Grãos de pólen são liberados Meiose com formação de grãos de pólen Sacos aéreos Célula do tubo Célula generativa Escama ovulífera Meiose Megásporo funcional (n) Formação do tubo polínico e fecundação Arquegônio (n) com oosfera (n) Gametófito feminino (n) Embrião (2n) Estróbilo feminino Estróbilo masculino CICLO DE VIDA: GIMNOSPERMAS
  • 11.
  • 12. Gimnospermas (ex: Pinheiro do Paraná) Esporófito (2n) Esporângio (2n) Esporos (n) Gametófito (n) Gametas (n) Zigoto (2n) Esporófito (2n) possui uma região chamada que é a região onde ocorre meiose R! para produzir os crescem (E!) e se transformam no produz os se unem e formam o cresce (E!) e forma-se novamente o Microsporângio (2n) Micrósporo (n) Microgametófito (n) (gametófito O ou grão de pólen) gametas O (n)
  • 13. DETALHES DA FORMAÇÃO DO GRÃO DE PÓLEN
  • 14. DETALHES DA FORMAÇÃO DO SACO EMBRIONÁRIO
  • 16. CARACTERÍSTICAS GERAIS ANGIOSPERMAS  Vasculares e possuem raiz, caule, folhas, flores, sementes e frutos.  Não necessitam da água para que ocorra a fecundação.  Suas flores produzem o néctar (solução açucarada) que atrai animais, como, abelhas, borboletas, formigas, pássaros, morcegos e outros que acabam polinizando-as.  Da união dos gametas, forma-se o embrião (dentro de uma semente).  Após a fecundação, o ovário da flor se desenvolve e se transforma em fruto (com a semente dentro). A semente nutre e protege o embrião.  Grupo vegetal mais recente e mais abundante.  Sucesso  produção de frutos (proteção da semente e atração para os animais dispersores de sementes.
  • 17. GIMNOSPERMAS 1. São plantas vasculares. 2. Possuem raiz, caule, folhas e sementes. 3. Não necessitam da água para que ocorra a fecundação. 4. O gameta masculino não é flagelado. É transportado dentro do grão de pólen. 5. Da união dos gametas, forma-se o embrião (dentro de uma semente). 6. O embrião fica protegido na semente, que possui reservas nutritivas e uma proteção contra a desidratação. 7. A estrutura reprodutora é o estróbilo. 8. Os gametas são produzidos nos estróbilos. 9. Os estróbilos não atraem os animais, por isso são polinizadas pelo vento. 10. As flores não possuem ovários, portanto não produzem frutos (a semente é nua) ANGIOSPERMAS 1. São plantas vasculares. 2. Possuem raiz, caule, folhas e sementes. 3. Não necessitam da água para que ocorra a fecundação. 4. O gameta masculino não é flagelado. É transportado dentro do grão de pólen. 5. Da união dos gametas, forma-se o embrião (dentro de uma semente). 6. O embrião fica protegido na semente, que possui reservas nutritivas e uma proteção contra a desidratação. 7. A estrutura reprodutora é a flor. 8. Os gametas são produzidos na flor. 9. As flores produzem o néctar que atrai animais que fazem a polinização. 10. As flores possuem ovários que, após a fecundação, se transformam em frutos (com a semente dentro).
  • 20.  Androceu Morfologia da Flor  Gineceu
  • 21.  Polinização ◦ Direta: mesma flor ◦ Indireta  Anemófila: vento  Hidrófila: água  Ornitófila: aves  Entomófila: insetos  Antropófila: homem Morfologia da Flor
  • 22. Observação Órgãos reprodutores: Gineceu: órgão feminino - Estigma, estilete e ovário (pistilo) Androceu: órgão masculino Formado pelos estames que são compostos por filete e antera local onde são produzidos os grãos de pólen que contêm o gameta masculino local onde está o gameta feminino – a oosfera FLOR DAS ANGIOSPERMAS
  • 26. CICLO DE VIDA: ANGIOSPERMAS
  • 27. CICLO DE VIDA: ANGIOSPERMAS
  • 28. CICLO DE VIDA: ANGIOSPERMAS
  • 29. 01. Dizemos que as gimnospermas conseguiram definitivamente conquistar o ambiente terrestre, uma vez que essas plantas não necessitam de água para a sua fecundação. Qual a estrutura que permitiu essa independência da água. a) Fruto. b) Flores. c) Sementes. d) Grãos de pólen. e) Gametas flagelados.
  • 30. 01. Dizemos que as gimnospermas conseguiram definitivamente conquistar o ambiente terrestre, uma vez que essas plantas não necessitam de água para a sua fecundação. Qual a estrutura que permitiu essa independência da água. a) Fruto. b) Flores. c) Sementes. d) Grãos de pólen. e) Gametas flagelados.
  • 31. 02. Uma das características mais marcantes das gimnospermas é a presença das sementes. Essa estrutura, presente também nas angiospermas, é responsável por proteger o embrião e garantir sua nutrição. Marque a alternativa que indica corretamente a estrutura que origina a semente. a) A semente é formada a partir do desenvolvimento do ovário. b) A semente é formada a partir do desenvolvimento do óvulo. c) A semente é formada a partir do desenvolvimento do carpelo. d) A semente é formada a partir do desenvolvimento do esporo.
  • 32. 02. Uma das características mais marcantes das gimnospermas é a presença das sementes. Essa estrutura, presente também nas angiospermas, é responsável por proteger o embrião e garantir sua nutrição. Marque a alternativa que indica corretamente a estrutura que origina a semente. a) A semente é formada a partir do desenvolvimento do ovário. b) A semente é formada a partir do desenvolvimento do óvulo. c) A semente é formada a partir do desenvolvimento do carpelo. d) A semente é formada a partir do desenvolvimento do esporo.
  • 33. 03. As gimnospermas são divididas em quatro filos com representantes vivos: Cycadophyta, Ginkgophyta, Conipherophyta e Gnetophyta. Dentre esses filos, um se destaca como o mais relacionado com as angiospermas. Marque a alternativa que indica esse grupo. a) Cycadophyta. b) Ginkgophyta. c) Conipherophyta. d) Gnetophyta.
  • 34. 03. As gimnospermas são divididas em quatro filos com representantes vivos: Cycadophyta, Ginkgophyta, Conipherophyta e Gnetophyta. Dentre esses filos, um se destaca como o mais relacionado com as angiospermas. Marque a alternativa que indica esse grupo. a) Cycadophyta. b) Ginkgophyta. c) Conipherophyta. d) Gnetophyta. O filo Gnetophyta apresenta características que o relacionam com as angiospermas, tais como presença de estróbilos, que se assemelham à inflorescência, e ausência de arquegônio.
  • 35. 04. Considere as características relacionadas abaixo: Grãos de pólen; Sistema vascular; Sementes; Fruto. São características comuns às gimnospermas e angiospermas: a) apenas I e III. b) apenas I e IV. c) II, III e IV. d) I, II e III.
  • 36. 04. Considere as características relacionadas abaixo: Grãos de pólen; Sistema vascular; Sementes; Fruto. São características comuns às gimnospermas e angiospermas: a) apenas I e III. b) apenas I e IV. c) II, III e IV. d) I, II e III.
  • 37. 05. As flores são estruturas que têm função na reprodução sexual das plantas angiospermas, onde se podem distinguir diferentes verticilos florais, entre os quais: a) Tépalas: conjunto de pétalas de cores diferentes; Corola: conjunto de sépalas; Gineceu: sistema reprodutor masculino; b) Corola: conjunto de sépalas; Cálice: conjunto androceu-gineceu; Perianto: conjunto de pétalas; c) Corola: conjunto de sépalas; Gineceu: sistema reprodutor masculino; Perianto: conjunto androceu-gineceu; d) Cálice: conjunto de pétalas; Androceu: sistema reprodutor feminino; Perigônio: conjunto de pétalas iguais; e) Cálice: conjunto de sépalas; Androceu: sistema reprodutor masculino; Gineceu: sistema reprodutor feminino.
  • 38. 05. As flores são estruturas que têm função na reprodução sexual das plantas angiospermas, onde se podem distinguir diferentes verticilos florais, entre os quais: a) Tépalas: conjunto de pétalas de cores diferentes; Corola: conjunto de sépalas; Gineceu: sistema reprodutor masculino; b) Corola: conjunto de sépalas; Cálice: conjunto androceu-gineceu; Perianto: conjunto de pétalas; c) Corola: conjunto de sépalas; Gineceu: sistema reprodutor masculino; Perianto: conjunto androceu-gineceu; d) Cálice: conjunto de pétalas; Androceu: sistema reprodutor feminino; Perigônio: conjunto de pétalas iguais; e) Cálice: conjunto de sépalas; Androceu: sistema reprodutor masculino; Gineceu: sistema reprodutor feminino. Tépalas: pétalas e sépalas de cores e texturas semelhantes; Perigônio: conjunto de tépalas; Corola: conjunto de pétalas; Cálice: conjunto de sépalas; Gineceu: sistema reprodutor feminino; Androceu: sistema reprodutor masculino; Perianto: conjunto do cálice e da corola.
  • 39. 06. Na maioria das angiospermas, o fruto é uma estrutura formada a partir do desenvolvimento: a) Do ovário; b) Do óvulo fecundado; c) Do zigoto; d) Da parede do epicarpo; e) Da oosfera fecundada.
  • 40. 06. Na maioria das angiospermas, o fruto é uma estrutura formada a partir do desenvolvimento: a) Do ovário; b) Do óvulo fecundado; c) Do zigoto; d) Da parede do epicarpo; e) Da oosfera fecundada.
  • 41. 07. O endosperma da semente de angiospermas contém: a) Material genético de cada genitor em quantidades iguais. b) Somente material genético materno. c) Somente material genético paterno. d) Maior quantidade de material genético materno. e) Maior quantidade de material genético paterno.
  • 42. 07. O endosperma da semente de angiospermas contém: a) Material genético de cada genitor em quantidades iguais. b) Somente material genético materno. c) Somente material genético paterno. d) Maior quantidade de material genético materno. e) Maior quantidade de material genético paterno.
  • 43. 08. Assinale a alternativa incorreta. a) O ciclo de vida das gimnospermas e angiospermas se assemelha muito, mas os órgãos reprodutores das gimnospermas são os estróbilos, enquanto que nas angiospermas são as flores. b) As angiospermas são os únicos vegetais que apresentam frutos. c) As flores das angiospermas podem ser classificadas em completas e incompletas. d) O processo da autofecundação é extremamente importante para as angiospermas, pois dessa forma elas conseguem manter as mesmas combinações gênicas em suas descendências, garantindo assim a existência da espécie. e) A polinização das angiospermas pode ser anemófila, entomófila, ornitófila e quiropterófila.
  • 44. 08. Assinale a alternativa incorreta. a) O ciclo de vida das gimnospermas e angiospermas se assemelha muito, mas os órgãos reprodutores das gimnospermas são os estróbilos, enquanto que nas angiospermas são as flores. b) As angiospermas são os únicos vegetais que apresentam frutos. c) As flores das angiospermas podem ser classificadas em completas e incompletas. d) O processo da autofecundação é extremamente importante para as angiospermas, pois dessa forma elas conseguem manter as mesmas combinações gênicas em suas descendências, garantindo assim a existência da espécie. e) A polinização das angiospermas pode ser anemófila, entomófila, ornitófila e quiropterófila.