SlideShare uma empresa Scribd logo
17 sabados cerimoniais
17 sabados cerimoniais
““Portanto, ninguémvosPortanto, ninguémvos
julgue pelo comer, oujulgue pelo comer, ou
pelo beber, ou porcausapelo beber, ou porcausa
dos dias de festa, ou dados dias de festa, ou da
lua nova, ou doslua nova, ou dos
sábados, que sãosábados, que são
sombras das coisassombras das coisas
futuras, mas o corpo éfuturas, mas o corpo é
de Cristo.”de Cristo.”
SÁBADOS MORAIS:SÁBADOS MORAIS:
• DEUS CHAMA DE “MEUSDEUS CHAMA DE “MEUS
SÁBADOS...” LEV. 19:30SÁBADOS...” LEV. 19:30
• SÃOTAMBÉMCLASSIFICADOS DESÃOTAMBÉMCLASSIFICADOS DE
““SÁBADOS DOSENHOR...” ÊX. 16:23SÁBADOS DOSENHOR...” ÊX. 16:23
SÁBADOSSÁBADOS
CERIMONIAIS:CERIMONIAIS:
• DEUS CHAMA DE “OS VOSSOS SÁBADOS...”DEUS CHAMA DE “OS VOSSOS SÁBADOS...”
LEV. 23:32, OS. 2:11LEV. 23:32, OS. 2:11
SOMBRA ESOMBRA E
REALIDADEREALIDADE
““Os judeus, pois, para que noOs judeus, pois, para que no
sábado não ficassemos corpossábado não ficassemos corpos
na cruz, visto como era ana cruz, visto como era a
preparação (pois era grande opreparação (pois era grande o
dia de sábado), rogaram adia de sábado), rogaram a
Pilatos que se lhes quebrassemPilatos que se lhes quebrassem
as pernas, e fossemtirados.”as pernas, e fossemtirados.”
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
““Estas são as solenidades doEstas são as solenidades do
SENHOR, as santas convocações,SENHOR, as santas convocações,
que convocareis ao seu tempoque convocareis ao seu tempo
determinado: No mês primeiro, aosdeterminado: No mês primeiro, aos
catorze do mês, pela tarde, é acatorze do mês, pela tarde, é a
páscoa do SENHOR. E aos quinzepáscoa do SENHOR. E aos quinze
dias deste mês é a festa dos pãesdias deste mês é a festa dos pães
ázimos do SENHOR; sete diasázimos do SENHOR; sete dias
comereis pães ázimos. No primeirocomereis pães ázimos. No primeiro
dia tereis santa convocação;dia tereis santa convocação;
nenhumtrabalho servil fareis; Masnenhumtrabalho servil fareis; Mas
sete dias oferecereis ofertasete dias oferecereis oferta
queimada ao SENHOR; ao sétimoqueimada ao SENHOR; ao sétimo
dia haverá santa convocação;dia haverá santa convocação;
nenhum trabalho servil fareis”nenhum trabalho servil fareis”
Levítico 23:4 - 8Levítico 23:4 - 8
““Alimpai-vos, pois, doAlimpai-vos, pois, do
fermento velho, para quefermento velho, para que
sejais uma nova massa, assimsejais uma nova massa, assim
como estais semfermento.como estais semfermento.
Porque Cristo, nossa páscoa,Porque Cristo, nossa páscoa,
foi sacrificado pornós. Porfoi sacrificado pornós. Por
isso façamos a festa, não comisso façamos a festa, não com
o fermento velho, nem comoo fermento velho, nem como
fermento da maldade e dafermento da maldade e da
malícia, mas comos ázimosmalícia, mas comos ázimos
da sinceridade e da verdade.”da sinceridade e da verdade.”
I Coríntios 5:7,8I Coríntios 5:7,8
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
PÁSCOAPÁSCOA
ASMOSASMOS
MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS
EFEITOS DA MORTE DEEFEITOS DA MORTE DE
JESUS NA VIDA DOJESUS NA VIDA DO
CRENTECRENTE
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
““Disse mais o Senhora Moisés:Disse mais o Senhora Moisés:
Fala aos filhos de Israel, e dize-Fala aos filhos de Israel, e dize-
lhes: Quando entrares na terra,lhes: Quando entrares na terra,
que vos dou, e segares a suaque vos dou, e segares a sua
messe, então trareis ummolhomesse, então trareis ummolho
das primícias da vossa messe aodas primícias da vossa messe ao
sacerdote: este moverá o molhosacerdote: este moverá o molho
perante o SENHOR, para queperante o SENHOR, para que
sejais aceitos: no dia imediato aosejais aceitos: no dia imediato ao
sábado o sacerdote o moverá.”sábado o sacerdote o moverá.”
Levítico 23:9-12Levítico 23:9-12
““Mas de fato Cristo ressuscitouMas de fato Cristo ressuscitou
dentre os mortos, sendo ele asdentre os mortos, sendo ele as
primícias dos que dormem.”primícias dos que dormem.”
I Coríntios 15: 20I Coríntios 15: 20
““Cada um, porém, porsuaCada um, porém, porsua
própria ordem: Cristo, asprópria ordem: Cristo, as
primícias; depois os que são deprimícias; depois os que são de
Cristo, na sua vinda”.Cristo, na sua vinda”.
I Coríntios15:23I Coríntios15:23
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
PÁSCOAPÁSCOA
ASMOSASMOS
MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS
EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE
PRIMÍCIASPRIMÍCIAS RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
““Contareis para vós outros desdeContareis para vós outros desde
o dia imediato ao sábado, desdeo dia imediato ao sábado, desde
o dia emque trouxerdes o molhoo dia emque trouxerdes o molho
da oferta movida; sete semanasda oferta movida; sete semanas
inteiras serão. Até ao diainteiras serão. Até ao dia
imediato ao sétimo sábado,imediato ao sétimo sábado,
contareis cinqüenta dias: entãocontareis cinqüenta dias: então
trareis nova oferta de manjarestrareis nova oferta de manjares
ao Senhor.Das vossas moradasao Senhor.Das vossas moradas
trareis dois pães para seremtrareis dois pães para serem
movidos: de duas dízimas de ummovidos: de duas dízimas de um
efa de farinha serão; levedadosefa de farinha serão; levedados
se cozerão: são primíciasse cozerão: são primícias
ao Senhor.”ao Senhor.”
Lev. 23: 15-17Lev. 23: 15-17
““Ao cumprir-se o dia deAo cumprir-se o dia de
pentecostes, estavamtodospentecostes, estavamtodos
reunidos no mesmo lugar; dereunidos no mesmo lugar; de
repente veio do céu umsom,repente veio do céu umsom,
como de um vento impetuoso, ecomo de um vento impetuoso, e
encheu toda a casa onde estavamencheu toda a casa onde estavam
assentados. E apareceram,assentados. E apareceram,
distribuídas entre eles, línguasdistribuídas entre eles, línguas
como de fogo, e posou umacomo de fogo, e posou uma
sobre cada umdeles. Todossobre cada umdeles. Todos
ficaramcheios do Espíritoficaramcheios do Espírito
Santo, e passarama falaremSanto, e passarama falarem
outras línguas, segundo ooutras línguas, segundo o
Espírito lhes concedia queEspírito lhes concedia que
falassem.”falassem.”
Atos, 2:1-4Atos, 2:1-4
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
PÁSCOAPÁSCOA
ASMOSASMOS
MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS
EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE
PRIMÍCIASPRIMÍCIAS
PENTECOSTESPENTECOSTES
RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO
ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
““Disse mais o Senhora Moisés:Disse mais o Senhora Moisés:
Fala aos filhos de Israel,Fala aos filhos de Israel,
dizendo: No mês sétimo, aodizendo: No mês sétimo, ao
primeiro do mês, tereis descansoprimeiro do mês, tereis descanso
solene, memorial, comsonidossolene, memorial, comsonidos
de trombetas, santa convocação.de trombetas, santa convocação.
Nenhuma obra servil fareis, masNenhuma obra servil fareis, mas
trareis ofertas queimadas aotrareis ofertas queimadas ao
Senhor.”Senhor.”
Levítico 23:23-25Levítico 23:23-25
““Disse mais o Senhora Moisés:Disse mais o Senhora Moisés:
Mas aos dez deste mês sétimoMas aos dez deste mês sétimo
será o dia da expiação: tereisserá o dia da expiação: tereis
santa convocação, e afligireis assanta convocação, e afligireis as
vossas almas...Porque toda alma,vossas almas...Porque toda alma,
que nesse dia se não afligir, seráque nesse dia se não afligir, será
eliminada do seu povo.”eliminada do seu povo.”
Levítico 23:26-29Levítico 23:26-29
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
PÁSCOAPÁSCOA
ASMOSASMOS
MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS
EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE
PRIMÍCIASPRIMÍCIAS
PENTECOSTESPENTECOSTES
TROMBETASTROMBETAS
RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO
ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO
PRIM. MENS. ANGÉLICAPRIM. MENS. ANGÉLICA
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
““Vi outro anjo voando peloVi outro anjo voando pelo
meio do céu, tendo ummeio do céu, tendo um
evangelho eterno para pregarevangelho eterno para pregar
aos que se assentam sobre aaos que se assentam sobre a
terra...dizendo, emgrande voz:terra...dizendo, emgrande voz:
temei a Deus e dai-lhe glória,temei a Deus e dai-lhe glória,
pois é chegada a hora do seupois é chegada a hora do seu
juízo...”juízo...”
Apocalipse 14:6 e 7Apocalipse 14:6 e 7
““A profecia da primeiraA profecia da primeira
mensagem angélica, revelada namensagem angélica, revelada na
visão de Apocalipse 14, teve ovisão de Apocalipse 14, teve o
seu cumprimento no movimentoseu cumprimento no movimento
do advento de 1840-44.”do advento de 1840-44.”
H. da Redenção, 356.H. da Redenção, 356.
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
PÁSCOAPÁSCOA
ASMOSASMOS
MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS
EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE
PRIMÍCIASPRIMÍCIAS
PENTECOSTESPENTECOSTES
TROMBETASTROMBETAS
EXPIAÇÃOEXPIAÇÃO
RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO
ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO
PRIM. MENS. ANGÉLICAPRIM. MENS. ANGÉLICA
JUÍZO INVESTIGATIVOJUÍZO INVESTIGATIVO
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
““Quando, porém, veioQuando, porém, veio
Cristo, como sumoCristo, como sumo
sacerdote dos bens jásacerdote dos bens já
realizados...entrou no santorealizados...entrou no santo
dos santos, uma vez pordos santos, uma vez por
todas, tendo obtido eternatodas, tendo obtido eterna
redenção”.redenção”.
Hebreus 9:11 e 12Hebreus 9:11 e 12
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
PÁSCOAPÁSCOA
ASMOSASMOS
MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS
EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE
PRIMÍCIASPRIMÍCIAS
PENTECOSTESPENTECOSTES
TROMBETASTROMBETAS
EXPIAÇÃOEXPIAÇÃO
TABERNÁCULOSTABERNÁCULOS
RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO
ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO
PRIM. MENS. ANGÉLICAPRIM. MENS. ANGÉLICA
JUÍZO INVESTIGATIVOJUÍZO INVESTIGATIVO
VOLTA DE JESUSVOLTA DE JESUS
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
““Então ouvi grande vozEntão ouvi grande voz
vinda do trono, dizendo:vinda do trono, dizendo:
Eis o tabernáculo de DeusEis o tabernáculo de Deus
comos homens. Deuscomos homens. Deus
habitará comeles. Eleshabitará comeles. Eles
serão povos de Deus e Deusserão povos de Deus e Deus
mesmo estará comeles.”mesmo estará comeles.”
Apocalipse 21:3Apocalipse 21:3
““Disse mais o SenhoraDisse mais o Senhora
Moisés...: Aos quinze diasMoisés...: Aos quinze dias
deste mês sétimo será adeste mês sétimo será a
festa dos tabernáculos aofesta dos tabernáculos ao
Senhor, porsete dias. “Senhor, porsete dias. “
Levítico 23:33 e 34Levítico 23:33 e 34
PÁSCOA/ASMOSPÁSCOA/ASMOS
PRIMÍCIASPRIMÍCIAS
PENTECOSTESPENTECOSTES
TROMBETASTROMBETAS
EXPIAÇÃOEXPIAÇÃO
TABERNÁCULOSTABERNÁCULOS
MORTE/RESULT.MORTE/RESULT.
RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO
ESPÍRITOSANTOESPÍRITOSANTO
1ª M. ANGÉLICA1ª M. ANGÉLICA
JUÍZO INVESTIG.JUÍZO INVESTIG.
VOLTA DE JESUSVOLTA DE JESUS
FESTAS E CONVOCAÇÕESFESTAS E CONVOCAÇÕES
SOMBRASOMBRA REALIDADEREALIDADE SÁBADOSSÁBADOS
TOTAL DE SÁBADOS CERIMONIAISTOTAL DE SÁBADOS CERIMONIAIS
7
SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE
11
22
33
44
55
66
2222
0000
1111
1111
1111
2222
77
PÁSCOA- MORTE DE CRISTOPÁSCOA- MORTE DE CRISTO
17 sabados cerimoniais
PÃES ASMOS- VIDA DEPÃES ASMOS- VIDA DE
SANTIFICAÇÃOSANTIFICAÇÃO
PRIMÍCIAS- RESSURREIÇÃOPRIMÍCIAS- RESSURREIÇÃO
PENTECOSTES- VINDAPENTECOSTES- VINDA
DOCONSOLADORDOCONSOLADOR
TROMBETAS - PRIMEIRATROMBETAS - PRIMEIRA
MENSAGEMANGÉLICAMENSAGEMANGÉLICA
EXPIAÇÃO– JUÍZOEXPIAÇÃO– JUÍZO
INVESTIGATIVOINVESTIGATIVO
TABERNÁCULOS - VOLTA DE JESUSTABERNÁCULOS - VOLTA DE JESUS
17 sabados cerimoniais

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Neste domingo estaremos celebrando a pascoa
Neste domingo estaremos celebrando a pascoaNeste domingo estaremos celebrando a pascoa
Neste domingo estaremos celebrando a pascoa
vildon alves dos reis
 
A celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoaA celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoa
Moisés Sampaio
 
PáScoa, O Que Ela Significa Para Mim
PáScoa, O Que Ela Significa Para MimPáScoa, O Que Ela Significa Para Mim
PáScoa, O Que Ela Significa Para Mim
iesusama
 
Slide de páscoa
Slide de páscoaSlide de páscoa
Slide de páscoa
Ivaneth Almeida
 
Slide A Pascoa
Slide A PascoaSlide A Pascoa
Slide A Pascoa
Martha Melo Silva
 
A verdadeira páscoa'
A verdadeira páscoa'A verdadeira páscoa'
A verdadeira páscoa'
Marly Brito
 
A celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoaA celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoa
pralucianaevangelista
 
Estudo pascoa
Estudo pascoa Estudo pascoa
Estudo pascoa
Antonio Miranda Pereira
 
Lição 4 a celebração da primeira páscoa
Lição 4   a celebração da primeira páscoaLição 4   a celebração da primeira páscoa
Lição 4 a celebração da primeira páscoa
Anderson Silva
 
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOAO REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
Maquinista
 
Significado da Pascoa
Significado da PascoaSignificado da Pascoa
Significado da Pascoa
Jigdalias Rodrigues
 
A verdadeira pascoa
A verdadeira pascoaA verdadeira pascoa
A verdadeira pascoa
Adriano Pascoa
 
Paula Costa e Margarida Lopo ( o significado da pascoa )
Paula Costa e Margarida Lopo ( o significado da pascoa ) Paula Costa e Margarida Lopo ( o significado da pascoa )
Paula Costa e Margarida Lopo ( o significado da pascoa )
margaridalopo
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
As tradições da páscoa
As tradições da páscoa As tradições da páscoa
As tradições da páscoa
profmoralebicc
 
A Páscoa
A PáscoaA Páscoa
A Páscoa
TIC...TAC
 
A páscoa
A páscoaA páscoa
A páscoa
Irmão Jáder
 
Pascoa final.pdf
Pascoa final.pdfPascoa final.pdf
Pascoa final.pdf
JT77
 
A Última Ceia do Senhor
A Última Ceia do SenhorA Última Ceia do Senhor
A Última Ceia do Senhor
Daniel Faria Jr.
 
Páscoa
PáscoaPáscoa

Mais procurados (20)

Neste domingo estaremos celebrando a pascoa
Neste domingo estaremos celebrando a pascoaNeste domingo estaremos celebrando a pascoa
Neste domingo estaremos celebrando a pascoa
 
A celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoaA celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoa
 
PáScoa, O Que Ela Significa Para Mim
PáScoa, O Que Ela Significa Para MimPáScoa, O Que Ela Significa Para Mim
PáScoa, O Que Ela Significa Para Mim
 
Slide de páscoa
Slide de páscoaSlide de páscoa
Slide de páscoa
 
Slide A Pascoa
Slide A PascoaSlide A Pascoa
Slide A Pascoa
 
A verdadeira páscoa'
A verdadeira páscoa'A verdadeira páscoa'
A verdadeira páscoa'
 
A celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoaA celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoa
 
Estudo pascoa
Estudo pascoa Estudo pascoa
Estudo pascoa
 
Lição 4 a celebração da primeira páscoa
Lição 4   a celebração da primeira páscoaLição 4   a celebração da primeira páscoa
Lição 4 a celebração da primeira páscoa
 
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOAO REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
 
Significado da Pascoa
Significado da PascoaSignificado da Pascoa
Significado da Pascoa
 
A verdadeira pascoa
A verdadeira pascoaA verdadeira pascoa
A verdadeira pascoa
 
Paula Costa e Margarida Lopo ( o significado da pascoa )
Paula Costa e Margarida Lopo ( o significado da pascoa ) Paula Costa e Margarida Lopo ( o significado da pascoa )
Paula Costa e Margarida Lopo ( o significado da pascoa )
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
 
As tradições da páscoa
As tradições da páscoa As tradições da páscoa
As tradições da páscoa
 
A Páscoa
A PáscoaA Páscoa
A Páscoa
 
A páscoa
A páscoaA páscoa
A páscoa
 
Pascoa final.pdf
Pascoa final.pdfPascoa final.pdf
Pascoa final.pdf
 
A Última Ceia do Senhor
A Última Ceia do SenhorA Última Ceia do Senhor
A Última Ceia do Senhor
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
 

Destaque

Cordeiro, símbolo pascal
Cordeiro, símbolo pascalCordeiro, símbolo pascal
Cordeiro, símbolo pascal
Espaço Emrc
 
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesus
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesusEstudo24 e tem-a_fe_em_jesus
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesus
reformaadventista
 
A verdadeira Páscoa
A verdadeira PáscoaA verdadeira Páscoa
A verdadeira Páscoa
Daniel Junior
 
Livro de daniel santuario - O evangelho no novo testamento
Livro de daniel santuario - O evangelho no novo testamentoLivro de daniel santuario - O evangelho no novo testamento
Livro de daniel santuario - O evangelho no novo testamento
Francisco Sousa
 
Lição 4 - A celebração da primeira Páscoa
Lição 4 - A celebração da primeira PáscoaLição 4 - A celebração da primeira Páscoa
Lição 4 - A celebração da primeira Páscoa
Nildo Junior
 
Lição 26 os dois sábados
Lição 26   os dois sábadosLição 26   os dois sábados
Lição 26 os dois sábados
Adão Bueno
 
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIASLIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
Licao03
Licao03Licao03
LIÇÃO 12 – UM TIPO DO FUTURO ANTICRISTO
LIÇÃO 12 – UM TIPO DO FUTURO ANTICRISTOLIÇÃO 12 – UM TIPO DO FUTURO ANTICRISTO
LIÇÃO 12 – UM TIPO DO FUTURO ANTICRISTO
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
Lição 10 o santuário celestial
Lição 10   o santuário celestialLição 10   o santuário celestial
Lição 10 o santuário celestial
Adão Bueno
 
LIÇÃO 04 – A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANA
LIÇÃO 04 – A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANALIÇÃO 04 – A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANA
LIÇÃO 04 – A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 02 – A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL
LIÇÃO 02 – A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIELLIÇÃO 02 – A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL
LIÇÃO 02 – A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIMLIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIALIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 06 – A QUEDA DO IMPÉRIO BABILÔNICO
LIÇÃO 06 – A QUEDA DO IMPÉRIO BABILÔNICOLIÇÃO 06 – A QUEDA DO IMPÉRIO BABILÔNICO
LIÇÃO 06 – A QUEDA DO IMPÉRIO BABILÔNICO
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISELIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
Festa dos pães asmos
Festa dos pães asmos Festa dos pães asmos
Festa dos pães asmos
Thatiane Machado da Silva
 
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIELLIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
O Deus que intervém na história
O Deus que intervém na históriaO Deus que intervém na história
O Deus que intervém na história
Moisés Sampaio
 
LIÇÃO 10 – AS SETENTA SEMANAS
LIÇÃO 10 – AS SETENTA SEMANASLIÇÃO 10 – AS SETENTA SEMANAS
LIÇÃO 10 – AS SETENTA SEMANAS
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 

Destaque (20)

Cordeiro, símbolo pascal
Cordeiro, símbolo pascalCordeiro, símbolo pascal
Cordeiro, símbolo pascal
 
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesus
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesusEstudo24 e tem-a_fe_em_jesus
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesus
 
A verdadeira Páscoa
A verdadeira PáscoaA verdadeira Páscoa
A verdadeira Páscoa
 
Livro de daniel santuario - O evangelho no novo testamento
Livro de daniel santuario - O evangelho no novo testamentoLivro de daniel santuario - O evangelho no novo testamento
Livro de daniel santuario - O evangelho no novo testamento
 
Lição 4 - A celebração da primeira Páscoa
Lição 4 - A celebração da primeira PáscoaLição 4 - A celebração da primeira Páscoa
Lição 4 - A celebração da primeira Páscoa
 
Lição 26 os dois sábados
Lição 26   os dois sábadosLição 26   os dois sábados
Lição 26 os dois sábados
 
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIASLIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
 
Licao03
Licao03Licao03
Licao03
 
LIÇÃO 12 – UM TIPO DO FUTURO ANTICRISTO
LIÇÃO 12 – UM TIPO DO FUTURO ANTICRISTOLIÇÃO 12 – UM TIPO DO FUTURO ANTICRISTO
LIÇÃO 12 – UM TIPO DO FUTURO ANTICRISTO
 
Lição 10 o santuário celestial
Lição 10   o santuário celestialLição 10   o santuário celestial
Lição 10 o santuário celestial
 
LIÇÃO 04 – A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANA
LIÇÃO 04 – A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANALIÇÃO 04 – A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANA
LIÇÃO 04 – A PROVIDÊNCIA DIVINA NA FIDELIDADE HUMANA
 
LIÇÃO 02 – A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL
LIÇÃO 02 – A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIELLIÇÃO 02 – A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL
LIÇÃO 02 – A FIRMEZA DO CARÁTER MORAL E ESPIRITUAL DE DANIEL
 
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIMLIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
LIÇÃO 9 - O PRENÚNCIO DO TEMPO DO FIM
 
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIALIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
LIÇÃO 03 – O DEUS QUE INTERVÉM NA HISTÓRIA
 
LIÇÃO 06 – A QUEDA DO IMPÉRIO BABILÔNICO
LIÇÃO 06 – A QUEDA DO IMPÉRIO BABILÔNICOLIÇÃO 06 – A QUEDA DO IMPÉRIO BABILÔNICO
LIÇÃO 06 – A QUEDA DO IMPÉRIO BABILÔNICO
 
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISELIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
LIÇÃO 07 – INTEGRIDADE EM TEMPOS DE CRISE
 
Festa dos pães asmos
Festa dos pães asmos Festa dos pães asmos
Festa dos pães asmos
 
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIELLIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
LIÇÃO 13 – O TEMPO DA PROFECIA DE DANIEL
 
O Deus que intervém na história
O Deus que intervém na históriaO Deus que intervém na história
O Deus que intervém na história
 
LIÇÃO 10 – AS SETENTA SEMANAS
LIÇÃO 10 – AS SETENTA SEMANASLIÇÃO 10 – AS SETENTA SEMANAS
LIÇÃO 10 – AS SETENTA SEMANAS
 

Semelhante a 17 sabados cerimoniais

Sabados cerimoniais
Sabados cerimoniaisSabados cerimoniais
Sabados cerimoniais
Monteiro07
 
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombetaEstudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
reformaadventista
 
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombetaEstudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Hezir Henrique
 
Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - PortuguêsPor que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
Helio Colombe
 
Licao7
Licao7Licao7
licao7.pps
licao7.ppslicao7.pps
Estudo6 jesus voltara
Estudo6 jesus voltaraEstudo6 jesus voltara
Estudo6 jesus voltara
reformaadventista
 
O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos di...
O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos di...O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos di...
O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos di...
Edu silva
 
Estudo4 boas novas
Estudo4 boas novasEstudo4 boas novas
Estudo4 boas novas
reformaadventista
 
Xxxii tc b - dia 11.11.2012 - missa - slide para site da paróquia
Xxxii tc   b - dia 11.11.2012 - missa - slide para site da paróquiaXxxii tc   b - dia 11.11.2012 - missa - slide para site da paróquia
Xxxii tc b - dia 11.11.2012 - missa - slide para site da paróquia
saobeneditoesaocristovao
 
Estudo24 e tema-fe_em_jesus
Estudo24 e tema-fe_em_jesusEstudo24 e tema-fe_em_jesus
Estudo24 e tema-fe_em_jesus
Hezir Henrique
 
Apocalipse comentado
Apocalipse comentadoApocalipse comentado
Apocalipse comentado
Fábio Henrique
 
Estudo14 chegou a-hora_do_juizo
Estudo14 chegou a-hora_do_juizoEstudo14 chegou a-hora_do_juizo
Estudo14 chegou a-hora_do_juizo
O ÚLTIMO CHAMADO
 
Estudo14 chegou a-hora_do_juizo
Estudo14 chegou a-hora_do_juizoEstudo14 chegou a-hora_do_juizo
Estudo14 chegou a-hora_do_juizo
reformaadventista
 
Estudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_bestaEstudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_besta
reformaadventista
 
Estudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_bestaEstudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_besta
O ÚLTIMO CHAMADO
 
Estudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_bestaEstudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_besta
Hezir Henrique
 
A Última Festa
A Última FestaA Última Festa
A Última Festa
igrejabomretiro
 
Adventismo
AdventismoAdventismo
Adventismo
Feitosa Lima
 
Estudo10 selo de-deus
Estudo10 selo de-deusEstudo10 selo de-deus
Estudo10 selo de-deus
reformaadventista
 

Semelhante a 17 sabados cerimoniais (20)

Sabados cerimoniais
Sabados cerimoniaisSabados cerimoniais
Sabados cerimoniais
 
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombetaEstudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
 
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombetaEstudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
 
Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - PortuguêsPor que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
 
Licao7
Licao7Licao7
Licao7
 
licao7.pps
licao7.ppslicao7.pps
licao7.pps
 
Estudo6 jesus voltara
Estudo6 jesus voltaraEstudo6 jesus voltara
Estudo6 jesus voltara
 
O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos di...
O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos di...O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos di...
O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos di...
 
Estudo4 boas novas
Estudo4 boas novasEstudo4 boas novas
Estudo4 boas novas
 
Xxxii tc b - dia 11.11.2012 - missa - slide para site da paróquia
Xxxii tc   b - dia 11.11.2012 - missa - slide para site da paróquiaXxxii tc   b - dia 11.11.2012 - missa - slide para site da paróquia
Xxxii tc b - dia 11.11.2012 - missa - slide para site da paróquia
 
Estudo24 e tema-fe_em_jesus
Estudo24 e tema-fe_em_jesusEstudo24 e tema-fe_em_jesus
Estudo24 e tema-fe_em_jesus
 
Apocalipse comentado
Apocalipse comentadoApocalipse comentado
Apocalipse comentado
 
Estudo14 chegou a-hora_do_juizo
Estudo14 chegou a-hora_do_juizoEstudo14 chegou a-hora_do_juizo
Estudo14 chegou a-hora_do_juizo
 
Estudo14 chegou a-hora_do_juizo
Estudo14 chegou a-hora_do_juizoEstudo14 chegou a-hora_do_juizo
Estudo14 chegou a-hora_do_juizo
 
Estudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_bestaEstudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_besta
 
Estudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_bestaEstudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_besta
 
Estudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_bestaEstudo18 19-a marca-da_besta
Estudo18 19-a marca-da_besta
 
A Última Festa
A Última FestaA Última Festa
A Última Festa
 
Adventismo
AdventismoAdventismo
Adventismo
 
Estudo10 selo de-deus
Estudo10 selo de-deusEstudo10 selo de-deus
Estudo10 selo de-deus
 

Mais de Hezir Henrique

24 principios de vida cristã
24   principios de vida cristã24   principios de vida cristã
24 principios de vida cristã
Hezir Henrique
 
23 porque devo ser batizado
23   porque devo ser batizado23   porque devo ser batizado
23 porque devo ser batizado
Hezir Henrique
 
22 como identificar a igreja verdadeira
22   como identificar a igreja verdadeira22   como identificar a igreja verdadeira
22 como identificar a igreja verdadeira
Hezir Henrique
 
21 ofertar, um ato de adorão
21   ofertar, um ato de adorão21   ofertar, um ato de adorão
21 ofertar, um ato de adorão
Hezir Henrique
 
05 daniel2
05 daniel205 daniel2
05 daniel2
Hezir Henrique
 
19 o dom de profecia
19   o dom de profecia19   o dom de profecia
19 o dom de profecia
Hezir Henrique
 
04 planoda redencao
04 planoda redencao04 planoda redencao
04 planoda redencao
Hezir Henrique
 
18 principios de saude
18   principios de saude18   principios de saude
18 principios de saude
Hezir Henrique
 
03 origemdo mal
03 origemdo mal03 origemdo mal
03 origemdo mal
Hezir Henrique
 
17 do sabado para o domingo
17   do sabado para o domingo17   do sabado para o domingo
17 do sabado para o domingo
Hezir Henrique
 
02 deus
02 deus02 deus
16 o mandamento esquecido
16   o mandamento esquecido16   o mandamento esquecido
16 o mandamento esquecido
Hezir Henrique
 
01 biblia
01 biblia01 biblia
01 biblia
Hezir Henrique
 
27 justificacaopela fe
27 justificacaopela fe27 justificacaopela fe
27 justificacaopela fe
Hezir Henrique
 

Mais de Hezir Henrique (20)

25 educacao cristã
25   educacao cristã25   educacao cristã
25 educacao cristã
 
24 principios de vida cristã
24   principios de vida cristã24   principios de vida cristã
24 principios de vida cristã
 
23 porque devo ser batizado
23   porque devo ser batizado23   porque devo ser batizado
23 porque devo ser batizado
 
22 como identificar a igreja verdadeira
22   como identificar a igreja verdadeira22   como identificar a igreja verdadeira
22 como identificar a igreja verdadeira
 
21 ofertar, um ato de adorão
21   ofertar, um ato de adorão21   ofertar, um ato de adorão
21 ofertar, um ato de adorão
 
05 daniel2
05 daniel205 daniel2
05 daniel2
 
20 o dizimo
20   o dizimo20   o dizimo
20 o dizimo
 
19 o dom de profecia
19   o dom de profecia19   o dom de profecia
19 o dom de profecia
 
04 planoda redencao
04 planoda redencao04 planoda redencao
04 planoda redencao
 
18 principios de saude
18   principios de saude18   principios de saude
18 principios de saude
 
03 origemdo mal
03 origemdo mal03 origemdo mal
03 origemdo mal
 
17 do sabado para o domingo
17   do sabado para o domingo17   do sabado para o domingo
17 do sabado para o domingo
 
02 deus
02 deus02 deus
02 deus
 
16 o mandamento esquecido
16   o mandamento esquecido16   o mandamento esquecido
16 o mandamento esquecido
 
01 biblia
01 biblia01 biblia
01 biblia
 
15 a lei moral
15   a lei moral15   a lei moral
15 a lei moral
 
27 justificacaopela fe
27 justificacaopela fe27 justificacaopela fe
27 justificacaopela fe
 
14 as leis na biblia
14   as leis na biblia14   as leis na biblia
14 as leis na biblia
 
26 as ordenancasnont
26 as ordenancasnont26 as ordenancasnont
26 as ordenancasnont
 
25 o ceu
25 o ceu25 o ceu
25 o ceu
 

17 sabados cerimoniais

  • 3. ““Portanto, ninguémvosPortanto, ninguémvos julgue pelo comer, oujulgue pelo comer, ou pelo beber, ou porcausapelo beber, ou porcausa dos dias de festa, ou dados dias de festa, ou da lua nova, ou doslua nova, ou dos sábados, que sãosábados, que são sombras das coisassombras das coisas futuras, mas o corpo éfuturas, mas o corpo é de Cristo.”de Cristo.”
  • 4. SÁBADOS MORAIS:SÁBADOS MORAIS: • DEUS CHAMA DE “MEUSDEUS CHAMA DE “MEUS SÁBADOS...” LEV. 19:30SÁBADOS...” LEV. 19:30 • SÃOTAMBÉMCLASSIFICADOS DESÃOTAMBÉMCLASSIFICADOS DE ““SÁBADOS DOSENHOR...” ÊX. 16:23SÁBADOS DOSENHOR...” ÊX. 16:23
  • 5. SÁBADOSSÁBADOS CERIMONIAIS:CERIMONIAIS: • DEUS CHAMA DE “OS VOSSOS SÁBADOS...”DEUS CHAMA DE “OS VOSSOS SÁBADOS...” LEV. 23:32, OS. 2:11LEV. 23:32, OS. 2:11
  • 7. ““Os judeus, pois, para que noOs judeus, pois, para que no sábado não ficassemos corpossábado não ficassemos corpos na cruz, visto como era ana cruz, visto como era a preparação (pois era grande opreparação (pois era grande o dia de sábado), rogaram adia de sábado), rogaram a Pilatos que se lhes quebrassemPilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossemtirados.”as pernas, e fossemtirados.”
  • 8. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE ““Estas são as solenidades doEstas são as solenidades do SENHOR, as santas convocações,SENHOR, as santas convocações, que convocareis ao seu tempoque convocareis ao seu tempo determinado: No mês primeiro, aosdeterminado: No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é acatorze do mês, pela tarde, é a páscoa do SENHOR. E aos quinzepáscoa do SENHOR. E aos quinze dias deste mês é a festa dos pãesdias deste mês é a festa dos pães ázimos do SENHOR; sete diasázimos do SENHOR; sete dias comereis pães ázimos. No primeirocomereis pães ázimos. No primeiro dia tereis santa convocação;dia tereis santa convocação; nenhumtrabalho servil fareis; Masnenhumtrabalho servil fareis; Mas sete dias oferecereis ofertasete dias oferecereis oferta queimada ao SENHOR; ao sétimoqueimada ao SENHOR; ao sétimo dia haverá santa convocação;dia haverá santa convocação; nenhum trabalho servil fareis”nenhum trabalho servil fareis” Levítico 23:4 - 8Levítico 23:4 - 8 ““Alimpai-vos, pois, doAlimpai-vos, pois, do fermento velho, para quefermento velho, para que sejais uma nova massa, assimsejais uma nova massa, assim como estais semfermento.como estais semfermento. Porque Cristo, nossa páscoa,Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado pornós. Porfoi sacrificado pornós. Por isso façamos a festa, não comisso façamos a festa, não com o fermento velho, nem comoo fermento velho, nem como fermento da maldade e dafermento da maldade e da malícia, mas comos ázimosmalícia, mas comos ázimos da sinceridade e da verdade.”da sinceridade e da verdade.” I Coríntios 5:7,8I Coríntios 5:7,8
  • 9. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE PÁSCOAPÁSCOA ASMOSASMOS MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS EFEITOS DA MORTE DEEFEITOS DA MORTE DE JESUS NA VIDA DOJESUS NA VIDA DO CRENTECRENTE
  • 10. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE ““Disse mais o Senhora Moisés:Disse mais o Senhora Moisés: Fala aos filhos de Israel, e dize-Fala aos filhos de Israel, e dize- lhes: Quando entrares na terra,lhes: Quando entrares na terra, que vos dou, e segares a suaque vos dou, e segares a sua messe, então trareis ummolhomesse, então trareis ummolho das primícias da vossa messe aodas primícias da vossa messe ao sacerdote: este moverá o molhosacerdote: este moverá o molho perante o SENHOR, para queperante o SENHOR, para que sejais aceitos: no dia imediato aosejais aceitos: no dia imediato ao sábado o sacerdote o moverá.”sábado o sacerdote o moverá.” Levítico 23:9-12Levítico 23:9-12 ““Mas de fato Cristo ressuscitouMas de fato Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele asdentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem.”primícias dos que dormem.” I Coríntios 15: 20I Coríntios 15: 20 ““Cada um, porém, porsuaCada um, porém, porsua própria ordem: Cristo, asprópria ordem: Cristo, as primícias; depois os que são deprimícias; depois os que são de Cristo, na sua vinda”.Cristo, na sua vinda”. I Coríntios15:23I Coríntios15:23
  • 11. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE PÁSCOAPÁSCOA ASMOSASMOS MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE PRIMÍCIASPRIMÍCIAS RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO
  • 12. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE ““Contareis para vós outros desdeContareis para vós outros desde o dia imediato ao sábado, desdeo dia imediato ao sábado, desde o dia emque trouxerdes o molhoo dia emque trouxerdes o molho da oferta movida; sete semanasda oferta movida; sete semanas inteiras serão. Até ao diainteiras serão. Até ao dia imediato ao sétimo sábado,imediato ao sétimo sábado, contareis cinqüenta dias: entãocontareis cinqüenta dias: então trareis nova oferta de manjarestrareis nova oferta de manjares ao Senhor.Das vossas moradasao Senhor.Das vossas moradas trareis dois pães para seremtrareis dois pães para serem movidos: de duas dízimas de ummovidos: de duas dízimas de um efa de farinha serão; levedadosefa de farinha serão; levedados se cozerão: são primíciasse cozerão: são primícias ao Senhor.”ao Senhor.” Lev. 23: 15-17Lev. 23: 15-17 ““Ao cumprir-se o dia deAo cumprir-se o dia de pentecostes, estavamtodospentecostes, estavamtodos reunidos no mesmo lugar; dereunidos no mesmo lugar; de repente veio do céu umsom,repente veio do céu umsom, como de um vento impetuoso, ecomo de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavamencheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram,assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguasdistribuídas entre eles, línguas como de fogo, e posou umacomo de fogo, e posou uma sobre cada umdeles. Todossobre cada umdeles. Todos ficaramcheios do Espíritoficaramcheios do Espírito Santo, e passarama falaremSanto, e passarama falarem outras línguas, segundo ooutras línguas, segundo o Espírito lhes concedia queEspírito lhes concedia que falassem.”falassem.” Atos, 2:1-4Atos, 2:1-4
  • 13. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE PÁSCOAPÁSCOA ASMOSASMOS MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE PRIMÍCIASPRIMÍCIAS PENTECOSTESPENTECOSTES RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO
  • 14. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE ““Disse mais o Senhora Moisés:Disse mais o Senhora Moisés: Fala aos filhos de Israel,Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, aodizendo: No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descansoprimeiro do mês, tereis descanso solene, memorial, comsonidossolene, memorial, comsonidos de trombetas, santa convocação.de trombetas, santa convocação. Nenhuma obra servil fareis, masNenhuma obra servil fareis, mas trareis ofertas queimadas aotrareis ofertas queimadas ao Senhor.”Senhor.” Levítico 23:23-25Levítico 23:23-25 ““Disse mais o Senhora Moisés:Disse mais o Senhora Moisés: Mas aos dez deste mês sétimoMas aos dez deste mês sétimo será o dia da expiação: tereisserá o dia da expiação: tereis santa convocação, e afligireis assanta convocação, e afligireis as vossas almas...Porque toda alma,vossas almas...Porque toda alma, que nesse dia se não afligir, seráque nesse dia se não afligir, será eliminada do seu povo.”eliminada do seu povo.” Levítico 23:26-29Levítico 23:26-29
  • 15. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE PÁSCOAPÁSCOA ASMOSASMOS MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE PRIMÍCIASPRIMÍCIAS PENTECOSTESPENTECOSTES TROMBETASTROMBETAS RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO PRIM. MENS. ANGÉLICAPRIM. MENS. ANGÉLICA
  • 16. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE ““Vi outro anjo voando peloVi outro anjo voando pelo meio do céu, tendo ummeio do céu, tendo um evangelho eterno para pregarevangelho eterno para pregar aos que se assentam sobre aaos que se assentam sobre a terra...dizendo, emgrande voz:terra...dizendo, emgrande voz: temei a Deus e dai-lhe glória,temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seupois é chegada a hora do seu juízo...”juízo...” Apocalipse 14:6 e 7Apocalipse 14:6 e 7 ““A profecia da primeiraA profecia da primeira mensagem angélica, revelada namensagem angélica, revelada na visão de Apocalipse 14, teve ovisão de Apocalipse 14, teve o seu cumprimento no movimentoseu cumprimento no movimento do advento de 1840-44.”do advento de 1840-44.” H. da Redenção, 356.H. da Redenção, 356.
  • 17. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE PÁSCOAPÁSCOA ASMOSASMOS MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE PRIMÍCIASPRIMÍCIAS PENTECOSTESPENTECOSTES TROMBETASTROMBETAS EXPIAÇÃOEXPIAÇÃO RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO PRIM. MENS. ANGÉLICAPRIM. MENS. ANGÉLICA JUÍZO INVESTIGATIVOJUÍZO INVESTIGATIVO
  • 18. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE ““Quando, porém, veioQuando, porém, veio Cristo, como sumoCristo, como sumo sacerdote dos bens jásacerdote dos bens já realizados...entrou no santorealizados...entrou no santo dos santos, uma vez pordos santos, uma vez por todas, tendo obtido eternatodas, tendo obtido eterna redenção”.redenção”. Hebreus 9:11 e 12Hebreus 9:11 e 12
  • 19. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE PÁSCOAPÁSCOA ASMOSASMOS MORTE DE JESUSMORTE DE JESUS EFEITOS DA MORTEEFEITOS DA MORTE PRIMÍCIASPRIMÍCIAS PENTECOSTESPENTECOSTES TROMBETASTROMBETAS EXPIAÇÃOEXPIAÇÃO TABERNÁCULOSTABERNÁCULOS RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO ESPÍRITO SANTOESPÍRITO SANTO PRIM. MENS. ANGÉLICAPRIM. MENS. ANGÉLICA JUÍZO INVESTIGATIVOJUÍZO INVESTIGATIVO VOLTA DE JESUSVOLTA DE JESUS
  • 20. SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE ““Então ouvi grande vozEntão ouvi grande voz vinda do trono, dizendo:vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de DeusEis o tabernáculo de Deus comos homens. Deuscomos homens. Deus habitará comeles. Eleshabitará comeles. Eles serão povos de Deus e Deusserão povos de Deus e Deus mesmo estará comeles.”mesmo estará comeles.” Apocalipse 21:3Apocalipse 21:3 ““Disse mais o SenhoraDisse mais o Senhora Moisés...: Aos quinze diasMoisés...: Aos quinze dias deste mês sétimo será adeste mês sétimo será a festa dos tabernáculos aofesta dos tabernáculos ao Senhor, porsete dias. “Senhor, porsete dias. “ Levítico 23:33 e 34Levítico 23:33 e 34
  • 21. PÁSCOA/ASMOSPÁSCOA/ASMOS PRIMÍCIASPRIMÍCIAS PENTECOSTESPENTECOSTES TROMBETASTROMBETAS EXPIAÇÃOEXPIAÇÃO TABERNÁCULOSTABERNÁCULOS MORTE/RESULT.MORTE/RESULT. RESSURREIÇÃORESSURREIÇÃO ESPÍRITOSANTOESPÍRITOSANTO 1ª M. ANGÉLICA1ª M. ANGÉLICA JUÍZO INVESTIG.JUÍZO INVESTIG. VOLTA DE JESUSVOLTA DE JESUS FESTAS E CONVOCAÇÕESFESTAS E CONVOCAÇÕES SOMBRASOMBRA REALIDADEREALIDADE SÁBADOSSÁBADOS TOTAL DE SÁBADOS CERIMONIAISTOTAL DE SÁBADOS CERIMONIAIS 7 SOMBRA E REALIDADESOMBRA E REALIDADE 11 22 33 44 55 66 2222 0000 1111 1111 1111 2222 77
  • 22. PÁSCOA- MORTE DE CRISTOPÁSCOA- MORTE DE CRISTO
  • 24. PÃES ASMOS- VIDA DEPÃES ASMOS- VIDA DE SANTIFICAÇÃOSANTIFICAÇÃO
  • 27. TROMBETAS - PRIMEIRATROMBETAS - PRIMEIRA MENSAGEMANGÉLICAMENSAGEMANGÉLICA
  • 29. TABERNÁCULOS - VOLTA DE JESUSTABERNÁCULOS - VOLTA DE JESUS