SlideShare uma empresa Scribd logo
Litúrgico
                             Ano B / Tempo Comum / Verde                Nº 1745 - 26/07/2009


    17º DOMINGO DO TEMPO COMUM                                 2. SAUDAÇÃO
                                                               S. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.
    “Os pobres comerão e serão todos                           T. Amém.
               saciados!”                                      S. A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai, e
                                                               a comunhão do Espírito Santo estejam convosco.
                                                               T. Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo.

                                                               3. ATO PENITENCIAL
                                                               S. Somos convidados a nos alegrar com a presença do
                                                               Senhor. Queremos reconhecer e rejeitar os tantos sinais que
                                                               impedem a alegria de ser completa. Peçamos a misericórdia
                                                               de Deus pelas vezes em que deixamos de manifestar,
                                                               anunciar e testemunhar, com a nossa vida e a nossa alegria,
                                                               a vida do Senhor entre nós. (pausa)
                                                               S. Confessemos os nossos pecados:
                                                               T. Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs,
                                                               que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos
                                                               e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E
                                                               peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos
                                                               e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor.
                                                               S. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe
                                                               os nossos pecados e nos conduza à vida eterna.
                                                               S. Senhor, tende piedade de nós.
                                                               T. Senhor, tende piedade de nós.
                RITOS INICIAIS                                 S. Cristo, tende piedade de nós.
                                                               T. Cristo, tende piedade de nós.
                                                               S. Senhor, tende piedade de nós.
               A. Irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos
               para celebrar a Ceia do Senhor e partilhar do   T. Senhor, tende piedade de nós.
               Pão de sua vida, multiplicado para alimentar
                                                               4. HINO DE LOUVOR
               nossa fome de vida e saciar nossa sede de
                                                               [Hinário ABC Litúrgico 2005/2006, p. 110]
               comunhão. Celebremos a salvação sob a
               forma de ceia, onde tudo é partilhado e todos   Glória a Deus nos altos céus! / Paz na terra a seus amados!
               comem até ficarem saciados, antecipando o       / A vós louvam, Rei celeste, / os que foram libertados.
               banquete da eternidade. Cantemos juntos:        1. Deus e Pai, nós vos louvamos, / adoramos, bendizemos, /
                                                                  damos glória ao vosso nome, / vossos dons agradecemos.
1. CANTO DE ABERTURA                                           2. Senhor nosso, Jesus Cristo, / Unigênito do Pai, / Vós, de
Deus, nosso Pai protetor, / dá-nos hoje um sinal de tua           Deus Cordeiro Santo, / nossas culpas perdoai!
graça! / Por teu ungido, ó Senhor, / estejamos pra sempre      3. Vós, que estais junto do Pai, / como nosso intercessor, /
em tua casa!                                                      acolhei nossos pedidos, / atendei nosso clamor!
1. Ó Senhor, põe teu ouvido / bem aqui, pra me escutar. /      4. Vós somente sois o Santo, / o Altíssimo, o Senhor, / com
   Infeliz eu sou e pobre, / vem depressa me ajudar! / Teu        o Espírito Divino, / de Deus Pai no esplendor!
   amigo eu sou, tu sabes, / só em ti vou confiar.
2. Compaixão de mim, Senhor! / Eu te chamo, noite e dia. /     5. ORAÇÃO
   Vem me dar força e coragem / e aumentar minha alegria. /    S. Oremos: (pausa) Ó Deus, sois o amparo dos que em vós
   Eu te faço minha prece, / pois minh’alma em ti confia.      esperam e, sem vosso auxílio, ninguém é forte, ninguém é
3. Tu és bom e compassivo / e, a quem pede, dás perdão.        santo. Redobrai de amor para conosco, para que, conduzidos
   / Dá ouvido a meus pedidos: / meu lamento é oração. /       por vós, usemos de tal modo os bens que passam, que
   Na hora amarga eu te procuro, / sei que não te chamo        possamos abraçar os que não passam. P.N.S.J.C.
   em vão.                                                     T. Amém.
Naquele tempo, Jesus foi para o outro lado do mar da Galiléia,
         LITURGIA DA PALAVRA                                       também chamado de Tiberíades. Uma grande multidão o seguia,
                                                                   porque via os sinais que ele operava a favor dos doentes. Jesus
                                                                   subiu ao monte e sentou-se aí, com os seus discípulos. Estava
               A. Desde o Antigo Testamento, Deus alimenta
                                                                   próxima a Páscoa, a festa dos judeus. Levantando os olhos e
               o seu povo com o Pão da Vida e lhe assegura
                                                                   vendo que uma grande multidão estava vindo ao seu encontro,
               o sustento, que, na plenitude dos tempos, é o
                                                                   Jesus disse a Filipe: “Onde vamos comprar pão para que eles
               seu próprio Filho. Ouçamos com atenção!
                                                                   possam comer?” Disse isso para pô-lo à prova, pois ele mesmo
                                                                   sabia muito bem o que ia fazer. Filipe respondeu: “Nem duzentas
                                                                   moedas de prata bastariam para dar um pedaço de pão a cada
6. PRIMEIRA LEITURA (2Rs 4,42-44)
                                                                   um”. Um dos discípulos, André, o irmão de Simão Pedro,
Leitura do Segundo Livro dos Reis.
                                                                   disse: “Está aqui um menino com cinco pães de cevada e dois
Naqueles dias, veio também um homem de Baal-Salisa,                peixes. Mas o que é isso para tanta gente?” Jesus disse: “Fazei
trazendo em seu alforge para Eliseu, o homem de Deus, pães         sentar as pessoas”. Havia muita relva naquele lugar, e lá se
dos primeiros frutos da terra: eram vinte pães de cevada e trigo   sentaram, aproximadamente, cinco mil homens. Jesus tomou
novo. E Eliseu disse: “Dá ao povo para que coma”. Mas o seu        os pães, deus graças e distribuiu-os aos que estavam sentados,
servo respondeu-lhe: “Como vou distribuir tão pouco para cem       tanto quanto queriam. E fez o mesmo com os peixes. Quando
pessoas?” Eliseu disse outra vez: “Dá ao povo para que coma;       todos ficaram satisfeitos, Jesus disse aos discípulos: “Recolhei
pois assim diz o Senhor: ‘Comerão e ainda sobrará’”. O homem       os pedaços que sobraram, para que nada se perca!” Recolheram
distribuiu e ainda sobrou, conforme a palavra do Senhor.           os pedaços e encheram doze cestos com as sobras dos cinco
Palavra do Senhor.                                                 pães, deixadas pelos que haviam comido. Vendo o sinal que
T. Graças a Deus.                                                  Jesus tinha realizado, aqueles homens exclamavam: “Este é
                                                                   verdadeiramente o Profeta, aquele que deve vir ao mundo”. Mas,
7. SALMO RESPONSORIAL / SI 144 (145)                               quando notou que estavam querendo levá-lo para proclamá-lo
Saciai os vossos filhos, ó Senhor!                                 rei, Jesus retirou-se de novo, sozinho, para o monte.
• Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, / e os vossos       Palavra da Salvação.
   santos com louvores vos bendigam! / Narrem a glória e o         T. Glória a vós, Senhor.
   esplendor do vosso reino / e saibam proclamar vosso poder!
• Todos os olhos, ó Senhor, em vós esperam / e vós lhes            11. PROFISSÃO DE FÉ
   dais no tempo certo o alimento; / vós abris a vossa mão         T. Creio em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da
   prodigamente / e saciais todo ser vivo com fartura.             terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor,
                                                                   que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da
• É justo o Senhor em seus caminhos, / é santo em toda
                                                                   Virgem Maria; padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado,
   obra que ele faz. / Ele está perto da pessoa que o invoca,
                                                                   morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos; ressuscitou
   / de todo aquele que o invoca lealmente.
                                                                   ao terceiro dia, subiu aos céus; está sentado à direita de
8. SEGUNDA LEITURA (Ef 4,1-6)                                      Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e
Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios.                         os mortos. Creio no Espírito Santo; na santa Igreja católica;
Irmãos: Eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto a caminhardes        na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na
de acordo com a vocação que recebestes: com toda a                 ressurreição da carne; na vida eterna. Amém.
humildade e mansidão, suportai-vos uns aos outros com              12. PRECES DA COMUNIDADE
paciência, no amor. Aplicai-vos a guardar a unidade do
                                                                   S. Irmãos e irmãs, elevemos com gratidão nossas preces
espírito pelo vínculo da paz. Há um só Corpo e um só
                                                                   ao Pai, que sempre nos providencia o pão de cada dia e
Espírito, como também é uma só a esperança à qual fostes
                                                                   as forças para a luta cotidiana.
chamados. Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo,
um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todos, age por          L. Senhor, olhai a vossa Igreja, para que assuma, cada vez mais,
meio de todos e permanece em todos.                                    a missão dos primeiros discípulos, nós vos pedimos:
Palavra do Senhor.                                                 T. Saciai-nos, ó Pai, com o pão nosso de cada dia!
T. Graças a Deus.                                                  L. Senhor, iluminai os governantes, para que se afastem
                                                                      da corrupção e promovam vida digna a todos, nós vos
9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO                                             pedimos:
[Suplemento do Hinário ABC Litúrgico-Aclamações Ano B, p. 19]      T. Saciai-nos, ó Pai, com o pão nosso de cada dia!
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia. (Bis)                          L. Senhor, saciai os que têm fome e sede de justiça,
Um grande profeta surgiu entre nós e Deus visitou o seu            fortalecei os desanimados e alegrai os tristes com o Pão
povo sofrido; um grande profeta surgiu entre nós. Amém!            da Vida, nós vos pedimos:
Aleluia! Aleluia! Amém!                                            T. Saciai-nos, ó Pai, com o pão nosso de cada dia!
10. EVANGELHO (Jo 6,1-15)                                          L. Senhor, ajudai-nos a encontrar na Eucaristia a força para
S. O Senhor esteja convosco.                                          lutar pelos que não têm voz nem vez e multiplicai a
                                                                      partilha, para que a humanidade viva com mais alegria,
T. Ele está no meio de nós.
                                                                      nós vos pedimos:
S. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.          T. Saciai-nos, ó Pai, com o pão nosso de cada dia!
T. Glória a vós, Senhor.                                                               (Preces da comunidade)
S. Senhor, saciai concretamente a humanidade que tem fome            Jesus, tendo o pão em suas mãos, olhou para o céu e deu
e sede e dai-nos sempre o pão da vida eterna. P.C.N.S.               graças, partiu o pão e o entregou a seus discípulos, dizendo:
T. Amém.                                                             TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE
                                                                     SERÁ ENTREGUE POR VÓS.
                                                                     S. Do mesmo modo, no fim da ceia, tomou o cálice em
        LITURGIA EUCARÍSTICA                                         suas mãos, deu graças novamente e o entregou a seus
                                                                     discípulos, dizendo:
                                                                     TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE,
               A. Ao oferecer os dons, para que se tornem            O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ
               vida de Deus, agradeçamos por todo gesto              DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS, PARA REMISSÃO
               que multiplica os pães com os que têm fome.           DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM.
                                                                     S. Tudo isto é mistério da fé!
                                                                     T. Toda vez que se come deste Pão, toda vez que se bebe
13. APRESENTAÇÃO DOS DONS                                            deste Vinho, se recorda a paixão de Jesus Cristo e se fica
                                                                     esperando sua volta.
1. As mesmas mãos que plantaram a semente aqui estão; /              S. Recordamos, ó Pai, neste momento, a paixão de Jesus,
   o mesmo pão que a mulher preparou aqui está; / o vinho            nosso Senhor, sua ressurreição e ascensão; nós queremos
   novo que a uva sangrou jorrará no nosso altar!                    a vós oferecer este Pão que alimenta e que dá vida, este
A liberdade haverá, a igualdade haverá / e nesta festa onde          Vinho que nos salva e dá coragem.
a gente é irmão / o Deus da vida se faz comunhão! (Bis)
                                                                     T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta!
2. Na flor do altar o sonho da paz mundial; / a luz acesa é          S. E quando recebermos Pão e Vinho, o Corpo e Sangue
   fé que palpita hoje em nós; / do livro aberto o amor se           dele oferecidos, o Espírito nos una num só corpo, para
   derrama total no nosso altar!                                     sermos um só povo em seu amor.
3. Benditos sejam os frutos da terra de Deus; / benditos             T. O Espírito nos una num só corpo!
   sejam o trabalho e a nossa união; / bendito seja Jesus,           S. Protegei vossa Igreja, que caminha nas estradas do
   que conosco estará além do altar!                                 mundo rumo ao céu, cada dia renovando a esperança de
14. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS                                        chegar junto a vós, na vossa paz.
S. Orai, irmãos e irmãs...                                           T. Caminhamos na estrada de Jesus!
T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para a glória      S. Dai ao Santo Padre, o papa Bento ser bem firme na fé,
do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja.                na caridade, e a Nelson, que é bispo desta Igreja, muita
                                                                     luz para guiar o seu rebanho.
S. Acolhei, ó Pai, os dons que recebemos da vossa bondade
e trazemos a este altar. Fazei que estes sagrados mistérios,         T. Caminhamos na estrada de Jesus!
pela força da vossa graça, nos santifiquem na vida presente          S. Esperamos entrar na vida eterna com a Virgem, Mãe de
e nos conduzam à eterna alegria. P.C.N.S.                            Deus e da Igreja, os apóstolos e todos os santos, que na
T. Amém.                                                             vida souberam amar Cristo e seus irmãos.
                                                                     T. Esperamos entrar na vida eterna!
15. ORAÇÃO EUCARÍSTICA V                                             S. A todos os que chamastes para outra vida, na vossa
S. O Senhor esteja convosco.                                         amizade, e aos marcados com o sinal da fé, abrindo vossos
T. Ele está no meio de nós.                                          braços, acolhei-os. Que vivam para sempre bem felizes no
S. Corações ao alto.                                                 reino que para todos preparastes.
T. O nosso coração está em Deus.                                     T. A todos dai a luz que não se apaga!
S. Demos graças ao Senhor, nosso Deus.                               S. E a nós, que agora estamos reunidos e somos povo santo
T. É nosso dever e nossa salvação.                                   e pecador, dai forças para construirmos juntos o vosso reino
                                                                     que também é nosso.
S. É justo e nos faz todos ser mais santos louvar a vós, ó Pai, no
mundo inteiro, de dia e de noite, agradecendo com Cristo, vosso      S. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo-
Filho, nosso irmão. É ele o sacerdote verdadeiro, que sempre se      poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e
oferece por nós todos, mandando que se faça a mesma coisa que        toda a glória, agora e para sempre.
fez naquela ceia derradeira. Por isso, aqui estamos bem unidos,      T. Amém.
louvando e agradecendo com alegria, juntando nossa voz à voz
                                                                     16. RITO DA COMUNHÃO
dos anjos e à voz dos santos todos, para cantar (dizer):
                                                                     S. Obedientes à palavra do Salvador e formados por seu
T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do universo! O céu e a
                                                                     divino ensinamento, ousamos dizer:
terra proclamam a vossa glória. Hosana nas alturas! Bendito
o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas!                     T. Pai nosso, que estais nos céus, / santificado seja o vosso
                                                                     nome; / venha a nós o vosso reino, / seja feita a vossa
S. Senhor, vós, que sempre quisestes ficar muito perto de nós,
                                                                     vontade, / assim na terra como no céu; / o pão nosso de
vivendo conosco no Cristo, falando conosco por ele, mandai
                                                                     cada dia nos dai hoje; / perdoai-nos as nossas ofensas, /
vosso Espírito Santo, a fim de que as nossas ofertas se mudem
                                                                     assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; / e
no Corpo e no Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo.
                                                                     não nos deixeis cair em tentação, / mas livrai-nos do mal.
T. Mandai vosso Espírito Santo!
                                                                     S. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa
S. Na noite em que ia ser entregue, ceando com seus apóstolos,       paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres
do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo
a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador.                                      RITOS FINAIS
T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre!
S. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: eu vos deixo               A. Alegremo-nos, porque Jesus está conosco.
a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas                   Ele se fez pão para nos alimentar. Com ele
a fé que anima vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz                produziremos muitos frutos, se nossa vida
e a unidade. Vós, que sois Deus com o Pai e o Espírito Santo.                      se conformar à dEle como alimento para um
T. Amém.                                                                           mundo melhor.
S. A paz do Senhor esteja sempre convosco.
T. O amor de Cristo nos uniu.                                          19. BÊNÇÃO E DESPEDIDA
S. Como filhos e filhas do Deus da paz, saudai-vos com
                                                                       20. CANTO
um gesto de comunhão fraterna.
                                                                       O Senhor é minha luz, / Ele é minha salvação, / que
T. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende
                                                                       poderei temer? / Deus, minha proteção.
piedade de nós. / Cordeiro de Deus, que tirais o pecado
do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus, que                1. O Senhor é minha luz, / Ele é minha salvação. / O que é
tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz.                                  que eu vou temer? / Deus é minha proteção. / :Ele guarda
S. Eu sou o Pão vivo, que desceu do céu. Se alguém comer                  minha vida, / eu não vou ter medo, não: (Bis)
deste Pão, viverá eternamente! Eis o Cordeiro de Deus, que             2. Quando os maus vêm avançando, / procurando me
tira o pecado do mundo.                                                   acuar, / desejando ver meu fim, / querendo me matar, /
T. Senhor, eu não sou digno (a) de que entreis em minha                   :Inimigos opressores / que vão se liquidar. (Bis)
morada, mas dizei uma palavra e serei salvo (a).                       3. Se um exército se armar / contra mim, não temerei. /
                                                                          Meu coração está firme, / e firme ficarei. / :Se estourar
A. A Eucaristia nos mostra que não é possível partilhar o                 uma batalha, / mesmo assim, confiarei!: (Bis)
pão da vida eterna sem comprometer-se verdadeiramente
com os deveres da solidariedade humana. Alimentemo-nos
deste compromisso de vida:

17. CANTO DE COMUNHÃO
Terra boa é aquele que ouviu / e a palavra de Deus praticou. /
:A semente na terra caiu / e de terra tão boa brotou!: (Bis)            DIA DOS AVÓS
1. Feliz quem anda com a verdade, / na lei de Deus, com                 Hoje, dia 26 de julho, comemora-se o Dia dos Avós. Esse
   integridade! / Feliz quem guarda seu mandamento / no                 dia foi escolhido para a comemoração porque é o dia de
   coração, no pensamento!                                              Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus
2. Ah! Quem me dera que, em meu andar, / teus                           Cristo. (Memória omitida por ser domingo).
   mandamentos possa eu guardar; / se aos mandamentos                   Conta a história que, no século I a.C., Ana e seu marido,
   obedecer, / não vai o mal acontecer!                                 Joaquim, viviam em Nazaré e não tinham filhos, mas
3. Quando tuas leis eu aprender, / vou te louvar e agradecer!           sempre rezavam pedindo que o Senhor lhes enviasse uma
   / Eu vou guardar teu mandamento, / mas não me deixes                 criança. Apesar da idade avançada do casal, um anjo do
   no esquecimento.                                                     Senhor apareceu e comunicou que Ana estava grávida,
4. Os que as maldades sabem evitar / a estrada certa vão                e eles tiveram a graça de ter uma menina abençoada a
   encontrar! / Senhor, tu deste os teus mandados, / para               quem deram o nome de Maria. Santa Ana morreu quando
   que sejam sempre guardados!                                          a menina tinha apenas 3 anos. Devido a sua história, Santa
                                                                        Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e
18. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO                                           das que desejam ter filhos. Maria cresceu conhecendo e
S. Oremos: (pausa) Recebemos, ó Deus, este sacramento, memorial         amando a Deus e foi por Ele a escolhida para ser Mãe de
permanente da paixão do vosso Filho. Fazei que o dom da vossa           Seu Filho. São Joaquim e Santa Ana são os padroeiros dos
inefável caridade possa servir à nossa salvação. P.C.N.S.               avós. Que eles, de junto de Deus, intercedam por nós!
T. Amém.



 LEITURAS DA SEMANA                                                    Semanário Litúrgico da Diocese de Santo André - Ano XXX
                                                                       Praça do Carmo, 36 - CEP 09010-020 - Santo André - SP
 2ª feira: Ex 32,15-24.30-34; Sl 105(106); Mt 13,31-35.                Redação: Equipe de Liturgia Diocesana
 3ª feira: Ex 33,7-11; Sl 102(103); Mt 13,36-43.
                                                                       Cantos: Hinário ABC Litúrgico 2007/2008
 4ª feira: 1Jo 4,7-16; Sl 33(34); Jo 11,19-27 ou Lc 10,38-42.
                                                                       Diagramação: Engenho Nacional
 5ª feira: Ex 40,16-21.34-38; Sl 83(84); Mt 13,47-53.
                                                                       Jornalista responsável: Humberto Domingos Pastore MTB 13382
 6ª feira: Lv 23,1.4-11.15-16.27.34b-37; Sl 80(81); Mt 13,54-58.
                                                                       Impressão: Forma Certa Editora
 Sábado: Lv 25,1.8-17; Sl 66(67); Mt 14,1-12.
                                                                       Tiragem: 80.100 exemplares
 18º DTC: Ex 16,2-4.12-15; Sl 77(78); Ef 4,17.20-24; Jo 6,24-35.
                                                                       www.diocesesantoandre.org.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe GesildoCelebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
nsaparecida
 
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 20161º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
Catequese Anjos dos Céus
 
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
Catequese Anjos dos Céus
 
Guião pai nosso 2017
Guião pai nosso   2017Guião pai nosso   2017
Guião pai nosso 2017
InfanciaSaoJose
 
Planejamento Semanal da Catequese
Planejamento Semanal da CatequesePlanejamento Semanal da Catequese
Planejamento Semanal da Catequese
Catequista Josivaldo
 
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
InfanciaSaoJose
 
Folheto de cantos 100 anos-de-vida
Folheto de cantos 100 anos-de-vidaFolheto de cantos 100 anos-de-vida
Folheto de cantos 100 anos-de-vida
torrasko
 
Retiro com Crismandos
Retiro com CrismandosRetiro com Crismandos
Retiro com Crismandos
José Vieira Dos Santos
 
Festa do acolhimento 21 nov10
Festa do acolhimento 21 nov10Festa do acolhimento 21 nov10
Festa do acolhimento 21 nov10
nossasenhoradavisitacao
 
1º Encontro de Pais e Catequistas 24/05/2012
1º Encontro de Pais e Catequistas 24/05/20121º Encontro de Pais e Catequistas 24/05/2012
1º Encontro de Pais e Catequistas 24/05/2012
Adriano de Paula
 
A Santa Missa
A Santa MissaA Santa Missa
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Gustavo Scheffer
 
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completoLivro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Bernadetecebs .
 
Missa primeira eucaristia
Missa primeira eucaristiaMissa primeira eucaristia
Missa primeira eucaristia
Jean Almeida
 
Livro missa formatura
Livro missa formaturaLivro missa formatura
Livro missa formatura
José Da Guia Oliveira
 
Encontro 001 vamos caminhar juntos - primeira eucaristia
Encontro 001   vamos caminhar juntos - primeira eucaristiaEncontro 001   vamos caminhar juntos - primeira eucaristia
Encontro 001 vamos caminhar juntos - primeira eucaristia
MayconAntonySilvaDia
 
Catequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + PáscoaCatequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + Páscoa
João Pereira
 
A CRISMA Catequese para pais e padrinhos
A CRISMA Catequese para pais e padrinhosA CRISMA Catequese para pais e padrinhos
A CRISMA Catequese para pais e padrinhos
Catequista Josivaldo
 
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Lucas Licerre
 
Missa das crianças tempo comum
Missa das crianças tempo comumMissa das crianças tempo comum
Missa das crianças tempo comum
Escola Pública/Particular
 

Mais procurados (20)

Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe GesildoCelebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
 
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 20161º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
 
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
21º Encontro - Sacramentos e Sacramentos da iniciação
 
Guião pai nosso 2017
Guião pai nosso   2017Guião pai nosso   2017
Guião pai nosso 2017
 
Planejamento Semanal da Catequese
Planejamento Semanal da CatequesePlanejamento Semanal da Catequese
Planejamento Semanal da Catequese
 
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
Guião festa do acolhimento 5 de novembro de 2017
 
Folheto de cantos 100 anos-de-vida
Folheto de cantos 100 anos-de-vidaFolheto de cantos 100 anos-de-vida
Folheto de cantos 100 anos-de-vida
 
Retiro com Crismandos
Retiro com CrismandosRetiro com Crismandos
Retiro com Crismandos
 
Festa do acolhimento 21 nov10
Festa do acolhimento 21 nov10Festa do acolhimento 21 nov10
Festa do acolhimento 21 nov10
 
1º Encontro de Pais e Catequistas 24/05/2012
1º Encontro de Pais e Catequistas 24/05/20121º Encontro de Pais e Catequistas 24/05/2012
1º Encontro de Pais e Catequistas 24/05/2012
 
A Santa Missa
A Santa MissaA Santa Missa
A Santa Missa
 
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
 
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completoLivro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
 
Missa primeira eucaristia
Missa primeira eucaristiaMissa primeira eucaristia
Missa primeira eucaristia
 
Livro missa formatura
Livro missa formaturaLivro missa formatura
Livro missa formatura
 
Encontro 001 vamos caminhar juntos - primeira eucaristia
Encontro 001   vamos caminhar juntos - primeira eucaristiaEncontro 001   vamos caminhar juntos - primeira eucaristia
Encontro 001 vamos caminhar juntos - primeira eucaristia
 
Catequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + PáscoaCatequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + Páscoa
 
A CRISMA Catequese para pais e padrinhos
A CRISMA Catequese para pais e padrinhosA CRISMA Catequese para pais e padrinhos
A CRISMA Catequese para pais e padrinhos
 
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
 
Missa das crianças tempo comum
Missa das crianças tempo comumMissa das crianças tempo comum
Missa das crianças tempo comum
 

Semelhante a Folheto 1745 17º Dom Tc

Folheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom TcFolheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom Tc
Antonio de Lima
 
Celebração Sirlene - Formato de Livreto
Celebração Sirlene - Formato de LivretoCelebração Sirlene - Formato de Livreto
Celebração Sirlene - Formato de Livreto
nsaparecida
 
Folheto 26 de Agosto de 2012
Folheto 26 de Agosto de 2012Folheto 26 de Agosto de 2012
Folheto 26 de Agosto de 2012
ParoquiaSCJ
 
Mãos que servem
Mãos que servemMãos que servem
Mãos que servem
Armin Andreas Hollas
 
19 02 12
19 02 1219 02 12
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
catedral_sao_tiago
 
12 02 12
12 02 1212 02 12
28 08 11
28 08 1128 08 11
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Guião celebração
Guião celebraçãoGuião celebração
Guião celebração
ramiropinho
 
002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012
ParoquiaSCJ
 
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).pptMISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
ParoquiaSantoAntonio3
 
11 09 11
11 09 1111 09 11
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta
Irmão Feliciano Sv
 
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Bernadetecebs .
 
02 11 11
02 11 1102 11 11
2domingodoadvento20131 as
2domingodoadvento20131 as2domingodoadvento20131 as
2domingodoadvento20131 as
martcope8851
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Folheto de cânticos
Folheto de cânticosFolheto de cânticos
Folheto de cânticos
torrasko
 

Semelhante a Folheto 1745 17º Dom Tc (20)

Folheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom TcFolheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom Tc
 
Celebração Sirlene - Formato de Livreto
Celebração Sirlene - Formato de LivretoCelebração Sirlene - Formato de Livreto
Celebração Sirlene - Formato de Livreto
 
Folheto 26 de Agosto de 2012
Folheto 26 de Agosto de 2012Folheto 26 de Agosto de 2012
Folheto 26 de Agosto de 2012
 
Mãos que servem
Mãos que servemMãos que servem
Mãos que servem
 
19 02 12
19 02 1219 02 12
19 02 12
 
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
Liturgia pentecostes12-proprio15-2012
 
12 02 12
12 02 1212 02 12
12 02 12
 
28 08 11
28 08 1128 08 11
28 08 11
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Guião celebração
Guião celebraçãoGuião celebração
Guião celebração
 
002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012002 22º dom_comum_02.09.2012
002 22º dom_comum_02.09.2012
 
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).pptMISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
MISSA TERÇA 190224 SÃO JOSÉ ORAC EUC II (1).ppt
 
11 09 11
11 09 1111 09 11
11 09 11
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta
 
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
 
02 11 11
02 11 1102 11 11
02 11 11
 
2domingodoadvento20131 as
2domingodoadvento20131 as2domingodoadvento20131 as
2domingodoadvento20131 as
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Folheto de cânticos
Folheto de cânticosFolheto de cânticos
Folheto de cânticos
 

Último

4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
tintcha62
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 

Último (20)

4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 

Folheto 1745 17º Dom Tc

  • 1. Litúrgico Ano B / Tempo Comum / Verde Nº 1745 - 26/07/2009 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM 2. SAUDAÇÃO S. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. “Os pobres comerão e serão todos T. Amém. saciados!” S. A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai, e a comunhão do Espírito Santo estejam convosco. T. Bendito seja Deus, que nos reuniu no amor de Cristo. 3. ATO PENITENCIAL S. Somos convidados a nos alegrar com a presença do Senhor. Queremos reconhecer e rejeitar os tantos sinais que impedem a alegria de ser completa. Peçamos a misericórdia de Deus pelas vezes em que deixamos de manifestar, anunciar e testemunhar, com a nossa vida e a nossa alegria, a vida do Senhor entre nós. (pausa) S. Confessemos os nossos pecados: T. Confesso a Deus todo-poderoso e a vós, irmãos e irmãs, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos anjos e santos e a vós, irmãos e irmãs, que rogueis por mim a Deus, nosso Senhor. S. Deus todo-poderoso tenha compaixão de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. S. Senhor, tende piedade de nós. T. Senhor, tende piedade de nós. RITOS INICIAIS S. Cristo, tende piedade de nós. T. Cristo, tende piedade de nós. S. Senhor, tende piedade de nós. A. Irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos para celebrar a Ceia do Senhor e partilhar do T. Senhor, tende piedade de nós. Pão de sua vida, multiplicado para alimentar 4. HINO DE LOUVOR nossa fome de vida e saciar nossa sede de [Hinário ABC Litúrgico 2005/2006, p. 110] comunhão. Celebremos a salvação sob a forma de ceia, onde tudo é partilhado e todos Glória a Deus nos altos céus! / Paz na terra a seus amados! comem até ficarem saciados, antecipando o / A vós louvam, Rei celeste, / os que foram libertados. banquete da eternidade. Cantemos juntos: 1. Deus e Pai, nós vos louvamos, / adoramos, bendizemos, / damos glória ao vosso nome, / vossos dons agradecemos. 1. CANTO DE ABERTURA 2. Senhor nosso, Jesus Cristo, / Unigênito do Pai, / Vós, de Deus, nosso Pai protetor, / dá-nos hoje um sinal de tua Deus Cordeiro Santo, / nossas culpas perdoai! graça! / Por teu ungido, ó Senhor, / estejamos pra sempre 3. Vós, que estais junto do Pai, / como nosso intercessor, / em tua casa! acolhei nossos pedidos, / atendei nosso clamor! 1. Ó Senhor, põe teu ouvido / bem aqui, pra me escutar. / 4. Vós somente sois o Santo, / o Altíssimo, o Senhor, / com Infeliz eu sou e pobre, / vem depressa me ajudar! / Teu o Espírito Divino, / de Deus Pai no esplendor! amigo eu sou, tu sabes, / só em ti vou confiar. 2. Compaixão de mim, Senhor! / Eu te chamo, noite e dia. / 5. ORAÇÃO Vem me dar força e coragem / e aumentar minha alegria. / S. Oremos: (pausa) Ó Deus, sois o amparo dos que em vós Eu te faço minha prece, / pois minh’alma em ti confia. esperam e, sem vosso auxílio, ninguém é forte, ninguém é 3. Tu és bom e compassivo / e, a quem pede, dás perdão. santo. Redobrai de amor para conosco, para que, conduzidos / Dá ouvido a meus pedidos: / meu lamento é oração. / por vós, usemos de tal modo os bens que passam, que Na hora amarga eu te procuro, / sei que não te chamo possamos abraçar os que não passam. P.N.S.J.C. em vão. T. Amém.
  • 2. Naquele tempo, Jesus foi para o outro lado do mar da Galiléia, LITURGIA DA PALAVRA também chamado de Tiberíades. Uma grande multidão o seguia, porque via os sinais que ele operava a favor dos doentes. Jesus subiu ao monte e sentou-se aí, com os seus discípulos. Estava A. Desde o Antigo Testamento, Deus alimenta próxima a Páscoa, a festa dos judeus. Levantando os olhos e o seu povo com o Pão da Vida e lhe assegura vendo que uma grande multidão estava vindo ao seu encontro, o sustento, que, na plenitude dos tempos, é o Jesus disse a Filipe: “Onde vamos comprar pão para que eles seu próprio Filho. Ouçamos com atenção! possam comer?” Disse isso para pô-lo à prova, pois ele mesmo sabia muito bem o que ia fazer. Filipe respondeu: “Nem duzentas moedas de prata bastariam para dar um pedaço de pão a cada 6. PRIMEIRA LEITURA (2Rs 4,42-44) um”. Um dos discípulos, André, o irmão de Simão Pedro, Leitura do Segundo Livro dos Reis. disse: “Está aqui um menino com cinco pães de cevada e dois Naqueles dias, veio também um homem de Baal-Salisa, peixes. Mas o que é isso para tanta gente?” Jesus disse: “Fazei trazendo em seu alforge para Eliseu, o homem de Deus, pães sentar as pessoas”. Havia muita relva naquele lugar, e lá se dos primeiros frutos da terra: eram vinte pães de cevada e trigo sentaram, aproximadamente, cinco mil homens. Jesus tomou novo. E Eliseu disse: “Dá ao povo para que coma”. Mas o seu os pães, deus graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, servo respondeu-lhe: “Como vou distribuir tão pouco para cem tanto quanto queriam. E fez o mesmo com os peixes. Quando pessoas?” Eliseu disse outra vez: “Dá ao povo para que coma; todos ficaram satisfeitos, Jesus disse aos discípulos: “Recolhei pois assim diz o Senhor: ‘Comerão e ainda sobrará’”. O homem os pedaços que sobraram, para que nada se perca!” Recolheram distribuiu e ainda sobrou, conforme a palavra do Senhor. os pedaços e encheram doze cestos com as sobras dos cinco Palavra do Senhor. pães, deixadas pelos que haviam comido. Vendo o sinal que T. Graças a Deus. Jesus tinha realizado, aqueles homens exclamavam: “Este é verdadeiramente o Profeta, aquele que deve vir ao mundo”. Mas, 7. SALMO RESPONSORIAL / SI 144 (145) quando notou que estavam querendo levá-lo para proclamá-lo Saciai os vossos filhos, ó Senhor! rei, Jesus retirou-se de novo, sozinho, para o monte. • Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, / e os vossos Palavra da Salvação. santos com louvores vos bendigam! / Narrem a glória e o T. Glória a vós, Senhor. esplendor do vosso reino / e saibam proclamar vosso poder! • Todos os olhos, ó Senhor, em vós esperam / e vós lhes 11. PROFISSÃO DE FÉ dais no tempo certo o alimento; / vós abris a vossa mão T. Creio em Deus Pai todo-poderoso, criador do céu e da prodigamente / e saciais todo ser vivo com fartura. terra. E em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, que foi concebido pelo poder do Espírito Santo; nasceu da • É justo o Senhor em seus caminhos, / é santo em toda Virgem Maria; padeceu sob Pôncio Pilatos, foi crucificado, obra que ele faz. / Ele está perto da pessoa que o invoca, morto e sepultado. Desceu à mansão dos mortos; ressuscitou / de todo aquele que o invoca lealmente. ao terceiro dia, subiu aos céus; está sentado à direita de 8. SEGUNDA LEITURA (Ef 4,1-6) Deus Pai todo-poderoso, donde há de vir a julgar os vivos e Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios. os mortos. Creio no Espírito Santo; na santa Igreja católica; Irmãos: Eu, prisioneiro no Senhor, vos exorto a caminhardes na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na de acordo com a vocação que recebestes: com toda a ressurreição da carne; na vida eterna. Amém. humildade e mansidão, suportai-vos uns aos outros com 12. PRECES DA COMUNIDADE paciência, no amor. Aplicai-vos a guardar a unidade do S. Irmãos e irmãs, elevemos com gratidão nossas preces espírito pelo vínculo da paz. Há um só Corpo e um só ao Pai, que sempre nos providencia o pão de cada dia e Espírito, como também é uma só a esperança à qual fostes as forças para a luta cotidiana. chamados. Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo, um só Deus e Pai de todos, que reina sobre todos, age por L. Senhor, olhai a vossa Igreja, para que assuma, cada vez mais, meio de todos e permanece em todos. a missão dos primeiros discípulos, nós vos pedimos: Palavra do Senhor. T. Saciai-nos, ó Pai, com o pão nosso de cada dia! T. Graças a Deus. L. Senhor, iluminai os governantes, para que se afastem da corrupção e promovam vida digna a todos, nós vos 9. ACLAMAÇÃO AO EVANGELHO pedimos: [Suplemento do Hinário ABC Litúrgico-Aclamações Ano B, p. 19] T. Saciai-nos, ó Pai, com o pão nosso de cada dia! Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia. (Bis) L. Senhor, saciai os que têm fome e sede de justiça, Um grande profeta surgiu entre nós e Deus visitou o seu fortalecei os desanimados e alegrai os tristes com o Pão povo sofrido; um grande profeta surgiu entre nós. Amém! da Vida, nós vos pedimos: Aleluia! Aleluia! Amém! T. Saciai-nos, ó Pai, com o pão nosso de cada dia! 10. EVANGELHO (Jo 6,1-15) L. Senhor, ajudai-nos a encontrar na Eucaristia a força para S. O Senhor esteja convosco. lutar pelos que não têm voz nem vez e multiplicai a partilha, para que a humanidade viva com mais alegria, T. Ele está no meio de nós. nós vos pedimos: S. Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João. T. Saciai-nos, ó Pai, com o pão nosso de cada dia! T. Glória a vós, Senhor. (Preces da comunidade)
  • 3. S. Senhor, saciai concretamente a humanidade que tem fome Jesus, tendo o pão em suas mãos, olhou para o céu e deu e sede e dai-nos sempre o pão da vida eterna. P.C.N.S. graças, partiu o pão e o entregou a seus discípulos, dizendo: T. Amém. TOMAI, TODOS, E COMEI: ISTO É O MEU CORPO, QUE SERÁ ENTREGUE POR VÓS. S. Do mesmo modo, no fim da ceia, tomou o cálice em LITURGIA EUCARÍSTICA suas mãos, deu graças novamente e o entregou a seus discípulos, dizendo: TOMAI, TODOS, E BEBEI: ESTE É O CÁLICE DO MEU SANGUE, A. Ao oferecer os dons, para que se tornem O SANGUE DA NOVA E ETERNA ALIANÇA, QUE SERÁ vida de Deus, agradeçamos por todo gesto DERRAMADO POR VÓS E POR TODOS, PARA REMISSÃO que multiplica os pães com os que têm fome. DOS PECADOS. FAZEI ISTO EM MEMÓRIA DE MIM. S. Tudo isto é mistério da fé! T. Toda vez que se come deste Pão, toda vez que se bebe 13. APRESENTAÇÃO DOS DONS deste Vinho, se recorda a paixão de Jesus Cristo e se fica esperando sua volta. 1. As mesmas mãos que plantaram a semente aqui estão; / S. Recordamos, ó Pai, neste momento, a paixão de Jesus, o mesmo pão que a mulher preparou aqui está; / o vinho nosso Senhor, sua ressurreição e ascensão; nós queremos novo que a uva sangrou jorrará no nosso altar! a vós oferecer este Pão que alimenta e que dá vida, este A liberdade haverá, a igualdade haverá / e nesta festa onde Vinho que nos salva e dá coragem. a gente é irmão / o Deus da vida se faz comunhão! (Bis) T. Recebei, ó Senhor, a nossa oferta! 2. Na flor do altar o sonho da paz mundial; / a luz acesa é S. E quando recebermos Pão e Vinho, o Corpo e Sangue fé que palpita hoje em nós; / do livro aberto o amor se dele oferecidos, o Espírito nos una num só corpo, para derrama total no nosso altar! sermos um só povo em seu amor. 3. Benditos sejam os frutos da terra de Deus; / benditos T. O Espírito nos una num só corpo! sejam o trabalho e a nossa união; / bendito seja Jesus, S. Protegei vossa Igreja, que caminha nas estradas do que conosco estará além do altar! mundo rumo ao céu, cada dia renovando a esperança de 14. ORAÇÃO SOBRE AS OFERENDAS chegar junto a vós, na vossa paz. S. Orai, irmãos e irmãs... T. Caminhamos na estrada de Jesus! T. Receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para a glória S. Dai ao Santo Padre, o papa Bento ser bem firme na fé, do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja. na caridade, e a Nelson, que é bispo desta Igreja, muita luz para guiar o seu rebanho. S. Acolhei, ó Pai, os dons que recebemos da vossa bondade e trazemos a este altar. Fazei que estes sagrados mistérios, T. Caminhamos na estrada de Jesus! pela força da vossa graça, nos santifiquem na vida presente S. Esperamos entrar na vida eterna com a Virgem, Mãe de e nos conduzam à eterna alegria. P.C.N.S. Deus e da Igreja, os apóstolos e todos os santos, que na T. Amém. vida souberam amar Cristo e seus irmãos. T. Esperamos entrar na vida eterna! 15. ORAÇÃO EUCARÍSTICA V S. A todos os que chamastes para outra vida, na vossa S. O Senhor esteja convosco. amizade, e aos marcados com o sinal da fé, abrindo vossos T. Ele está no meio de nós. braços, acolhei-os. Que vivam para sempre bem felizes no S. Corações ao alto. reino que para todos preparastes. T. O nosso coração está em Deus. T. A todos dai a luz que não se apaga! S. Demos graças ao Senhor, nosso Deus. S. E a nós, que agora estamos reunidos e somos povo santo T. É nosso dever e nossa salvação. e pecador, dai forças para construirmos juntos o vosso reino que também é nosso. S. É justo e nos faz todos ser mais santos louvar a vós, ó Pai, no mundo inteiro, de dia e de noite, agradecendo com Cristo, vosso S. Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a vós, Deus Pai todo- Filho, nosso irmão. É ele o sacerdote verdadeiro, que sempre se poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e oferece por nós todos, mandando que se faça a mesma coisa que toda a glória, agora e para sempre. fez naquela ceia derradeira. Por isso, aqui estamos bem unidos, T. Amém. louvando e agradecendo com alegria, juntando nossa voz à voz 16. RITO DA COMUNHÃO dos anjos e à voz dos santos todos, para cantar (dizer): S. Obedientes à palavra do Salvador e formados por seu T. Santo, Santo, Santo, Senhor, Deus do universo! O céu e a divino ensinamento, ousamos dizer: terra proclamam a vossa glória. Hosana nas alturas! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas! T. Pai nosso, que estais nos céus, / santificado seja o vosso nome; / venha a nós o vosso reino, / seja feita a vossa S. Senhor, vós, que sempre quisestes ficar muito perto de nós, vontade, / assim na terra como no céu; / o pão nosso de vivendo conosco no Cristo, falando conosco por ele, mandai cada dia nos dai hoje; / perdoai-nos as nossas ofensas, / vosso Espírito Santo, a fim de que as nossas ofertas se mudem assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido; / e no Corpo e no Sangue de nosso Senhor Jesus Cristo. não nos deixeis cair em tentação, / mas livrai-nos do mal. T. Mandai vosso Espírito Santo! S. Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa S. Na noite em que ia ser entregue, ceando com seus apóstolos, paz. Ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres
  • 4. do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador. RITOS FINAIS T. Vosso é o reino, o poder e a glória para sempre! S. Senhor Jesus Cristo, dissestes aos vossos Apóstolos: eu vos deixo A. Alegremo-nos, porque Jesus está conosco. a paz, eu vos dou a minha paz. Não olheis os nossos pecados, mas Ele se fez pão para nos alimentar. Com ele a fé que anima vossa Igreja; dai-lhe, segundo o vosso desejo, a paz produziremos muitos frutos, se nossa vida e a unidade. Vós, que sois Deus com o Pai e o Espírito Santo. se conformar à dEle como alimento para um T. Amém. mundo melhor. S. A paz do Senhor esteja sempre convosco. T. O amor de Cristo nos uniu. 19. BÊNÇÃO E DESPEDIDA S. Como filhos e filhas do Deus da paz, saudai-vos com 20. CANTO um gesto de comunhão fraterna. O Senhor é minha luz, / Ele é minha salvação, / que T. Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende poderei temer? / Deus, minha proteção. piedade de nós. / Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo, tende piedade de nós. / Cordeiro de Deus, que 1. O Senhor é minha luz, / Ele é minha salvação. / O que é tirais o pecado do mundo, dai-nos a paz. que eu vou temer? / Deus é minha proteção. / :Ele guarda S. Eu sou o Pão vivo, que desceu do céu. Se alguém comer minha vida, / eu não vou ter medo, não: (Bis) deste Pão, viverá eternamente! Eis o Cordeiro de Deus, que 2. Quando os maus vêm avançando, / procurando me tira o pecado do mundo. acuar, / desejando ver meu fim, / querendo me matar, / T. Senhor, eu não sou digno (a) de que entreis em minha :Inimigos opressores / que vão se liquidar. (Bis) morada, mas dizei uma palavra e serei salvo (a). 3. Se um exército se armar / contra mim, não temerei. / Meu coração está firme, / e firme ficarei. / :Se estourar A. A Eucaristia nos mostra que não é possível partilhar o uma batalha, / mesmo assim, confiarei!: (Bis) pão da vida eterna sem comprometer-se verdadeiramente com os deveres da solidariedade humana. Alimentemo-nos deste compromisso de vida: 17. CANTO DE COMUNHÃO Terra boa é aquele que ouviu / e a palavra de Deus praticou. / :A semente na terra caiu / e de terra tão boa brotou!: (Bis) DIA DOS AVÓS 1. Feliz quem anda com a verdade, / na lei de Deus, com Hoje, dia 26 de julho, comemora-se o Dia dos Avós. Esse integridade! / Feliz quem guarda seu mandamento / no dia foi escolhido para a comemoração porque é o dia de coração, no pensamento! Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus 2. Ah! Quem me dera que, em meu andar, / teus Cristo. (Memória omitida por ser domingo). mandamentos possa eu guardar; / se aos mandamentos Conta a história que, no século I a.C., Ana e seu marido, obedecer, / não vai o mal acontecer! Joaquim, viviam em Nazaré e não tinham filhos, mas 3. Quando tuas leis eu aprender, / vou te louvar e agradecer! sempre rezavam pedindo que o Senhor lhes enviasse uma / Eu vou guardar teu mandamento, / mas não me deixes criança. Apesar da idade avançada do casal, um anjo do no esquecimento. Senhor apareceu e comunicou que Ana estava grávida, 4. Os que as maldades sabem evitar / a estrada certa vão e eles tiveram a graça de ter uma menina abençoada a encontrar! / Senhor, tu deste os teus mandados, / para quem deram o nome de Maria. Santa Ana morreu quando que sejam sempre guardados! a menina tinha apenas 3 anos. Devido a sua história, Santa Ana é considerada a padroeira das mulheres grávidas e 18. ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO das que desejam ter filhos. Maria cresceu conhecendo e S. Oremos: (pausa) Recebemos, ó Deus, este sacramento, memorial amando a Deus e foi por Ele a escolhida para ser Mãe de permanente da paixão do vosso Filho. Fazei que o dom da vossa Seu Filho. São Joaquim e Santa Ana são os padroeiros dos inefável caridade possa servir à nossa salvação. P.C.N.S. avós. Que eles, de junto de Deus, intercedam por nós! T. Amém. LEITURAS DA SEMANA Semanário Litúrgico da Diocese de Santo André - Ano XXX Praça do Carmo, 36 - CEP 09010-020 - Santo André - SP 2ª feira: Ex 32,15-24.30-34; Sl 105(106); Mt 13,31-35. Redação: Equipe de Liturgia Diocesana 3ª feira: Ex 33,7-11; Sl 102(103); Mt 13,36-43. Cantos: Hinário ABC Litúrgico 2007/2008 4ª feira: 1Jo 4,7-16; Sl 33(34); Jo 11,19-27 ou Lc 10,38-42. Diagramação: Engenho Nacional 5ª feira: Ex 40,16-21.34-38; Sl 83(84); Mt 13,47-53. Jornalista responsável: Humberto Domingos Pastore MTB 13382 6ª feira: Lv 23,1.4-11.15-16.27.34b-37; Sl 80(81); Mt 13,54-58. Impressão: Forma Certa Editora Sábado: Lv 25,1.8-17; Sl 66(67); Mt 14,1-12. Tiragem: 80.100 exemplares 18º DTC: Ex 16,2-4.12-15; Sl 77(78); Ef 4,17.20-24; Jo 6,24-35. www.diocesesantoandre.org.br