Clipping 07 a 12 de setembro

1.108 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.108
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Clipping 07 a 12 de setembro

  1. 1. CLIPPING 2010 Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente de Piracicaba Clipping de Notícias Socioambientais 07 a 12 de setembro de 2010 Notícias que citam o COMDEMA: Página 22 Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  2. 2. CLIPPING 2010 Data: 07/08/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Página Verde - FISCAIS DA NATUREZA Dom Bosco Cidade Alta Crianças aprendem a reciclar e a cuidar da natureza O projeto Fiscais da Natureza foi desenvolvido no colégio Dom Bosco Cidade Alta desde o início do ano com 80 alunos do 1º ano do Ensino Fundamental. Como parte da proposta, as crianças recolheram em suas casas e depositaram na escola todo o tipo de tampas plásticas. Sexta-feira, o material foi entregue para uma empresa de reciclagem e o valor arrecadado será destinado à Pastoral da escola, que auxilia outras instituições na cidade. No ano passado, primeira vez que as tampas foram recolhidas, os alunos compraram 24 litros de leite, que também foram doados. "Nesse ano a quantidade é maior. O material será levado para a empresa, pesado e o dinheiro doado à pastoral", explicou a professora Adriana D'Abronzo Duarte. A representante da Indústria Alphaplas, Luciana Marconi, recebeu os produtos e explicou para as crianças o processo de reciclagem. "As tampas serão lavadas, picadas e encaminhadas para outra empresa que transformará o material em novos brinquedos, produtos de utilidades domésticas, artigos de decoração. São muitas as possibilidades", afirmou. O preço médio do quilo das tampas é de R$ 0,80. As crianças ficaram muito interessadas e também contaram para Luciana o que elas aprenderam. Parte das tampas que eles levaram para a escola foram utilizadas como jogos. "Essa foi uma forma de mostrar como os produtos que poderiam ir para o lixo podem ser reutilizados", disse a professora. Defensores do meio ambiente No projeto, segundo Adriana, as crianças aprenderam sobre importância do meio ambiente, a decomposição, compostagem e separação do lixo para reciclagem. Desenvolveram essa atividade no próprio pátio do colégio, após o intervalo. "Eles separavam os diferentes produtos que restavam do lanche dos alunos", disse. Os alunos se orgulham de serem Fiscais da Natureza. Isabel Maria Dias Bottene, 6, contou que entre as tarefas dos defensores do meio ambiente está cuidar bem das plantas. Outros alunos, como João Pedro Machado Godoy, Miguel Zaia, João Pedro Messias, Carolina (Carol) Messias, Gabrielle Bonato e Julia Ribeiro Deotto, revelaram outras ações que aprenderam para defender a natureza. Eles contaram que não jogam lixo no chão, não deixam a torneira aberta sem uso, apagam a luz quando saem do quarto e outras atitudes que servem de exemplo para todos os adultos. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  3. 3. CLIPPING 2010 Data: 07/08/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Mirante terá três aquários e lagos Obras vão receber 2.600 peixes, exóticos, da Amazônia e do rio Piracicaba Piracicaba terá mais um aquário municipal, que funcionará no Parque do Mirante. O anuncio foi feito pelo prefeito Barjas Negri, que autorizou a licitação do projeto, com investimento de cerca de R$ 780 mil. O Aquário Municipal tem objetivo de auxiliar na educação ambiental, além de se tornar novo um atrativo turístico. "O primeiro aquário municipal foi instalado no Museu da Água e conta com peixes do rio Piracicaba. Com este novo projeto, vamos complementar as atividades de educação ambiental. O local servirá para estudos e conscientização sobre a importância da preservação do rio", destacou o prefeito Barjas. O projeto contempla a construção de três aquários com 2.400 litros. Eles terão formato retangular, com 3m de comprimento, 1m de largura e 80cm de altura, decorados com rochas, plantas, troncos de aroeira e iluminação. Um deles contará com 17 espécies exóticas de peixes do mundo. O outro terá peixes pequenos da Amazônia e do mundo, contando com 23 espécies. O terceiro aquário trará 13 espécies de peixes pequenos do Rio Piracicaba. No total, serão cerca de 2.600 peixes. Além da instalação dos aquários, serão construídos três lagos ornamentais com aproximadamente 25 mil litros cada um. Eles foram projetados para receberem diferentes espécies e ecossistemas. Um dos lagos contará com os peixes gigantes do Brasil, como o pirarara, tucunaré, pintado, pacu, pirarucu, entre outros. No outro lago estarão representados os gigantes do rio Piracicaba, como o pintado, o dourado, o corimbatá, piramboias, contando com 98 peixes de 13 especies. Já o terceiro lago contará com 52 carpas, que darão um colorido especial ao cenário. No total, os três lagos comportarão cerca de 250 peixes. A concepção do projeto buscou ocupar toda a área de forma racional, buscando o conforto aos visitantes. Haverá a construção de três cachoeiras, quatro pontes que passarão por cima dos lagos artificiais e um deck. Os três aquários serão instalados na área central. O local contará ainda com um Café Cultural, que será um espaço comercial com entrada independente, podendo funcionar à revelia dos horários de funcionamento do Aquário Municipal. Também haverá área restrita a serviços de biologia, sanitários adaptados a deficientes e um salão convexo. Para o secretário de Defesa do Meio Ambiente, Rogério Vidal, a construção deste novo aquário terá grande importância. "Este é um investimento que vai complementar os trabalhos desenvolvidos no Núcleo de Educação Ambiental que funciona no Parque do Mirante. É uma oportunidade da população conhecer a riqueza da fauna que há em nossas águas. E isso colabora com a conscientização ambiental", disse. O presidente do Semae, Vlamir Augusto Schiavuzzo, salientou que o projeto já foi aprovado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba (Codepac) e seu prazo de execução, assim que licitada a obra e expedida a ordem de serviço, é de sete meses. "Além dos benefícios para a educação, o Aquário Municipal será mais um ponto turístico da cidade. É uma opção de entretenimento, educação e cultura que mostra a importância da água na manutenção da vida". Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  4. 4. CLIPPING 2010 Data: 07/08/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba A esperada chuva Pode chover ainda hoje Previsão de especialistas indica que a água tão esperada pelos piracicabanos deve, A boa notícia vem dos meteorologistas. Depois de 53 dias sem precipitação regular, capaz de limpar a secura do ar, abrandar a cor alaranjada dos campos, trazendo o verde às pastagens, parques e praças, e tornar o rio Piracicaba mais bonito, pode chover na cidade hoje (7). Falando nisso, ontem (6), vários piracicabanos entraram em contato com a Gazeta para lamentar a paisagem de poluição que vislumbraram, no manancial, nas proximidades da Ponte Pênsil até a rampa dos Pescadores. Focos de espuma branca se misturavam à água, que já é escassa e se confunde às pedras do leito. Para se ter uma ideia da reação das pessoas, houve quem se emocionasse muito ao perceberam a espuma (veja mais nesta página). De acordo com o meteorologista Marcelo Pinheiro, do Instituto Climatempo, a chuva, que pode melhorar esse estágio de poluição, deve vir acompanhada de queda brusca na temperatura. Se ontem a máxima foi de 26 graus centígrados, a previsão, para o feriado da Independência, é de 20 graus. Frio, bom para se agasalhar e para tomar bebidas mais quentes, curtindo um programa típico de inverno. As madrugadas tornam-se mais gélidas. A umidade relativa do ar, que semana passada atingiu o ápice de 12%, num clima típico de deserto, estava ontem em 42% e tem tudo para atingir a plenitude hoje. Para médicos consultados pela Gazeta, uma boa oportunidade para se livrar de problemas respiratórios. A chuva, de acordo com o meteorologista, pode começar já pela manhã, prosseguindo à tarde, com intensidade de fraca a moderada. São esperados 23 milímetros para todo o dia. O vento deve acompanhar a frente fria que chega e fura o bloqueio de quase um mês sem água. Segundo o Climatempo, a velocidade do vento deve oscilar entre 45 quilômetros e 50 quilômetros por hora (veja mais nessa página). É o retorno das pancadas em áreas que não viam chuva há muito tempo. NA PISTA. A preocupação, com a chuva, é com o trânsito nas estradas. A água prejudica a visibilidade e deixa as pistas escorregadias. Os motoristas devem redobrar a atenção, especialmente àqueles que têm de voltar a Piracicaba ao final do dia, para recomeçar a rotina após o feriadão. A mensagem de ordem é cuidado nas pistas. O meteorologista Marcelo Pinheiro ressalta que a frente fria que deve chegar hoje a Piracicaba avançou muito rápido, da Região Sul à Sudeste, num período inferior a 24 horas. O tempo deve voltar a ficar mais seco só a partir de quinta-feira. Nada parecido com o que os piracicabanos viveram nos últimos dias, quando a secura tomou conta de tudo e de todos. A chuva dá um tempo. Vale lembrar, no entanto, que o inverno, apesar de a Primavera estar a caminho, ainda não acabou. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  5. 5. CLIPPING 2010 A agonia de um gigante entre pedras Por volta das 9 horas de ontem, quem estava nas proximidades da Ponte Pênsi levou um grande susto. Flocos de espuma branca desprendiam-se da água que vinha do Salto e se espalhavam pelo manancial, num cenário de preocupação e até tensão. As perguntas que piracicabanos e turistas se faziam eram: 'o que está acontecendo' e por quê'?, essa questão, justamente numa alusão ao rio das pedras que se transformou o Piracicaba no período mais forte da estiagem de inverno. Ao lado das duas filhas, Letícia Sousa Santos, estudante, 18 anos; de Laís Sousa de Castro, 11; da irmã, a costureira Lucineide Amaro de Sousa, e do irmão, Antônio Elias Amaro de Sousa, esses, moradores da cidade de Diadema, no Grande ABC, a dona de casa piracicabana, Lucileide Amaro de Sousa, se emocionou. "Faz 10 minutos que estou aqui e já senti um forte cheiro de esgoto. Que pena ver espuma branca, poluição num rio tão lindo", lamenta Lucileide. Com máquinas fotográficas e celulares com câmeras nas mãos, a família da dona de casa e tantas outras pessoas perceberam que a segunda-feira não amanheceu como elas queriam. 'O rio está tão baixo e as pessoas não se intimidam em contaminar algo que é nosso. O rio está, para os piracicabanos, como um membro da família. Não podemos ver esse tipo de crime ocorrer e não fazer nada', desabafa Josélis Moura, 42, comerciária, que foi à Ponte, localizada à avenida Beira-Rio, ver a situação do maior símbolo da cidade. O casal Jefferson Moraes Paiva, eletricista; e a encarregada de produção, Fernanda José; de Capivari (SP), visitou o Piracicaba, ontem, pela primeira vez. Logo que chegaram, foram surpreendidos pelo forte odor. "O rio é maravilhoso, mas o cheiro incomoda", disse Fernanda. A vazão registrada ontem foi 32 metros cúbicos de água por segundo, conforme o secretário-executivo da Defesa Civil, Carlos alberto Razzano. A baixa vazão facilitou a visualizaçãod a espuma. Durante todo o dia, a Gazeta procurou respostas às perguntas dos piracicabanos. Afinal, qual a origem da espuma branca que descia o manancia e 'morria' na rampa dos Pescadores? Em contato com a assessoria de Comunicação do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae), a informação oficial dava conta de que nenhum suposto acidente, ou nada havia sido despejado no rio. Informações extra-oficiais dando conta de que as reformas na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Piracicamirim poderiam ter, hipoteticamente, prejudicado o rio, foram veementemente refutadas. Na agência da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), não houve expediente ontem. A Gazeta foi orientada a telefonar para o prefixo 0800 da Companhia. O atendente, de nome Flávio, disse que seria designado um técnico que estava em sistema de plantão. Foi aberto um chamado, no início da tarde, cujo protocolo recebeu o número 11483. No entanto, a informação era de que, por conta do feriado, o registro da ocorrência seria feito amanhã (8), com um intervalo de uma semana até a verificação oficial. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  6. 6. CLIPPING 2010 Data: 07/08/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  7. 7. CLIPPING 2010 Data: 07/08/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  8. 8. CLIPPING 2010 Data: 07/08/2010 Veículo: Tribuna de Piracicaba Cidades Mirante vai ganhar Aquário Municipal Projeto contempla a construção de três aquários de 2.400 litros com cerca de 2.600 peixes O Parque do Mirante vai ganhar um Aquário Municipal. É o segundo equipamento do gênero instalado na cidade. O anuncio foi feito pelo prefeito Barjas Negri, que autorizou a licitação do projeto, com investimento de R$ 780 mil. O Aquário Municipal tem objetivo de auxiliar na educação ambiental, além de se tornar um novo atrativo turístico. O primeiro aquário municipal foi instalado no Museu da Água e possui peixes do rio Piracicaba. Com este novo projeto vamos complementar as atividades de educação ambiental. O local servirá para estudos e conscientização sobre a importância da preservação do rio”, destacou o prefeito. O projeto contempla a construção de três aquários com 2.400 litros. Eles terão formato retangular, com 3 metros de comprimento, 1 metro de largura e 80 centímetros de altura, decorados com rochas, plantas, troncos de aroeira e iluminação. Um deles contará com 17 espécies exóticas de peixes do mundo todo. O outro terá peixes pequenos da Amazônia e do resto do mundo, contando com 23 espécies. O terceiro aquário trará 13 espécies de peixes pequenos do Rio Piracicaba. No total, serão cerca de 2.600 peixes. Além da instalação dos aquários, serão construídos três lagos ornamentais com cerca de 25 mil litros cada um. Eles foram projetados para receber diferentes espécies e ecossistemas. Um dos lagos contará com os peixes gigantes do Brasil, como o pirarara, tucunaré, pintado, pacu, pirarucu, entre outros. No outro lago estarão representados os gigantes do rio Piracicaba, como o pintado, o dourado, o corimbatá, piramboias, contando com 98 peixes de 13 espécies. Já o terceiro lago contará com 52 carpas, que darão um colorido especial ao cenário. No total, os três lagos comportarão cerca de 250 peixes. Haverá ainda a construção de três cachoeiras, quatro pontes que passarão por cima dos lagos artificiais e um deck. Os três aquários serão instalados na área central. O local contará ainda com um Café Cultural, espaço comercial com entrada independente, podendo funcionar à revelia dos horários de funcionamento do Aquário Municipal. Também haverá área restrita a serviços de biologia, sanitários adaptados e um salão convexo. Para o secretário de Defesa do Meio Ambiente, Rogério Vidal, a construção do Aquário Municipal terá grande importância. “Este é um investimento que vai complementar os trabalhos desenvolvidos no Núcleo de Educação Ambiental que funciona no Parque do Mirante. É uma oportunidade da população conhecer a riqueza da fauna que há em nossas águas. E isso colabora com a conscientização ambiental”, disse. O presidente do Semae, Vlamir Augusto Schiavuzzo, salientou que o projeto já foi aprovado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Piracicaba (Codepac) e seu prazo de execução, assim que licitada a obra e expedida a ordem de serviço, é de sete meses. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  9. 9. CLIPPING 2010 Data: 07/08/2010 Veículo: Tribuna de Piracicaba Cidades Com aumento da umidade, queimada volta a ser liberada Elevação da umidade relativa do ar permite que o setor canavieiro utilize o método Queimada da cana foi liberada novamente nesta segunda feira, entre as 20 horas e 6h30 Devido à baixa umidade relativa do ar, o corte de cana na região de Piracicaba ficou dez dias parados durante esta safra. Apesar do prejuízo a fornecedores e usinas, o setor reconhece o problema ambiental e procura se adaptar à realidade. “Ter que interromper o trabalho atrapalha, mas temos que reconhecer também que nunca tivemos um veranico tão longo como este e tão seco”, disse José Coral, presidente da Cooperativa dos Plantadores de Cana (Coplacana). As interrupções, que são determinadas pela Secretaria do Meio Ambiente, foram fragmentadas ao longo do período, sempre que a umidade relativa caiu para 20%, como determina a legislação, por ser considerado ponto crítico, a partir do qual a saúde pública entra em estado de alerta. Com a queda da temperatura e a melhora da umidade neste final de semana, que chegou a 49%, a queimada foi liberada novamente nesta segunda feira, entre as 20 horas e 6h30. Durante o dia a queimada continua proibida. De acordo com José Rodolfo Penatti, do departamento técnico agronômico da Associação dos Fornecedores de Cana de Piracicaba (Afocapi), todos os dias, por volta das 18 horas, a secretaria do estado publica em seu site um boletim sobre a umidade do ar, que deve ser acompanhada por todos os produtores de cana que ainda usam a técnica da queimada. Porque os pedidos para queimar também são monitorados pela pasta e devem ser feitos no mínimo com 96 horas de antecedência, caso no dia previsto para a atividade a umidade esteja crítica, é necessário um novo pedido para valer no próximo período, assim que o clima melhorar. Sem a queimada, a produtividade da cana colhida manualmente cai pela metade. No entanto, na macro-região, onde são cultivados 100 mil hectares de cana, 60% são colhidas mecanicamente e os outros 40% ainda exigem a queimada, pois o trabalho é manual. A previsão é que a safra deste ano encerre perto do dia 15 de novembro. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  10. 10. CLIPPING 2010 Data: 08/08/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Polícia Ambiental Sede própria para a PM - Corporação vai sair do Engenho Central e ocupar um prédio dentro do Parque Natural Após mais de 20 anos instalada no Engenho Central de Piracicaba, sob sistema de uso da área pública, a Polícia Militar Ambiental vai ganhar uma sede própria, no Parque Natural de Santa Terezinha. A obra de recuperação de um imóvel antigo começou há duas semanas, de acordo com o sargento Domingos Reginaldo Bertuolo, comandante da base local, e a previsão é que em 90 dias esteja pronta para a inauguração. O novo prédio, segundo ele, tem 180 metros quadrados de área construída e vai proporcionar maior conforto aos policiais. No atual, eles dividem espaço dentro de um prédio com menos de 90 metros quadrados e, dependendo da sala, não cabem mais de duas mesas. Para se ter ideia, as equipes de plantão e pessoal da Administração ocupam a mesma sala. "Com uma sede maior teremos condições de atender melhor ao público e também alojar nossos policiais com mais conforto. A PM Ambiental de Piracicaba, de acordo com o sargento Bertuolo, possui três barcos e presta assistência a oito municípios (Mombuca, Rio das Pedras, Saltinho, Piracicaba, Águas de São Pedro, Charqueada, São Pedro e Santa Maria da Serra). É uma unidade que trabalha 24 horas, percorrendo 90 quilômetros de rios e ainda atende a cidade com operações e combate ao crime ambiental. As denúncias devem ser feitas ao telefone (19) 3421-6827. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  11. 11. CLIPPING 2010 Data: 08/08/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Enfim, a chuva A fase das águas Alívio. Agora, entidades vão traçar metas de combate a possíveis enchentes a partir de outubro Foi confirmada, ontem (7), à Gazeta, a realização de um encontro geral entre os líderes de todas as entidades e instituições sediadas em Piracicaba, que cuidam da segurança e da integridade física da população, na primeira semana de outubro. Dividindo a mesma mesa, estarão representantes da Defesa Civil, Polícia Militar, Guarda Civil, Corpo de Bombeiros, e das Secretarias Municipais de Defesa do Meio Ambiente (Sedema) e de Obras (Semob), entre outros órgãos. Data e horário não foram fechados. No entanto, a pauta está definida. A reunião delineará estratégias que serão seguidas no chamado período das águas, que tem início, pra valer, mês que vem. Serão montadas as equipes que atuarão forte até o término da fase das águas, num combate a possíveis enchentes, bem como ao atendimento às pessoas que residem ou trabalham próximos a pontos críticos, onde os pontos de alagamento são mais comuns. De acordo com o secretário-executivo da Defesa Civil, Carlos Alberto Razzano, essa é a principal grande meta da instituição, depois da forte estiagem que atingiu em cheio Piracicaba e região. Foram 53 dias de seca, período quebrado ontem, exatamente no feriado da Independência. Finalmente, a chuva deu o ar da graça, aliviando a secura, dando, até, uma nova paisagem ao rio Piracicaba, o maior símbolo local. A água foi tão benéfica que dissipou até a espuma que tanto surpreendeu piracicabanos e turistas que foram contemplar o manancial, anteontem (6) cedo, na Ponte Pênsil. A poluição foi embora e o lamento deu lugar à satisfação. A vazão subiu pouco, de 32 metros cúbicos de água porsegundo, anteontem, para 35 metros cúbicos de água por segundo, ontem à tarde. No entanto, segundo Razzano, o fato de a água ter sido absorvida pela terra e aumentado a umidade relativa do ar, fizeram toda a diferença. DETALHES. Na cidade, a chuva começou às 8h20 e terminou uma hora depois. À tarde, aconteceu outra pancada. As temperaturas despencaram. Do forte calor de dias atrás, ontem as pessoas não conseguiram sair às ruas sem usar agasalhos, guarda-chuvas ou sombrinhas. Por volta das 15 horas, o sol voltou. Minutos depois, a paisagem nublada, mais 'carrancuda', voltou. Não houve chamados de vias alagadas, árvores caídas (o vento acompanhou a chuva) ou de outras ocorrências similares. 13,6 milímetros de chuva O meteorologista Marcelo Pinheiro, do Instituto Climatempo, que havia adiantado à Gazeta que a chuva voltaria ontem, observou que foram 13,6 milímetros de água registrados das 8 horas às 15 horas. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  12. 12. CLIPPING 2010 “Um volume considerável, muito bom. Não tínhamos a constatação de chuvas na cidade desde julho”, contou. Do drástico índice de 12% medido semana passada, num clima de deserto do Saara, a umidade relativa do ar pulou para 80%, ontem. Os piracicabanos que estavam com problemas respiratórios sentiram um tremendo alívio. Passaram a respirar mais tranquilamente. Para os próximos dias, segundo Marcelo Pinheiro, a expectativa de parada um pouco nas chuvas. A temperatura em declínio, porém, continua. Hoje (8), por exemplo, a previsão confirmada pelo meteorologista é de garoa na madrugada e aberturas de sol, em Piracicaba, no período da tarde. A nebulosidade permanece. A temperatura mínima será de 12 graus (medida pela manhã) e a máxima não deverá passar de 21 graus centígrados (às 15 horas). A frente fria que está ‘estacionada’ sobre Piracicaba começa a se afastar amanhã (9) da cidade. Até sábado (11), a previsão é de sol forte e tempo firme, com a umidade relativa do ar menor. Menor, entretanto, mas não de uma forma tão aguda quanto à sentida nos últimos dias. Com o sol, a temperatura volta a subir, mas não deverá fazer tanto calor. O tempo permanecerá ameno. NÚMERO - 80% foi o índice de umidade relativa do ar, medido ontem Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  13. 13. CLIPPING 2010 Data: 08/09/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  14. 14. CLIPPING 2010 Data: 08/09/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  15. 15. CLIPPING 2010 Data: 09/09/2010 Veículo: Câmara de Vereadores de Piracicaba VEREADOR PAIVA COBRA ESCLARECIMENTOS SOBRE FALTA DE ÁGUA NO ALGODOAL Requerimento (347/10) de autoria do vereador José Antonio Fernandes Paiva (PT), aprovado na reunião ordinária da última quinta-feira (2), solicita informações do Executivo sobre a constante falta de água no Bairro Algodoal. O problema afeta diversas localidades, principalmente na Rua Emílio Bertozzi. O vereador Paiva informa que esteve no local e pôde constatar "in loco" a veracidade da solicitação e a real necessidade dos requerentes, onde se encontra instalada, desde 2001, a empresa Elepira, que vem sofrendo há anos com problemas de falta de água. A escassez de água vem causando vários transtornos aos moradores deste bairro, prejudicando a rotina das empresas, escolas e da unidade básica de saúde. Em 22/02 do corrente ano foi elaborado a Indicação nº 239/10, que foi respondida pelo Semae, "que os motivos eram alheios ao Semae". Porém, um funcionário do Semae esteve no bairro, principalmente na empresa Elepira. Devido a permanência do problema, fez avaliação e detectou que havia necessidade de troca do encanamento da rua que é de ferro e está todo comprometido pela ferrugem, mas até a presente data nada foi feito. Acontece que o Semae realizou obras de melhorias na tubulação de abastecimento e parou 30 metros antes de chegar no nº 121 da Rua Emilio Bertozzi. A empresa providenciou um encanador que efetuou a troca de todas as válvulas hidra, que o funcionário do Semae havia detectado vazamento, mas o problema continuou. O vereador Paiva tamém considera que dobrou a quantidade de caixas d´água, por ser acusado o problema da falta de pressão da água para encher a caixa, mas não resolveu. A empresa tem 40 funcionários, clientes e fornecedores que ficam desassistidos diante da situação. Os funcionários são liberados durante o expediente para irem até suas residências usar o banheiro e depois voltam. Eles são obrigados a emprestar baldes de água dos vizinhos para efetuar a descarga nos banheiros. No requerimento, o vereador Paiva solicita que o Executivo, através do órgão competente, tomas as devidas providências para sanar os problemas com falta de água no Bairro Algodoal. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  16. 16. CLIPPING 2010 Data: 09/09/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Lixo é descartado irregularmente Sujeira foi deixada bem próxima a duas nascentes, no distrito de Tupi Devastação de área verde, muito lixo acumulado e até areia de fundição jogada perto de duas nascentes da região do distrito de Tupi, em Piracicaba. Por ser um local de difícil acesso - em meio à área rural - os caminhões circulam pelos dois locais o dia todo fazendo o descarte de entulhos. Entre o material existente nos dois pontos, e que foi constatado pela Gazeta na tarde da última segunda-feira (6), em uma nascente do bairro Ouro Preto, e que desemboca no córrego Tijuco Preto, tinha restos de jardinagem, material de construção, areia de fundição, entre outros lixos. Uma verdadeira degradação ao meio ambiente. Na hora em que a Gazeta chegou, acompanhada de José Carlos Souza Magazine, estudante de Direito da Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep) e técnico em Saneamento Ambiental, que acionou a reportagem, flagrou um caminhão que estava estacionado no local e que pertence à uma empresa que possui caçamba, instalada no Cecap. Mais tarde, um dos proprietários informou que o caminhão só estava ali porque o motorista tinha ido comprar areia de um sitiante. Porém, moradores das proximidades afirmaram que a mesma empresa chega a fazer 15 ou mais viagens num único dia, para despejar entulho na área invadida. Também informaram que a situação existe há dois anos e o problema foi denunciado às autoridades, sem solução. MAIS GRAVE. No bairro Santa Izabel, a quantidade de entulho que foi jogada desceu por um barranco de mais de 15 metros, devastando toda a vegetação. No local é possível ver sofás, banco de veículo, borra de pneus, plásticos utilizados por borracharias para conserto de pneus, e até um colchão. “Vou dar queixa no Ministério Público, porque o crime está ocorrendo diante da comunidade que se vê acuada em denunciar, temendo represálias. Não posso ser conivente com isso, que vai trazer consequências futuras para nossos filhos e netos. Como cidadão estou fazendo minha parte”, declarou Souza. RESPOSTA. A Gazeta entrou em contato com a empresa, que não quis ter o nome divulgado, e um dos proprietários negou que esteja fazendo o descarte ilegal, mesmo com afirmação da comunidade. Informou, inclusive, que despeja as caçambas numa área permitida e paga pelo serviço. O comandante da Base da Polícia Militar Ambiental de Piracicaba, sargento Domingos Reginaldo Bertulo, disse que nenhuma denúncia chegou ao seu conhecimento nos últimos tempos. Ele declarou que deve ir ao terreno, para verificar o descarte ilegal dos entulhos. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  17. 17. CLIPPING 2010 Data: 09/09/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  18. 18. CLIPPING 2010 Data: 09/09/2010 Veículo: Tribuna de Piracicaba Cidades Apesar da chuva, seca ainda persiste Normalização da umidade deve acontecer apenas em outubro, diz especialista do setor de Agrometeorologia da Esalq Desde julho, o Rio Piracicaba sofre com a estiagem, que só deverá terminar a partir da segunda quinzena deste mês Com a chuva da terça-feira, 7, foi interrompido o ciclo de seca que completava dois meses. Apesar de ter melhorado a qualidade do ar, caíram apenas 13 milímetros de água e a previsão é que a estiagem se mantenha pelo menos até a próxima terça-feira, 14. De acordo com Paulo Sentelhas, professor do setor de Agrometeorologia da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), o período é mesmo de baixa umidade, com volume de chuva inexpressivo para a recarga dos mananciais e recuperação da umidade do solo, que permanecem em situação crítica. “Mas estamos dentro da normalidade”, disse ele. Segundo o professor, no ano passado só choveu um pouco mais por causa do El Niño, que costuma trazer chuva para a região. Mas, tanto em 1963 como em 1988, por exemplo, ocorreu a mesma variabilidade climática deste ano, com dois meses sem chuva, depois chove um pouco. Mesmo assim, a seca se estendeu até a entrada da Primavera. “Em 63 ficamos praticamente seis meses sem chuva. Porque no período caíram apenas 10 milímetros”, observou. Sentelhas disse que setembro é para ser mais chuvoso. “É quando inicia o ciclo das chuvas”. No entanto, o restabelecimento da umidade, com chuvas freqüentes, se dá a partir de outubro. É quando toda a cabeceira, onde se encontram os rios que formam o Piracicaba, começa a recuperar a vazão, refletindo no espetáculo natural do período, com o rio atingindo a capacidade máxima de água. A chuva de anteontem foi resultado de uma frente fria que estava localizada na costa leste da região, sobre o Oceano Atlântico. E que foi suficiente para provocar a chuva, que se abateu sobre a capital e boa parte do interior do estado de São Paulo. O maior impacto na cidade foi prejudicar o desfile de Sete de Setembro e afastar a população do evento. Por causa da chuva, poucos alunos foram à rua e houve desfile oficial para cumprir com a obrigação. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  19. 19. CLIPPING 2010 Data: 10/09/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Lixo reciclável tem coleta paralisada População pode levar o material para os pontos de coletas dos supermercados Diversos bairros da cidade ficaram ontem sem o serviço de coleta seletiva de materiais recicláveis. A interrupção ocorreu nos bairros Castelinho, Paulista, Vila Independência, Areião, Vila Rezende e Jardim Primavera. A quebra do único caminhão utilizado pelos recicladores no trabalho foi o motivo da paralisação temporária. De acordo com a Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), o serviço deverá ser normalizado nesses lugares na próxima quinta-feira (16). Cerca de quatro mil quilos de materiais recicláveis deixaram de ser recolhidos em apenas um dia de coleta. Uma opção para as pessoas que não quiserem guardar o lixo reciclável até a próxima quinta-feira, é entregá-lo em um dos pontos de coleta d acidade. Há postos localizados nos seguintes supermercados: Carrefour (Jupiá), Walmart (Paulicéia), Coop (Morumbi), Pão de Açúcar (Bairro Alto) e Extra (Centro). Entre os materiais recicláveis estão plásticos, metais, papéis e vidros. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  20. 20. CLIPPING 2010 Data: 10/09/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Capitão propõe o Plano Diretor Rural Vereador candidato a deputado federal esteve em visita à Gazeta, ontem (9), à tarde Oficial da reserva do Exército, administrador de empresas, ex-professor universitário, vereador e na luta para dirimir questões de grande complexidade, que mexem, negativamente, com a vida dos piracicabanos. É dessa forma que Capitão Gomes (PP) se apresenta aos eleitores que irão às urnas em 3 de outubro. Na verdade, Capitão corrige. O parlamentar observa que sempre manteve a postura de firmeza diante de temas mais relevantes. Em visita à Gazeta, ontem (9), o pepista propõe que seja discutida, de forma corajosa, a formatação do Plano Diretor Rural. Eleito deputado federal, Capitão salienta que a ideia será expandida para todo o Brasil. O objetivo é dar um basta ao que o vereador e candidato denomina de descaso, especialmente aos pequenos fornecedores. Os canavieiros, segundo Capitão, que não têm tantas posses, deixam de queimar a palha da cana, mas os grandes seguem adiante com a prática. “Sou frontalmente contra a queimada, mas acredito que se alguns queimam a cana, e outros, não, algo está muito errado. Ou todos fazem o mesmo ou ninguém faz nada. De qualquer forma, o que está em jogo é a saúde da população. Cuidando, prevenindo, fiscalizando, garantindo Saúde, o governo pode, até, ter reduzidos em muito os gastos com recursos para esta área. Se for pra ser omisso, melhor nem ser candidato. Não há nada pior que deixar de fazer, de não trabalhar”, observa. O trabalho contra a queimada de cana, a missão em favor da Saúde, do fim das sacolas plásticas, entre tantas outras práticas, é o mote da campanha e da vida política de Capitão Gomes. “Luto por tudo isso porque quero ver minha cidade e um País bem melhor”, conta. A fidelidade partidária é outra característica de Capitão. São 15 anos no PP, 13 deles na presidência da legenda, em Piracicaba. FACULDADE. Militar que é, ou seja, conhecedor do assunto, Capitão tem propostas para a segurança pública. “Em primeiro lugar, os policiais têm de ser melhor remunerados, trabalhar com armamento decente, munição moderna e viaturas em ótimo estado. Além de conter a ação dos bandidos com igualdade de condições, isto é, estrutura capaz de enfrentá-los, há de se atuar na base. As crianças têm de praticar esportes, ter oportunidades de lazer, ser bem-alimentadas e, até, politizadas desde cedo. Crescendo desta forma, as chances de migrarem para outro caminho são raras. Estaremos formando cidadãos”, diz. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  21. 21. CLIPPING 2010 Data: 10/09/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  22. 22. CLIPPING 2010 Data: 10/09/2010 Veículo: Tribuna de Piracicaba Cidades Adiada a votação da “Lei da Arborização” Proposta cria penas alternativas em cortes irregulares de árvores. Para Sodemap, “projeto cria forma de ‘comprar’ direito de cometer crime ambiental”. Uma emenda do vereador José Antonio Fernandes Paiva (PT) forçou a retirada do Projeto de Lei Complementar 013/10 da pauta da Câmara Municipal, ontem à noite. A proposta altera a Lei Complementar 251/10 e dispõe sobre a redução do valor de multas oriundas do corte irregular de árvores no município. De acordo com a ideia do Executivo, autor do PLC, se aprovada essa lei, será possível reduzir em até 90% o valor das multas aplicadas sobre podas ilegais. Na justificativa, o prefeito Barjas Negri avalia que o intuito é deixar a lei “mais educativa, e menos punitiva”. Dentro da proposta, o cidadão assinaria um Termo de Compromisso com a Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Sedema), “visando cessar e corrigir o dano ambiental causado, observada as exigências impostas pela Sedema”, como aponta o projeto de lei complementar. No entanto, o vereador Paiva acrescenta que o termo de compromisso deverá ser avaliado e deferido pelo Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Comdema). Com a emenda do vereador, o PLC 13/10 foi retirado da pauta e deve voltar à apreciação do plenário após pareceres das comissões. O texto do PLC 13/10 também especifica todo o procedimento burocrático que o requerente deverá passar para ter sua pena trocada por outras atividades, como plantio de árvores. A proposta, porém, está sendo rechaçada por representantes de entidade ambientais. Membros da Sociedade de Defesa do Meio Ambiente de Piracicaba (Sodemap) entendem que a proposta “cria uma forma de ‘comprar’ o direito de cometer o crime ambiental”. A avaliação é que as penas alternativas são mais baratas que as multas convencionais, o que viabilizaria o crime. Mais agressivo, o vereador Paiva destaca em seu Boletim Informativo, distribuído semanalmente via internet, que “o prefeito quer ‘quebrar o galho’ de agressores da natureza”. No texto, o petista destaca que o assunto deve ser visto junto às entidades ambientais, como a Sodemap, Comdema (Comissão Municipal de Defesa do Meio Ambiente) e Florespi. Além da emenda, Paiva também fez requerimento em que pede informações a respeito da previsão da Prefeitura Municipal em torno da renúncia fiscal com o desenvolvimento de penas alternativas para cortes ilegais de árvores. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  23. 23. CLIPPING 2010 Data: 11/09/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Terceiro setor discute atuação Encontro de hoje, às 9 horas, na Sociedade Espanhola, deve reunir 20 representantes Associações, fundações, ONGs (Organizações Não-Governamentais) e outras instituições que compõem o terceiro setor, têm um encontro hoje, das 9 às 12 horas, na Sociedade Espanhola de Piracicaba. Este será o 2º Diálogos do Terceiro Setor de Piracicaba, que tem como proposta apresentar os trabalhos das participantes e discutir sobre a integração do setor aos espaços colegiados (conselhos e comitês municipais, Conselho da Cidade, Agenda 21, Coletivo Educador, entre outros). Outra finalidade, é discutir sobre a possibilidade de articulação de recursos entre as instituições. A ideia é encontrar maneiras de beneficiá-las em questões como infraestrutura, transporte, materiais, recursos humanos e financeiros. Rafael Jó Girão, da diretoria da Florespi e representante do terceiro setor no Conselho da Cidade, informou que a expectativa é pela participação de 20 instituições neste segundo encontro. “Notamos que o terceiro setor não tem muita representação nos conselhos municipais em geral”, disse. Segundo ele, os conselhos estão fragilizados passando por reestruturações e é preciso que o terceiro setor se articule para conseguir melhorar sua atuação e fortalecer-se. O encontro é aberto a toda a sociedade civil. SERVIÇO. 2° encontro Diálogos do Terceiro Setor de Piracicaba. Hoje, das 9 às 12 horas, na Sociedade Espanhola, que fica à rua Prudente de Moraes, 1.292, entre as ruas Santa Cruz e São João. Entrada gratuita. Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  24. 24. CLIPPING 2010 Data: 11/09/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  25. 25. CLIPPING 2010 Data: 11/09/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  26. 26. CLIPPING 2010 Data: 11/09/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  27. 27. CLIPPING 2010 Data: 12/09/2010 Veículo: Gazeta de Piracicaba Campanha de pets Envolver a comunidade - Com apoio dos alunos, Prefeitura de São Pedro vai arrecadar garrafas para criar enfeites natalinos Pensando na decoração de Natal de alguns pontos turísticos da cidade, a Prefeitura de São Pedro, por meio das secretarias de Turismo, Educação e Meio Ambiente, iniciou durante esse mês a campanha de arrecadação de garrafas pet. Com apoio dos educadores e alunos das redes municipal, estadual e particular, a propostas é coletar o maior número possível de material reciclado para confeccionar enfeites natalinos. Como exemplo, somente nos primeiros dias da campanha, crianças do Cemei (Centro Municipal de Ensino Infantil) Dra. Halina Bulba Baldon, trouxeram cerca de 250 unidades de garrafas de várias cores. Conforme o secretário de Turismo, Peterson Cássio da Silva, dependendo da quantidade de material arrecadado, a cidade ganhará uma árvore de Natal de aproximadamente 15 metros de altura, que será colocada na entrada principal da cidade, próxima ao marco da bandeira. "Tudo vai depender da colaboração dos alunos e munícipes. A produção da árvore contará com uma ação conjunta das equipes de Turismo, Educação e Obras", informou Silva. Para participar da campanha, basta levar as garrafas plásticas, limpas e com tampas, em qualquer unidade de ensino municipal. Ainda segundo o secretário, é provável que a ação conte com a participação da Acisp (Associação Comercial e Industrial de São Pedro). "Estamos em contato com Associação, por meio do presidente Flávio Castelar, para firmar parceria em relação à decoração de ruas e pontos turísticos". A partir dessa semana, a cada 15 dias, uma equipe de funcionários da secretaria de Meio Ambiente deverá passar em cada escola para recolher as garrafas. "Também vamos promover um trabalho de conscientização sobre a importância da reciclagem". PARTICIPAÇÃO. Em menos de uma semana do lançamento da campanha, os alunos da CEMEI Dra. Halina Bulba Baldon mostraram que realmente são crianças conscientes e participativas nas ações da rede municipal. Com uma garrafa em cada mão, Maycon Douglas Lemes de Oliveira Silva e a colega Gabriela Perez Alves - ambos de 3 anos - não escondiam os sorrisos de satisfação por terem atendido ao pedido feito por meio de um bilhete. "A tia pediu garrafa. Olha aqui a minha", disse o menino que está no maternal II. Mesmo entender o real destino do material, Gabriela também entregou algumas unidades para professora. "É pra brincar", comentou. De acordo com a diretora da unidade, Ana Paula Mandarino Parilla, até o final da campanha, a escola deverá arrecadar cerca de 1.000 garrafas pets. "Temos pais bastante participativos. Qualquer tipo de campanha e evento sempre contamos com o apoio da maioria das famílias", destacou Ana Paula, que atende cerca de 200 crianças de 4 meses a 5 anos. FRASE - "Temos pais bastante participativos. Qualquer tipo de campanha e evento sempre contamos com o apoio da maioria das famílias" Ana Paula Mandarino Parilla Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br
  28. 28. CLIPPING 2010 Data: 12/09/2010 Veículo: Jornal de Piracicaba Para saber mais, consulte: http://gazetadepiracicaba.cosmo.uol.com.br; http://www.tribunatp.com.br; www.jornaldepiracicaba.com.br

×