Boletim do Meio Ambiente
                 Feliz 2010 !

                   N°: 6/Ano: 5.
                  Janeiro/2010
EDITORIAL
   O Boletim do Meio Ambiente é fruto de um trabalho
    realizado por alunos e professores do IFRJ Campus
  Mar...
NESTA EDIÇÃO VOCÊ VAI ECONTRAR:

   Agenda Copenhague: Saiba o que rolou de mais importante em
   cada um dos dias da Conf...
Revista Ciências & Idéias
                        ISSN: 2176-1477

Você sabia que o Instituto Federal de Educação, Ciência...
Lixo e luxos do réveillon.
Na noite do réveillon, desce à praia quantidades entre os dois e os três milhões de
pessoas. Ho...
A boa das férias !!!

A sustentabilidade não é induzida pontualmente, ela deve sensibilizar vários setores da sociedade. E...
As duas caras da reciclagem


         A política dos três R (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) ensina técnicas para enfrent...
Um novo ano está começando! É hora de planejar e organizar suas metas, pois com ele
                    iniciam-se as jorn...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal inteiro

672 visualizações

Publicada em

quarta edição !!

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal inteiro

  1. 1. Boletim do Meio Ambiente Feliz 2010 ! N°: 6/Ano: 5. Janeiro/2010
  2. 2. EDITORIAL O Boletim do Meio Ambiente é fruto de um trabalho realizado por alunos e professores do IFRJ Campus Maracanã. Convidamos nossos leitores a realizar uma rediscussão do conceito meio ambiente dominante em nossa cultura, onde prevalece , prioritariamente, a necessidade de se preservar o potencial da natureza na produção de recursos e de serviços ambientais, assim como o estudo de sua desorganização como a poluição ou a extinção de espécies negando desta forma um conceito amplo onde o ser humano sua história e cultura são fundamentais em todo o processo. Se você tem vontade contribuir com sugestões, textos, criticas, ou qualquer novidade nosso boletim está aberto a elas. Sua colaboração é fundamental para que este boletim torne-se frutífero em sua caminhada. vocenojornal@gmail.com Redação: Bruna Almeida MAM 241; Mariana Luz GAM 221. Edição: Roseantony Bouhid e Nina Pelliccione .
  3. 3. NESTA EDIÇÃO VOCÊ VAI ECONTRAR: Agenda Copenhague: Saiba o que rolou de mais importante em cada um dos dias da Conferência mais esperada de 2009. Reciclagem: Será que ela basta para salvar o planeta? Feliz 2010: Saiba o que acontece com a montanha de lixo gerado pelas festas de final de ano. E muito mais... “O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer” Albert Einstein
  4. 4. Revista Ciências & Idéias ISSN: 2176-1477 Você sabia que o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro possui uma revista científica vinculada ao Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ensino de Ciências que tem como finalidade a publicação de trabalhos que apresentem contribuições originais, teóricas ou empíricas, relacionadas ao Ensino de Ciências ? Pois ela existe sim e serão aceitos para publicação textos científicos produzidos em português ou em espanhol, ambos com resumo em inglês. O texto deverá ser revisado por um profissional habilitado antes de ser submetido à revista. A revisão do texto é de exclusiva responsabilidade do autor. Caso seja identificado problema de escrita no texto submetido, o Comitê Editorial se reserva o direito de indicar um revisor de língua português ou estrangeira, com custos arcados pelos autores. Para maiores informações acesse: www.ifrj.edu.br/revista/index.php/revistacienciaseideias
  5. 5. Lixo e luxos do réveillon. Na noite do réveillon, desce à praia quantidades entre os dois e os três milhões de pessoas. Hotéis, navios e governo organizam um festival de fogo-de-artifício que dura aproximadamente meia-hora. Cariocas e turistas festejam a chegada do novo ano na praia. Quer saber o resultado desta festança? No dia primeiro de janeiro, não se consegue andar nas ruas de Copacabana por conta do lixo gerado na madrugada antecedente. Na maioria das praias do Rio de Janeiro são encontradas espalhadas pela orla inúmeras garrafas de vidro, e lixo...muito lixo, apesar da proibição das autoridades. Na região de Copacabana é notável o mercado de “caça de perdidos”, muitas pessoas fazem questão de acordar cedo, por necessidade, ou até mesmo virar a noite para poderem recolher dinheiro, jóias, bijuterias e perdidos nas praias. O Réveillon de Copacabana movimenta imensidões de dinheiro que favorecem desde o governo, empresariado através de impostos até os catadores que acabam lucrando com nossas latinhas e esquecimento. Peças são esquecidas, as mesmas são provavelmente encontradas. Quais são suas resoluções de ano novo? Uma matricula na academia; o começo de uma dieta; ganhar mais dinheiro... será que dentre elas caberia seu comprometimento com a questão ambiental?
  6. 6. A boa das férias !!! A sustentabilidade não é induzida pontualmente, ela deve sensibilizar vários setores da sociedade. E durante esse período de férias é necessário ressaltar a inter-relação que existe entre turismo e meio ambiente para registrar que devemos deixar a “praia” limpa durante o ano todo. Foi pensando nos impactos do contato com natureza, destruição da vegetação nativa comprometendo a qualidade de vida da população ao logo do processo de urbanização das áreas litorâneas da cidade do Rio de Janeiro, que o Centro de Referência em Educação Ambiental do Parque Natural Municipal de Marapendi, localizado em uma das mais importantes Áreas de Proteção Ambiental do município do Rio de Janeiro, passou a realizar diversos trabalhos na área: visitas monitoradas pelas trilhas do Parque, oficinas de reaproveitamento, projetos de educação ambiental com as escolas e a comunidade da região, palestras e cursos direcionados à estudantes e educadores ambientais. Conta ainda com um Centro de Informações, biblioteca, exposições, sala de artes, sala de vídeo, sala de aula, auditório e eco loja. Promovendo a educação ambiental, instrumento essencial para a preservação, e favorecendo a participação da população para a melhoria da qualidade ambiental, o CEA Marapendi representa mais uma possibilidade de ampliação e consolidação educativas desenvolvidas pela SMAC, e também uma opção cultural e de lazer para toda à população. Vale a pena conhecer!!! Parque Natural Municipal de Marapendi Endereço: Av. Alfredo Baltazar da Silveira, s/nº - Recreio dos Bandeirantes Horário: Ter-Dom, 8- 17h Tel.: (21) 2497-7088
  7. 7. As duas caras da reciclagem A política dos três R (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) ensina técnicas para enfrentar a questão dos resíduos com a coleta seletiva, inspiração da maioria dos programas de educação ambiental que se bastam em reciclar para beneficiar o meio ambiente. Na maioria das vezes, a escolha da reciclagem como método de gestão ambiental para a melhoria da qualidade ambiental, se justifica por diminuir a quantidade de resíduos que precisam de disposição final. Essa perspectiva é mais simbólica do que concreta porque na prática todo produto reciclado serve para sustentar o ciclo de produção incentivando, por uma armadilha, o consumismo autorizado. No senso comum, a prática de “reciclar”, é feita sem a reflexão sobre os valores culturais e os modelos de produção e consumo por isso, reciclar é uma das alternativas para resolver o problema do lixo. São essas considerações que devem ser enfatizadas, pois, pode-se mesmo confeccionar 100 sofás de PET para cada habitante de uma localidade que ainda assim o problema do lixo não se resolverá. Aliado a idéia de reciclagem no Brasil, está associada à coleta seletiva. Esses termos aparecem integrados e se confundem. Juntos eles desconstroem o verdadeiro conceito de cada um. Dessa forma, eles são propagados sem que sejam compreendidos corretamente pela sociedade. Há quem entenda a coleta seletiva como a separação de produtos assim como há quem entenda a coleta seletiva como a própria reciclagem. A partir da definição correta desses termos, entende-se que reciclagem é um procedimento utilizado pela indústria para o reaproveitamento de matéria prima para a produção de novos produtos, e que a coleta seletiva é uma separação na origem, local onde o resíduo é gerado, para alimentar um sistema mais complexo, a reciclagem. Fica evidente que a informação, é parte importante na indústria da reciclagem ao possibilitar a compreensão desses termos por todos aqueles que prestam serviços em cada uma das suas etapas. Aos catadores, que realizam de forma mais organizada a coleta seletiva bem como a segregação primária do lixo (nos lixões, na porta das casas e prédios...). Os catadores realizam esse trabalho como forma de subsistência, sem conhecer ou mesmo pensar na questão ambiental. Então esses catadores individuais ou organizados em cooperativas repassam os materiais então segregados ás empresas que os utilizam como matéria prima da reciclagem obtendo o maior retorno financeiro de todo o processo. Apoiar esses profissionais, que na maior parte dos casos não possuem direitos legais, suprindo as suas necessidades básicas, é essencial, pois o processo de reciclagem funciona de acordo com a lei da oferta e da procura, os próprios catadores autônomos ao percorrem as ruas, procuram por produtos que tenham maior valor no mercado. Assim, se a oferta de materiais aumentar, o preço pago pelas empresas compradoras irá cair, o que irá aumentar a miséria dos catadores. Discutir a parte técnica da questão do lixo, controlar os processos de coleta e comercializar os produtos, não é o suficiente, o lixo deve ser visto como uma questão de ordem sócio-cultural, e para isso basta dar uma olhada na quantidade de lixo encontrado nas ruas e nas praias da nossa cidade e avaliar a cultura do consumismo e questão de cada indivíduo pelos problemas coletivos. Não que toda sujeira espalhada seja culpa só da população. Mas a sensibilização da coletividade é uma proposta para a defesa da qualidade do meio ambiente.
  8. 8. Um novo ano está começando! É hora de planejar e organizar suas metas, pois com ele iniciam-se as jornadas de congressos para 2010. II SEMINÁRIO IBERO-AMERICANO CIÊNCIA-TECNOLOGIA-SOCIEDADE NO ENSINO DAS CIÊNCIAS “Um dos objetivos do evento é a discussão, reflexão e proposição de posicionamentos frente ao contexto da crise global com vistas à construção de propostas de educação científica para uma nova ordem social e econômica com uma perspectiva planetária.” Data: 19 a 21 de julho de 2010 Data para submissão de trabalhos: até 25 de janeiro de 2010. Local : Campus Universitário Darcy Ribeiro - Asa Norte Brasília – DF 3º SIMPÓSIO NACIONAL SOBRE BIOCOMBUSTÍVEIS “A Associação Brasileira de Química realizará o 3º Simpósio Nacional sobre Biocombustível visando difundir as tecnologias existentes e as inovadoras, com a finalidade de melhorar a capacitação dos profissionais. Pretende-se com este grande e importante encontro unificar todos os trabalhos que estão sendo realizados nesta área. O Simpósio contará com ilustres profissionais na área de Biocombustíveis, assim como serão apresentados trabalhos científicos.” Data: 8 e 9 de Abril de 2010 Data para submissão de trabalhos: até 28 de fevereiro de 2010 Local: Centro de Convenções da FIRJAN - Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro – Rio de Janeiro -RJ 3º SIMPÓSIO DE SEGURANÇA ALIMENTAR “O objetivo do evento é promover o debate de temas atuais e, porque não dizer, polêmicos, ligados à Segurança Alimentar, tendo o cuidado de oferecer sempre distintas visões, não com o intuito de fomentar confrontos, mas de oferecer oportunidades de conhecer o "outro lado" de uma mesma moeda, para juntos construirmos um entendimento mútuo sobre esta questão tão relevante para o desenvolvimento da nação.” Data: 31 de maio a 02 de junho de 2010 Data para submissão de trabalhos: 16 de janeiro de 2010 Local: Centro de Convenções do Hotel Praiatur – Florianópolis – SC O INTERCORR – O MAIOR EVENTO INTERNACIONAL DE CORROSÃO QUE ACONTECE NO BRASIL! Data: 24 a 28 de maio de 2010 Data para submissão de trabalhos: 15 de janeiro de 2010 Local: Centro de Convenções do Hotel Praia Centro - Fortaleza – CE “O INTERCORR é o maior evento internacional de corrosão que ocorre no Brasil, que reúne a comunidade técnica e científica de universidades, institutos de pesquisas, empresas e profissionais da área de corrosão, proporcionando um maior intercâmbio de conhecimentos e experiências, além de gerar excelente oportunidade para novos negócios por meio da divulgação de produtos e serviços.”

×