Indicadores Estaduais de Transparência

241 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
241
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Indicadores Estaduais de Transparência

  1. 1. Indicadores de Transparência Estadual Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Iniciativa e Coordenação Geral: Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social Parceria: Pacto Global - ONU Apoio: Siemens Integrity Initiative Metodologia: Kairós Consultoria
  2. 2. A Copa pode ser... Copa 2014 Saúde Segurança Mobilidade Urbana Esporte Emprego e Renda ...
  3. 3. O será a Copa no Brasil? E em Recife? Melhoria da Infraestrutura Urbana Construção de uma política esportiva eficiente Novos espaços esportivos Conhecimento e experiência Transparência , Controle Social e Integridade ...
  4. 4. Oportunidades Desafios Corrupção Incompatibilidade de prioridades com a população Ausência de Diálogos, Construção de Barreiras ao Controle Social, Pseudo- Transparência Desapropriações e Ausência de Políticas Habitacionais Construção de Elefantes brancos Exclusão setores sociais durante o evento Questões trabalhistas Um imenso conjunto de investimentos nas cidades em diversas áreas Construção de novos equipamentos esportivos nas cidades Política de Habitação com foco nos Direitos Humanos Requalificação de Hospitais, da Segurança Pública, da Iluminação, etc. Possibilidade de um novo conceito de Mobilidade Urbana nas cidades – Sustentável, voltada para as pessoas Consolidação da Transparência e do Controle Social como necessidades transversais, de responsabilidade mútua. Aprendizagem e Fortalecimento da Sociedade Civil e da Democracia
  5. 5. Jogos Limpos – Estratégias de atuação 1. Acordos Setoriais 2. Indicadores de Transparência 3. Pacto pela Transparência 4. Ferramentas de Controle Social 5. Mobilização
  6. 6. Indicadores de Transparência – Objetivos 1. Avaliar a disponibilidade e a organização das informações considerados adequados para garantir a transparência; 2. Avaliar a existência e o funcionamento dos canais de informação e dos mecanismos de participação; 3. Criar referências de padrões e práticas de transparência para promover o aperfeiçoamento da gestão pública.
  7. 7. Indicadores de Transparência – Inovação • Qual o diferencial dessa nova ferramenta?  Permite a medição da transparência da administração pública de uma forma prática  Traduz em indicadores os pilares fundamentais de um governo transparente  Analisamos os investimentos para Copa de 2014 • Qual a utilidade dessa nova ferramenta?  Cidadãos e organizações podem aplicá-la  Governos podem usá-la como referência para suas ações de transparência.
  8. 8. RECIFE
  9. 9. Indicadores de Transparência Municipal • Em novembro de 2012, lançamos os indicadores municipais e o Distrito Federal • Os resultado apresentados foram ruins. 10 dos governos tiveram nível muito baixo de transparência, e só duas cidades foram classificados com nível médio. • Depois da divulgação, 6 cidades e o Distrito Federal já estão trabalhando junto com o Ethos para implementar melhorias nos seus sistemas de transparência.
  10. 10. PERNAMBUCO
  11. 11. Indicadores de Transparência Estaduais – Aplicação Cidade-sede Ofício protocolado Retorno Tempo de resposta Amazonas 26/fev Não Respondeu Bahia 01/fev 08/mar 35 Ceará 12/fev Não Respondeu Mato Grosso 27/fev 16/mai 78 Minas Gerais 22/fev 22/abr 59 Paraná 04/fev 05/mar 29 Pernambuco 31/jan 13/mai 102 Rio de Janeiro 01/fev 07/mar 34 Rio Grande do Norte 14/fev Não Respondeu Rio Grande do Sul30/jan Não Respondeu São Paulo 31/jan 22/mar 50 • Período de coleta de informações: 30 de janeiro a 10 de junho; • Envio de ofícios aos governo estaduais solicitando informações sobre os indicadores
  12. 12. Metodologia dos Indicadores Estaduais • 90 indicadores distribuídos em:  Conteúdo – 48  Canais de informação – 30  Mecanismos de participação – 12 • Aplicação nas cidades-sede, no contexto Copa do Mundo • A avaliação da transparência é feita com base em 4 questões:  Os canais de informação existem?  Funcionam bem?  Fornecem todas as informações exigíveis?  Permitem a participação social?
  13. 13. Avaliação do conteúdo 48 indicadores  Avaliação da disponibilidade e da organização das informações necessárias para a transparência  Exemplos:  Contém a matriz de responsabilidades da Copa?  Contém nome, cargo e contato dos responsáveis?  Contém os editais de licitação completos?  Contém a execução orçamentária geral?  Nota final: % dos indicadores de conteúdo disponibilizado nos canais de transparência
  14. 14. Avaliação dos canais de informação 30 indicadores  Avaliação da existência e da qualidade de funcionamento dos canais 1. Portal de transparência – 21 indicadores (peso 7) Exemplos:  Possui ferramenta de pesquisa de conteúdo?  Permite download da base de dados?  Tem acessibilidade para pessoas com deficiência?
  15. 15. Avaliação dos canais de informaçãoAvaliação dos canais de informação 2. Sala de transparência – 5 indicadores (peso 2,5) Exemplos:  Existe espaço físico de atendimento de informação sobre a Copa?  Dispõe de computador? 3. Telefone – 4 indicadores (peso 0,5) Exemplos:  Existe um telefone para atendimento ao cidadão sobre solicitação de informações?  O telefone é gratuito?
  16. 16. Avaliação da Participação 12 indicadores  Avaliam de existência e qualidade de funcionamento dos mecanismos de participação 1. Audiência Pública – 3 indicadores (peso 5)  Foi realizada pelo menos uma audiência pública para cada obra da Copa?  As atas e documentos foram publicados? 2. Ouvidoria – 9 indicadores (peso 5)  Define prazo para retorno à reclamação?  Tem atendimento presencial?
  17. 17. Indicadores Estaduais – Resultados Estado-sede Nota Classificação Amazonas 16,21 Muito Baixo Bahia 47,77 Médio Ceará 65,22 Alto Mato Grosso 30,81 Baixo Minas Gerais 56,20 Médio Paraná 42,15 Médio Pernambuco 63,38 Alto Rio de Janeiro 30,33 Baixo Rio Grande do Norte 15,74 Muito Baixo Rio Grande do Sul 32,62 Baixo São Paulo 24,52 Baixo
  18. 18. Aplicação dos indicadores – Resultados Geral Informação Participação Amazonas 16,20 14,92 27,78 Bahia 49,23 44,20 94,44 Ceará 65,22 68,14 38,89 Minas Gerais 56,20 57,51 44,44 Mato Grosso 30,82 28,68 50,00 Pernambuco 63,37 65,02 48,61 Paraná 42,15 41,28 50,00 Rio de Janeiro 30,33 33,09 5,56 Rio Grande do Norte 15,74 17,48 0,00 Rio Grande do Sul 32,62 36,25 0,00 São Paulo 24,52 25,39 16,67
  19. 19. Aplicação dos indicadores – Resultados Conteúdo Site Outros Canais Amazonas 10,64 26,32 8,33 Bahia 39,44 45,76 58,33 Ceará 60,64 73,68 83,33 Minas Gerais 44,68 78,95 62,50 Mato Grosso 47,87 24,55 0,00 Pernambuco 63,21 68,75 62,50 Paraná 31,85 71,05 12,50 Rio de Janeiro 27,43 35,59 50,00 Rio Grande do Norte 13,83 31,58 0,00 Rio Grande do Sul 25,53 61,01 29,17 São Paulo 10,64 50,84 83,33
  20. 20. Aplicação dos indicadores – Resultados Audiências Públicas Ouvidoria Amazonas 0,00 55,56 Bahia 100,00 88,89 Ceará 0,00 77,78 Minas Gerais 0,00 88,89 Mato Grosso 33,33 66,67 Pernambuco 8,33 88,89 Paraná 0,00 100,00 Rio de Janeiro 11,11 0,00 Rio Grande do Norte 0,00 0,00 Rio Grande do Sul 0,00 0,00 São Paulo 0,00 33,33
  21. 21. Pontos de destaque - positivos •Bahia e Pernambuco criaram identificadores das obras no orçamento. • Secopa de Pernambuco possui uma navegação intuitiva e concentra todos os investimentos para a Copa em um página.
  22. 22. Pontos de destaque - negativos •Nenhum Estado divulga o valor da renúncia fiscal concedida por conta da Copa. Sem essa informação é impossível chegar ao valor total do investimento público.
  23. 23. Pontos de destaque - negativos •População diretamente atingida pelas obras da : •nenhum Estado apresentou a agenda de reuniões com essa parcela da população, •nenhum declarou possuir canal de comunicação com esses cidadãos, •nenhum publicou Relatórios de Impacto Social das obras •Somente Pernambuco publicou a lista de desapropriações
  24. 24. Estado de Referência Se um governo estadual reunisse as melhores práticas de cada um dos outros governos, qual seria a sua nota? Esse é o exercício do Estado de Referência A nota seria 89,92 – classificação de transparência nível Muito Alto Mostra que as soluções para muitas deficiências podem ser encontradas em outras administrações públicas
  25. 25. Estado de Referência Rio Grande do Norte Amazonas São Paulo Rio de Janeiro Mato Grosso Rio Grande do Sul Paraná Bahia Minas Gerais Pernambuco Ceará Estado de Referência 0 10 20 30 40 50 60 70 80 90 100

×