Smarter cities new york apresentação reduzida

1.001 visualizações

Publicada em

EVENTO: IBM Smarter Cities, em Nova York (Estados Unidos)

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Smarter cities new york apresentação reduzida

  1. 1. 1 SmarterCities New York Outubro 1-2, 2009 Relatório Executivo do Evento A IBM desenvolveu uma visão sobre a transformação do nosso planeta em um “planeta mais inteligente” (smart Planet) a partir do contexto de que o futuro de nosso planeta depende de nossas cidades. Em 2050, é nessas cidades que irá viver 70% da população da Terra, que passará de 3,3 bilhões de pessoas hoje para a alarmante cifra de 6,4 bilhões. Devemos fazer esta transformação cidade por cidade . Para examinar como estão se transformando as cidades progressistas para fazer frente às novas realidades do século XXI, convidou a PBH a estar presente nos dias 1 e 2 de outubro na cidade de Nova York no fórum SmarterCities da IBM. O fórum teve com objetivo explorar como as cidades estão modernizando seus sistemas e infra-estruturas para incentivar o desenvolvimento econômico, impulsionar a inovação, se transformar para conseguir uma vantagem competitiva e satisfazer as demandas de uma cidadania mais comprometida e inteligente. O programa, foi organizado em forma de debates em pequenos grupos com líderes das cidades que criaram e implementaram novas soluções para que suas cidades sejam mais inteligentes A seguir apresento um breve relato sobre as atividades desenvolvidas e as percepções colhidas nos 2 dias do evento. A agenda do evento , o currículo dos palestrantes e os vídeos das apresentações estão disponíveis em: http://www.ibm.com/ibm/ideasfromibm/us/smartplanet/cities/index3.shtml A lista de presentes esta em anexo. Estiveram participando as seguintes pessoas da América Latina : Brasil: Prefeitura de Belo Horizonte – João Bosco Fernandes Júnior – Diretor de Sistemas da Prodabel Argentina: Prefeitura de Buenos Aires - Horacio Rodriguez Larreta – Chefe de Gabinete de Ministros Chile: Prefeitura de Peñalolen – Cláudio Orrego – Prefeito Colômbia: Prefeitura de Medelin – Juan David Valderrama Lopez – Séc. Privado Prefeito Uruguai: Prefeitura de Montevideo – Jose Clastornik – Diretor Executivo AGESIC México: Governo Federal – Armando Ortega – Ministro de Saúde Prefeitura de Guadalajara – Aristóteles Sandoval – Prefeito Eleito - Alfonso Fonseca – Coordenador de Inovação IBM: Rogério Oliveira – Presidente América Latina Alejandro Zarich – Diretor de Marketing América Latina Hugo Santana – Diretor Geral para o México Quinta, October 1, 2009 O evento iniciou as 10:30 com uma reunião para os participantes da América Latina no Council of the Américas . Cada participante falou um pouco sobre sua região/cidade. Houve uma breve apresentação feita pelo Sr. Garrick Utley – presidente do Levin Institue onde se discutiu sobre as iniciativas de Nova York para manter os cidadãos residindo na cidade com o alto desemprego causado pela crise (queda de 35% nas receitas da cidade) . Falou-se sobre o programa de treinamento voltado para desempregados do setor financeiro e o incentivo para abertura de novos negócios (este foi um ponto depois tratado pelo Séc. de Desenvolvimento de NY que falou sobre o programa NYC Business Express ). Tive a oportunidade de falar sobre o Projeto BH Metas e Resultados com o Prefeito de Guadalajara e o mesmo se mostrou bastante interessado em conhecer. Foi entregue ao mesmo um CD sobre o Programa. A Prefeitura de Guadalajara também tem interesse em conhecer mais sobre nosso acordo com o Google .
  2. 2. 2 Session I: A Planet of SmarterCities Nesta sessão o principal foco foi na discussão com o prefeito de Nova York – Michael Blomberg. Alguns pontos relevantes por ele apresentados : - 311 – serviços de atendimento ao cidadão : 4.000 serviços online 18.000.000 de chamadas ano 31 tipos de alvarás on-line Assistência em 180 línguas Acompanhamento dos casos pelo TWITER (em testes) - GPS em todos os táxis para controle de despachos e fluxo de veículos - não quer dados e sim informações - portal personalizado para cada cidadão – MY NYC Dashboard - NYC – a business friendly city – programa para PMEs - em 3 anos todos os documentos digitalizados - esta centralizando as operações de TI em um único data-center - Redes de dados terceirizada – mudanças de tecnologia são de responsabilidade do fornecedor - utiliza o serviço ZUMBOX (a paperless mail) para comunicação com o cidadão - o governante tem que ter visa e liderança e o governo deve ser transparente e empreendedor Em seguida houve um debate com a IBM e Verizon onde se discutiu sobre as responsabilidades e expectativas do setor privado . Ficou claro que as PPPs ainda não estão consolidadas mas são o caminho viável e que se espera que o governo crie padrões , regras e regulamentos e principalmente force o cumprimento dos mesmos por todos. Session II: A Vision for SmarterCities A sessão se dividiu em duas partes : - a primeira parte focou na importância da liderança política . Um ponto importante aqui foi a iniciativa do governo da Geórgia que copiando a iniciativa privada criou o conceito e recrutou no mercado um COO - em seguida houve um debate sobre a saúde onde o debate se concentrou nas mudanças propostas pelo presidente Obama e a visão holística e visionária apresentada pela Mayo Clinic onde se coloca a saúde do paciente no centro do debate e se postula que a economia em atendimentos pontuais pode trazer benefícios no curto prazo mas é mais custosa no médio/longo prazos. Sexta, October 2, 2009 Session III: What it Takes to Build a Smarter City A sessão se dividiu em duas partes : - a primeira parte a IBM apresentou as 5 etapas para se construir uma Cidade Inteligente : 1 – Desenvolver uma Estratégia 2 – Investir com uma visão de longo prazo 3 – Integrar as iniciativas e os sistemas 4 – Otimizar os serviços e operações 5 – Descobrir novas oportunidades e iniciar o ciclo novamente - em seguida a ABB apresentou o conceito de SAMRT Grid para energia, o que não se aplica as prefeituras no Brasil. The SmarterCities Leadership Series (Breakout Sessions) A sessão se dividiu em 5 temas : I. Smarter Education II. Smarter Healthcare III. Smarter Energy & Utilities IV. Smarter Transportation V. Smarter Public Safety VI. Smarter Government Services  Roy Buol, Mayor, City of Dubuque  Don Edwards, Assistant Agency Director, Alameda County Social Services Agency  Robert Lieber, Deputy Mayor for Economic Development, New York City  James Lientz, Chief Operating Officer, State of Georgia  Patrick McCrory, Mayor, City of Charlotte
  3. 3. 3 A opção pelo tema VI – Smater Governement Services me pareceu mais interessante. Alguns pontos relevantes apresentados : - Roy Buol – Dubuque – um líder em sustentabilidade - como a cidade de Dubuque se transformou mantendo uma política e estratégia de qualidade de vida baseada nos conceitos de sustentabilidade. Implantou um sistema de orçamento participativo em 2005 - Don Edwards – Alameda – um líder em modernização de serviços sociais – apresentou o caso de integração de sistemas e DW para a modernização dos serviços sociais da região metropolitana de Alameda (19 municípios e 1,6 milhões de habitantes ) - Robert Lieber – NYC – um líder em construir uma diversidade econômica – falou sobre o conceito de tratar os cidadãos como clientes de serviços públicos com métricas e qualidade. Voltou a falar na importância do 311 on-line e do NYC Business Express para facilitar a vida do empreendedor. O primeiro caso implantado foi para restaurantes (20.000 em NY e peso significativo na economia local). A fiscalizações são realizadas 1 dia após solicitadas. - James Lientz (COO da Geórgia) – um líder em melhoria da prestação de serviços através da colaboração – também falou da importância de prestar bons serviços aos cidadãos e ter métricas para prestar contas da qualidade. Traçar políticas de colaboração entre as agencias para garantir que o cidadão receba o serviço completo através de um único ponto de contato, garantindo : gerenciamento eficiente de recursos, prestação de serviços integradas e serviços projetados para o cidadão. - Patrick McCrory – Charlotte – um líder em visão sobre infra-estrutura urbana - como a cidade de Charlotte se transformou a partir da quebra de paradigma sobre o transporte publico baseado em metros e trens. Session IV: Culture in the Smarter City Se tratou de como a questão cultural se insere no contexto das cidades inteligentes .Alguns pontos relevantes apresentados : - o esporte como agente de mudanças e o papel das ligas e empresas privadas para viabilizar (alias tema recorrente de que sem o apoio privado o estado não os recursos necessários para faze-lo) - a criação de empregos na área cultural é mais barata que em outros setores - a concentração de artistas em áreas antes consideradas degradadas ajudou na recuperação das mesmas - o estado deve atuar para traçar políticas que permitam que a arte seja diversa e alcance todos os cidadãos. Session V: Seizing the Opportunity O ponto central da discussão foi em torno de liderança dos governantes e sobre os riscos que cada um deve tomar para construir sua visão de futuro. Em alguns casos isto pode significar impopularidade no inicio , mas a persistência e a concretização dos objetivos traçados revertem o quadro. Session VI: The Leadership Challenge O principal foco foi na discussão do papel do governo sobre a tecnologia. O CTO da Casa Branca reforçou que o principal deve ser a criação de padrões. Se o governo conseguir definir e manter os padrões já seria uma grande vitória e um passo para um uso mais racional da tecnologia. Conclusões O evento foi de extrema valia e permitiu ter uma visão sobre como diversas cidades estão endereçando seus problemas. É importante ressaltar que de forma geral, vemos presentes nas iniciativas em cursos do BH Metas e Resultados projetos que estão bastante alinhados com as iniciativas consideradas bem sucedidas nas cidades que apresentaram seus casos, como nos temas de modernidade e prosperidade.

×