Linha do tempo das grandes religiões

8.807 visualizações

Publicada em

Alguns aspectos das grandes religiões

Linha do tempo das grandes religiões

  1. 1. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO RIO GRANDE DO SUL - SEEnsino religioso Ensino religioso XIII ENCONTRO ESTADUAL DE COORDENADORES (AS) DE ENSINO RELIGIOSO DAS CRE Prof. Me. Pedro Francisco de Moraes E-mail:pedrofranciscodemoraes@live.com blog: http://pedromoraesfilosofia.blogspot.com
  2. 2. DEFINIÇÃO DE RELIGIÃO Deve-se dizer, também, que entre os primitivos, nãoexiste um termo explicito para designar o que os civilizadoschamam de religião. Praticam-na. E suas práticas e seus ritosfazem jus a que sejam identificados pela mesma palavra pornós empregada para tais atos: expressão de uma relação comalgo superior e transcendente, vale dizer religião.
  3. 3. Verdade é que, no século dezenove, houve afirmações de que, porexemplo, os Fueguinhos, na Terra do Fogo, não tinham religião alguma.Tal asserto, porém, não passou de rotundo e crasso erro.Por quê? Pelo fato de a permanência entre eles, por parte de quem osobservara, não ter sido suficientemente longa, para detectar o fenômenoreligião, e pelo fato de não lhes haver sido conhecida a língua. São doisos fatores de importância para o estudo de qualquer aspecto cultural,mormente da religião.A relação do homem com o transcendente, seja qual for a maneira desua manifestação, é verificável em todos os povos do globo.
  4. 4. Deixando de parte aspectos etimológicos da palavra, isto é, sereligio provém de religare, religari ou reeligere, vamos à essênciade seu significado. A religião pode ser definida como relação doser humano ao fundamento de sua própria natureza, existência esentido. Subjaz, evidentemente, a essa definição um pressupostofilosófico de que não carecem os primitivos. Constitui, a religião, um elo existencial com um ser “estranho”ao mundo, um ser “santo”, um ser não apenas diferente, mas, namaioria dos casos “outro”. Dizemos não ser apenas diferenteporque, de fato, casos há em que seres humanos ou algoessencialmente humano são elevados à categoria de divindades.Isso ocorre, por exemplo, no manismo e no animismo. São seresdiferentes dos mortais comuns, porém não são “outros”, emsentido ontológico.
  5. 5. ALGUMAS DISTINÇÕES Para correta compreensão do fenômeno religioso é mister distinguir osseguintes pontos:• Religião de um povo: é aquela em que há deuses locais, não pertinentes apovos vizinhos. Caracterizam-se pelo henoteísmo e/ou politeísmo. Os gregos, porexemplo, tinham deuses próprios, que, depois, os romanos adotaram. Entre muitasreligiões tribais, há, igualmente, deuses locais, desconhecidos de tribos limítrofes.• Religiões universais: são aquelas que têm um fundador específico, cujamensagem é dirigida a todos os homens, oferecendo-lhes um caminho de salvação.Centram sua atenção numa divindade suprema, razão por que se denominam dereligião monoteísta. Quais são elas? o Judaísmo, o Cristianismo, o Islamismo.• Religiões naturais: recebem tal nome as que vigem entre os povos primitivos,em oposição à religião cristã. O nome está vinculado ao termo alemão Naturvoelker.Não se trata, pois, de culto à natureza, como poderia, à primeira vista, parecer.• Religiões culturais: denominam, - se assim as que são típicas dos povoscivilizados. A expressão deve sua origem ao termo Kulturvoelker.
  6. 6. QUAL TERIA SIDO A PRIMEIRA FORMA DE RELIGIÃO? Sobre este ponto já se escreveram milhares e milhares depáginas, a partir, mormente, de meados do século transato.Resumidamente, pode dizer-se que há duas linhas divergentes: oevolucionismo unilinear e o difusionismo histórico-cultural. O evolucionismo unilinear pensa que a primeira religião, teriasido o animismo, vindo, depois, o animatismo, mana, politeísmo e,finalmente, o monoteísmo. É a corrente liderada por E. B. Tylor.
  7. 7. Émile Durkheim, francês, julgou que o totemismo, crença numa afinidademística entre o homem e certos animais ou plantas, marcasse a forma originalde religião, na humanidade. Por que chegou a essa conclusão? Porque, entre astribos australianas, era perceptível, predominantemente, o totemismo. Ora, osaustralianos, com sua cultura rudimentar, eram julgados por Durkheim e,depois, pela Escola histórico-cultural, como representantes lídimos dosprimeiros homens.
  8. 8. O difusionismo de Wilhelm Schmidt diverge do evolucionismo unilinear.Tem como ponto de partida o monoteísmo primigênio, revelado por Deus aosprimeiros homens, o qual, no decorrer dos tempos, pela separação de gruposhumanos, em diversos pontos geográficos, teria degenerado para todos osoutros “ismos”.Por faltarem a ambas as Escolas provas escritas, referentes ao remotopassado, carecem de fundamento as duas teorias. Talvez possamos dizerconsoante as interpretações mais modernas, que diversas formas de religiãocoexistiram, desde o princípio.
  9. 9. Como o homem não apareceu de repente na face da terra, nemmanifestou de súbito as suas capacidades criativas, mas evoluiupenosamente ao longo de milhares de anos, é costume distinguir na sua lenta evolução as seguintes etapas:
  10. 10. O HOMEM DA PRÉ-HISTÓRIA Sob o ponto de vista da História das Religiões, o homem da pré-história só começa a interessar-nos quando se mostra capaz de umacultura, ou seja, de costumes e tradições que criam uma mentalidade,coisa impossível entre os animais.Ora, este fenómeno cultural só se verifica com o homem do Crô-Magnon, que se expandiu pela Europa e pela Ásia à medida que recuavaa glaciação de Wurm, a última que cobriu o hemisfério norte da terra. Embora já a raça anterior, chamada de Neandertal, tenha feitouso do fogo e criado instrumentos com pedras lascadas (lanças, facas,machados etc.), contudo só a raça do Crô-Magnon manifestou acapacidade de aperfeiçoar industrialmente estes instrumentos, deempregar o fogo para fins metalúrgicos e, principalmente, domesticaranimais e criar a agricultura. Ela é, em realidade, a raça precursora daatual, pelo que os seus costumes e tradições interessam vivamente àHistória das Religiões.
  11. 11. Crença em um ser supremo Criação de animais e agricultura“Senhor dos animais” “Mãe terra” “Senhora das águas” 100000 a 30000 a.C. (pedra lascada, predomínio da economia de caça) Paleolítico Superior
  12. 12. Herança do paleolítico superior Período intermediário Homem em evolução religiosa 30000 a 10000a.C.(pedra polida, arcos e flechas, pastoreio e agricultura incipiente) Mesolítico
  13. 13. Paleolítico Mesolítico Neolítico • Manifestaçã • Homem • Tempo de o artística agricultura Estatuetas 10000 a 5000 a.C.(cerâmica, início da civilização urbana) Neolítico
  14. 14. A utilização industrial do bronze e do ferro não coincidem cronologicamente em todas as regiões da terra, . Ainda em tempos atuais, encontramos povos estacionados no tempo e no espaço, cultivando ainda culturas antigas. 5000 a 1500 a.C.(início das culturas superiores, dos grandes impérios) Idade do bronze
  15. 15. Achados arqueológicos da pré história Túmulos Habitações Utensílios 1500 a 500 a.C.(início da civilização europeia: Grécia , Roma) Idade do ferro
  16. 16. Religião e cultura primitiva Sua religião é muito simples, e primária. Acreditam na existência de um serSupremo, solitário, transcendente e criador. Logo abaixo dele vem o primeiro par humano, por ele criado, que povoa a terra De cultura primitiva, cujo núcleo é a família Cultura tribal, que se concentra no chefe da tribo, e por isso é chamada “patriarcal”. Cultura agrária, na qual a mulher desempenha importante papel econômico e social, pelo que é chamada “matriarcal. Cultura superior, que se desenvolve nas cidades, e por isso é chamada “urbana”
  17. 17. Cultura do BumerangueO Ser Supremo é muitas vezes confundido com o culto do homem primordial,isto é, do primeiro ser humano criado por Deus, com dimensões cosmológicas,cuja morte e consequênte esquartejamento da origem a todos os seres.Cultura conhecida como “totemismo”.(crença na existência de parentescoou de afinidade mística entre um grupo humano ou pessoa , e um totem).
  18. 18. A religião dos SiberianosDamos o nome genérico de siberianos aos povos primitivosestabelecidos na vasta região da Ásia Central e da Sibéria, entreos montes Urais e o Estreito de BehringReligião Xamâ
  19. 19. A religião dos AmeríndiosCostuma-se equiparar o “animismo ” dos ameríndios ao de outros povosprimitivos.Quanto a origem dos primitivos habitantes do grande continente, divergem ospesquisadores. Os antropólogos de orientação norte-americana pensam que a América foipovoada por povos vindos da Ásia Siberiana (mongóis), os quais atravessando o estreitode Behring, entre os anos 20000 e 10000 a. C. dirigiram-se gradativamente para o sul, atéa terra do fogo.Já os antropólogos europeus, acrescentam que a estes povos, os esquimós e outrasetnias , também se juntaram , os polinésios e os australianos.
  20. 20. Não é fácil definir o sistema religioso dos indígenas do Brasil, primeiro porque setrata de vários povos, com culturas diversas, segundo porque, devido à grandemovimentação destes povos pelo vasto território brasileiro, os seus costumes e,portanto, também a sua religião sofreram contínuas e profundas modificaçõesatravés do tempo. A religião indígenas brasileiros Tupi Guarani e Gê Tapuias Aruaque CaraíbaOs antropólogos admitem em geral que se trata de povos de origem mongólica (mongóissiberianos), que teriam atravessado do estreito de Behing, povoando o continenteamericano desde o Canadá até a Terra do fogo. É possível que algumas levas de semitas,talvez de fenícios, tenham navegado até o México, e mesmo que povos da Melanésiatenham abordado a costa do Pacífico, penetrado no interior da América do Sul. Mas trata-sede hipóteses sem fundamento consistente, e, em todo o caso, não foram tão importante quealterassem de modo sensível a etnia mongólica de nossos indígenas. O fato é, que de ummodo ou outro, cada grupo reverencia seu ser ao transcendente.
  21. 21. A religião dos povos primitivos da INDOCHINAA Indochina , ou Ásia meridional, é constituída atualmente pelos seguintes países: Os A espíritos escatologia atuas em tem de TAILÂNDI particular a todos os BIRMÂNIA elementos A crença em váriasda natureza LEOS “almas”, ou “espíritos” os quais por Culto dos ocasião daantepassados e CAMBOJA VIETINÃ morte, tomam dos mortos diferentes destinos A noção de ser Supremo e Criador não é muito clara
  22. 22. Segue as diversas culturas religiosas dos povos primitivos Povos Povos Povos Oceânicos Australianos Africanos Povos da Povos do Povos Indo- antiga antigo Egito Europeus Mesopotâmia Povos Povos Povos Celtas Eslavos Germânicos
  23. 23. Segue as diversas culturas religiosas dos povos primitivos Antigos Antigos Gregos Romanos Povos Povos semitas Cananeus
  24. 24. Segue as diversas culturas religiosas dos povos primitivos Antiga China Antigo Astecas Mayas Japão
  25. 25. Segue as diversas culturas religiosas dos povos primitivos A religião dos incas A religião de Mani
  26. 26. UR HAMURABI Rei da BABILÔNIA3º Dinastia Unificou a Baixa Mesopotâmia Código de HAMURABI 2090 - 1960 Mesopotâmia Patriarcas 1900 1800 ABRAÃO faz caminho Para CANAÃ “Meu Pai era um ARAMEU errante ? (Deuteronômio 26,5) ABRAÃO ISAAC IMPÉRIO MÉDIO 1785 XII Dinastia Os SENUSRET XIII
  27. 27. ORIGEM DOS HITITAS 1700 1600JACÓ JOSÉ 1720 Os HICSOS introduzem o cavalo e o carro 1580 1560 1530XIV Dinastia Os HICSOS (Asiáticos) AKMÉS AMENÓFIS I TUTMÉS I XV e XVI Dinastia XVII Dinastia XVIII Dinastia
  28. 28. ORIGEM DO MITANI O Rei da BABILÔNIACASSITAS NA BABILÔNIA Conquista a ASSIRIA Época no Egito 1500 1400 •GRANDE INVASÃO ARIANA Ruina de Creta 1500 1450 1410 TUTMÉS II TUTMÉSW III Amenófis II TUTMÉS IV Amenófis III IMPÉRI EGÍPCIO com TUTMÉS III
  29. 29. APOGEU •Libertação da Assíria DOS do jugo da Babilônia •GUERRA DE TRÓIA HITITAS •Ruina do império HITITA •1278 mais ou menos 1270 Primeiro acordo internacional vencido pelo Rei MIDAS Juízes em detrimento do EGITO entre o Rei HITITA: HATOZIL III e RAMSÈS II ÊxodoXXI Dinastia 1300 1200 •RAMSÉS III expulsa os FILISTEUS O Êxodo durou 40 anos MOISÉS Êxodo entre 1250-1225 Tomada de JERICÓ 1265 1225 Entrada em CANAÂ Tutân MOISÉS JOSUÉ DÉBORA GEDEÃO camon 1315 XIX Dinastia 1290 AKhenaton HOREMEB SÉTI I RAMSÉS IIEnfraquecimento do poderio Egípcio ou ascensão dos HITITAS OS RAMSÉS
  30. 30. ASSÍRIA TEGLAT-FALAZAR I A ASSÍRIA no século X torna-se muito poderosa 1114 1076 CONQUISTA PROVISORIAMENTE O Oriente até Damasco 1100 1000 os CANANEUS e os FILISTEUSConquista do País de CANAÂ – Lutas contra DAVI toma a cidade Dos JEBUSEUS, que se torna SALOMÃO faz JERUSALÉM Construir o TEMPLO + ou – 1005* + ou – 1035 + ou - 1015 975 JEFTÉ SANSÃO SAMUEL SAUL DAVI SALOMÃO XXI Dinastia
  31. 31. Teglat FalazarAdad-Nirari II Assurnasipal II SALMANASAR III Adad-Nirari III III 910 883 859 824 810 Poemas 783 745 1ª expansão HOMÉRIC ASSÍRIA Os ETRUSCO OS •813 Os CELTAS S Os Tírios Reis na GÁLIA na Itália fundam CARTAGO 900 800 880* Fundação de SAMARIA AMÓS OSÉIA ELIAS ELISEU S ISRAEL 887 87 853 842 815 799 784 744 732 Cisma 5 ZACARIAS JORÃO MANAEM FACEIAS JEROBOÃO FACEIA SELUM Construir TEMPLO NADAB JEROBOÃO BAASA OMRI ACAB JEÚ JOACAZ JOÁS II SALOMÃO faz ISAIAS JUDÁ MIQUÉIAS 915 873 849 842 836 797 789 738 733 716 JOATÃO AMASIAS JORÃO ABIAS ATALI REBOÃO ASA JOSAFÁ OZIAS ACAZ A JOÁS SESAC XXII Dinastia
  32. 32. SARGÂO SENAQUERIB ASSURBANIPAL NABOPALASSAR NABUCODONOSSOR IINABÔNIDES 727 722 706 681 688 632 625 605 Apogeu da ASSÍRIA BABILÔNIA 539 PÉRSIA 559 •Fundação de 863* Os ASSÍRIOS MARSELHA Tomam TÉBAS pelos gregos *600 700 Deportação para a Babilônia *597 *586 *581OSÉIA JEREMIAS 600 S ORIGEM Dos SAMARITANOS EZEQUIEL SOFONIAS Tomada e destruição Cerco de JERUSALÉM NAUM De JURUSALÉM por *701 Por SENAQERIB NABUCODONOSSOR HABACUQU 586* E 687 642 640 609 594 588 568 SEDECIA JOAQUIM JOACA AMON EZEQUIAS MANASSÉS JOSIAS Z S XXVI DinastiaXXIII Dinastia XXIII XXV Domínio Assírio
  33. 33. DARIO I XERXES I ARTAXERXES I DARIO II ARTAXERXES II ATENAS Guerra do PELOPONESO ESPARTA GRÉCIA GUERRAS MÉDICAS PÉRICLES Ruínas de Atenas MACEDÔNIA Idade de Ouro dos Salmos Judaísmo •SÓCRATES •PLATÃO •ARISTÓTELES 500 400 •387 Os Gauleses tomam ROMA ZACARIAS NEEMIAS Cativeiro CAP. 40-55 56-66 ISAIAS MALAQUIAS AGEU •EDITO de CIRO •Dedicação •ESDRAS em Do TEMPLO JERUSALÉM •Retorna à •515 •538 Palestina Exílio na Babilônia DOMÍNIO PERSA I DOMÍNIO PERSA XXVIII-XXX Dinastia INDEPENDÊNCIA EGÍPCIA
  34. 34. SELEUCO I ANTÍOCO I ANT. II SELEUCO II ANTIÓCO III SEL. IV ANT.IV 323 261 247 226 223 187 175 163 150 A SÍRIA SOB O DOMÍNIO DOS SELÊUCIDAS ALEXANDRE derrota DARIO III 333 Em ISSOSJudaísmo IMPÉRIO DE ALEXANDRE Templo Cismático 300 200 Samaritano sobre o GARIZIM Competição LIVRO DE de DIADOQUES DANIEL BATALHA * Batalha de PANION de IPSOS 341 333 323 283 246 221 203 181 145 PTOLOMEU I SOTER P. II FILADELFO P. III EVERGASTES DOMÍNIO DOS LÁGIDAS DOMÍNIO DOS SELÊUCIDAS O EGITO sob o domínio dos LÁGIDAS
  35. 35. CÉSAR antônio AUGUSTO TIBÉRIO 27 14 146 138 125 *63 •31Fundação do Império •31 Batalha de Actium ROMA MÁRIO SILA GÁLIA ROMANA 133 122 107 87 78 58 52 Jesus Cristo ROMA NA PELESTINA *63•168 100 A síria TORNA-SE Província ROMANA Perseguição de Restauração ANTÍOCO IV *19 *63 Do templo EPIFÂNIO POMPEU toma por HERODES•143 JERUSALÉM INDEPENDÊNCIA HIRCANO JUDIA ANTÍGONA HERODES 143 134 104 76 67 63 40 37 • 37 Antônio desposa CLEÓPATRA SIMÃO TUTELA ROMANA • 30 Otávio conquista o EGITO DOMÍNIO ROMANO
  36. 36. Cláudio NERO Vespasiano Domiciano Trajano 37 41 53 68 69 Galba CALÍGULA Oton vitélio *95 Perseguição de *30-31 DOMICIANO Pentecostes martírio de ESTEVÃO Conversão de Paulo •98 Morte de João •Último apóstolo *61 Martírio de TIAGO Perseguição de NERO *64-68 •Martírio de PEDRO E PAULO •O cristianismo se estabelece em Roma *70 Insurreição judia (inicio dos anos 40) Ruína de Jerusalém DOMÍNIO ROMANO – DOMÍNIO ROMANO – DOMÍNIO ROMANO37 *Antônio desposa CLEÓPATRA 30 *OTÁVIO conquista o EGITO
  37. 37. •Inicia em Roma o monoepiscopado •Vitor I – (189-198) – primeiro papa a tentar impor padrões romanos em outros •Perseguição de lugares (a respeito da data da Páscoa Trajano •98 117 •Heresias primitivas 100 negam a humanidade de 200 •Hipólito (217-235) •Imperadores Romanos: Cristo (gnosticismo, primeiro antipapaTibério (14-37); Calígula docetismo) expansão de(37-41); Cláudio (41-54); sínodos e concílios. •Ponciano (230-235)Nero (54-68); Domiciano (81-96) Pio I - 142 -155 primeiro papa a renunciar •Imperadores Romanos: Trajano (98-117); Antonio Pio (138-161); Marco Aurelio (161-180); Septimio Severo (193-211) 98- 117 189-198
  38. 38. •325 Primeiro Concílio de Niceia • 330 – Construção da primeira Basílica de S. Pedro •320 – A sede do Império Romano é transferida para Constantinopla • 313 Edito de Constantino • 340 - Nova divisão do Império - Ocidente. e • 311-314 – Constantino Oriente. •381 - Primeiro Concílio de presenteia Melquiades 300 com o Palácio de Latrão Constantinopla Credo niceno-constantinopolitano •285 - Divisão do • 392-395 – Teodósio Império Romano em o Grande – último do Ocidente e do • Perseguição iniciada por soberano do Imp. Oriente Diocleciano (303-313 ) unido • Período de tolerância Imperial • Heresia norte-africana - Donatismo258 285 303-313 381 392 395 •250-336 Arianismo
  39. 39. • 354-430 Agostinho de Hipona 451 – Concílio de Calcedônia 431 – Concílio Éfeso • (401-417) Papa Inocêncio proclamou a suprema autoridade doutrinal; sucedeu ao pai como papa 400 • (440-461)Papa Leão Magno – proclamou a autoridade suprema e universal do Papa 482 - Cisma de Acácio 354 430 440 451 461 482
  40. 40. •Roma e Nápoles são anexadas ao Império (bizantino) do Oriente - 553 •498 – 514 – Simaco primeiro Papa a conceder o pálio a um bispo fora da • 565 - Os lombardos Itália expulsam os bizantinos do norte da Itália 500 • João II (533- •492 -4 96 – Gelásio 535) primeiro •538 – Dedicação da primeiro Papa a ser papa a mudar o igreja de Santa chamado de vigário nome de batismo Sofia, em de Cristo como papa Constantinopla482 492 496 514 538 565
  41. 41. Continua a exigência da aprovação das escolhas dos papas pelos imperadores bizantinos •600 -Termina as migrações bárbaras na Europa ocidental •680-681 – Terceiro •625 – 638 – Honório Concílio de •Gregório Magno condenado (590-604), primeiro 600 postumamente pelo Constantinopla monge a ser papa; Concílio de governante civil Constantinopla III, por •Os Árabes conquistam virtual de Roma causa do monotelismo. Jerusalém (637 e destroem Cartago (697) Maomé 570 Islamismo 632 680 681
  42. 42. • (787) Segundo Concílio de Niceia • (700) Os muçulmanos eliminam o cristianismo no norte da África •Sagração de Pepino III (768) como rei dos francos e protetor Roma •(771) Carlos Magno torna-se único soberano •Estevão II (III) (752- do reino frâncico 757): forma os Estados700 pontifícios (concedidos por Pepino III, 756). •Controvérsia sobre a iconoclastia (726-843)•700 726 752 756 757 768 771 787
  43. 43. (795-816 ), Leão III: coroou Carlos Magno imperador (800) (869-870) ,Quarto Concílio de Constantinopla (872-882), João VIII, primeiro papa a ser assassinado •(846), A Basílica de São Pedro é saqueada por •(858-867) Nicolau I piratas excomunga o patriarca 800 muçulmanos Fócio de Constantinopla (863)795 816 826 846 858 863 867 869 872 882 884 891 896
  44. 44. (942), A Hungria é Cristianizada (955-964), João XII é eleito papa aos 18 anos; um dos papas mais corruptos da história (963-965), Leão VIII primeiro leigo a ser eleito papa •(962; 967; 996), •(993), Oto I; II; e III, são •(974-983), Bento VII, Primeira coroados as visitas ad limina a canonização900 Imperadores do Roma tornam-se papal •(909), É Sacro Império comuns fundado o Romano •(966), A •(988), A mosteiro de Polônia é Rússia é Cluny Cristianizada Cristianizada •(996-999),Gregório V, primeiro papa alemão •(999-1003), Silvestre II, primeiro papa francês900 909 916 942 955 962 963 964 965 966 967 974 983 988 993 996 999
  45. 45. (1054), Início do cisma entre Oriente e o Ocidente (1058-1061), Nicolau II, as eleições papais ficam limitadas aos cardeais •(1084), Fundação dos cartuchos •(1096-1099), Primeira Cruzada •(1009), Os •(1073-1085), muçulmanos Gregório VII papasaqueiam a Igreja reformador; proclamoudo Santo Sepulcro em Jerusalém •(1046- autoridade sobre toda a 1047), Clemente Igreja •(1076), Henrique IV II, primeiro papa a é excomungado por1000 continuar como bispo Gregório VII de uma antiga diocese (1099), Os cruzados tomam Jerusalém •(1098), Fundação dos cistercienses •(1089), Estabelecida a Cúria Romana •(1084), Henrique IV aprisiona Gregório VII 1009 1046 1047 1054 1058 1061 1066 1073 1076 1084 1085 1089 1096 1099
  46. 46. (1154) Fundação dos Carmelitas (1111) Henrique V é coroado imperador do Sacro Império Romano •(1145-1153) Eugênio, primeiro • papa cisterciense (1123) •(1146-1148) Segunda Cruzada Primeiro •(1154-1159) Adriano IV primeiro e único papa inglês Concílio de •(1159-1181) Alexandre III decretou a necessidade de maioria de dois terços papa a eleição papal1100 Latrão •(1179) Terceiro Concílio de Latrão (1139) •(1181-1185) Lúcio III estabeleceu Segundo os procedimentos para a inquisição Concílio de •(1189-1192) Terceira Cruzada Latrão1111 1123 1139 1145 1146 1148 1153 1154 1159 1170 1179 1181 1182 1189 1192
  47. 47. •(1294) Celestino V primeiro eremita a ser•(1198-1216) Inocêncio III proclamou autoridade sobre o mundo cristão papa;abdicou depois de cinco meses •(1202-1254) Quarta a Sétima Cruzadas •(1276) •(1209) Fundação dos Franciscanos •(1215) Fundação dos Dominicanos Inocêncio V primeiro papa dominicano •(1227-1241) Gregório •(1295-1303) IX estabelece a1200 Bonifácio VIII declarou que todas Inquisição Papal(1231) •(1256) Fundação •(1277-1280) as criaturas estão dos eremitas primeiro papa a sujeitas ao papa agostinianos residir no palácio •(1245) Primeiro Concílio de Lião do Vaticano •(1254) Segundo Concílio de Lião •(1215) Quarto Concílio de Latrão •(1276-1277) João XXI primeiro e único papa português1198 1202 1209 1215 1216 1227 1231 1245 1256 1274 1276 1277 1280 1288 1292 1294 1295
  48. 48. (1300) Primeiro ano Santo (1309-1377) Papado de Avinhão1300 1311 1312 1347 1349 1378 1389 (1311-1312) Concílio de Viena (1390) Os (1378-1389) bizantinos Urbano VI último perdem para os1300 papa eleito sem antes ter sido turcos a última (1311-1312) possessão na Concílio de cardeal Ásia Menor Viena (347-1349) Peste negra na Europa (1378-1417) Grande Cisma Ocidental 1300 1311 1312 1347 1349 1378 1389
  49. 49. (1417-1431) Martinho V sua eleição encerrou o grande Cisma Ocidental •(1414-1418) Concílio de Constança •(1456) A Bíblia de Gutenberg •(1449-1453) Constantino XI Paleólogo, último imperador bizantino •(1450) Surgimento do •(1471-1484) Sisto IV Hare Krisna, em 1968 construiu a capela para os EUA. Sistina foi estabelecida a Inquisição espanhola •(1431-1445) (1479) •(1492)1400 Concílio de •(1453) Queda de Basiléia – Ferrara Cristóvão Constantinopla Colombo – Florença-Roma diante dos Turcos descobre a América •(1447-1455) Nicolau V o primeiro dos papas da Renascença •(1491-1503) Alexandre VI o papa mais infame da história
  50. 50. (1503-1513) Júlio II papa guerreiro; autorizou a reconstrução da Basílica de São Pedro •(1517) Início da Reforma •(01/10/1517) •(1572-1585) Gregório XIII calendário gregoriano Martinho Luterofixa as 95 teses na •(1522-1523) Adriano •(1566-1572)porta da Igreja do VI único papa Pio V Castelo de holandês; último papa reformou a Wittenberg •(1513-1521) não Italiano até João liturgia; Leão X Paulo II 1978 excomungou a excomungou1500 Martinho Lutero •(1534-1549) Paulo III rainha Isabel •(1578) São (1521) estabeleceu o Santo Ofício; descobertas as •Nasce o convocou o Concílio de catacumbas Luteranismo Trento romanas (1512-1517) Quinto Concílio de Latrão •(1588) Inauguração da Biblioteca Vaticana 1503 1513 1512 1517 1521 1522 1523 1534 1545 1548 1549 1563 1572 1585 1588 1590 •(1534) Fundação da Companhia de Jesus
  51. 51. •(1636) fundação de Harvard College EUA •(1682-1789) Galicanismo •(1664) Fundação dos trapistas1600 •(1600-1750) •(1623-1644) Urbano VIII Catolicismo •(1621-1644) Barroco Gregório XV consagrou a Basílica de S. decretou que as Pedro (1626) Castel de eleições papais Gandolfo passa a ser a passariam a ser por residência de verão escrutinio secreto •(1600-1750) Catolicismo Barroco •(1605-1621) Paulo V censurou Galileu •(1623) Prisão de Galileu •(1640-1800) Jansenismo
  52. 52. •(1717) A moderna Fundação da Maçonaria em Londres, sua origem •(1775-1799) Pio VI remonta para a antiga terceiro mais longo •(1775-1799) Pio VI1700Grécia e antigo Egito pontificado; morreu John Carroll, o prisioneiro de primeiro a ser Napoleão sagrado bispo dos EUA (1769-1774) Clemente XIV suprimiu os jesuítas 1700 1721 1773 1775 1788 1789 1799
  53. 53. (1846-1878) Pio IX o mais longo pontificado; Dogma da Imaculada Conceição (1854) (1846-1878) o mais longo pontificado; Dogma da Imaculada Conceição (1854) (1860-1861) perda de quase todos os Estados pontifícios (1830) Surgimento dosMormons (Igreja de Jesus Cristo (1809-1882) dos Santos dos Últimos Dias) (1890) Charles Darwin Surgimento da nos EUA (1831-1846) (1800-1823) Gregório XVI Assembléia de Pio VII último papa Deus nos EUA.1800 aprisionado por (1872) Surgimento dos eleito sem ser (1888) É Napoleão; Testemunhas de bispo abolida a reintegrou os Jeová nos EUA escravidão no Jesuítas (1814) BrasilRomantismo Católico (1869-1870) primeiro Concílio Vaticano (1857) Denizard Hipolyte Léon Rivail, (Allan Kardec), Escreve o livro dos Espíritos. É a fundação do Espiritismo. (175 d.C )Amônio Sacas (Teosofia). Modernamente 1877. (1878-1903) Leão XIII Rerum Novarum - (1891); segundo mais longo pontificado
  54. 54. (1903-1914) Pio X juramento contra o modernismo (1910) (1914-1922) Bento XV deteve a campanha antimodernista (1922-1939) Pio XI primeiro papa a usar o rádio; condenou o nazismo (1958-1963) João (1962-1965) XXIII o papa mais (1978) João Concílio Paulo I o querido de toda a Vaticano II (1963-1978) (1978) história (1910) primeiro papa a João Paulo1900 Surgimento da Paulo VI, primeiro papa a não ser coroado em um século ou II primeiro Igreja papa Quadrangular nos viajar de avião mais eslavo EUA. (1929) Tratado de Latrão (1950) Dogma da Assunção (1989) Queda do comunismo (1993) Termina o apartheid na África do Sul (1939-1958) Pio XII primeiro papa a usar a televisão
  55. 55. (1908) Fundação da Umbanda Rio de Janeiro (1977) Fundação da Igreja Universal do Reino de Deus no Rio de Janeiro (1950)Surgimento da Legião da Boa Vontade no Rio de Janeiro (1907) •(1957) Início •(1970 Surgimento do Surgimento da do Vale do Movimento Nova Era – na Congregação Califórnia Cristã Do Brasil Amanhecer - Brasilia1900 (1910) Fundado 2000 2010 o Racionalismo •(1956) vem •2005 Papa •(1945 para o Brasil Bento XVI, Cristão em Fundação do Santos SP Rosa- Cruz até Santo Daime atualidade •(1914-1918) primeira grande guerra; (1939-1945) segunda grande guerra •(1940) Fundação da Sicho-No-Iê
  56. 56. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICASFOLCH, Gomes Cirilo. Antologia dos Santos Padres. São Paulo, SP: Paulinas, 1979.FRANCA, Leonel Pe. Noções de história da filosofia. Rio de Janeiro, RJ: 23. ed.AGIR, 1987.GIUSEPPE, Alberico. História dos Concílios Ecumênicos. São Paulo, SP: Paulus, 1995.MEDEROS, José M. de. Panorama da história da Bíblia. São Paulo, SP: Paulinas, 1991.MCBRIEN, Richard P. Os papas: de São Pedro a João Paulo II. São Paulo, SP:Loyola, 2000.PIAZZA, Waldomiro, Pe. Religiões da humanidade. São Paulo, SP: Loyola, 1991.ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Antropologia o homem e a cultura. Petrópolis, RJ:Vozes, 1991.
  57. 57. FIM

×