Agricultura: monótona e diversa

579 visualizações

Publicada em

Agricultura monótona e diversa
18 de Maio de 2010

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
579
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Agricultura: monótona e diversa

  1. 1. 18 de Maio 2010 | Instituto Superior de AgronomiaAGRICULTURAmonótona e diversaPedro Aguiar Pinto | Centro de Botânica aplicada à Agricultura
  2. 2. 1. Diversidade e monotonia 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto1. Diversidade e monotonia• Diversidade• Variedade– Variável vs. Constante• Uniformidade– Uniforme vs. multiforme• Homogeneidade– Homogéneo vs. heterogéneo• Dominância• Produtividade• Estabilidade• Risco• SustentabilidadeValor(subliminar?)+VariedadeVariável vs. ConstanteUniformidadeUniforme vs. multiformeHomogeneidadeHomogéneo vs. heterogéneo--+-+
  3. 3. AGRICULTURA: monótona e diversa 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoConsiderando que a cauda é uma pata, quantas patas tem um cão?Tem quatro, dado que, o facto de considerarmos que a cauda é uma pata nãotransforma a cauda em pata.Abraham Lincoln
  4. 4. AGRICULTURA: monótona 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto2. A Agricultura é monótona (pouco diversa)2.1. O modelo de cultura(que surge como conceito a partir da observação deherbáceas anuais determinadas)Conjunto de indivíduos idênticos- de uma única população- da mesma idadee, portanto, com grande uniformidade,suportando um elevado grau decompetição / interferêncoia intraespecífica
  5. 5. AGRICULTURA: monótona e diversa 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  6. 6. AGRICULTURA: monótona e diversa 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTextoTextoA competição é adaptada aos recursos disponíveis
  7. 7. AGRICULTURA: monótona e diversa 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTextoTexto…mas a dominância é sempre assegurada
  8. 8. Dominância assegurada pelo homem 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoProdutoresprimáriosConsumidoressecundáriosConsumidoresprimáriosA situação torna-se maiscomplexa quando outraspopulações sãoconsideradas nacomunidade "LUZERNA":LUZERNA INFESTANTESAFÍDEOS GAFANHOTOS COELHOSLEITEFAISÕESRAPOSASDECOMPOSITORESHOMEMPARDAISCARNEVACASLUZERNA VACA HOMEMProdutor primário Consumidor primárioProdutor secundárioUma cadeia tróficanum sistema agrícolasimples:
  9. 9. Densidade de população óptima 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  10. 10. Ideótipo 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto• Comparação entre umtrigo corrente (a) e oideótipo de trigo de C. M.Donald (1968) (b) paracultura com povoamentosdensos e recursos do solonão limitantes:• - palha baixa e resistente, umnúmero reduzido de folhaserectas e uma espiga longa• - comportamento nãocompetitivo, alto índice decolheita e máximodesempenho em comunidade.
  11. 11. Diferenciação de nicho? 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoCompetição intraspecífica vs. competição interespecíficaA diferenciação de nicho não parece resultar como forma de sobreviver àcompetição intensa na generalidade dos casos (excepção Leguminosas)
  12. 12. Competição para a luz 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTexto
  13. 13. Irregularidade 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTextoTextoA irregularidae é notada
  14. 14. Variabilidade espacial 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTextoTexto
  15. 15. O trabalho 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoO trabalho do campoacentua a natureza monótona elenta associada à agriculturaque, contudo, não deixa de serharmoniosa.Bucólico – foi o adjectivo encontradopara traduzir a harmonia quepoetas e pintores descreveram
  16. 16. Harmonia 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTextoTexto
  17. 17. O trabalho 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoO trabalho do campopode ser harmonioso e bucólico,mas tambe é, seguramente,penosoParedes deCoura,Mozelos. “VezeirasOliveira, E.V et al.,1983
  18. 18. Produtividade do trabalho 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoProdutividade38,002,500,170,00 5,00 10,00 15,00 20,00 25,00 30,00 35,00 40,00Homem com enxadaParelha e charruaTractor e charrua de 2 ferrosTempo (dias)Produtividade 38,00 2,50 0,17Homem com enxada Parelha e charrua Tractor e charrua de 2 ferrosEfeito da mecanização na produtividade do trabalho
  19. 19. Trabalho linear 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoExecução das operações na folha de cultura
  20. 20. Faixas paralelas monótonas 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  21. 21. Economias de escala 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  22. 22. 3. Diversidade em Agricultura 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto3. A diversidade em Agricultura• Pastagens biodiversas• Conssociações
  23. 23. Conssociações 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  24. 24. AGRICULTURA: monótona e diversa 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTextoTexto
  25. 25. AGRICULTURA: monótona e diversa 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTemaTexto
  26. 26. Repartição do espaço 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  27. 27. AGRICULTURA: monótona e diversa 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTextoTexto
  28. 28. AGRICULTURA: monótona e diversa 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoTextoTextoDiversidade de paisagem
  29. 29. 3. Diversidade em Agricultura 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto3. A diversidade em Agricultura• Conssociações• Pastagens biodiversas• Rotações
  30. 30. S-C-L-C 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar PintoS-C-L-C1.º ano 2.º ano 3.º ano 4.º anoFolha 1 Milho Trigo Fava CevadaFolha 2 Trigo Fava Cevada MilhoFolha 3 Fava Cevada Milho TrigoFolha 4 Cevada Milho Trigo Fava
  31. 31. 3. Diversidade em Agricultura 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto3. A diversidade em Agricultura• Conssociações• Pastagens biodiversas• Rotações• Cultura em faixas
  32. 32. Strip cropping 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  33. 33. 3. Diversidade em Agricultura 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto3. A diversidade em Agricultura• Conssociações• Pastagens biodiversas• Rotações• Cultura em faixas• Sistemas agroflorestais• Bordaduras (edgerows)
  34. 34. Sistema agro-florestal 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  35. 35. Agroforestry 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  36. 36. Agroforestry 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto
  37. 37. Agriculture for biodiversity 18 de Maio 2010 | Pedro Aguiar Pinto

×