Avaliação da Performance das
Operadoras de Saúde Brasileiras
São Paulo - 2009
Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras
Resumo Executivo
São Paulo - 2009
Contexto Geral
O setor de saúde suplementar brasileiro é fortemente regulado pela Agência
Nacional de Saúde Suplementar (A...
Contexto Geral
O setor de saúde suplementar brasileiro é fortemente regulado pela Agência Nacional de Saúde
Suplementar (A...
A ANS classifica as operadoras conforme seu
modelo...
Autogestões:
Operadora ligada a uma grande empresa (geralmente
estat...
A ANS classifica as operadoras conforme seu
modelo...
Medicina de Grupo
Em termos de número de empresas e de número de cli...
Selecionamos para este estudo o Grupo de Operadoras que
informaram corretamente os dados do DIOPS e portanto
apresentaram ...
Para efeito de análises consideramos um
Paretto de 80% dos usuários...
Com isso foram estudados 146 operadoras assim divid...
Variáveis do Estudo
O objetivo do Estudo é avaliar quais são as características contábeis que diferenciam
as operadoras co...
Após esta análise individual, olhamos a
inter-relação...
...entre as variáveis, buscando a melhor forma de correlacioná-la...
Validadas as variáveis procuramos um modelo
matemático que explique os diferentes
comportamentos das operadoras de saúde.....
Nesta análise crítica, olharemos cada variável no
contexto da amostra total e depois compararemos os
diversos modelos de o...
Análise das Variáveis
Não houve nenhuma correlação que comprometesse a análise dos dados
Em sua maior parte as variáveis a...
Não houve Correlação entre as variáveis,
exceto...
y = 1,4508x - 1E+06
R² = 0,8759
-50.000.000,00
-
50.000.000,00
100.000....
Operadoras Deficitárias 1/2
Amico Saúde
Pró-saúde
Aviccena
Unimed do Estado de Santa Catarina
Green Line
Unimed Nordeste R...
Operadoras Deficitárias 2/2
Promed Assistencia Medica
Unimed Campina Grande
Unimed de Franca
Samed
Policlin
Sim Serviço Ib...
Operadoras Deficitárias
As empresas deficitárias comparadas as demais:
Há estatisticamente MENOS cooperativas
Não há difer...
Operadoras com Resultado Excepcional
Intermédica
Amil
Amico
Sul América Seguro Saúde,
Unimed BH
Central Nacional Unimed
Un...
Operadoras com Resultado Excepcional
Em relação ao Lucro Líquido comparando as Empresas “Outlier” e as
demais:
Há estatist...
Operadoras com Lucratividade Excepcional:
Sul América Seguro Saúde S/A
Unimed BH
Porto Seguro
Sul America Companhia de Seg...
Operadoras com Lucratividade Excepcional
Em relação ao Lucro por usuário comparando as
Empresas “Outlier” e as demais:
Não...
Operadoras Duplamente Excepcionais:
Considerou-se as operadoras que estavam acima do percentil 90% em Lucro
Líquido E Lucr...
Operadoras Duplamente Excepcionais:
Em relação ao Lucro por usuário comparando as Operadoras
Excepcionais e as demais:
Não...
Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras
Contexto Geral
São Paulo - 2009
Contexto Geral
O setor de saúde suplementar brasileiro é fortemente regulado pela Agência Nacional
de Saúde Suplementar (A...
Contexto Geral
O setor de saúde suplementar brasileiro é fortemente regulado pela Agência Nacional
de Saúde Suplementar (A...
A ANS classifica as operadoras conforme seu
modelo...
Autogestões:
Operadora ligada a uma grande empresa (geralmente
estat...
A ANS classifica as operadoras conforme seu
modelo...
Medicina de Grupo
Em termos de número de empresas e de número de
cli...
Metodologia
Selecionamos para este estudo o Grupo de Operadoras que informaram
corretamente os dados do DIOPS e portanto a...
Para efeito de análises consideramos um
Paretto de 80% dos usuários...
Com isso foram estudados 146 operadoras assim divid...
Variáveis do Estudo
O objetivo do Estudo é avaliar quais são as características contábeis que diferenciam
as operadoras co...
Validadas as variáveis procuramos um modelo
matemático que explique os diferentes
comportamentos das operadoras de saúde.....
Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras
Análise Crítica das Variáveis
São Paulo - 2009
Nesta análise crítica, olharemos cada variável no
contexto da amostra total e depois compararemos os
diversos modelos de o...
Após esta análise individual, olhamos a
inter-relação...
...entre as variáveis, buscando a melhor forma de correlacioná-la...
Número de Clientes em 2007
Grande dispersão da amostra
As seguintes operadoras foram consideradas outliers por apresentare...
Número de Clientes em 2006
Grande dispersão da amostra
As seguintes operadoras foram consideradas outliers por apresentare...
Contraprestações efetivas 2007
Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH,
Unimed Pau...
Contraprestações efetivas 2006
Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH,
Unimed Pau...
Correlação Linear
O elevado número de coincidências entre os outliers do número de Usuários e do
Faturamento exige que sej...
Eventos Indenizatórios Líquidos 2007
Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH,
Unim...
Eventos Indenizatórios Líquidos 2006
Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Unimed
Paul...
Correlação Linear
Enquanto o faturamento destas empresas subiu em média 11,22%, seu gasto com
sinistro subiu 11,76% no mes...
Resultado Líquido 2007
Outliers de alto lucro: Bradesco, Intermédica, Amil, Sul América Seguro Saúde, Unimed
BH, Unimed Pa...
Resultado Líquido 2007
Outliers de alto prejuízo: Amico, Aviccena, Unimed do Estado de Santa Catarina, Green
Line, Ameplan...
Milhões
Resultado Líquido 2006
Outliers de alto Lucro: Intermédica, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed
BH, Cent...
Milhões
Resultado Líquido 2006
Outliers de alto Prejuízo: Pró-Saúde, Unimed do Estado de Santa Catarina, Green Line,
Unime...
Taxa de Sinistralidade 2007
Outliers de alta sinistralidade: Bradesco, Unimed de Fortaleza, Unimed do Estado de
Santa Cata...
Taxa de Sinistralidade 2007
Outliers de Baixa Sinistralidade: Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat.
Rj, Se...
Taxa de Sinistralidade 2006
Outliers de alta sinistralidade: Bradesco, Pró-Saúde, Unimed de Fortaleza, Unimed do
Estado de...
Taxa de Sinistralidade 2006
Outliers de baixa sinistralidade: Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Seisa,
Excels...
Ticket Médio 2007
Sul América Seguro Saúde, Unimed-Rio, Golden Cross, Sul America Companhia de
Seguro Saúde, Unimed Porto ...
Ticket Médio 2007
Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Ameplan, Vitallis, Semeg,
Amil Planos por Admi...
Ticket Médio 2006
Sul América Seguro Saúde, Unimed-Rio, Golden Cross, Sul America Companhia de
Seguro Saúde, Unimed Porto ...
Ticket Médio 2006
Intermédica, Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Ameplan,
Vitallis, Centro Clínico...
Gasto com Sinistro por Usuário 2007
Sul América Seguro Saúde, Unimed-Rio, Sul America Companhia de Seguro Saúde,
Unimed Po...
Gasto com Sinistro por Usuário 2007
Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Ameplan, Vitallis, Amil
Plan...
Gasto com Sinistro por Usuário 2006
Sul América Seguro Saúde, Unimed-Rio, Sul America Companhia de Seguro Saúde,
Unimed Po...
Gasto com Sinistro por Usuário 2006
Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Seisa, Ameplan, Vitallis, Am...
Lucratividade 2007
Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Porto Seguro, Sul America Companhia de
Seguro Saúde, Unimed de Lon...
Lucratividade 2007
Aviccena, Unimed do Estado de Santa Catarina, Ameplan, Plano de Saúde Ana Costa,
Unimed Maceio, Irmanda...
Lucratividade 2006
Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Porto Seguro, Sul America Companhia de
Seguro Saúde, Fundação São ...
Lucratividade 2006
Pró-saúde, Unimed do Estado de Santa Catarina, Centro Clínico Gaúcho, Fundação
Santa Casa de Misericórd...
Não houve Correlação:
y= 0,0031x + 159172
R² = 0,1001
0
500.000
1.000.000
1.500.000
2.000.000
2.500.000
3.000.000
-50.000....
Não houve Correlação:
y= 7,6611x + 2E+08
R² = 0,3765
-
500.000.000,00
1.000.000.000,00
1.500.000.000,00
2.000.000.000,00
2...
Não houve Correlação:
y= -5,7835x - 1E+08
R² = 0,261
-4.000.000.000,00
-3.500.000.000,00
-3.000.000.000,00
-2.500.000.000,...
Não houve Correlação:
y= 1E-05x + 1168,8
R² = 0,2193
-
1.000,00
2.000,00
3.000,00
4.000,00
5.000,00
6.000,00
-50.000.000,0...
Não houve Correlação:
y= 7E-06x + 919,95
R² = 0,1851
-
500,00
1.000,00
1.500,00
2.000,00
2.500,00
3.000,00
3.500,00
4.000,...
Não houve Correlação:
y= -2E-10x + 0,785
R² = 0,0027
-
0,20
0,40
0,60
0,80
1,00
1,20
1,40
-50.000.000,00 - 50.000.000,00 1...
Não houve Correlação, exceto...
y= 190662x + 261849
R² = 0,4502
-50.000.000,00
-
50.000.000,00
100.000.000,00
150.000.000,...
Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras
Empresas Deficitárias X Controle
São Paulo - 2009
Operadoras Deficitárias 1/2
Amico Saúde
Pró-saúde
Aviccena
Unimed do Estado de Santa Catarina
Green Line
Unimed Nordeste R...
Operadoras Deficitárias 2/2
Promed Assistencia Medica
Unimed Campina Grande
Unimed de Franca
Samed
Policlin
Sim Serviço Ib...
O tipo de Operadora define seu potencial de
resultado?
Conclusão:
Há estatisticamente muito mais
Filantrópicas
Não há Segu...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do número ...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do número ...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do faturamento en...
0,00
50.000.000,00
100.000.000,00
150.000.000,00
200.000.000,00
250.000.000,00
300.000.000,00
350.000.000,00
400.000.000,0...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do gasto c...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do gasto c...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatis...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatis...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatisticamente signi...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatisticamente signi...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário dos 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatistica...
Deficitárias X Controle
Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário dos 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatistica...
Conclusões
As empresas deficitárias comparadas as demais:
Há estatisticamente MENOS cooperativas
Não há diferença estatist...
Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras
Empresas Alto Lucro X Controle
São Paulo - 2009
Operadoras com Lucro Excepcional:
Intermédica
Amil
Amico
Sul América Seguro Saúde,
Unimed BH
Central Nacional Unimed
Unime...
O tipo de Operadora define seu potencial de
resultado?
Conclusão:
Há estatisticamente MENOS cooperativas
Há estatisticamen...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do númer...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do númer...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do faturamento ...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do faturamento ...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do gasto...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do gasto...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estat...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estat...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos?
Conclusão:
Há diferença estatisticamente signifi...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos?
Conclusão:
Há diferença estatisticamente signifi...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário dos 2 grupos?
Conclusão:
Há diferença estatisticame...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário dos 2 grupos?
Conclusão:
Há diferença estatisticame...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre a Lucratividade dos 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do lucro por usuár...
Outliers Lucro X Controle
Há diferença entre Lucratividade dos 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do lucro por usuário...
Conclusões
Em relação ao Lucro Líquido comparando as Empresas “Outlier” e as demais:
Há estatisticamente MENOS cooperativa...
Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras
Empresas de Alta Lucratividade X Controle
São Paulo - 2009
Operadoras com Lucratividade Excepcional:
Sul América Seguro Saúde S/A
Unimed BH
Porto Seguro
Sul America Companhia de Seg...
O tipo de Operadora define seu potencial de
resultado?
Conclusão:
Há estatisticamente MAIS Seguradoras
0
Outlier Comum TOT...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferen...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferen...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença esta...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença esta...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferen...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferen...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o gasto com lucro líquido entre os 2 grupos?
Conclusão:
Há difere...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o lucro líquido entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença es...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há dif...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há dif...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do tick...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos?
Conclusão:
Há diferença estatisticam...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Conclusão:
A diferença média do gasto médio por usuário entre os 2 grupos em 2006 é ...
Outliers Lucro por Usuário X Controle
Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário (exclusivamente com sinistro) dos 2
gru...
Conclusões
Em relação ao Lucro por usuário comparando as Empresas “Outlier”
e as demais:
Não há diferença estatisticamente...
Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras
Operadoras Excepcionais X Controle
São Paulo - 2009
Operadoras Excepcionais:
Considerou-se as operadoras que estavam acima do percentil 90% em Lucro Líquido E
Lucratividade n...
O tipo de Operadora define seu potencial de
resultado?
Conclusão:
Há estatisticamente MAIS Seguradoras
0
Outlier Comum TOT...
Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatisticamente significativa entr...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença ...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatis...
Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estatisticamente significativa entre as mé...
-1.200.000.000,00
-1.000.000.000,00
-800.000.000,00
-600.000.000,00
-400.000.000,00
-200.000.000,00
0,00
Outliers Comuns
T...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença ...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre o gasto com lucro líquido entre os 2 grupos?
Conclusão:
Há diferença...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre o lucro líquido entre os 2 grupos?
Conclusão:
Não há diferença estat...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?
 Conclusão:
 Não há di...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?
Conclusão:
Há diferença ...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos?
Conclusão:
A diferença média do ticket ...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos?
Conclusão:
Há diferença estatisticament...
Operadoras Excepcionais X Controle
Conclusão:
A diferença média do gasto médio por usuário entre os 2 grupos em 2006 é est...
Operadoras Excepcionais X Controle
Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário (exclusivamente com sinistro) dos 2
grupos...
Operadoras Excepcionais X Controle
Conclusão:
A diferença média da lucratividade entre os 2 grupos em 2006 é estatisticame...
Operadoras Excepcionais X Controle
Conclusão:
A diferença média da lucratividade entre os 2 grupos em 2007 é estatisticame...
Conclusões
Em relação ao Lucro por usuário comparando as Operadoras
Excepcionais e as demais:
Não há diferença estatistica...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O perfil econômico das principais Operadoras de Saúde Brasileiras

2.045 visualizações

Publicada em

Aula para o Mestrado Profissionalizante em Economia e Gestão da Saúdena UNIFESP

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.045
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
370
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O perfil econômico das principais Operadoras de Saúde Brasileiras

  1. 1. Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras São Paulo - 2009
  2. 2. Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras Resumo Executivo São Paulo - 2009
  3. 3. Contexto Geral O setor de saúde suplementar brasileiro é fortemente regulado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Que controla o funcionamento das operadoras de saúde, regula os reajustes de preço, fiscaliza suas contas e garante o atendimento aos Usuários na eventualidade da falência de uma operadora Em junho de 2009 há 1116 operadoras com assistência médica que atendem a um total de 41.169.592 beneficiários.
  4. 4. Contexto Geral O setor de saúde suplementar brasileiro é fortemente regulado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Que controla o funcionamento das operadoras de saúde, regula os reajustes de preço, fiscaliza suas contas e garante o atendimento aos Usuários na eventualidade da falência de uma operadora Em junho de 2009 há 1116 operadoras com assistência médica que atendem a um total de 41.169.592 beneficiários.
  5. 5. A ANS classifica as operadoras conforme seu modelo... Autogestões: Operadora ligada a uma grande empresa (geralmente estatal ou semi-estatal) cujos clientes são os próprios funcionários da empresa e seus familiares. Normalmente não pode ser vendida mas pode terceirizar sua administração a uma seguradora ou Medicina de Grupo. Exemplos: Petrus (Petrobrás), Banco do Brasil, Sabesprev etc. Cooperativas Médicas: Sociedades de médicos e outros profissionais de saúde responsáveis pelo atendimento aos usuários em consultórios próprios ou em hospitais, laboratórios e clínicas credenciadas. São por vinte participantes no mínimo – os cooperados – que integralizam um capital em quotas. Não podem ser vendidas. O principal exemplo é a UNIMED. Operadoras Filantrópicas Operadora fundada por um hospital filantrópico, normalmente uma Santa Casa, com o objetivo de auxiliar na sua receita. Em sua maioria são pequenas e deficitárias e não podem ser vendidas.
  6. 6. A ANS classifica as operadoras conforme seu modelo... Medicina de Grupo Em termos de número de empresas e de número de clientes é o tipo mais comum de operadora. Pode funcionar no sistema de pré pagamento ou de reembolso das despesas (conforme tabela própria). Pode vender planos corporativos, familiares ou pessoais. Pode possuir rede própria de atendimento. Seguradoras com especialização em Saúde São operadoras mantidas por empresas seguradoras comuns cuja única diferença em relação às Medicinas de Grupo é que estas NÃO podem ter serviços próprios. Alguns exemplos são AGF, Bradesco, Sul América etc.
  7. 7. Selecionamos para este estudo o Grupo de Operadoras que informaram corretamente os dados do DIOPS e portanto apresentaram resultados coerentes no Anuário 2007 Fontes de Informação: Anuário ANS 2007 Base de Dados ANS Metodologia 7% 41% 10% 40% 2% Operadoras Por Modelo AutogestãosemMantenedor CooperativaMedica Filantropia Medicinade Grupo Seguradora 2% 36% 4% 42% 16% Operadoras Por Número de Vidas AutogestãosemMantenedor CooperativaMedica Filantropia Medicinade Grupo Seguradora
  8. 8. Para efeito de análises consideramos um Paretto de 80% dos usuários... Com isso foram estudados 146 operadoras assim divididas: 1% 46% 5% 41% 7% Perfil das Operadoras Avaliadas Por Operadora AutogestãosemMantenedor CooperativaMedica Filantropia Medicinade Grupo Seguradora 1% 35% 2% 43% 19% Perfil das Operadoras Avaliadas Por Vidas AutogestãosemMantenedor CooperativaMedica Filantropia Medicinade Grupo Seguradora
  9. 9. Variáveis do Estudo O objetivo do Estudo é avaliar quais são as características contábeis que diferenciam as operadoras com lucro ou lucratividade excepcional das demais Definiu-se como lucratividade como sendo o quociente entre o lucro e o número de usuários Considerou-se lucro ou lucratividade excepcional os valores acima do percentil 90%
  10. 10. Após esta análise individual, olhamos a inter-relação... ...entre as variáveis, buscando a melhor forma de correlacioná-las. Foram realizadas análises univariadas e regressões múltiplas
  11. 11. Validadas as variáveis procuramos um modelo matemático que explique os diferentes comportamentos das operadoras de saúde... Fixando-se Lucro: Análise Univariada Análise Multivariada Fixando-se Lucro/Cliente Análise Univariada Análise Multivariada
  12. 12. Nesta análise crítica, olharemos cada variável no contexto da amostra total e depois compararemos os diversos modelos de operadoras entre si O objetivo desta análise é a validação de cada variável. Por se tratar de uma amostra relativamente pequena, amostras com dispersão elevada, ou presença de muitos “outliers” comprometeria a precisão do estudo: -500000 ,0 0,0 500000, 0 1000000 ,0 1500000 ,0 2000000 ,0 2500000 ,0 3000000 ,0-200,0 -100,0 0,0 100,0 200,0 300,0 400,0 X
  13. 13. Análise das Variáveis Não houve nenhuma correlação que comprometesse a análise dos dados Em sua maior parte as variáveis apresentam distribuição assimétrica e não normal Página 34 de 113 Número de Clientes em 2007  Grande dispersão da amostra  As seguintes operadoras foram consideradas outliers por apresentarem número de clientes muito alto: Bradesco, Intermédica, AMIL Sul América, Medial, Unimed BH, Unimed Campinas, Golden Cross, Amico, Central Nacional Unimed, Soc.Coop. de Serv.Médicos de Curitiba e Região Metropolitana, Amesp, Sul América, Porto Seguro, Hapvida, Unimed Fortaleza, Unimed Vitória Média aritmética 186.124,23 Mediana 87.698,50 Moda #N/D Percentil 10 % 47.898,50 1º quartil (25 %) 57.566,50 2º quartil (50 %) 87.698,50 3º quartil (75 %) 141.268,25 Desvio padrão 330.360,96 Variância 109.138.362.536,80 Desvio Médio 167.270,76 Máximo 2.820.786,00 Mínimo 40.499,00 Intervalo Interquartil 83.701,75 Amplitude 2.780.287,00 Coeficiente de Variação 177,49 Medidas de Posição Medidas de Dispersão -1000000 0 1000000 2000000 3000000
  14. 14. Não houve Correlação entre as variáveis, exceto... y = 1,4508x - 1E+06 R² = 0,8759 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido2006 com: RESULTADOLÍQUIDO 2007 Linear (RESULTADO LÍQUIDO 2007)
  15. 15. Operadoras Deficitárias 1/2 Amico Saúde Pró-saúde Aviccena Unimed do Estado de Santa Catarina Green Line Unimed Nordeste RS Unimed Goiania Ameplan Ideal Saude Unimed Sergipe Unimed Nova Iguaçu Unimed Florianópolis Plano de Saúde Ana Costa Centro Clínico Gaúcho Unimed Recife Unimed Maceio Santa Casa da Misericórdia de Santos Santa Casa de Misericórdia Belo Horizonte Unimed de Santa Barbara D Oeste e Americana Sametrade Micromed
  16. 16. Operadoras Deficitárias 2/2 Promed Assistencia Medica Unimed Campina Grande Unimed de Franca Samed Policlin Sim Serviço Ibirapuera de Medicina Policlínica Central Unimed Sul Capixaba Life System Sociedade e Beneficência e Filantropia São Cristovão Irmandade de Misericordia de Americana São Francisco Sistemas de Saude Circulo Operario Caxiense Sta Casa Mis N Sra Fátima e Benef Portuguesa De Araraquara Unimed Petropolis
  17. 17. Operadoras Deficitárias As empresas deficitárias comparadas as demais: Há estatisticamente MENOS cooperativas Não há diferença estatisticamente significativa entre a proporção de empresas de medicina de grupo ou filantrópica Existe 7 X mais chance de ser Seguradora Para as seguintes variáveis as empresas “Outlier” demonstraram performance estatisticamente superior as demais: Gasto com Sinistro (2006) Contraprestações Efetivas (2006) Não Há diferença Estatisticamente Significativa em: Sinistralidade
  18. 18. Operadoras com Resultado Excepcional Intermédica Amil Amico Sul América Seguro Saúde, Unimed BH Central Nacional Unimed Unimed-Rio Golden Cross Porto Seguro Sul America Companhia de Seguro Saúde Sul América Serviços Médicos Fundação São Francisco Xavier Unibanco AIG AGF Saúde Omint Bradesco Unimed Paulistana Unimed Seguros Saúde Marítima Saúde Seguros Unimed de Londrina
  19. 19. Operadoras com Resultado Excepcional Em relação ao Lucro Líquido comparando as Empresas “Outlier” e as demais: Há estatisticamente mais filantropias Não há diferença estatisticamente significativa entre a proporção de empresas de medicina de grupo ou cooperativa Não há Seguradoras Para as seguintes variáveis as empresas “Outlier” demonstraram performance estatisticamente superior as demais: Número de usuários Faturamento Gasto com Sinistro Lucro por Segurado Ticket Médio Lucratividade Não Há diferença Estatisticamente Significativa em: Sinistralidade
  20. 20. Operadoras com Lucratividade Excepcional: Sul América Seguro Saúde S/A Unimed BH Porto Seguro Sul America Companhia de Seguro Saúde Fundação São Francisco Xavier Unimed Cuiabá Unibanco AIG AGF Notre Dame Seguradora Brasilsaude Companhia de Seguros Omint Unimed do Centro Oeste Unimed de Marilia Care Plus Beneficencia Camiliana do Sul Unimed de Londrina Unimed de Bauru Mediplan Assistencial Unimed Sorocaba
  21. 21. Operadoras com Lucratividade Excepcional Em relação ao Lucro por usuário comparando as Empresas “Outlier” e as demais: Não há diferença estatisticamente significativa entre a proporção de empresas de Medicina de Grupo, Cooperativa, Autogestão ou Filantropia Existe 24 X mais chance de ser Seguradora Para as seguintes variáveis as empresas “Outlier” demonstraram valores estatisticamente superior as demais: Ticket Médio Gasto Médio por usuário com sinistro Resultado Líquido (só em 2006) As demais variáveis não apresentaram diferenças significativas
  22. 22. Operadoras Duplamente Excepcionais: Considerou-se as operadoras que estavam acima do percentil 90% em Lucro Líquido E Lucratividade nos 2 anos considerados Sul América Seguro Saúde Unimed BH. Porto Seguro - Seguro Saúde S/A Sul America Companhia de Seguro Saúde Unibanco AIG AGF Omint
  23. 23. Operadoras Duplamente Excepcionais: Em relação ao Lucro por usuário comparando as Operadoras Excepcionais e as demais: Não há diferença estatisticamente significativa entre a proporção de empresas de Medicina de Grupo, Cooperativa, Autogestão ou Filantropia Existe 67 X mais chance de ser Seguradora Para as seguintes variáveis as empresas Exepcionais demonstraram valores estatisticamente superior as demais: Ticket Médio Resultado Líquido (só em 2006) Lucratividade Sinistralidade (só em 2007) As demais variáveis não apresentaram diferenças significativas
  24. 24. Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras Contexto Geral São Paulo - 2009
  25. 25. Contexto Geral O setor de saúde suplementar brasileiro é fortemente regulado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Que controla o funcionamento das operadoras de saúde, regula os reajustes de preço, fiscaliza suas contas e garante o atendimento aos Usuários na eventualidade da falência de uma operadora Em junho de 2009 há 1116 operadoras com assistência médica que atendem a um total de 41.169.592 beneficiários.
  26. 26. Contexto Geral O setor de saúde suplementar brasileiro é fortemente regulado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) Que controla o funcionamento das operadoras de saúde, regula os reajustes de preço, fiscaliza suas contas e garante o atendimento aos Usuários na eventualidade da falência de uma operadora Em junho de 2009 há 1116 operadoras com assistência médica que atendem a um total de 41.169.592 beneficiários.
  27. 27. A ANS classifica as operadoras conforme seu modelo... Autogestões: Operadora ligada a uma grande empresa (geralmente estatal ou semi-estatal) cujos clientes são os próprios funcionários da empresa e seus familiares. Normalmente não pode ser vendida mas pode terceirizar sua administração a uma seguradora ou Medicina de Grupo. Exemplos: Petrus (Petrobrás), Banco do Brasil, Sabesprev etc. Cooperativas Médicas: Sociedades de médicos e outros profissionais de saúde responsáveis pelo atendimento aos usuários em consultórios próprios ou em hospitais, laboratórios e clínicas credenciadas. São por vinte participantes no mínimo – os cooperados – que integralizam um capital em quotas. Não podem ser vendidas. O principal exemplo é a UNIMED. Operadoras Filantrópicas Operadora fundada por um hospital filantrópico, normalmente uma Santa Casa, com o objetivo de auxiliar na sua receita. Em sua maioria são pequenas e deficitárias e não podem ser vendidas.
  28. 28. A ANS classifica as operadoras conforme seu modelo... Medicina de Grupo Em termos de número de empresas e de número de clientes é o tipo mais comum de operadora. Pode funcionar no sistema de pré pagamento ou de reembolso das despesas (conforme tabela própria). Pode vender planos corporativos, familiares ou pessoais. Pode possuir rede própria de atendimento. Seguradoras com especialização em Saúde São operadoras mantidas por empresas seguradoras comuns cuja única diferença em relação às Medicinas de Grupo é que estas NÃO podem ter serviços próprios. Alguns exemplos são AGF, Bradesco, Sul América etc.
  29. 29. Metodologia Selecionamos para este estudo o Grupo de Operadoras que informaram corretamente os dados do DIOPS e portanto apresentaram resultados coerentes no Anuário 2007 Fontes de Informação: Anuário ANS 2007 Base de Dados ANS 7% 41% 10% 40% 2% Operadoras Por Modelo AutogestãosemMantenedor CooperativaMedica Filantropia Medicinade Grupo Seguradora 2% 36% 4% 42% 16% Operadoras Por Número de Vidas AutogestãosemMantenedor CooperativaMedica Filantropia Medicinade Grupo Seguradora
  30. 30. Para efeito de análises consideramos um Paretto de 80% dos usuários... Com isso foram estudados 146 operadoras assim divididas: 1% 46% 5% 41% 7% Perfil das Operadoras Avaliadas Por Operadora AutogestãosemMantenedor CooperativaMedica Filantropia Medicinade Grupo Seguradora 1% 35% 2% 43% 19% Perfil das Operadoras Avaliadas Por Vidas AutogestãosemMantenedor CooperativaMedica Filantropia Medicinade Grupo Seguradora
  31. 31. Variáveis do Estudo O objetivo do Estudo é avaliar quais são as características contábeis que diferenciam as operadoras com lucro ou lucratividade excepcional das demais Definiu-se como lucratividade como sendo o quociente entre o lucro e o número de usuários Considerou-se lucro ou lucratividade excepcional os valores acima do percentil 90%
  32. 32. Validadas as variáveis procuramos um modelo matemático que explique os diferentes comportamentos das operadoras de saúde... Fixando-se Lucro: Análise Univariada Análise Multivariada Fixando-se Lucro/Cliente Análise Univariada Análise Multivariada
  33. 33. Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras Análise Crítica das Variáveis São Paulo - 2009
  34. 34. Nesta análise crítica, olharemos cada variável no contexto da amostra total e depois compararemos os diversos modelos de operadoras entre si O objetivo desta análise é a validação de cada variável. Por se tratar de uma amostra relativamente pequena, amostras com dispersão elevada, ou presença de muitos “outliers” comprometeria a precisão do estudo: -500000 ,0 0,0 500000, 0 1000000 ,0 1500000 ,0 2000000 ,0 2500000 ,0 3000000 ,0-200,0 -100,0 0,0 100,0 200,0 300,0 400,0 X
  35. 35. Após esta análise individual, olhamos a inter-relação... ...entre as variáveis, buscando a melhor forma de correlacioná-las. Foram realizadas análises univariadas e regressões múltiplas
  36. 36. Número de Clientes em 2007 Grande dispersão da amostra As seguintes operadoras foram consideradas outliers por apresentarem número de clientes muito alto: Bradesco, Intermédica, AMIL Sul América, Medial, Unimed BH, Unimed Campinas, Golden Cross, Amico, Central Nacional Unimed, Soc.Coop. de Serv.Médicos de Curitiba e Região Metropolitana, Amesp, Sul América, Porto Seguro, Hapvida, Unimed Fortaleza, Unimed Vitória Média aritmética 186.124,23 Mediana 87.698,50 Moda #N/D Percentil 10 % 47.898,50 1º quartil (25 %) 57.566,50 2º quartil (50 %) 87.698,50 3º quartil (75 %) 141.268,25 Desvio padrão 330.360,96 Variância 109.138.362.536,80 Desvio Médio 167.270,76 Máximo 2.820.786,00 Mínimo 40.499,00 Intervalo Interquartil 83.701,75 Amplitude 2.780.287,00 Coeficiente de Variação 177,49 Medidas de Posição Medidas de Dispersão -1000000 0 1000000 2000000 3000000
  37. 37. Número de Clientes em 2006 Grande dispersão da amostra As seguintes operadoras foram consideradas outliers por apresentarem número de clientes muito alto: Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Unimed Paulistana, Central Nacional Unimed, Unimed-Rio, Golden Cross, Pró-Saúde, Unimed Campinas, Unimed Curitiba, Sul America Companhia de Seguro Saúde Média aritmética 169.417,49 Mediana 80.360,00 Moda 73.525,00 Percentil 10 % 40.973,00 1º quartil (25 %) 51.324,75 2º quartil (50 %) 80.360,00 3º quartil (75 %) 130.130,50 Desvio padrão 307.373,99 Variância 94.478.766.864,57 Desvio Médio 153.852,50 Máximo 2.615.149,00 Mínimo 9.200,00 Intervalo Interquartil 78.805,75 Amplitude 2.605.949,00 Coeficiente de Variação 181,43 Medidas de Posição Medidas de Dispersão -500000 0 500000 1000000 1500000 2000000 2500000 3000000
  38. 38. Contraprestações efetivas 2007 Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Unimed Paulistana, Central Nacional Unimed, Unimed-Rio, Golden Cross, Unimed Campinas, Unimed Curitiba, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed Porto Alegre Média aritmética 241.033.165,08 Mediana 105.407.000,00 Moda #N/D Percentil 10 % 34.484.500,00 1º quartil (25 %) 51.794.000,00 2º quartil (50 %) 105.407.000,00 3º quartil (75 %) 234.927.500,00 Desvio padrão 420.617.200,26 Variância 176.918.829.154.345.000,00 Desvio Médio 232.606.135,51 Máximo 2.920.138.000,00 Mínimo 3.177.000,00 Intervalo Interquartil 183.133.500,00 Amplitude 2.916.961.000,00 Coeficiente de Variação 174,51 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  39. 39. Contraprestações efetivas 2006 Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Unimed Paulistana, Central Nacional Unimed, Unimed-Rio, Golden Cross, Unimed Campinas, Unimed Curitiba, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed Porto Alegre Média aritmética 213.997.155,75 Mediana 91.356.500,00 Moda #N/D Percentil 10 % 28.015.000,00 1º quartil (25 %) 45.138.750,00 2º quartil (50 %) 91.356.500,00 3º quartil (75 %) 188.712.500,00 Desvio padrão 415.408.514,21 Variância 172.564.233.674.743.000,00 Desvio Médio 212.366.465,97 Máximo 3.561.841.000,00 Mínimo 950.000,00 Intervalo Interquartil 143.573.750,00 Amplitude 3.560.891.000,00 Coeficiente de Variação 194,12 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  40. 40. Correlação Linear O elevado número de coincidências entre os outliers do número de Usuários e do Faturamento exige que seja calculada a correlação entre estes 2 indicadores, o que realmente demonstra forte correlação, neste seguimento y= 1199x + 1E+07 R² = 0,7871 - 500.000.000,00 1.000.000.000,00 1.500.000.000,00 2.000.000.000,00 2.500.000.000,00 3.000.000.000,00 3.500.000.000,00 4.000.000.000,00 0 500.000 1.000.000 1.500.000 2.000.000 2.500.000 3.000.000 AnáliseUnivariada Prêmiosx Vidas 2006 y = 1111,7x + 3E+07 R² = 0,7624 - 500.000.000,00 1.000.000.000,00 1.500.000.000,00 2.000.000.000,00 2.500.000.000,00 3.000.000.000,00 3.500.000.000,00 0 500.000 1.000.000 1.500.000 2.000.000 2.500.000 3.000.000 AnáliseUnivariada Prêmiosx Vidas 2007
  41. 41. Eventos Indenizatórios Líquidos 2007 Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Unimed Paulistana, Central Nacional Unimed, Unimed-Rio, Golden Cross, Unimed Campinas, Unimed Curitiba, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed Porto Alegre Média aritmética -195.408.683,10 Mediana -79.919.000,00 Moda #N/D Percentil 10 % -443.078.000,00 1º quartil (25 %) -182.011.000,00 2º quartil (50 %) -79.919.000,00 3º quartil (75 %) -41.514.500,00 Desvio padrão 381.414.887,78 Variância 145.477.316.620.632.000,00 Desvio Médio 193.435.476,36 Máximo -2.197.000,00 Mínimo -3.475.269.000,00 Intervalo Interquartil 140.496.500,00 Amplitude 3.473.072.000,00 Coeficiente de Variação -195,19 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  42. 42. Eventos Indenizatórios Líquidos 2006 Bradesco, Intermédica, Medial, Amil, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Unimed Paulistana, Central Nacional Unimed, Unimed-Rio, Golden Cross, Unimed Campinas, Unimed Curitiba, Porto Seguro, Sul America, Sul América Serviços Médicos Média aritmética -172.425.061,64 Mediana -72.780.000,00 Moda #N/D Percentil 10 % -406.013.000,00 1º quartil (25 %) -151.090.500,00 2º quartil (50 %) -72.780.000,00 3º quartil (75 %) -35.235.000,00 Desvio padrão 351.844.951,86 Variância 123.794.870.146.569.000,00 Desvio Médio 172.934.246,11 Máximo 0,00 Mínimo -3.315.045.000,00 Intervalo Interquartil 115.855.500,00 Amplitude 3.315.045.000,00 Coeficiente de Variação -204,06 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  43. 43. Correlação Linear Enquanto o faturamento destas empresas subiu em média 11,22%, seu gasto com sinistro subiu 11,76% no mesmo período. Houve Fortíssima correlação entre o faturamento da empresa e seus gastos com sinistro y= -0,8405x + 7E+06 R² = 0,9846 -3.500.000.000,00 -3.000.000.000,00 -2.500.000.000,00 -2.000.000.000,00 -1.500.000.000,00 -1.000.000.000,00 -500.000.000,00 - 500.000.000,00 - 500.000.000,00 1.000.000.000,00 1.500.000.000,00 2.000.000.000,00 2.500.000.000,00 3.000.000.000,00 3.500.000.000,00 4.000.000.000,00 ContraprestaçõesEfetivasx Eventos Indenizatórios Líquidos 2006 y= -0,8788x + 2E+07 R² = 0,9392 -4.000.000.000,00 -3.500.000.000,00 -3.000.000.000,00 -2.500.000.000,00 -2.000.000.000,00 -1.500.000.000,00 -1.000.000.000,00 -500.000.000,00 - 500.000.000,00 - 500.000.000,00 1.000.000.000,00 1.500.000.000,00 2.000.000.000,00 2.500.000.000,00 3.000.000.000,00 3.500.000.000,00 ContraprestaçõesEfetivasx Eventos Indenizatórios Líquidos 2007
  44. 44. Resultado Líquido 2007 Outliers de alto lucro: Bradesco, Intermédica, Amil, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Unimed Paulistana, Unimed-Rio, Porto Seguro, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed Seguros Saúde, Marítima, Unimed de Londrina, Unibanco AIG, AGF, Omint Média aritmética 8.687.842,47 Mediana 1.488.500,00 Moda 0,00 Percentil 10 % -1.960.000,00 1º quartil (25 %) 228.750,00 2º quartil (50 %) 1.488.500,00 3º quartil (75 %) 5.869.500,00 Desvio padrão 33.690.278,30 Variância 1.135.034.852.175.010,00 Desvio Médio 12.437.423,81 Máximo 336.663.000,00 Mínimo -11.870.000,00 Intervalo Interquartil 5.640.750,00 Amplitude 348.533.000,00 Coeficiente de Variação 387,79 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  45. 45. Resultado Líquido 2007 Outliers de alto prejuízo: Amico, Aviccena, Unimed do Estado de Santa Catarina, Green Line, Ameplan, Plano de Saúde Ana Costa, Unimed Maceió, Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santos, Sametrade, Unimed Campina Grande, Samed, Sim Serviço Ibirapuera de Medicina, Policlínica Central, Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristovão, Sta Casa Mis N Sra Fátima e Benef Portuguesa de Araraquara Média aritmética 8.687.842,47 Mediana 1.488.500,00 Moda 0,00 Percentil 10 % -1.960.000,00 1º quartil (25 %) 228.750,00 2º quartil (50 %) 1.488.500,00 3º quartil (75 %) 5.869.500,00 Desvio padrão 33.690.278,30 Variância 1.135.034.852.175.010,00 Desvio Médio 12.437.423,81 Máximo 336.663.000,00 Mínimo -11.870.000,00 Intervalo Interquartil 5.640.750,00 Amplitude 348.533.000,00 Coeficiente de Variação 387,79 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  46. 46. Milhões Resultado Líquido 2006 Outliers de alto Lucro: Intermédica, Amil, Amico, Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Central Nacional Unimed, Unimed-Rio, Golden Cross, Porto Seguro, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Sul América Serviços Médicos, Fundação São Francisco Xavier, Unibanco AIG, AGF, Omint Média aritmética 6.689.678,08 Mediana 1.080.500,00 Moda 271.000,00 Percentil 10 % -903.000,00 1º quartil (25 %) 126.750,00 2º quartil (50 %) 1.080.500,00 3º quartil (75 %) 4.393.750,00 Desvio padrão 21.732.576,85 Variância 472.304.896.633.585,00 Desvio Médio 9.519.059,86 Máximo 187.744.000,00 Mínimo -7.878.000,00 Intervalo Interquartil 4.267.000,00 Amplitude 195.622.000,00 Coeficiente de Variação 324,87 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  47. 47. Milhões Resultado Líquido 2006 Outliers de alto Prejuízo: Pró-Saúde, Unimed do Estado de Santa Catarina, Green Line, Unimed Goiania, Centro Clínico Gaúcho, Fundação Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, Unimed de Santa Barbara D`Oeste e Americana, Micromed, Ideal Saude, Unimed Sergipe, Unimed de Franca, Policlin, Sim Serviço Ibirapuera de Medicina, Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristovão, Unimed Petropolis Média aritmética 6.689.678,08 Mediana 1.080.500,00 Moda 271.000,00 Percentil 10 % -903.000,00 1º quartil (25 %) 126.750,00 2º quartil (50 %) 1.080.500,00 3º quartil (75 %) 4.393.750,00 Desvio padrão 21.732.576,85 Variância 472.304.896.633.585,00 Desvio Médio 9.519.059,86 Máximo 187.744.000,00 Mínimo -7.878.000,00 Intervalo Interquartil 4.267.000,00 Amplitude 195.622.000,00 Coeficiente de Variação 324,87 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  48. 48. Taxa de Sinistralidade 2007 Outliers de alta sinistralidade: Bradesco, Unimed de Fortaleza, Unimed do Estado de Santa Catarina, Sul América Serviços Médicos, Mediservice, Fundação São Francisco Xavier, Semeg, Unimed Joao Pessoa, Unimed Natal, Gama Saude, Promédica, Unimed Recife, Unimed Maceio, Policlínica Central, Unimed de Volta RedondaPromed, Climed Média aritmética 0,78 Mediana 0,79 Moda #N/D Percentil 10 % 0,68 1º quartil (25 %) 0,72 2º quartil (50 %) 0,79 3º quartil (75 %) 0,84 Desvio padrão 0,11 Variância 0,01 Desvio Médio 0,07 Máximo 1,19 Mínimo 0,08 Intervalo Interquartil 0,12 Amplitude 1,11 Coeficiente de Variação 13,49 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  49. 49. Taxa de Sinistralidade 2007 Outliers de Baixa Sinistralidade: Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. Rj, Seisa Serviços Integrados de Saúde, Excelsior, Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro, Micromed, Ideal Saude, Adm. Bras. Assist. Medica, Unimed Nova Iguacu, Unimed Varginha, Unimed de Macaé, Sim Serviço Ibirapuera de Medicina, Universal Saude, Unimed Betim, Unimed Governador Valadares Média aritmética 0,78 Mediana 0,79 Moda #N/D Percentil 10 % 0,68 1º quartil (25 %) 0,72 2º quartil (50 %) 0,79 3º quartil (75 %) 0,84 Desvio padrão 0,11 Variância 0,01 Desvio Médio 0,07 Máximo 1,19 Mínimo 0,08 Intervalo Interquartil 0,12 Amplitude 1,11 Coeficiente de Variação 13,49 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  50. 50. Taxa de Sinistralidade 2006 Outliers de alta sinistralidade: Bradesco, Pró-Saúde, Unimed de Fortaleza, Unimed do Estado de Santa Catarina, Sul América Serviços Médicos, Mediservice, Unimed do Estado de SP, Gama Saude, Unimed Regional da Baixa Mogiana, Fundação Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, Unimed Campina Grande, Irmandade de Misericordia de Americana, Circulo Operario Caxiense, Unimed de Taubaté, Unimed Petropolis Média aritmética 0,78 Mediana 0,79 Moda #N/D Percentil 10 % 0,67 1º quartil (25 %) 0,73 2º quartil (50 %) 0,79 3º quartil (75 %) 0,85 Desvio padrão 0,12 Variância 0,02 Desvio Médio 0,08 Máximo 0,99 Mínimo 0,00 Intervalo Interquartil 0,12 Amplitude 0,99 Coeficiente de Variação 15,79 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  51. 51. Taxa de Sinistralidade 2006 Outliers de baixa sinistralidade: Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Seisa, Excelsior, Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro, Adm. Bras. Assist. Medica, Clinipam, Unimed Varginha, Vida Saudável, Mediplan, Unimed Caruaru, Universal Saude, Casa de Saúde São Bernardo, Unimed Betim, Hospital Regional de Franca, Sta Casa Mis N Sra Fátima e Benef Portuguesa de Araraquara Média aritmética 0,78 Mediana 0,79 Moda #N/D Percentil 10 % 0,67 1º quartil (25 %) 0,73 2º quartil (50 %) 0,79 3º quartil (75 %) 0,85 Desvio padrão 0,12 Variância 0,02 Desvio Médio 0,08 Máximo 0,99 Mínimo 0,00 Intervalo Interquartil 0,12 Amplitude 0,99 Coeficiente de Variação 15,79 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  52. 52. Ticket Médio 2007 Sul América Seguro Saúde, Unimed-Rio, Golden Cross, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed Porto Alegre, Unimed Cuiaba, Gama Saude, AGF, Notre Dame, Unimed Recife, Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro, Omint, Confederacao das Cooperativas Medicas do Centro Oeste, Care Plus, Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristovão Média aritmética 1.253,52 Mediana 1.159,19 Moda #N/D Percentil 10 % 538,62 1º quartil (25 %) 776,01 2º quartil (50 %) 1.159,19 3º quartil (75 %) 1.548,97 Desvio padrão 701,48 Variância 492.078,81 Desvio Médio 505,90 Máximo 4.803,89 Mínimo 52,29 Intervalo Interquartil 772,97 Amplitude 4.751,60 Coeficiente de Variação 55,96 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  53. 53. Ticket Médio 2007 Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Ameplan, Vitallis, Semeg, Amil Planos por Administração, Micromed, Ideal Saude, Adm. Bras. Assist. Medica, Promed, Sepaco, Samed, Unimed Varginha, Policlínica Central, Universal Saude Média aritmética 1.253,52 Mediana 1.159,19 Moda #N/D Percentil 10 % 538,62 1º quartil (25 %) 776,01 2º quartil (50 %) 1.159,19 3º quartil (75 %) 1.548,97 Desvio padrão 701,48 Variância 492.078,81 Desvio Médio 505,90 Máximo 4.803,89 Mínimo 52,29 Intervalo Interquartil 772,97 Amplitude 4.751,60 Coeficiente de Variação 55,96 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  54. 54. Ticket Médio 2006 Sul América Seguro Saúde, Unimed-Rio, Golden Cross, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed Porto Alegre, Unimed de Manaus, Unibanco AIG, AGF, Notre Dame, Unimed Recife, Omint, Confederacao das Cooperativas Medicas do Centro Oeste, Care Plus, Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristovão, Unimed Vales Do Taquari E Rio Pardo Média aritmética 1.231,64 Mediana 1.148,72 Moda #N/D Percentil 10 % 530,38 1º quartil (25 %) 708,00 2º quartil (50 %) 1.148,72 3º quartil (75 %) 1.481,12 Desvio padrão 747,80 Variância 559.199,60 Desvio Médio 536,45 Máximo 5.252,48 Mínimo 11,81 Intervalo Interquartil 773,12 Amplitude 5.240,67 Coeficiente de Variação 60,72 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  55. 55. Ticket Médio 2006 Intermédica, Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Ameplan, Vitallis, Centro Clínico Gaúcho, Amil Planos por Administração, Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro, Adm. Bras. Assist. Medica, Grupo Serviços de Medicina, Promed, Sepaco, Unimed Varginha, Policlínica Central, Universal Saude Assistencia Medica Média aritmética 1.231,64 Mediana 1.148,72 Moda #N/D Percentil 10 % 530,38 1º quartil (25 %) 708,00 2º quartil (50 %) 1.148,72 3º quartil (75 %) 1.481,12 Desvio padrão 747,80 Variância 559.199,60 Desvio Médio 536,45 Máximo 5.252,48 Mínimo 11,81 Intervalo Interquartil 773,12 Amplitude 5.240,67 Coeficiente de Variação 60,72 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  56. 56. Gasto com Sinistro por Usuário 2007 Sul América Seguro Saúde, Unimed-Rio, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed Porto Alegre, Unimed Cuiaba, Unimed Natal, Gama Saude, AGF, Notre Dame, Unimed Recife, Unimed Maceio, Omint, Care Plus, Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristovão, Unimed de Volta Redonda Média aritmética 982,01 Mediana 933,30 Moda #N/D Percentil 10 % 382,92 1º quartil (25 %) 588,21 2º quartil (50 %) 933,30 3º quartil (75 %) 1.209,16 Desvio padrão 559,38 Variância 312.907,27 Desvio Médio 410,77 Máximo 3.586,84 Mínimo 36,16 Intervalo Interquartil 620,95 Amplitude 3.550,68 Coeficiente de Variação 56,96 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  57. 57. Gasto com Sinistro por Usuário 2007 Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Ameplan, Vitallis, Amil Planos por Administração, Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro, Micromed, Ideal Saude, Adm. Bras. Assist. Medica, Promed, Sepaco, Unimed Varginha, Policlínica Central, Universal Saude, Unimed Betim Média aritmética 982,01 Mediana 933,30 Moda #N/D Percentil 10 % 382,92 1º quartil (25 %) 588,21 2º quartil (50 %) 933,30 3º quartil (75 %) 1.209,16 Desvio padrão 559,38 Variância 312.907,27 Desvio Médio 410,77 Máximo 3.586,84 Mínimo 36,16 Intervalo Interquartil 620,95 Amplitude 3.550,68 Coeficiente de Variação 56,96 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  58. 58. Gasto com Sinistro por Usuário 2006 Sul América Seguro Saúde, Unimed-Rio, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed Porto Alegre, Unibanco AIG, Gama Saude, Notre Dame, Unimed Recife, Omint, Confederacao das Cooperativas Medicas do Centro Oeste, Unimed de Bauru, Care Plus, Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristovão, Unimed Vale do Sinos, Unimed Vales do Taquari e Rio Pardo Média aritmética 978,45 Mediana 907,45 Moda #N/D Percentil 10 % 389,77 1º quartil (25 %) 528,33 2º quartil (50 %) 907,45 3º quartil (75 %) 1.265,87 Desvio padrão 606,31 Variância 367.613,93 Desvio Médio 451,99 Máximo 3.684,00 Mínimo 0,00 Intervalo Interquartil 737,54 Amplitude 3.684,00 Coeficiente de Variação 61,97 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  59. 59. Gasto com Sinistro por Usuário 2006 Pró-saúde, Assoc. Benef. Professores Pub. At. e Inat. RJ, Seisa, Ameplan, Vitallis, Amil Planos por Administração, Caixa de Assistência dos Advogados do Estado do Rio de Janeiro, Adm. Bras. Assist. Medica, Sepaco, Unimed Varginha, Policlínica Central, Universal Saude, Unimed Betim, Hospital Regional de Franca, Sta Casa Mis N Sra Fátima e Benef Portuguesa de Araraquara Média aritmética 978,45 Mediana 907,45 Moda #N/D Percentil 10 % 389,77 1º quartil (25 %) 528,33 2º quartil (50 %) 907,45 3º quartil (75 %) 1.265,87 Desvio padrão 606,31 Variância 367.613,93 Desvio Médio 451,99 Máximo 3.684,00 Mínimo 0,00 Intervalo Interquartil 737,54 Amplitude 3.684,00 Coeficiente de Variação 61,97 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  60. 60. Lucratividade 2007 Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Porto Seguro, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Unimed de Londrina, Unimed Cuiaba, Unibanco AIG, AGF, Notre Dame, Omint, Unimed de Bauru, Mediplan, Unimed Sorocaba, Care Plus, Beneficencia Camiliana Do Sul Média aritmética 35,01 Mediana 16,12 Moda 0,00 Percentil 10 % -15,15 1º quartil (25 %) 3,16 2º quartil (50 %) 16,12 3º quartil (75 %) 46,17 Desvio padrão 102,11 Variância 10.425,61 Desvio Médio 48,83 Máximo 957,68 Mínimo -219,90 Intervalo Interquartil 43,02 Amplitude 1.177,58 Coeficiente de Variação 291,61 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  61. 61. Lucratividade 2007 Aviccena, Unimed do Estado de Santa Catarina, Ameplan, Plano de Saúde Ana Costa, Unimed Maceio, Irmandade da Santa Casa da Misericórdia de Santos, Sametrade, Unimed Nova Iguacu, Unimed Campina Grande, Samed, Sim Serviço Ibirapuera de Medicina, Policlínica Central, Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristovão, São Francisco Sistemas de Saude, Sta Casa Mis N Sra Fátima e Benef Portuguesa de Araraquara Média aritmética 35,01 Mediana 16,12 Moda 0,00 Percentil 10 % -15,15 1º quartil (25 %) 3,16 2º quartil (50 %) 16,12 3º quartil (75 %) 46,17 Desvio padrão 102,11 Variância 10.425,61 Desvio Médio 48,83 Máximo 957,68 Mínimo -219,90 Intervalo Interquartil 43,02 Amplitude 1.177,58 Coeficiente de Variação 291,61 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  62. 62. Lucratividade 2006 Sul América Seguro Saúde, Unimed BH, Porto Seguro, Sul America Companhia de Seguro Saúde, Fundação São Francisco Xavier, Unimed Cuiaba, Unibanco AIG, AGF, Notre Dame, Brasilsaude, Omint, Unimed Confederacao das Cooperativas Medicas do Centro Oeste, Unimed de Marilia, Care Plus, Beneficencia Camiliana Do Sul Média aritmética 33,71 Mediana 11,33 Moda #N/D Percentil 10 % -12,12 1º quartil (25 %) 1,99 2º quartil (50 %) 11,33 3º quartil (75 %) 45,89 Desvio padrão 76,48 Variância 5.848,68 Desvio Médio 43,78 Máximo 504,47 Mínimo -127,33 Intervalo Interquartil 43,90 Amplitude 631,79 Coeficiente de Variação 226,85 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  63. 63. Lucratividade 2006 Pró-saúde, Unimed do Estado de Santa Catarina, Centro Clínico Gaúcho, Fundação Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte, Unimed de Santa Barbara D Oeste e Americana, Micromed, Ideal, Unimed Sergipe, Unimed de Franca, Samed, Policlin, Sim Serviço Ibirapuera de Medicina, Sociedade de Beneficência e Filantropia São Cristovão, Irmandade de Misericordia de Americana, Unimed Petropolis Média aritmética 33,71 Mediana 11,33 Moda #N/D Percentil 10 % -12,12 1º quartil (25 %) 1,99 2º quartil (50 %) 11,33 3º quartil (75 %) 45,89 Desvio padrão 76,48 Variância 5.848,68 Desvio Médio 43,78 Máximo 504,47 Mínimo -127,33 Intervalo Interquartil 43,90 Amplitude 631,79 Coeficiente de Variação 226,85 Medidas de Posição Medidas de Dispersão
  64. 64. Não houve Correlação: y= 0,0031x + 159172 R² = 0,1001 0 500.000 1.000.000 1.500.000 2.000.000 2.500.000 3.000.000 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2007 com: Vidas 2007 Linear (Vidas 2007) y= 0,0045x + 139568 R² = 0,0995 0 500.000 1.000.000 1.500.000 2.000.000 2.500.000 3.000.000 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2006 com: Vidas 2006 Linear (Vidas 2006) y= 209,66x + 178783 R² = 0,0042 0 500.000 1.000.000 1.500.000 2.000.000 2.500.000 3.000.000 -400,00 -200,00 - 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2007 com: Vidas 2007 Linear (Vidas 2007) y= 168,38x + 163741 R² = 0,0018 0 500.000 1.000.000 1.500.000 2.000.000 2.500.000 3.000.000 -200,00 -100,00 - 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: Vidas 2006 Linear (Vidas 2006)
  65. 65. Não houve Correlação: y= 7,6611x + 2E+08 R² = 0,3765 - 500.000.000,00 1.000.000.000,00 1.500.000.000,00 2.000.000.000,00 2.500.000.000,00 3.000.000.000,00 3.500.000.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2007 com: Contraprestações efetivas 2007 Linear (Contraprestaçõesefetivas 2007) y= 10,4x + 1E+08 R² = 0,296 - 500.000.000,00 1.000.000.000,00 1.500.000.000,00 2.000.000.000,00 2.500.000.000,00 3.000.000.000,00 3.500.000.000,00 4.000.000.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2006 com: Contraprestações efetivas 2006 Linear (Contraprestaçõesefetivas 2006) y= 1E+06x + 2E+08 R² = 0,0993 -500.000.000,00 - 500.000.000,00 1.000.000.000,00 1.500.000.000,00 2.000.000.000,00 2.500.000.000,00 3.000.000.000,00 3.500.000.000,00 -400,00 -200,00 - 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2007 com: Contraprestações efetivas 2007 Linear (Contraprestaçõesefetivas 2007) y= 1E+06x + 2E+08 R² = 0,0558 - 500.000.000,00 1.000.000.000,00 1.500.000.000,00 2.000.000.000,00 2.500.000.000,00 3.000.000.000,00 3.500.000.000,00 4.000.000.000,00 -200,00 -100,00 - 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: Contraprestações efetivas 2006 Linear (Contraprestaçõesefetivas 2006)
  66. 66. Não houve Correlação: y= -5,7835x - 1E+08 R² = 0,261 -4.000.000.000,00 -3.500.000.000,00 -3.000.000.000,00 -2.500.000.000,00 -2.000.000.000,00 -1.500.000.000,00 -1.000.000.000,00 -500.000.000,00 - -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2007 com: Eventos inden.Líquidos2007 Linear (Eventos inden.Líquidos 2007) y= -8,0402x - 1E+08 R² = 0,2466 -3.500.000.000,00 -3.000.000.000,00 -2.500.000.000,00 -2.000.000.000,00 -1.500.000.000,00 -1.000.000.000,00 -500.000.000,00 - -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2006 com: Eventos inden.Líquidos2006 Linear (Eventos inden.Líquidos 2006) y= -940830x - 2E+08 R² = 0,0634 -4.000.000.000,00 -3.500.000.000,00 -3.000.000.000,00 -2.500.000.000,00 -2.000.000.000,00 -1.500.000.000,00 -1.000.000.000,00 -500.000.000,00 - 500.000.000,00 -400,00 -200,00 - 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2007 com: Eventos inden.Líquidos2007 Linear (Eventos inden.Líquidos 2007) y= -983508x - 1E+08 R² = 0,0457 -3.500.000.000,00 -3.000.000.000,00 -2.500.000.000,00 -2.000.000.000,00 -1.500.000.000,00 -1.000.000.000,00 -500.000.000,00 - -200,00 -100,00 - 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: Eventos inden.Líquidos2006 Linear (Eventos inden.Líquidos 2006)
  67. 67. Não houve Correlação: y= 1E-05x + 1168,8 R² = 0,2193 - 1.000,00 2.000,00 3.000,00 4.000,00 5.000,00 6.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2007 com: TicketMédio 2007 Linear (Ticket Médio 2007) y= 1E-05x + 1139,9 R² = 0,1588 - 1.000,00 2.000,00 3.000,00 4.000,00 5.000,00 6.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2006 com: TicketMédio 2006 Linear (Ticket Médio 2006) y= 4,0219x + 1112,7 R² = 0,3427 - 1.000,00 2.000,00 3.000,00 4.000,00 5.000,00 6.000,00 -400,00 -200,00 - 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2007 com: TicketMédio 2007 Linear (Ticket Médio 2007) y= 6,1496x + 1024,3 R² = 0,3955 - 1.000,00 2.000,00 3.000,00 4.000,00 5.000,00 6.000,00 -200,00 -100,00 - 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: TicketMédio 2006 Linear (Ticket Médio 2006)
  68. 68. Não houve Correlação: y= 7E-06x + 919,95 R² = 0,1851 - 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 4.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2007 com: Sinistro/Usuário2007 Linear (Sinistro/Usuário2007) y= 1E-05x + 907,42 R² = 0,1448 - 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 4.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2006 com: Sinistro/Usuário2006 Linear (Sinistro/Usuário2006) y= 2,9307x + 879,39 R² = 0,2862 - 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 4.000,00 -400,00 -200,00 - 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2007 com: Sinistro/Usuário2007 Linear (Sinistro/Usuário2007) y= 4,4358x + 828,91 R² = 0,313 - 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 4.000,00 -200,00 -100,00 - 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: Sinistro/Usuário2006 Linear (Sinistro/Usuário2006)
  69. 69. Não houve Correlação: y= -2E-10x + 0,785 R² = 0,0027 - 0,20 0,40 0,60 0,80 1,00 1,20 1,40 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2007 com: Sinistralidade2007 Linear (Sinistralidade 2007) y= -6E-11x + 0,7812 R² = 1E-04 - 0,20 0,40 0,60 0,80 1,00 1,20 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido 2006 com: Sinistralidade2006 Linear (Sinistralidade 2006) y= -1E-04x + 0,7871 R² = 0,009 - 0,20 0,40 0,60 0,80 1,00 1,20 1,40 -400,00 -200,00 - 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2007 com: Sinistralidade2007 Linear (Sinistralidade 2007) y= -0,0001x + 0,7851 R² = 0,0062 - 0,20 0,40 0,60 0,80 1,00 1,20 -200,00 -100,00 - 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: Sinistralidade2006 Linear (Sinistralidade 2006)
  70. 70. Não houve Correlação, exceto... y= 190662x + 261849 R² = 0,4502 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 -200,00 -100,00 - 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: RESULTADOLÍQUIDO 2006 Linear (RESULTADO LÍQUIDO 2006) y= 1,068x - 0,9915 R² = 0,6399 -400,00 -200,00 - 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 -200,00 -100,00 - 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: Lucratividade 2007 Linear (Lucratividade 2007) y= 265773x - 617980 R² = 0,6488 -100.000.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 -400,00 -200,00 - 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Análise Univariadacomparando Lucratividade2006 com: RESULTADOLÍQUIDO 2007 Linear (RESULTADO LÍQUIDO 2007) y = 1,4508x - 1E+06 R² = 0,8759 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 -50.000.000,00 - 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 Análise Univariadacomparando ResultadoLíquido2006 com: RESULTADOLÍQUIDO 2007 Linear (RESULTADO LÍQUIDO 2007)
  71. 71. Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras Empresas Deficitárias X Controle São Paulo - 2009
  72. 72. Operadoras Deficitárias 1/2 Amico Saúde Pró-saúde Aviccena Unimed do Estado de Santa Catarina Green Line Unimed Nordeste RS Unimed Goiania Ameplan Ideal Saude Unimed Sergipe Unimed Nova Iguacu Unimed Florianópolis Plano de Saúde Ana Costa Centro Clínico Gaúcho Unimed Recife Unimed Maceio Santa Casa da Misericórdia de Santos Santa Casa de Misericórdia Belo Horizonte Unimed de Santa Barbara D Oeste e Americana Sametrade Micromed
  73. 73. Operadoras Deficitárias 2/2 Promed Assistencia Medica Unimed Campina Grande Unimed de Franca Samed Policlin Sim Serviço Ibirapuera de Medicina Policlínica Central Unimed Sul Capixaba Life System Sociedade ee Beneficência e Filantropia São Cristovão Irmandade de Misericordia de Americana São Francisco Sistemas de Saude Circulo Operario Caxiense Sta Casa Mis N Sra Fátima e Benef Portuguesa De Araraquara Unimed Petropolis
  74. 74. O tipo de Operadora define seu potencial de resultado? Conclusão: Há estatisticamente muito mais Filantrópicas Não há Seguradoras 0 Outlier Comum TOTAL Autogestão 0 1 1 Outras 36 109 145 TOTAL 36 110 146 ODDS RATIO= 0,00 IC 95% = #DIV/0! #DIV/0! 0 Outlier Comum TOTAL Cooperativa Medica 13 55 68 Outras 23 55 78 TOTAL 36 110 146 ODDS RATIO= 0,57 IC 95% = 0,26 1,23 0 Outlier Comum TOTAL Filantropia 5 2 7 Outras 31 108 139 TOTAL 36 110 146 ODDS RATIO= 8,71 IC 95% = 1,61 47,10 Tipo Deficitárias Tipo Deficitárias Tipo Deficitárias 0 Outlier Comum TOTAL Medicina de Grupo 18 42 60 Outras 18 68 86 TOTAL 36 110 146 ODDS RATIO= 1,62 IC 95% = 0,76 3,46 0 Outlier Comum TOTAL Seguradora 0 10 10 Outras 36 100 136 TOTAL 36 110 146 ODDS RATIO= 0,00 IC 95% = #DIV/0! #DIV/0! Deficitárias Tipo Deficitárias Tipo
  75. 75. Deficitárias X Controle Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do número de usuários entre os 2 grupos em 2006 não é estatisticamente significativa 0,00 50.000,00 100.000,00 150.000,00 200.000,00 250.000,00 300.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Vidas p= 5%
  76. 76. Deficitárias X Controle Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do número de usuários entre os 2 grupos em 2007 não é estatisticamente significativa 0,00 50.000,00 100.000,00 150.000,00 200.000,00 250.000,00 300.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Vidas p= 5%
  77. 77. Deficitárias X Controle Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do faturamento entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa 0,00 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Faturamento p= 5%
  78. 78. 0,00 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 300.000.000,00 350.000.000,00 400.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Faturamento p= 5% Deficitárias X Controle Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do faturamento entre os 2 grupos em 2007 não é estatisticamente significativa
  79. 79. Deficitárias X Controle Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do gasto com sinistro entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa -300.000.000,00 -250.000.000,00 -200.000.000,00 -150.000.000,00 -100.000.000,00 -50.000.000,00 0,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Gasto com Sinistro p= 5%
  80. 80. Deficitárias X Controle Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do gasto com sinistro entre os 2 grupos em 2007 não é estatisticamente significativa -350.000.000,00 -300.000.000,00 -250.000.000,00 -200.000.000,00 -150.000.000,00 -100.000.000,00 -50.000.000,00 0,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Gasto com Sinistro p= 5%
  81. 81. Deficitárias X Controle Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias da taxa de sinistralidade entre os 2 grupos em 2006 0,70 0,72 0,74 0,76 0,78 0,80 0,82 0,84 0,86 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Sinistralidade p= 5%
  82. 82. Deficitárias X Controle Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias da taxa de sinistralidade entre os 2 grupos em 2007 0,72 0,74 0,76 0,78 0,80 0,82 0,84 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Sinistralidade p= 5%
  83. 83. Deficitárias X Controle Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias dos Tickets Médios entre os 2 grupos em 2006 0,00 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 1.400,00 1.600,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Ticket Médio p= 5%
  84. 84. Deficitárias X Controle Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias dos Tickets Médios entre os 2 grupos em 2007 0,00 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 1.400,00 1.600,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Ticket Médio p= 5%
  85. 85. Deficitárias X Controle Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário dos 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias do Gasto Médio por Usuário entre os 2 grupos em 2006 0,00 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 1.400,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Sinistro/Usuário p= 5%
  86. 86. Deficitárias X Controle Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário dos 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias do Gasto Médio por Usuário entre os 2 grupos em 2007 0,00 200,00 400,00 600,00 800,00 1.000,00 1.200,00 Outliers Comuns Teste T de Student Deficitárias X Controle Sinistro/Usuário p= 5%
  87. 87. Conclusões As empresas deficitárias comparadas as demais: Há estatisticamente MENOS cooperativas Não há diferença estatisticamente significativa entre a proporção de empresas de medicina de grupo ou filantrópica Existe 7 X mais chance de ser Seguradora Para as seguintes variáveis as empresas “Outlier” demonstraram performance estatisticamente superior as demais: Gasto com Sinistro (2006) Contraprestações Efetivas (2006) Não Há diferença Estatísticamente Significativa em: Sinistralidade
  88. 88. Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras Empresas Alto Lucro X Controle São Paulo - 2009
  89. 89. Operadoras com Lucro Excepcional: Intermédica Amil Amico Sul América Seguro Saúde, Unimed BH Central Nacional Unimed Unimed-Rio Golden Cross Porto Seguro Sul America Companhia de Seguro Saúde  Sul América Serviços Médicos  Fundação São Francisco Xavier  Unibanco AIG  AGF Saúde  Omint  Bradesco  Unimed Paulistana  Unimed Seguros Saúde  Marítima Saúde Seguros  Unimed de Londrina
  90. 90. O tipo de Operadora define seu potencial de resultado? Conclusão: Há estatisticamente MENOS cooperativas Há estatisticamente MAIS Seguradoras 0 Outlier Comum TOTAL Autogestão 0 1 1 Outras 20 125 145 TOTAL 20 126 146 ODDS RATIO= 0,00 IC 95% = #DIV/0! #DIV/0! 0 Outlier Comum TOTAL Cooperativa Medica 5 63 68 Outras 15 63 78 TOTAL 20 126 146 ODDS RATIO= 0,33 IC 95% = 0,11 0,97 0 Outlier Comum TOTAL Filantropia 1 6 7 Outras 19 120 139 TOTAL 20 126 146 ODDS RATIO= 1,05 IC 95% = 0,12 9,23 Resultado Operacional Tipo Resultado Operacional Tipo Resultado Operacional Tipo 0 Outlier Comum TOTAL Medicina de Grupo 6 54 60 Outras 14 72 86 TOTAL 20 126 146 ODDS RATIO= 0,57 IC 95% = 0,21 1,58 0 Outlier Comum TOTAL Seguradora 8 2 10 Outras 12 124 136 TOTAL 20 126 146 ODDS RATIO= 41,33 IC 95% = 7,87 217,16 Resultado Operacional Tipo Resultado Operacional Tipo
  91. 91. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do número de usuários entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa 0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 800.000 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Vidas em 2006 p= 5%
  92. 92. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do número de usuários entre os 2 grupos em 2007 é estatisticamente significativa 0 100.000 200.000 300.000 400.000 500.000 600.000 700.000 800.000 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Vidas em 2007 p= 5%
  93. 93. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do faturamento entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa 0 200.000.000 400.000.000 600.000.000 800.000.000 1.000.000.000 1.200.000.000 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Faturamento em 2006 p= 5%
  94. 94. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do faturamento entre os 2 grupos em 2007 é estatisticamente significativa 0 200.000.000 400.000.000 600.000.000 800.000.000 1.000.000.000 1.200.000.000 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Faturamento em 2007 p= 5%
  95. 95. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do gasto com sinistro entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa -900.000.000,00 -800.000.000,00 -700.000.000,00 -600.000.000,00 -500.000.000,00 -400.000.000,00 -300.000.000,00 -200.000.000,00 -100.000.000,00 0,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Gasto com Sinistro 2006 p= 5%
  96. 96. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos? Conclusão: A diferença média do gasto com sinistro entre os 2 grupos em 2007 é estatisticamente significativa -1.000.000.000,00 -900.000.000,00 -800.000.000,00 -700.000.000,00 -600.000.000,00 -500.000.000,00 -400.000.000,00 -300.000.000,00 -200.000.000,00 -100.000.000,00 0,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Gasto com Sinistro 2007 p= 5%
  97. 97. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias da taxa de sinistralidade entre os 2 grupos em 2006 0,74 0,75 0,76 0,77 0,78 0,79 0,8 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Sinistralidade 2006 p= 5%
  98. 98. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias da taxa de sinistralidade entre os 2 grupos em 2007 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Sinistralidade 2007 p= 5%
  99. 99. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias dos Tickets Médios entre os 2 grupos em 2006 0 500 1000 1500 2000 2500 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Ticket Médio 2006 p= 5%
  100. 100. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias dos Tickets Médios entre os 2 grupos em 2007 0 500 1000 1500 2000 2500 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Ticket Médio 2007 p= 5%
  101. 101. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário dos 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias do Gasto Médio por Usuário entre os 2 grupos em 2006 0 200 400 600 800 1000 1200 1400 1600 1800 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Gasto Médio por Usuário 2006 p= 5%
  102. 102. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário dos 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias do Gasto Médio por Usuário entre os 2 grupos em 2007 0 200 400 600 800 1000 1200 1400 1600 1800 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Gasto Médio por Usuário 2007 p= 5%
  103. 103. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre a Lucratividade dos 2 grupos? Conclusão: A diferença média do lucro por usuário entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa 0 20 40 60 80 100 120 140 160 180 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Lucratividade 2006 p= 5%
  104. 104. Outliers Lucro X Controle Há diferença entre Lucratividade dos 2 grupos? Conclusão: A diferença média do lucro por usuário entre os 2 grupos em 2007 é estatisticamente significativa 0 50 100 150 200 250 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Lucratividade 2007 p= 5%
  105. 105. Conclusões Em relação ao Lucro Líquido comparando as Empresas “Outlier” e as demais: Há estatisticamente MENOS cooperativas Não há diferença estatisticamente significativa entre a proporção de empresas de medicina de grupo ou filantrópica Existe 7 X mais chance de ser Seguradora Para as seguintes variáveis as empresas “Outlier” demonstraram performance estatisticamente superior as demais: Número de usuários Faturamento Gasto com Sinistro Lucro por Segurado Ticket Médio Lucratividade Não Há diferença Estatísticamente Significativa em: Sinistralidade
  106. 106. Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras Empresas de Alta Lucratividade X Controle São Paulo - 2009
  107. 107. Operadoras com Lucratividade Excepcional: Sul América Seguro Saúde S/A Unimed BH Porto Seguro Sul America Companhia de Seguro Saúde Fundação São Francisco Xavier Unimed Cuiabá Unibanco AIG AGF Notre Dame Seguradora Brasilsaude Companhia de Seguros Omint Unimed do Centro Oeste Unimed de Marilia Care Plus Beneficencia Camiliana do Sul Unimed de Londrina Unimed de Bauru Mediplan Assistencial Unimed Sorocaba
  108. 108. O tipo de Operadora define seu potencial de resultado? Conclusão: Há estatisticamente MAIS Seguradoras 0 Outlier Comum TOTAL Autogestão 0 1 1 Outras 19 126 145 TOTAL 19 127 146 ODDS RATIO= 0,00 IC 95% = #DIV/0! #DIV/0! 0 Outlier Comum TOTAL Cooperativa Medica 7 61 68 Outras 12 66 78 TOTAL 19 127 146 ODDS RATIO= 0,63 IC 95% = 0,23 1,71 0 Outlier Comum TOTAL Filantropia 2 5 7 Outras 17 122 139 TOTAL 19 127 146 ODDS RATIO= 0,95 IC 95% = 0,11 8,33 Lucratividade Tipo Lucratividade Tipo Lucratividade Tipo 0 Outlier Comum TOTAL Medicina de Grupo 3 57 60 Outras 16 70 86 TOTAL 19 127 146 ODDS RATIO= 2,87 IC 95% = 0,52 15,98 0 Outlier Comum TOTAL Seguradora 7 3 10 Outras 12 124 136 TOTAL 19 127 146 ODDS RATIO= 24,11 IC 95% = 5,51 105,56 Lucratividade Tipo Lucratividade Tipo
  109. 109. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias do número de usuários entre os 2 grupos em 2006 0,00 50.000,00 100.000,00 150.000,00 200.000,00 250.000,00 300.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Vidas 2006 p= 5%
  110. 110. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias do número de usuários entre os 2 grupos em 2007 0,00 50.000,00 100.000,00 150.000,00 200.000,00 250.000,00 300.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Vidas 2007 p= 5%
  111. 111. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de faturamento entre os 2 grupos em 2006 0,00 100.000.000,00 200.000.000,00 300.000.000,00 400.000.000,00 500.000.000,00 600.000.000,00 700.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Contraprestações Efetivas 2006 p= 5%
  112. 112. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de faturamento entre os 2 grupos em 2007 0,00 100.000.000,00 200.000.000,00 300.000.000,00 400.000.000,00 500.000.000,00 600.000.000,00 700.000.000,00 800.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Contraprestações Efetivas 2007 p= 5%
  113. 113. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de gasto com sinistro entre os 2 grupos em 2006 -500.000.000,00 -450.000.000,00 -400.000.000,00 -350.000.000,00 -300.000.000,00 -250.000.000,00 -200.000.000,00 -150.000.000,00 -100.000.000,00 -50.000.000,00 0,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Gasto com Sinistro 2006 p= 5%
  114. 114. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de gasto com sinistro entre os 2 grupos em 2007 -600.000.000,00 -500.000.000,00 -400.000.000,00 -300.000.000,00 -200.000.000,00 -100.000.000,00 0,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Gasto com Sinistro 2007 p= 5%
  115. 115. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o gasto com lucro líquido entre os 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias de lucro líquido entre os 2 grupos em 2006 0,00 10.000.000,00 20.000.000,00 30.000.000,00 40.000.000,00 50.000.000,00 60.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Lucro Líquido 2006 p= 5%
  116. 116. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o lucro líquido entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de lucro líquido entre os 2 grupos em 2007 0,00 10.000.000,00 20.000.000,00 30.000.000,00 40.000.000,00 50.000.000,00 60.000.000,00 70.000.000,00 80.000.000,00 90.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Lucro Líquido 2007 p= 5%
  117. 117. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias da taxa de sinistralidade entre os 2 grupos em 2006 0,70 0,72 0,74 0,76 0,78 0,80 0,82 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Sinistralidade 2006 p= 5%
  118. 118. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias da taxa de sinistralidade entre os 2 grupos em 2007 0,68 0,70 0,72 0,74 0,76 0,78 0,80 0,82 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Sinistralidade 2007 p= 5%
  119. 119. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos? Conclusão: A diferença média do ticket médio entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa 0,00 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Ticket Médio 2006 p= 5%
  120. 120. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias dos Tickets Médios entre os 2 grupos em 2007 0,00 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Ticket Médio 2007 p= 5%
  121. 121. Outliers Lucro por Usuário X Controle Conclusão: A diferença média do gasto médio por usuário entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa  Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário (exclusivamente com sinistro) dos 2 grupos? 0,00 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Gasto Médio por Usuário 2006 p= 5%
  122. 122. Outliers Lucro por Usuário X Controle Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário (exclusivamente com sinistro) dos 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias do Gasto Médio por Usuário entre os 2 grupos em 2007 0,00 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras de Alto Resultado X Controle Gasto Médio por Usuário 2007 p= 5%
  123. 123. Conclusões Em relação ao Lucro por usuário comparando as Empresas “Outlier” e as demais: Não há diferença estatisticamente significativa entre a proporção de empresas de Medicina de Grupo, Cooperativa, Autogestão ou Filantropia Existe 24 X mais chance de ser Seguradora Para as seguintes variáveis as empresas “Outlier” demonstraram valores estatisticamente superior as demais: Ticket Médio Gasto Médio por usuário com sinistro Resultado Líquido (só em 2006) As demais variáveis não apresentaram diferenças significativas
  124. 124. Avaliação da Performance das Operadoras de Saúde Brasileiras Operadoras Excepcionais X Controle São Paulo - 2009
  125. 125. Operadoras Excepcionais: Considerou-se as operadoras que estavam acima do percentil 90% em Lucro Líquido E Lucratividade nos 2 anos considerados Sul América Seguro Saúde Unimed BH. Porto Seguro - Seguro Saúde S/A Sul America Companhia de Seguro Saúde Unibanco AIG AGF Omint
  126. 126. O tipo de Operadora define seu potencial de resultado? Conclusão: Há estatisticamente MAIS Seguradoras 0 Outlier Comum TOTAL Autogestão 0 1 1 Outras 7 138 145 TOTAL 7 139 146 ODDS RATIO= 0,00 IC 95% = #DIV/0! #DIV/0! 0 Outlier Comum TOTAL Cooperativa Medica 1 67 68 Outras 6 72 78 TOTAL 7 139 146 ODDS RATIO= 0,18 IC 95% = 0,02 1,53 0 Outlier Comum TOTAL Filantropia 0 7 7 Outras 7 132 139 TOTAL 7 139 146 ODDS RATIO= 0,00 IC 95% = #DIV/0! #DIV/0! Excepcionais Tipo Excepcionais Tipo Excepcionais Tipo 0 Outlier Comum TOTAL Medicina de Grupo 1 59 60 Outras 6 80 86 TOTAL 7 139 146 ODDS RATIO= 0,23 IC 95% = 0,03 1,93 0 Outlier Comum TOTAL Seguradora 5 5 10 Outras 2 134 136 TOTAL 7 139 146 ODDS RATIO= 67,00 IC 95% = 10,36 433,46 Excepcionais Tipo Excepcionais Tipo
  127. 127. Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias do número de usuários entre os 2 grupos em 2006 Operadoras Excepcionais X Controle 0,00 100.000,00 200.000,00 300.000,00 400.000,00 500.000,00 600.000,00 700.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Vidas 2006 p= 5%
  128. 128. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o número de usuários entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias do número de usuários entre os 2 grupos em 2007 0,00 100.000,00 200.000,00 300.000,00 400.000,00 500.000,00 600.000,00 700.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Vidas 2007 p= 5%
  129. 129. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de faturamento entre os 2 grupos em 2006 0,00 200.000.000,00 400.000.000,00 600.000.000,00 800.000.000,00 1.000.000.000,00 1.200.000.000,00 1.400.000.000,00 1.600.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Faturamento 2006 p= 5%
  130. 130. Há diferença entre o faturamento entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de faturamento entre os 2 grupos em 2007 Operadoras Excepcionais X Controle 0,00 200.000.000,00 400.000.000,00 600.000.000,00 800.000.000,00 1.000.000.000,00 1.200.000.000,00 1.400.000.000,00 1.600.000.000,00 1.800.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Faturamento 2007 p= 5%
  131. 131. -1.200.000.000,00 -1.000.000.000,00 -800.000.000,00 -600.000.000,00 -400.000.000,00 -200.000.000,00 0,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Gasto com Sinistro 2006 p= 5% Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de gasto com sinistro entre os 2 grupos em 2006
  132. 132. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o gasto com sinistro entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de gasto com sinistro entre os 2 grupos em 2007 -1.400.000.000,00 -1.200.000.000,00 -1.000.000.000,00 -800.000.000,00 -600.000.000,00 -400.000.000,00 -200.000.000,00 0,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Gasto com Sinistro 2007 p= 5%
  133. 133. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o gasto com lucro líquido entre os 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias de lucro líquido entre os 2 grupos em 2006 0,00 20.000.000,00 40.000.000,00 60.000.000,00 80.000.000,00 100.000.000,00 120.000.000,00 140.000.000,00 160.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Lucro Líquido 2006 p= 5%
  134. 134. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o lucro líquido entre os 2 grupos? Conclusão: Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias de lucro líquido entre os 2 grupos em 2007 -50.000.000,00 0,00 50.000.000,00 100.000.000,00 150.000.000,00 200.000.000,00 250.000.000,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Lucro Líquido 2007 p= 5%
  135. 135. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos?  Conclusão:  Não há diferença estatisticamente significativa entre as médias da taxa de sinistralidade entre os 2 grupos em 2006 0,62 0,64 0,66 0,68 0,70 0,72 0,74 0,76 0,78 0,80 0,82 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Sinistralidade 2006 p= 5%
  136. 136. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre a taxa de sinistralidade entre os 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias da taxa de sinistralidade entre os 2 grupos em 2007 0,66 0,68 0,70 0,72 0,74 0,76 0,78 0,80 0,82 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Sinistralidade 2007 p= 5%
  137. 137. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos? Conclusão: A diferença média do ticket médio entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa 0,00 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 4.000,00 4.500,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Ticket Médio p= 5%
  138. 138. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o Ticket Médio dos 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias dos Tickets Médios entre os 2 grupos em 2007 0,00 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 4.000,00 4.500,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Ticket Médio p= 5%
  139. 139. Operadoras Excepcionais X Controle Conclusão: A diferença média do gasto médio por usuário entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa  Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário (exclusivamente com sinistro) dos 2 grupos? 0,00 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Gasto/Usuário p= 5%
  140. 140. Operadoras Excepcionais X Controle Há diferença entre o Gasto Médio por Usuário (exclusivamente com sinistro) dos 2 grupos? Conclusão: Há diferença estatisticamente significativa entre as médias do Gasto Médio por Usuário entre os 2 grupos em 2007 0,00 500,00 1.000,00 1.500,00 2.000,00 2.500,00 3.000,00 3.500,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Gasto/Usuário p= 5%
  141. 141. Operadoras Excepcionais X Controle Conclusão: A diferença média da lucratividade entre os 2 grupos em 2006 é estatisticamente significativa Há diferença entre a Lucratividade dos 2 grupos? 0,00 50,00 100,00 150,00 200,00 250,00 300,00 350,00 400,00 450,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Lucratividade p= 5%
  142. 142. Operadoras Excepcionais X Controle Conclusão: A diferença média da lucratividade entre os 2 grupos em 2007 é estatisticamente significativa Há diferença entre a Lucratividade dos 2 grupos? 0,00 100,00 200,00 300,00 400,00 500,00 600,00 700,00 Outliers Comuns Teste T de Student Operadoras Excepcionais X Controle Lucratividade p= 5%
  143. 143. Conclusões Em relação ao Lucro por usuário comparando as Operadoras Excepcionais e as demais: Não há diferença estatisticamente significativa entre a proporção de empresas de Medicina de Grupo, Cooperativa, Autogestão ou Filantropia Existe 67 X mais chance de ser Seguradora Para as seguintes variáveis as empresas Exepcionais demonstraram valores estatisticamente superior as demais: Ticket Médio Resultado Líquido (só em 2006) Lucratividade Sinistralidade (só em 2007) As demais variáveis não apresentaram diferenças significativas

×