SlideShare uma empresa Scribd logo

Controle De Sinistralidade

Conheça Estratégias Inovadoras em Controle de Sinistralidade Assegure rentabilidade nas operadoras de planos de saúde em tempos de crise economica

1 de 8
Baixar para ler offline
3 Conferência


 Conheça Estratégias Inovadoras em
 CONTROLE DE SINISTRALIDADE
 Assegure a Rentabilidade nas Operadoras de Planos
 de Saúde em Tempos de Crise Econômica
                15 e 16 de Setembro de 2009 - Hotel Park Plaza - São Paulo – SP

     Atualização: Rol de Procedimentos 2010
     Interatividade: Talk Show, Painéis de Debate
     Novos Cases de Sucesso Comparativos




                        WORKSHOPS EXPRESS PÓS CONFERÊNCIA
                                     16 de Setembro de 2009
         1 . Indicadores de Desempenho Financeiro
         2 . Indicadores de Programas de Promoção da Saúde


                                Apresentações confirmadas:

                            ADVOCACIA DAGOBERTO J. S. LIMA
                                         AMIL
                        AXISMED GESTÃO PREVENTIVA DA SAÚDE
                           CAREPLUS MEDICINA ASSISTENCIAL
                                  FUNDAÇÃO UNIMED
                                HOSPITAL SANTA HELENA
                    HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO – SP
                                INNOCENTI ADVOGADOS
                     INSTITUTO DE ESTUDOS DE SAÚDE SUPLEMENTAR
                               LINCX SISTEMAS DE SAÚDE
                             MARSH CORRETORA DE SEGUROS
                                    MEDIAL SAÚDE
                               OMINT SERVIÇOS DE SAÚDE
                          SAMCIL PRÓ SAÚDE PLANOS DE SAÚDE
                                   SEMEANDO SAÚDE
                                   UNIMED BRASÍLIA


                                         Patrocínio:
Terça- Feira, 15 de Setembro de 2009


8h30 - Recepção dos Participantes e Entrega das Credenciais


8h50 - Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa
Ricardo Alexandre Alves Cunegundes
AMIL


ESTUDO DE CASO
9h00 Promova uma Gestão Estratégica nas Operadoras de Planos de Saúde como
Alternativa para Controlar a Sinistralidade
   • Identifique os principais aspectos geradores do sinistro, entenda o passo a passo dos processos e
        promova ações específicas para controlar esses índices
   •    Saiba como agir preventivamente ao gerenciar autorizações, processos e elaborar orçamentos
        para auxiliar na tomada de decisão dos gestores
    • Estabeleça metas alinhadas com o planejamento estratégico da operadora para administrar o alto
        risco
    • Desenvolva parcerias com os prestadores de serviços e fidelize os médicos para reduzir o número
        de internações, exames e procedimentos
    • Conscientize os beneficiários sobre a responsabilidade e o papel do usuário na gestão e controle
        da sinistralidade
Sheila Clezar, Diretora de Health and Benefits
MARSH CORRETORA DE SEGUROS


10h00 Coffee Break e Networking


ESTUDO DE CASO
10h30 Compreenda a Importância de Analisar os Riscos da Carteira de Clientes para
Assegurar um Eficaz Gerenciamento da Sinistralidade
   • Entenda como o mapeamento de risco populacional da carteira possibilita o desenvolvimento de
        novos produtos e promove o aumento da rentabilidade da operadora
    • Faça a análise das perspectivas de evolução do custo assistencial de uma carteira
    • Gerencie a população e identifique soluções para cada faixa de risco: populacional, perfil
        demográfico, hábitos e comportamento
    • Antecipe-se ao analisar o cenário e utilize o apoio da tecnologia para prevenir os sinistros
    • Saiba como uma ferramenta de rastreamento populacional pode auxiliar a definir as ações
        individuais para garantir resultados positivos com a sinistralidade da carteira
Fábio Boihagian, Diretor Operacional
AXISMED GESTÃO PREVENTIVA DA SAÚDE


ESTUDO DE CASO
11h30 Controle a Utilização Abusiva de Materiais e Medicamentos de Alto Custo ao
Aprimorar os Processos e Otimizar a Gestão dos Recursos Financeiros das
Operadoras
   •   Saiba como a padronização dos códigos de procedimentos otimiza os processos e reduz custos
   •   Estabeleça metas e ações para adquirir materiais e medicamentos ao aprimorar a relação com
       médicos, prestadores de serviços e evitar o desperdício
•   Entenda o impacto dos eventos ortopédicos, oncológicos, neurocirúrgicos no controle de custos e
       sinistralidade
   • Acompanhe os gastos mensais da operadora com OPMEs e identifique os impactos de quem
       ganha o que
   • Alinhe as expectativas entre os diferentes players do mercado e assegure um controle eficaz na
       utilização de materiais e medicamentos de alto custo
Wanderley Carlos Resende, Diretor Adjunto de Autorizações Médicas
MEDIAL SAÚDE


12h30 Almoço


PAINEL DE DEBATES – CUSTOS
13h30 Discuta como Gerenciar os Custos Envolvidos no Sinistro e Identificar Novas
Estratégias para Aumentar a Lucratividade
   •    Saiba como definir um modelo ideal para a gestão estratégica dos custos das operadoras
   •    Ações para alinhar as expectativas dos usuários e provedores dos planos de saúde e reduzir os
        custos sem repassar o percentual aos clientes
     • Identifique as vantagens de estabelecer estratégias de precificação aos prestadores de acordo
        com os serviços, tecnologia e excelência
     • Aumente a receita da instituição ao diminuir a frequência dos eventos e o percentual do sinistro
     • Implemente a co-participação na rede credenciada como fator moderador entre custos e controle
        do sinistro
Elias Antonio Borges de Abreu, Coordenador das áreas assessoria em Custos Assistenciais e Inteligência
de Negócios na Área de Saúde
FUNDAÇÃO UNIMED

Herald Landy, Diretor Executivo
CAREPLUS MEDICINA ASSISTENCIAL


PAINEL DE DEBATE
15h00 Visão de Diferentes Players do Mercado para Comparar os Impactos Positivos
e Negativos da Verticalização nas Operadoras de Planos de Saúde
   • Analise os custos ao desenvolver os serviços próprios e identifique os pontos críticos de
         verticalizar
   •     Saiba as vantagens de possuir mais recursos próprios para controlar e reduzir os custos
   •     Apresente indicadores clínicos e financeiros dos resultados obtidos antes e depois da
         verticalização
   •     Quebre paradigmas ao adotar o modelo de contratação dos fornecedores de serviços e
         compartilhar os resultados, ônus e bônus
    •    Elabore estratégias para desenvolver novos serviços que auxiliam a rede própria reduzir custos
Paulo   Marcos Senra Souza, Assessor da Presidência
AMIL

Robinson Capucho Parpinelli, Superintendente de Recursos Próprios
UNIMED BRASÍLIA

Jose Cleber do Nascimento Costa, Superintendente
HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO – SP


16h30 Coffee Break e Networking
ESTUDO DE CASO
17h00 Entenda a Relação: Portabilidade x Sinistralidade e Saiba Quais as Estratégias
Desenvolvidas pelas Operadoras para Minimizar os Riscos Financeiros
   •    Analise os pontos positivos e negativos para a gestão da operadora a partir da portabilidade
   •    Saiba como se prevenir em relação a portabilidade ao desenvolver ações para o
        acompanhamento assíduo dos novos clientes
    • Antecipe os impactos financeiros gerados pela portabilidade de carências
    • Faça o mapeamento periódico da nova carteira de usuários para minimizar os riscos e manter o
        índice de sinistro estabelecido pelo mercado
    • Aprimore a comercialização de novos produtos para a operadora garantir uma carteira saudável
Alejandro Herbón Pérez, Superintendente Comercial e Marketing
SAMCIL PRÓ SAÚDE PLANOS DE SAÚDE


18h00 - Encerramento do 1º dia da Conferência
Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009


8h50 - Abertura do 2º dia da Conferência pelo Presidente de Mesa
Ricardo Alexandre Alves Cunegundes
AMIL

TALK SHOW
9h00 Invista em Programas de Promoção da Saúde e Reduza a Sinistralidade a partir
do Gerenciamento de Crônicos
   • Acompanhe dados estatísticos dos resultados obtidos com programas de promoção da saúde para
        controlar os sinistros a médio e longo prazo
   • Saiba como manter o equilíbrio no gerenciamento de pacientes crônicos sem aumentar os custos
        e os índices de sinistralidade
   • Quebre paradigmas com novas estratégias de promoção da saúde e antecipe-se a sinistralidade
   • Desenvolva parcerias estratégicas com o RH das organizações para desenvolver programas de
        promoção da saúde e assegurar melhores resultados para ambas as partes
Herald Landy, Diretor Executivo
CAREPLUS MEDICINA ASSISTENCIAL

José Cechin, Superintendente Executivo
INSTITUTO DE ESTUDOS DE SAÚDE SUPLEMENTAR

MODERADOR: Paulo Manabu Honda, Supervisor de Auditoria Médico-Hospitalar
LINCX SISTEMAS DE SAÚDE


10h00 Coffee Break e Networking


ESTUDO DE CASO
10h30 Aprimore a Gestão da Informação ao Utilizar Ferramentas Tecnológicas que
Possibilitam o Controle Preciso da Sinistralidade
   •    Saiba como a gestão tecnológica auxilia no monitoramento dos usuários e na tomada de decisão
        dos gestores
    • Encontre soluções em um software integrado entre a operadora e a empresa contratante no
        desenvolvimento de estratégias para redução de custos e controle da sinistralidade
    • Utilize ferramentas de gestão com o objetivo de controlar fraudes e abusos das redes
        credenciadas
    • Implemente ferramentas para a parametrização dos serviços e reduza a sinistralidade
    • Novas estratégias a partir do acompanhamento periódico por meio da gestão tecnológica para
        prevenir doenças dos usuários
Dra. Ana Elisa A.C. de Siqueira, Diretora Técnica Administrativa
SEMEANDO SAÚDE

PAINEL DE DEBATE - Rol de Procedimentos da ANS 2010
11h10 Entenda os Impactos do Novo Rol de Procedimentos da ANS Sobre as
Operadoras de Planos de Saúde e a Relação com a Sinistralidade
   •   Analise o Rol de procedimentos 2010 e as atualizações em relação ao que está em vigor
   •   Saiba quais são os impactos da portaria 167 na gestão das operadoras
   •   Promova o equilíbrio entre as novas regulamentações da ANS, a inclusão de procedimentos e
       incorporações de novos serviços sem reajustar os preços
   •   Saiba como o jurídico deve lidar com o aumento da judicialização da saúde por meio da ANS
•   Encontre soluções no mercado para minimizar os custos nos processos e atendimento ao
       implantar as últimas regulamentações


Regina Pinto Vendeiro, Sócia Advogada
INNOCENTI ADVOGADOS

Dr. Dagoberto José Steinmeyer Lima, Sócio Advogado
ADVOCACIA DAGOBERTO J. S. LIMA


12h40 - Encerramento da Conferência

Recomendados

controle de sinistralidade
controle de sinistralidadecontrole de sinistralidade
controle de sinistralidadeIIR Informa
 
Indicadores de Desempenho Hospitalar
Indicadores de Desempenho HospitalarIndicadores de Desempenho Hospitalar
Indicadores de Desempenho HospitalarIIR Informa
 
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardosoSaúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardosoJoaquim Wilmar
 
Implantação Faturamento em Tempo Real Hospital Memorial
Implantação Faturamento em Tempo Real Hospital MemorialImplantação Faturamento em Tempo Real Hospital Memorial
Implantação Faturamento em Tempo Real Hospital MemorialB&R Consultoria Empresarial
 
Integração do setor de saúde suplementar ao sus
Integração do setor de saúde suplementar ao susIntegração do setor de saúde suplementar ao sus
Integração do setor de saúde suplementar ao susnilsonpazjr
 
indicadores hospitalares
indicadores hospitalaresindicadores hospitalares
indicadores hospitalaresInformaGroup
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.CompanyWeb
 
00 aula de-auditoria_1
00 aula de-auditoria_100 aula de-auditoria_1
00 aula de-auditoria_1andressa bonn
 
Manual do Gestor Médico | Clínica Médica
Manual do Gestor Médico | Clínica MédicaManual do Gestor Médico | Clínica Médica
Manual do Gestor Médico | Clínica MédicaAgência Idea Shake
 
Apresentação Institucional HealthCO
Apresentação Institucional HealthCOApresentação Institucional HealthCO
Apresentação Institucional HealthCOJorge Carvalho
 
Definir e classificar indicadores clí­nicos para a melhoria da qualidade
Definir e classificar indicadores clí­nicos para a melhoria da qualidadeDefinir e classificar indicadores clí­nicos para a melhoria da qualidade
Definir e classificar indicadores clí­nicos para a melhoria da qualidadeFernando Barroso
 
#MEF2017 | Palestra: Como se tornar um Hospital Digital
#MEF2017 | Palestra: Como se tornar um Hospital Digital#MEF2017 | Palestra: Como se tornar um Hospital Digital
#MEF2017 | Palestra: Como se tornar um Hospital DigitalMV
 
Apresentação proposta-3 g-benefícios-saúde
Apresentação proposta-3 g-benefícios-saúdeApresentação proposta-3 g-benefícios-saúde
Apresentação proposta-3 g-benefícios-saúdeGivanildo Albuquerque
 
Auditoria em saude
Auditoria em saudeAuditoria em saude
Auditoria em saudeInformaGroup
 
Operadoras de Planos de Saude
Operadoras de Planos de SaudeOperadoras de Planos de Saude
Operadoras de Planos de SaudePatricia Costa
 
OUVIDORIA / ONBUDSMAN
OUVIDORIA / ONBUDSMANOUVIDORIA / ONBUDSMAN
OUVIDORIA / ONBUDSMANwlabba
 
Ouvidoria Um Case De Sucesso Resumo
Ouvidoria Um Case De Sucesso ResumoOuvidoria Um Case De Sucesso Resumo
Ouvidoria Um Case De Sucesso Resumoguestd16c1c
 
Administração hospitalar
Administração hospitalarAdministração hospitalar
Administração hospitalarRenata Cristina
 
Amil - Marketing de Serviços
Amil - Marketing de ServiçosAmil - Marketing de Serviços
Amil - Marketing de ServiçosElliah Pernas
 

Mais procurados (16)

Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
Gestao Hospitalar | Gestão de Processos e Ativos hospitalares.
 
00 aula de-auditoria_1
00 aula de-auditoria_100 aula de-auditoria_1
00 aula de-auditoria_1
 
Manual do Gestor Médico | Clínica Médica
Manual do Gestor Médico | Clínica MédicaManual do Gestor Médico | Clínica Médica
Manual do Gestor Médico | Clínica Médica
 
Apresentação Institucional HealthCO
Apresentação Institucional HealthCOApresentação Institucional HealthCO
Apresentação Institucional HealthCO
 
Definir e classificar indicadores clí­nicos para a melhoria da qualidade
Definir e classificar indicadores clí­nicos para a melhoria da qualidadeDefinir e classificar indicadores clí­nicos para a melhoria da qualidade
Definir e classificar indicadores clí­nicos para a melhoria da qualidade
 
Auditoria em gestão hospitalar
Auditoria em gestão hospitalarAuditoria em gestão hospitalar
Auditoria em gestão hospitalar
 
#MEF2017 | Palestra: Como se tornar um Hospital Digital
#MEF2017 | Palestra: Como se tornar um Hospital Digital#MEF2017 | Palestra: Como se tornar um Hospital Digital
#MEF2017 | Palestra: Como se tornar um Hospital Digital
 
Apresentação proposta-3 g-benefícios-saúde
Apresentação proposta-3 g-benefícios-saúdeApresentação proposta-3 g-benefícios-saúde
Apresentação proposta-3 g-benefícios-saúde
 
Auditoria em saude
Auditoria em saudeAuditoria em saude
Auditoria em saude
 
Os desafios da Administração Hospitalar no século XXI
Os desafios da Administração Hospitalar no século XXIOs desafios da Administração Hospitalar no século XXI
Os desafios da Administração Hospitalar no século XXI
 
Operadoras de Planos de Saude
Operadoras de Planos de SaudeOperadoras de Planos de Saude
Operadoras de Planos de Saude
 
OUVIDORIA / ONBUDSMAN
OUVIDORIA / ONBUDSMANOUVIDORIA / ONBUDSMAN
OUVIDORIA / ONBUDSMAN
 
Ouvidoria Um Case De Sucesso Resumo
Ouvidoria Um Case De Sucesso ResumoOuvidoria Um Case De Sucesso Resumo
Ouvidoria Um Case De Sucesso Resumo
 
E05918fa7ce569d4c08c11f7138f4c98
E05918fa7ce569d4c08c11f7138f4c98E05918fa7ce569d4c08c11f7138f4c98
E05918fa7ce569d4c08c11f7138f4c98
 
Administração hospitalar
Administração hospitalarAdministração hospitalar
Administração hospitalar
 
Amil - Marketing de Serviços
Amil - Marketing de ServiçosAmil - Marketing de Serviços
Amil - Marketing de Serviços
 

Destaque

Analise De Mercado Rafael Menoya
Analise De Mercado   Rafael MenoyaAnalise De Mercado   Rafael Menoya
Analise De Mercado Rafael MenoyaRafael Menoya
 
Sinistralidade 1sa
Sinistralidade 1saSinistralidade 1sa
Sinistralidade 1saaleruao
 
Segurançao e prevençao
Segurançao e prevençaoSegurançao e prevençao
Segurançao e prevençaoVera Teixeira
 
Sinalização proteção coletiva e individual
Sinalização proteção coletiva e individualSinalização proteção coletiva e individual
Sinalização proteção coletiva e individualJoão Barreiros
 
Sinistralidade Rodoviária
Sinistralidade RodoviáriaSinistralidade Rodoviária
Sinistralidade Rodoviáriafabokasjose
 
Segurança Rodoviária
Segurança RodoviáriaSegurança Rodoviária
Segurança Rodoviáriaturma14EPAD
 
Prevenção rodoviaria powerpoint
Prevenção rodoviaria powerpointPrevenção rodoviaria powerpoint
Prevenção rodoviaria powerpointesas8e
 
SegurançA RodoviáRia
SegurançA RodoviáRiaSegurançA RodoviáRia
SegurançA RodoviáRiaveronicasilva
 
SegurançA RodoviáRia
SegurançA RodoviáRiaSegurançA RodoviáRia
SegurançA RodoviáRiaveronicasilva
 
Educação e prevenção rodoviária...
Educação e prevenção rodoviária...Educação e prevenção rodoviária...
Educação e prevenção rodoviária...labeques
 
Segurança rodoviária
Segurança rodoviáriaSegurança rodoviária
Segurança rodoviáriaSara Daniela
 
Segurança e prevenção rodoviária
Segurança e prevenção rodoviáriaSegurança e prevenção rodoviária
Segurança e prevenção rodoviáriaJosé Gonçalves
 

Destaque (15)

Analise De Mercado Rafael Menoya
Analise De Mercado   Rafael MenoyaAnalise De Mercado   Rafael Menoya
Analise De Mercado Rafael Menoya
 
Sinistralidade 1sa
Sinistralidade 1saSinistralidade 1sa
Sinistralidade 1sa
 
Sinistralidade
SinistralidadeSinistralidade
Sinistralidade
 
Segurançao e prevençao
Segurançao e prevençaoSegurançao e prevençao
Segurançao e prevençao
 
Sinalização proteção coletiva e individual
Sinalização proteção coletiva e individualSinalização proteção coletiva e individual
Sinalização proteção coletiva e individual
 
Sinistralidade Rodoviária
Sinistralidade RodoviáriaSinistralidade Rodoviária
Sinistralidade Rodoviária
 
Segurança Rodoviária
Segurança RodoviáriaSegurança Rodoviária
Segurança Rodoviária
 
Prevenção rodoviaria powerpoint
Prevenção rodoviaria powerpointPrevenção rodoviaria powerpoint
Prevenção rodoviaria powerpoint
 
Prevenção rodoviária
Prevenção rodoviáriaPrevenção rodoviária
Prevenção rodoviária
 
SegurançA RodoviáRia
SegurançA RodoviáRiaSegurançA RodoviáRia
SegurançA RodoviáRia
 
SegurançA RodoviáRia
SegurançA RodoviáRiaSegurançA RodoviáRia
SegurançA RodoviáRia
 
Educação e prevenção rodoviária...
Educação e prevenção rodoviária...Educação e prevenção rodoviária...
Educação e prevenção rodoviária...
 
Segurança rodoviária
Segurança rodoviáriaSegurança rodoviária
Segurança rodoviária
 
Segurança e prevenção rodoviária
Segurança e prevenção rodoviáriaSegurança e prevenção rodoviária
Segurança e prevenção rodoviária
 
Educação rodoviária
Educação rodoviáriaEducação rodoviária
Educação rodoviária
 

Semelhante a Controle De Sinistralidade

Auditoria em saude
Auditoria em saudeAuditoria em saude
Auditoria em saudeInformaGroup
 
materiais de alto custo
materiais de alto customateriais de alto custo
materiais de alto custoInformaGroup
 
01 aula de-auditoria_2
01 aula de-auditoria_201 aula de-auditoria_2
01 aula de-auditoria_2andressa bonn
 
Trabalho em equipe e comunicação no ambiente hospitalar: hospitalistas e outr...
Trabalho em equipe e comunicação no ambiente hospitalar: hospitalistas e outr...Trabalho em equipe e comunicação no ambiente hospitalar: hospitalistas e outr...
Trabalho em equipe e comunicação no ambiente hospitalar: hospitalistas e outr...Proqualis
 
Sustentabilidade Financeira Hospitalar
Sustentabilidade Financeira HospitalarSustentabilidade Financeira Hospitalar
Sustentabilidade Financeira HospitalarInformaGroup
 
Institucional adCare 2016
Institucional adCare 2016 Institucional adCare 2016
Institucional adCare 2016 Eduardo Quevedo
 
Gerenciamento de Custos nos Serviços de Enfermagem
Gerenciamento de Custos nos Serviços de Enfermagem Gerenciamento de Custos nos Serviços de Enfermagem
Gerenciamento de Custos nos Serviços de Enfermagem Jorge Luiz de Souza Neto
 
Central MéDica I Care®
Central MéDica I Care®Central MéDica I Care®
Central MéDica I Care®guest8d08d6
 
Congresso Internacional de Serviços de Saúde 2017
Congresso Internacional de Serviços de Saúde 2017Congresso Internacional de Serviços de Saúde 2017
Congresso Internacional de Serviços de Saúde 2017Fabio Leite Gastal
 
Gestão do corpo clínico dy0714710
Gestão do corpo clínico dy0714710Gestão do corpo clínico dy0714710
Gestão do corpo clínico dy0714710InformaGroup
 
Gestão do corpo clínico dy0714710
Gestão do corpo clínico dy0714710Gestão do corpo clínico dy0714710
Gestão do corpo clínico dy0714710InformaGroup
 
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - AGENDA 2018
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - AGENDA 20183º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - AGENDA 2018
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - AGENDA 2018CNseg
 
04_AliceViana - FARMACIA DIGITAL 28set.pdf
04_AliceViana - FARMACIA DIGITAL 28set.pdf04_AliceViana - FARMACIA DIGITAL 28set.pdf
04_AliceViana - FARMACIA DIGITAL 28set.pdfEmersonLeite20
 
Apresentação - CONITEC em Evidência
Apresentação -  CONITEC em EvidênciaApresentação -  CONITEC em Evidência
Apresentação - CONITEC em EvidênciaCONITEC
 
Revista Melhores Práticas sobre o Projeto Parto Adequado
Revista Melhores Práticas sobre o Projeto Parto AdequadoRevista Melhores Práticas sobre o Projeto Parto Adequado
Revista Melhores Práticas sobre o Projeto Parto AdequadoSepaco Hospital e Autogestão
 

Semelhante a Controle De Sinistralidade (20)

Auditoria em saude
Auditoria em saudeAuditoria em saude
Auditoria em saude
 
materiais de alto custo
materiais de alto customateriais de alto custo
materiais de alto custo
 
01 aula de-auditoria_2
01 aula de-auditoria_201 aula de-auditoria_2
01 aula de-auditoria_2
 
ICAEPS - PROTOCOLOS DE RETOMADA ICAEPS.pdf
ICAEPS - PROTOCOLOS DE RETOMADA ICAEPS.pdfICAEPS - PROTOCOLOS DE RETOMADA ICAEPS.pdf
ICAEPS - PROTOCOLOS DE RETOMADA ICAEPS.pdf
 
Analysis Planos de Saúde
Analysis Planos de SaúdeAnalysis Planos de Saúde
Analysis Planos de Saúde
 
Novas formas de remuneração na saúde: tendências e realidades
Novas formas de remuneração na saúde: tendências e realidadesNovas formas de remuneração na saúde: tendências e realidades
Novas formas de remuneração na saúde: tendências e realidades
 
Trabalho em equipe e comunicação no ambiente hospitalar: hospitalistas e outr...
Trabalho em equipe e comunicação no ambiente hospitalar: hospitalistas e outr...Trabalho em equipe e comunicação no ambiente hospitalar: hospitalistas e outr...
Trabalho em equipe e comunicação no ambiente hospitalar: hospitalistas e outr...
 
Sustentabilidade Financeira Hospitalar
Sustentabilidade Financeira HospitalarSustentabilidade Financeira Hospitalar
Sustentabilidade Financeira Hospitalar
 
Institucional adCare 2016
Institucional adCare 2016 Institucional adCare 2016
Institucional adCare 2016
 
Gerenciamento de Custos nos Serviços de Enfermagem
Gerenciamento de Custos nos Serviços de Enfermagem Gerenciamento de Custos nos Serviços de Enfermagem
Gerenciamento de Custos nos Serviços de Enfermagem
 
Central MéDica I Care®
Central MéDica I Care®Central MéDica I Care®
Central MéDica I Care®
 
Central MéDica I Care®
Central MéDica I Care®Central MéDica I Care®
Central MéDica I Care®
 
Congresso Internacional de Serviços de Saúde 2017
Congresso Internacional de Serviços de Saúde 2017Congresso Internacional de Serviços de Saúde 2017
Congresso Internacional de Serviços de Saúde 2017
 
Gestão do corpo clínico dy0714710
Gestão do corpo clínico dy0714710Gestão do corpo clínico dy0714710
Gestão do corpo clínico dy0714710
 
Gestão do corpo clínico dy0714710
Gestão do corpo clínico dy0714710Gestão do corpo clínico dy0714710
Gestão do corpo clínico dy0714710
 
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - AGENDA 2018
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - AGENDA 20183º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - AGENDA 2018
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - AGENDA 2018
 
04_AliceViana - FARMACIA DIGITAL 28set.pdf
04_AliceViana - FARMACIA DIGITAL 28set.pdf04_AliceViana - FARMACIA DIGITAL 28set.pdf
04_AliceViana - FARMACIA DIGITAL 28set.pdf
 
Apresentação - CONITEC em Evidência
Apresentação -  CONITEC em EvidênciaApresentação -  CONITEC em Evidência
Apresentação - CONITEC em Evidência
 
7 Estratégias para Diminuir o No-show nas Consultas na sua Clínica.pdf
7 Estratégias para Diminuir o No-show nas Consultas na sua Clínica.pdf7 Estratégias para Diminuir o No-show nas Consultas na sua Clínica.pdf
7 Estratégias para Diminuir o No-show nas Consultas na sua Clínica.pdf
 
Revista Melhores Práticas sobre o Projeto Parto Adequado
Revista Melhores Práticas sobre o Projeto Parto AdequadoRevista Melhores Práticas sobre o Projeto Parto Adequado
Revista Melhores Práticas sobre o Projeto Parto Adequado
 

Mais de InformaGroup

Mais de InformaGroup (20)

Marketing imobiliario
Marketing imobiliarioMarketing imobiliario
Marketing imobiliario
 
Congressos fispaltecnologia
Congressos fispaltecnologiaCongressos fispaltecnologia
Congressos fispaltecnologia
 
Portos
PortosPortos
Portos
 
Ifrs conference
Ifrs conferenceIfrs conference
Ifrs conference
 
Ifrs conference
Ifrs conferenceIfrs conference
Ifrs conference
 
Managed services
Managed servicesManaged services
Managed services
 
Portos
PortosPortos
Portos
 
Escritorios adv
Escritorios advEscritorios adv
Escritorios adv
 
Depto juridico
Depto juridicoDepto juridico
Depto juridico
 
Comunicação interna
Comunicação internaComunicação interna
Comunicação interna
 
Codigo civil
Codigo civilCodigo civil
Codigo civil
 
Biodiesel
BiodieselBiodiesel
Biodiesel
 
II Congresso ANDAV
II Congresso ANDAVII Congresso ANDAV
II Congresso ANDAV
 
Biogas brazil congress
Biogas brazil congressBiogas brazil congress
Biogas brazil congress
 
Biodiesel
BiodieselBiodiesel
Biodiesel
 
S&OP
S&OPS&OP
S&OP
 
Comunicação interna
Comunicação internaComunicação interna
Comunicação interna
 
Congresso Fispal Hotel
Congresso Fispal HotelCongresso Fispal Hotel
Congresso Fispal Hotel
 
Congresso Nacional de Redução de Sal, Açúcar e Gordura
Congresso Nacional de Redução de Sal, Açúcar e GorduraCongresso Nacional de Redução de Sal, Açúcar e Gordura
Congresso Nacional de Redução de Sal, Açúcar e Gordura
 
Congressos Fispal Tecnologia
Congressos Fispal TecnologiaCongressos Fispal Tecnologia
Congressos Fispal Tecnologia
 

Controle De Sinistralidade

  • 1. 3 Conferência Conheça Estratégias Inovadoras em CONTROLE DE SINISTRALIDADE Assegure a Rentabilidade nas Operadoras de Planos de Saúde em Tempos de Crise Econômica 15 e 16 de Setembro de 2009 - Hotel Park Plaza - São Paulo – SP  Atualização: Rol de Procedimentos 2010  Interatividade: Talk Show, Painéis de Debate  Novos Cases de Sucesso Comparativos WORKSHOPS EXPRESS PÓS CONFERÊNCIA 16 de Setembro de 2009 1 . Indicadores de Desempenho Financeiro 2 . Indicadores de Programas de Promoção da Saúde Apresentações confirmadas: ADVOCACIA DAGOBERTO J. S. LIMA AMIL AXISMED GESTÃO PREVENTIVA DA SAÚDE CAREPLUS MEDICINA ASSISTENCIAL FUNDAÇÃO UNIMED HOSPITAL SANTA HELENA HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO – SP INNOCENTI ADVOGADOS INSTITUTO DE ESTUDOS DE SAÚDE SUPLEMENTAR LINCX SISTEMAS DE SAÚDE MARSH CORRETORA DE SEGUROS MEDIAL SAÚDE OMINT SERVIÇOS DE SAÚDE SAMCIL PRÓ SAÚDE PLANOS DE SAÚDE SEMEANDO SAÚDE UNIMED BRASÍLIA Patrocínio:
  • 2. Terça- Feira, 15 de Setembro de 2009 8h30 - Recepção dos Participantes e Entrega das Credenciais 8h50 - Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa Ricardo Alexandre Alves Cunegundes AMIL ESTUDO DE CASO 9h00 Promova uma Gestão Estratégica nas Operadoras de Planos de Saúde como Alternativa para Controlar a Sinistralidade • Identifique os principais aspectos geradores do sinistro, entenda o passo a passo dos processos e promova ações específicas para controlar esses índices • Saiba como agir preventivamente ao gerenciar autorizações, processos e elaborar orçamentos para auxiliar na tomada de decisão dos gestores • Estabeleça metas alinhadas com o planejamento estratégico da operadora para administrar o alto risco • Desenvolva parcerias com os prestadores de serviços e fidelize os médicos para reduzir o número de internações, exames e procedimentos • Conscientize os beneficiários sobre a responsabilidade e o papel do usuário na gestão e controle da sinistralidade Sheila Clezar, Diretora de Health and Benefits MARSH CORRETORA DE SEGUROS 10h00 Coffee Break e Networking ESTUDO DE CASO 10h30 Compreenda a Importância de Analisar os Riscos da Carteira de Clientes para Assegurar um Eficaz Gerenciamento da Sinistralidade • Entenda como o mapeamento de risco populacional da carteira possibilita o desenvolvimento de novos produtos e promove o aumento da rentabilidade da operadora • Faça a análise das perspectivas de evolução do custo assistencial de uma carteira • Gerencie a população e identifique soluções para cada faixa de risco: populacional, perfil demográfico, hábitos e comportamento • Antecipe-se ao analisar o cenário e utilize o apoio da tecnologia para prevenir os sinistros • Saiba como uma ferramenta de rastreamento populacional pode auxiliar a definir as ações individuais para garantir resultados positivos com a sinistralidade da carteira Fábio Boihagian, Diretor Operacional AXISMED GESTÃO PREVENTIVA DA SAÚDE ESTUDO DE CASO 11h30 Controle a Utilização Abusiva de Materiais e Medicamentos de Alto Custo ao Aprimorar os Processos e Otimizar a Gestão dos Recursos Financeiros das Operadoras • Saiba como a padronização dos códigos de procedimentos otimiza os processos e reduz custos • Estabeleça metas e ações para adquirir materiais e medicamentos ao aprimorar a relação com médicos, prestadores de serviços e evitar o desperdício
  • 3. Entenda o impacto dos eventos ortopédicos, oncológicos, neurocirúrgicos no controle de custos e sinistralidade • Acompanhe os gastos mensais da operadora com OPMEs e identifique os impactos de quem ganha o que • Alinhe as expectativas entre os diferentes players do mercado e assegure um controle eficaz na utilização de materiais e medicamentos de alto custo Wanderley Carlos Resende, Diretor Adjunto de Autorizações Médicas MEDIAL SAÚDE 12h30 Almoço PAINEL DE DEBATES – CUSTOS 13h30 Discuta como Gerenciar os Custos Envolvidos no Sinistro e Identificar Novas Estratégias para Aumentar a Lucratividade • Saiba como definir um modelo ideal para a gestão estratégica dos custos das operadoras • Ações para alinhar as expectativas dos usuários e provedores dos planos de saúde e reduzir os custos sem repassar o percentual aos clientes • Identifique as vantagens de estabelecer estratégias de precificação aos prestadores de acordo com os serviços, tecnologia e excelência • Aumente a receita da instituição ao diminuir a frequência dos eventos e o percentual do sinistro • Implemente a co-participação na rede credenciada como fator moderador entre custos e controle do sinistro Elias Antonio Borges de Abreu, Coordenador das áreas assessoria em Custos Assistenciais e Inteligência de Negócios na Área de Saúde FUNDAÇÃO UNIMED Herald Landy, Diretor Executivo CAREPLUS MEDICINA ASSISTENCIAL PAINEL DE DEBATE 15h00 Visão de Diferentes Players do Mercado para Comparar os Impactos Positivos e Negativos da Verticalização nas Operadoras de Planos de Saúde • Analise os custos ao desenvolver os serviços próprios e identifique os pontos críticos de verticalizar • Saiba as vantagens de possuir mais recursos próprios para controlar e reduzir os custos • Apresente indicadores clínicos e financeiros dos resultados obtidos antes e depois da verticalização • Quebre paradigmas ao adotar o modelo de contratação dos fornecedores de serviços e compartilhar os resultados, ônus e bônus • Elabore estratégias para desenvolver novos serviços que auxiliam a rede própria reduzir custos Paulo Marcos Senra Souza, Assessor da Presidência AMIL Robinson Capucho Parpinelli, Superintendente de Recursos Próprios UNIMED BRASÍLIA Jose Cleber do Nascimento Costa, Superintendente HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO – SP 16h30 Coffee Break e Networking
  • 4. ESTUDO DE CASO 17h00 Entenda a Relação: Portabilidade x Sinistralidade e Saiba Quais as Estratégias Desenvolvidas pelas Operadoras para Minimizar os Riscos Financeiros • Analise os pontos positivos e negativos para a gestão da operadora a partir da portabilidade • Saiba como se prevenir em relação a portabilidade ao desenvolver ações para o acompanhamento assíduo dos novos clientes • Antecipe os impactos financeiros gerados pela portabilidade de carências • Faça o mapeamento periódico da nova carteira de usuários para minimizar os riscos e manter o índice de sinistro estabelecido pelo mercado • Aprimore a comercialização de novos produtos para a operadora garantir uma carteira saudável Alejandro Herbón Pérez, Superintendente Comercial e Marketing SAMCIL PRÓ SAÚDE PLANOS DE SAÚDE 18h00 - Encerramento do 1º dia da Conferência
  • 5. Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009 8h50 - Abertura do 2º dia da Conferência pelo Presidente de Mesa Ricardo Alexandre Alves Cunegundes AMIL TALK SHOW 9h00 Invista em Programas de Promoção da Saúde e Reduza a Sinistralidade a partir do Gerenciamento de Crônicos • Acompanhe dados estatísticos dos resultados obtidos com programas de promoção da saúde para controlar os sinistros a médio e longo prazo • Saiba como manter o equilíbrio no gerenciamento de pacientes crônicos sem aumentar os custos e os índices de sinistralidade • Quebre paradigmas com novas estratégias de promoção da saúde e antecipe-se a sinistralidade • Desenvolva parcerias estratégicas com o RH das organizações para desenvolver programas de promoção da saúde e assegurar melhores resultados para ambas as partes Herald Landy, Diretor Executivo CAREPLUS MEDICINA ASSISTENCIAL José Cechin, Superintendente Executivo INSTITUTO DE ESTUDOS DE SAÚDE SUPLEMENTAR MODERADOR: Paulo Manabu Honda, Supervisor de Auditoria Médico-Hospitalar LINCX SISTEMAS DE SAÚDE 10h00 Coffee Break e Networking ESTUDO DE CASO 10h30 Aprimore a Gestão da Informação ao Utilizar Ferramentas Tecnológicas que Possibilitam o Controle Preciso da Sinistralidade • Saiba como a gestão tecnológica auxilia no monitoramento dos usuários e na tomada de decisão dos gestores • Encontre soluções em um software integrado entre a operadora e a empresa contratante no desenvolvimento de estratégias para redução de custos e controle da sinistralidade • Utilize ferramentas de gestão com o objetivo de controlar fraudes e abusos das redes credenciadas • Implemente ferramentas para a parametrização dos serviços e reduza a sinistralidade • Novas estratégias a partir do acompanhamento periódico por meio da gestão tecnológica para prevenir doenças dos usuários Dra. Ana Elisa A.C. de Siqueira, Diretora Técnica Administrativa SEMEANDO SAÚDE PAINEL DE DEBATE - Rol de Procedimentos da ANS 2010 11h10 Entenda os Impactos do Novo Rol de Procedimentos da ANS Sobre as Operadoras de Planos de Saúde e a Relação com a Sinistralidade • Analise o Rol de procedimentos 2010 e as atualizações em relação ao que está em vigor • Saiba quais são os impactos da portaria 167 na gestão das operadoras • Promova o equilíbrio entre as novas regulamentações da ANS, a inclusão de procedimentos e incorporações de novos serviços sem reajustar os preços • Saiba como o jurídico deve lidar com o aumento da judicialização da saúde por meio da ANS
  • 6. Encontre soluções no mercado para minimizar os custos nos processos e atendimento ao implantar as últimas regulamentações Regina Pinto Vendeiro, Sócia Advogada INNOCENTI ADVOGADOS Dr. Dagoberto José Steinmeyer Lima, Sócio Advogado ADVOCACIA DAGOBERTO J. S. LIMA 12h40 - Encerramento da Conferência
  • 7. WORKSHOP 1 – Analise o Desempenho e Gerencie os Resultados das Operadoras a partir de Indicadores Financeiros Quinta Feira, 16 de Setembro de 2009 Objetivos do Workshop Os indicadores de desempenho são ferramentas que auxiliam no desenvolvimento organizacional. Todos os fatores críticos das empresas devem ser mensurados e monitorados através de indicadores de resultados. O objetivo desse workshop é apresentar os indicadores de desempenho utilizados pelas operadoras de planos de saúde para monitorar a sinistralidade tendo como foco a gestão de custos. PRINCIPAIS TÓPICOS ABORDADOS:  Crie indicadores para gerenciar os custos administrativos e otimize os recursos disponíveis  Saiba como reduzir custos ao analisar os indicadores financeiros sem perder a qualidade do atendimento ao usuário final  Monitore os indicadores de desempenho junto aos prestadores de serviço para controlar a sinistralidade  Entenda como os indicadores de controle de utilização do plano e freqüência da realização dos procedimentos impactam nos resultados  Promova ações através de indicadores financeiros e assegure melhores resultados para a organização  Desenvolva novas estratégias para grupos específicos de acordo com indicadores clínicos Agenda Workshop 1: 13h40 – Recepção e credenciamento dos participantes 13h50 – Início do workshop 15h50 – Encerramento do workshop 1 e coffee break Líder do Workshop Marcos Roberto Loreto, Coordenador Médico da Liquidação de Contas Médicas OMINT SERVIÇOS DE SAÚDE
  • 8. WORKSHOP 2 – Crie Indicadores de Desempenho para Monitorar os Programas de Promoção da Saúde Quinta Feira, 16 de Setembro de 2009 Objetivos do Workshop A adoção de práticas eficazes de programas de promoção da saúde nas empresas propiciam benefícios múltiplos e significativos como a melhoria contínua na qualidade de vida dos funcionários, prevenção de doenças, sensível redução de custos e controle da sinistralidade das operadoras. O objetivo desse workshop é criar indicadores de desempenho para monitorar os programas de promoção da saúde em parceria com o RH das organizações tendo como o foco principal apresentar os benefícios alcançados para ambas as partes ao gerenciar os custos e monitorar a sinistralidade para manter os índices estabelecidos pelo mercado. PRINCIPAIS TÓPICOS ABORDADOS:  Aumente a rentabilidade das operadoras a partir da utilização de indicadores  Crie indicadores assistenciais para monitorar os programas de promoção da saúde  Discuta as vantagens dos gestores dos planos de saúde ao monitorarem em conjunto com o RH indicadores dos programas de promoção da saúde  Acompanhe a eficácia dos programas através de indicadores  Analise o percentual de redução de custos e controle da sinistralidade a partir dos indicadores  Saiba quais são os indicadores de programas de promoção da saúde regulamentados pela ANS Agenda do Workshop 2: 15h50 – Recepção e credenciamento dos participantes 16h00 – Início do workshop 18h00 – Encerramento do workshop 2 Líder do Workshop Ronaldo Elchemr Kalaf, Diretor Superintendente HOSPITAL SANTA HELENA