COMO AUMENTAR ACONCORRÊNCIA E OINVESTIMENTO NOSAEROPORTOSGrupo de Economia da Infraestrutura &Soluções Ambientais – Maio d...
Sobre o Grupo de Economia daInfraestrutura & Soluções Ambientais...O Grupo de Economia da Infraestrutura &Soluções Ambient...
Trabalhos do Grupo... Livros: Economia do Saneamento O Caso Sabesp Manual para redução de perdas e eficiênciaenergétic...
Cinco pontos...I. É fundamental aumentar investimentos emaeroportosII. Competição é essencial para aumentarinvestimentosII...
É FUNDAMENTALAUMENTARINVESTIMENTOS EMAEROPORTOS...
Pesquisa do Fórum Nacional da Indústria (2012)elegeu os temas prioritários da área de infraestrutura...Fonte:CNI
Desde 2003, o transporte aéreo de passageiros cresce àtaxa de 10% a.a., impulsionado pelo aumento do mercadodoméstico...Nú...
O Brasil precisa mais que dobrar a capacidadede seus principais aeroportos até 2030...Fonte: Infraero; ITA; análise da equ...
Os 20 principais aeroportos brasileiros demandarãoR$ 25-34 bilhões em investimentos até 2030...Fonte: BNDES
Os aeroportos brasileiros estãoaquém da média internacional...Comparação Oferta em 2010Benchmark Internacional 88Brasil 38...
O tempo de liberação de carga em aeroportos é maisde 10 vezes superior à média internacional...Comparação Qualidade em 201...
COMPETIÇÃO ÉESSENCIAL PARAAUMENTARINVESTIMENTOS...
O universo de aeroportos noBrasil é diversificado…AEROPORTOSTipo QuantidadePrivados ≈ 3.500Públicos 742Infraero 63Concedid...
Há poucos aeroportos candidatosa hubs...Fonte: Secretaria da Aviação Civil
O fluxo doméstico de passageiros aéreos refleteconcentração econômica no Sudeste e no Sul…Densidade demográfica (2010) efr...
Sudeste lidera matriz de origem edestino doméstica...2 215125070102105711561 0 0620246810121416CENTRO-OESTENORDESTENORTESU...
Decisão do Governo de promoverconcessões foi importante...AeroportoConsórcioVencedorTráfego em2011 (milhõesde pax)Tráfego ...
É CRUCIAL E POSSÍVELAUMENTAR ACOMPETIÇÃO EMAEROPORTOS...
3.1 EXISTECONCORRÊNCIA ENTREAEROPORTOS...
Como os aeroportos competementre si... Algumas variáveis de competição: Tarifas Qualidade Tempo de operação Serviços...
Aeroporto é um mercado de duaspontas...
Aeroportos representam complexos deserviços diversificados...Fonte: Betancor e Rendeiro (1999), p.2.
Mercado relevante deinfraestrutura aeroportuária... Critérios de substitutibilidade: Tempo de deslocamento para acessar ...
Aeroportos competem nas duaspontas... Pelas companhias aéreas... Tarifas Serviços Infraestrutura Qualidade de ativida...
Aeroportos competem nas duaspontas... E pelos passageiros... Atividades comerciais Facilidade de acesso Qualidade
3.2 CONCORRÊNCIA ÉESSENCIAL PARAESTIMULARINVESTIMENTOS...
A competição entre aeroportos pode gerarresultados mais eficientes... Competição induz: Menores preços Mais qualidade ...
ConsorciadaAConsorciadaBAcordo deAcionistasInfraeroConcessionáriaAcionistaPrivadoLimitação à propriedade cruzada podeestim...
CONTROLE SOBREPROPRIEDADE CRUZADAÉ ESSENCIAL PARAGARANTIR ACOMPETIÇÃO EMAEROPORTOS...
4.1 CONTROLE DOCADE NÃO ÉIMEDIATO...
Nova Lei de concorrência (12 529/11) limitou ação préviado CADE em licitações públicas...Dispositivos Lei 8884/94 Lei 12.5...
Art. 90 da lei de concorrência limita aatuação do CADE, exigindo previsão noedital... Parágrafo único. Não serão consider...
4.2 EXPERIÊNCIAINTERNACIONAL...
4.2.1 O caso australiano...
Modelagem da privatização foi fundamentalpara garantir eficiência... Privatizações ocorreram entre 1997 e 2002. Controle...
Limitações à propriedade cruzada... Editais de licitação: Consórcio Southern Cross, responsávelpelo Aeroporto de Sidney,...
Resultados da privatizaçãoaustraliana foram positivos... Nenhuma forma de participação cruzada foiverificada. Ambiente c...
Aeroportos australianosprivatizados apresentaram custosmenores...Fonte: Australian Government ProductivityComparação de cu...
Aeroportos australianos são maiscompetitivos...Fonte: Governo AustralianoComparação de taxas cobradas nos aeroportos austr...
Desempenho dos aeroportos australianos éavaliado positivamente... Estudo de 2011 da Associação Australiana deAeroportos r...
4.2.2 O caso do Reino Unido
Até anos oitenta havia controle porempresa estatal (BAA)... (i) London Heathrow Airport (grande Londres) (ii) London Gat...
1987: privatização da BAA... Decidiu-se pela não separação societária dacompanhia. Em 2005, aeroportos geridos pela BAAc...
Problemas da gestão pela BAA... Incapacidade de manter níveis adequados deinvestimentos em seus aeroportos. Resultados:...
Resultados da investigação... Os efeitos de concentração pela BAA mostraram-se prejudiciais à concorrência no setor. Com...
Impactos pela propriedade cruzadados aeroportos... 2009: Competition Commission relatou que aconcentração pela propriedad...
Proibições à propriedadecruzada... Decisão da Competition Commission: Venda do aeroporto de Gatwick Venda do aeroporto ...
Melhor prevenir do que remediar... Regulação ex-ante é essencial. Regulação ex-post pode implicar custos de transaçãoadi...
HÁ PRECEDENTES EMOUTROS SETORES ESÓLIDA BASE LEGALPARA CONTROLE DAPROPRIEDADECRUZADA...
5.1 EXEMPLOS DOSETOR DEINFRAESTRUTURA...Setores elétrico e de telecomunicação
Obrigatoriedade da desverticalização nosetor elétrico... Lei 10.848/2004: Segregação das atividades de geração, transmis...
Telecomunicações: separação defaixas de radiofrequência... Nova faixa de radiofrequência 4G: Subdivisão em quatro partes...
Restrição ao exercício de direitospolíticos da Telefônica na TIMBrasil... Telefônica (Vivo no Brasil) compra na Itália a ...
5.2 BASE LEGAL PARA OCONTROLE SOBRE APROPRIEDADECRUZADA...
Legislação fundamentadiretamente a questão... Constituição Federal Lei de Licitações (8.666/93) Lei de Concessões (8.98...
Concorrência é princípio basilar daConstituição Federal de 1988... Princípio fundamental da livre concorrência: Art. 170...
Lei de Licitações: divisão em lotespara aumentar a concorrência...Lei de Licitações Art. 23.§ 1o As obras, serviços e com...
Lei das Concessões: o objetivo éaumentar a concorrência...Lei das Concessões (Lei 8987/95): Art. 29. Incumbe ao poder con...
ANAC é obrigada a comunicar apossível infração ao CADE... Lei 11.182/05 Parágrafo único. Quando, no exercício de suas at...
Relembrando os cinco pontos...I. É fundamental aumentar investimentos emaeroportosII. Competição é essencial para aumentar...
Equipe envolvida na discussão...Gesner OliveiraEconomista, professor da EASP-FGVGuilherme MartheBacharelando em EconomiaPU...
Muito obrigado!Gesner Oliveira – gesner.oliveira@fgv.brFernando Marcato – fernando.marcato@fgv.br@gesner_oliveirahttp://ge...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação grupo economia_27_maio

1.154 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.154
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
23
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação grupo economia_27_maio

  1. 1. COMO AUMENTAR ACONCORRÊNCIA E OINVESTIMENTO NOSAEROPORTOSGrupo de Economia da Infraestrutura &Soluções Ambientais – Maio de 2013
  2. 2. Sobre o Grupo de Economia daInfraestrutura & Soluções Ambientais...O Grupo de Economia da Infraestrutura &Soluções Ambientais constitui espaço deinteração multidisciplinar entre acadêmicos,autoridades, reguladores e empreendedores,visando estimular o desenvolvimentosustentável.
  3. 3. Trabalhos do Grupo... Livros: Economia do Saneamento O Caso Sabesp Manual para redução de perdas e eficiênciaenergética Artigos Eficácia de decisões do CADE ante a revisão judicial:um estudo a partir das cláusulas de não concorrência Governança corporativa das empresas estatais: umaprimeira avaliação
  4. 4. Cinco pontos...I. É fundamental aumentar investimentos emaeroportosII. Competição é essencial para aumentarinvestimentosIII. É crucial e possível aumentar competição emaeroportosIV. Controle sobre propriedade cruzada énecessária para garantir a competição emaeroportosV. Há precedentes em outros países e setores esólida base legal para controle da propriedadecruzada
  5. 5. É FUNDAMENTALAUMENTARINVESTIMENTOS EMAEROPORTOS...
  6. 6. Pesquisa do Fórum Nacional da Indústria (2012)elegeu os temas prioritários da área de infraestrutura...Fonte:CNI
  7. 7. Desde 2003, o transporte aéreo de passageiros cresce àtaxa de 10% a.a., impulsionado pelo aumento do mercadodoméstico...Número de passageiros movimentadosnos 67 aeroportos da InfraeroMilhões de embarques + desembarques+ conexõesFonte: Infraero e BNDES
  8. 8. O Brasil precisa mais que dobrar a capacidadede seus principais aeroportos até 2030...Fonte: Infraero; ITA; análise da equipe
  9. 9. Os 20 principais aeroportos brasileiros demandarãoR$ 25-34 bilhões em investimentos até 2030...Fonte: BNDES
  10. 10. Os aeroportos brasileiros estãoaquém da média internacional...Comparação Oferta em 2010Benchmark Internacional 88Brasil 38ResultadoBrasileiro: 43%32 33 33 33 30 33 33 34 34 39 4301020304050607080901002000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010Número Médio de Pousos e Decolagens por HoraFonte: FIESPO indicador ao longo do tempo:
  11. 11. O tempo de liberação de carga em aeroportos é maisde 10 vezes superior à média internacional...Comparação Qualidade em 2010Benchmark Internacional 324 minutosBrasil 3.714 minutosTempo de Liberação de Cargas em AeroportosResultadoBrasileiro: 9%12 12 12 10 11 11 14 11 9 9 901020304050607080901002000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010Fonte: FIESPO indicador ao longo do tempo:
  12. 12. COMPETIÇÃO ÉESSENCIAL PARAAUMENTARINVESTIMENTOS...
  13. 13. O universo de aeroportos noBrasil é diversificado…AEROPORTOSTipo QuantidadePrivados ≈ 3.500Públicos 742Infraero 63Concedidos 4Comar 303Estados 192Municípios 177Aeroclubes 9Empresas 2Exército 3Fonte:ANAC
  14. 14. Há poucos aeroportos candidatosa hubs...Fonte: Secretaria da Aviação Civil
  15. 15. O fluxo doméstico de passageiros aéreos refleteconcentração econômica no Sudeste e no Sul…Densidade demográfica (2010) efrequência semanal de assentos(2011).Already done: ASGA,GRU, VCP and BSBNew ones: GIG and CFNFonte: ANAC
  16. 16. Sudeste lidera matriz de origem edestino doméstica...2 215125070102105711561 0 0620246810121416CENTRO-OESTENORDESTENORTESUDESTESULCENTRO-OESTENORDESTENORTESUDESTESULCENTRO-OESTENORDESTENORTESUDESTESULCENTRO-OESTENORDESTENORTESUDESTESULCENTRO-OESTENORDESTENORTESUDESTESULCENTRO-OESTE NORDESTE NORTE SUDESTE SULMilhõesFonte: ANAC
  17. 17. Decisão do Governo de promoverconcessões foi importante...AeroportoConsórcioVencedorTráfego em2011 (milhõesde pax)Tráfego estimadoem 2032 (milhõesde pax)DuraçãoInvestimentosestimadosLance vencedor /ÁgioGuarulhosInvepar(Invepar +ACSA)29.9 53 20 anos US$ 4,6 bi R$ 16,2 bi / 373,5%ViracoposAeroportosBrasilViracopos(Triunfo +UTC + Egis)7.5 89 30 anosUS$ 8,7 biR$ 3,82 bi / 159.75%BrasíliaInframérica(Infravix +CorporaciónAmerica)15.3 50 25 US$ 2,8 biR$ 4,51 bi /673.4%Fonte: ANAC. Elaboração própria
  18. 18. É CRUCIAL E POSSÍVELAUMENTAR ACOMPETIÇÃO EMAEROPORTOS...
  19. 19. 3.1 EXISTECONCORRÊNCIA ENTREAEROPORTOS...
  20. 20. Como os aeroportos competementre si... Algumas variáveis de competição: Tarifas Qualidade Tempo de operação Serviços Rotas disponíveis
  21. 21. Aeroporto é um mercado de duaspontas...
  22. 22. Aeroportos representam complexos deserviços diversificados...Fonte: Betancor e Rendeiro (1999), p.2.
  23. 23. Mercado relevante deinfraestrutura aeroportuária... Critérios de substitutibilidade: Tempo de deslocamento para acessar o terminal(dimensão geográfica) Tempo de deslocamento do consumidor final: Voos de curta distância: até 1 hora Voos de longa distância (internacionais): até 2 horasFonte: White Paper Cross Ownership of Airports, 2013
  24. 24. Aeroportos competem nas duaspontas... Pelas companhias aéreas... Tarifas Serviços Infraestrutura Qualidade de atividades operacionais e demanuseio
  25. 25. Aeroportos competem nas duaspontas... E pelos passageiros... Atividades comerciais Facilidade de acesso Qualidade
  26. 26. 3.2 CONCORRÊNCIA ÉESSENCIAL PARAESTIMULARINVESTIMENTOS...
  27. 27. A competição entre aeroportos pode gerarresultados mais eficientes... Competição induz: Menores preços Mais qualidade Mais inovação Mais eficiência econômica MAIS INVESTIMENTOS
  28. 28. ConsorciadaAConsorciadaBAcordo deAcionistasInfraeroConcessionáriaAcionistaPrivadoLimitação à propriedade cruzada podeestimular a concorrência...Acordo deAcionistasInfraeroConcessionáriaAcionistaPrivadoConsorciadaDConsorciadaEConsorciadaCGuarulhos GaleãoControle
  29. 29. CONTROLE SOBREPROPRIEDADE CRUZADAÉ ESSENCIAL PARAGARANTIR ACOMPETIÇÃO EMAEROPORTOS...
  30. 30. 4.1 CONTROLE DOCADE NÃO ÉIMEDIATO...
  31. 31. Nova Lei de concorrência (12 529/11) limitou ação préviado CADE em licitações públicas...Dispositivos Lei 8884/94 Lei 12.529/11Prazo para Notificação Notificação 15 dias após a operação.Notificação prévia de operações deconcentração.Critério do Faturamento – 1ªtravaPelo menos uma das partes comfaturamento igual ou superior aR$400 milhões.Pelo menos uma das partes comfaturamento igual ou superior a R$750 milhões.Critério do Faturamento – 2ªtravaNão tem.A outra parte deve ter, no mínimo,faturamento igual ou superior a R$ 75milhões.Critério do Mercado RelevanteA concentração resultante deve sersuperior a 20% do mercadorelevante.O critério do mercado relevante foiremovido, mas a sua definiçãocontinua importanteDiscricionariedade do CADEpara requerer submissão aposterioriNão tem.O CADE pode requerer a submissãode atos de concentração nãoenquadrados nos critérios acima ematé 1 ano após a operação.Licitações promovidas pelaadministração públicaSão tratados como atosnormalmenteDe acordo com o Art. 90, não serãoconsiderados atos de concentraçãoas licitações públicas
  32. 32. Art. 90 da lei de concorrência limita aatuação do CADE, exigindo previsão noedital... Parágrafo único. Não serão considerados atos deconcentração, para os efeitos do disposto no art.88 desta Lei, os descritos no inciso IV do caput,quando destinados às licitações promovidas pelaadministração pública direta e indireta e aoscontratos delas decorrentes.
  33. 33. 4.2 EXPERIÊNCIAINTERNACIONAL...
  34. 34. 4.2.1 O caso australiano...
  35. 35. Modelagem da privatização foi fundamentalpara garantir eficiência... Privatizações ocorreram entre 1997 e 2002. Controle de mais de 80% do tráfego aéreoaustraliano por 4 aeroportos (em milhões depassageiros/ano): Sidney: 20,7 Melbourne: 13,5 Brisbane: 10,26 Perth: 4,6
  36. 36. Limitações à propriedade cruzada... Editais de licitação: Consórcio Southern Cross, responsávelpelo Aeroporto de Sidney, não poderiapossuir mais do que 15% do capital dooperador dos outros 3 hubs.Objetivo de não permitir vinculaçãosocietária entre os principais grupos.
  37. 37. Resultados da privatizaçãoaustraliana foram positivos... Nenhuma forma de participação cruzada foiverificada. Ambiente competitivo em preço e qualidade. Necessidade de fiscalização e regulação foireduzida. Relevantes investimentos em expansão dacapacidade.
  38. 38. Aeroportos australianosprivatizados apresentaram custosmenores...Fonte: Australian Government ProductivityComparação de custos por passageiros (2008/09)
  39. 39. Aeroportos australianos são maiscompetitivos...Fonte: Governo AustralianoComparação de taxas cobradas nos aeroportos australianose em outros aeroportos
  40. 40. Desempenho dos aeroportos australianos éavaliado positivamente... Estudo de 2011 da Associação Australiana deAeroportos registrou no setor: Tarifas abaixo da média internacional Reduzidos custos por passageiro Investimentos por passageiro acima da média
  41. 41. 4.2.2 O caso do Reino Unido
  42. 42. Até anos oitenta havia controle porempresa estatal (BAA)... (i) London Heathrow Airport (grande Londres) (ii) London Gatwick Airport (grande Londres) (iii) London Stansted Airport (grande Londres) (iv) Glasgow International Airport (Glasgow, Escócia) (v) Prestwick International Airport (grande Glasgow) (vi) Edinburgh Airport (Edimburgo, Escócia) (vii) Aberdeen Airport (Aberdeen, Escócia)
  43. 43. 1987: privatização da BAA... Decidiu-se pela não separação societária dacompanhia. Em 2005, aeroportos geridos pela BAAcontrolavam: 60% da movimentação de passageiros intra-Reino Unido; 90% da movimentação na região Sudeste daGrã-Bretanha; 84% da movimentação na Escócia.
  44. 44. Problemas da gestão pela BAA... Incapacidade de manter níveis adequados deinvestimentos em seus aeroportos. Resultados: Saturação dos terminais Altas tarifas Baixa qualidade do serviço Office of Fair Trading iniciou investigação.
  45. 45. Resultados da investigação... Os efeitos de concentração pela BAA mostraram-se prejudiciais à concorrência no setor. Competition Commission - CC (órgãoconcorrencial de última instância no Reino Unido): Decisão do órgão de defesa da concorrência pordesinvestimentos.
  46. 46. Impactos pela propriedade cruzadados aeroportos... 2009: Competition Commission relatou que aconcentração pela propriedade cruzada causava: Limitação dos investimentos em infraestrutura Aumento de custos Diminuição da qualidade dos serviços Observou-se que, pela falta de competição,aeroportos da BAA eram menos eficientes que oseuropeus
  47. 47. Proibições à propriedadecruzada... Decisão da Competition Commission: Venda do aeroporto de Gatwick Venda do aeroporto de Stansted Alienação ou do aeroporto de Glasgow ou de Edimburgo Ocorreu venda do aeroporto de Edimburgo
  48. 48. Melhor prevenir do que remediar... Regulação ex-ante é essencial. Regulação ex-post pode implicar custos de transaçãoadicionais para sanar problemas que seriam evitáveis Efeitos anticoncorrenciais e posteriordesinvestimento são custosos
  49. 49. HÁ PRECEDENTES EMOUTROS SETORES ESÓLIDA BASE LEGALPARA CONTROLE DAPROPRIEDADECRUZADA...
  50. 50. 5.1 EXEMPLOS DOSETOR DEINFRAESTRUTURA...Setores elétrico e de telecomunicação
  51. 51. Obrigatoriedade da desverticalização nosetor elétrico... Lei 10.848/2004: Segregação das atividades de geração, transmissão,distribuição e comercialização Objetivos: evitar a existência de subsídios cruzadosentre tais atividades e estimular a competição nossegmentos de geração e comercialização
  52. 52. Telecomunicações: separação defaixas de radiofrequência... Nova faixa de radiofrequência 4G: Subdivisão em quatro partes Restrição: não há propriedade de mais de umaparte pelo mesmo grupo econômico Objetivo: restringir a propriedade cruzada, quenão incentiva novos investimentos
  53. 53. Restrição ao exercício de direitospolíticos da Telefônica na TIMBrasil... Telefônica (Vivo no Brasil) compra na Itália a Telecom Itália (TIM noBrasil) ANATEL, com o apoio do CADE, impôs as seguintes restrições àaquisição:I. Vedação, à Telefônica, de controle de empresas do Grupo Telecom Itáliaatuantes no mercado de telecomunicações brasileiroII. Vedação, à Telefônica, de direitos de voto, veto e de participação emreuniões dos órgãos de administração da Telecom Itália e subsidiárias,que tratem de matérias relacionadas ao mercado relevanteIII. Vedação de que administradores da Telefônica e da Telecom Itália noBrasil sejam eleitos para órgãos administrativos, uma da outraIV. A limitação da relação comercial entre empresas dos grupos A punição pela ANATEL caso haja descumprimento das restrições ésevera:Perda da autorização da operadora, implicando a sua saída domercado brasileiro
  54. 54. 5.2 BASE LEGAL PARA OCONTROLE SOBRE APROPRIEDADECRUZADA...
  55. 55. Legislação fundamentadiretamente a questão... Constituição Federal Lei de Licitações (8.666/93) Lei de Concessões (8.987/95) Lei que rege atuação da ANAC (11.182/05)
  56. 56. Concorrência é princípio basilar daConstituição Federal de 1988... Princípio fundamental da livre concorrência: Art. 170. A ordem econômica, fundada na valorização dotrabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurara todos existência digna, conforme os ditames da justiçasocial, observados os seguintes princípios: (...) IV - livre concorrência;
  57. 57. Lei de Licitações: divisão em lotespara aumentar a concorrência...Lei de Licitações Art. 23.§ 1o As obras, serviços e compras efetuadas pelaAdministração serão divididas em tantas parcelas quantas secomprovarem técnica e economicamente viáveis, procedendo-se à licitação com vistas ao melhor aproveitamento dosrecursos disponíveis no mercado e à ampliação dacompetitividade sem perda da economia de escala.
  58. 58. Lei das Concessões: o objetivo éaumentar a concorrência...Lei das Concessões (Lei 8987/95): Art. 29. Incumbe ao poder concedente:XI - incentivar a competitividade;
  59. 59. ANAC é obrigada a comunicar apossível infração ao CADE... Lei 11.182/05 Parágrafo único. Quando, no exercício de suas atribuições,a ANAC tomar conhecimento de fato que configure oupossa configurar infração contra a ordem econômica, ouque comprometa a defesa e a promoção da concorrência,deverá comunicá-lo aos órgãos e entidades referidos nocaput deste artigo, para que adotem as providênciascabíveis.
  60. 60. Relembrando os cinco pontos...I. É fundamental aumentar investimentos emaeroportosII. Competição é essencial para aumentarinvestimentosIII. É crucial e possível aumentar competição emaeroportosIV. Controle sobre propriedade cruzada énecessária para garantir a competição emaeroportosV. Há precedentes em outros países e setores esólida base legal para controle da propriedadecruzada
  61. 61. Equipe envolvida na discussão...Gesner OliveiraEconomista, professor da EASP-FGVGuilherme MartheBacharelando em EconomiaPUC-SPJoão Pedro D. OliveiraBacharelando Administração PúblicaFGV-SPBruno PalialolEconomista FEA-USPMarcela AltaleAdvogada USPEduardo QuadrosBacharelando em EngenhariaMecânica POLI-USPSuzana SantanaAdministradora de EmpresasMackenzieFernando MarcatoAdvogado, professor da EDESP-FGVWagner E. HeibelEngenheiro, Professor do CursoAvançado de Especialização emRegulação de TelecomunicaçõesPedro ScazufcaEconomista, Mestre e Bacharel – FEAUSP
  62. 62. Muito obrigado!Gesner Oliveira – gesner.oliveira@fgv.brFernando Marcato – fernando.marcato@fgv.br@gesner_oliveirahttp://gei-sa.blogspot.com.br/

×