Situação de aprendizagem

283 visualizações

Publicada em

Feito pela Professora Marlene

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
283
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Situação de aprendizagem

  1. 1. PAUSAMOACYR SCLIAR
  2. 2. • Às sete horas o despertador tocou. Samuelsaltou da cama, correu para o banheiro. Fez abarba e lavou-se. Vestiu-se rapidamente e semruído. Estava na cozinha, preparandosanduíches, quando a mulher apareceu,bocejando:
  3. 3. —Vais sair de novo, Samuel?Fez que sim com a cabeça. Embora jovem,tinha a fronte calva; mas as sobrancelhaseram espessas, a barba, embora recém-feita,deixava ainda no rosto uma sombra azulada. Oconjunto era uma máscara escura.
  4. 4. —Todos os domingos tu sais cedo – observou amulher com azedume na voz.—Temos muito trabalho no escritório – disse omarido, secamente.Ela olhou os sanduíches:—Por que não vens almoçar?—Já te disse: muito trabalho. Não há tempo. Levoum lanche.A mulher coçava a axila esquerda. Antes quevoltasse a carga, Samuel pegou o chapéu:—Volto de noite.
  5. 5. Estacionou o carro numa travessa quieta. Com opacote de sanduíches debaixo do braço,caminhou apressadamente duas quadras.Deteve-se ao chegar a um hotel pequeno e sujo.Olhou para os lados e entrou furtivamente.Bateu com as chaves do carro no balcão,acordando um homenzinho que dormia sentadonuma poltrona rasgada. Era o gerente.Esfregando os olhos, pôs-se de pé:
  6. 6. —Ah! Seu Isidoro! Chegou mais cedohoje. Friozinho bom este, não é? A gente...—Estou com pressa, seu Raul – atalhouSamuel.— Está bem, não vou atrapalhar. O desempre - Estendeu a chave.
  7. 7. Samuel subiu quatro lanços de uma escadavacilante. Ao chegar ao último andar, duasmulheres gordas, de chambre floreado,olharam-no com curiosidade:—Aqui, meu bem! – uma gritou, eriu: um cacarejo curto.
  8. 8. Ofegante, Samuel entrou no quarto e fechou aporta a chave. Era um aposento pequeno: umacama de casal, um guarda-roupa de pinho: a umcanto, uma bacia cheia d’água, sobre um tripé.Samuel correu as cortinas esfarrapadas, tirou dobolso um despertador de viagem, deu corda ecolocou-o na mesinha de cabeceira.
  9. 9. Puxou a colcha e examinou os lençóiscom o cenho franzido; com umsuspiro, tirou o casaco e os sapatos,afrouxou a gravata. Sentado na cama,comeu vorazmente quatro sanduíches.Limpou os dedos no papel deembrulho, deitou-se fechou os olhos.
  10. 10. Dormir.
  11. 11. Em pouco, dormia. Lá embaixo, acidade começava a move-se: osautomóveis buzinando, os jornaleirosgritando, os sons longínquos.Um raio de sol filtrou-se pela cortina,estampou um círculo luminoso nochão carcomido.
  12. 12. Samuel dormia; sonhava. Nu, corria por uma planícieimensa, perseguido por um índio montado o cavalo.No quarto abafado ressoava o galope. No planalto datesta, nas colinas do ventre, no vale entre as pernas,corriam. Samuel mexia-se e resmungava. Às duas emeia da tarde sentiu uma dor lancinante nas costas.Sentou-se na cama, os olhos esbugalhados: o índioacabava de trespassá-lo com a lança. Esvaindo-se emsangue, molhando de suor, Samuel tomboulentamente; ouviu o apito soturno de um vapor.Depois, silêncio.
  13. 13. Às sete horas o despertador tocou. Samuelsaltou da cama, correu para a bacia, lavou-se.Vestiu-se rapidamente e saiu.Sentado numa poltrona, o gerente lia umarevista.— Já vai, seu Isidoro?—Já – disse Samuel, entregando a chave.Pagou, conferiu o troco em silêncio.
  14. 14. —Até domingo que vem, seu Isidoro –disse o gerente.—Não sei se virei – respondeu Samuel,olhando pela porta; a noite caia.—O senhor diz isto, mas volta sempreobservou o homem, rindo.Samuel saiu.
  15. 15. Samuel saiu.Ao longo dos cais, guiava lentamente. Parouum instante, ficou olhando os guindastesrecortados contra o céu avermelhado. Depois,seguiu.Para casa.
  16. 16. Procedimentos de leituras:Para cada slide fazer as seguintes colocações:slide 1: O que sugere o título?Slide 2: O DESPERTADOR toca a que horas? Por que veste-se rapidamente e sem fazerruído?Slide 3 O que esta implícito na pergunta : Vai sair de novo?Slide4 O que significa ter azedume na voz? Como deve ser o relacionamento doprotagonista? O que significa a frase: ‘Muito trabalho , não dá tempo” ?Slide5 : Por que caminha apressadamente? Como era o hotel?O que será que foi fazer lá?Slide6: Por que o Sr Raul o chama de Isidoro?Slide7: Quem são as mulheres?Slide8: Por que Esta ofegante? Quais os detalhes do quarto? Para que o despertador?Slide 9:Por que examina os lençóis? O que significa comer vorazmente 4 sanduiches?Slide10: O que foi fazer lá? Por quê?Slide11: O que acontecia ao redor?Slide12: O que significa sonhar? E seu sonho?Slide13: Que horas o DESPERTADOR toca? Quanto tempo dormiu?Slide14: Por que o gerente diz até domingo que vem e Samuel/Isidoro responde sempreque não virá e acaba indo?Slide15: Por que guia lentamente?Atividade escritaPedir que os alunos façam um pequeno resumo da história colocando suas impressões

×