Sessão solene comemorativa do 25 de abril 2012 tramagal

245 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
245
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sessão solene comemorativa do 25 de abril 2012 tramagal

  1. 1. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes___________________________________________________________________________Exmo. Senhor Presidente da Assembleia MunicipalExmas. Senhoras e Senhores Deputados MunicipaisExma. Senhora Presidente da Câmara MunicipalExma. Senhora e Senhores VereadoresTramagalenses e CrucifixensesComunicação social e público presente Sessão Solene Comemorativa do 25 de AbrilAs nossas primeiras palavras têm de ser dirigidas a este povo laborioso,honrado e de grande dimensão social da freguesia de Tramagal.O Tramagal foi uma das âncoras de desenvolvimento do concelho deAbrantes do Séc. XX.Tramagal atraiu muita gente que seguindo os trilhos do caminho-de-ferro,pelas linhas da Beira Baixa e do Leste, aqui aportou, trazendo a energia e avontade de trabalhar, famílias que deram vitalidade à organização social, nasescolas, nas Associações, ou na atividade desportiva.O Tejo era um obstáculo natural que centenas de munícipes de Rio deMoinhos, Amoreira, Abrançalha ou Abrantes transpunham diariamente paraobterem o seu rendimento do trabalho no Tramagal.Hoje, o grande desafio que os poderes municipais enfrentam é de que oTramagal não morra. Dar vida ao Tramagal!Mais do que melhorar as condições dos que aqui vivem é dar vida a Tramagal!Novos postos de trabalho, em novas empresas, em espaços industriais quenunca foram promovidos.__________________________________________________________________________________ 2009-2013·· Página 1 de 5
  2. 2. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes___________________________________________________________________________Novos residentes, mediante uma intervenção municipal que não se configureà administração urbanística, de aprovar ou indeferir os requerimentos dosparticulares, mas tomar a dianteira, ousar, sentar-se à mesa com as famíliasTramagalenses proprietárias de muitos dos terrenos centrais chegar aconclusões, e passar à fase seguinte.Reconhecemos que não será fácil.Perderam-se muitas oportunidades e muito tempo.Julgamos que também não houve vontade!Mas, é este o desafio que a todos se coloca.Nesta ocasião especial da realização desta Assembleia Municipal evocativa noTramagal, quero curvar-me perante a memória de todos os Tramagalensesque lutaram pela liberdade, alguns conhecendo a própria privação dela.A propósito de liberdade, permitam-nos que façamos uma referência especiala dois Tramagalenses:António de Oliveira Mendes, presidente da Comissão Administrativa dafreguesia de Tramagal após o 25 de Abril, e homem de grande dimensãosocial, no plano associativo.António Maria Coelho de Carvalho, um lutador pela liberdade em todas ascircunstâncias e em todos os regimes, um pedagogo e defensor dos valores eprincípios, um democrata em toda a dimensão.Senhor Eng. Parra da Silva foi com gosto que acompanhámos a intervenção porsi proferida e saudamos a temática escolhida – Ética Social – para esta SessãoSolene comemorativa do 25 de Abril.Na intervenção na sessão solene comemorativa do 25 de Abril no ano de 2011,a bancada do PSD deu enfase à temática Ética na política.__________________________________________________________________________________ 2009-2013·· Página 2 de 5
  3. 3. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes___________________________________________________________________________Citámos “Sá Carneiro “ Não temos o direito de nos demitirmos da dimensãopolítica, que resultante da nossa liberdade e da nossa inteligência é essencial àcondição humana”.No entanto, essa dimensão política tem de enfatizar características que sejamos alicerces para um melhor mundo. A dignidade na forma de estar na política,também é um imperativo! A nobreza de carácter de quem está na política, abusca da verdade, o pautarmo-nos por valores e por ética, a valorização domérito e do trabalho. “ São sem dúvida condições fundamentais!Comemorar em 2012 o 25 de Abril faz sentido?Convictamente, sim!Para evocar a liberdade conquistada?Julgamos que também!A Sociedade Portuguesa tem hoje liberdades que não tinha: de opinião, dereunião, de manifestações, de organização política, ou de expressão.Mas, reconheçamos, é em muitos casos uma débil liberdade.E a debilidade da liberdade é o corolário do condicionamento que algunsinteresses da esfera económica conseguem concretizar na esfera politica e queesta própria acarinha, estimula e desenvolve.E a debilidade da liberdade é a expressão da vitalidade de alguma falsa“democracia”.Muito em concreto à democracia local, exige-se uma imprensa nãocondicionada, não dependente, não receosa de desagradar ao poder desubsidiação e de proteção.A nossa democracia local precisa de liberdade e de opinião não condicionada.__________________________________________________________________________________ 2009-2013·· Página 3 de 5
  4. 4. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes___________________________________________________________________________A verdadeira liberdade é a liberdade dos valores, da qualidade de vida!Nada mais antidemocrático do que a imposição e a prepotência!Nada mais antidemocrático do que ter medo da opinião do povo!A conquista da liberdade celebra-se com o debate de opiniões.Comemorar Abril como oportunidade para cultivar e promover valores juntodas gerações mais novas, de liberdade, de respeito, de tolerância ou direito àdiferença, SIM!A oportunidade de pedagogicamente informar e formar as novas geraçõesdeve ser enfatizada neste dia de Abril.A oportunidade para o apelo às classes mais jovens e às mulheres para aparticipação ativa na promoção da política como ato de nobreza e dededicação.A oportunidade na promoção dos valores da família.A oportunidade no apelo ao voluntariado como forma de incutir espirito deentrega e de entreajuda, no sentido de mitigar o estado de emergência sociale económica que Portugal enfrenta.Comemorar Abril, sempre!Em Tramagal, Sim! De preferência nas asas de uma borboleta…Manuela RuivoTramagal, 25 de Abril de 2012__________________________________________________________________________________ 2009-2013·· Página 4 de 5
  5. 5. GRUPO MUNICIPALAssembleia Municipal de Abrantes_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 2009-2013·· Página 5 de 5

×