SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB
                          UAB- Licenciatura em Artes Visuais




                      Revelando o sacrado de Christian Boltanski
                                        S- 3

                          Maria Antonia dos Santos Brigato
Nome das professoras elaboradoras: Maria Goretti Vieira Vulcão & Lisa Minari Hargreaves
                    Professora revisora: Cristiane Herres Terraza
                  Nome do tutor á distância: Renato Berlim Fonseca
               Nome do tutor presencial: Alda Emilia Machado Tondelli




                                   Barretos – 2011
“O império Bizantino atingiu seu maior esplendor durante o governo do imperador
Justiniano I, entre os anos de 527 e 565. Justiniano promoveu importantes mudanças como a
codificação das leis baseada no Direito Romano e vislumbrou na aliança com a Igreja Cristã o
suporte              perfeito             para            o           seu               governo.”
Com o objetivo de expressar a supremacia do imperador que era considerado sagrado e
representante divino na terra, a produção artistica de Bizancio era ligada ao cristianismo. Por
mais de um século foi ilegal o uso de pinturas que simulassem imagens de seres humanos,
essas imagens eram destruidas, com isso muitos artistas fugiram para o ocidente até que em
843 a lei foi revogada e as imagens voltaram com seu carater magestoso exprimindo poder e
riqueza          e       se         colocando          a      serviço      do          imperador
        Os icones bizantinos eram imagens que representavam as figuras sagradas de Cristo, da
Virgem, apóstolos, santos e martires, eram importantes meios de comunicação espiritual
coletiva.
Técnicas.
Tempera;        pigmentos       e     gema        de     ovo     para    dar      luminosidade.
Técnica       da    encáustica:      cera      derretida   no     momento     da       aplicação.
Os        mosáicos:          Impulsionava        a       propagação       do        cristianismo.
Em Bizâncio surge uma nova linguagem figurativa a partir de linhas que formavam um novo
desenho no espaço com ausência de profundidade e a utilização do contraste claro, escuro, que
foi desaparecendo, fazendo com fossem modificando os volumes, tornando as imagens, mais
simplificadas.
A arte e a relatividade do gosto
        O conceito de beleza esta diretamente relacionada com a cultura e o meio em que a obra
esta inserida e o expectador vai absorve-la de acordo sua emoção e forma pessoal, os Gregos
foram os primeiros a registrar sobre a consciência que tinham sobre a emoção e beleza
sendo os criadores da estética, determinaram um padrão, um gosto comum e oficial através de
critérios pré-definidos sobre estética a qual todos os artistas procuram seguir com a inspiração.
“A arte medieval é, portanto, um mergulho na emoção, em busca da expressão de uma estética
religiosa, divina, que nos revela os valores, a beleza de um tempo em um espaço.”
        Surgiram então as corporações de oficio a partir do século XII, desenvolvendo um rígido
sistema de controle sob os trabalhos dos artesãos, determinavam preços, qualidades, margens
de lucro e hierarquia de trabalho. O ensino das artes era tarefa da igreja que consistia nas ” sete
artes”, divididas em gramática, retórica, lógica, aritmética, geometria, astronomia e música.”
“A Universidade de Paris tornou-se a metrópole universitária da cristandade, o centro filosófico e
teológico do mundo, servindo de modelo para outras universidades. Mais adiante, abrigaria a
semente do futuro seminário protestante.”
        “A produção artística tinha que seguir os cânones clássicos ou seria considerada sem
valor. As obras românicas eram produzidas para atrair o fervor do povo leigo, então a produção
das esculturas estão relacionadas as construções das igrejas, sendo mais poderosas as
imagens que os sermões do pregador. E as pinturas eram desenvolvidas nas decorações das
igrejas usando a técnica do afresco pelos pintores, que utilizavam as ilustrações dos livros
religiosos. Os artistas se utilizavam de deformações para traduzir os sentimentos religiosos.
No período de 1 300 a 1 350 os artistas exploravam os espaços na tela de modo a estimular o
olhar do expectador, traduzindo as histórias bíblicas capturando ações menos rígidas e mais
dinâmicas.
Nesta      Obra         Tumular
                                                              "Personagem"        de     Helio
                                                              Rubiales
                                                                     É evidente o apego a
                                                              vida e o medo de deixa-la, é
                                                              preciso que uma figura
                                                              angelical femenina console o
                                                              jovem para a passagem pela
                                                              porta, significando a passagem
                                                              da vida terrena, para a vida
                                                              eterna, separando a alma do
                                                              corpo                   terreno.




ARTE TUMULAR
Base tumular em granito marrom em linhas reta. Na parte frontal, em letras de bronze o nome
da familia e a porta em bronze com alegorias religiosas que dá acesso ao túmulo. Na parte
frontal em cada canto um vaso vazio em bronze, tendo como significado a separação da alma
do corpo. Na cabeceira tumular (lápide) do lado esquerdo (direito da foto) um grande anjo de
bronze alado, com uma das mãos sobre a placa de bronze, representando a anunciação. Do
lado oposto, uma figura feminina (anjo) coberta por um manto, consola um jovem para a
passagem pelo porta.
Foto:bbILLT
Descrição Tumular: HRubiales
PERSONAGEM
Família Saade
14
Share |
Postado por hrubiales às 6.4.1 0 1 comentários Links para esta postagem
Marcadores: Saade ' Família
Biografía de Christian Boltanski.
        Christian Boltanski nasceu em Paris em 1 944. Sua carreira artística começou quando
 ele deixou a educação formal na idade de 1 2 anos, altura em que começou a pintar e
 desenhar. Desde 1 960, ele trabalhou com o efêmero da experiência humana, a partir de
 fotografias obituário de latas enferrujadas biscuit. Vários projetos de Boltanski foram usados,
 e a propriedade perdida real, dos espaços públicos, como estações ferroviárias, criando
 coleções que memorializavam os proprietários desconhecidos, na cacofonia de efeitos
 pessoais.
        Boltanski tem exposto internacionalmente em museus, incluindo: Muse d'arte moderna
 de la ville de Paris; Kunsthalle Wien; Stedelijk van Abbemuseum. Eindhoven; Whitechapel Art
 Gallery, Londres, Museu de Arte Contemporânea, Chicago, Museum of Contemporary Art, Los
 Angelis, Museum of Fine Arts, Boston, Museum of Contemporary Art, Helsinki; Malmö
 Konsthall; Museu Nacional de Arte Contemporânea, Oslo, Museu Ludwig Köln, Museo
 Nacional         Centro          de      Arte        Regina         Sofia,       Madrid.
  Seu trabalho tem sido destaque em Documenta (1 972, 1 986) na Bienal de Veneza (1 993,
 1 996), e no Carnegie International no Museu Carnegie, Pittsburgh (1 991 ). Boltanski vive em
 Malakoff, um subúrbio de Paris, com o igualmente renomado artista Annette Messager.
         Fazendo uma analogia entre as obras de Helio Rubiales tumular “Personagem” e as
 obras de Christian Boltanski, percebemos que, tanto uma quanto a outra estão de certa forma
 vinculadas a Idade Média, as obras tumular se relacionam aos “os primeiros cristãos, que
 enterravam seus mortos em profundas galerias denominadas catacumbas.” Que eram
 ornamentadas             com            pinturas          em            seus             tetos.

                                                                Nesta obra de Christian
                                                          Boltanski, e uma comparação entre
                                                          idade média, é possível perceber
                                                          que ela também está conectada
                                                          pelas mesmas idéias, assim como a
                                                          obra de Helio Rubiales, que nos
                                                          remetem as simbologias Cristãs.
                                                          Nesta obra especificamente o
                                                          ambiente tem uma luz que lembra a
                                                          pouca luminosidade das igrejas
                                                          medievais, as imagens são de
                                                          pessoas mortas sendo elevadas a
                                                          categoria de sagrado, pois
                                                          aparentemente      estão    sendo
                                                          apresentadas em uma Igreja



Fonte:
O nascimento do cristianismo
http://www.uab.unb.br/moodle_1 _2011 /mod/book/view.php?id=4266 Em: 07/11 /2011
http://artetumular.blogspot.com/ Em: 07/11 /2011
http://translate.google.com.br/translate?hl=pt- Em: 07/11 /2011
http://itslittlej.blogspot.com/201 0/05/christian-boltanski.html Em: 07/11 /2011

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (7)

Filme - Anjos e demônios - obra santa teresa em êxtase - bernini
Filme - Anjos e demônios - obra santa teresa em êxtase - berniniFilme - Anjos e demônios - obra santa teresa em êxtase - bernini
Filme - Anjos e demônios - obra santa teresa em êxtase - bernini
 
Arte Barroca Arquitectura
Arte Barroca ArquitecturaArte Barroca Arquitectura
Arte Barroca Arquitectura
 
Bernini
BerniniBernini
Bernini
 
Estilos artísticos contextualizados
Estilos artísticos contextualizadosEstilos artísticos contextualizados
Estilos artísticos contextualizados
 
11 pp barroco_8a
11 pp barroco_8a11 pp barroco_8a
11 pp barroco_8a
 
Barroco
Barroco Barroco
Barroco
 
A Pintura Renascentista
A Pintura RenascentistaA Pintura Renascentista
A Pintura Renascentista
 

Destaque (6)

Panorama Do Teatro Ocidental
Panorama Do Teatro OcidentalPanorama Do Teatro Ocidental
Panorama Do Teatro Ocidental
 
Resumo e Síntese
Resumo e SínteseResumo e Síntese
Resumo e Síntese
 
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)
Resumo e Síntese, Mónica Almeida (CLC)
 
Resumo e sintese
Resumo e sinteseResumo e sintese
Resumo e sintese
 
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS  NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICOPRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS  NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
PRODUÇÃO DE SÍNTESES, RESUMOS E RESENHAS NO CONTEXTO ESCOLAR E ACADÊMICO
 
Modelos de síntese
Modelos de sínteseModelos de síntese
Modelos de síntese
 

Semelhante a Revelando o sacrado de Christian Boltanski

Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade média
CEF16
 
Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade média
CEF16
 
3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico
Danilson Silva
 
Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade média
CEF16
 
Conhecendo a arte barroca
Conhecendo a arte barrocaConhecendo a arte barroca
Conhecendo a arte barroca
Tereza Honoria
 
Arte cris..2
Arte cris..2Arte cris..2
Arte cris..2
moralalva
 
Trabalho Giovanni Fiesole
Trabalho Giovanni FiesoleTrabalho Giovanni Fiesole
Trabalho Giovanni Fiesole
Tércia Harry
 
A cultura da catedral escultura e pintura
A cultura da catedral   escultura e pinturaA cultura da catedral   escultura e pintura
A cultura da catedral escultura e pintura
cattonia
 
História da arte oficina de pintura 20 e 21 maio 2010
História da arte oficina de pintura  20 e 21 maio 2010História da arte oficina de pintura  20 e 21 maio 2010
História da arte oficina de pintura 20 e 21 maio 2010
Antenor Lago
 

Semelhante a Revelando o sacrado de Christian Boltanski (20)

Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade média
 
Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade média
 
Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade média
 
3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico3 renascimento cultural-e_cientifico
3 renascimento cultural-e_cientifico
 
Arte na idade média
Arte na idade médiaArte na idade média
Arte na idade média
 
Renascimento 2018
Renascimento 2018Renascimento 2018
Renascimento 2018
 
Conhecendo a arte barroca
Conhecendo a arte barrocaConhecendo a arte barroca
Conhecendo a arte barroca
 
Arte cris..2
Arte cris..2Arte cris..2
Arte cris..2
 
Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
 
Nº 2, 13, 15, 16 10ºH
Nº 2, 13, 15, 16  10ºHNº 2, 13, 15, 16  10ºH
Nº 2, 13, 15, 16 10ºH
 
Arte na linha do tempo
Arte na linha do tempo Arte na linha do tempo
Arte na linha do tempo
 
Comunicação, arte e cultura contemporânea
Comunicação, arte e cultura contemporâneaComunicação, arte e cultura contemporânea
Comunicação, arte e cultura contemporânea
 
Arte e corpo
Arte e corpoArte e corpo
Arte e corpo
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Trabalho Giovanni Fiesole
Trabalho Giovanni FiesoleTrabalho Giovanni Fiesole
Trabalho Giovanni Fiesole
 
Barroco e modernismo
Barroco e modernismoBarroco e modernismo
Barroco e modernismo
 
A cultura da catedral escultura e pintura
A cultura da catedral   escultura e pinturaA cultura da catedral   escultura e pintura
A cultura da catedral escultura e pintura
 
Arte Barroca na Europa
Arte Barroca na EuropaArte Barroca na Europa
Arte Barroca na Europa
 
História da arte oficina de pintura 20 e 21 maio 2010
História da arte oficina de pintura  20 e 21 maio 2010História da arte oficina de pintura  20 e 21 maio 2010
História da arte oficina de pintura 20 e 21 maio 2010
 

Revelando o sacrado de Christian Boltanski

  • 1. UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB UAB- Licenciatura em Artes Visuais Revelando o sacrado de Christian Boltanski S- 3 Maria Antonia dos Santos Brigato Nome das professoras elaboradoras: Maria Goretti Vieira Vulcão & Lisa Minari Hargreaves Professora revisora: Cristiane Herres Terraza Nome do tutor á distância: Renato Berlim Fonseca Nome do tutor presencial: Alda Emilia Machado Tondelli Barretos – 2011
  • 2. “O império Bizantino atingiu seu maior esplendor durante o governo do imperador Justiniano I, entre os anos de 527 e 565. Justiniano promoveu importantes mudanças como a codificação das leis baseada no Direito Romano e vislumbrou na aliança com a Igreja Cristã o suporte perfeito para o seu governo.” Com o objetivo de expressar a supremacia do imperador que era considerado sagrado e representante divino na terra, a produção artistica de Bizancio era ligada ao cristianismo. Por mais de um século foi ilegal o uso de pinturas que simulassem imagens de seres humanos, essas imagens eram destruidas, com isso muitos artistas fugiram para o ocidente até que em 843 a lei foi revogada e as imagens voltaram com seu carater magestoso exprimindo poder e riqueza e se colocando a serviço do imperador Os icones bizantinos eram imagens que representavam as figuras sagradas de Cristo, da Virgem, apóstolos, santos e martires, eram importantes meios de comunicação espiritual coletiva. Técnicas. Tempera; pigmentos e gema de ovo para dar luminosidade. Técnica da encáustica: cera derretida no momento da aplicação. Os mosáicos: Impulsionava a propagação do cristianismo. Em Bizâncio surge uma nova linguagem figurativa a partir de linhas que formavam um novo desenho no espaço com ausência de profundidade e a utilização do contraste claro, escuro, que foi desaparecendo, fazendo com fossem modificando os volumes, tornando as imagens, mais simplificadas. A arte e a relatividade do gosto O conceito de beleza esta diretamente relacionada com a cultura e o meio em que a obra esta inserida e o expectador vai absorve-la de acordo sua emoção e forma pessoal, os Gregos foram os primeiros a registrar sobre a consciência que tinham sobre a emoção e beleza sendo os criadores da estética, determinaram um padrão, um gosto comum e oficial através de critérios pré-definidos sobre estética a qual todos os artistas procuram seguir com a inspiração. “A arte medieval é, portanto, um mergulho na emoção, em busca da expressão de uma estética religiosa, divina, que nos revela os valores, a beleza de um tempo em um espaço.” Surgiram então as corporações de oficio a partir do século XII, desenvolvendo um rígido sistema de controle sob os trabalhos dos artesãos, determinavam preços, qualidades, margens de lucro e hierarquia de trabalho. O ensino das artes era tarefa da igreja que consistia nas ” sete artes”, divididas em gramática, retórica, lógica, aritmética, geometria, astronomia e música.” “A Universidade de Paris tornou-se a metrópole universitária da cristandade, o centro filosófico e teológico do mundo, servindo de modelo para outras universidades. Mais adiante, abrigaria a semente do futuro seminário protestante.” “A produção artística tinha que seguir os cânones clássicos ou seria considerada sem valor. As obras românicas eram produzidas para atrair o fervor do povo leigo, então a produção das esculturas estão relacionadas as construções das igrejas, sendo mais poderosas as imagens que os sermões do pregador. E as pinturas eram desenvolvidas nas decorações das igrejas usando a técnica do afresco pelos pintores, que utilizavam as ilustrações dos livros religiosos. Os artistas se utilizavam de deformações para traduzir os sentimentos religiosos. No período de 1 300 a 1 350 os artistas exploravam os espaços na tela de modo a estimular o olhar do expectador, traduzindo as histórias bíblicas capturando ações menos rígidas e mais dinâmicas.
  • 3. Nesta Obra Tumular "Personagem" de Helio Rubiales É evidente o apego a vida e o medo de deixa-la, é preciso que uma figura angelical femenina console o jovem para a passagem pela porta, significando a passagem da vida terrena, para a vida eterna, separando a alma do corpo terreno. ARTE TUMULAR Base tumular em granito marrom em linhas reta. Na parte frontal, em letras de bronze o nome da familia e a porta em bronze com alegorias religiosas que dá acesso ao túmulo. Na parte frontal em cada canto um vaso vazio em bronze, tendo como significado a separação da alma do corpo. Na cabeceira tumular (lápide) do lado esquerdo (direito da foto) um grande anjo de bronze alado, com uma das mãos sobre a placa de bronze, representando a anunciação. Do lado oposto, uma figura feminina (anjo) coberta por um manto, consola um jovem para a passagem pelo porta. Foto:bbILLT Descrição Tumular: HRubiales PERSONAGEM Família Saade 14 Share | Postado por hrubiales às 6.4.1 0 1 comentários Links para esta postagem Marcadores: Saade ' Família
  • 4. Biografía de Christian Boltanski. Christian Boltanski nasceu em Paris em 1 944. Sua carreira artística começou quando ele deixou a educação formal na idade de 1 2 anos, altura em que começou a pintar e desenhar. Desde 1 960, ele trabalhou com o efêmero da experiência humana, a partir de fotografias obituário de latas enferrujadas biscuit. Vários projetos de Boltanski foram usados, e a propriedade perdida real, dos espaços públicos, como estações ferroviárias, criando coleções que memorializavam os proprietários desconhecidos, na cacofonia de efeitos pessoais. Boltanski tem exposto internacionalmente em museus, incluindo: Muse d'arte moderna de la ville de Paris; Kunsthalle Wien; Stedelijk van Abbemuseum. Eindhoven; Whitechapel Art Gallery, Londres, Museu de Arte Contemporânea, Chicago, Museum of Contemporary Art, Los Angelis, Museum of Fine Arts, Boston, Museum of Contemporary Art, Helsinki; Malmö Konsthall; Museu Nacional de Arte Contemporânea, Oslo, Museu Ludwig Köln, Museo Nacional Centro de Arte Regina Sofia, Madrid. Seu trabalho tem sido destaque em Documenta (1 972, 1 986) na Bienal de Veneza (1 993, 1 996), e no Carnegie International no Museu Carnegie, Pittsburgh (1 991 ). Boltanski vive em Malakoff, um subúrbio de Paris, com o igualmente renomado artista Annette Messager. Fazendo uma analogia entre as obras de Helio Rubiales tumular “Personagem” e as obras de Christian Boltanski, percebemos que, tanto uma quanto a outra estão de certa forma vinculadas a Idade Média, as obras tumular se relacionam aos “os primeiros cristãos, que enterravam seus mortos em profundas galerias denominadas catacumbas.” Que eram ornamentadas com pinturas em seus tetos. Nesta obra de Christian Boltanski, e uma comparação entre idade média, é possível perceber que ela também está conectada pelas mesmas idéias, assim como a obra de Helio Rubiales, que nos remetem as simbologias Cristãs. Nesta obra especificamente o ambiente tem uma luz que lembra a pouca luminosidade das igrejas medievais, as imagens são de pessoas mortas sendo elevadas a categoria de sagrado, pois aparentemente estão sendo apresentadas em uma Igreja Fonte: O nascimento do cristianismo http://www.uab.unb.br/moodle_1 _2011 /mod/book/view.php?id=4266 Em: 07/11 /2011 http://artetumular.blogspot.com/ Em: 07/11 /2011 http://translate.google.com.br/translate?hl=pt- Em: 07/11 /2011 http://itslittlej.blogspot.com/201 0/05/christian-boltanski.html Em: 07/11 /2011