Palestra apresentada aos formandos em Psicologia.
Centro Universitário Estácio de Sá
Hierarquia das Necessidades - Maslow
Hierarquia das Necessidades – Maslow. Adaptação para as Redes Sociais
WEB 1.0
WEB 1.0 X Web 2.0
WEB 2.0:
a Web das
PESSOAS
• Surgiram os blogs (de weblog),
diários on-line – 2000 com o
Blogger
• O que isso mudou?
• Informações gratuitas
• As pes...
Surgiram as Redes Sociais
ESTOU ESCREVENDO MEU QUARTO LIVRO, EM BREVE AQUI NA INTERNET, PENA
QUE NINGUÉM LÊ? NÃO PORQUE O AUTOR NÃO TEM NOME NO MERC...
Dados
• escrita em caixa alta
• sem espaçamento de parágrafo: hipótese
(ansiedade, como se falasse
desenfreadamente).
• “E...
Informação
NÃO PORQUE O AUTOR NÃO TEM NOME NO MERCADO
LITERÁRIO. OU POR SER UM APRENDIZ. MAS SIM PORQUE O
POVO NÃO LÊ MESM...
Informação
• Leitor assíduo
• Escritor de 3 livros, com lançamento
(na Internet) do quarto livro
• Leu muito desde pequeno...
Analise o Discurso
F2
F1
texto
discurso
Formações
discursivas
• Leitor assíduo
• Escritor de 3 livros, com lançamento (na Internet) do quarto livro
• Leu muito desde pequeno
Quem é Jorge?
Ser ou não ser,
eis a questão?
Quantos perfis diferentes você já utilizou em salas de bate-papos?
As pessoas sempre
tiveram mil facetas.
Nada foi criado no meio
digital que não existisse,
antes, no meio off-line.
O que a...
Case Vídeo: preconceito racial
Ser ou não ser ou
estar ou
não estar?
A mobilidade nos faz conectados sempre,
todos os dias e horas e em todos os lugares.
Isso
apresenta
uma nova
configuração
pro ser
humano.
No-Mo, ou No-Mobile,que significa Sem telemóvel.
Nomofobia: o medo de ficar sem celular
Web 2.0
Redes Sociais =
Web das
Pessoas
Web 3.0
Banco de Dados
Big data
Nuvens
Psicologia Online
• Produção de
conteúdo de
Solange levaria
Cris a buscar
outros ambientes,
com mais
possibilidades de
tra...
Big Data: inteligência analítica
a sociedade agora é
capaz de acessar e
interpretar dados de
maneira antes
impossível. Iss...
Big Data
O ser humano prefere informações
que confirmem suas crenças e
ideias, independente de serem
verdadeiras ou falsas.
Big Data
Acreditamos naquilo em que queremos
acreditar não importando se as evidências
apontam para um caminho diferente. ...
Big Data
No contexto da análise de Big Data é importante que não
ocorra algo semelhante.
Procurar dados que confirmem o qu...
Big Data
Exemplo: para se identificar o aumento da taxa de
conversão, é feita uma análise de big data por meio da
qual se ...
Big Data e Psicologia Comportamental
A geração de dados cresce a cada
momento: se deixou de falar em terabyte
ou petabyte,...
Big Data e mercado para a Psicologia
Comportamental
• A maior parte dos profissionais de TI tem foco em
engenharia, ciênci...
Big Data e mercado para a Psicologia
Comportamental
• Grandes volumes de dados: profissionais de ciências
cognitivas e com...
Dados de usuários que acessam
Dados de quem procura o conteúdo: nome, e-mail, empresa. Poderá realizar enquete
sobre o que...
http://www.escolapsicologia.com/sessoes-online/
Psicólogo e mercado
produza conteúdo relevante
• Abra um blog
• Poste conteúdo original: dicas, entrevistas, análises de
c...
Psicólogo e mercado
produza conteúdo relevante
• Conteúdo é o Rei
Novo algoritmo do Facebook privilegia
“conteúdo de qualidade” no topo do feed de
notícias
“Ao mostrar um conteúdo consider...
Google passa a destacar textos longos nas
buscas
Busca por conteúdos superficiais: 10% do público
clica em textos longos s...
Analise dados
Analise dados
Post x
Post y
Post z
Analise dados
Explore
http://learni.st/learnings/169927-big-data-needs-thick-data
http://thinkandsell.com/blog/big-data-integrando-tecno...
Explore
https://support.google.com/webmasters/answer/3280182
http://www.manuelcastells.info/en/
https://cataleg.uoc.edu/re...
Explore
http://www.oshowdoeu.com.br/downloads/trecho_oshowdoeu.pdf
Explore
Explore
https://support.google.com/webmasters/answer/3280182
Obrigada, e até a próxima!
https://www.facebook.com/lucmanfroi
https://twitter.com/lucmanfroi
https://twitter.com/pos_com_...
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data

4.752 visualizações

Publicada em

Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data.

Fases da Web
Análise do Discurso
Mobile
Nomofobia
Mercado digital para Psicólogos
Dados e Informações
Conteúdos e ambientes digitais
Iscas Digitais
Monitoramento
Produção de Conteúdo na área da Psicologia
Exploração de conteúdos em ambientes digitais

Luciana Manfroi


Publicada em: Educação
1 comentário
8 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.752
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
90
Comentários
1
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Psicologia e Comportamento nas Redes Sociais: da Web 1.0 à Big Data

  1. 1. Palestra apresentada aos formandos em Psicologia. Centro Universitário Estácio de Sá
  2. 2. Hierarquia das Necessidades - Maslow
  3. 3. Hierarquia das Necessidades – Maslow. Adaptação para as Redes Sociais
  4. 4. WEB 1.0
  5. 5. WEB 1.0 X Web 2.0
  6. 6. WEB 2.0: a Web das PESSOAS
  7. 7. • Surgiram os blogs (de weblog), diários on-line – 2000 com o Blogger • O que isso mudou? • Informações gratuitas • As pessoas começaram a escrever sobre o que gostavam, o que queriam, a dar opinião. • Pessoas espelham-se em pessoas - interesses em comum.
  8. 8. Surgiram as Redes Sociais
  9. 9. ESTOU ESCREVENDO MEU QUARTO LIVRO, EM BREVE AQUI NA INTERNET, PENA QUE NINGUÉM LÊ? NÃO PORQUE O AUTOR NÃO TEM NOME NO MERCADO LITERÁRIO. OU POR SER UM APRENDIZ. MAS SIM PORQUE O POVO NÃO LÊ MESMO!! GOSTAM MUITO DE AUTO AJUDA E NADA MAS... QUEREM APRENDER BONS MODOS NÃO É MESMO?... O POVO TEM PREGUIÇA DE LER, NÃO GOSTA DA LEITURA, NÃO ENTENDE NADAA!! SABEM MUITO USAR A LINGUAGEM VERBAL ATRAVÉS DA DICÇÃO, VOZ GROSSA VOZ DE VELUDO.. MAS QUANDO É PRA QUESTIONAR UMA LINGUAGEM LITERÁRIA FICAM PULANDO DE ASSUNTO PORQUE NÃO CONSEGUEM CONSUMIR CINCO PAGINAS. EU QUANDO TINHA 15 ANOS DE IDADE LIA TRÊS BOLSOS LIVROS POR DIA. CADA UM EM MEDIA DE 120 PAGINAS LIA TODAS AS PAGINAS AMARELAS DAS REVISTAS QUE CIRCULAVAM NO PAIS SEM CONTAR TUDO QUE OBTIVESSE NOTICIAS,.. ESSES PAPOS FURADOS DE FIDELISTAS E CHE E CZARES RUSSOS E OS AIATOLÁS EU LIA BRINCANDO DE BANDIDO E MOCINHO NA GUERRA FRIA. FREUD E SUAS DOUTRINAS PSICANALISTAS EU ENTRAVA EM CONTRADIÇÃO COM SUAS TESES. TUDO APENAS PARA O MEU APREDIZADO MINHA CURIOSIDADE DE ENTENDER O MUNDO DOS QUE MUITOS ACHAM SER DOS SENHORES DO PODER. FALO ISSO PORQUE EU LIA DE VERDADE, EU OLHAVA AS LINHAS E ALI PROCURAVA ENTENDER E NÃO PROCURAR SEGUIR SEUS CAMINHOS COMO SE EU FOSSE UM INTERESSEIRO OU INSEGURO.
  10. 10. Dados • escrita em caixa alta • sem espaçamento de parágrafo: hipótese (ansiedade, como se falasse desenfreadamente). • “ESTOU ESCREVENDO MEU QUARTO LIVRO, EM BREVE AQUI NA INTERNET.” (hipótese: escritor)
  11. 11. Informação NÃO PORQUE O AUTOR NÃO TEM NOME NO MERCADO LITERÁRIO. OU POR SER UM APRENDIZ. MAS SIM PORQUE O POVO NÃO LÊ MESMO!! GOSTAM MUITO DE AUTO AJUDA E NADA MAS... QUEREM APRENDER BONS MODOS NÃO É MESMO?... O POVO TEM PREGUIÇA DE LER, NÃO GOSTA DA LEITURA, NÃO ENTENDE NADAA!! SABEM MUITO USAR A LINGUAGEM VERBAL ATRAVÉS DA DICÇÃO, VOZ GROSSA VOZ DE VELUDO.. MAS QUANDO É PRA QUESTIONAR UMA LINGUAGEM LITERÁRIA FICAM PULANDO DE ASSUNTO PORQUE NÃO CONSEGUEM CONSUMIR CINCO PAGINAS. EU QUANDO TINHA 15 ANOS DE IDADE LIA TRÊS BOLSOS LIVROS POR DIA. CADA UM EM MEDIA DE 120 PAGINAS LIA TODAS AS PAGINAS AMARELAS DAS REVISTAS QUE CIRCULAVAM NO PAIS SEM CONTAR TUDO QUE OBTIVESSE NOTICIAS.. (...) continuação
  12. 12. Informação • Leitor assíduo • Escritor de 3 livros, com lançamento (na Internet) do quarto livro • Leu muito desde pequeno • Hipótese: deve escrever bem
  13. 13. Analise o Discurso F2 F1 texto discurso Formações discursivas
  14. 14. • Leitor assíduo • Escritor de 3 livros, com lançamento (na Internet) do quarto livro • Leu muito desde pequeno
  15. 15. Quem é Jorge?
  16. 16. Ser ou não ser, eis a questão?
  17. 17. Quantos perfis diferentes você já utilizou em salas de bate-papos?
  18. 18. As pessoas sempre tiveram mil facetas. Nada foi criado no meio digital que não existisse, antes, no meio off-line. O que a rede fez foi oportunizar nossa agilidade em ser o que sempre fomos: multifacetados. "Para não ser reproduzido" de 1937 René Magritte (1889 - 1967)
  19. 19. Case Vídeo: preconceito racial
  20. 20. Ser ou não ser ou estar ou não estar?
  21. 21. A mobilidade nos faz conectados sempre, todos os dias e horas e em todos os lugares.
  22. 22. Isso apresenta uma nova configuração pro ser humano.
  23. 23. No-Mo, ou No-Mobile,que significa Sem telemóvel. Nomofobia: o medo de ficar sem celular
  24. 24. Web 2.0 Redes Sociais = Web das Pessoas Web 3.0 Banco de Dados Big data Nuvens
  25. 25. Psicologia Online • Produção de conteúdo de Solange levaria Cris a buscar outros ambientes, com mais possibilidades de tratamento. • Menos exposição pública.
  26. 26. Big Data: inteligência analítica a sociedade agora é capaz de acessar e interpretar dados de maneira antes impossível. Isso promove mudanças em quase todas as áreas da vida. volume – variedade - velocidade
  27. 27. Big Data O ser humano prefere informações que confirmem suas crenças e ideias, independente de serem verdadeiras ou falsas.
  28. 28. Big Data Acreditamos naquilo em que queremos acreditar não importando se as evidências apontam para um caminho diferente. As pessoas acabam então reunindo provas e informações seletivamente e interpretando- as de modo parcial. Isto é um conceito da psicologia cognitiva ou um viés da confirmação.
  29. 29. Big Data No contexto da análise de Big Data é importante que não ocorra algo semelhante. Procurar dados que confirmem o que julgamos ser correto previamente é tendenciar a análise para um lado específico.
  30. 30. Big Data Exemplo: para se identificar o aumento da taxa de conversão, é feita uma análise de big data por meio da qual se constata um grande número de pessoas acessando e-commerce à noite. Faz-se, então, uma associação entre o acesso noturno e a hipótese de que ninguém entra em um e-commerce neste horário apenas para navegar no site, e usa-se esta hipótese como motivo confirmador do aumento da taxa de conversão.
  31. 31. Big Data e Psicologia Comportamental A geração de dados cresce a cada momento: se deixou de falar em terabyte ou petabyte, para discutir zettabyte e yottabyte A geração de informações dobra a cada ano e 95% desse conteúdo não é estruturado.
  32. 32. Big Data e mercado para a Psicologia Comportamental • A maior parte dos profissionais de TI tem foco em engenharia, ciência da computação, matemática e origens. • Lógica matemática e estatísticas • Para tarefas como processamento das operações financeiras ou operações de varejo, essas são habilidades ideais. • Mas se o objetivo é suportar a descoberta de conhecimento, tornam-se um obstáculo.
  33. 33. Big Data e mercado para a Psicologia Comportamental • Grandes volumes de dados: profissionais de ciências cognitivas e comportamentais, que entendem como as pessoas percebem os problemas, informações sobre uso e análise de dados no desenvolvimento de soluções , ideias e conhecimento. • Essa mudança reflete a mudança na economia para a economia comportamental, que se aplica o conhecimento das áreas de psicologia social e das ciências cognitivas e comportamentais para desenvolver uma nova compreensão de como as pessoas pensam e se comportam em mercados e economias.
  34. 34. Dados de usuários que acessam Dados de quem procura o conteúdo: nome, e-mail, empresa. Poderá realizar enquete sobre o que gostaria de ler, e expandir o conteúdo sobre o tema. Isca Digital
  35. 35. http://www.escolapsicologia.com/sessoes-online/
  36. 36. Psicólogo e mercado produza conteúdo relevante • Abra um blog • Poste conteúdo original: dicas, entrevistas, análises de casos, questões legais, vídeos, podcasts, infográficos, games, enquetes, pesquisas, quiz, etc. • Criei uma frequência de postagens • Inscreva-se em grupos com focos na sua área • Publique seu conteúdo nos grupos, e comente os conteúdos dos outros • Compartilhe nas redes sociais • Monitore • Analise o monitoramento de cada post • Amplie os temas dos posts mais acessados
  37. 37. Psicólogo e mercado produza conteúdo relevante • Conteúdo é o Rei
  38. 38. Novo algoritmo do Facebook privilegia “conteúdo de qualidade” no topo do feed de notícias “Ao mostrar um conteúdo considerado de alta qualidade na parte superior do Feed, vimos um aumento significativo nas interações (comentários, curtidas e compartilhamentos) por esses usuários em teste. Essas pessoas também ocultaram menos histórias de maneira geral. Os resultados mostram que essa mudança apresenta mais qualidade a mais pessoas, além de histórias mais interessantes das páginas a que eles estão conectados”, diz a nota oficial. https://www.facebook.com/facebookforbusiness/news/News-Feed-FYI-A-Window-Into-News-Feed
  39. 39. Google passa a destacar textos longos nas buscas Busca por conteúdos superficiais: 10% do público clica em textos longos sobre determinados assuntos. “Estou feliz em ver que as pessoas continuam a investir seus pensamentos em conteúdos aprofundados que continuarão relevantes por meses ou até mesmo anos após serem publicados”, explica Pandu Nayak, do Google.
  40. 40. Analise dados
  41. 41. Analise dados Post x Post y Post z
  42. 42. Analise dados
  43. 43. Explore http://learni.st/learnings/169927-big-data-needs-thick-data http://thinkandsell.com/blog/big-data-integrando-tecnologos-con-psicologos/ http://extra.globo.com/noticias/saude-e-ciencia/nomofobia-doenca-provoca- dependencia-do-celular-aprenda-perceber-os-sintomas-6593799.html http://www.psicologasp.com/2013/07/para-psicologos-as-redes-sociais.html https://www.facebook.com/facebookforbusiness/news/News-Feed-FYI-A-Window- Into-News-Feed http://olhardigital.uol.com.br/noticia/36567/36567
  44. 44. Explore https://support.google.com/webmasters/answer/3280182 http://www.manuelcastells.info/en/ https://cataleg.uoc.edu/record=b1048570~S1*eng
  45. 45. Explore http://www.oshowdoeu.com.br/downloads/trecho_oshowdoeu.pdf
  46. 46. Explore
  47. 47. Explore https://support.google.com/webmasters/answer/3280182
  48. 48. Obrigada, e até a próxima! https://www.facebook.com/lucmanfroi https://twitter.com/lucmanfroi https://twitter.com/pos_com_digital http://www.linkedin.com/profile/view?id=74951483&trk=hb_tab_pro_top meus eus: http://www.slideshare.net/lucmanfroi

×