SlideShare uma empresa Scribd logo
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Nosso interesse está na literatura dita “canonizada” – conj. de obras escritas e aceitas como artisticamente valiosas e representativas de nossa herança cultural.   Ex.  “Dom Casmurro”, de Machado de Assis; “Vidas secas”, de Graciliano Ramos; “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector, dentre outras.   LITERATURA É A ARTE DA LINGUAGEM ESCRITA, QUE EXPLORA TODAS AS POTENCIALIDADES DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO E É CAPAZ DE TRANSPOR LIMITES DE TEMPO E ESPAÇO.  
DIFERENÇAS ENTRE UM TEXTO LITERÁRIO E UM  NÃO-LITERÁRIO:   Texto Literário:            ênfase na expressão;           linguagem conotativa;           linguagem mais pessoal, emotiva;           recriação da realidade;           ambigüidade – recurso criativo.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Texto 1:   “ Uma nuvem colossal em forma de cogumelo sobre a cidade japonesa de Hiroxima assinala a morte de 80 mil de seus habitantes – vítimas do primeiro ataque nuclear do mundo, em 6 de agosto de 1945. O lançamento da bomba, uma das duas únicas do arsenal americano, foi feito para forçar os japoneses à rendição. Como não houve resposta imediata, os americanos lançaram outro “artefato” remanescente sobre Nagasaqui e os russos empreenderam a prometida invasão à Manchúria. Uma semana depois, o governo japonês concordou com os termos da rendição e a capitulação formal foi assinada em 2 de setembro.”  (“A sombra dos ditadores”,  História dos ditadores,  1993, p.88)  
Texto 2 A ROSA DE HIROXIMA (Vinícius de Moraes)  Pensem nas crianças Mudas telepáticas Pensem nas meninas Cegas inexatas Pensem nas mulheres Rotas alteradas Pensem nas feridas  como rosas cálidas  
mas oh não se esqueçam Da rosa, da rosa Da rosa de Hiroxima A rosa hereditária A rosa radioativa Estúpida e inválida A rosa com cirrose A anti-rosa atômica Sem cor sem perfume Sem rosa sem nada.
Quanto à disposição gráfica, um texto literário pode ser: Prosa:   em linhas “corridas”. Poesia (verso):   a cada linha dá-se o nome de  verso  e ao conjunto deles,  estrofe. Estilo individual:   é o estilo único de determinado escritor, ou seja, sua visão única e modo próprio de criação literária. Estilo de época:   características comuns em obras de autores diferentes,mas contemporâneos. Ex. embora Bernardo Guimarães e José de Alencar tenham estilos diferentes, ambos pertencem ao Romantismo.
Escolas literárias: (ou estilos de época) Literatura Portuguesa Trovadorismo – Classicismo – Humanismo Literatura Brasileira Quinhentismo – ( 1500 – 1601)  Barroco – ( 1601 – 1768) Arcadismo –  (1768 – 1836)  Romantismo – ( 1836 – 1881) Realismo/Naturalismo/Parnasianismo –  ( 1881 – 1922) Simbolismo – ( 1893 – 1922)  Pré-modernismo – ( 1902 – 1922) 1ª ger. Modernista – ( 1922 – 1930)  2ª ger. Modernista – ( 1930 – 1945) 3ª ger. Modernista – ( 1945 – 1960)  Literatura contemporânea – ( 1960 – até nossos dias)
GÊNEROS LITERÁRIOS: Conjuntos de elementos semânticos, estilísticos e formais utilizados pelos autores em suas obras, para caracterizá-las de acordo com a sua visão da realidade e o público a que se destinam. Lírico:   sentimental, poético. Épico:   narrativo. Dramático:   teatro.  
GÊNERO LÍRICO:   é a manifestação literária em que predominam os aspectos subjetivos do autor. É, em geral, a maneira de o autor falar consigo mesmo ou com um interlocutor particular (amigo, amante, fantasia, elemento da natureza, Deus...)   Não confundir “eu-lírico” com o autor.  O “eu-lírico” ou “eu-poético” é uma espécie de personalidade poética criada pelo autor que dá vazão a sensações e/ou impressões.
São várias as formas poéticas utilizadas pelos autores na produção de textos líricos. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
GÊNERO ÉPICO/NARRATIVO O texto narrativo é aquele em que um narrador conta uma história na qual existem personagens envolvidas em ações, que acontecem em determinado espaço físico, durante certo tempo. ,[object Object]
GÊNERO ÉPICO/NARRATIVO ,[object Object]
GÊNERO ÉPICO/NARRATIVO ,[object Object],[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Parnasianismo'
Parnasianismo'Parnasianismo'
Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)
Equipemundi2014
 
Poesia e poema
Poesia e poemaPoesia e poema
Poesia e poema
ionasilva
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
Carolina Loçasso Pereira
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
CrisBiagio
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
Adrielle Itaparica
 
Romance
RomanceRomance
Quinhentismo - Literatura de Informação
Quinhentismo - Literatura de InformaçãoQuinhentismo - Literatura de Informação
Quinhentismo - Literatura de Informação
Colégio Santa Luzia
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
jaquemarcondes
 
Trovadorismo I
Trovadorismo ITrovadorismo I
Trovadorismo I
Cláudia Heloísa
 
A geração de 45
A geração de 45A geração de 45
A geração de 45
Claudia Ribeiro
 
Romantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Romantismo - As 3 gerações - Resumo CompletoRomantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Romantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Faell Vasconcelos
 
Literatura revisão
Literatura   revisãoLiteratura   revisão
Literatura revisão
Alpha Colégio e Vestibulares
 
ROMANTISMO
ROMANTISMOROMANTISMO
ROMANTISMO
Marcimária Xavier
 
Naturalismo brasileiro e português
Naturalismo brasileiro e portuguêsNaturalismo brasileiro e português
Naturalismo brasileiro e português
Colégio Santa Luzia
 
Linha de tempo
Linha de tempo Linha de tempo
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
leticiararek
 
A terceira geração modernista brasileira (1945 1980)
A terceira geração modernista brasileira (1945 1980)A terceira geração modernista brasileira (1945 1980)
A terceira geração modernista brasileira (1945 1980)
Tatiana Pontes
 
Prosa x poema x soneto
Prosa x poema x sonetoProsa x poema x soneto
Prosa x poema x soneto
Valeria Nunes
 

Mais procurados (20)

Parnasianismo'
Parnasianismo'Parnasianismo'
Parnasianismo'
 
Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)Ppt realismo (1)
Ppt realismo (1)
 
Poesia e poema
Poesia e poemaPoesia e poema
Poesia e poema
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Generos textuais
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Romance
RomanceRomance
Romance
 
Quinhentismo - Literatura de Informação
Quinhentismo - Literatura de InformaçãoQuinhentismo - Literatura de Informação
Quinhentismo - Literatura de Informação
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
 
Trovadorismo I
Trovadorismo ITrovadorismo I
Trovadorismo I
 
A geração de 45
A geração de 45A geração de 45
A geração de 45
 
Romantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Romantismo - As 3 gerações - Resumo CompletoRomantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
Romantismo - As 3 gerações - Resumo Completo
 
Literatura revisão
Literatura   revisãoLiteratura   revisão
Literatura revisão
 
ROMANTISMO
ROMANTISMOROMANTISMO
ROMANTISMO
 
Naturalismo brasileiro e português
Naturalismo brasileiro e portuguêsNaturalismo brasileiro e português
Naturalismo brasileiro e português
 
Linha de tempo
Linha de tempo Linha de tempo
Linha de tempo
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
A terceira geração modernista brasileira (1945 1980)
A terceira geração modernista brasileira (1945 1980)A terceira geração modernista brasileira (1945 1980)
A terceira geração modernista brasileira (1945 1980)
 
Prosa x poema x soneto
Prosa x poema x sonetoProsa x poema x soneto
Prosa x poema x soneto
 

Semelhante a Conceitos básicos de Literatura

Teoria literária
Teoria literáriaTeoria literária
Teoria literária
Claudia Ribeiro
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
Gracas Brito
 
Literatura ( Sônia Guedes)
Literatura   ( Sônia Guedes)Literatura   ( Sônia Guedes)
Literatura ( Sônia Guedes)
Sônia Guedes
 
Gêneros Literários (2023).pptx
Gêneros Literários (2023).pptxGêneros Literários (2023).pptx
Gêneros Literários (2023).pptx
Gustavo Paz
 
Segunda fase-modernismo
Segunda fase-modernismoSegunda fase-modernismo
Segunda fase-modernismo
Nádia França
 
Linha de tempo 1
Linha de tempo 1Linha de tempo 1
Slide generos literarios
Slide generos literariosSlide generos literarios
Slide generos literarios
estudosacademicospedag
 
Teoria literária
Teoria literáriaTeoria literária
Teoria literária
rosangelajoao
 
Escola literaria.ppt
Escola literaria.pptEscola literaria.ppt
Escola literaria.ppt
GrazielaLima12
 
ESCOLAS LITERÁRIAS.ppt
ESCOLAS LITERÁRIAS.pptESCOLAS LITERÁRIAS.ppt
ESCOLAS LITERÁRIAS.ppt
CsarMarin3
 
Revisão literária
Revisão literária Revisão literária
Revisão literária
MichellyMadalena1
 
revisc3a3o-literc3a1ria.ppt
revisc3a3o-literc3a1ria.pptrevisc3a3o-literc3a1ria.ppt
revisc3a3o-literc3a1ria.ppt
MaiteFerreira4
 
1c2ba-teoria-da-literatura.ppt
1c2ba-teoria-da-literatura.ppt1c2ba-teoria-da-literatura.ppt
1c2ba-teoria-da-literatura.ppt
WandersonBarros16
 
1c2ba-teoria-da-literaturaaaaaaaaaaa.ppt
1c2ba-teoria-da-literaturaaaaaaaaaaa.ppt1c2ba-teoria-da-literaturaaaaaaaaaaa.ppt
1c2ba-teoria-da-literaturaaaaaaaaaaa.ppt
DECIOMAURINARAMOS
 
A literatura
A literaturaA literatura
A literatura
Marisa Paço
 
LITERATURA - O QUE É E PARA QUE SERVE.pptx
LITERATURA - O QUE É E PARA QUE SERVE.pptxLITERATURA - O QUE É E PARA QUE SERVE.pptx
LITERATURA - O QUE É E PARA QUE SERVE.pptx
MychelRodrigues
 
Introdução aos estudos literários
Introdução aos estudos literáriosIntrodução aos estudos literários
Introdução aos estudos literários
Elaine Teixeira
 
3º-ano-Literatura-material-complementar-Escolas-Literárias-Linha-do-Tempo-sem...
3º-ano-Literatura-material-complementar-Escolas-Literárias-Linha-do-Tempo-sem...3º-ano-Literatura-material-complementar-Escolas-Literárias-Linha-do-Tempo-sem...
3º-ano-Literatura-material-complementar-Escolas-Literárias-Linha-do-Tempo-sem...
mariaArajo934492
 
Romanticismo base.ppt
Romanticismo base.pptRomanticismo base.ppt
Romanticismo base.ppt
AldenoraMarciaChaves
 
Aula da disciplina de L.pptx
Aula da disciplina de L.pptxAula da disciplina de L.pptx
Aula da disciplina de L.pptx
Neomare
 

Semelhante a Conceitos básicos de Literatura (20)

Teoria literária
Teoria literáriaTeoria literária
Teoria literária
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
Literatura ( Sônia Guedes)
Literatura   ( Sônia Guedes)Literatura   ( Sônia Guedes)
Literatura ( Sônia Guedes)
 
Gêneros Literários (2023).pptx
Gêneros Literários (2023).pptxGêneros Literários (2023).pptx
Gêneros Literários (2023).pptx
 
Segunda fase-modernismo
Segunda fase-modernismoSegunda fase-modernismo
Segunda fase-modernismo
 
Linha de tempo 1
Linha de tempo 1Linha de tempo 1
Linha de tempo 1
 
Slide generos literarios
Slide generos literariosSlide generos literarios
Slide generos literarios
 
Teoria literária
Teoria literáriaTeoria literária
Teoria literária
 
Escola literaria.ppt
Escola literaria.pptEscola literaria.ppt
Escola literaria.ppt
 
ESCOLAS LITERÁRIAS.ppt
ESCOLAS LITERÁRIAS.pptESCOLAS LITERÁRIAS.ppt
ESCOLAS LITERÁRIAS.ppt
 
Revisão literária
Revisão literária Revisão literária
Revisão literária
 
revisc3a3o-literc3a1ria.ppt
revisc3a3o-literc3a1ria.pptrevisc3a3o-literc3a1ria.ppt
revisc3a3o-literc3a1ria.ppt
 
1c2ba-teoria-da-literatura.ppt
1c2ba-teoria-da-literatura.ppt1c2ba-teoria-da-literatura.ppt
1c2ba-teoria-da-literatura.ppt
 
1c2ba-teoria-da-literaturaaaaaaaaaaa.ppt
1c2ba-teoria-da-literaturaaaaaaaaaaa.ppt1c2ba-teoria-da-literaturaaaaaaaaaaa.ppt
1c2ba-teoria-da-literaturaaaaaaaaaaa.ppt
 
A literatura
A literaturaA literatura
A literatura
 
LITERATURA - O QUE É E PARA QUE SERVE.pptx
LITERATURA - O QUE É E PARA QUE SERVE.pptxLITERATURA - O QUE É E PARA QUE SERVE.pptx
LITERATURA - O QUE É E PARA QUE SERVE.pptx
 
Introdução aos estudos literários
Introdução aos estudos literáriosIntrodução aos estudos literários
Introdução aos estudos literários
 
3º-ano-Literatura-material-complementar-Escolas-Literárias-Linha-do-Tempo-sem...
3º-ano-Literatura-material-complementar-Escolas-Literárias-Linha-do-Tempo-sem...3º-ano-Literatura-material-complementar-Escolas-Literárias-Linha-do-Tempo-sem...
3º-ano-Literatura-material-complementar-Escolas-Literárias-Linha-do-Tempo-sem...
 
Romanticismo base.ppt
Romanticismo base.pptRomanticismo base.ppt
Romanticismo base.ppt
 
Aula da disciplina de L.pptx
Aula da disciplina de L.pptxAula da disciplina de L.pptx
Aula da disciplina de L.pptx
 

Conceitos básicos de Literatura

  • 1.
  • 2.
  • 3. Nosso interesse está na literatura dita “canonizada” – conj. de obras escritas e aceitas como artisticamente valiosas e representativas de nossa herança cultural. Ex. “Dom Casmurro”, de Machado de Assis; “Vidas secas”, de Graciliano Ramos; “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector, dentre outras.   LITERATURA É A ARTE DA LINGUAGEM ESCRITA, QUE EXPLORA TODAS AS POTENCIALIDADES DE COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO E É CAPAZ DE TRANSPOR LIMITES DE TEMPO E ESPAÇO.  
  • 4. DIFERENÇAS ENTRE UM TEXTO LITERÁRIO E UM NÃO-LITERÁRIO:   Texto Literário:         ênfase na expressão;          linguagem conotativa;          linguagem mais pessoal, emotiva;          recriação da realidade;          ambigüidade – recurso criativo.
  • 5.
  • 6. Texto 1:   “ Uma nuvem colossal em forma de cogumelo sobre a cidade japonesa de Hiroxima assinala a morte de 80 mil de seus habitantes – vítimas do primeiro ataque nuclear do mundo, em 6 de agosto de 1945. O lançamento da bomba, uma das duas únicas do arsenal americano, foi feito para forçar os japoneses à rendição. Como não houve resposta imediata, os americanos lançaram outro “artefato” remanescente sobre Nagasaqui e os russos empreenderam a prometida invasão à Manchúria. Uma semana depois, o governo japonês concordou com os termos da rendição e a capitulação formal foi assinada em 2 de setembro.” (“A sombra dos ditadores”, História dos ditadores, 1993, p.88)  
  • 7. Texto 2 A ROSA DE HIROXIMA (Vinícius de Moraes)  Pensem nas crianças Mudas telepáticas Pensem nas meninas Cegas inexatas Pensem nas mulheres Rotas alteradas Pensem nas feridas como rosas cálidas  
  • 8. mas oh não se esqueçam Da rosa, da rosa Da rosa de Hiroxima A rosa hereditária A rosa radioativa Estúpida e inválida A rosa com cirrose A anti-rosa atômica Sem cor sem perfume Sem rosa sem nada.
  • 9. Quanto à disposição gráfica, um texto literário pode ser: Prosa: em linhas “corridas”. Poesia (verso): a cada linha dá-se o nome de verso e ao conjunto deles, estrofe. Estilo individual: é o estilo único de determinado escritor, ou seja, sua visão única e modo próprio de criação literária. Estilo de época: características comuns em obras de autores diferentes,mas contemporâneos. Ex. embora Bernardo Guimarães e José de Alencar tenham estilos diferentes, ambos pertencem ao Romantismo.
  • 10. Escolas literárias: (ou estilos de época) Literatura Portuguesa Trovadorismo – Classicismo – Humanismo Literatura Brasileira Quinhentismo – ( 1500 – 1601) Barroco – ( 1601 – 1768) Arcadismo – (1768 – 1836) Romantismo – ( 1836 – 1881) Realismo/Naturalismo/Parnasianismo – ( 1881 – 1922) Simbolismo – ( 1893 – 1922) Pré-modernismo – ( 1902 – 1922) 1ª ger. Modernista – ( 1922 – 1930) 2ª ger. Modernista – ( 1930 – 1945) 3ª ger. Modernista – ( 1945 – 1960) Literatura contemporânea – ( 1960 – até nossos dias)
  • 11. GÊNEROS LITERÁRIOS: Conjuntos de elementos semânticos, estilísticos e formais utilizados pelos autores em suas obras, para caracterizá-las de acordo com a sua visão da realidade e o público a que se destinam. Lírico: sentimental, poético. Épico: narrativo. Dramático: teatro.  
  • 12. GÊNERO LÍRICO:   é a manifestação literária em que predominam os aspectos subjetivos do autor. É, em geral, a maneira de o autor falar consigo mesmo ou com um interlocutor particular (amigo, amante, fantasia, elemento da natureza, Deus...)   Não confundir “eu-lírico” com o autor. O “eu-lírico” ou “eu-poético” é uma espécie de personalidade poética criada pelo autor que dá vazão a sensações e/ou impressões.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.