Encontro com um autor Bate-papo com Januária Crsitina             Alves ibi
Encontro com um autor            Quem é Januária?"Eu sei de muito pouco. Mas tenho a meu favor tudo o  que não sei e - por...
Encontro com um autor   Por que contamos histórias?
Encontro com um autor   Minha formação literária   Como comecei a escrever   Minha obra literária
Encontro com um autor   A narrativa faz parte da configuração da    mente humana. Organizamos tudo em forma    de HISTÓRI...
Encontro com um autor  “Contamos histórias para dar significado à  nossa experiência”( Daisy Wajnberg, autora de “Jardim ...
Encontro com um autor “... A palavra aqui é mágica. (...) através  da palavra, Sherazade vence a morte e  o poder. (...) ...
Encontro com um autor “Contar histórias é algo intrínseco ao  tempo biológico, do qual não podemos  fugir. Sobre nós, com...
Encontro com um autor “O poeta, o mago e o psicanalista: aqueles  que constroem coisas com a palavra, que  alteram a real...
Encontro com um autor   Colagem coletiva: MINHAS IMAGENS    DE LEITURA
Encontro com um autor“Pai, a vida é feita só de traiçoeiros altos e  baixos? Não haverá, para a gente, algum  tempo de fel...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Encontro com um autor januária

263 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
263
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Encontro com um autor januária

  1. 1. Encontro com um autor Bate-papo com Januária Crsitina Alves ibi
  2. 2. Encontro com um autor Quem é Januária?"Eu sei de muito pouco. Mas tenho a meu favor tudo o que não sei e - por ser um campo virgem - está livre de preconceitos. Tudo o que não sei é minha parte melhor: é a minha largueza. É com ela que eu compreenderia tudo. Tudo o que não sei é que constitui a minha verdade." (Clarice Lispector)
  3. 3. Encontro com um autor Por que contamos histórias?
  4. 4. Encontro com um autor Minha formação literária Como comecei a escrever Minha obra literária
  5. 5. Encontro com um autor A narrativa faz parte da configuração da mente humana. Organizamos tudo em forma de HISTÓRIAS. A antropologia já comprovou que não existe povo sem narrativas, elas são viscerais para a preservação da MEMÓRIA da espécie humana.
  6. 6. Encontro com um autor “Contamos histórias para dar significado à nossa experiência”( Daisy Wajnberg, autora de “Jardim de Arabescos” (Ed. Imago) “O ser humano tem uma demanda pela eternidade, por isso, conta histórias”(Karen Worcman, diretora do Museu da Pessoa) “Contar histórias é contar-se”.
  7. 7. Encontro com um autor “... A palavra aqui é mágica. (...) através da palavra, Sherazade vence a morte e o poder. (...) A força da palavra radica na magia. A palavra aqui transforma – como no curandeirismo, na magia, na religião e... na psicanálise”.(Adélia B. de Meneses)
  8. 8. Encontro com um autor “Contar histórias é algo intrínseco ao tempo biológico, do qual não podemos fugir. Sobre nós, como sobre Sherazade, paira uma sentença de morte e todos pensamos em nossas vidas como narrativas, histórias com começo, meio e fim”.(A. S. Byatt - escritora inglesa)
  9. 9. Encontro com um autor “O poeta, o mago e o psicanalista: aqueles que constroem coisas com a palavra, que alteram a realidade, modificam a essência profunda do ser. E ao lado do poeta, do mago e do psicanalista, a mãe, que conta histórias, a mulher”.(Adélia B. de Meneses)A palavra do mediador de leitura: seu valor formativo
  10. 10. Encontro com um autor Colagem coletiva: MINHAS IMAGENS DE LEITURA
  11. 11. Encontro com um autor“Pai, a vida é feita só de traiçoeiros altos e baixos? Não haverá, para a gente, algum tempo de felicidade, de verdadeira segurança?” E ele, com muito caso, no devagar da resposta, suave a voz: ‘Faz de conta, minha filha... Faz de conta...” (Guimarães Rosa, “Nada e a nossa condição”, in.: Primeiras Estórias)

×