Práticas magda emeb fernando pessoa

1.806 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.806
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
737
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Práticas magda emeb fernando pessoa

  1. 1. EMEB FERNANDO PESSOA 27 professoras 560 alunos 31 funcionários A biblioteca conta com a auxiliar Magda e acontadora de história Monalisa Cristiane (manhã) . “B.E.I. Adequação e mobiliário emprestado”.
  2. 2. Projeto: João e o Pé de Feijão
  3. 3. Referência: GOLDSEN,Bernette. João e o Pé de Feijão.São Paulo: Global, 2004. Produto final: contação de história lúdica e interativa. Justificativa:Observava quais eram os contos de fadas menos solicitados. Objetivo: contar uma história. Objetivo Específico: Montar uma História com recursos baratos e de fácil acesso. Orientação Pedagógica: não tive uma orientação. Orientação Didática:Apresentação de várias versões dos contos de fadas J.P.F. Duração: Construção dos personagens e cenário em uma semana . Tempo : 25 a 30 minutos. Público: Cada turma de 25 a 32 alunos. Etapas:1º Apresentação dos livros diversos contos de J.P.F. 2º Roda de conversa 3º Contação de História João e o pé de feijão 4º Perguntas sobre a história Observação: A contação virou ação cultural Dificuldade: Não identificado. Proposta: escolher uma história e contá-la.
  4. 4. Projeto:João e o Pé de Feijão
  5. 5. Projeto:João e o Pé de Feijão
  6. 6. Projeto:João e o Pé de Feijão
  7. 7. Ação cultural: A importância da natureza Participação: Professora Ana Paula doinfantil V. com parcerias de funcionários e da auxiliar de biblioteca.
  8. 8. Projeto Pé de Feijão Ação cultural: A importância da natureza Uma das Propostas desenvolvidas nesse semestre e que significou aprendizagens para toda a turma e principalmente proporcionou momentos de grande prazer foi o projeto “Meu Pé de Feijão” que se iniciou a partir de uma contação de história na BEI – Biblioteca Escolar Interativa – do conto de fadas “João e o Pé de feijão”. Após esta sensibilização realizamos leituras de diferentes versões da história, comparamos as versões, desenhamos e realizamos o plantio de pés de feijão, um para cada criança. Com base nas histórias fizemos a interpretação oral das versões, a identificação dos personagens, e, atentamos para a sequência de fatos. Com base no plantio dos pés de feijão, fizemos a produção de texto instrucional coletivamente, tendo a professora como escriba, conhecendo a estrutura deste portador, identificando os materiais necessários para a experiência, bem como o modo de fazer. Diariamente regávamos e fazíamos observações, as quais foram registradas com fotos e através de registros escritos do relato das crianças, pela professora. Colocamos os pés de feijão no sol, verificamos a necessidade de colocar terra e de adequar o espaço – vaso –, pois, segundo a observação das crianças, os copinhos descartáveis estavam pequenos e impediam o melhor desenvolvimento da planta e deveriam ser maiores para que os pés crescessem. Fizemos o replantio, e finalizamos a observação na escola no dia 20 de abril, antecedendo o feriado de quatro dias, para que as crianças continuassem a cuidar das plantas em casa, pois segundo elas, se os feijões ficassem na escola morreriam de sede e por falta de sol, alimentos essenciais para a sobrevivência das plantas.
  9. 9. Bibliografia do cartunista Mauricio de Sousa
  10. 10.  Produto final: Caixa temática com os materiais do projeto Mauricio de Sousa. Justificativa: Intenção é apresentar a vida do Cartunista Mauricio de Sousa e os personagens que ele criou. Objetivo: Ampliar o conhecimento das crianças com os recursos disponíveis. Objetivos Especifico: Expor a vida e o trabalho do cartunista em ordem cronológica. Orientação Pedagógica: No infantil não podemos ensinar o Alfabeto. Orientação Didático: Leitura e pesquisa da bibliografia e dos personagens Mauricio de Sousa. Duração: 1 mês na seleção do material e preparação do projeto. Dois encontros cada turma. Tempo : 2 encontros de 25 a 30 minutos. Etapas: Tirinhas foram coladas na parede, parecendo uma exposição de Gibis. Roda de conversa, curiosidade sobre a Turma da Mônica. Apresentação da biografia do cartunista Mauricio de Sousa e do aniversário da turma da Mônica.
  11. 11. Público: Cada turma de 25 a 32 alunos.Produção : Conhecimento da infância do Mauricio de Sousa e doperiódico “GIBI”, a apresentação dos personagens em folhas A4.Para encerrar, passou-se os clipes de cada personagem.Observação: As crianças acompanhavam a música dos clipes ememorizavam os personagens .Proposta: Fazer uma leitura de Imagem compreendendo o enredodos quadrinhos, resultando no entendimento da história do Gibi.Avaliação: Verificando a proposta dada, obtive resultados deapreciação e entendimento, onde professoras e alunos requisitarama Caixa temática .Problemas: Os gibis contém muitas propagandas, assim dispersa aatenção.Resultado: Depois de apresentar o gibi, eles manuseavam commais atenção e observavam os quadrinhos; Diminuiu o descarte.
  12. 12. PROJETO:Mauricio de Sousa
  13. 13. Clipes:Turma da Mônica
  14. 14. Referência :DANTAS, Audálio. A infância de Mauricio de Sousa.São Paulo:Callis, 2005.SOUSA, Mauricio de Araújo: História em quadrões.São Paulo: Globo, 2001. (contém um CD-ROM deatividades).Google: Imagens e download dos clipes dospersonagens da turminha.Periódico : Gibis da turma da Mônica.
  15. 15. Sugestão:O mesmo projeto foiaplicado:•Mestre Vitalino;•Romero Brito.
  16. 16. História do Pequeno Coelho Branco
  17. 17.  Produto final: materiais simples e de fácil acesso. Justificativa: A intenção é que podemos contar história com materiais que se encontra em nossa escola. Objetivos: podemos contar varias histórias com a mesma ideia. Objetivos Especifico: Utilizar os fantoches que as professoras tanto desejavam. Orientação Pedagógica: A coordenadora me orientou à contar uma história com objetos, por que as professoras estavam criticando a falta de recursos e fantoches (assim não impede de contar uma história de modo diferente). Tempo:O planejamento durou duas semanas. Etapas: Apresentação do livro Contação de história clipes musical da galinha pintadinha: O coelhinho. Observação: Depois de contar a história uma professora fez o mesmo projeto, mas os contadores foram as crianças. Proposta: O entendimento da história associando objetos com os personagens. Avaliação: O projeto virou uma atividade cultural, cada um dos alunos das professoras Célia e Rita escolheram um livro com a
  18. 18. PROJETO:Pequeno Coelho Branco Materiais utilizados: - Algodão (coelho); - Tubo de cola (galo); - Papel higiênico (cabra); - Novelo de lã (boi); - Tesoura pequena (formiga); - Caixa (casa do coelho); - Furador de papel (cachorro);
  19. 19. Referência : BALLESTEROS, Xosé. O pequeno coelho branco. São Paulo:Callis, 2004. Galinha Pintadinha. O coelhinho. Clipes...Musical.
  20. 20. Sugestão:O mesmo projeto foi aplicado:•Contos de fadas: ChapeuzinhoVermelho•Cachinhos dourados e os trêsursos.
  21. 21. BANNER
  22. 22. BANNER Produto final: Apresentação do banner, incluindo a sinalização e localização do acervo, periódicos e equipamentos multimeios. Justificativa: A intenção é atingir as professoras. Objetivos: Apresentar a classificação das áreas, o porque das cores das etiquetas e dos carimbos do sol (prosa) e da lua (poesia) e dos periódicos assinados. Objetivos Específico: Expor às professoras e alunos a importância da organização e do funcionamento da B.E.I. Orientação Pedagógica: Precisou de um estudo direcionado para idade de III á IV anos. Orientação Didática: Caderno REBI. Etapas: Apresentação da auxiliar de biblioteca e das contadoras. Atividade dirigida com as placas das sinalizações e classificações. Observação:A sinalização esta de fácil visibilidade e entendimento.
  23. 23. Apresentação daBiblioteca
  24. 24. Projeto do Primeiro Empréstimo
  25. 25. Projeto: Empréstimo Produto final: bilhete e a realização do empréstimo. Justificativa: Intenção e a conservação e devolução dos livros na data prevista. Objetivos: Cumprir com os combinados. Objetivos Especifico: Datas para a realização do empréstimo, a preparação da pasta e folha de empréstimo. Orientação Pedagógica: Bilhete colado nas pastas. Etapas: Fevereiro e março. Observação: Haviam poucos livros para realização dos empréstimos. Proposta: Realizar o empréstimo no último dia de semana da biblioteca, leitura com a família Avaliação: Mesmo com projeto desenvolvido, temos alguns casos de perda; mas a intenção do projeto é que
  26. 26. Projeto: Empréstimo Nutrição: Este livro é meu!!! Charlie e Lola:Objetivo: entendimento que o livro é de todos e precisa ser devolvido para a B.E.I.Avaliação: Compartilhavam entre eles as histórias. Nutrição: Tartaruga Franklin:Foi feito uma roda de conversa.Objetivo: Quando o livro estiver em casa é preciso tomar cuidados e devolver para bibliotecaAvaliação: Os livros estão sendo manuseados com mais cuidado. A apresentação da diferencia dos livros novos e velhos :Perguntas, como por exemplo: Quem gosta de um livro inteiro bonito? Quem gosta de livro vProposta: A diferença de um livro novo e de um livro velho. Foram selecionados livros rasga embolorado,mordido, sem página,etc.Objetivo: Manter os livros inteiros, assim diminui o descarte.Avaliação: Depois da apresentação, diminuiu o número de livros estragados. Criação do bilhete da pasta de empréstimo:Depois das propostas apresentadas, ajudou na elaboração do bilhete da pasta.Objetivo: Definir a data do empréstimo e devolução, os cuidados que devemos ter com o li identificação,nome, turma e professora.
  27. 27. O QUE É INTERSALA?O intersala consiste na realização de atividadespedagógicas diversificadas (como oficinas demodelagem, contação de história, dobraduras etc.),planejadas e organizadas pelas professoras. Nestemomento, as crianças poderão escolher livremente –respeitando-se as quantidades máximas de crianças porsalas – as atividades que realizarão, reagrupando-seconforme suas escolhas e interagindo diretamente comcolegas das outros turmas.
  28. 28. INTERSALA NA BIBLIOTECAParticipantes; Professora: Ângela Maria da Silvae Auxiliar de Biblioteca: Magda Gonçalves eContadora: MonalisaData: início em Fevereiro de 2012, data prováveldo término Dezembro de 2012.
  29. 29. INTERSALA NA BIBLIOTECA Produto final: Juvenal ilustrado no Joelho da criança. Justificativa: Intenção de orientar e prevenir as quedas/acidentes. Objetivo: Desenvolver o gosto pela história, por meio de sombras. Objetivos Especifico: Interação das crianças com a expressão corporal desenvolvida durante a narração. Orientação Pedagógica: Sim Orientação Didática: Consulta de diversos livros de apoio pedagógico, direcionado a contação de história. Etapas: Roda de conversa sobre a história a ser narrada, apresentação dos personagens fora e dentro da sombra e ilustração do Juvenal no joelho das crianças. Observação: A curiosidade de ver o cenário. Proposta: A satisfação de perceber a interação das crianças com o livro e com os colegas.
  30. 30. INTERSALA NA BIBLIOTECA
  31. 31. Avaliação geral: Positivos e Negativos São narradas para  Fica triste o aluno que todas as turmas ; falta, no dia seguinte A história e de livre os amiguinhos escolha; comentam; É uma oportunidade  Muitas vezes me cobra de interagir e divertir em contar com as crianças; semanalmente as Motivação de contar histórias; história para as  Poucos recursos e crianças. motivação para desenvolver projetos.

×