Escola Secundária de Ferreira DiasPortefólioFilosofiaDisciplina: FilosofiaProfessora: José PascoalRealizado por: Jeni Mate...
Índice  Platão  Karl Jaspers  Sócrates  Picasso
PlatãoTão PertoDe tão perto, longe e friaA distância que vai dos meus aosTeus olhos. De tão pertoQue o silvo do teu soprar...
Falámos à cerca do amor platónico, aquando doleccionar da matéria relacionada com Platão (Alegoria daCaverna).    O amor p...
Karl Jaspers “…É difícil definir filosofia é mais fácil compreender estando dentro dela…”
Filósofo alemão. Realizou estudos de Direito eMedicina e chegou à Filosofia através do seu interessepela Psicologia. Profe...
A primeira forma do transcender centra-senas coisas existentes, que é o que caracterizaas ciências. A segunda forma do tra...
Sócrates“Só sei que nada sei…”“Conhece-te a ti mesmo…”
A sua vida continua a ser um enigma, o que não o impedede ser considerado o símbolo por excelência do filósofo.Sócrates na...
Algures num momento da sua vida terá começado ainteressar-se sobre oconhecimento de si e do homem em geral. Á sua voltacom...
Sócrates rapidamente se torna na figura emblemática dofilósofo, imortalizado em inúmeras obras. Platão,discípulo de Sócrat...
Picasso“A inspiração existe, porémtemos que encontrá-latrabalhando”
O artista espanhol Pablo Picasso (25/10/1881-8/4/1973)destacou-se em diversas áreas das artes plásticas: pintura,escultura...
O marco inicial deste período é a obra Les DemoisellesdAvignon (1907) , cuja característica principal é adecomposição da r...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

trabalho de filosofia

678 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
678
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
343
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

trabalho de filosofia

  1. 1. Escola Secundária de Ferreira DiasPortefólioFilosofiaDisciplina: FilosofiaProfessora: José PascoalRealizado por: Jeni Mateus Monteiro n.º15 Turma: 10ºA2
  2. 2. Índice Platão Karl Jaspers Sócrates Picasso
  3. 3. PlatãoTão PertoDe tão perto, longe e friaA distância que vai dos meus aosTeus olhos. De tão pertoQue o silvo do teu soprar miaAos meus ouvidos pelo correrDa fria madrugadaE me deixa a sofrerSó por não te ter.Não te ter nos meus braçosE não me teres dentro de tiÉ ser feliz sem o ser,Ter-te aqui sem te terE morrer com o sonhoDos teus apaixonados abraços
  4. 4. Falámos à cerca do amor platónico, aquando doleccionar da matéria relacionada com Platão (Alegoria daCaverna). O amor platónico ou o amor idealizado deve o seunome a Platão (350 a.C.), filósofo grego que acreditava naexistência de dois mundos: o das ideias, onde tudo eraperfeito e eterno, e o mundo real, finito e imperfeito,cópia mal acabada do mundo ideal. Para Platão vivemosnos dois mundos, no mundo real vivemos sozinhos e nomundo das ideias namoramos, somos felizes e realizadoscom a pessoa que julgamos perfeita para nós e que oobjecto do nosso amor. Designa-se muitas vezes o amorplatónico com sendo um amor impossível, por exemploocorre muito frequentemente na adolescência, amar-sealguém e idealizar tanto aquela pessoa amada quecomeça a sentir-se um certo receio em conseguirsatisfazer os seus desejos. É este receio que vai tornareste, um amor impossível. Concluindo, um amorplatónico é um amor nunca realizado.
  5. 5. Karl Jaspers “…É difícil definir filosofia é mais fácil compreender estando dentro dela…”
  6. 6. Filósofo alemão. Realizou estudos de Direito eMedicina e chegou à Filosofia através do seu interessepela Psicologia. Professor de Filosofia na Universidade deHeidelberg, entre 1937 e 1945 foi afastado da sua cátedrapelos nazis. A sua obra principal, que contém as suasteses fundamentais, é a Filosofia (1932).Jaspers tenta, como Heidegger, elaborar uma teoria darealidade. A realidade aparece segundo trêspossibilidades: o existente em geral ou objectoexistente; o existente para si, a consciência; e o que é emsi e não pode incluir-se nas anteriores possibilidades: atranscendência. Qualquer destes três conceitos darealidade pode ser um ponto de partida para a descriçãodo ser, mas a descrição completa é impossível. Estasdiferentes vias são diversas formas do transcender.
  7. 7. A primeira forma do transcender centra-senas coisas existentes, que é o que caracterizaas ciências. A segunda forma do transcender deulugar às notáveis análises de Jaspers das situaçõesexistenciais. Mas o esclarecimento da existênciatambém não conduz a resultado algum.O esclarecimento da existência apela à liberdade.A experiência do fracasso da existência lança esta parafora de si e projecta-a para a transcendência do serincondicionado.E o incondicionado há-de ser decifrado, pois apenas seexpressa resumidamente.Para Jaspers, a situação espiritual do momento é decrise criada por nós mesmos por meio do conhecimentocientífico e da vontade de transformar o mundo.Este esforço leva o homem a uma consciência esmagadorada sua impotência.
  8. 8. Sócrates“Só sei que nada sei…”“Conhece-te a ti mesmo…”
  9. 9. A sua vida continua a ser um enigma, o que não o impedede ser considerado o símbolo por excelência do filósofo.Sócrates nasceu em Atenas, filho de Sofronisco, escultor ede Fenáreta (Fenarete), de ofício parteira. Terá recebidouma educação tradicional, isto é, ginástica emúsica. Parece que exerceu por algum tempo o ofício deseu pai, no princípio interessou-se pelas doutrinas físicasdos filósofos jónios. Parece certo que terá participado nasguerras do Peloponeso (431-404), como soldado hoplita(guerreiro a pé), o que correspondia a um cidadão de nívelmédio. Salvou Alcibíades ferido durante o cerco dePotidea (429), participou na batalha de Delion (424), naBoécia, e já com cerca de 50 anos, na de Anfipolis (421),na Trácia. Fez parte do Senado dos quinhetos, opondo-sesempre às medidas que considerava injustas. Enfrentou amorte desobedecendo a uma ordem dada pelo governodos Trinta Tiranos (404).
  10. 10. Algures num momento da sua vida terá começado ainteressar-se sobre oconhecimento de si e do homem em geral. Á sua voltacomeçam a formar-se umgrupo de discípulos e amigos, entre os quais se destacamPlatão, Alcibíades, Xenofonte, Antístenes, Critias,Aristipo, Euclides de Megara e Fédon. Depois de umavida inteira dedicada a interrogar os seus concidadãos, emobediência a uma voz interior (daimon) é acusado decorromper os jovens contra a religião e as leis da cidade.A acusação é feita por Anito, em nome dos artesãos epolíticos, por Meleto, em nome dos poetas, e por Licónpelos oradores. Condenado por um tribunal popular abeber cicuta, e após ter recusado os planos de fuga deCritón, morre numa prisão em Atenas, rodeado de amigose discípulos.
  11. 11. Sócrates rapidamente se torna na figura emblemática dofilósofo, imortalizado em inúmeras obras. Platão,discípulo de Sócrates desde os vinte anos, transforma-ona personagem central dos seus diálogos, em particularna Apologia de Sócrates, Fedón e Critón. Nesta obras éressaltada sobretudo a sua dimensão moral. Aristófanes,comediógrafo e critico do seu tempo, na comédia “AsNúvens”, apresenta-nos um Sócrates sofista apenasinteressado no que cobrava pelas aulas de retórica eoratória, misturando discursos sobre a natureza e amoral. Xenofonte, militar e historiador, foi o autor deuma série de obras biográficas onde exalta a figura moralde Sócrates: Memoráveis, Recordações Socráticas, OBanquete e Apologia de Sócrates. Estas obras foramescritas depois de regressar da expedição à mesopotâmiados dez mil mercenários gregos, e de ter conhecimento damorte de Sócrates. Embora Aristóteles não o tenhaconhecido directamente, não deixa de o referir nas suasobras cerca de 40 vezes.
  12. 12. Picasso“A inspiração existe, porémtemos que encontrá-latrabalhando”
  13. 13. O artista espanhol Pablo Picasso (25/10/1881-8/4/1973)destacou-se em diversas áreas das artes plásticas: pintura,escultura, artes gráficas e cerâmica. Picasso é consideradoum dos mais importantes artistas plásticos do século XX.Nasceu na cidade espanhola de Málaga. Fez seus estudosna cidade de Barcelona, porém trabalhou, principalmentena França. Seu talento para o desenho e artes plásticas foiobservado desde sua infância.Suas obras podem ser divididas em várias fases, de acordocom a valorização de certas cores. A fase Azul (1901-1904) foi o período onde predominou os tons de azul.Nesta fase, o artista dá uma atenção toda especial aoselementos marginalizados pela sociedade. Na Fase Rosa(1905-1907), predomina as cores rosa e vermelho, e suas obrasganham uma conotação lírica. Recebe influência do artista Cézannee desenvolve o estilo artístico conhecido como cubismo.
  14. 14. O marco inicial deste período é a obra Les DemoisellesdAvignon (1907) , cuja característica principal é adecomposição da realidade humana. Em 1937, no auge daGuerra Civil Espanhola ( 1936-1939), pinta seu muralmais conhecido: Guernica. Esta obra já pertence aoexpressionismo e mostra a violência e o massacre sofridospela população da cidade de Guernica.Na década de 1940, volta ao passado e pinta diversosquadros retomando as temáticas do início de sua carreira.Neste período, passa a dedicar-se a outras áreas das artesplásticas: escultura, gravação e cerâmica. Já na década de1960, começa a pintar obras de artes de outros artistasfamosos: O Almoço Sobre a Relva de Manet e As Meninasdo artista plástico Velázquez, são exemplos deste período.Já com 87 anos, Picasso realiza diversas gravuras,retomando momentos da juventude. Nesta última fase desua vida, aborda as seguintes temáticas: a alegria do circoo teatro, as tradicionais touradas e muitas passagensmarcadas pelo erotismo. Morreu em 1973 numa regiãoperto de Cannes, na França.

×