SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Baixar para ler offline
Centro Estadual de Educação Supletiva de Votorantim
www.ceesvo.com.br 2
MÓDULO 7
OBJETIVOS:
- Adquirir conceitos de múltiplos, divisores e números primos;
- Efetuar decomposição e mínimo múltiplo comum;
- Conceituar, identificar e representar frações;
- Associar fração como divisão de dois números;
- Operar com frações (adição, subtração, multiplicação e divisão);
- Aplicar as técnicas de operações com frações na resolução de situações -
problemas.
ROTEIRO DE ESTUDO:
- Leia com atenção e observe as resoluções dos exemplos;
- Faça os exercícios do módulo no caderno seguindo a seqüência de
estudo;
- Confira as respostas no gabarito.
NÃO ESCREVA NA APOSTILA. FAÇA OS EXERCÍCIOS EM SEU
CADERNO.
www.ceesvo.com.br 3
MÚLTIPLOS ( M ) E DIVISORES ( D )
Duas frases podem ter o mesmo significado apesar de utilizarem
palavras diferentes.
Por exemplo:
“Gabriel é filho de Marcelo”.Significa que “Marcelo é pai de Gabriel “
Na matemática isto também acontece como você pode ver no exemplo
acima.
Você sabe o que quer dizer divisível?
O conceito (idéia) de divisível vem da operação “divisão”
Ex.1: - 20 : 1 = 20
20 : 2 = 10
20 : 4 = 5
20 : 5 = 4
20 : 10 = 2
20 : 20 = 1
Ex. 2: - Quais são os divisores do nº 42?
É o conjunto D(42) = 1,2,3,6,7,14,21,42
Observe que nos dois exemplos o conjunto dos divisores
começa com o nº 1 e termina no próprio nº.
EX. 3: – E os divisores de 7?
Conjunto D(7) = 1 , 7 pois 7 : 1 = 7
7 : 7 = 1
Você pode dizer que o nº 20
é divisível por 1,2,4,5,10,20,
pois em todas as divisões efetuadas
o resto é zero
ou 1,2,4,5,10,20 são divisores de 20.
2 é divisor de 10
significa
10 é divisível por 2
é filho de
significa
é pai de
www.ceesvo.com.br 4
Você reparou que no exemplo 3 os divisores são apenas dois: o nº 1 e o
próprio número?
O nº que tem apenas 2 divisores ( o nº 1 e o próprio número) é chamado
de NÚMERO PRIMO.
A seqüência de números primos é infinita. São eles:
2,3,5,7,11,13,17,19,23,...
Copie essa seqüência em seu caderno, pois você vai usá-la mais
adiante.
MÚLTIPLOS
São determinados efetuando a multiplicação do nº pela seqüência dos
números naturais 0,1,2,3,4,5...
EX. 1: - Múltiplos de 5 ( começa sempre pelo nº zero)
5 • 0 = 0
5 • 1 = 5
5 • 2 = 10
5 • 3 = 15
. . .
. . .
. . .
Portanto conjunto M5 = 0,5,10,15,20,... é infinito ( não tem fim)
EX. 2: – Qual o conjunto dos múltiplos de 3 ?
M3 = 0,3,6,9,12,15,18, ... seqüência de 3 em 3
EX. 3: – E o conjunto dos múltiplos de zero?
M0 = 0 pois todo nº multiplicado por zero é zero.
www.ceesvo.com.br 5
EXEMPLO PRÁTICO:
Um bebê precisa mamar de 3 em 3 horas. Começa à zero hora. Quais
serão os horários das mamadas do dia?
M3 = 0,3,6,9,12,15,18,21,24
Neste caso o conjunto dos múltiplos é finito pois o período foi pré
determinado.
DECOMPOSIÇÃO DE UM NÚMERO EM FATORES PRIMOS
Decompor um número é escrever esse número em forma de
multiplicação.
EX. 1: – decomponha o nº 12
12 = 1 . 12 ou
2 . 6 ou
3 . 4 ou
2 . 2 . 3
Você pode usar o método prático para efetuar a decomposição em
fatores primos, dividindo o nº pela seqüência de nº primos já estudada
anteriormente.
Seqüência de nº primos 2,3,5,7,11,13,17,19,13,...
EX. 1: – Decomponha o nº 12 em fatores primos:
Divide apenas por nº primos.
12 2 O resultado é escrito em forma de potência
6 2
3 3 R = 2² • 3 ( 2² porque é 2 • 2 )
1
EX. 2: – decomponha o nº 60 em fatores primos.
Método prático
60 2
30 2
15 3
5 5 R = 2² . 3 . 5
FATORES são os números que se multiplicam.
.
FATORES PRIMOS - multiplicação de
números primos.
2² Divide o número por um número primo de
modo que a divisão seja exata.,
O resultado da divisão escreve na linha
debaixo,
Divide novamente pelo mesmo número
primo ou pelo próximo da seqüência.
www.ceesvo.com.br 6
EX. 3: – decomponha o nº 108
108 2
54 2
27 3
9 3
3 3 R = 2² . 3³
1 não esqueça de escrever a resposta.
Mínimo Múltiplo Comum (M.M.C)
Menor múltiplo pertence a dois ou mais números
Dado dois ou mais números você pode determinar qual é o menor
múltiplo que pertence aos conjuntos dos múltiplos dos números dados.
Qual é o mínimo múltiplo comum (m.m.c) dos números 12 e 4 ?
M12 = {0,12,24,36...}
M4 = {0,4,8,12,16,20...}
m.m.c (4,12) = 12 ( múltiplo que pertence aos dois números )
Unindo o conceito de múltiplo com a decomposição em fatores primos
você pode usar uma técnica prática para calcular o m.m.c.
EX.1: 4, 12 2
2, 6 2
1, 3 3 efetue a multiplicação
1, 1 12 = m.m.c
Ex. 2: m.m.c (4,5,15)
4, 15, 5 2 Você percebeu que a divisão tem que
2, 15, 5 2 ser exata. Quando não der para dividir
1,15, 5 3 “ abaixa” o número.
1, 5, 5 5
1, 1, 1 60 = m.m.c.
2²
3³
www.ceesvo.com.br 7
APLICAÇÕES PRÁTICAS
1- Uma pessoa tem que tomar 3 remédios. Um de 2 em 2 horas; outro de 3
em 3 e o último de 4 em 4 horas. Após serem tomados à zero hora, depois de
quanto tempo eles serão tomados novamente juntos?
m.m.c (2,3,4) 2 , 3 , 4 2
1 , 3 , 2 2
1 , 3 , 1 3
1 , 1 , 1 12
Depois de 12 horas.
Copie e resolva em seu caderno:
1) Decomponha os números:
a) 60
b) 150
c) 55
2)Calcule o m.m.c. dos números:
a) m.m.c. ( 12 , 8 ) c) m.mc.(6,3,9) e) m.m.c.( 8,5)
b) m.m.c. ( 6 , 10 , 12 ) d) m.m.c.(10,8,160) f) m.m.c.( 2,3,6)
3) Em um país as eleições para presidente são de 4 em 4 anos e para
senadores de 6 em 6.
Em 1990 houve eleição para os dois cargos. Depois de quanto tempo
isto acontecerá novamente e em que ano?
www.ceesvo.com.br 8
CONJUNTO DOS NÚMEROS RACIONAIS - FRAÇÃO
INTRODUÇÃO
Até agora você estudou e trabalhou com os números inteiros positivos e
negativos. Agora, neste módulo você conhecerá os números fracionários,
utilizados para representar quantidades não inteiras.
O termo fração significa “pedaço” do inteiro dividido em partes iguais.
Observe o exemplo:
A figura abaixo representa um inteiro
Dividindo-a em 3 partes iguais, cada uma desses partes (pedaço)
representará a fração (
3
1
) do inteiro.
Observe os desenhos abaixo:
3
1
3
2
3
3
Observe que o número debaixo mostra em quantas partes o inteiro foi
dividido. E o número de cima quantas partes foram consideradas (pintadas).
Cada número que compõe a fração recebe um nome especial.
Ex.: 2 numerador (quantas partes considerei)
3 denominador (quantas partes o inteiro foi dividido)
Copie e resolva em seu caderno:
4) Veja a figura abaixo e responda::
É uma pizza dividida em 8 pedaços iguais.
a) Qual a fração que representa 1 pedaço de pizza ?
b) Na fração
8
4
, quantas partes considerei?
c) Qual é a fração que corresponde a pizza inteira?
3
1
ou 1/3
www.ceesvo.com.br 9
LEITURA:
Para ler uma fração você deve ler primeiro o numerador e depois o
denominador.
Observe: Ex.:
5
3
lê-se três quintos.
Se o denominador for 2, lê-se meio (s) Ex
2
3
três meios
Se o denominador for 3, lê-se terço (s) Ex
3
2
dois terços
Se o denominador for 4, lê-se quarto (s) Ex
4
1
um quarto
Se o denominador for 5, lê-se quinto (s) e assim por diante até o número 10
(décimo).
A partir do número 11 fala-se o número acrescido da palavra “avos”.
Exemplos: 4 = quatro onze avos b) 7 = sete treze avos
11 13
FRAÇÃO É DIVISÃO:
O traço de fração ou barra ( ) também significa “divisão” pois:
4
4
= 1 inteiro 4 4
2
10
= 5 inteiros 10 2
0 1 0 5
SIMPLIFICAÇÃO DE FRAÇÕES:
Você pode simplificar uma fração, isto é, deixar os números menores,
dividindo sucessivamente os termos (numerador e denominador) por um
mesmo número.
Observe: 48:2
= 24:2
= 12:2
= 6:3
= 2 fração irredutível
72:2
36:2
18:2
9:3
3
FRAÇÕES SIMPLIFICADAS
ou 48:12
= 4:2
= 2 ou 48:24
= 2
72:12
6:2
3 72:24
3
Quando não
dá mais para
simplificar.
www.ceesvo.com.br 10
Observe que há várias maneiras de se fazer a simplificação. Você pode
utilizar o número que achar mais adequado desde que use sempre o mesmo
número para dividir o denominador e o numerador e que o resultado seja
sempre exato, não sobre resto nas divisões.
Copie e resolva em seu caderno:
5) Simplifique as frações até torná-las irredutíveis:
a) 12 b) 9 c) 15
16 18 20
REDUÇÃO A UM MESMO DENOMINADOR:
Há casos de frações cujos denominadores (n.º debaixo) são diferentes e
precisam ser reduzidos (transformados) a um mesmo denominador.
Para isso é necessário que você:
1- Calcule o m.m.c. dos denominadores (você viu no início deste
módulo );
2- O resultado do m.m.c. será o novo denominador;
3- Divida o novo denominador pelo denominador de cada fração;
4- Multiplique esse resultado pelos respectivos numeradores.
Observe o exemplo abaixo:
Ex.: Reduza ao mesmo denominador as frações:
2 , 3 , 2
3 2 4
4º) Multiplica 2 , 3 , 2
3 2 4
3º) Divide
8 , 18 , 6
12 12 12
1º) m.m.c 3, 2, 4 2
3, 1, 2 2
3, 1,1 3 (multiplica)
1, 1, 1 12
novo denominador
Modo prático
Divide o novo denominador pelo nº
debaixo e multiplica o resultado pelo nº
de cima. O resultado final será o novo
numerador.
www.ceesvo.com.br 11
Copie e resolva em seu caderno:
6) Reduza ao mesmo denominador ( nº debaixo) as frações:
a) 5 , 3 b) 7 , 2 , 5 c) 4 , 3 , 5
3 7 8 3 12 2 3
Comparação de frações
Comparar duas frações significa estabelecer uma relação de igualdade (
igual ) ou de desigualdade entre esses números.
Para identificar a desigualdade você vai usar os símbolos:
< (menor) ou > (maior)
1º caso: os números fracionários têm o mesmo denominador:
Observe os desenhos e compare:o pedaço “a” é maior (>) do que o pedaço
“b”
a)
7 > 3 leia: sete oitavos é maior do que
8 8 três oitavos
b)
Quando duas frações têm o mesmo denominador, a maior é aquela que
tem o maior numerador (nº de cima)..
2º caso: os números fracionários têm denominadores diferentes:
Para comparar é necessário que o inteiro esteja dividido na mesma
quantidade de pedaços por isso, você deve reduzir ao mesmo denominador.
3 e 2 m.m.c de 6 e 3. = 6 6 , 3 3
3 6 3 2 , 1 2
6 1 6
3 , 4 então 3 < 4
6 6 6 6
2
3
Observação: no exercício letra c, coloque o n.º 1 embaixo do
4 como denominador para poder fazer a divisão
7
8
3
8
www.ceesvo.com.br 12
Copie e resolva em seu caderno:
7) Usando o conceito de igual, maior ou menor responda reduzindo ao
mesmo denominador quando for necessário:
a) Maria comeu
3
2
de uma pizza e João comeu
8
5
. Quem comeu menos?
Para você responder com certeza terá que reduzir ao mesmo
denominador as duas frações e depois compará-las.
b) Complete com os sinais de igual (=), maior (>) ou menor ( < ) :
I ) 3 ___ 15 II ) 2 ____ 1 III ) 2 ____ -7
6 30 4 3 3 5
Operações com frações:
Você já aprendeu que fração é um número que representa
parte(s) do inteiro. Agora você vai aprender a resolver situações
problemas que envolvem números fracionários. Para isso terá que
saber operar (fazer conta) com esses números.
Adição e Subtração de Frações
Quando vamos efetuar uma soma ou uma subtração de frações
devemos considerar dois casos:
1º caso – As frações têm o mesmo número em baixo, ou seja, mesmo
denominadores:
Exemplo:
Uma pizza foi dividida em 3 pedaços iguais. João comeu dois pedaços.
Quanto sobrou?
3 - 2 = 1
3 3 3
CONSIDERE A PIZZA
INTEIRA COMO = 3
3
www.ceesvo.com.br 13
Logo, sobrou 1 da pizza.
3
Conclusão: Quando as frações têm o mesmo denominador
devemos somar ou subtrair apenas os números de cima, ou seja, os
numeradores e manter o mesmo denominador.
2º caso – As frações têm denominadores diferentes:
TÉCNICA para ADIÇÃO e SUBTRAÇÃO
1º) determine o m.m.c. dos denominadores (nºs debaixo)
2º) o resultado do m.m.c. será o novo denominador
3º) divida o novo denominador pelo nº debaixo e multiplique pelo nº de cima
de cada fração
4º) efetue a adição ou subtração dos numeradores (nºs de cima).conservando
o denominador.
Exemplo:
Para fazer um trabalho escolar você usou dois terços de uma cartolina
e sua irmã usou três quartos. Que fração de cartolina vocês dois usaram
juntos?
Resp: Usaram juntos 17 da cartolina ou 17 : 12 = 1,4 cartolinas.
12
Conclusão: Quando as frações têm denominadores diferentes,
devemos primeiro reduzir as frações ao mesmo denominador para
depois efetuar a soma ou subtração.
Os dois exemplos a seguir mostram os dois casos e as maneiras
diferentes de serem efetuados.
2 + 3 =
3 4
8 + 9 = 17
12 12 12
divide
multiplica
Você deve encontrar o m.m.c.
dos denominadores 3 e 4
3,4 2
3,2 2
3,1 3 2 •2 •3 =• m.m.c. = 12
1,1 Observe as flechas ao lado.
Elas mostram as operações que você
deve fazer.
www.ceesvo.com.br 14
1-) Um agricultor tem um sítio e quer plantar
5
1
da área com feijão e
5
2
com
milho. Qual a fração que representará a área plantada?
Se você pensou 1 + 2 = 3 acertou!
5 5 5
(Se têm denominadores iguais, conserva o denominador e soma os
numeradores.)
2-) Esse mesmo agricultor após a colheita vai novamente plantar 1/3 da área
com feijão e 2/5 com milho. Qual a fração que representará a área plantada?
Agora complicou! Você percebeu que os denominadores são
diferentes, portanto a área foi dividida em “pedaços de
tamanhos diferentes”.
Pense. Você já aprendeu a fazer com que os denominadores
fiquem iguais, então, calcule o m.m.c. dos denominadores.
1 + 2 =
3 5 para resolver reduza ao mesmo denominador:
3 , 5 3
5 + 6 = 11 1 , 5 5 x
15 15 15 1 , 1 15
Resposta.
15
11
é a fração que representará a área plantada.
A subtração é efetuada usando a mesma regra da adição.
3) Dos
5
4
da área destinada ao plantio o agricultor vai deixar
5
1
para plantar
mandioca. Quanto irá sobrar para as outras plantações?
4 – 1 = 3
5 5 5
Resposta.
5
3
da área sobrará para as outras plantações.
Área destinada ao plantio
Outras plantações
www.ceesvo.com.br 15
4) Dos
4
2
da área destinada ao plantio o agricultor vai reservar
5
1
para o pasto
de animais. Qual a fração que representa a área destinada a outras
plantações?
2 – 1 = 4 , 5 2
4 5 2 , 5 2
1 , 5 5
10 – 4 = 6 1 , 1 20
20 20 20
Resposta: Deixará
20
6
( simplificando por 2) a resposta será:
10
3
para outras plantações.
Para você fazer as adições e subtrações de frações negativas e
positivas observe as regras dos sinais
I-) Mesmo denominador.
a-) 1 + 3 = 4 c-) 4 – 6 = –2
6 6 6 5 5 5
b-) 6 – 5 = 1 d-) –2 – 1 = –3 = -1
7 7 7 3 3 3
II -) Denominadores diferentes ( não esqueça do m.m.c. para reduzir ao
mesmo denominador):
a) 3 + 2 = b) -1 - 3 =
6 5 8 5
30
15
+
30
12
=
30
27
–
40
5
–
40
24
= –
40
29
c) – 7 + 1 =
9 5
–
45
35
+
45
9
= –
45
26
Não se esqueça!
Denominadores diferentes,
calcule o m.m.c.para reduzir
ao mesmo denominador.
Observe os sinais das frações: o negativo é
maior do que o positivo, portanto “sobra”
negativo.
O resultado foi
negativo porque vale a
regra de sinais onde o
negativo é maior do
que o positivo
Quando o numerador
é igual ao
denominador a
fração representa o
inteiro, pois fazemos
a divisão de 3 por 3
= 1
“Juntando” duas frações
negativas resulta negativo
www.ceesvo.com.br 16
Copie e resolva em seu caderno:
8) De acordo com o que você aprendeu até agora, resolva as adições e
subtrações de frações:
a) 1 + 4 = c) 9 - 2 =
3 3 2 3
b) 7 + 2 = d) – 1 – 3 =
5 8 2 4
Multiplicação de frações
Regra Prática:
- multiplique os numeradores (nºs de cima);
- multiplique os denominadores (nºs debaixo);
- observe os sinais das frações para usar a regra.
Sinais iguais resulta positivo.
Sinais diferentes resulta negativo.
1-) Um fazendeiro tem 5 fazendas. Dessas, 3 são produtivas.
7
Qual é a fração que representa toda a terra produtiva?
DICA IMPORTANTE!
Quando aparece no problema a palavra “de”, “dessa”, a operação usada
é a multiplicação e a resposta representa a fração em relação ao inteiro
7
3
de 5 então:
7
3
•
1
5
=
7
15
Resposta:
7
15
representa a parte produtiva das 5 fazendas.
Ex:
5
4
•
7
2
=
35
8
–
6
3
• –
5
8
= +
30
24
Nas operações com frações
colocamos o n.º 1 embaixo do
n.º inteiro.
www.ceesvo.com.br 17
2-) Um fazendeiro vai plantar
5
3
da área da fazenda. Já plantou
6
2
dessa
área com soja. Qual a fração que representa a área de plantação de soja em
relação a área da fazenda?
3 • 2 = 6 multiplique os numeradores
5 6 30 multiplique os denominadores
Resposta:A fração que representa a parte plantada com soja em relação a
fazenda inteira é
30
6
( ou simplificando por 6) apenas
5
1
.
Divisão de frações
Regra Prática:
- Copie a primeira fração;
- Mude o sinal de divisão ( : ) para o de multiplicação (•);
- Copie a segunda fração invertendo os lugares do numerador com o
denominador;
- Multiplique os numeradores;
- Multiplique os denominadores;
- Observe os sinais das frações aplicando a regra de sinais que é a mesma
da multiplicação.
Exemplo:
1º) A metade (
2
1
) da área de uma fazenda vai ser dividida em 6 partes
iguais. Qual a fração que representa cada parte?
1 : 6 = 1 . 1 = 1
2 1 2 6 12
R. Cada parte é representada por
12
1
.
Observe que:
1- a divisão foi transformada em
multiplicação
2- a segunda fração foi invertida
www.ceesvo.com.br 18
Copie e resolva em seu caderno:
9) Efetue as multiplicações e divisões de frações:
a) 2 • 5 = c) 2 : 1 =
3 8 5 3
b) 1• 3 • 5 = d) 7 : 4 =
2 4 7 10 6
Potenciação
(multiplicação com o mesmo número)
Regra prática:
- Efetue a potenciação do numerador, multiplicando pelo mesmo número
tantas vezes quanto for o número do expoente;
- Efetue a potenciação do denominador.
1-) Qual é a área de um quadrado cujo lado é ½ m de lado?
A área do quadrado é: A = L²
½ m A = (1/2)² = 1² = 1• 1= 1 m²
2² 2•2 4
Para efetuar a potenciação de fração você deve elevar o numerador e o
denominador ao expoente dado e calcular o resultado:
Ex. 5 ³ = 5³ = 5 • 5• 5 = 125
4 4³ 4 • 4 •4 64
www.ceesvo.com.br 19
Radiciação de frações:
Regra prática:
- Determinar a raiz do numerador;
- Determinar a raiz do denominador.
Exemplo:
16
9
=
16
9
=
4
3
pois
4.4
3.3
Copie e resolva em seu caderno:
10) Calcule: a)
2
5
2
= b)
3
10
7
=
c)
16
9
= d)
4
25
=
Usando o conceito de fração onde o denominador identifica em quantas
partes está dividido o inteiro e o numerador quantas partes está sendo
tomado. Pense no problema abaixo e veja como foi resolvido.
Uma granja tem 2400 aves. Destas
5
3
são galinhas.
a)Qual a quantidade de galinhas?
b) Qual a fração que representa os frangos?
c) Qual a quantidade de frangos?
Resolução:
a) 2400 5 480
480 x 3
1440 galinhas
representa o inteiro
b)
5
5
-
5
3
=
5
2
representa os frangos
d) 2400 – 1440 = 960 frangos
www.ceesvo.com.br 20
Você percebeu que para cada tipo de operação com frações há uma
técnica específica.
No quadro a seguir você terá um resumo dessas técnicas para usar em
cada operação usada para resolver os exercícios e problemas a seguir.
RESUMO DAS TÉCNICAS DE OPERAÇÕES DE FRAÇÕES
:
Adição e subtração
(tem que ter o mesmo
denominador)
- M.m.c. dos denominadores;
- O resultado do m.m.c. será o
novo denominador;
- Divida o novo denominador
pelo nº debaixo e multiplique
pelo nº de cima de cada
fração;
- Efetue a adição ou subtração
dos numeradores
conservando o nº do
denominador.
Multiplicação
- Multiplique os numeradores
(nºs de cima);
- Multiplique os denominadores
(nºs debaixo).
-
Divisão
- Copie a primeira fração;
- Transforme a divisão em
multiplicação;
- Inverta a segunda fração;
- Multiplique os numeradores;
- Multiplique os denominadores.
Potenciação
- Efetue a potenciação do
numerador, multiplicando pelo
mesmo número tantas vezes
quanto for o número do
expoente;
- Efetue a potenciação do
denominador.
Radiciação
- Determine a raiz do
numerador;
- Determine a raiz do
denominador.
www.ceesvo.com.br 21
Copie e resolva em seu caderno:
11) Resolva os problemas em seu caderno lembrando que cada operação
com fração tem uma regra própria. Confira as respostas no gabarito:
I) Um aluno já executou
7
4
da tarefa de matemática. Qual a fração da
tarefa que resta fazer?
LEMBRE-SE!!
A fração que representa o inteiro tem denominador
igual ao numerador. Neste caso o inteiro é
7
7
II) Tenho uma divida de R$ 250,00. Já paguei
10
7
. Quanto estou devendo?
Observação: A dívida está dividida em 10 prestações
III) Em uma panela há
8
6
do Kg (quilograma) de pipoca estourada. Quero
repartir (dividir) em saquinhos de
4
1
do Kg. Quantos saquinhos devo
comprar?
IV) Em um pomar há três tipos de árvores frutíferas sendo que
4
1
são
laranjeiras,
5
2
são jabuticabeiras e
10
2
são limoeiros. Qual a fração que
corresponde ao total (soma) de árvores desse pomar?
v-) João Carlos é operário e ganha R$ 1400,00 por mês. Gasta
4
1
desse
dinheiro com aluguel e
5
2
(desse dinheiro) com a alimentação da família.
a) Qual é a fração que representa o total de gastos de João Carlos ?
b) Quanto dinheiro ela representa?
c) Qual o valor do aluguel? (
4
1
desse dinheiro)?
d) Quanto gasta com a alimentação? (
5
2
de R$1400,00)
www.ceesvo.com.br 22
GABARITO
1) a) 2² . 3 . 5
b) 2 . 3 . 5²
c) 5 . 11
2) a) 24 c) 18 e) 40
b) 60 d) 160 f) 6
3) 12 anos em 2002
4) a)1/8 b ) 4 partes c ) 8/8
5 ) a ) 3/4 b ) 1/2 c ) 3/4
6 ) a ) 35 , 9 b ) 21, 16, 10 c) 24, 9,10
21 21 24 24 24 6 6 6
7) a ) João
8) a)
3
5
b)
40
66
c)
6
23
d) -
4
5
9) a)
24
10
b)
56
15
c)
5
6
d)
40
42
10) a)
25
4
b)
1000
343
c)
4
3
d)
2
5
11) I ) 3/7 II ) R$ 75,00 III ) 3 saquinhos IV ) 17/20
V ) a )
20
13
b) R$ 910,00 c) R$ 350,00 d) R$ 560,00
www.ceesvo.com.br 23
MÓDULO 8
OBJETIVOS:
No final desta Unidade de Ensino (U.E.), o aluno deverá :
Entender uma razão como o quociente de dois números racionais em
que o segundo é diferente de zero;
Reconhecer se duas razões formam uma proporção;
Resolver problemas simples que envolvem escalas;
Resolver uma situação problema envolvendo grandezas
proporcionais, utilizando a regra de três;
Resolver problemas simples de porcentagem e problemas que
envolvem cálculo de juros simples.
ROTEIRO DE ESTUDO:
- Leia com atenção observando e acompanhando as resoluções dos
exemplos.
- Faça os exercícios do módulo no caderno seguindo a seqüência
de estudo,
- Confira as respostas no gabarito.
NÃO ESCREVA NA APOSTILA. FAÇA OS EXERCÍCOS EM SEU
CADERNO
www.ceesvo.com.br 24
Simplificando,
isto é dividindo
por um mesmo
número
RAZÃO, UMA GRANDE INVENÇÃO.
Dos 50 alunos de uma sala de computação, 20 são
homens e 30 são mulheres. Qual é a relação entre o
número de homens e o número de mulheres?
número de homens = 20 : 10 = 2
número de mulheres= 30 : 10 3
Você pode concluir que:
- para cada 2 homens há 3 mulheres que estão na sala,ou o número de
homens (2) está para o número de mulheres (3) ou simplesmente 2 está
para 3.
.
A expressão 2 está para 3 é chamada de razão entre 2 e 3 e é indicada
por
3
2 ou 2 : 3.
RAZÂO serve para comparar quantidades entre duas grandezas.
No exemplo acima as duas grandezas são: HOMENS e MULHERES.
Veja o exemplo abaixo:
Se você comparar as quantidades de
gatos com as quantidade de cães, você
têm as grandezas: GATOS e CÃES e a
razão
4
3
ou seja: três está para
quatro(para cada 3 gatos têm 4 cães)
Copie e resolva em seu caderno:
1) Escreva a razão simplificando quando for possível:
a) 20 para 50 b) 10 para 40
2) Em um hospital tem 16 pacientes para 2 enfermeiros. Qual a razão
entre o número de pacientes e o número de enfermeiros?
www.ceesvo.com.br 25
RAZÕES INVERSAS
Para determinar a razão entre o número de homens (20) e o número de
mulheres (30) da sala de computação do primeiro exemplo, você fez
30
20
, que
depois de simplificado ficou a mesma coisa que
3
2
(dois está para três).
Se você quer determinar a razão entre o número de mulheres (30) e o
número de homens (20), é só fazer
20
30
, que simplificando por 10 é a mesma
coisa de
2
3
(três está para dois).
As razões
2
3
e
3
2
são chamadas de inversas entre si.
O produto (multiplicação) de duas razões inversas é igual a 1.
2
3
•
3
2
=
6
6
= 1
Copie e resolva em seu caderno:
3) Pedro fez uma prova que continha 10 questões de Português e 20 de
Matemática.
a) Qual a razão entre as questões de Português e Matemática?
b) Qual a razão entre as questões de Matemática e Português?
4) Ache a razão inversa de:
a) 3 b) 2 : 5 c) 4 : 1
4
ALGUMAS RAZÕES ESPECIAIS
Você já deve ter ouvido falar ou lido em algum lugar os termos
velocidade média, densidade demográfica e escala.
Na verdade, elas são razões especiais, que utilizamos com freqüência
no dia-a-dia. Vamos então ver qual o significado de cada uma.
VELOCIDADE MÉDIA
Velocidade média de um móvel é a razão entre o espaço percorrido e
o tempo gasto para percorrê-lo.
www.ceesvo.com.br 26
EXEMPLO:
A velocidade média de um carro que percorre 300 Km em 5 horas é dada
pela razão:
horas
km
5
300
= simplificando por 5 =
hora
km
1
60
ou 60 Km/h (sessenta km por hora)
Copie e resolva em seu caderno:
5) Calcule a velocidade média de um carro que percorreu 210 Km em 3
horas.
DENSIDADE DEMOGRÁFICA
Densidade demográfica é a razão entre o número de habitantes de uma
região e a área dessa região.
Exemplo: A cidade de Votorantim (SP) tem uma área aproximada de
177Km² e segundo os dados de 2003 do IBGE a população está
aproximada em 110000 habitantes. Portanto, a densidade demográfica de
Votorantim é dada por:
População = 110000 = 621 hab/Km²
Área 177
110000 177 faça esta operação na calculadora
Copie e resolva em seu caderno:
6) O censo de 2000 estimou a população do estado de São Paulo em
36351316 habitantes. Calcule a densidade demográfica desse estado da
região Sudeste, sabendo que a área total é de 248811Km².
Faça na calculadora.
Isto significa
que têm 621 hab.
em 1 Km²
www.ceesvo.com.br 27
ESCALA
Escala é a razão entre a medida do comprimento no desenho e a
medida do comprimento real.
Exemplo:
Se a planta ou croqui (desenho) de uma casa está na escala de 1:100 ou
100
1
(1 para 100), significa que para cada 1cm do desenho corresponde a 100
cm na dimensão real.
Observe:
A planta a seguir foi desenhada na escala 1:100cm:
Agora, responda:
Quais são as dimensões reais (comprimento e largura) da cozinha, da sala
e do quarto A dessa casa.
Se você respondeu que as dimensões reais da cozinha são 3m por 6m,
da sala são 6m por 3,5m e do quarto são 3m por 2,5m, acertou!!!
quarto A
banheiro
2,5cm
sala
2,5cm
cozinha
quarto B
3cm
Lembre-se!!
100cm=1m
6cm
1cm corredor
4,5cm 3,5cm
6cm
3cm 1,5cm
www.ceesvo.com.br 28
PROPORCIONALIDADE
A proporção no dia-a-dia:
Fernando e Alex apostaram juntos numa loteria esportiva e foram
premiados. Como eles devem dividir o prêmio de R$ 500 000,00, se as
importâncias que Fernando e Alex apostaram estão na razão 2 para 3?
Como as quantias que eles apostaram estão na razão de
3
2
é fácil
concluir que:
- Fernando vai receber 2 partes portanto R$ 200 000,00
- Alex vai receber 3 partes portanto R$ 300 000,00.
A igualdade entre as razões
3
2
=
300000
,200000
é uma proporção.
A proporção também pode ser indicada da seguinte maneira:
2 : 3 = 200000,00 : 300000,00
Veja um exemplo prático de proporção:
Você sabe que uma foto 3 X 4 tem 3cm de base (largura) e 4 cm de
altura (comprimento) . Do mesmo modo, uma foto 6 X 8 tem 6 cm de base e
8 cm de altura.
Observe as fotos da figura abaixo:
Qual é a razão entre a base e a altura da foto menor? E entre a base e a
altura da foto maior?
Base da foto menor = 3 = 0,75 (3 dividido por 4)
Altura da foto menor 4
Base da foto maior = 6 = 0,75
Altura da base maior 8
www.ceesvo.com.br 29
Você observou que o
resultado das divisões (3:4 e
6:8) são iguais?
Isto mostra que as fotos têm
tamanhos proporcionais.
Como
4
3
=
8
6
, ou seja, três está para quatro assim como seis está para
oito, podemos concluir que existe uma proporção entre as medidas das duas
fotos.
A igualdade entre as razões
4
3
=
8
6
forma uma
proporção.
Na proporção 3 : 4 = 6 : 8, os números e 4 e 6 são chamados de meios:
e 3 e 8 são chamados de extremos
DESAFIO:
Medindo os lados das 2 fotos, verifique se elas são proporcionais (use a
régua) e responda as questões abaixo:
a) Os lados são proporcionais? .
.........
b) ABCD é ampliação de EFGH? ....
www.ceesvo.com.br 30
Propriedade fundamental das proporções
Em toda proporção, o produto (multiplicação) dos meios é igual ao
produto dos extremos.
Exemplo:
3 = 6
4 8 O produto dos extremos é 3 • 8 = 24
O produto dos meios é 4 • 6 = 24
Os dois produtos são iguais portanto, formam uma proporção.
Copie e resolva em seu caderno:
7) Verifique se as razões formam uma proporção. Utilize a propriedade
fundamental das proporções:
a) 2 e 10 b) 2 = 3
5 25 8 4
CÁLCULO DE UM TERMO DESCONHECIDO OU
APLICAÇÃO DA “ REGRA DE TRÊS”
Com a propriedade fundamental das proporções (o produto dos meios
é igual ao produto dos extremos), tornou-se simples determinar o valor
desconhecido de um dos termos da proporção.
Veja qual o valor de X (termo desconhecido) nas proporções a seguir:
a) 3 = X
4 8
Pela propriedade fundamental: Produto dos meios = produto dos extremos
4 . X = 3 . 8 (calculando o valor de X)
Então: 4 . X = 24
X = 24 : 4
X = 6
Use a operação inversa
da multiplicação que é a
divisão.
Multiplique
cruzado
www.ceesvo.com.br 31
Copie e resolva em seu caderno:
8) Copie e calcule em seu caderno o valor desconhecido (X) nas
proporções:
a) 2 = X c) 12 = 15
8 12 X 5
b) 5 = 25 d) X = 9
6 X 6 2
GRANDEZAS DIRETAMENTE PROPORCIONAIS
O que são grandezas diretamente proporcionais?
Duas grandezas são diretamente proporcionais quando ambas
aumentam ou diminuem seus valores ou quantidades.
1 º Exemplo:
Se um padeiro faz 60 pães com 5 Kg de farinha, quantos pães ele fará
com 8 Kg de farinha?
É fácil perceber que, aumentando a quantidade de farinha (primeira
grandeza), a quantidade de pães (segunda grandeza) também aumentará.
Logo, as duas grandezas:quantidade de farinha de trigo e quantidade de
pães são diretamente proporcionais.
Para resolver esse problema você deve:
- montar uma tabela com duas colunas correspondentes a cada grandeza;
- escrever os números nas respectivas colunas;
- analisar se as grandezas são diretamente ou inversamente proporcionais;
- resolver para calcular o termo desconhecido.
Veja a montagem:
Quantidade de pães Quantidade de farinha
60 5 Kg
X terá que aumentar 8 Kg aumentou
www.ceesvo.com.br 32
Assim, podemos escrever a seguinte proporção:
X
60
=
8
5
Aplicando a propriedade fundamental das proporções, temos:
60 = 5 5• X = 60 • 8
X 8 5• X = 480
X = 480 X = 96
5
Com 5 Kg de farinha o padeiro fará 96 pães
2º Exemplo:
Um padeiro faz 80 pães com 20Kg de farinha de trigo. Quantos pães fará
com 3 Kg de farinha?
Quantidade de pães Quantidade de farinha
80 20 Kg
X terá que dimimuir 3 Kg diminuiu
É fácil perceber que diminuindo a quantidade de farinha (primeira
grandeza), a quantidade de pães (segunda grandeza) também diminuirá.
As duas grandezas: quantidade de farinha de trigo e quantidade de pães
são diretamente proporcionais.
Então:
X
80
=
3
20
20 • X = 80 • 3
20 • X = 240
X =
20
240
X = 12
O padeiro fará 12 pães.
Observe que:
Duas grandezas são diretamente proporcionais
quando as duas aumentam ou as duas
diminuem.
www.ceesvo.com.br 33
Copie e resolva em seu caderno:
9) Resolva os problemas de acordo com os exemplos:
a) Roberto comprou 15 lápis por R$ 5,00. Se comprasse 36 lápis, quanto
pagaria?
b) Uma torneira leva 5 horas para encher uma caixa d’água de 1000 litros
de capacidade. Quantas horas levará essa torneira para encher uma caixa
d’água de 3000 litros de capacidade?
GRANDEZAS INVERSAMENTE PROPORCIONAIS
O que são grandezas inversamente proporcionais?
Duas grandezas são inversamente proporcionais quando uma
grandeza aumenta e a outra diminui ou vice-versa: uma diminui e a outra
aumenta.
1º Exemplo:
Mário fez uma viagem de carro em 20 horas com uma velocidade média
de 60Km/h. Qual será a velocidade média para fazer essa mesma viagem
em 15 horas?
Tempo gasto (h) Velocidade média
(Km/h)
20 60
15 diminuiu X terá que aumentar
Você percebeu que para diminuir o tempo de viagem (horas) a
velocidade média do carro deve aumentar, portanto enquanto uma
grandeza diminui a outra grandeza aumenta.
Dizemos então, que as grandezas velocidade e tempo são inversamente
proporcionais. Para resolver o problema temos que inverter uma das
razões correspondente a uma das grandezas. Pode ser a coluna do X ou a
outra.
15
20
=
X
60
invertendo uma das colunas
20
15
=
X
60
= 15 • X = 20 • 60
15 • X = 1200
X =
15
1200
então X = 80
A velocidade média do carro será de 80Km/h.
www.ceesvo.com.br 34
2º Exemplo:
Para reformar a quadra de esportes de uma escola, 2 pedreiros vão
trabalhar 24 dias. Em quantos dias 6 pedreiros poderão fazer esse mesmo
serviço?
Temos:
Número de pedreiros Tempo (dias)
2 24
6 X
aumentou diminuiu tem que
inverter a razão
Se você aumentar a quantidade de pedreiros vai diminuir a
quantidade de dias gastos na reforma.
Uma grandeza (pedreiros) está aumentando enquanto que a outra
(dias) está diminuindo.
Invertendo uma das razões da proporção 2 = 24
2 = X 6 X
6 24
6 • X = 2 • 24
6 • X = 48
X =
6
48
X = 8
Assim, 6 pedreiros podem fazer o mesmo serviço em 8 dias.
ATENÇÃO! DICA IMPORTANTE!
Quando uma das grandezas for o TEMPO (horas, dias, etc) geralmente é
inversamente proporcional.
Uma grandeza é inversa da outra,
logo são inversamente proporcionais.
www.ceesvo.com.br 35
Copie e resolva em seu caderno:
10) Resolva os problemas em seu caderno de acordo com os exemplos:
a) 6 homens constroem uma casa em 90 dias. Quantos homens são
necessários para construir essa casa em 60 dias, no mesmo ritmo de
trabalho?
b) Um automóvel a 50Km/h vai de uma cidade a outra em 6 horas. Qual
deve ser a velocidade do automóvel para percorrer a mesma distância em
4 horas?
PORCENTAGEM
A expressão por cento é familiar. Você a vê, praticamente em todos os
dias nos jornais e na televisão.
A expressão por cento quer dizer “por um cento ou cem”. Assim quando
você lê ou escuta uma afirmação como “grande liquidação de verão com
40 por cento de desconto em todos os artigos”, significa que você tem um
desconto de 40 reais para cada 100 reais do preço do artigo.
Isto nos leva então a estabelecer a razão
100
40
.
Assim: 40% é o mesmo que
100
40
Qual é o significado do símbolo %?
O símbolo % usado nas manchetes desse jornal, significa por cento.
Acompanhando um número indica a centésima parte desse número.
Assim:
6 % ou
100
6
= 0,06
16,85% ou
100
85,16
= 0,1685
5,82% ou
100
82,5
= 0,0582
www.ceesvo.com.br 36
Qual é o valor de 80% de 60?
Veja o exemplo abaixo:
Em uma partida de basquete Hortência acertou 80% dos 60 arremessos que
efetuou. Quantos arremessos ela acertou?
Resolver esse problema significa responder a questão: Quanto vale 80%
de 60?
Solução:
Como 80% =
100
80
ou 0,80 você pode calcular usando a fração ou o nº
decimal fazendo:
100
80
• 60 =
100
4800
= 48 ou 0,80 . 60 = 48
Você também pode usar a regra de três ou propriedade fundamental
da proporção.
100
80
=
60
X
100 • X = 80 • 60
100 • X = 480
X =
100
480
X = 48
Hortência acertou 48 arremessos que correspondem aos 80%.
Copie e resolva em seu caderno:
11) De acordo com o exemplo resolva os problemas de porcentagem:
a) 70% dos alunos da classe de Laura sabem nadar. Quantos alunos
sabem nadar, se a classe de Laura tem 40 alunos?
b) De um total de 30 alunos, 20% foram reprovados. Quantos alunos foram
reprovados?
c) O preço de um aparelho de som é R$500,00. Durante uma liquidação, a
loja anunciou um desconto de 20%. Nessas condições:
I) Qual é a quantia que corresponde ao desconto?
II) Qual é o preço do aparelho com o desconto?
Confira as respostas no final do módulo.
www.ceesvo.com.br 37
JUROS
Os juros fazem parte do nosso dia-a-dia.
Uma ótica está vendendo óculos nas seguintes condições:
R$ 200,00 à vista ou em 4 parcelas de R$ 70,00. Desse modo o preço
dessa mercadoria a prazo sobe. Por que isso acontece?
O preço dessa mercadoria, à vista, é diferente do preço a prazo, porque
estão sendo cobrados juros pelo parcelamento da dívida.
O juro é uma compensação em dinheiro que a empresa cobra por estar
parcelando a dívida para o cliente.
No caso das aplicações financeiras (poupança), o cliente é que
empresta dinheiro ao banco e, por esse empréstimo, recebe uma quantia
de juros.
A dívida que uma pessoa contrai quando compra uma mercadoria a
prazo ou, a quantia que investe quando faz uma aplicação financeira é
chamada de capital.
A soma do capital e juros é chamada de montante.
Assim, podemos dizer que:
Juro (j) é uma compensação para mais ou para menos, em dinheiro, que
se paga ou que se recebe.
O capital (c) é o dinheiro que se empresta ou que se pede emprestado.
A taxa (i) é o índice de porcentagem que se paga ou que se recebe pelo
aluguel do dinheiro.
O tempo (t) é o tempo pelo qual o capital fica emprestado.
Exemplo:
Sérgio emprestou R$2 000,00 de um banco por 4 meses a uma taxa de
3% ao mês.
a) Qual a quantia que ele pagará de juros?
b) Qual o total que terá de pagar no final do empréstimo?
www.ceesvo.com.br 38
Solução:
a) Vamos calcular quanto de juros por mês:
3% de 2000,00 = 3 = X ou 3 . 2000,00
100 2000,00 100
X = (3 . 2000,00) : 100
X = 60,00
Como o empréstimo foi feito em 4 meses, temos:
4 • 60,00 = 240,00
b) Ao todo irá pagar:
2000,00 + 240,00 = 2240,00
R.: Sérgio pagará R$240,00 de juros num total de R$2 240,00.
Copie e resolva em seu caderno:
12) Resolva em seu caderno os problemas e confira as respostas no final
deste módulo:
a) Qual o juro produzido por R$ 2800,00 em 3 meses da aplicação, a 7%
ao mês?
b) Marcos comprou uma bicicleta por R$ 180,00. Pagará em 6 meses, por
isso o vendedor cobrará juros à base de 3% ao mês. Quanto ele pagará de
juros e qual o total que pagará pela bicicleta?
www.ceesvo.com.br 39
GABARITO:
1) a) 2 b) 1
5 4
2) 16 = 8 3) a) 10 = 1 b) 20 = 2
2 20 2 10
4) a) 4 b) 5 c) 1
3 2 4
5) 70 Km/h
6) 146,1 hab/Km²
7) a) Sim formam proporção, porque 50 = 50
b) Não formam proporção, porque 8 24
8) a) X = 3 c) X = 4
b) X = 30 d) X = 27
8) a) Pagaria R$12,00 b) Levará 15 horas
9) a) Pagaria R$12,00 b) Levará 15 horas
10) a) São necessários 9 homens.
b) A velocidade deve ser de 75Km/h.
11) a) Sabem nadar 28 alunos.
b) Foram reprovados 6 alunos.
c) I )desconto de R$100,00.
II ) Preço do aparelho R$ 400,00.
12) a) Juro de R$ 588,00.
b)Pagará de juros R$ 32,40 e total de R$ 212,40.
www.ceesvo.com.br 40
Bibliografia:
Desenhos ilustrativos tirados dos livros:
BONGIOVANNI, Vicenzo, Vissoto, Olímpio Rudinin Leite, Laureano,
José Luiz Tavares. MATEMÁTICA VIDA. Quinta Série a Oitava Série
São Paulo. Editora Ática. 7ª Edição. 1995.
IMENES, Luiz Marcio, Lellis Marcelo. MATEMÁTICA. Oitava Série
São Paulo. Editora Scipione. 1999.
SCIPIONE, Di Pierrô Netto. MATEMÁTICA CONCEITOS E HISTÓRIAS.
6ª Edição. Oitava Série. São Paulo. Editora Scipione 1997.
ELABORADO PELA EQUIPE DE MATEMÁTICA 2007:
- Elisa Rocha Pinto de Castro
- Francisco Carlos Vieira dos Santos
- Josué Elias Latance
- Rosy Ana Vectirans
COLABORAÇÃO:
- Adriana Moreira Molinar
- Esmeralda Cristina T. Ramon
- Rosimeire Maschetto Nieri
- Sara M. Santos
DIREÇÃO:
- Elisabete Marinoni Gomes
- Maria Isabel Ramalho de Carvalho Kupper
COORDENAÇÃO:
- Neiva Aparecida Ferraz Nunes
APOIO: Prefeitura Municipal de Votorantim
This document was created with Win2PDF available at http://www.win2pdf.com.
The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only.
This page will not be added after purchasing Win2PDF.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

6º.questoes pf e pa
6º.questoes pf e pa6º.questoes pf e pa
6º.questoes pf e paProfessor
 
Sf2n2 2011
Sf2n2 2011Sf2n2 2011
Sf2n2 2011cavip
 
Exercicios resolvidos bb matematica
Exercicios resolvidos bb matematicaExercicios resolvidos bb matematica
Exercicios resolvidos bb matematicatrigono_metria
 
Matemática 5º ano Ficha de avaliacão diagnóstica 2014/2015
Matemática 5º ano Ficha de avaliacão diagnóstica 2014/2015Matemática 5º ano Ficha de avaliacão diagnóstica 2014/2015
Matemática 5º ano Ficha de avaliacão diagnóstica 2014/2015João Paulo Silva
 
Apostila de mat financeira v2
Apostila de mat financeira v2Apostila de mat financeira v2
Apostila de mat financeira v2VanChamma
 
Múltiplos e Divisores - Matemática 9º ano (revisões)
Múltiplos e Divisores - Matemática 9º ano (revisões)Múltiplos e Divisores - Matemática 9º ano (revisões)
Múltiplos e Divisores - Matemática 9º ano (revisões)matematica3g
 
Criterios de-divisibilidade
Criterios de-divisibilidadeCriterios de-divisibilidade
Criterios de-divisibilidadeSandro Francisco
 
www.AulasDeMatematicaApoio.com - Matemática - Frações
www.AulasDeMatematicaApoio.com  - Matemática -  Fraçõeswww.AulasDeMatematicaApoio.com  - Matemática -  Frações
www.AulasDeMatematicaApoio.com - Matemática - FraçõesAulas De Matemática Apoio
 
Sf2n3 2010
Sf2n3 2010Sf2n3 2010
Sf2n3 2010cavip
 
Ficha de trabalho_1_resolucao
Ficha de trabalho_1_resolucaoFicha de trabalho_1_resolucao
Ficha de trabalho_1_resolucaoManuel Oliveira
 
2010 volume1 cadernodoaluno_matematica_ensinofundamentalii_7aserie_gabarito
2010 volume1 cadernodoaluno_matematica_ensinofundamentalii_7aserie_gabarito2010 volume1 cadernodoaluno_matematica_ensinofundamentalii_7aserie_gabarito
2010 volume1 cadernodoaluno_matematica_ensinofundamentalii_7aserie_gabaritoprofzwipp
 

Mais procurados (18)

6º.questoes pf e pa
6º.questoes pf e pa6º.questoes pf e pa
6º.questoes pf e pa
 
Sf2n2 2011
Sf2n2 2011Sf2n2 2011
Sf2n2 2011
 
FracçõEs
FracçõEsFracçõEs
FracçõEs
 
Matemática bom!
Matemática bom! Matemática bom!
Matemática bom!
 
Exercicios resolvidos bb matematica
Exercicios resolvidos bb matematicaExercicios resolvidos bb matematica
Exercicios resolvidos bb matematica
 
Fracções
FracçõesFracções
Fracções
 
M8 2 bim_aluno_2014
M8 2 bim_aluno_2014M8 2 bim_aluno_2014
M8 2 bim_aluno_2014
 
Matemática 5º ano Ficha de avaliacão diagnóstica 2014/2015
Matemática 5º ano Ficha de avaliacão diagnóstica 2014/2015Matemática 5º ano Ficha de avaliacão diagnóstica 2014/2015
Matemática 5º ano Ficha de avaliacão diagnóstica 2014/2015
 
Ficha de trabalho_1
Ficha de trabalho_1Ficha de trabalho_1
Ficha de trabalho_1
 
Apostila de mat financeira v2
Apostila de mat financeira v2Apostila de mat financeira v2
Apostila de mat financeira v2
 
Múltiplos e Divisores - Matemática 9º ano (revisões)
Múltiplos e Divisores - Matemática 9º ano (revisões)Múltiplos e Divisores - Matemática 9º ano (revisões)
Múltiplos e Divisores - Matemática 9º ano (revisões)
 
Criterios de-divisibilidade
Criterios de-divisibilidadeCriterios de-divisibilidade
Criterios de-divisibilidade
 
www.AulasDeMatematicaApoio.com - Matemática - Frações
www.AulasDeMatematicaApoio.com  - Matemática -  Fraçõeswww.AulasDeMatematicaApoio.com  - Matemática -  Frações
www.AulasDeMatematicaApoio.com - Matemática - Frações
 
Sf2n3 2010
Sf2n3 2010Sf2n3 2010
Sf2n3 2010
 
Ficha de trabalho_1_resolucao
Ficha de trabalho_1_resolucaoFicha de trabalho_1_resolucao
Ficha de trabalho_1_resolucao
 
Ft nros racionais_x
Ft nros racionais_xFt nros racionais_x
Ft nros racionais_x
 
Ficha reforço nº1
Ficha reforço nº1Ficha reforço nº1
Ficha reforço nº1
 
2010 volume1 cadernodoaluno_matematica_ensinofundamentalii_7aserie_gabarito
2010 volume1 cadernodoaluno_matematica_ensinofundamentalii_7aserie_gabarito2010 volume1 cadernodoaluno_matematica_ensinofundamentalii_7aserie_gabarito
2010 volume1 cadernodoaluno_matematica_ensinofundamentalii_7aserie_gabarito
 

Semelhante a Ceesvo (ensino fundamental) apostila 4

Semelhante a Ceesvo (ensino fundamental) apostila 4 (20)

Matemática básica
Matemática básicaMatemática básica
Matemática básica
 
Matemática - Módulo 01
Matemática -  Módulo 01Matemática -  Módulo 01
Matemática - Módulo 01
 
Mat divisores de um numero
Mat divisores de um numeroMat divisores de um numero
Mat divisores de um numero
 
Números
Números Números
Números
 
Números
NúmerosNúmeros
Números
 
Ceesvo (ensino fundamental) apostila 6
Ceesvo (ensino fundamental)   apostila 6Ceesvo (ensino fundamental)   apostila 6
Ceesvo (ensino fundamental) apostila 6
 
4091934 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-matematica-04
4091934 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-matematica-044091934 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-matematica-04
4091934 apostila-ensino-fundamental-ceesvo-matematica-04
 
Nm
NmNm
Nm
 
isoladas-matematica-do-zero-aula-2-dudan-resolvido.pdf
isoladas-matematica-do-zero-aula-2-dudan-resolvido.pdfisoladas-matematica-do-zero-aula-2-dudan-resolvido.pdf
isoladas-matematica-do-zero-aula-2-dudan-resolvido.pdf
 
Ap mat fracoes
Ap mat fracoesAp mat fracoes
Ap mat fracoes
 
Fracoes 5 serie_matematica
Fracoes 5 serie_matematicaFracoes 5 serie_matematica
Fracoes 5 serie_matematica
 
622 apostila01 mb
622 apostila01 mb622 apostila01 mb
622 apostila01 mb
 
Ficha Revisões 1
Ficha Revisões 1Ficha Revisões 1
Ficha Revisões 1
 
05 eac proj vest mat módulo 1 noções de combinatória
05 eac proj vest mat módulo 1 noções de combinatória05 eac proj vest mat módulo 1 noções de combinatória
05 eac proj vest mat módulo 1 noções de combinatória
 
Somar e subtrair 1
Somar e subtrair 1Somar e subtrair 1
Somar e subtrair 1
 
4º ano_MAT_Alfa Fichas de Reforço.pdf
4º ano_MAT_Alfa Fichas de Reforço.pdf4º ano_MAT_Alfa Fichas de Reforço.pdf
4º ano_MAT_Alfa Fichas de Reforço.pdf
 
5ºano mat tarefas matematicas 5
5ºano mat tarefas matematicas 55ºano mat tarefas matematicas 5
5ºano mat tarefas matematicas 5
 
Ap matemática m1
Ap matemática m1Ap matemática m1
Ap matemática m1
 
Teste 7ª
Teste 7ªTeste 7ª
Teste 7ª
 
Exercicios 7ª
Exercicios 7ªExercicios 7ª
Exercicios 7ª
 

Último

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 

Último (20)

EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 

Ceesvo (ensino fundamental) apostila 4

  • 1. Centro Estadual de Educação Supletiva de Votorantim
  • 2. www.ceesvo.com.br 2 MÓDULO 7 OBJETIVOS: - Adquirir conceitos de múltiplos, divisores e números primos; - Efetuar decomposição e mínimo múltiplo comum; - Conceituar, identificar e representar frações; - Associar fração como divisão de dois números; - Operar com frações (adição, subtração, multiplicação e divisão); - Aplicar as técnicas de operações com frações na resolução de situações - problemas. ROTEIRO DE ESTUDO: - Leia com atenção e observe as resoluções dos exemplos; - Faça os exercícios do módulo no caderno seguindo a seqüência de estudo; - Confira as respostas no gabarito. NÃO ESCREVA NA APOSTILA. FAÇA OS EXERCÍCIOS EM SEU CADERNO.
  • 3. www.ceesvo.com.br 3 MÚLTIPLOS ( M ) E DIVISORES ( D ) Duas frases podem ter o mesmo significado apesar de utilizarem palavras diferentes. Por exemplo: “Gabriel é filho de Marcelo”.Significa que “Marcelo é pai de Gabriel “ Na matemática isto também acontece como você pode ver no exemplo acima. Você sabe o que quer dizer divisível? O conceito (idéia) de divisível vem da operação “divisão” Ex.1: - 20 : 1 = 20 20 : 2 = 10 20 : 4 = 5 20 : 5 = 4 20 : 10 = 2 20 : 20 = 1 Ex. 2: - Quais são os divisores do nº 42? É o conjunto D(42) = 1,2,3,6,7,14,21,42 Observe que nos dois exemplos o conjunto dos divisores começa com o nº 1 e termina no próprio nº. EX. 3: – E os divisores de 7? Conjunto D(7) = 1 , 7 pois 7 : 1 = 7 7 : 7 = 1 Você pode dizer que o nº 20 é divisível por 1,2,4,5,10,20, pois em todas as divisões efetuadas o resto é zero ou 1,2,4,5,10,20 são divisores de 20. 2 é divisor de 10 significa 10 é divisível por 2 é filho de significa é pai de
  • 4. www.ceesvo.com.br 4 Você reparou que no exemplo 3 os divisores são apenas dois: o nº 1 e o próprio número? O nº que tem apenas 2 divisores ( o nº 1 e o próprio número) é chamado de NÚMERO PRIMO. A seqüência de números primos é infinita. São eles: 2,3,5,7,11,13,17,19,23,... Copie essa seqüência em seu caderno, pois você vai usá-la mais adiante. MÚLTIPLOS São determinados efetuando a multiplicação do nº pela seqüência dos números naturais 0,1,2,3,4,5... EX. 1: - Múltiplos de 5 ( começa sempre pelo nº zero) 5 • 0 = 0 5 • 1 = 5 5 • 2 = 10 5 • 3 = 15 . . . . . . . . . Portanto conjunto M5 = 0,5,10,15,20,... é infinito ( não tem fim) EX. 2: – Qual o conjunto dos múltiplos de 3 ? M3 = 0,3,6,9,12,15,18, ... seqüência de 3 em 3 EX. 3: – E o conjunto dos múltiplos de zero? M0 = 0 pois todo nº multiplicado por zero é zero.
  • 5. www.ceesvo.com.br 5 EXEMPLO PRÁTICO: Um bebê precisa mamar de 3 em 3 horas. Começa à zero hora. Quais serão os horários das mamadas do dia? M3 = 0,3,6,9,12,15,18,21,24 Neste caso o conjunto dos múltiplos é finito pois o período foi pré determinado. DECOMPOSIÇÃO DE UM NÚMERO EM FATORES PRIMOS Decompor um número é escrever esse número em forma de multiplicação. EX. 1: – decomponha o nº 12 12 = 1 . 12 ou 2 . 6 ou 3 . 4 ou 2 . 2 . 3 Você pode usar o método prático para efetuar a decomposição em fatores primos, dividindo o nº pela seqüência de nº primos já estudada anteriormente. Seqüência de nº primos 2,3,5,7,11,13,17,19,13,... EX. 1: – Decomponha o nº 12 em fatores primos: Divide apenas por nº primos. 12 2 O resultado é escrito em forma de potência 6 2 3 3 R = 2² • 3 ( 2² porque é 2 • 2 ) 1 EX. 2: – decomponha o nº 60 em fatores primos. Método prático 60 2 30 2 15 3 5 5 R = 2² . 3 . 5 FATORES são os números que se multiplicam. . FATORES PRIMOS - multiplicação de números primos. 2² Divide o número por um número primo de modo que a divisão seja exata., O resultado da divisão escreve na linha debaixo, Divide novamente pelo mesmo número primo ou pelo próximo da seqüência.
  • 6. www.ceesvo.com.br 6 EX. 3: – decomponha o nº 108 108 2 54 2 27 3 9 3 3 3 R = 2² . 3³ 1 não esqueça de escrever a resposta. Mínimo Múltiplo Comum (M.M.C) Menor múltiplo pertence a dois ou mais números Dado dois ou mais números você pode determinar qual é o menor múltiplo que pertence aos conjuntos dos múltiplos dos números dados. Qual é o mínimo múltiplo comum (m.m.c) dos números 12 e 4 ? M12 = {0,12,24,36...} M4 = {0,4,8,12,16,20...} m.m.c (4,12) = 12 ( múltiplo que pertence aos dois números ) Unindo o conceito de múltiplo com a decomposição em fatores primos você pode usar uma técnica prática para calcular o m.m.c. EX.1: 4, 12 2 2, 6 2 1, 3 3 efetue a multiplicação 1, 1 12 = m.m.c Ex. 2: m.m.c (4,5,15) 4, 15, 5 2 Você percebeu que a divisão tem que 2, 15, 5 2 ser exata. Quando não der para dividir 1,15, 5 3 “ abaixa” o número. 1, 5, 5 5 1, 1, 1 60 = m.m.c. 2² 3³
  • 7. www.ceesvo.com.br 7 APLICAÇÕES PRÁTICAS 1- Uma pessoa tem que tomar 3 remédios. Um de 2 em 2 horas; outro de 3 em 3 e o último de 4 em 4 horas. Após serem tomados à zero hora, depois de quanto tempo eles serão tomados novamente juntos? m.m.c (2,3,4) 2 , 3 , 4 2 1 , 3 , 2 2 1 , 3 , 1 3 1 , 1 , 1 12 Depois de 12 horas. Copie e resolva em seu caderno: 1) Decomponha os números: a) 60 b) 150 c) 55 2)Calcule o m.m.c. dos números: a) m.m.c. ( 12 , 8 ) c) m.mc.(6,3,9) e) m.m.c.( 8,5) b) m.m.c. ( 6 , 10 , 12 ) d) m.m.c.(10,8,160) f) m.m.c.( 2,3,6) 3) Em um país as eleições para presidente são de 4 em 4 anos e para senadores de 6 em 6. Em 1990 houve eleição para os dois cargos. Depois de quanto tempo isto acontecerá novamente e em que ano?
  • 8. www.ceesvo.com.br 8 CONJUNTO DOS NÚMEROS RACIONAIS - FRAÇÃO INTRODUÇÃO Até agora você estudou e trabalhou com os números inteiros positivos e negativos. Agora, neste módulo você conhecerá os números fracionários, utilizados para representar quantidades não inteiras. O termo fração significa “pedaço” do inteiro dividido em partes iguais. Observe o exemplo: A figura abaixo representa um inteiro Dividindo-a em 3 partes iguais, cada uma desses partes (pedaço) representará a fração ( 3 1 ) do inteiro. Observe os desenhos abaixo: 3 1 3 2 3 3 Observe que o número debaixo mostra em quantas partes o inteiro foi dividido. E o número de cima quantas partes foram consideradas (pintadas). Cada número que compõe a fração recebe um nome especial. Ex.: 2 numerador (quantas partes considerei) 3 denominador (quantas partes o inteiro foi dividido) Copie e resolva em seu caderno: 4) Veja a figura abaixo e responda:: É uma pizza dividida em 8 pedaços iguais. a) Qual a fração que representa 1 pedaço de pizza ? b) Na fração 8 4 , quantas partes considerei? c) Qual é a fração que corresponde a pizza inteira? 3 1 ou 1/3
  • 9. www.ceesvo.com.br 9 LEITURA: Para ler uma fração você deve ler primeiro o numerador e depois o denominador. Observe: Ex.: 5 3 lê-se três quintos. Se o denominador for 2, lê-se meio (s) Ex 2 3 três meios Se o denominador for 3, lê-se terço (s) Ex 3 2 dois terços Se o denominador for 4, lê-se quarto (s) Ex 4 1 um quarto Se o denominador for 5, lê-se quinto (s) e assim por diante até o número 10 (décimo). A partir do número 11 fala-se o número acrescido da palavra “avos”. Exemplos: 4 = quatro onze avos b) 7 = sete treze avos 11 13 FRAÇÃO É DIVISÃO: O traço de fração ou barra ( ) também significa “divisão” pois: 4 4 = 1 inteiro 4 4 2 10 = 5 inteiros 10 2 0 1 0 5 SIMPLIFICAÇÃO DE FRAÇÕES: Você pode simplificar uma fração, isto é, deixar os números menores, dividindo sucessivamente os termos (numerador e denominador) por um mesmo número. Observe: 48:2 = 24:2 = 12:2 = 6:3 = 2 fração irredutível 72:2 36:2 18:2 9:3 3 FRAÇÕES SIMPLIFICADAS ou 48:12 = 4:2 = 2 ou 48:24 = 2 72:12 6:2 3 72:24 3 Quando não dá mais para simplificar.
  • 10. www.ceesvo.com.br 10 Observe que há várias maneiras de se fazer a simplificação. Você pode utilizar o número que achar mais adequado desde que use sempre o mesmo número para dividir o denominador e o numerador e que o resultado seja sempre exato, não sobre resto nas divisões. Copie e resolva em seu caderno: 5) Simplifique as frações até torná-las irredutíveis: a) 12 b) 9 c) 15 16 18 20 REDUÇÃO A UM MESMO DENOMINADOR: Há casos de frações cujos denominadores (n.º debaixo) são diferentes e precisam ser reduzidos (transformados) a um mesmo denominador. Para isso é necessário que você: 1- Calcule o m.m.c. dos denominadores (você viu no início deste módulo ); 2- O resultado do m.m.c. será o novo denominador; 3- Divida o novo denominador pelo denominador de cada fração; 4- Multiplique esse resultado pelos respectivos numeradores. Observe o exemplo abaixo: Ex.: Reduza ao mesmo denominador as frações: 2 , 3 , 2 3 2 4 4º) Multiplica 2 , 3 , 2 3 2 4 3º) Divide 8 , 18 , 6 12 12 12 1º) m.m.c 3, 2, 4 2 3, 1, 2 2 3, 1,1 3 (multiplica) 1, 1, 1 12 novo denominador Modo prático Divide o novo denominador pelo nº debaixo e multiplica o resultado pelo nº de cima. O resultado final será o novo numerador.
  • 11. www.ceesvo.com.br 11 Copie e resolva em seu caderno: 6) Reduza ao mesmo denominador ( nº debaixo) as frações: a) 5 , 3 b) 7 , 2 , 5 c) 4 , 3 , 5 3 7 8 3 12 2 3 Comparação de frações Comparar duas frações significa estabelecer uma relação de igualdade ( igual ) ou de desigualdade entre esses números. Para identificar a desigualdade você vai usar os símbolos: < (menor) ou > (maior) 1º caso: os números fracionários têm o mesmo denominador: Observe os desenhos e compare:o pedaço “a” é maior (>) do que o pedaço “b” a) 7 > 3 leia: sete oitavos é maior do que 8 8 três oitavos b) Quando duas frações têm o mesmo denominador, a maior é aquela que tem o maior numerador (nº de cima).. 2º caso: os números fracionários têm denominadores diferentes: Para comparar é necessário que o inteiro esteja dividido na mesma quantidade de pedaços por isso, você deve reduzir ao mesmo denominador. 3 e 2 m.m.c de 6 e 3. = 6 6 , 3 3 3 6 3 2 , 1 2 6 1 6 3 , 4 então 3 < 4 6 6 6 6 2 3 Observação: no exercício letra c, coloque o n.º 1 embaixo do 4 como denominador para poder fazer a divisão 7 8 3 8
  • 12. www.ceesvo.com.br 12 Copie e resolva em seu caderno: 7) Usando o conceito de igual, maior ou menor responda reduzindo ao mesmo denominador quando for necessário: a) Maria comeu 3 2 de uma pizza e João comeu 8 5 . Quem comeu menos? Para você responder com certeza terá que reduzir ao mesmo denominador as duas frações e depois compará-las. b) Complete com os sinais de igual (=), maior (>) ou menor ( < ) : I ) 3 ___ 15 II ) 2 ____ 1 III ) 2 ____ -7 6 30 4 3 3 5 Operações com frações: Você já aprendeu que fração é um número que representa parte(s) do inteiro. Agora você vai aprender a resolver situações problemas que envolvem números fracionários. Para isso terá que saber operar (fazer conta) com esses números. Adição e Subtração de Frações Quando vamos efetuar uma soma ou uma subtração de frações devemos considerar dois casos: 1º caso – As frações têm o mesmo número em baixo, ou seja, mesmo denominadores: Exemplo: Uma pizza foi dividida em 3 pedaços iguais. João comeu dois pedaços. Quanto sobrou? 3 - 2 = 1 3 3 3 CONSIDERE A PIZZA INTEIRA COMO = 3 3
  • 13. www.ceesvo.com.br 13 Logo, sobrou 1 da pizza. 3 Conclusão: Quando as frações têm o mesmo denominador devemos somar ou subtrair apenas os números de cima, ou seja, os numeradores e manter o mesmo denominador. 2º caso – As frações têm denominadores diferentes: TÉCNICA para ADIÇÃO e SUBTRAÇÃO 1º) determine o m.m.c. dos denominadores (nºs debaixo) 2º) o resultado do m.m.c. será o novo denominador 3º) divida o novo denominador pelo nº debaixo e multiplique pelo nº de cima de cada fração 4º) efetue a adição ou subtração dos numeradores (nºs de cima).conservando o denominador. Exemplo: Para fazer um trabalho escolar você usou dois terços de uma cartolina e sua irmã usou três quartos. Que fração de cartolina vocês dois usaram juntos? Resp: Usaram juntos 17 da cartolina ou 17 : 12 = 1,4 cartolinas. 12 Conclusão: Quando as frações têm denominadores diferentes, devemos primeiro reduzir as frações ao mesmo denominador para depois efetuar a soma ou subtração. Os dois exemplos a seguir mostram os dois casos e as maneiras diferentes de serem efetuados. 2 + 3 = 3 4 8 + 9 = 17 12 12 12 divide multiplica Você deve encontrar o m.m.c. dos denominadores 3 e 4 3,4 2 3,2 2 3,1 3 2 •2 •3 =• m.m.c. = 12 1,1 Observe as flechas ao lado. Elas mostram as operações que você deve fazer.
  • 14. www.ceesvo.com.br 14 1-) Um agricultor tem um sítio e quer plantar 5 1 da área com feijão e 5 2 com milho. Qual a fração que representará a área plantada? Se você pensou 1 + 2 = 3 acertou! 5 5 5 (Se têm denominadores iguais, conserva o denominador e soma os numeradores.) 2-) Esse mesmo agricultor após a colheita vai novamente plantar 1/3 da área com feijão e 2/5 com milho. Qual a fração que representará a área plantada? Agora complicou! Você percebeu que os denominadores são diferentes, portanto a área foi dividida em “pedaços de tamanhos diferentes”. Pense. Você já aprendeu a fazer com que os denominadores fiquem iguais, então, calcule o m.m.c. dos denominadores. 1 + 2 = 3 5 para resolver reduza ao mesmo denominador: 3 , 5 3 5 + 6 = 11 1 , 5 5 x 15 15 15 1 , 1 15 Resposta. 15 11 é a fração que representará a área plantada. A subtração é efetuada usando a mesma regra da adição. 3) Dos 5 4 da área destinada ao plantio o agricultor vai deixar 5 1 para plantar mandioca. Quanto irá sobrar para as outras plantações? 4 – 1 = 3 5 5 5 Resposta. 5 3 da área sobrará para as outras plantações. Área destinada ao plantio Outras plantações
  • 15. www.ceesvo.com.br 15 4) Dos 4 2 da área destinada ao plantio o agricultor vai reservar 5 1 para o pasto de animais. Qual a fração que representa a área destinada a outras plantações? 2 – 1 = 4 , 5 2 4 5 2 , 5 2 1 , 5 5 10 – 4 = 6 1 , 1 20 20 20 20 Resposta: Deixará 20 6 ( simplificando por 2) a resposta será: 10 3 para outras plantações. Para você fazer as adições e subtrações de frações negativas e positivas observe as regras dos sinais I-) Mesmo denominador. a-) 1 + 3 = 4 c-) 4 – 6 = –2 6 6 6 5 5 5 b-) 6 – 5 = 1 d-) –2 – 1 = –3 = -1 7 7 7 3 3 3 II -) Denominadores diferentes ( não esqueça do m.m.c. para reduzir ao mesmo denominador): a) 3 + 2 = b) -1 - 3 = 6 5 8 5 30 15 + 30 12 = 30 27 – 40 5 – 40 24 = – 40 29 c) – 7 + 1 = 9 5 – 45 35 + 45 9 = – 45 26 Não se esqueça! Denominadores diferentes, calcule o m.m.c.para reduzir ao mesmo denominador. Observe os sinais das frações: o negativo é maior do que o positivo, portanto “sobra” negativo. O resultado foi negativo porque vale a regra de sinais onde o negativo é maior do que o positivo Quando o numerador é igual ao denominador a fração representa o inteiro, pois fazemos a divisão de 3 por 3 = 1 “Juntando” duas frações negativas resulta negativo
  • 16. www.ceesvo.com.br 16 Copie e resolva em seu caderno: 8) De acordo com o que você aprendeu até agora, resolva as adições e subtrações de frações: a) 1 + 4 = c) 9 - 2 = 3 3 2 3 b) 7 + 2 = d) – 1 – 3 = 5 8 2 4 Multiplicação de frações Regra Prática: - multiplique os numeradores (nºs de cima); - multiplique os denominadores (nºs debaixo); - observe os sinais das frações para usar a regra. Sinais iguais resulta positivo. Sinais diferentes resulta negativo. 1-) Um fazendeiro tem 5 fazendas. Dessas, 3 são produtivas. 7 Qual é a fração que representa toda a terra produtiva? DICA IMPORTANTE! Quando aparece no problema a palavra “de”, “dessa”, a operação usada é a multiplicação e a resposta representa a fração em relação ao inteiro 7 3 de 5 então: 7 3 • 1 5 = 7 15 Resposta: 7 15 representa a parte produtiva das 5 fazendas. Ex: 5 4 • 7 2 = 35 8 – 6 3 • – 5 8 = + 30 24 Nas operações com frações colocamos o n.º 1 embaixo do n.º inteiro.
  • 17. www.ceesvo.com.br 17 2-) Um fazendeiro vai plantar 5 3 da área da fazenda. Já plantou 6 2 dessa área com soja. Qual a fração que representa a área de plantação de soja em relação a área da fazenda? 3 • 2 = 6 multiplique os numeradores 5 6 30 multiplique os denominadores Resposta:A fração que representa a parte plantada com soja em relação a fazenda inteira é 30 6 ( ou simplificando por 6) apenas 5 1 . Divisão de frações Regra Prática: - Copie a primeira fração; - Mude o sinal de divisão ( : ) para o de multiplicação (•); - Copie a segunda fração invertendo os lugares do numerador com o denominador; - Multiplique os numeradores; - Multiplique os denominadores; - Observe os sinais das frações aplicando a regra de sinais que é a mesma da multiplicação. Exemplo: 1º) A metade ( 2 1 ) da área de uma fazenda vai ser dividida em 6 partes iguais. Qual a fração que representa cada parte? 1 : 6 = 1 . 1 = 1 2 1 2 6 12 R. Cada parte é representada por 12 1 . Observe que: 1- a divisão foi transformada em multiplicação 2- a segunda fração foi invertida
  • 18. www.ceesvo.com.br 18 Copie e resolva em seu caderno: 9) Efetue as multiplicações e divisões de frações: a) 2 • 5 = c) 2 : 1 = 3 8 5 3 b) 1• 3 • 5 = d) 7 : 4 = 2 4 7 10 6 Potenciação (multiplicação com o mesmo número) Regra prática: - Efetue a potenciação do numerador, multiplicando pelo mesmo número tantas vezes quanto for o número do expoente; - Efetue a potenciação do denominador. 1-) Qual é a área de um quadrado cujo lado é ½ m de lado? A área do quadrado é: A = L² ½ m A = (1/2)² = 1² = 1• 1= 1 m² 2² 2•2 4 Para efetuar a potenciação de fração você deve elevar o numerador e o denominador ao expoente dado e calcular o resultado: Ex. 5 ³ = 5³ = 5 • 5• 5 = 125 4 4³ 4 • 4 •4 64
  • 19. www.ceesvo.com.br 19 Radiciação de frações: Regra prática: - Determinar a raiz do numerador; - Determinar a raiz do denominador. Exemplo: 16 9 = 16 9 = 4 3 pois 4.4 3.3 Copie e resolva em seu caderno: 10) Calcule: a) 2 5 2 = b) 3 10 7 = c) 16 9 = d) 4 25 = Usando o conceito de fração onde o denominador identifica em quantas partes está dividido o inteiro e o numerador quantas partes está sendo tomado. Pense no problema abaixo e veja como foi resolvido. Uma granja tem 2400 aves. Destas 5 3 são galinhas. a)Qual a quantidade de galinhas? b) Qual a fração que representa os frangos? c) Qual a quantidade de frangos? Resolução: a) 2400 5 480 480 x 3 1440 galinhas representa o inteiro b) 5 5 - 5 3 = 5 2 representa os frangos d) 2400 – 1440 = 960 frangos
  • 20. www.ceesvo.com.br 20 Você percebeu que para cada tipo de operação com frações há uma técnica específica. No quadro a seguir você terá um resumo dessas técnicas para usar em cada operação usada para resolver os exercícios e problemas a seguir. RESUMO DAS TÉCNICAS DE OPERAÇÕES DE FRAÇÕES : Adição e subtração (tem que ter o mesmo denominador) - M.m.c. dos denominadores; - O resultado do m.m.c. será o novo denominador; - Divida o novo denominador pelo nº debaixo e multiplique pelo nº de cima de cada fração; - Efetue a adição ou subtração dos numeradores conservando o nº do denominador. Multiplicação - Multiplique os numeradores (nºs de cima); - Multiplique os denominadores (nºs debaixo). - Divisão - Copie a primeira fração; - Transforme a divisão em multiplicação; - Inverta a segunda fração; - Multiplique os numeradores; - Multiplique os denominadores. Potenciação - Efetue a potenciação do numerador, multiplicando pelo mesmo número tantas vezes quanto for o número do expoente; - Efetue a potenciação do denominador. Radiciação - Determine a raiz do numerador; - Determine a raiz do denominador.
  • 21. www.ceesvo.com.br 21 Copie e resolva em seu caderno: 11) Resolva os problemas em seu caderno lembrando que cada operação com fração tem uma regra própria. Confira as respostas no gabarito: I) Um aluno já executou 7 4 da tarefa de matemática. Qual a fração da tarefa que resta fazer? LEMBRE-SE!! A fração que representa o inteiro tem denominador igual ao numerador. Neste caso o inteiro é 7 7 II) Tenho uma divida de R$ 250,00. Já paguei 10 7 . Quanto estou devendo? Observação: A dívida está dividida em 10 prestações III) Em uma panela há 8 6 do Kg (quilograma) de pipoca estourada. Quero repartir (dividir) em saquinhos de 4 1 do Kg. Quantos saquinhos devo comprar? IV) Em um pomar há três tipos de árvores frutíferas sendo que 4 1 são laranjeiras, 5 2 são jabuticabeiras e 10 2 são limoeiros. Qual a fração que corresponde ao total (soma) de árvores desse pomar? v-) João Carlos é operário e ganha R$ 1400,00 por mês. Gasta 4 1 desse dinheiro com aluguel e 5 2 (desse dinheiro) com a alimentação da família. a) Qual é a fração que representa o total de gastos de João Carlos ? b) Quanto dinheiro ela representa? c) Qual o valor do aluguel? ( 4 1 desse dinheiro)? d) Quanto gasta com a alimentação? ( 5 2 de R$1400,00)
  • 22. www.ceesvo.com.br 22 GABARITO 1) a) 2² . 3 . 5 b) 2 . 3 . 5² c) 5 . 11 2) a) 24 c) 18 e) 40 b) 60 d) 160 f) 6 3) 12 anos em 2002 4) a)1/8 b ) 4 partes c ) 8/8 5 ) a ) 3/4 b ) 1/2 c ) 3/4 6 ) a ) 35 , 9 b ) 21, 16, 10 c) 24, 9,10 21 21 24 24 24 6 6 6 7) a ) João 8) a) 3 5 b) 40 66 c) 6 23 d) - 4 5 9) a) 24 10 b) 56 15 c) 5 6 d) 40 42 10) a) 25 4 b) 1000 343 c) 4 3 d) 2 5 11) I ) 3/7 II ) R$ 75,00 III ) 3 saquinhos IV ) 17/20 V ) a ) 20 13 b) R$ 910,00 c) R$ 350,00 d) R$ 560,00
  • 23. www.ceesvo.com.br 23 MÓDULO 8 OBJETIVOS: No final desta Unidade de Ensino (U.E.), o aluno deverá : Entender uma razão como o quociente de dois números racionais em que o segundo é diferente de zero; Reconhecer se duas razões formam uma proporção; Resolver problemas simples que envolvem escalas; Resolver uma situação problema envolvendo grandezas proporcionais, utilizando a regra de três; Resolver problemas simples de porcentagem e problemas que envolvem cálculo de juros simples. ROTEIRO DE ESTUDO: - Leia com atenção observando e acompanhando as resoluções dos exemplos. - Faça os exercícios do módulo no caderno seguindo a seqüência de estudo, - Confira as respostas no gabarito. NÃO ESCREVA NA APOSTILA. FAÇA OS EXERCÍCOS EM SEU CADERNO
  • 24. www.ceesvo.com.br 24 Simplificando, isto é dividindo por um mesmo número RAZÃO, UMA GRANDE INVENÇÃO. Dos 50 alunos de uma sala de computação, 20 são homens e 30 são mulheres. Qual é a relação entre o número de homens e o número de mulheres? número de homens = 20 : 10 = 2 número de mulheres= 30 : 10 3 Você pode concluir que: - para cada 2 homens há 3 mulheres que estão na sala,ou o número de homens (2) está para o número de mulheres (3) ou simplesmente 2 está para 3. . A expressão 2 está para 3 é chamada de razão entre 2 e 3 e é indicada por 3 2 ou 2 : 3. RAZÂO serve para comparar quantidades entre duas grandezas. No exemplo acima as duas grandezas são: HOMENS e MULHERES. Veja o exemplo abaixo: Se você comparar as quantidades de gatos com as quantidade de cães, você têm as grandezas: GATOS e CÃES e a razão 4 3 ou seja: três está para quatro(para cada 3 gatos têm 4 cães) Copie e resolva em seu caderno: 1) Escreva a razão simplificando quando for possível: a) 20 para 50 b) 10 para 40 2) Em um hospital tem 16 pacientes para 2 enfermeiros. Qual a razão entre o número de pacientes e o número de enfermeiros?
  • 25. www.ceesvo.com.br 25 RAZÕES INVERSAS Para determinar a razão entre o número de homens (20) e o número de mulheres (30) da sala de computação do primeiro exemplo, você fez 30 20 , que depois de simplificado ficou a mesma coisa que 3 2 (dois está para três). Se você quer determinar a razão entre o número de mulheres (30) e o número de homens (20), é só fazer 20 30 , que simplificando por 10 é a mesma coisa de 2 3 (três está para dois). As razões 2 3 e 3 2 são chamadas de inversas entre si. O produto (multiplicação) de duas razões inversas é igual a 1. 2 3 • 3 2 = 6 6 = 1 Copie e resolva em seu caderno: 3) Pedro fez uma prova que continha 10 questões de Português e 20 de Matemática. a) Qual a razão entre as questões de Português e Matemática? b) Qual a razão entre as questões de Matemática e Português? 4) Ache a razão inversa de: a) 3 b) 2 : 5 c) 4 : 1 4 ALGUMAS RAZÕES ESPECIAIS Você já deve ter ouvido falar ou lido em algum lugar os termos velocidade média, densidade demográfica e escala. Na verdade, elas são razões especiais, que utilizamos com freqüência no dia-a-dia. Vamos então ver qual o significado de cada uma. VELOCIDADE MÉDIA Velocidade média de um móvel é a razão entre o espaço percorrido e o tempo gasto para percorrê-lo.
  • 26. www.ceesvo.com.br 26 EXEMPLO: A velocidade média de um carro que percorre 300 Km em 5 horas é dada pela razão: horas km 5 300 = simplificando por 5 = hora km 1 60 ou 60 Km/h (sessenta km por hora) Copie e resolva em seu caderno: 5) Calcule a velocidade média de um carro que percorreu 210 Km em 3 horas. DENSIDADE DEMOGRÁFICA Densidade demográfica é a razão entre o número de habitantes de uma região e a área dessa região. Exemplo: A cidade de Votorantim (SP) tem uma área aproximada de 177Km² e segundo os dados de 2003 do IBGE a população está aproximada em 110000 habitantes. Portanto, a densidade demográfica de Votorantim é dada por: População = 110000 = 621 hab/Km² Área 177 110000 177 faça esta operação na calculadora Copie e resolva em seu caderno: 6) O censo de 2000 estimou a população do estado de São Paulo em 36351316 habitantes. Calcule a densidade demográfica desse estado da região Sudeste, sabendo que a área total é de 248811Km². Faça na calculadora. Isto significa que têm 621 hab. em 1 Km²
  • 27. www.ceesvo.com.br 27 ESCALA Escala é a razão entre a medida do comprimento no desenho e a medida do comprimento real. Exemplo: Se a planta ou croqui (desenho) de uma casa está na escala de 1:100 ou 100 1 (1 para 100), significa que para cada 1cm do desenho corresponde a 100 cm na dimensão real. Observe: A planta a seguir foi desenhada na escala 1:100cm: Agora, responda: Quais são as dimensões reais (comprimento e largura) da cozinha, da sala e do quarto A dessa casa. Se você respondeu que as dimensões reais da cozinha são 3m por 6m, da sala são 6m por 3,5m e do quarto são 3m por 2,5m, acertou!!! quarto A banheiro 2,5cm sala 2,5cm cozinha quarto B 3cm Lembre-se!! 100cm=1m 6cm 1cm corredor 4,5cm 3,5cm 6cm 3cm 1,5cm
  • 28. www.ceesvo.com.br 28 PROPORCIONALIDADE A proporção no dia-a-dia: Fernando e Alex apostaram juntos numa loteria esportiva e foram premiados. Como eles devem dividir o prêmio de R$ 500 000,00, se as importâncias que Fernando e Alex apostaram estão na razão 2 para 3? Como as quantias que eles apostaram estão na razão de 3 2 é fácil concluir que: - Fernando vai receber 2 partes portanto R$ 200 000,00 - Alex vai receber 3 partes portanto R$ 300 000,00. A igualdade entre as razões 3 2 = 300000 ,200000 é uma proporção. A proporção também pode ser indicada da seguinte maneira: 2 : 3 = 200000,00 : 300000,00 Veja um exemplo prático de proporção: Você sabe que uma foto 3 X 4 tem 3cm de base (largura) e 4 cm de altura (comprimento) . Do mesmo modo, uma foto 6 X 8 tem 6 cm de base e 8 cm de altura. Observe as fotos da figura abaixo: Qual é a razão entre a base e a altura da foto menor? E entre a base e a altura da foto maior? Base da foto menor = 3 = 0,75 (3 dividido por 4) Altura da foto menor 4 Base da foto maior = 6 = 0,75 Altura da base maior 8
  • 29. www.ceesvo.com.br 29 Você observou que o resultado das divisões (3:4 e 6:8) são iguais? Isto mostra que as fotos têm tamanhos proporcionais. Como 4 3 = 8 6 , ou seja, três está para quatro assim como seis está para oito, podemos concluir que existe uma proporção entre as medidas das duas fotos. A igualdade entre as razões 4 3 = 8 6 forma uma proporção. Na proporção 3 : 4 = 6 : 8, os números e 4 e 6 são chamados de meios: e 3 e 8 são chamados de extremos DESAFIO: Medindo os lados das 2 fotos, verifique se elas são proporcionais (use a régua) e responda as questões abaixo: a) Os lados são proporcionais? . ......... b) ABCD é ampliação de EFGH? ....
  • 30. www.ceesvo.com.br 30 Propriedade fundamental das proporções Em toda proporção, o produto (multiplicação) dos meios é igual ao produto dos extremos. Exemplo: 3 = 6 4 8 O produto dos extremos é 3 • 8 = 24 O produto dos meios é 4 • 6 = 24 Os dois produtos são iguais portanto, formam uma proporção. Copie e resolva em seu caderno: 7) Verifique se as razões formam uma proporção. Utilize a propriedade fundamental das proporções: a) 2 e 10 b) 2 = 3 5 25 8 4 CÁLCULO DE UM TERMO DESCONHECIDO OU APLICAÇÃO DA “ REGRA DE TRÊS” Com a propriedade fundamental das proporções (o produto dos meios é igual ao produto dos extremos), tornou-se simples determinar o valor desconhecido de um dos termos da proporção. Veja qual o valor de X (termo desconhecido) nas proporções a seguir: a) 3 = X 4 8 Pela propriedade fundamental: Produto dos meios = produto dos extremos 4 . X = 3 . 8 (calculando o valor de X) Então: 4 . X = 24 X = 24 : 4 X = 6 Use a operação inversa da multiplicação que é a divisão. Multiplique cruzado
  • 31. www.ceesvo.com.br 31 Copie e resolva em seu caderno: 8) Copie e calcule em seu caderno o valor desconhecido (X) nas proporções: a) 2 = X c) 12 = 15 8 12 X 5 b) 5 = 25 d) X = 9 6 X 6 2 GRANDEZAS DIRETAMENTE PROPORCIONAIS O que são grandezas diretamente proporcionais? Duas grandezas são diretamente proporcionais quando ambas aumentam ou diminuem seus valores ou quantidades. 1 º Exemplo: Se um padeiro faz 60 pães com 5 Kg de farinha, quantos pães ele fará com 8 Kg de farinha? É fácil perceber que, aumentando a quantidade de farinha (primeira grandeza), a quantidade de pães (segunda grandeza) também aumentará. Logo, as duas grandezas:quantidade de farinha de trigo e quantidade de pães são diretamente proporcionais. Para resolver esse problema você deve: - montar uma tabela com duas colunas correspondentes a cada grandeza; - escrever os números nas respectivas colunas; - analisar se as grandezas são diretamente ou inversamente proporcionais; - resolver para calcular o termo desconhecido. Veja a montagem: Quantidade de pães Quantidade de farinha 60 5 Kg X terá que aumentar 8 Kg aumentou
  • 32. www.ceesvo.com.br 32 Assim, podemos escrever a seguinte proporção: X 60 = 8 5 Aplicando a propriedade fundamental das proporções, temos: 60 = 5 5• X = 60 • 8 X 8 5• X = 480 X = 480 X = 96 5 Com 5 Kg de farinha o padeiro fará 96 pães 2º Exemplo: Um padeiro faz 80 pães com 20Kg de farinha de trigo. Quantos pães fará com 3 Kg de farinha? Quantidade de pães Quantidade de farinha 80 20 Kg X terá que dimimuir 3 Kg diminuiu É fácil perceber que diminuindo a quantidade de farinha (primeira grandeza), a quantidade de pães (segunda grandeza) também diminuirá. As duas grandezas: quantidade de farinha de trigo e quantidade de pães são diretamente proporcionais. Então: X 80 = 3 20 20 • X = 80 • 3 20 • X = 240 X = 20 240 X = 12 O padeiro fará 12 pães. Observe que: Duas grandezas são diretamente proporcionais quando as duas aumentam ou as duas diminuem.
  • 33. www.ceesvo.com.br 33 Copie e resolva em seu caderno: 9) Resolva os problemas de acordo com os exemplos: a) Roberto comprou 15 lápis por R$ 5,00. Se comprasse 36 lápis, quanto pagaria? b) Uma torneira leva 5 horas para encher uma caixa d’água de 1000 litros de capacidade. Quantas horas levará essa torneira para encher uma caixa d’água de 3000 litros de capacidade? GRANDEZAS INVERSAMENTE PROPORCIONAIS O que são grandezas inversamente proporcionais? Duas grandezas são inversamente proporcionais quando uma grandeza aumenta e a outra diminui ou vice-versa: uma diminui e a outra aumenta. 1º Exemplo: Mário fez uma viagem de carro em 20 horas com uma velocidade média de 60Km/h. Qual será a velocidade média para fazer essa mesma viagem em 15 horas? Tempo gasto (h) Velocidade média (Km/h) 20 60 15 diminuiu X terá que aumentar Você percebeu que para diminuir o tempo de viagem (horas) a velocidade média do carro deve aumentar, portanto enquanto uma grandeza diminui a outra grandeza aumenta. Dizemos então, que as grandezas velocidade e tempo são inversamente proporcionais. Para resolver o problema temos que inverter uma das razões correspondente a uma das grandezas. Pode ser a coluna do X ou a outra. 15 20 = X 60 invertendo uma das colunas 20 15 = X 60 = 15 • X = 20 • 60 15 • X = 1200 X = 15 1200 então X = 80 A velocidade média do carro será de 80Km/h.
  • 34. www.ceesvo.com.br 34 2º Exemplo: Para reformar a quadra de esportes de uma escola, 2 pedreiros vão trabalhar 24 dias. Em quantos dias 6 pedreiros poderão fazer esse mesmo serviço? Temos: Número de pedreiros Tempo (dias) 2 24 6 X aumentou diminuiu tem que inverter a razão Se você aumentar a quantidade de pedreiros vai diminuir a quantidade de dias gastos na reforma. Uma grandeza (pedreiros) está aumentando enquanto que a outra (dias) está diminuindo. Invertendo uma das razões da proporção 2 = 24 2 = X 6 X 6 24 6 • X = 2 • 24 6 • X = 48 X = 6 48 X = 8 Assim, 6 pedreiros podem fazer o mesmo serviço em 8 dias. ATENÇÃO! DICA IMPORTANTE! Quando uma das grandezas for o TEMPO (horas, dias, etc) geralmente é inversamente proporcional. Uma grandeza é inversa da outra, logo são inversamente proporcionais.
  • 35. www.ceesvo.com.br 35 Copie e resolva em seu caderno: 10) Resolva os problemas em seu caderno de acordo com os exemplos: a) 6 homens constroem uma casa em 90 dias. Quantos homens são necessários para construir essa casa em 60 dias, no mesmo ritmo de trabalho? b) Um automóvel a 50Km/h vai de uma cidade a outra em 6 horas. Qual deve ser a velocidade do automóvel para percorrer a mesma distância em 4 horas? PORCENTAGEM A expressão por cento é familiar. Você a vê, praticamente em todos os dias nos jornais e na televisão. A expressão por cento quer dizer “por um cento ou cem”. Assim quando você lê ou escuta uma afirmação como “grande liquidação de verão com 40 por cento de desconto em todos os artigos”, significa que você tem um desconto de 40 reais para cada 100 reais do preço do artigo. Isto nos leva então a estabelecer a razão 100 40 . Assim: 40% é o mesmo que 100 40 Qual é o significado do símbolo %? O símbolo % usado nas manchetes desse jornal, significa por cento. Acompanhando um número indica a centésima parte desse número. Assim: 6 % ou 100 6 = 0,06 16,85% ou 100 85,16 = 0,1685 5,82% ou 100 82,5 = 0,0582
  • 36. www.ceesvo.com.br 36 Qual é o valor de 80% de 60? Veja o exemplo abaixo: Em uma partida de basquete Hortência acertou 80% dos 60 arremessos que efetuou. Quantos arremessos ela acertou? Resolver esse problema significa responder a questão: Quanto vale 80% de 60? Solução: Como 80% = 100 80 ou 0,80 você pode calcular usando a fração ou o nº decimal fazendo: 100 80 • 60 = 100 4800 = 48 ou 0,80 . 60 = 48 Você também pode usar a regra de três ou propriedade fundamental da proporção. 100 80 = 60 X 100 • X = 80 • 60 100 • X = 480 X = 100 480 X = 48 Hortência acertou 48 arremessos que correspondem aos 80%. Copie e resolva em seu caderno: 11) De acordo com o exemplo resolva os problemas de porcentagem: a) 70% dos alunos da classe de Laura sabem nadar. Quantos alunos sabem nadar, se a classe de Laura tem 40 alunos? b) De um total de 30 alunos, 20% foram reprovados. Quantos alunos foram reprovados? c) O preço de um aparelho de som é R$500,00. Durante uma liquidação, a loja anunciou um desconto de 20%. Nessas condições: I) Qual é a quantia que corresponde ao desconto? II) Qual é o preço do aparelho com o desconto? Confira as respostas no final do módulo.
  • 37. www.ceesvo.com.br 37 JUROS Os juros fazem parte do nosso dia-a-dia. Uma ótica está vendendo óculos nas seguintes condições: R$ 200,00 à vista ou em 4 parcelas de R$ 70,00. Desse modo o preço dessa mercadoria a prazo sobe. Por que isso acontece? O preço dessa mercadoria, à vista, é diferente do preço a prazo, porque estão sendo cobrados juros pelo parcelamento da dívida. O juro é uma compensação em dinheiro que a empresa cobra por estar parcelando a dívida para o cliente. No caso das aplicações financeiras (poupança), o cliente é que empresta dinheiro ao banco e, por esse empréstimo, recebe uma quantia de juros. A dívida que uma pessoa contrai quando compra uma mercadoria a prazo ou, a quantia que investe quando faz uma aplicação financeira é chamada de capital. A soma do capital e juros é chamada de montante. Assim, podemos dizer que: Juro (j) é uma compensação para mais ou para menos, em dinheiro, que se paga ou que se recebe. O capital (c) é o dinheiro que se empresta ou que se pede emprestado. A taxa (i) é o índice de porcentagem que se paga ou que se recebe pelo aluguel do dinheiro. O tempo (t) é o tempo pelo qual o capital fica emprestado. Exemplo: Sérgio emprestou R$2 000,00 de um banco por 4 meses a uma taxa de 3% ao mês. a) Qual a quantia que ele pagará de juros? b) Qual o total que terá de pagar no final do empréstimo?
  • 38. www.ceesvo.com.br 38 Solução: a) Vamos calcular quanto de juros por mês: 3% de 2000,00 = 3 = X ou 3 . 2000,00 100 2000,00 100 X = (3 . 2000,00) : 100 X = 60,00 Como o empréstimo foi feito em 4 meses, temos: 4 • 60,00 = 240,00 b) Ao todo irá pagar: 2000,00 + 240,00 = 2240,00 R.: Sérgio pagará R$240,00 de juros num total de R$2 240,00. Copie e resolva em seu caderno: 12) Resolva em seu caderno os problemas e confira as respostas no final deste módulo: a) Qual o juro produzido por R$ 2800,00 em 3 meses da aplicação, a 7% ao mês? b) Marcos comprou uma bicicleta por R$ 180,00. Pagará em 6 meses, por isso o vendedor cobrará juros à base de 3% ao mês. Quanto ele pagará de juros e qual o total que pagará pela bicicleta?
  • 39. www.ceesvo.com.br 39 GABARITO: 1) a) 2 b) 1 5 4 2) 16 = 8 3) a) 10 = 1 b) 20 = 2 2 20 2 10 4) a) 4 b) 5 c) 1 3 2 4 5) 70 Km/h 6) 146,1 hab/Km² 7) a) Sim formam proporção, porque 50 = 50 b) Não formam proporção, porque 8 24 8) a) X = 3 c) X = 4 b) X = 30 d) X = 27 8) a) Pagaria R$12,00 b) Levará 15 horas 9) a) Pagaria R$12,00 b) Levará 15 horas 10) a) São necessários 9 homens. b) A velocidade deve ser de 75Km/h. 11) a) Sabem nadar 28 alunos. b) Foram reprovados 6 alunos. c) I )desconto de R$100,00. II ) Preço do aparelho R$ 400,00. 12) a) Juro de R$ 588,00. b)Pagará de juros R$ 32,40 e total de R$ 212,40.
  • 40. www.ceesvo.com.br 40 Bibliografia: Desenhos ilustrativos tirados dos livros: BONGIOVANNI, Vicenzo, Vissoto, Olímpio Rudinin Leite, Laureano, José Luiz Tavares. MATEMÁTICA VIDA. Quinta Série a Oitava Série São Paulo. Editora Ática. 7ª Edição. 1995. IMENES, Luiz Marcio, Lellis Marcelo. MATEMÁTICA. Oitava Série São Paulo. Editora Scipione. 1999. SCIPIONE, Di Pierrô Netto. MATEMÁTICA CONCEITOS E HISTÓRIAS. 6ª Edição. Oitava Série. São Paulo. Editora Scipione 1997. ELABORADO PELA EQUIPE DE MATEMÁTICA 2007: - Elisa Rocha Pinto de Castro - Francisco Carlos Vieira dos Santos - Josué Elias Latance - Rosy Ana Vectirans COLABORAÇÃO: - Adriana Moreira Molinar - Esmeralda Cristina T. Ramon - Rosimeire Maschetto Nieri - Sara M. Santos DIREÇÃO: - Elisabete Marinoni Gomes - Maria Isabel Ramalho de Carvalho Kupper COORDENAÇÃO: - Neiva Aparecida Ferraz Nunes APOIO: Prefeitura Municipal de Votorantim
  • 41. This document was created with Win2PDF available at http://www.win2pdf.com. The unregistered version of Win2PDF is for evaluation or non-commercial use only. This page will not be added after purchasing Win2PDF.