SlideShare uma empresa Scribd logo

Defendamos a fé pela fé!

1 de 3
Baixar para ler offline
inst it ut ogamaliel.com http://www.institutogamaliel.com/portaldateologia/defendamos-a-fe-pela-fe/teologia
DEFENDAMOS A FÉ PELA FÉ!
digg
DEFENDAMOS A FÉ PELA FÉ!
Judas 1-4
Em algumas passagens da Bíblia, a f é signif ica
“conf iança”, mas no texto que lemos a f é se ref ere a todo
o conjunto de verdades que nos f oram dadas por Deus
por meio de Cristo. É esta “f é” que precisamos def ender.
Este é o apelo do Espírito Santo por meio de Judas, f ilho
de José e Maria, a mãe de Jesus. (cf . Mt.13:55; Mc.6:3)
O verso 1 diz o que todo cristão verdadeiro é:
· Chamado,
· Amado
· E protegido por Deus Pai.
· Todos os verbos estão na voz passiva e isso signif ica uma ação poderosa de Deus.
1. Permita que Deus o guarde do espírito do erro.
Deus nos chama, nos ama, continua amando e procura nos manter dentro dos Seus princípios verdadeiros.
O verso 1 diz que nós somos protegidos ou guardados. Essa proteção, à qual Judas se ref ere, não
signif ica que estamos livres de qualquer transtorno ou inf ortúnio, mas que o Espírito Santo estará sempre
trabalhando dentro de daqueles que celebram o “chamado e o amor” de Deus, para guardá-los do
“ESPÍRITO DO ERRO”.
Esta é a razão de Judas dizer: Deus pode evitar que vocês caiam e pode apresentá-los sem defeito e cheios
de alegria na sua gloriosa presença. (Jd.24 NTLH) Judas diz que a razão de Deus nos ajudar a evitar a
nossa queda ou af astamento Dele, é porque um dia estaremos na Sua presença poderosa sem def eito e
cheios de alegria!
2. A segurança que Deus promete, depende do seu compromisso com Ele.
É bom que saibamos que Deus nunca promete segurança, alegria, f elicidade e bênçãos verdadeiras
àqueles que não se comprometem com Ele; ou seja, com o discernimento e conhecimento do “Seu amor
eterno” e com as implicações ou razões do “Seu chamado”. Portanto, que esteja longe de nós, a f alsa
idéia de que Deus nos ama incondicionalmente e que sempre nos dará inúmeras chances de sermos
aceitos por Ele. Em Sua essência, Deus é “Amor”, mas é “Justo” também!
3. Nunca se esqueça de como é grande a misericórdia de Deus pela sua vida!
Que vocês tenham mais e mais a misericórdia, a paz e o amor de Deus! (Jd.2 NTLH) O f ato de podermos
estar na presença Dele hoje e sermos abençoados verdadeiramente por Ele, é por causa da Sua
misericórdia. Nós somos cheios de def eitos, mas não queremos nos render a eles, pela razão de
sabermos o que éramos sem Cristo e o que Nele somos agora! Paulo diz: 4 Mas a misericórdia de Deus é
muito grande, e o Seu amor por nós é tanto, 5 que, quando estávamos espiritualmente mortos por causa da
nossa desobediência, Ele nos trouxe para a vida que temos em união com Cristo. Pela graça de Deus vocês
são salvos. (Ef.2:4,5 NTLH)
A bondade Divina, quando celebrada, é o que nos constrange a sermos o que Deus deseja que sejamos.
Nós somos tão gratos a Ele e demonstramos isso, lutando contra nossos pensamentos vãos e desejos
carnais, para nos mantermos sob a Sua poderosa mão, pois é dessa maneira que experimentamos mais e
mais a Sua paz, ou seja, a Sua presença como o Seu inf inito amor!
4. Busque a pureza de coração e você verá a Deus!
Nós combatemos “primeiramente dentro de nós”, tudo aquilo que tenta nos desviar da Sua lealdade,
bondade, “chamado e amor”. (cf . Jd.1) Vigiamos nosso interior, para jogar f ora de dentro de nós todo lixo
imoral, pois sabemos que Deus é Puro e que se procurarmos a pureza, O veremos sempre agindo em
nossas vidas. Jesus ensinou: Felizes as pessoas que têm o coração puro, pois elas verão a Deus. (Mt.5:8
NTLH)
Pureza não é isolamento ou incubar-se, para não se ter contato com o que não presta; mas, é não permitir
contaminação, mistura ou alteração. Jesus em sua oração por nós disse ao Pai: Não peço que os tires do
mundo, mas que os guardes do Maligno. (Jo.17:14 NTLH) Pureza é continuar genuíno, sendo f iel e leal
Àquele que nos “chamou e amou” com tanta misericórdia.
Pureza é manter-se comprometido com todo ensino da Verdade, que f oi dado por Jesus aos Seus
apóstolos e que por eles, f oi dado a nós de uma vez por todas. Todo líder que celebra o seu “chamado
Divino” para o ministério, recebe a incumbência de f alar à Igreja todo o plano ou conselho de Deus. Paulo
disse aos líderes da igreja de Éf eso: 25 Eu tenho estado entre vocês, anunciando o Reino de Deus, e agora
sei que vocês não vão me ver mais. 26 Por isso, com toda a certeza eu afirmo hoje que, se algum de vocês se
perder, eu não sou o responsável. 27 Pois não deixei de lhes anunciar todo o plano de Deus.28 Cuidem de
vocês mesmos e de todo o rebanho que o Espírito Santo entregou aos seus cuidados, como pastores da
Igreja de Deus, que ele comprou por meio do sangue do seu próprio Filho. (At.20:25-28 NTLH)
5. Combata a impureza do seu coração e a que entra na Família de Deus – a Igreja.
É a pureza que nos leva a combater f irmemente em f avor da “f é”, isto é, todo o conjunto de verdades que
f oram ensinadas por Jesus à Sua Igreja por meio dos apóstolos. Judas diz no verso 3: (…) senti que era
necessário escrever agora para animá-los a combater a favor da fé que, uma vez por todas, Deus deu ao seu
povo. (Jd.3 NTLH) A razão de animá-los a combater ou batalhar pela f é está no verso 4:
· Há pessoas na Igreja que não reverenciam a Deus e agem sorrateiramente contra a Verdade.
· Elas torcem a mensagem da graça para justif icar suas vidas imorais.
· Não celebram a Jesus Cristo como o verdadeiro Mestre e SENHOR.
· Essas pessoas estão debaixo da condenação de Deus.
Por que essas pessoas estão aqui e por aí, como Nadabe e Abiú, f ilhos de Arão, “of erecendo f ogo
prof ano” a Deus? (cf . Lv.10:1,2) Elas vivem desse modo, porque querem viver o “seu cristianismo” e não o
do SENHOR. Elas não seguem os princípios de Deus, mas seguem suas próprias regras e crenças
pessoais. Essas pessoas, cheias de desejos ardentes, perdem para seus pensamentos, emoções e corpo.
Dizem estar servindo a Deus, mas se transf ormam em instrumentos de Satanás, que no tempo oportuno
trarão a destruição aos que não os conf rontam com a Verdade de Jesus.
6. Siga a Jesus e não invente nada!
Para se conhecer a Verdade ensinada por Jesus, é necessário ter relacionamento com Ele. Ninguém é
abençoado por Deus por acreditar em um conjunto de verdades ou idéias. O Diabo acredita na Verdade
Divina e ele é a essência de todo o mal. A nossa vida com Deus se deve a Jesus e pelo f ato de que Ele
morreu e ressuscitou por nós.
Nós não somos “chamados” para criar nada, mas para seguir Jesus e aos Seus ensinamentos. É sobre
Cristo, a Rocha, que somos edif icados e não sobre uma “pedrinha” qualquer. O verso que iremos ler, f ala
prof eticamente da nossa vida sobre Cristo, a nossa “Rocha Eterna”! Aqueles que confiam em Deus, o
SENHOR, são como o monte Sião, que não pode ser abalado, mas continua sempre firme. (Sl.125:1 NTLH)
7. Combata em favor da fé que lhe foi dada, pois você será abençoado por Deus.
Portanto, quando a “fé” ou a “Verdade” que devemos defender se perde, tudo estará perdido, até a
nossa salvação, pelo fato de não termos lutado por ela. Nós somos o rebanho do “Bom Pastor” e por
isso Paulo adverte a Igreja: 29 (…) aparecerão lobos ferozes no meio de vocês e eles não terão pena
do rebanho. 30 E chegará o tempo em que alguns de vocês contarão mentiras, procurando levar os
irmãos para o seu lado. 31 Portanto, fiquem vigiando (…). (At.20:29-31 NTLH) Isso tudo ocorre nos
púlpitos e fora deles! Vigiemos!
Paulo também disse: Já disse isto muitas vezes e agora repito, chorando: existem muitos que, pela
sua maneira de viver, se tornam inimigos da mensagem da morte de Cristo na cruz. (Fp.3:18 NTLH) Eu
não penso que Deus está, como muitos pensam, distribuindo o dom de rir e de “tirar os pés do chão”; pois,
em vez de rirmos, dançarmos e pularmos por emoções provenientes de promessas falsas, deveríamos chorar
e clamar a Deus, para que Ele tenha misericórdia de todos nós!
Nós faremos festas, sorriremos e pularemos, por estarmos sendo usados por Deus ao “conduzirmos e
mantermos pessoas em Cristo pela Verdade” e não pelas coisas que pensamos que nos farão bem
nesta vida.
A pior coisa para um filho é se deparar com um pai zangado! O filho não ri, não dança e nem “tira os
pezinhos do chão”; mas, se ele respeita o pai, baixará sua cabeça e aceitará todos os seus
conselhos. Caso ele volte a ser humilde e obediente, será tremendamente abençoado por causa do
amor do seu pai. Lembre-se da parábola do “Filho Pródigo”. (cf. Luc.15:11-32)
Conclusão:
Não vivamos atrás de coisas que Deus pode nos dar, mas das atitudes que Ele espera de nós! Ele
sabe de tudo o que necessitamos; basta apresentar a Ele os nossos pedidos e esperarmos. Nós não
devemos agir pelas mentiras dos que deturpam a fé, dizendo que você pode comprar as bênçãos de
Deus dando dinheiro a eles.
Em vez disso, siga o conselho de Jesus e você sempre terá o que necessita: Portanto, ponham em
primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e Ele lhes dará todas essas
coisas. (Mt.6:33 NTLH)
Uma das coisas que Deus quer é que combatamos pelas verdades que Ele confiou a nós. Que nós
não as misturemos com artifícios ou ciências humanas, com ritos ou crenças pagãs. Que defendamos
a “Fé” pela fé! Judas, os apóstolos e os que realmente crêem e seguem a Cristo, sabem que essa
“Fé” será vitoriosa! A razão de tanta desunião na Família de Deus é a falta desse combate pela
Verdade de Deus e todos nós estamos perdendo com isso!
Paulo disse: 27 Agora, o mais importante é que vocês vivam de acordo com o evangelho de Cristo.
Desse modo, tanto se eu puder ir visitar vocês como se não puder, eu saberei que vocês continuam
firmes e unidos. E saberei também que vocês, por meio da fé que se baseia no evangelho, estão
lutando juntos, com um só desejo. 28 Não tenham medo dos seus inimigos. Sejam sempre corajosos,
pois isso será uma prova para eles de que serão derrotados e de que vocês serão vencedores.
Porque é Deus quem dá a vitória a vocês. (Fp.1:27,28 NTLH)

Recomendados

LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féLIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na fé
LIÇÃO 9 – Fidelidade, firmes na féErberson Pinheiro
 
Mergulhando no Espírito e Compreendendo a Fé
Mergulhando no Espírito e Compreendendo a FéMergulhando no Espírito e Compreendendo a Fé
Mergulhando no Espírito e Compreendendo a Féwww.osEXgays.com
 
Lição 4 - Os benefícios da justificação
Lição 4 - Os benefícios da justificaçãoLição 4 - Os benefícios da justificação
Lição 4 - Os benefícios da justificaçãoErberson Pinheiro
 
ANDAR COM DEUS
ANDAR COM DEUSANDAR COM DEUS
ANDAR COM DEUSLc Passold
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

VIDEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
VIDEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL VIDEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
VIDEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL Lc Passold
 
LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizades
LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizadesLBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizades
LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizadesNatalino das Neves Neves
 
Fe fundamental
Fe fundamentalFe fundamental
Fe fundamentalAlexSteeve
 
Lição 04 - Os Benefícios da Justificação
Lição 04 - Os Benefícios da JustificaçãoLição 04 - Os Benefícios da Justificação
Lição 04 - Os Benefícios da JustificaçãoRegio Davis
 
Estudo27 justificacao pela-fe
Estudo27 justificacao pela-feEstudo27 justificacao pela-fe
Estudo27 justificacao pela-feHezir Henrique
 
Benefícios da justificação Romanos5:1-11
Benefícios da justificação Romanos5:1-11Benefícios da justificação Romanos5:1-11
Benefícios da justificação Romanos5:1-11Fran Eduardo Oliveira
 
Intr. Fruto do Espírito
Intr.   Fruto do EspíritoIntr.   Fruto do Espírito
Intr. Fruto do EspíritoCarlos Oliveira
 
VINHA VERDADEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
VINHA VERDADEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL VINHA VERDADEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
VINHA VERDADEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL Lc Passold
 
O bom testemunho cristão
O bom testemunho cristãoO bom testemunho cristão
O bom testemunho cristãoQuenia Damata
 
O mistério do espírito santo r. c. sproul
O mistério do espírito santo   r. c. sproulO mistério do espírito santo   r. c. sproul
O mistério do espírito santo r. c. sproulAristoteles Rocha
 
Lição 4 - OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Lição 4 -  OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃOLição 4 -  OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Lição 4 - OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃOAndrew Guimarães
 
Um Tratado Sobre Domínio do Pecado e da Graça
Um Tratado Sobre Domínio do Pecado e da GraçaUm Tratado Sobre Domínio do Pecado e da Graça
Um Tratado Sobre Domínio do Pecado e da GraçaSilvio Dutra
 
[Estudo bíblico] A Tríade da Graça | Linaldo Lima 04-2014
[Estudo bíblico] A Tríade da Graça | Linaldo Lima 04-2014[Estudo bíblico] A Tríade da Graça | Linaldo Lima 04-2014
[Estudo bíblico] A Tríade da Graça | Linaldo Lima 04-2014Linaldo Lima
 

Mais procurados (20)

Fruto do espirito
Fruto do espiritoFruto do espirito
Fruto do espirito
 
VIDEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
VIDEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL VIDEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
VIDEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
 
LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizades
LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizadesLBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizades
LBA Lição 5 - Paz de deus, antídoto contra as inimizades
 
Fe fundamental
Fe fundamentalFe fundamental
Fe fundamental
 
Lição 04 - Os Benefícios da Justificação
Lição 04 - Os Benefícios da JustificaçãoLição 04 - Os Benefícios da Justificação
Lição 04 - Os Benefícios da Justificação
 
JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ
JUSTIFICAÇÃO PELA FÉJUSTIFICAÇÃO PELA FÉ
JUSTIFICAÇÃO PELA FÉ
 
A armadura de deus 5
A armadura de deus 5A armadura de deus 5
A armadura de deus 5
 
Estudo27 justificacao pela-fe
Estudo27 justificacao pela-feEstudo27 justificacao pela-fe
Estudo27 justificacao pela-fe
 
Benefícios da justificação Romanos5:1-11
Benefícios da justificação Romanos5:1-11Benefícios da justificação Romanos5:1-11
Benefícios da justificação Romanos5:1-11
 
Intr. Fruto do Espírito
Intr.   Fruto do EspíritoIntr.   Fruto do Espírito
Intr. Fruto do Espírito
 
VINHA VERDADEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
VINHA VERDADEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL VINHA VERDADEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
VINHA VERDADEIRA - CURSO DE ENRIQUECIMENTO ESPIRITUAL
 
O bom testemunho cristão
O bom testemunho cristãoO bom testemunho cristão
O bom testemunho cristão
 
O mistério do espírito santo r. c. sproul
O mistério do espírito santo   r. c. sproulO mistério do espírito santo   r. c. sproul
O mistério do espírito santo r. c. sproul
 
Lição 4 - OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Lição 4 -  OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃOLição 4 -  OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
Lição 4 - OS BENEFÍCIOS DA JUSTIFICAÇÃO
 
Um Tratado Sobre Domínio do Pecado e da Graça
Um Tratado Sobre Domínio do Pecado e da GraçaUm Tratado Sobre Domínio do Pecado e da Graça
Um Tratado Sobre Domínio do Pecado e da Graça
 
[Estudo bíblico] A Tríade da Graça | Linaldo Lima 04-2014
[Estudo bíblico] A Tríade da Graça | Linaldo Lima 04-2014[Estudo bíblico] A Tríade da Graça | Linaldo Lima 04-2014
[Estudo bíblico] A Tríade da Graça | Linaldo Lima 04-2014
 
12 mentiras
12 mentiras12 mentiras
12 mentiras
 
04 creio
04 creio04 creio
04 creio
 
A armadura de deus 3
A armadura de deus 3A armadura de deus 3
A armadura de deus 3
 
Tessalonicenses
TessalonicensesTessalonicenses
Tessalonicenses
 

Destaque

Língua portuguesa no ji a
Língua portuguesa no ji aLíngua portuguesa no ji a
Língua portuguesa no ji aoliveiraycastro
 
Historico das ações arma gd8
Historico das ações arma gd8Historico das ações arma gd8
Historico das ações arma gd8vitortsramos
 
Its a kind of magic
Its a kind of magicIts a kind of magic
Its a kind of magicRip Rose
 
Aeroporto santos dumont e cenas mam
Aeroporto santos dumont e cenas mamAeroporto santos dumont e cenas mam
Aeroporto santos dumont e cenas mammauricio galodoido
 
Seminario n°10 Manejo de pacientes sistémicamente comprometidos
Seminario n°10 Manejo de pacientes sistémicamente comprometidosSeminario n°10 Manejo de pacientes sistémicamente comprometidos
Seminario n°10 Manejo de pacientes sistémicamente comprometidosTefi Castro
 
Flávia Lang os sete elementos fundamentais para um programa de mobilização ...
Flávia Lang   os sete elementos fundamentais para um programa de mobilização ...Flávia Lang   os sete elementos fundamentais para um programa de mobilização ...
Flávia Lang os sete elementos fundamentais para um programa de mobilização ...Sônia Bonici
 

Destaque (20)

Amizade
AmizadeAmizade
Amizade
 
Língua portuguesa no ji a
Língua portuguesa no ji aLíngua portuguesa no ji a
Língua portuguesa no ji a
 
10 sugestues
10  sugestues10  sugestues
10 sugestues
 
Historico das ações arma gd8
Historico das ações arma gd8Historico das ações arma gd8
Historico das ações arma gd8
 
37 voz direta
37 voz direta37 voz direta
37 voz direta
 
42 fluidoterapia-preces
42 fluidoterapia-preces42 fluidoterapia-preces
42 fluidoterapia-preces
 
Its a kind of magic
Its a kind of magicIts a kind of magic
Its a kind of magic
 
Apostila Banco do Brasil
Apostila Banco do Brasil Apostila Banco do Brasil
Apostila Banco do Brasil
 
Poemas alentejanos
Poemas alentejanosPoemas alentejanos
Poemas alentejanos
 
Aeroporto santos dumont e cenas mam
Aeroporto santos dumont e cenas mamAeroporto santos dumont e cenas mam
Aeroporto santos dumont e cenas mam
 
P&G - Love banner Oral-B
P&G - Love banner Oral-BP&G - Love banner Oral-B
P&G - Love banner Oral-B
 
Trabalho final
Trabalho finalTrabalho final
Trabalho final
 
Bom dia
Bom diaBom dia
Bom dia
 
Projeto: Saúde
Projeto: SaúdeProjeto: Saúde
Projeto: Saúde
 
JC - Campanha Dengue
JC -  Campanha DengueJC -  Campanha Dengue
JC - Campanha Dengue
 
Jn 10 05
Jn 10 05Jn 10 05
Jn 10 05
 
Realidad aumenta
Realidad aumentaRealidad aumenta
Realidad aumenta
 
Jn 22 05
Jn 22 05Jn 22 05
Jn 22 05
 
Seminario n°10 Manejo de pacientes sistémicamente comprometidos
Seminario n°10 Manejo de pacientes sistémicamente comprometidosSeminario n°10 Manejo de pacientes sistémicamente comprometidos
Seminario n°10 Manejo de pacientes sistémicamente comprometidos
 
Flávia Lang os sete elementos fundamentais para um programa de mobilização ...
Flávia Lang   os sete elementos fundamentais para um programa de mobilização ...Flávia Lang   os sete elementos fundamentais para um programa de mobilização ...
Flávia Lang os sete elementos fundamentais para um programa de mobilização ...
 

Semelhante a Defendamos a fé pela fé!

A armadura do cristão, por arthur walkington pink
A armadura do cristão, por arthur walkington pinkA armadura do cristão, por arthur walkington pink
A armadura do cristão, por arthur walkington pinkDeusdete Soares
 
Segredo revelado aos filhos de deus e-book
Segredo revelado aos filhos de deus   e-bookSegredo revelado aos filhos de deus   e-book
Segredo revelado aos filhos de deus e-bookhenriquecoutinho10
 
Discernimento: a salvaguarda do reavivamento_Lição_original com textos_832013
Discernimento: a salvaguarda do reavivamento_Lição_original com textos_832013Discernimento: a salvaguarda do reavivamento_Lição_original com textos_832013
Discernimento: a salvaguarda do reavivamento_Lição_original com textos_832013Gerson G. Ramos
 
As batalhas espirituais finais - parte 7
As batalhas espirituais finais  -  parte 7As batalhas espirituais finais  -  parte 7
As batalhas espirituais finais - parte 7Silvio Dutra
 
A armadura de deus vincent cheung
A armadura de deus   vincent cheungA armadura de deus   vincent cheung
A armadura de deus vincent cheungDeusdete Soares
 
Estai preparados.docx
Estai preparados.docxEstai preparados.docx
Estai preparados.docxRonaldo Souza
 
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecerCinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecerEliel Pimenta Pimenta
 
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-buenoMaressa Almeida
 
Lição 6 - Na Moral, Quem é Você ?
Lição 6 - Na Moral, Quem é Você ?Lição 6 - Na Moral, Quem é Você ?
Lição 6 - Na Moral, Quem é Você ?Éder Tomé
 
Armadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do FimArmadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do FimAnderson Damasceno
 

Semelhante a Defendamos a fé pela fé! (20)

A armadura do cristão, por arthur walkington pink
A armadura do cristão, por arthur walkington pinkA armadura do cristão, por arthur walkington pink
A armadura do cristão, por arthur walkington pink
 
Segredo revelado aos filhos de deus e-book
Segredo revelado aos filhos de deus   e-bookSegredo revelado aos filhos de deus   e-book
Segredo revelado aos filhos de deus e-book
 
Discernimento: a salvaguarda do reavivamento_Lição_original com textos_832013
Discernimento: a salvaguarda do reavivamento_Lição_original com textos_832013Discernimento: a salvaguarda do reavivamento_Lição_original com textos_832013
Discernimento: a salvaguarda do reavivamento_Lição_original com textos_832013
 
As batalhas espirituais finais - parte 7
As batalhas espirituais finais  -  parte 7As batalhas espirituais finais  -  parte 7
As batalhas espirituais finais - parte 7
 
A armadura de deus vincent cheung
A armadura de deus   vincent cheungA armadura de deus   vincent cheung
A armadura de deus vincent cheung
 
Madrid 082011
Madrid 082011Madrid 082011
Madrid 082011
 
Estai preparados.docx
Estai preparados.docxEstai preparados.docx
Estai preparados.docx
 
Fé salvadora
Fé salvadoraFé salvadora
Fé salvadora
 
Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Boletim cbg n°_42_19_out_2014Boletim cbg n°_42_19_out_2014
Boletim cbg n°_42_19_out_2014
 
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecerCinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
 
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
7264327 a-sindrome-de-pilatos-paulo-bueno
 
Boletim IPC Limeira 261117
Boletim IPC Limeira 261117Boletim IPC Limeira 261117
Boletim IPC Limeira 261117
 
A armadura de deus vincent cheung
A armadura de deus   vincent cheungA armadura de deus   vincent cheung
A armadura de deus vincent cheung
 
Manual do-discipulado
Manual do-discipuladoManual do-discipulado
Manual do-discipulado
 
Ensinando para transformar vida1
Ensinando para transformar vida1Ensinando para transformar vida1
Ensinando para transformar vida1
 
Lição 6 - Na Moral, Quem é Você ?
Lição 6 - Na Moral, Quem é Você ?Lição 6 - Na Moral, Quem é Você ?
Lição 6 - Na Moral, Quem é Você ?
 
O que é tentação
O que é tentaçãoO que é tentação
O que é tentação
 
Armadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do FimArmadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do Fim
 
A armadura de deus 1
A armadura de deus 1A armadura de deus 1
A armadura de deus 1
 
Santidade
SantidadeSantidade
Santidade
 

Defendamos a fé pela fé!

  • 1. inst it ut ogamaliel.com http://www.institutogamaliel.com/portaldateologia/defendamos-a-fe-pela-fe/teologia DEFENDAMOS A FÉ PELA FÉ! digg DEFENDAMOS A FÉ PELA FÉ! Judas 1-4 Em algumas passagens da Bíblia, a f é signif ica “conf iança”, mas no texto que lemos a f é se ref ere a todo o conjunto de verdades que nos f oram dadas por Deus por meio de Cristo. É esta “f é” que precisamos def ender. Este é o apelo do Espírito Santo por meio de Judas, f ilho de José e Maria, a mãe de Jesus. (cf . Mt.13:55; Mc.6:3) O verso 1 diz o que todo cristão verdadeiro é: · Chamado, · Amado · E protegido por Deus Pai. · Todos os verbos estão na voz passiva e isso signif ica uma ação poderosa de Deus. 1. Permita que Deus o guarde do espírito do erro. Deus nos chama, nos ama, continua amando e procura nos manter dentro dos Seus princípios verdadeiros. O verso 1 diz que nós somos protegidos ou guardados. Essa proteção, à qual Judas se ref ere, não signif ica que estamos livres de qualquer transtorno ou inf ortúnio, mas que o Espírito Santo estará sempre trabalhando dentro de daqueles que celebram o “chamado e o amor” de Deus, para guardá-los do “ESPÍRITO DO ERRO”. Esta é a razão de Judas dizer: Deus pode evitar que vocês caiam e pode apresentá-los sem defeito e cheios de alegria na sua gloriosa presença. (Jd.24 NTLH) Judas diz que a razão de Deus nos ajudar a evitar a nossa queda ou af astamento Dele, é porque um dia estaremos na Sua presença poderosa sem def eito e cheios de alegria! 2. A segurança que Deus promete, depende do seu compromisso com Ele. É bom que saibamos que Deus nunca promete segurança, alegria, f elicidade e bênçãos verdadeiras àqueles que não se comprometem com Ele; ou seja, com o discernimento e conhecimento do “Seu amor eterno” e com as implicações ou razões do “Seu chamado”. Portanto, que esteja longe de nós, a f alsa idéia de que Deus nos ama incondicionalmente e que sempre nos dará inúmeras chances de sermos aceitos por Ele. Em Sua essência, Deus é “Amor”, mas é “Justo” também! 3. Nunca se esqueça de como é grande a misericórdia de Deus pela sua vida! Que vocês tenham mais e mais a misericórdia, a paz e o amor de Deus! (Jd.2 NTLH) O f ato de podermos estar na presença Dele hoje e sermos abençoados verdadeiramente por Ele, é por causa da Sua misericórdia. Nós somos cheios de def eitos, mas não queremos nos render a eles, pela razão de sabermos o que éramos sem Cristo e o que Nele somos agora! Paulo diz: 4 Mas a misericórdia de Deus é muito grande, e o Seu amor por nós é tanto, 5 que, quando estávamos espiritualmente mortos por causa da nossa desobediência, Ele nos trouxe para a vida que temos em união com Cristo. Pela graça de Deus vocês são salvos. (Ef.2:4,5 NTLH)
  • 2. A bondade Divina, quando celebrada, é o que nos constrange a sermos o que Deus deseja que sejamos. Nós somos tão gratos a Ele e demonstramos isso, lutando contra nossos pensamentos vãos e desejos carnais, para nos mantermos sob a Sua poderosa mão, pois é dessa maneira que experimentamos mais e mais a Sua paz, ou seja, a Sua presença como o Seu inf inito amor! 4. Busque a pureza de coração e você verá a Deus! Nós combatemos “primeiramente dentro de nós”, tudo aquilo que tenta nos desviar da Sua lealdade, bondade, “chamado e amor”. (cf . Jd.1) Vigiamos nosso interior, para jogar f ora de dentro de nós todo lixo imoral, pois sabemos que Deus é Puro e que se procurarmos a pureza, O veremos sempre agindo em nossas vidas. Jesus ensinou: Felizes as pessoas que têm o coração puro, pois elas verão a Deus. (Mt.5:8 NTLH) Pureza não é isolamento ou incubar-se, para não se ter contato com o que não presta; mas, é não permitir contaminação, mistura ou alteração. Jesus em sua oração por nós disse ao Pai: Não peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. (Jo.17:14 NTLH) Pureza é continuar genuíno, sendo f iel e leal Àquele que nos “chamou e amou” com tanta misericórdia. Pureza é manter-se comprometido com todo ensino da Verdade, que f oi dado por Jesus aos Seus apóstolos e que por eles, f oi dado a nós de uma vez por todas. Todo líder que celebra o seu “chamado Divino” para o ministério, recebe a incumbência de f alar à Igreja todo o plano ou conselho de Deus. Paulo disse aos líderes da igreja de Éf eso: 25 Eu tenho estado entre vocês, anunciando o Reino de Deus, e agora sei que vocês não vão me ver mais. 26 Por isso, com toda a certeza eu afirmo hoje que, se algum de vocês se perder, eu não sou o responsável. 27 Pois não deixei de lhes anunciar todo o plano de Deus.28 Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho que o Espírito Santo entregou aos seus cuidados, como pastores da Igreja de Deus, que ele comprou por meio do sangue do seu próprio Filho. (At.20:25-28 NTLH) 5. Combata a impureza do seu coração e a que entra na Família de Deus – a Igreja. É a pureza que nos leva a combater f irmemente em f avor da “f é”, isto é, todo o conjunto de verdades que f oram ensinadas por Jesus à Sua Igreja por meio dos apóstolos. Judas diz no verso 3: (…) senti que era necessário escrever agora para animá-los a combater a favor da fé que, uma vez por todas, Deus deu ao seu povo. (Jd.3 NTLH) A razão de animá-los a combater ou batalhar pela f é está no verso 4: · Há pessoas na Igreja que não reverenciam a Deus e agem sorrateiramente contra a Verdade. · Elas torcem a mensagem da graça para justif icar suas vidas imorais. · Não celebram a Jesus Cristo como o verdadeiro Mestre e SENHOR. · Essas pessoas estão debaixo da condenação de Deus. Por que essas pessoas estão aqui e por aí, como Nadabe e Abiú, f ilhos de Arão, “of erecendo f ogo prof ano” a Deus? (cf . Lv.10:1,2) Elas vivem desse modo, porque querem viver o “seu cristianismo” e não o do SENHOR. Elas não seguem os princípios de Deus, mas seguem suas próprias regras e crenças pessoais. Essas pessoas, cheias de desejos ardentes, perdem para seus pensamentos, emoções e corpo. Dizem estar servindo a Deus, mas se transf ormam em instrumentos de Satanás, que no tempo oportuno trarão a destruição aos que não os conf rontam com a Verdade de Jesus. 6. Siga a Jesus e não invente nada! Para se conhecer a Verdade ensinada por Jesus, é necessário ter relacionamento com Ele. Ninguém é abençoado por Deus por acreditar em um conjunto de verdades ou idéias. O Diabo acredita na Verdade Divina e ele é a essência de todo o mal. A nossa vida com Deus se deve a Jesus e pelo f ato de que Ele morreu e ressuscitou por nós. Nós não somos “chamados” para criar nada, mas para seguir Jesus e aos Seus ensinamentos. É sobre Cristo, a Rocha, que somos edif icados e não sobre uma “pedrinha” qualquer. O verso que iremos ler, f ala
  • 3. prof eticamente da nossa vida sobre Cristo, a nossa “Rocha Eterna”! Aqueles que confiam em Deus, o SENHOR, são como o monte Sião, que não pode ser abalado, mas continua sempre firme. (Sl.125:1 NTLH) 7. Combata em favor da fé que lhe foi dada, pois você será abençoado por Deus. Portanto, quando a “fé” ou a “Verdade” que devemos defender se perde, tudo estará perdido, até a nossa salvação, pelo fato de não termos lutado por ela. Nós somos o rebanho do “Bom Pastor” e por isso Paulo adverte a Igreja: 29 (…) aparecerão lobos ferozes no meio de vocês e eles não terão pena do rebanho. 30 E chegará o tempo em que alguns de vocês contarão mentiras, procurando levar os irmãos para o seu lado. 31 Portanto, fiquem vigiando (…). (At.20:29-31 NTLH) Isso tudo ocorre nos púlpitos e fora deles! Vigiemos! Paulo também disse: Já disse isto muitas vezes e agora repito, chorando: existem muitos que, pela sua maneira de viver, se tornam inimigos da mensagem da morte de Cristo na cruz. (Fp.3:18 NTLH) Eu não penso que Deus está, como muitos pensam, distribuindo o dom de rir e de “tirar os pés do chão”; pois, em vez de rirmos, dançarmos e pularmos por emoções provenientes de promessas falsas, deveríamos chorar e clamar a Deus, para que Ele tenha misericórdia de todos nós! Nós faremos festas, sorriremos e pularemos, por estarmos sendo usados por Deus ao “conduzirmos e mantermos pessoas em Cristo pela Verdade” e não pelas coisas que pensamos que nos farão bem nesta vida. A pior coisa para um filho é se deparar com um pai zangado! O filho não ri, não dança e nem “tira os pezinhos do chão”; mas, se ele respeita o pai, baixará sua cabeça e aceitará todos os seus conselhos. Caso ele volte a ser humilde e obediente, será tremendamente abençoado por causa do amor do seu pai. Lembre-se da parábola do “Filho Pródigo”. (cf. Luc.15:11-32) Conclusão: Não vivamos atrás de coisas que Deus pode nos dar, mas das atitudes que Ele espera de nós! Ele sabe de tudo o que necessitamos; basta apresentar a Ele os nossos pedidos e esperarmos. Nós não devemos agir pelas mentiras dos que deturpam a fé, dizendo que você pode comprar as bênçãos de Deus dando dinheiro a eles. Em vez disso, siga o conselho de Jesus e você sempre terá o que necessita: Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e Ele lhes dará todas essas coisas. (Mt.6:33 NTLH) Uma das coisas que Deus quer é que combatamos pelas verdades que Ele confiou a nós. Que nós não as misturemos com artifícios ou ciências humanas, com ritos ou crenças pagãs. Que defendamos a “Fé” pela fé! Judas, os apóstolos e os que realmente crêem e seguem a Cristo, sabem que essa “Fé” será vitoriosa! A razão de tanta desunião na Família de Deus é a falta desse combate pela Verdade de Deus e todos nós estamos perdendo com isso! Paulo disse: 27 Agora, o mais importante é que vocês vivam de acordo com o evangelho de Cristo. Desse modo, tanto se eu puder ir visitar vocês como se não puder, eu saberei que vocês continuam firmes e unidos. E saberei também que vocês, por meio da fé que se baseia no evangelho, estão lutando juntos, com um só desejo. 28 Não tenham medo dos seus inimigos. Sejam sempre corajosos, pois isso será uma prova para eles de que serão derrotados e de que vocês serão vencedores. Porque é Deus quem dá a vitória a vocês. (Fp.1:27,28 NTLH)