SIARMA
Relatório de Indicadores de
Preços de Armazenagem:
Centro-Oeste
Ano 2015
ESALQ-LOG
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
LES – Departamento de
Economia, Administraç...
Projeto SIARMA
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Sistema de Informações em Armazenage...
Projeto SIARMA
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Tarifas de armazenagem
Modelos de ot...
Armazenagem no Brasil
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Distribuição da capacidade está...
Armazenagem no Brasil
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Déficit de armazenagem:
• DFA...
Armazenagem no Brasil
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Fonte: CONAB (2015) e IBGE (201...
Armazenagem no Centro-Oeste
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Distribuição da capacidad...
Mato Grosso
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Microrregiões com maiores déficits de
arm...
Mato Grosso
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Capacidade estática de armazenamento, e...
Mato Grosso do Sul
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Microrregiões com maiores déficits...
Mato Grosso do Sul
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Capacidade estática de armazenam...
Goiás
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Microrregiões com maiores déficits de
armazenag...
Goiás
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Capacidade estática de armazenamento, em funç...
PREÇOS DE ARMAZENAMENTO DE
GRÃOS
SIARMA
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Mato Grosso, ...
Identificação das unidades armazenadoras
Coleta de dados Processamento e
análise de dados
Resultados
• Identificação das u...
Metodologia
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Coleta de dados via entrevistas
• Dados...
Metodologia
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Tarifa de Armazenagem
É composta por três...
Metodologia
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Preço de Armazenagem
Refere-se ao somatór...
Metodologia
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Para n < c, 𝐓𝐕𝐢 = 0
Onde:
𝑷𝑨𝑹𝑴𝒊,𝒏 é o pre...
Tarifas de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Indicadores dos parâmetros méd...
Tarifas de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Parâmetros médios observados U...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
* recepção, pré-limpeza, secagem...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Tarifa de armazenagem:
R$ 31,85/...
Tarifa Variável: 15,6%
Quebra Técnica: 11,2%
Tarifa Fixa*: 73,2%
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logí...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Tarifa de armazenagem:
R$ 28,43/...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
* recepção, pré-limpeza, secagem...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Tarifa Variável: 21,1%
Quebra Té...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Preço de armazenagem de soja, ...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Preço de armazenagem de milho,...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Preço de armazenagem de soja, ...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Preço de armazenagem de milho,...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Preço de armazenagem de soja, ...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Preço de armazenagem de milho,...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Comparativo entre os estados, ...
Preço de Armazenagem
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Comparativo entre os estados, ...
Preço de Armazenagem (R$/t)
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
15 dias 30 dias 60 dias 9...
Tipos de investimentos mais frequentes:
• Aumento da capacidade estática
• Construção de um novo armazém
• Modernização da...
Aplicações do SIARMA
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
• Plataforma integrada do Siarma...
Aplicações do SIARMA
Equipe
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
Coordenação Geral
 Prof. Dr. José Vicente Cai...
SIARMA
Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
log.esalq.usp.br
(19) 3429.4580
Maiores inform...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centro-Oeste Brasileiro)

655 visualizações

Publicada em

O SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem – é um projeto do ESALQ-LOG que envolve pesquisas sobre as principais características do armazenamento de cargas, com destaque para produtos agrícolas.

A partir do levantamento sistêmico de dados primários, análise de custos de armazenagem e informações quantitativas e qualitativas sobre o mercado agrícola, o SIARMA gera informações que, de maneira integrada com o SIFRECA, tem se mostrado essenciais para o dimensionamento de projetos logísticos voltados aos complexos agroindustriais. Abaixo são apresentadas algumas frentes derivadas do projeto SIARMA, que são tradicionalmente desenvolvidas pelo ESALQ-LOG:
• Tarifas de armazenagem
• Modelos de localização para armazéns
• Viabilidade de investimentos
• Custos de armazenagem
• Análises qualitativas
• Uso estratégico da armazenagem
• Análise de políticas públicas voltadas para a armazenagem no Brasil

Publicada em: Dados e análise
  • Seja o primeiro a comentar

SIARMA – Sistema de Informações de Armazenagem (Armazenagem de grãos no Centro-Oeste Brasileiro)

  1. 1. SIARMA Relatório de Indicadores de Preços de Armazenagem: Centro-Oeste Ano 2015
  2. 2. ESALQ-LOG Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) LES – Departamento de Economia, Administração e Sociologia
  3. 3. Projeto SIARMA Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Sistema de Informações em Armazenagem: – Promove pesquisas sobre as principais características do armazenamento de cargas, com destaque para os produtos agrícolas
  4. 4. Projeto SIARMA Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Tarifas de armazenagem Modelos de otimização de localização para armazéns Viabilidade de investimentos Custos de armazenagem Análises qualitativas Uso estratégico da armazenagem
  5. 5. Armazenagem no Brasil Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Distribuição da capacidade estática de armazenagem: Fonte: CONAB (2015)
  6. 6. Armazenagem no Brasil Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Déficit de armazenagem: • DFARM é o déficit de armazenagem de grãos (% da produção não armazenada) • prod é a produção total de grãos¹ (Fonte: IBGE) • cest é capacidade estática de armazenagem (Fonte: CONAB) ¹ Grãos: aveia, centeio, cevada, feijão, girassol, milho, soja, sorgo, trigo e triticale 𝑫𝑭𝑨𝑹𝑴𝒊 = 𝟏 − 𝒄𝒆𝒔𝒕𝒊 𝒑𝒓𝒐𝒅𝒊
  7. 7. Armazenagem no Brasil Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Fonte: CONAB (2015) e IBGE (2015) Distribuição da capacidade estática de armazenagem: CapacidadeEstáticaRelativa(%) Déficit de Armazenagem (% da produção não armazenada) ProduçãodeGrãosRelativa(%)¹ ¹ Grãos: aveia, centeio, cevada, feijão, girassol, milho, soja, sorgo, trigo e triticale MT GO MS PRRS SP MG
  8. 8. Armazenagem no Centro-Oeste Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Distribuição da capacidade estática de armazenagem regional¹: 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% Até 30% de 31% a 60% de 61% a 90% de 91% a 120% de 121% a 150% Acima de 151% Frequência(%) Relação entre capacidade de armazenagem e produção de grãos (%) Nível desejável de capacidade ¹ Nível de microrregião do Centro-Oeste brasileiro
  9. 9. Mato Grosso Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Microrregiões com maiores déficits de armazenagem: • Alto Paraguai • Tesouro • Paranatinga • Canarana • Rosário Oeste
  10. 10. Mato Grosso Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Capacidade estática de armazenamento, em função da produção municipal de grãos. Fonte: elaborado a partir de CONAB (2015) e IBGE (2015)
  11. 11. Mato Grosso do Sul Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Microrregiões com maiores déficits de armazenagem: • Paranaíba • Iguatemi • Bodoquena • Aquidauana • Dourados
  12. 12. Mato Grosso do Sul Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Capacidade estática de armazenamento, em função da produção municipal de grãos. Fonte: elaborado a partir de CONAB (2015) e IBGE (2015)
  13. 13. Goiás Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Microrregiões com maiores déficits de armazenagem: • Iporá • Rio Vermelho • Ceres • Pires do Rio • Porangatu
  14. 14. Goiás Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Capacidade estática de armazenamento, em função da produção municipal de grãos. Fonte: elaborado a partir de CONAB (2015) e IBGE (2015)
  15. 15. PREÇOS DE ARMAZENAMENTO DE GRÃOS SIARMA Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás
  16. 16. Identificação das unidades armazenadoras Coleta de dados Processamento e análise de dados Resultados • Identificação das unidades armazenadoras • Coleta de dados primários Metodologia Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG)
  17. 17. Metodologia Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Coleta de dados via entrevistas • Dados coletados: – Tarifa de armazenagem – Capacidade estática de armazenagem – Fluxos de recebimento e expedição dos produtos – Produtos armazenados – Realização de investimentos
  18. 18. Metodologia Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Tarifa de Armazenagem É composta por três tarifas: • Tarifa fixa: Refere-se às tarifas de utilização do armazém, independente do tempo de armazenagem, incluindo as operações de recepção, pré-limpeza, secagem (adotou-se o padrão de 17% de umidade), expurgo e expedição. • Tarifa variável: Refere-se à tarifa da operação de armazenagem para um período de 30 dias, após o período de carência do contrato de prestação de serviço. • Quebra técnica: Refere-se à parte tolerada em contrato relacionado às perdas físicas durante o serviço de armazenagem, em %. Para cada produto e região, há períodos de carências em que somente cobra-se a tarifa fixa. Após tal período, é realizada a cobrança da tarifa variável.
  19. 19. Metodologia Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Preço de Armazenagem Refere-se ao somatório das tarifas para um contrato com dias de armazenagem fixados em contrato. É calculado em função das tarifas apresentadas anteriormente e pode ser visualizado na seguinte equação: 𝐏𝐀𝐑𝐌𝒊,𝒏 = 𝐓𝐅𝒊 + 𝐧 − 𝐜𝒊 𝐓𝐕𝒊 𝟑𝟎 + 𝐪𝐭 𝒊 𝐩𝐜𝒊 Para n < c, 𝑻𝑽𝒊 = 0
  20. 20. Metodologia Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Para n < c, 𝐓𝐕𝐢 = 0 Onde: 𝑷𝑨𝑹𝑴𝒊,𝒏 é o preço de armazenagem da região i para n dias armazenados, em R$/t. 𝑻𝑭𝒊 é a tarifa fixa de utilização do armazém na região i, independente do tempo de armazenagem, em R$/t. 𝑻𝑽𝒊 é a tarifa variável de utilização da armazenagem na região i, em R$/t. Normalmente, tal tarifa é negociada para contratos de trinta dias. Nesse caso, optou-se por padronizar a tarifa em função do número de dias de armazenamento. n é o número de dias contratados para serviços de armazenagem. c é o número de dias de carência contratados para o serviço de armazenagem. 𝒒𝒕𝒊 é a quebra técnica da região i tolerada em contrato, em %. 𝒑𝒄𝒊 é o preço de comercialização do produto na região i, em R$/t. 𝐏𝐀𝐑𝐌𝒊,𝒏 = 𝐓𝐅𝒊 + 𝐧 − 𝐜𝒊 𝐓𝐕𝒊 𝟑𝟎 + 𝐪𝐭 𝒊 𝐩𝐜𝒊
  21. 21. Tarifas de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Indicadores dos parâmetros médios da tarifa de armazenagem - Soja Parâmetros médios observados Unidade GO MT MS Período de carência (c) Dias 29 41 20 Tarifa Variável (TV) R$/t R$ 4,95 R$ 4,12 R$ 4,92 Tarifa Fixa (TF) R$/t R$ 22,96 R$ 24,31 R$ 23,04 Quebra-Técnica (qt)¹ % 0,30 0,30 0,30 Preço de Comercialização (pc)² R$/t R$ 1.177,50 Monetização da quebra técnica (qt x pc) R$/t R$ 3,53 R$ 3,53 R$ 3,53 Valores referentes para umidade padrão de 17% ¹ Quebra-técnica (qt): representa a quantidade tolerada de perdas nas operações de armazenagem, em % da quantidade na recepção. ² Preço de comercialização: mês de referência em abril/2015, indicador Cepea/ESALQ-USP
  22. 22. Tarifas de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Parâmetros médios observados Unidade GO MT MS Período de carência (c) Dias 28 40 15 Tarifa Variável (TV) R$/t R$ 6,16 R$ 4,18 R$ 3,42 Tarifa Fixa (TF) R$/t R$ 21,57 R$ 26,21 R$ 23,55 Quebra-Técnica (qt)¹ % 0,30 0,30 0,30 Preço de Comercialização (pc)² R$/t R$ 488,33 Monetização da quebra técnica (qt x pc) R$/t R$ 1,46 R$ 1,46 R$ 1,46 ¹ Preço de comercialização: mês de referência em abril/2015, indicador Cepea/ESALQ-USP Valores referentes para umidade padrão de 17% ¹ Quebra-técnica (qt): representa a quantidade tolerada de perdas nas operações de armazenagem, em % da quantidade na recepção. ² Preço de comercialização: mês de referência em abril/2015, indicador Cepea/ESALQ-USP Indicadores dos parâmetros médios da tarifa de armazenagem - Milho
  23. 23. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) * recepção, pré-limpeza, secagem (grão com 17% de umidade), expurgo e expedição Detalhamento do preço Preço de armazenagem: R$ 31,96/t Período de carência: 41 dias Tarifa Variável: 12,9% Quebra Técnica: 11,0% Tarifa Fixa*: 76,1% Média estadual • Soja no Mato Grosso (um mês de armazenagem, após o período de carência)
  24. 24. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Tarifa de armazenagem: R$ 31,85/t Período de carência: 40 dias * recepção, pré-limpeza, secagem (grão com 17% de umidade), expurgo e expedição Tarifa Variável: 13,1% Quebra Técnica: 4,6% Tarifa Fixa*: 82,3% • Milho no Mato Grosso (um mês de armazenagem, após o período de carência) Detalhamento do preço Média estadual
  25. 25. Tarifa Variável: 15,6% Quebra Técnica: 11,2% Tarifa Fixa*: 73,2% Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) * recepção, pré-limpeza, secagem (grão com 17% de umidade), expurgo e expedição Tarifa de armazenagem: R$ 31,50/t Período de carência: 20 dias • Soja no Mato Grosso do Sul (um mês de armazenagem, após o período de carência) Detalhamento do preço Média estadual
  26. 26. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Tarifa de armazenagem: R$ 28,43/t Período de carência: 15 dias * recepção, pré-limpeza, secagem (grão com 17% de umidade), expurgo e expedição Tarifa Variável: 12,0% Quebra Técnica: 5,2% Tarifa Fixa*: 82,8% • Milho no Mato Grosso do Sul (um mês de armazenagem, após o período de carência) Detalhamento do preço Média estadual
  27. 27. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) * recepção, pré-limpeza, secagem (grão com 17% de umidade), expurgo e expedição Tarifa de armazenagem: R$ 31,44/t Período de carência: 29 dias Tarifa Variável: 15,8% Quebra Técnica: 11,2% Tarifa Fixa*: 73,0% • Soja no Goiás (um mês de armazenagem, após o período de carência) Detalhamento do preço Média estadual
  28. 28. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Tarifa Variável: 21,1% Quebra Técnica: 5,0% Tarifa Fixa*: 73,9% Tarifa de armazenagem: R$ 29,19/t Período de carência: 28 dias * recepção, pré-limpeza, secagem (grão com 17% de umidade), expurgo e expedição • Milho no Goiás (um mês de armazenagem, após o período de carência) Detalhamento do preço Média estadual
  29. 29. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Preço de armazenagem de soja, por tempo de armazenamento, em Mato Grosso:
  30. 30. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Preço de armazenagem de milho, por tempo de armazenamento, em Mato Grosso:
  31. 31. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Preço de armazenagem de soja, por tempo de armazenamento, em Mato Grosso do Sul:
  32. 32. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Preço de armazenagem de milho, por tempo de armazenamento, em Mato Grosso do Sul:
  33. 33. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Preço de armazenagem de soja, por tempo de armazenamento, em Goiás:
  34. 34. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Preço de armazenagem de milho, por tempo de armazenamento, em Goiás:
  35. 35. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Comparativo entre os estados, para o armazenamento da soja:
  36. 36. Preço de Armazenagem Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Comparativo entre os estados, para o armazenamento do milho:
  37. 37. Preço de Armazenagem (R$/t) Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) 15 dias 30 dias 60 dias 90 dias GO R$ 23,03 R$ 23,44 R$ 29,60 R$ 35,76 MS R$ 25,01 R$ 26,72 R$ 30,14 R$ 33,55 MT R$ 27,67 R$ 27,67 R$ 30,46 R$ 34,64 SojaMilho O Preço de Armazenagem informado até o vencimento do período de carência é composto pelos serviços de recepção, pré-limpeza, secagem (com o produto em condições de 17% de umidade), expurgo e expedição (tarifa fixa). Após esse período considera-se a cobrança da tarifa variável correspondente a armazenagem. 15 dias 30 dias 60 dias 90 dias GO R$ 26,49 R$ 26,65 R$ 31,61 R$ 36,56 MS R$ 26,57 R$ 28,21 R$ 33,14 R$ 38,06 MT R$ 27,84 R$ 27,84 R$ 30,45 R$ 34,57
  38. 38. Tipos de investimentos mais frequentes: • Aumento da capacidade estática • Construção de um novo armazém • Modernização da infraestrutura (elevadores e balanças, correias transportadoras) Realização de Investimentos Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Agentes realizando investimentos ou com investimentos já programados (não são contabilizadas manutenções gerais nos armazéns) Há investimentos por parte das empresas de armazenagem? SIM NÃO
  39. 39. Aplicações do SIARMA Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) • Plataforma integrada do Siarma e Sifreca • Informação rápida e transparente • Informações estratégicas para a tomada de decisão • Informações de apoio à gestão logística • Avaliação de cenários logísticos
  40. 40. Aplicações do SIARMA
  41. 41. Equipe Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) Coordenação Geral  Prof. Dr. José Vicente Caixeta Filho  Thiago Guilherme Péra Equipe Responsável  Bianca Daminato  Bruna Borella Beti  Estefânia G. Polli  Fernando Vinícius da Rocha  Gabriela Ribeiro Marth  Milena Emi  Priscila de Oliveira  Samuel da Silva Neto  Thiago Guilherme Péra  Victória de M. B. e Freitas
  42. 42. SIARMA Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG) log.esalq.usp.br (19) 3429.4580 Maiores informações em:

×