O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

João wesley e o metodismo

8.624 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre a história do metodismo, surgimento da Igreja Metodista e seu fundador João Wesley no século XVIII.
Veja mais em:
http://historiasmetodistas.blogspot.com/

João wesley e o metodismo

  1. 1. João Wesley e o Movimento Metodista “O mundo é a minha paróquia”
  2. 2. A família Wesley’s 19 filhos
  3. 3. O incêndio • 17/06/1703 - Nascimento João Wesley em Epworth – INGLATERRA. Quando Wesley tinha cinco anos de idade (1709) aconteceu um incêndio na casa que moravam e ele foi o último a se salvo. Por isso sua mãe dizia que ele era ‘um tição tirado do fogo’ e por isso dedicou-se especialmente a ele crendo que Deus teria um ministério em sua vida.
  4. 4. O chamado pastoral Ainda Jovem João Wesley dedicou sua vida ao ministério da palavra de Deus e estudou teologia tornando-se um pastor da Igreja Anglicana. Era neto e filho de pastor.
  5. 5. O Clube Santo Reunia seus amigos para orar e estudar a Bíblia. Estabeleceram regras e métodos que regulavam as suas vidas buscando santificar-se. Visitavam prisões, dirigiam uma escola para crianças pobres e ajudavam os necessitados. Foram ridicularizados por tal comportamento e chamavam-lhes ironicamente "Traças da Bíblia", "Clube Santo" e "Metodistas“ por causa de seus métodos, metas e serem dedicados em tudo o que faziam.
  6. 6. 1735 - Viagem missionária à Geórgia Durante uma tempestade na viagem, Wesley ficou confuso ao ver que tinha medo da morte e se maravilhou com a confiança dos cristãos Morávios que cantavam enquanto ele temia. “Fui a América para converter os índios, mas quem, oh quem, se converterá a mim? Quem ou o que me livrará desse coração discrente? Eu tenho uma bela religião de verão” John Wesley
  7. 7. A experiência do coração aquecido No dia 24 de maio de 1738, João Wesley teve uma Experiência com o Espírito Santo em uma reunião na rua Aldersgate ao ser lido o prefácio de Lutero sobre Romanos 1.17. “Sem o Espírito de Deus não podemos fazer nada a não ser acrescentar pecado sobre pecado.” John Wesley
  8. 8. Proibido de pregar Após ter uma experiência com o Espírito Santo, João Wesley começou a pregar com entusiasmo e poder. Por isso a Igreja Anglicana o proibiu de pregar em suas igrejas.
  9. 9. A pregação ao ar livre A solução para Wesley foi pregar na rua. Certa vez quando o expulsaram, foi pregar sobre a única propriedade que tinha, o túmulo de seu pai.
  10. 10. “todo metodista deve estar pronto para pregar e para morrer” João Wesley O pregador das multidões
  11. 11. Perseguições “No essencial a unidade, no não essencial a liberdade e em tudo o amor.” John Wesley
  12. 12. Parceria entre dois irmãos Enquanto a ênfase de João Wesley era a pregação ao ar livre, Carlos Wesley se dedicava à música compondo centenas de hinos que cantava nos cultos ensinando ao povo louvar a Deus.
  13. 13. A fundição: quartel metodista Um lugar onde antes se fabricavam canhões e pessoas eram exploradas se tornou o quartel metodista onde se reuniam para planejar o trabalho e orar, ensinar e aprender a Bíblia.
  14. 14. O cavaleiro do Senhor João Wesley Percorreu o Reino Unido, Inglaterra, País de Gales e Escócia à cavalo e quase sempre lendo. Dizia aos seus pregadores: “Vocês tem uma tarefa e apenas uma: salvar almas.” Calcula-se que, em 50 anos, Wesley tenha percorrido 400 mil quilômetros e pregado 40 mil sermões, com uma média de 800 pregações por ano.
  15. 15. “O melhor de tudo é que Deus está conosco” Quarta-feira 02 março de 1791 - João Wesley morre antes das 10h em sua casa em Londres, aos 87 anos.
  16. 16. Lema do metodismo “Reformar a nação, particularmente a Igreja e espalhar a santidade Bíblica por toda a te.rra” Somente após a morte de Wesley no dia 22 de março de 1791, a Igreja Metodista, como Igreja propriamente, organizou-se como instituição primeiro nos EUA e depois na Inglaterra. João Wesley era contra divisão e morreu membro da Igreja Anglicana.
  17. 17. CONTRIBUIÇÕES DE JOÃO WESLEY PARA A SOCIEDADE DA ÉPOCA A preocupação com a saúde Máquina elétrica de pesquisa de Wesley Biblioteca Santa : Investimento em Educação com publicação de livros populares . 1ª ESCOLA METODISTA EM KINGSWOOD Dedicação ao estudo com fundação de escolas populares -Pregação para os mineiros nas minas de carvão e nas fábricas; -Organização de sindicatos de trabalhadores e luta por direitos humanos, bem como jornadas de trabalho justas; -Defesa dos escravos e luta contra a escravidão; -Assistência social aos pobres e órfãos; -Luta por uma reforma do sistema penitenciário; -Conscientização e combate aos vícios. Revolução Musical com apoio de seu irmão Charles que compôs centenas de hinos.
  18. 18. Emblema do metodismo CRUZ vazia: ressurreição de Jesus Cristo CHAMA: avivamento e fogo do Espírito Santo As pontas da cruz simbolizam a missão de evangelizar os quatro cantos da terra.
  19. 19. O povo Metodista 278 anos [24 de maio de 1738] 80 milhões de membros 130 países 181 anos [19 Agosto 1835] 410 mil membros 10 regiões eclesiásticas
  20. 20. Doutrinas • A Bíblia: Aceitamos as Sagradas Escrituras, os livros do Antigo e do Novo Testamento, como Palavra inspirada por Deus e necessária à salvação.
  21. 21. • Deus Pai, Criador e soberano sustentador do Universo; • Deus Filho, que se esvaziou para assumir a forma humana e nos conduzir ao Pai; • e Deus Espírito Santo, nosso Consolador que testifica com o nosso espírito que somos Filhos de Deus e nos inspira para a missão. Deus: É o fundamento e o Senhor deste Universo. Na Trindade, age sob três formas:
  22. 22. • A criação humana e o pecado original: O ser humano foi criado à imagem e semelhança de Deus. Contudo, usando a liberdade dada por Deus, o homem escolheu desobedecê-lo. Este pecado quebrou a comunhão humana com o Criador, trazendo desarmonia para toda a criação e a sociedade. Mas Deus tomou a iniciativa, por meio de Jesus Cristo, para restabelecer nossa comunhão com Deus.
  23. 23. • Graça preveniente (ou preventiva): A graça é a disposição benevolente de Deus para com o ser humano, sua misericórdia a favor do ser humano, abrindo a possibilidade para a salvação. Quando dizemos "somos salvos pela graça de Deus", significa que somos salvos pela misericórdia de Deus posta em ação a nosso favor. É a própria presença de Deus em ação, por sua misericórdia, procurando levar o ser humano ao arrependimento.
  24. 24. • Livre arbítrio: A graça de Deus não é imposta, o ser humano pode aceitá-la ou rejeitá-la. Quando, então, demonstramos esta boa vontade, a graça passa a operar em nós dando-nos então a possibilidade de praticar as boas obras que de outra forma nos seriam impossíveis. Por isso, os metodistas não aceitam a teoria da predestinação (doutrina segundo a qual algumas pessoas estariam predestinadas à salvação). A salvação, pela graça de Deus, está aberta a todas as pessoas.
  25. 25. • Arrependimento: Consiste no abandono do pecado e no voltar-se para Deus e seu serviço. Portanto, não se trata de mero remorso, mas de uma mudança de atitude. O arrependimento é o primeiro movimento para a salvação (Mt 4:17). Deus está nos convidando ao arrependimento e torna possível uma resposta positiva através de sua Graça.
  26. 26. • Justificação: Justificação é o perdão de pecados. Cristo tomou sobre si as nossas culpas. Sofreu, imerecidamente, em nosso lugar. Assim, estamos reconciliados com Deus mediante o sangue de Cristo. Sob uma única condição o ser humano pecador é justificado: pela fé em Jesus Cristo.
  27. 27. • Santificação: ou “perfeição cristã” não é um estado do ser humano (pois não há perfeição na terra), mas um processo de constante crescimento. ”O ser humano tem sempre necessidade de crescer em graça e avançar diariamente no conhecimento e no amor de Deus". O Espírito Santo age em nós, conduzindo um processo que se inicia com a fé em Jesus Cristo, o perdão dos pecados e a regeneração de nossa vida. O Espírito Santo santifica nossa vontade de tal maneira que passamos a escolher o bem e dizer não ao mal e ao pecado.
  28. 28. Na tradição wesleyana, ninguém se santifica sozinho, pois a santificação é sócio-comunitária. No entendimento de Wesley “não há santidade que não seja santidade social (...) reduzir o Cristianismo tão somente a uma expressão solitária é destruí-lo”. • Evangelho social – a doutrina da santificação wesleyana inclui dois movimentos que devem estar integrados: atos de piedade, que são os atos que levam ao crescimento espiritual (a leitura bíblica, oração, jejum etc) e atos de misericórdia, que são os atos em favor do próximo, as ações em favor da promoção da vida e da justiça social.
  29. 29. Ser metodista é

×