ESTADO DE SANTA CATARINASECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃOEEB. SAAD ANTONIO SARQUISRUA SÃO LOURENÇO DO OESTE, 558-E – BAIRRO...
1. Apresentação      A Escola de Educação Básica Saad Antônio Sarquis foi construída em áreade terra de 740.698 m², doada ...
IDEB da Unidade Escolar              Um dos dados que mostra o desenvolvimento dos nossos alunos é o IDEB      (Índice de ...
2. Papel da escola      Objetivo Geral      Interagir no sentido de formar alunos como sujeitos ativos, críticos e   parti...
A Escola funciona de segunda a sexta-feira com os alunos e aos sábados edomingos extraordinariamente.                     ...
Matriz Curricular do Ensino Fundamental de 09 anos  Número de dias de efetivo trabalho escolar: 200 dias  Número mínimo de...
Matriz Curricular do Ensino Médio - Diurno e NoturnoCarga Horária Semestral – 400 horasCarga Horária Total – 800 horasNúme...
Os programas e currículos serão articulados com a prática social, sendo seuponto de partida e seu ponto de chegada. Estabe...
A avaliação do processo de ensino-aprendizagem, de acordo com aResolução nº 158/2008, regulamentada pela Portaria nº37/200...
4. Dimensão AdministrativaDiretor GeralCarlos CasonattoAssessores de DiretorNeusa Muller Ferreira GarciaPaulo Sérgio Paz D...
5. Corpo Docente         Professores                                                                                      ...
Carga   Nome Do Professor           Matrícula            Função            Habil    Graduação                             ...
Os trabalhadores em educação desta Unidade Escolar estão em constanteaperfeiçoamento pedagógico, que se dá através de plan...
6. Dimensão Financeira      Os recursos financeiros da escola são oriundos das verbas que vem dogoverno federal – PDDE - e...
Meta 02: Implementação e execução do Plano de Educação dos nove anos.       Ação: Alfabetização e letramento.       Respon...
Período de desenvolvimento: Março a dezembro de 2012.       Resultados esperados: Que os educandos adquiram o hábito da le...
Período de desenvolvimento: Fevereiro a agosto de 2012.       Resultados esperados: Que os pais participem efetivamente da...
Responsáveis: Coordenadores, direção, professores e responsáveis pelaEscola do Legislativo.      Período de desenvolviment...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

PPP 2012 Saad Sarquis

3.652 visualizações

Publicada em

Documento norteador da EEB Saad Antônio Sarquis, onde consta resumidamente as metas para o ano de 2012.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.652
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.064
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PPP 2012 Saad Sarquis

  1. 1. ESTADO DE SANTA CATARINASECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃOEEB. SAAD ANTONIO SARQUISRUA SÃO LOURENÇO DO OESTE, 558-E – BAIRRO CRISTO REIDIRETOR: CARLOS CASONATTOASSESSORES DE DIRETOR: NEUSA MULLER FERREIRA GARCIA PAULO SÉRGIO PAZ DE OLIVEIRA PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO 2012 Chapecó (SC), fevereiro 2012.
  2. 2. 1. Apresentação A Escola de Educação Básica Saad Antônio Sarquis foi construída em áreade terra de 740.698 m², doada pela Prefeitura Municipal de Chapecó, através da Leinº 2.522 de 30/05/84. A portaria E/299/88 através do Decreto nº 31.112/86, conjugado com a Lei nº4.394/69, resolve criar junto à Escola de Rede Estadual o curso de Educação Pré-escolar, com data em vigor de 18/08/88. O decreto nº 512, de 06/09/99, autoriza o funcionamento do Curso de EnsinoMédio pelo parecer nº 181/CEE, de 20/07/99, com matrícula inicial de 94 alunos. A Escola de Educação Básica Saad Antônio Sarquis está localizada na RuaSão Lourenço do Oeste, 558 E, no Bairro Cristo Rei de Chapecó-SC, e é mantidapelo Estado de Santa Catarina e administrada pela Secretaria de Estado daEducação e será regida por este Projeto Político Pedagógico nos termos dalegislação em vigor. A escola situa-se na região norte do município e conta com uma população debaixa e media renda. São trabalhadores que matriculam seus filhos nesta UnidadeEscolar em busca de uma educação de qualidade para os mesmos. 2
  3. 3. IDEB da Unidade Escolar Um dos dados que mostra o desenvolvimento dos nossos alunos é o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Na tabela abaixo podem ser observados os índices registrados em 2005, 2007 e 2009 e metas a serem atingidas até 2021: Ensino IDEB Metas ProjetadasFundamental Observado 2005 2007 2009 2007 2009 2011 2013 2015 2017 2019 2021Anos Iniciais 4,5 5,3 5,0 4,5 4,9 5,3 5,5 5,8 6,0 6,3 6,5Anos Finais 4,3 3,9 4,4 4,4 4,5 4,8 5,2 5,5 5,8 6,0 6,2 Fonte: Prova Brasil e Censo Escolar. Recuperação Todo aluno tem o direito de ter oportunidades para recuperar o mau desempenho que teve em determinada disciplina ou conteúdo. Entendemos por recuperação de estudos o processo didático pedagógico que visa oferecer novas oportunidades aos alunos para superar deficiências ao longo do processo ensino aprendizagem. A recuperação será oferecida de forma paralela, sempre que for diagnosticada insuficiência durante o processo regular de apropriação do conhecimento e de competências pelo aluno. O resultado obtido na avaliação, após estudos de recuperação, em que o aluno demonstre ter superado as dificuldades, substituirá a anterior, referentes aos mesmos objetivos, prevalecendo o maior resultado. 3
  4. 4. 2. Papel da escola Objetivo Geral Interagir no sentido de formar alunos como sujeitos ativos, críticos e participativos na construção de uma sociedade mais justa, humana e igualitária. Objetivos Específicos - Desenvolver a criticidade dos educandos; - Diminuir os índices de evasão e repetência; - Garantir a apropriação e a internalização dos conteúdos aos educandos; - Despertar nos educandos os sentimentos de cidadania e solidariedade; - Sensibilizar os educandos para a preservação do ambiente; - Respeitar as diferenças, promovendo a educação inclusiva; - Implementar a capacitação contínua do corpo docente e diretivo da UE; - Integrar a comunidade escolar. A filosofia norteada na ação pedagógica tem sua origem e seu fim na práticasocial concreta. O contexto histórico-social no qual vivem professores e alunosconstitui o fundamento da escola. 3. Proposta Curricular A Unidade Escolar tem por finalidade atender o disposto nas ConstituiçõesFederal e Estadual, na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional e noEstatuto da Criança e do Adolescente. Ministrar o Ensino Fundamental e o EnsinoMédio, observados, em cada caso, a legislação e as normas especificamenteaplicáveis. 4
  5. 5. A Escola funciona de segunda a sexta-feira com os alunos e aos sábados edomingos extraordinariamente. 5
  6. 6. Matriz Curricular do Ensino Fundamental de 09 anos Número de dias de efetivo trabalho escolar: 200 dias Número mínimo de semanas letivas: 40 semanas Número de dias semanais de efetivo trabalho: 05 dias Duração da hora/aula: 45 minutos – 05 horas/aulas diárias (4 horas relógio) Carga anual para os alunos: 800 horas Turno: Diurno TOTALRESOLUÇÃO DISCIPLINAS SÉRIES SEMANALNº 02/CEB/CNE (AULAS SEMANAIS) 1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª Língua Portuguesa X x X X X 04 04 04 04 16 Matemática X x X X X 04 04 04 04 16 Ciências X x X X X 03 03 03 03 12 História X x X X X 03 03 03 03 12BASE COMUM Geografia X x X X X 03 03 03 03 12 Educação Física X x X X X 03 03 03 03 12 Artes X x X X X 02 02 02 02 08 Ensino Religioso X x X X X 01 01 01 01 04PARTE Língua Estrangeira - - - - - 03 03 03 03 12DIVERSIFICADA (Inglês)TOTAIS SEMANAIS X X X X X 26 26 26 26 104 6
  7. 7. Matriz Curricular do Ensino Médio - Diurno e NoturnoCarga Horária Semestral – 400 horasCarga Horária Total – 800 horasNúmero de dias de efetivo trabalho escolar – 200 diasNúmero de semanas – 40Duração da aula – hora/aula: Matutino – 45 minutos (4horas relógio) Noturno – 40 minutos (3:30horas relógio) RESOLUÇÃO Nº 1ª 2ª 3ª CARGA DISCIPLINAS 03/CEB/CNE SÉRIE SÉRIE SÉRIE HORÁRIA Língua Portuguesa e Literatura 03 03 03 288 LINGUAGENS, Língua Estrangeira (Inglês) 02 02 02 192 CÓDIGOS E SUAS Artes 02 01 02 160 TECNOLOGIAS Educação Física 02 02 02 192 Subtotal 09 08 09 832 Química 02 02 02 192 CIÊNCIAS DA Física 02 02 02 192NATUREZA E SUAS Biologia 02 02 02 192 TECNOLOGIAS Matemática 03 03 03 288 Subtotal 09 09 09 864 História 02 02 02 192CIÊNCIAS HUMANAS Geografia 02 02 02 192 E SUAS Filosofia 01 02 02 160 TECNOLOGIAS Sociologia 02 02 01 160 Subtotal 07 08 07 704 25 25 25 2400 TOTAIS SEMANAIS 7
  8. 8. Os programas e currículos serão articulados com a prática social, sendo seuponto de partida e seu ponto de chegada. Estabelece-se, portanto, uma relaçãodialética entre o conhecimento acumulado historicamente pela humanidade e arealidade na qual está inserida a escola. A LDB redimensiona o conceito de escola e explica que está nas mãos dossujeitos que fazem a escola definir a organização do seu trabalho pedagógico.Obviamente, uma atribuição dessa natureza é de grande responsabilidade, porqueimplica na definição dos caminhos que a escola vai tomar e, consequentemente aconstrução de sua autonomia, que depende de uma ação compartilhada de todos ossegmentos, de forma mais dialogada e solidária. Este marco operativo diz respeito ao trabalho da escola como um todo, emsua finalidade primeira e a todas as atividades desenvolvidas tanto dentro como forada sala de aula, inclusive a forma de gestão, a abordagem curricular e a relaçãoescola comunidade. A dimensão pedagógica manifesta-se à medida que a aprendizagem doaluno, a base curricular e os programas de ensino por ele desenvolvidos, sãoanalisados pelo professor, ou pelo coletivo dos professores, e a avaliação da escolaé feita para verificar o seu desempenho em termos de aprendizagem. A maiorfinalidade do Projeto Político Pedagógico é assegurar o sucesso da aprendizagemde todos os alunos da escola. Avaliação A avaliação do aproveitamento do aluno será contínua e de forma global,mediante verificação de competências e da aprendizagem do conhecimento, ematividades extraclasses, incluídos os procedimentos próprios de recuperaçãoparalela e oferecendo ainda exames finais, para os alunos que atingirem médiaanual entre 3,0 (três) e 7,0 (sete) e facultativa para os alunos com média superior a7,0 (sete). Oferecemos ainda novas oportunidades de avaliação. Sempre que verificadoo aproveitamento insuficiente durante os bimestres, é assegurada ao aluno apromoção de recuperação paralela e prevalecerá o resultado maior obtido. 8
  9. 9. A avaliação do processo de ensino-aprendizagem, de acordo com aResolução nº 158/2008, regulamentada pela Portaria nº37/2009, busca possibilitar oaperfeiçoamento do processo de ensino-aprendizagem, melhorando o desempenhodo aluno quanto à apropriação de competências e conhecimentos em cada área deestudos e atividades escolares, acompanhando o desempenho docente e ascondições físicas e materiais que substanciam esse processo. Para efeito de registro de avaliação, consideram-se os valores numéricos de1,0 (um) a 10,0 (dez), que serão organizados em quatro bimestres, preponderandosempre à média das notas registradas podendo ser utilizado o meio ponto ou 0,5(cinco décimos) na média bimestral. A nota obtida pelo aluno no bimestre poderá sersubstituída de forma crescente, tantas vezes quantas forem às oportunidades derecuperação do conhecimento realizadas pelo professor. O registro da nota deverá seguir o critério de ordem crescente, ou seja,considerando que o aluno não desaprende o que já foi apropriado e nem se suprimeo que já foi ensinado. Com ressalva, a nota poderá ser menor a anterior quando oaluno, comprovadamente, se recusar a realizar as avaliações propostas. O registroterá como base a apropriação dos conceitos que pode variar de 10% a 100% do quefoi trabalhado durante o ano. A escola trabalha com alguns projetos pedagógicos durante o ano letivo,sendo atualmente os seguintes: Leitura na Escola; Sexualidade e Afetividade;Embelezamento da Escola; Educação no Trânsito; Brasil Afro; Memorizando aTabuada; Conselho de Classe Participativo e Plantão Pedagógico, InteraçãoFamília/Escola, Correção de Fluxo, Recuperação de Estudos, Parlamento Jovem eViolência no âmbito Escolar. 9
  10. 10. 4. Dimensão AdministrativaDiretor GeralCarlos CasonattoAssessores de DiretorNeusa Muller Ferreira GarciaPaulo Sérgio Paz De OliveiraAssistente de EducaçãoPatricia BussAdministradora EscolarMaria Elisa B. BaumannAssistente Técnico PedagógicoRonaldo dos SantosPresidente APPMaria de Lurdes Buralski SobolevskiPresidente Conselho DeliberativoVilmar PedonGrêmio EstudantilAndresa BoorResponsável pela BibliotecaRonaldo dos SantosResponsáveis pela Sala de InformáticaMatutino e Vespertino: Jhony BrustolinNoturno: Ronaldo dos Santos 10
  11. 11. 5. Corpo Docente Professores Carga Nome Do Professor Matrícula Função Habil Graduação Horária Carlos Casonatto 140.310-9-01 Diretor 300 Biologia 40 Neusa Muller F. Garcia 311.162-8-03 Assessora 300 LPL 20 Paulo Sérgio Paz De Oliveira 288.138-1-04 Assessor 300 Biologia 40 Patricia Buss 372.976-1-01 Assistente de Educação 300 Ed. Infantil 40 Ademir Andrighi 338.179-0-01 Professor 300 Arte Compl. Alice Maria Ferreira 381.996-5-01 Professora 300 Séries Iniciais 40 Aline Simoni 665.390-1-02 Professora 100 2ª professora 20 Charly E. G. Baumann 194.954-3-01 Professor 300 Ed. Física 40 Claci T. da Silva 157.949-5-01 Professora 300 Séries iniciais 40 Dianir F Schmitz Zamboni 296.560-7-04 Professora 300 Química 40 Doremi Canabaro 668.318-5-01 Professora 300 Séries Iniciais 40 Elaine Aparecida Sganzerla 651.157-0-02 Professora 100 Ens. Religioso 10Elisaine Inês Tonatto Massoline 315.029-1-04 Professora 300 Matemática 40 Eloi Telmir dos Santos 320.426-0-03 Professor 300 Geografia 40 Inês Tres 191.602-5-03 Professora 300 Inglês 40 Iracema Gomes Ferreira 325.263-9-01 Professora 300 Séries Iniciais 20 Jacir Vansin 179.416-7-03 Professor 300 Matemática 40 Jaime Antonio Karasek 305.612-0-04 Professor 300 Ed. Física 40 Janaina Piccoli Brizolla 316.731-3-03 Professora 300 Arte Compl. Jhony Brustolin 651.675-0-01 Sala de Informática 100 Sist. Inform. 40 João Pedro Dalbosco 318.132-4-02 Professor 300 História 40 Jorge da Silva Batista 377.403-1-01 Professor 300 Filosofia Compl. Jussara da Silva 667.355-4-01 Professora 100 Sociologia 20 Kristiano Rogério Novelo 650.435-3-01 Professor 300 Português Compl. 11
  12. 12. Carga Nome Do Professor Matrícula Função Habil Graduação Horária Luciane Bitarello Fontana 314.556-5-01 Professora 300 Geografia Compl. Luiz Carasek Junior 668.296-0-01 Professor 300 Ed. Física Compl. Maria Elisa B. Baumann 164.696-6-02 Administradora Escolar 300 Séries Iniciais 40 Marivete Ines Feldmann 668.315-0-01 Professora 100 Séries Iniciais 20 Milto da Silveira 154.250-8-02 Professor 300 LPL / Inglês Compl. Neiva Ana Maboni 270.362-9-03 Professora 300 Geografia 20 Nelsinda Menezes Vieira 287.713-1-04 Professora 300 LPL / Inglês 20 Neoimi Elesabete Triches 381.852-7-01 Professora 300 Geografia Compl. Odilce Variza 663.186-0-01 Professora 300 Séries Iniciais 20Rejane Terezinha Dal Piva 363.938-0-01 Professora 300 Matemática Compl. Rodrigo Wasen 390.371-0-01 Professor 300 Matemática Compl. Ronaldo dos Santos 345.296-4-03 Assistente Téc. Pedag. 300 Matemática 40Rosalia F. da Silva Kessler 259.191-0-03 Professora 300 LPL 40 Roseli Salete Vivan 289.239-1-05 Professora 300 Arte 40 Rosicler Cararo 399.090-7-01 Professora 300 Séries Iniciais 20 Sandra Marli Basegio 389.059-7-01 Professora 100 Arte 20Seleandra Scheffer Teixeira 378.262-0-01 Professora 300 Séries Iniciais 20 Sidiane Covatti 298.427-0-05 Professora 300 Bio. / Ciências 40 Susieli Casonatto 339.701-7-04 Professora 300 Biologia 10 Tiago Ramos 668.630-3-01 Professor 300 Ed. Física Compl.Vanderléia Paula Sobierai 658.266-4-01 Professora 300 História 20 Zenei Oliva P. Michellon 261.710-2-05 Professora 300 História 40 12
  13. 13. Os trabalhadores em educação desta Unidade Escolar estão em constanteaperfeiçoamento pedagógico, que se dá através de planejamentos periódicos queocorrem na escola e também em seminários e cursos promovidos pela GERED e poroutras instituições de ensino. Os alunos são atendidos regularmente em sala de aula e também na sala deinformática, na biblioteca, no ginásio de esportes e no laboratório de ciências para arealização da práxis pedagógica. O supracitado atendimento ocorre nos seguintes períodos: Matutino: 07 horas e 30 minutos às 11 horas e 30 minutos Vespertino: 13 horas e 15 minutos às 17 horas e 15 minutos Noturno: 19 horas às 22 horas e 30 minutos. Quanto ao Estágio de Estudantes do Ensino Médio, de acordo com a Lei nº11.788/2008, a Unidade Escolar informa os estudantes com 16 anos ou mais, apossibilidade dos mesmos estagiarem em empresas ou escolas. O alunointeressado preenche a sua inscrição na unidade escolar e a mesma encaminha aosetor de ensino da GERED. No momento que surgirem vagas, a pessoa responsávelentra em contato com a escola, que comunica o aluno. A Implantação da avaliação institucional é um desafio, porque precisamos: 1. Compreender os princípios e as finalidades da avaliação institucional comoo embasamento para o desenvolvimento desse processo; 2. Participar da formação de procedimentos metodológicos e etapas deavaliação institucional; 3. Implantar um processo de avaliação na instituição escolar, envolvendo todaa comunidade; 4. Selecionar procedimentos básicos para a elaboração, aplicação,organização e interpretação dos instrumentos de coleta de informações sobre aescola; 5. Utilizar os resultados da avaliação do processo de aperfeiçoamento doProjeto Político Pedagógico da escola. Sabemos que a avaliação institucional tem uma relação direta com aaprendizagem do aluno e ela se desenvolve por meio de uma prática coletiva. 13
  14. 14. 6. Dimensão Financeira Os recursos financeiros da escola são oriundos das verbas que vem dogoverno federal – PDDE - e verbas descentralizadas do governo estadual, que sãodistribuídas e aplicadas conforme a legislação vigente. 7. Dimensão Física A EEB. Saad Antônio Sarquis, tem uma área construída de aproximadamente1400 m2. Possui 07 (sete) salas com 48 m2; 06 (Seis) salas com 36 m2; 01 (uma)sala própria para 1ª série do Ensino Fundamental dos nove anos com 48 m 2; áreacoberta com aproximadamente 600 m2; 08 (oito) banheiros femininos; 08 (oito)banheiros masculinos; 01(um) banheiro para professores; sala da direção;secretaria; sala da administradora escolar; cozinha; biblioteca com 48 m 2,informatizada e climatizada, reunindo um acervo de aproximadamente 6500 (seis mile quinhentos) livros; contamos com uma sala informatizada com 10 (dez)computadores e 06 (seis) carteiras informatizadas, totalizando 22 (vinte e dois)computadores. Temos ainda 06 (seis) computadores assim distribuídos: 02 (dois) na sala dosprofessores, 02 (dois) na secretaria, 01 (um) na sala da administradora, 02 (dois) nabiblioteca e 01 (um) na sala da direção; 04(quatro) impressoras, sendo 02 (duas)copiadoras/impressoras e 01 (uma) copiadora. Temos 01 (um) datashow e 01 (um)notebook, 02(dois) projetores multimídia 3X1 Proinfo, aparelhos de som portátil, 04(quatro) televisores; 04(quatro) aparelhos de DVD e 01 (um) vídeo cassete. Fazem parte ainda do espaço físico da escola 01 (uma) quadra de areia e oginásio de esportes. 8. Metas, Ações e Responsáveis. Meta 01: Revisão e avaliação permanente do PPP. Ação: Mudança no olhar do PPP Responsáveis: Comunidade escolar Período de desenvolvimento: Fevereiro a dezembro de 2012. Resultados esperados: A consolidação do PPP na Comunidade Escolar. Como será a avaliação final: Será realizada entre todos os partícipes da Comunidade Escolar. 14
  15. 15. Meta 02: Implementação e execução do Plano de Educação dos nove anos. Ação: Alfabetização e letramento. Responsáveis: Coordenador Pedagógico, professores do EnsinoFundamental. Período de desenvolvimento: Fevereiro a dezembro de 2012. Resultados esperados: Melhoria nos índices do IDEB. Como será a avaliação final: Através de instrumentos como a Prova Brasil. Meta 03: Desenvolver a temática sexualidade e afetividade. Ação: Palestras, produção de textos e cartazes e apresentações emseminários. Responsáveis: Coordenadores do Nepre e comunidade escolar. Período de desenvolvimento: Março a dezembro de 2012. Resultados esperados: Uma nova postura frente aos assuntos relacionadosà sexualidade. Como será a avaliação final: Serão observadas as mudanças de atitudesdos alunos. Meta 04: Aperfeiçoar e avaliar o projeto Brasil Afro para sua real efetivação. Ação: Palestras, filmes, debates, comemoração nas datas referentes aoprojeto. Responsáveis: Professores, Assistente Técnico Pedagógico e comunidadeescolar. Período de desenvolvimento: Março a novembro de 2012. Resultados esperados: Que todas as culturas e etnias sejam respeitadas evalorizadas. Como será a avaliação final: Verificar se houve mudanças de postura emrelação à convivência das diferentes etnias. Meta 05: Desenvolver a capacidade da leitura crítica, reflexiva e lúdica. Ação: Dias específicos de leitura na sala de aula em toda a escola. Responsáveis: Todos os professores, alunos e funcionários. 15
  16. 16. Período de desenvolvimento: Março a dezembro de 2012. Resultados esperados: Que os educandos adquiram o hábito da leitura. Como será a avaliação final: Observando se houveram melhoras naaprendizagem e na interpretação de fatos. Meta 06: Preservação do meio ambiente como forma de sobrevivência eembelezamento, onde a UE está inserida. Ação: Plantio de árvores, mudas de flores, palestras, saídas a campo. Responsáveis: Comunidade escolar e professores de Ciências, Biologia eGeografia. Período de desenvolvimento: Março a dezembro de 2012. Resultados esperados: Que se desenvolva um novo olhar de preservaçãoao meio ambiente. Como será a avaliação final: A partir das atitudes desenvolvidas empreservação ao meio pela Comunidade Escolar. Meta 07: Desenvolver uma consciência educada em relação aos transeuntese motoristas. Ação: Palestras com autoridades do trânsito, conhecimento do Código deTrânsito Brasileiro, maquetes, produção textual e cartazes. Responsáveis: Comunidade escolar e Professores de Geografia. Período de desenvolvimento: Fevereiro a dezembro de 2012. Resultados esperados: Que se crie uma consciência em relação à direçãodefensiva e ao respeito às normas de trânsito. Como será a avaliação final: A partir das atitudes dos alunos em relação aotrânsito. Meta 08: Integração e envolvimento da comunidade escolar no ambienteeducativo. Ação: Homenagem às famílias com apresentação de teatros, poesias,jograis, danças e músicas. Responsáveis: Alunos, professores e comunidade escolar. 16
  17. 17. Período de desenvolvimento: Fevereiro a agosto de 2012. Resultados esperados: Que os pais participem efetivamente da vida escolardos filhos. Como será a avaliação final: A partir da efetiva integração entre aComunidade Escolar. Meta 09: Prevenir a violência no ambiente escolar. Ação: Palestras, reflexão entre professores, funcionários e alunos a respeitoda violência no universo escolar, produções de textos sobre direitos e deveres doscidadãos e estudos sobre bullying. Responsáveis: Toda a Comunidade Escolar. Período de desenvolvimento: Fevereiro a dezembro de 2012. Resultados esperados: Que se desenvolva uma consciência de respeito eamor ao próximo. Como será a avaliação final: A partir das mudanças atitudinais em relação aconvivência dos atores envolvidos. Meta 10: Correção de Fluxo Ação: Corrigir a distorção idade/série através de atividades diferenciadastrabalhadas por professores e equipe pedagógica, visando uma apropriação doconhecimento que venha suprir as defasagens apresentadas pelos educandos. Responsáveis: Professores, equipe pedagógica, pais e alunos. Período de desenvolvimento: Fevereiro a dezembro de 2012. Resultados esperados: Que os alunos consigam se apropriar dosconhecimentos, refletindo sobre os mesmos. Como será a avaliação final: Serão observadas as mudanças atitudinais quea apropriação dos conteúdos provocou nos educandos, sua capacidade de refletirsobre os problemas e resolvê-los. Meta 11: Parlamento Jovem Ação: Escolher alunos do ensino médio para participarem como deputadosestudantis na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). 17
  18. 18. Responsáveis: Coordenadores, direção, professores e responsáveis pelaEscola do Legislativo. Período de desenvolvimento: Março a junho de 2012. Resultados esperados: Que os alunos consigam apresentar projetos de leisou afins que visem transformar a realidade da região/ cidade/ comunidade nas quaisestão inseridos. Como será a avaliação final: Será feita a partir dos resultados obtidos apósa apresentação dos projetos na Assembleia Legislativa. 8. Consolidação do PPP A Assembleia Geral de Pais realizou-se no dia 17 de março de 2012, às 14h,sendo o documento acima aprovado, de acordo com a Ata nº 001/2012. 18

×