.

407 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
407
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

.

  1. 1. Saber elaborar um curriculum vitaeporRebecca Corfield1945-199550Título original: *Preparing Your Own CV*Tradução de Jorge Pinheiro Tradução portuguesa C) de P. E. A.Capa: estúdios P. E. A.C Rebecca Corfield, 1990, 1995Direitos reservados por Publicações Europa-América, Lda.Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida ou transmitida porqualquer forma ou por qualquer processo, electrónico, mecânico oufotográfico, incluindo fotocópia, xerocópiaou gravação, sem autorizaçãoprévia e escrita do editor. Exceptua-se naturalmente a transcrição depequenos textos ou passagens para apresentação ou crítica do livro.Esta excepção não deve de modo nenhum ser interpretada como sendoextensiva à transcrição de textos em recolhas antológicas ou similaresdonde resulte prejuízo para o interesse pela obra. Os transgressoressão passíveis de procedimentojudicialEditor: Francisco Lyon de Castropublicações europa-américa, lda.Apartado 82726 Mem Martins CodexPortugalEdição n.o: 152609/6297Execução técnica:Gráfica Europam, Lda.,Mira-Sintra - Mem MartinsDepósito legal n.o 88453/95índiceIntroduçãoTirando o melhor partido deste livro1. Que é um CV?2. Para que serve um CV?3. O conteúdo do seu CV
  2. 2. 4. Apresentação5. Sugestões e exemplos6. Preparando o seu CVIntroduçãoO facto de estar a ler este livro significa, muito provavelmente, que:- Anda à procura de emprego;- Por algum motivo procura mudar de emprego;- Planeia uma mudança futura de carreira;- Pretende aconselhar alguém que esteja numa das anteriores situações. Ouviu dizer que um *curriculum vitae*, ou *CV*, pode ajudá-lo a obtero emprego que deseja, e precisa saber como começar. Arranjar um emprego, ou um emprego melhor, significa muitas vezes omesmo que encontrar um rol de dificuldades e a obrigatoriedade de nosapresentarmos com uma atitude positiva quando provavelmente nossentimos desmoralizados e com a autoconfiança em baixo. Nessascondições, a busca de emprego pode tornar-se num autêntico desafio. Mascom a ajuda adequada, poder-se-á elaborar um CV que será uma grandevantagem na decisão de ultrapassar essa barreira. Tudo quanto ajudar o leitor na sua procura é útil, mas um bom CV podeconstituir uma grande vantagem. Um *curriculum vitae* é extremamenteversátil e pode :realçar as suas perspectivas de emprego,independentemente das circunstâncias. A preparação de um *curriculumvitae* poderá ajudar um candidato que tenha:- Muitas ou nenhumas qualificações;- Muito empregos ou nunca tenha trabalhado;- Estado desempregado durante um longo período de tempo;- Excelentes ou nenhuma referências. Quando um empregador procura um empregado, um dos candidatos vai serescolhido. Você pode ser o eleito - se o seu CV sobressair perante osoutros, evidenciando-o como o melhor candidato para o lugar. Igualmenteimportante, se for apresentado de uma forma concisa e atraente, o seuCV pode ser uma influência poderosa em seu favor. Os empregadores querem a vida facilitada no momento em que procuram ocandidato adequado para ocupar o posto oferecido. Se de entre ascandidaturas que chegam em resposta a um anúncio conseguirem detectarum bom candidato, gastarão muito menos tempo do que o habitual aencontrar a pessoa certa para o lugar.Tirando o melhor partido deste livro Este livro foi escrito para guiar o leitor nos primeiros passos daelaboração de um *curriculum vitae*, ou *CV* - mesmo que nunca antestenha ouvido estas palavras! Não precisa de ser um perito a arranjarempregos ou alguém que saiba "vender uma boa imagem". O *curriculumvitae* fará isso por si.Ter o CV certo é apenas uma parte da grande operação que é arranjar umemprego - e isso é como participar num jogo. O empregador sabe
  3. 3. aproximadamente de que tipo de pessoa anda à procura, e por isso vocêterá de: a) Tentar descobrir o que o empregador pretende,e b) Convencê-lo de que é a pessoa que se encaixa perfeitamente nessa descrição. Os anúncios seguintes são típicos; surgem na imprensa diária: Oferecemos um salário competitivo, um agradável ambiente de trabalho,benefícios salariais e um atractivo esquema de remunerações. Escreva detalhadamente as suas habilitações para: Margaret Smith Gabinete de Recrutamento de Pessoal KP UK Limited 1 Oxford Street London W1V 6HE :,Chefe de Escritóriopara PeterboroughSomos a sede internacional de uma nova companhia orientada para omercado, envolvida no desenvolvimento e distribuição de produtosdomésticos altamente inovadores.Função: Adjunto do chefe executivo com responsabilidades nacionais einternacionais.Você é: Desembaraçado e prático. Domina estenografia e temconhecimentos de expediente geral de escritório. é bom comunicador epode fazer parte de uma equipa satisfeita e ambiciosa.Oferecemos: um excelente salário base (15.500 libras, seguro médico eexcelente esquema de remuneração).Envie, por favor, o seu CV para: Mr. Marcus Smith, Group OperationsManager, Aspen Lifestyle Products Ltd, Aspen House, Horsefair,Peterborough PE1 5BQ. Há diversos factores que o podem ajudar a ganhar este jogo, e o pontode partida é escrever um *curriculum vitae* bem redigido e com boaapresentação. Assim que tiver lido este livro e utilizado os conselhospráticos para compilar o seu próprio CV, terá começado a controlar maiso seu papel na procura de um emprego, e os passos seguintes não lheparecerão tão difíceis. O Capítulo 1 explica o que é um CV e mostra um modelo padrão. NoCapítulo 2, veremos a melhor forma de utilizar o documento. Estudaremoso conteúdo de um bom CV no Capítulo 3, e no Capítulo 4 examinaremoscomo apresentá-lo para produzir o máximo impacte possível no empregador. No Capítulo 5, pode apreciar exemplos reais de documentos de outras
  4. 4. pessoas e aprender com elas, antes de começar a elaborar o seu próprioCV. Há certas coisas que não deve fazer com um CV que lhe serãoexplicadas mais adiante. O capítulo final reune todas as informações eapresenta-lhe passo a passo o modo de compilar o seu próprio*curriculum vitae*.1que é um cv? Um CV é a história escolar e profissional resumida e esquematizada deuma pessoa. Pode parecer que deve ser usada apenas por "profissionais"ou por quem possúa elevadas qualificações, mas todos podem retirarbenefícios de um CV bem escrito e bem apresentado quando procura umemprego.Que significa "curriculum vitae"? As palavras "*curriculum vitae*" provêm do Latim e significamliteralmente "o curso da sua vida" ou a história sucinta da suacarreira. O termo é em geral abreviado para CV, e estas duas letras sãousadas para representar a expressão neste livro. Não existe uma forma *correcta* de elaborar um CV Cada consultorprofissional tem diferentes ideias sobre a melhor forma de planear e deexecutar o documento. Cada um pensa que se deve incluir isto e aquilo,desta e daquela maneira. Este livro esquematiza a forma como eupessoalmente acho que melhor impressionaráos empregadores e utiliza três regras simples que iremos repetidamenteencontrar ao longo deste livro: 1. Simplicidade 2. Clareza 3. Objectividade De facto, estas regras devem ser aplicadas a qualquer documentoescrito.Qual o aspecto de um CV? Cada CV é diferente do outro, e é assim que as coisas devem ser. Talcomo a verdadeira história da vida de uma pessoa será diferente da dequalquer outra, pois cada um de nós é singular. Os CV-padrão dividem-se em geral num máximo de seis secções diferentes: 1. *Dados pessoais*: Incluem nome, endereço, número de telefone, data de nascimento,nacionalidade, etc.
  5. 5. 2. *Habilitações literárias*: Apresenta datas, nomes e localização de escolas e institutosfrequentados e pormenores de quaisquer qualificações que possa terobtido. 3. *Experiência profissional*: Especifica datas, nome e localização dos empregadores, título doemprego e principais actividades de cada posição desempenhada. 4. *Interesses*: Inclui *hobbies*, desporto e actividades de lazer. 5. *Informação adicional*: Pormenores sobre capacidades ou tipo de trabalho desejado. 6. *Referências*: Nome e morada de duas pessoas que possam dar referências sobre si.Como começar a escrever um CV? Escrever um CV é algo de moroso e trabalhoso, mas compensa certamenteo esforço. A melhor forma de começar é ler este pequeno livro a fim decompreender os aspectos básicos necessários à elaboração de um CV.Depois pode começar pela sua própria história, guiado pelos exemplosapresentados no livro. Seria muito mais simples se houvesse um CV neste livro que pudesselimitar-se a copiar, mas, infelizmente, como cada pessoa tem diferentesexperiências e capacidades, o seu CV *tem* de ser completamenteoriginal e único. Obviamente pode aprender com outras pessoas, e no Capítulo 5encontrará muitos exemplos diferentes da forma que um CV apresentará,uma vez terminado. No final do livro, no Capítulo 6, incluímos umimpresso em branco para o leitor usar quando começar a compilar umaversão para si mesmo. O produto final procurará:- Salientar os pontos positivos da sua experiência e capacidades;- Reduzir ao mínimo os seus aspectos negativos. Muitos CV limitam-se a duas folhas A4, pelo que tal documento não lhelevará muito tempo a escrever, logo que saiba como começar e tenha sidoajudado a apresentar correctamente a informação. O esforço valerá a pena e a sua confiança em se apresentar apotenciais empregadores aumentará quando vir a impressão que a suahistória pode provocar a partir do momento em que a planeou e a reduziua escrito.2para que serve um cv?
  6. 6. Um CV pode ser usado com finalidades muito diferentes: a) Candidatura a vagas publicitadas quando o empregador especifica queas candidaturas devem ser enviadas com um CV - ver os exemplos doCapítulo 5. b) Candidatura a vagas de uma forma especulativa, ou em expectativa,ou seja, quando se escreve a uma empresa na esperança de haver vagasagora ou no futuro. Se presentemente não houver vagas, pode pedir-lhesque mantenham o seu nome em carteira. O seu CV torna-se assim numregisto duradouro das suas habilitações a que a empresa pode recorrerno caso de haver oportunidades de emprego no futuro. Os nomes eendereços das empresas surgem nos jornais ou nas listas telefónicas.c) Por agências de emprego que necessitam de um banco de nomes parasatisfazer pedidos de empresas.d) Como um *aide-mémoire*, ou auxiliar de memória, quando estiver apreencher impressos de candidatura. Toda a informação sobre a suahistória pessoal estará incluída nesse documento, o que lhe poupará otrabalho de ter de se recordar de todas as datas e informações sempreque tiver de preencher um novo impresso de candidatura. e) Para o trabalho em geral, quando se é trabalhador independente ouse realiza trabalho de consultor, etc. f) Como apresentação perante empresas ou bancos, quando por algummotivo necessita de lhes apresentar os seus antecedentes.Como pode um CV aumentar as perspectivasde emprego? Nunca lhe aconteceu deparar com um emprego interessante a que não secandidatou porque lhe foi pedido o envio do seu CV que não tinhapreparado? É preciso que esta situação não se volte a repetir. Muitos trabalhos anunciados em jornais são ocupados muito rapidamente.Se puder apressar-se a entregar o seu CV à empresa, a sua candidaturafica em tão boa posição como a de qualquer outro. Assim que tiver preparado um CV que lhe agrade, adquire uma posiçãomuito vantajosa face a muitos outros que procuram emprego: está prontoa concorrer a qualquer lugar sempre que lhe aparecer um conveniente. Emvez de entrar em pânico só de pensar que tem de preparar todos osdados, estará pronto a enviar rapidamente ao empregador a suaapresentação pessoal. Outra grande vantagem de ter à mão o seu CV preparado é que a mesmainformação pode ser enviada a qualquer número de diferentesempregadores; a única informação que necessita de alterar é o cabeçalhoda carta. O seu CV estará preparado deliberadamente para se adaptar amuitas situações diferentes.Como começar a compilar um CV eficaz? Preparar um CV de que se orgulhe pode levar-lhe imenso tempo. Odocumento final pode ser melhorado e alterado continuamente, mesmoquando estiver pronto a ser usado. A preocupação em incluir a informação correcta e adequada é algo de
  7. 7. moroso. Precisa de indicar todos os seus pormenores e deve ser tambémimpiedoso em excluir qualquer informação desnecessária. Um CV sucinto éo único a merecer ser lido. Assim que o conteúdo lhe agradar, a apresentação correcta do documentopode constituir igualmente um grande desafio. Um bom CV dará imensainformação sobre o tipo de pessoa que você é. Se tiver gasto tempo atriar adequadamente o documento, irá dar a aparência de ser bemorganizado e meticuloso (útil em qualquer trabalho), e se o CV tiverboa apresentação, dará a impressão de ser alguém que se preocupa com ospormenores e em quem ao mesmo tempo se pode confiar. Para começar, precisa de reunir os pormenores de todos os trabalhosque realizou no passado, bem como os factos da sua carreira académica.Talvez não lhe interesse incluir tudo isso na versão final, mas reunirtoda a informação possível permite-lhe uma mais clara opção sobreaquilo que pretende realçar. Um ponto importante a ter em mente é poderser capaz de utilizar o seu CV final em mais de uma candidatura ouocasião. Um CV nunca é utilizado em si mesmo e será sempre acompanhado de umacarta de apresentação (ver o exemplo no final do Capítulo 6). Essacarta é a oportunidade que tem de ser específico sobre o modo exactocomo se encaixa no emprego em particular a que está a candidatar-se,salientando as capacidades, qualificações ou experiência relevantes quepormenorizou no seu CV. Escrever um CV é uma excelente prática de assertividade sobre si mesmoe as suas realizações. Muita gente não sabe como apresentar a suamelhor faceta. Estamos mais habituados a ser reservados e modestosquanto à nossa categoria. Mas cada um de nós é único e tem a suaprópria história, virtudes e ambições, e as que se relacionam connoscopodem sobressair num bom CV. As candidaturas a um trabalho exigem que sejamos positivos sobre tudoquanto já realizámos até então, seja em muitos empregos diferentes,todos durante um curto período de tempo, seja tomar particularmenteconta de crianças. Por vezes, há aspectos da carreira que nos desagradam. Embora sejaerrado não ser verdadeiro quanto a esses pormenores, há formas deacentuar os aspectos de que *nos* orgulhamos para desviar a atenção detudo o resto. No Capítulo seguinte, ao abordarmos as diferentes secçõesde um CV, vendo que informações incluir, falaremos das formas de lidarcom os casos problemáticos.3o conteúdo do seu cvQue incluir? Então, como começar a preparar o seu CV? Este Capítulo trata da*informação* a usar e o Capítulo 4 aconselha sobre a melhor maneira de*apresentar* essa informação. O que se vai incluir no CV é crucial para a forma como se é entendidopor quem o 18. No Capítulo 2, explicámos as principais secções de um
  8. 8. CV. Agora consideraremos todas as secções isoladamente a fim de ver oque se deve e não se deve incluir em cada uma delas. Recordemo-nos dos três pontos importantes mencionados no Capítulo 1:- Simplicidade- Clareza- Objectividade Embora não haja apenas uma forma correcta de compilar um CV, o métodoque se apresenta é um dos possíveis e estamos convencidos de ser um dosbons métodos para elaborar um CV. No momento em que o seu CV chega às mãos do empregador, ele não sabenada de si para além da informação que este lhe revelar. Isso significaque quem tem a responsabilidade de fazer justiça ao seu próprio valor évocê mesmo, explicando de um modo fácil e simples quem é e o que fezaté então. Você é uma pessoa interessante e de valor e o seu CV é omeio pelo qual transmite esses elementos a um empregador. A única forma de garantir que o seu CV seja visto por um empregador étorná-lo muito óbvio se você fez algo de invulgar. Se fez uma viagem deestudo pela escola, se esteve envolvido com algum grupo de voluntáriosou em diferentes actividades desportivas, não se esqueça de incluiresses pontos. O empregador pode reparar em si só por haver algo de diferente no seuCV que o faça sobressair de todos os outros. Se puder descrever algumaactividade em que os outros não se tenham envolvido, irá dar aimpressão de ter tido experiências diferentes dos outros, e portanto,para um empregador, merece a pena admiti-lo. Nesta fase, o que estaremos a tentar fazer é saber que materialincluir no CV. A quantidade de informação que compilar pode acabar porficar bastante reduzida, mas abordaremos essa fase mais para diante. Vejamos o exemplo do CV de Patricia Mary Sharp:1. Dados pessoaisEm geral, não é muito difícil elaborar esta secção, já que trata dospormenores reais da sua vida. Nome, endereço e número de telefone sãoindicados no início do CV de modo a fazer sobressair o nome e a formade o contactar. Isso significa que será fácil a um empregadorinteressado contactar consigo.*Nome*: Os nomes são escritos assim: Patricia sharp Os nomes do meio são desnecessários já que apenas confundirão oleitor. O apelido (ou nome de família) deve vir no fim. Esta ordem denomes faz mais sentido do que Sharp Patricia, já que essa não é maneiracomo normalmente o seu nome é usado. Não utilizamos também P. M. Sharp,já que é difícil um empregador fixar e recordar iniciais. Se tiver mais do que um nome (por exemplo, mulheres casadas que tambémusam o seu nome de solteira), veja se usa o nome pela qual quer sertratada, se conseguir o lugar a que se candidata. Como alguns nomes podem ser invulgares, é conveniente colocar o seusegundo nome (ou nome de família) em maiúsculas, para ser facilmente
  9. 9. identificado.*Endereço*:Escreva sempre o seu endereço completo e o código postal.*Número de telefone*: Se tiver, inclua sempre o seu número de telefone. Um empregadorinteressado pode querer contactá-lo por telefone. Se não tiver ou senão puder atender com facilidade, indique um amigo ou um parente cujonúmero possa usar para que a mensagem seja recebida em seu nome - desdeque naturalmente não se esqueçam de lha transmitir. Utilize apenas umnúmero do emprego se realmente não se importa que o chamem no emprego.*Data de nascimento*: 15 de Julho de 1953 parece melhor que 15.07.53 ou 15/7/53. Utilize a sua data de nascimento em vez de indicar a idade. Seescrever 37 este ano, terá de o actualizar por altura do seuaniversário. Se achar que é particularmente novo ou de pouca idade, nãose deixe tentar por omitir a data de nascimento. Os empregadores estãogenuinamente interessados na sua idade, e na Secção 5, "InformaçõesAdicionais", haverá sempre oportunidade para acrescentar mais dadossobre si mesmo e apresentar a sua idade segundo uma perspectivapositiva.*Nacionalidade*: Para alguns empregos, este aspecto dos dados pessoais é muitoimportante. Se for de um outro país, é essencial que especifique sercapaz de trabalhar no país em que se candidata:Nigeriano(com autorização de residência e trabalho) Também é conveniente mencionar o estatuto de refugiado, por ex.:Etíope (com estatuto de refugiado) Na base de manter a informação o mais simples possível, há algunsdados pessoais - altura, peso, local de nascimento, naturalidade - quenão vale a pena incluir, a menos que tenha alguma razão que o leve apensar que a inclusão de algum destes elementos no seu CV aumenta assuas hipóteses de obter o emprego. Por exemplo, se tiver nascido nalocalidade em que está sediada a empresa, ou se o emprego exige umcerto padrão físico. Algumas pessoas incluem uma fotografia recente "tipo passe" com o seuCV. Julgo que isto pode despertar o interesse, chamando a atenção parasi.2. Habilitações literárias
  10. 10. Esta secção permite-lhe esquematizar as suas habilitações escolares,desde o secundário em diante. Quanto mais afastada estiver no tempo emrelação ao presente, menos relevância terá esta informação. Assim, porexemplo, um finalista recente deve pormenorizar nesta secção todas asdisciplinas que estudou, pois terá menos ou nenhuma informação aincluir na secção das habilitações profissionais. No Capítulo 5,incluímos mais informação a apresentar num CV de um finalista. A informação necessária é, fundamentalmente, as datas de frequência dosecundária (dos 11 anos em diante) - apenas os anos ou os meses e anos.Depois, o nome e a localização da(s) escola(s), embora não sejanecessário o endereço completo. Para localizar uma escola, basta acidade ou freguesia. A última informação é qualquer exame realizado ou,caso contrário, as disciplinas estudadas. Não precisa de incluirdisciplinas em cujo exame reprovou - a nossa intenção é realçar asvirtudes e minimizar as deficiências. Se obteve distinções, prémios oubolsas de estudo em certas disciplinas ou situações, inclua essainformação, pois ela fá-lo-á sobressair em relação as outros candidatos. Os pormenores sobre a universidade são apresentados da mesma maneira.Voltando a utilizar o nosso exemplo, Patricia Sharp inclui a seguinteinformação:1971 - Swansmead School1977 Birmingham B14 *Níveis 0*: Inglês, Matemática, História. *CSEs*: Ciências, CDT1977-Bishops Technical College *BTEC National Diploma*:1979 Wolverhampton Estudos Empresariais Como se pode ver por este exemplo, a experiência escolar é em geralapresentada por ordem cronoLógica, com a sua primeira escola no topo dalista e depois outros períodos de estudo indicados por ordem,concluindo com o mais recente.3. Experiência profissional Esta secção aborda os diferentes empregos que já teve até então. Ainformação exigida é muito semelhante à última secção sobre as suashabilitações académicas. Precisa de se certificar do início e do fim detodos os diferentes empregos que já teve, incluindo empregos em *part-time*, sazonais e voluntários, se não possui muita experiênciaprofissional. Apenas o ano, ou o mês e o ano, isso depende outra vez de cadaposição. Se for mais velho e já teve muitos empregos, ou se entre osempregos houver algum intervalo que gostaria de "passar em branco",então basta indicar apenas o ano.
  11. 11. Para esta Secção, a ordem das suas habilitaçõesprofissionais é a inversa. comece com o seu emprego mais recente eindique-os a todos acabando com o seu primeiro emprego. A razão paraisso é que o trabalho em que desempenhou mais responsabilidade,normalmente o último, vem em primeiro lugar.1978 - Perkins Confectioners1981 London SW15 Escriturário: Processamento de texto, dactilografia, atendimento de clientes,arquivo, telefonista A principal diferença entre esta secção e a anterior é que aquiprecisamos de dizer qual a categoria profissional em cada caso eespecificar as principais tarefas de cada lugar. Pode verificar-se que estão indicadas apenas as tarefas principais.Também começam com um substantivo: processamento de texto,dactilografia, atendimento de clientes, arquivo, etc. Ocuparia muitoespaço escrever frases completas. Se pelo nome da empresa não for muito claro qual o tipo de empregodesempenhado, então é conveniente especificá-lo entre parênteses aseguir ao nome. Ex:Simpkins *Escriturário*:(Solicitadores) Antes de começar a escrever os seus dados, tente recordar todas ascoisas que fez em cada emprego e indique-as. Mesmo que lhe possaparecer óbvio que um escriturário deva fazer trabalho de arquivista,pode não ser tão evidente para quem não desempenhou antes a mesmatarefa, e pode ser que o empregador procure alguém com essa experiência. A ideia de um CV é que a sua história seja vista porordem cronológica. Lembre-se que se a sua actividade profissional tivermuitos intervalos, pode considerar mais útil indicar apenas o ano doinício e do *terminus* de um emprego para que o final de cada empregose aproxime mais do início do seguinte. Se num emprego tiver responsabilidade de chefia, não se esqueça de omencionar no início das suas tarefas e de incluir também algumapromoção a que tenha sido sujeito durante o tempo em que esteve nesseemprego. Se teve muitos empregos diferentes, lembre-se que o facto importante éo tipo de pessoa que é agora e quais as capacidades e experiência queadquiriu até então. Empregos de há muito tempo atrás podem revelar oseu leque de experiência, mas nesse caso podem ser agrupados assim: "Trabalhei em muitos tipos diferentes de empregodurante as férias, incluindo lojas, escritório e fábricas"ou: "Trabalhei quatro anos por conta de agências de emprego na zonametropolitana desta cidade"
  12. 12. Não recomendo a inclusão de pormenores sobre a razão de ter deixadocada emprego ou sobre o salário/vencimento em cada posição. Se oempregador desejar clarificar esses pormenores, estes podem serdiscutidos numa entrevista subsequente.4. Interesses Os seus interesses podem ajudar a mostrar que é uma pessoamultifacetada e que não vive apenas para o trabalho. Quaisquerinteresses que possua ou tenha tido no passado que sejam invulgarespodem ajudá-lo. Não recomendaria ser demasiado específico sobre quaisquer interessespolíticos ou religiosos, a menos que sejam de relevância directa para aposição a que se candidata. Para garantir não prejudicar as suashipóteses, é melhor dizer que está activamente envolvido na comunidadelocal - quem lê o seu CV pode defender posições diferentes das suas. Tente discriminar algumas actividades físicas, bem como culturais,para mostrar que é uma pessoa saudável, activa e interessada. Tudo oque precisa aqui é de uma simples referência. Ex:Natação, *karate*, viagens, *jogging*, leitura, cinemacozinha. Na verdade não tem de gastar tempo com todas estas actividades, masveja se sabe o suficiente para poder falar com algum interesse sobreesses assuntos, por altura da entrevista. Os empregadores em geralconsideram os seus passatempos como uma área acessível para o início deconversa. Neste exemplo, podem querer saber que estilo de karatéestudou. Não é uma pergunta de fácil resposta se tudo quanto sabe dekaraté foi o que viu nos filmes de Bruce Lee, quando o empregador é umcinturão negro! Se pertence a algum clube, sociedade ou corpo profissional, podetambém mencioná-los aqui. Lembre-se que um empregador estaráinteressado em qualqueractividade que o faça sobressair num monte de CV que ele esteja aanalisar. Quando se decidir sobre as informações a incluir nesta secção,recorde-se sempre que o fito de referir os seus passatempos é mostrarao leitor que é uma pessoa equilibrada e com interesses variados, comuma vida satisfatória própria para além do emprego.5. Informação adicional Esta secção pode ser muito importante para aqueles cujo CV tenhafalhas nas outras secções. Por exemplo, se educou crianças e esteveportanto durante algum tempo fora do mundo do trabalho, este é o lugarpróprio para explicar a lacuna na sua carreira. Um exemplo deste tipode CV vem incluído no Capítulo 5. Se fez alguma viagem, pode mencioná-la aqui. Se está a mudar de
  13. 13. carreira, esta secção é a sua oportunidade de explicar a razão do seuinteresse por um novo tipo de trabalho. Se tem algumas capacidades particulares que sejam relevantes, podetambém incluí-las aqui. Há quem prefira introduzir uma secção extraintitulada "Outras Capacidades" antes desta, para cobrir elementos comocarta de condução, viatura própria, primeiros socorros, experiência decomputadores, conhecimentos de processamento de texto, computadorpróprio, etc. Esta secção normalmente é redigida por completo. Eis alguns exemplos: "Nos últimos sete anos, tenho cuidado dos meusdois filhos. Esta experiência, juntamente com o meuanterior emprego, ensinou-me a preparar um orçamento e a planificar, arespeitar prazos, a organizar horários escolares, a trabalhar comoparte de uma equipa e a delegar tarefas. Estou agora à procura de umapossibilidade de desenvolver essas técnicas como administrativa de umaempresa." "Sou uma pessoa madura e muito adaptável e consigo trabalhar semproblemas sob pressão. Sou dedicado ao trabalho, honesto, pontual edigno de confiança. Faço amigos com facilidade e gosto de trabalharcomo membro de uma equipa." "Tenho muitos anos de experiência em trabalho de acabamento naindústria de vestuário. Depois de criar os meus filhos, estou ansiosapor voltar a ter um emprego de tempo integral e utilizar as minhascapacidades e técnica para contribuir para uma equipa eficaz. Sou deconfiança, pontual, estável e dedicada." "Durante os últimos anos, passei muito tempo a trabalhar comovoluntário na comunidade, tanto aqui como no estrangeiro, ajudando asatisfazer as necessidades dos outros.""Tenho muita experiência a planificar, escrever e testar programas,conhecimento versátil de *software* e de sistemas operativos."6. Referências Deve indicar aqui duas pessoas que possam sercontactadas para dar referências suas. Uma deve ser o seu último patrãoou alguém da sua última escola ouuniversidade e a outra deve ser um amigo. A referência ao seu últimopatrão pode ser indicada como o Departamento de Pessoal de uma grandeempresa, se não houver uma pessoa particular que possa referir. A razão das referências é que o leitor pode ver que tem contactos queestão preparados a avalizar a sua competência e carácter. Sãofrequentemente contactados, pelo que não se deve esquecer de lhes pedirprimeiro autorização para usar os seus nomes. Se estiver a enviar o seu CV a muitas empresas, veja se as suasreferências não se importam de serem contactadas por uma variedade depessoas ao longo de um grande período de tempo. Não há-de quererindicar como referência alguém que, ao ser contactado, declare nãoquerer abonar em seu favor. As pessoas que vão prestar informações devem ter normalmente um bomemprego e não devem ser da família, embora se um familiar tiver um
  14. 14. apelido diferente (como, por exemplo, um cunhado) ninguém precise saberda vossa afinidade. Médicos de família ou sacerdotes podem muitas vezesser preferidos como referências se já o conhecem há algum tempo, masnaturalmente terá de obter primeiro a sua permissão. Se possível, inclua um número de telefone para ambas as referências,pois o empregador pode decidir fazer um contacto telefónico imediato.Antes de dar o telefone de casa, veja se essas pessoas não se importam. Se chegou recentemente ao país ou se esteve de viagem e apenas temreferências de outro país, aconselho vivamente que contacte asreferências para lhe mandarem uma carta aberta ou um testemunho dainformação em seu favor. Esta carta pode ser utilizada sempre queenviar o seu CV: envie uma fotocópia da carta (nunca o original)juntamente com o seu CV. A razão desta atitude é que muitos empregadores não gostam do facto deterem de precisar de várias semanas para obter referências a seurespeito, mas se tiverem à sua frente um testemunho abonatório, issoevita criarem ideias preconcebidas a seu respeito. Neste caso, bastamapenas as suas duas referências. Não se deixe tentar pela ideia deincluir inúmeras fotocópias de testemunhos ou certificados, pois umagrande quantidade de papel faz logo desanimar o empregador.Problemas "Fui despedido do meu último emprego e sei quevão dar uma má referência a meu respeito." Esta situação pode ser ultrapassada utilizando como referência umpatrão mais antigo e explicando as razões na entrevista. Pode dizer queexperimentou dificuldades pessoais no seu último emprego. Terá deensaiar a sua descrição dos acontecimentos antes de cada entrevista, demodo a ser convincente. Se apenas teve um emprego e foi despedido, terá de tentar apresentar asituação à melhor luz possível para explicar o que aconteceu. Utilizeduas referências pessoais no seu CV. Talvez possa executar algumtrabalho como voluntário, a fim de obter uma outra referência - mesmoque seja por um curto período de tempo. "O meu último patrão é uma excelente referência,mas ele passa tanto tempo fora do país. Devo incluí-lo como minhareferência?" Tudo quanto tem alguma possibilidade de tornar reticente umprospectivo empregador é má ideia. Se o empregador está interessado emo admitir, não há-de querer esperar seis meses até receber a suareferência. Aconselho-o assim a arranjar uma pessoa substituta quepossa garantir uma rápida resposta a qualquer pedido de esclarecimento.Uma outra alternativa é obter um testemunho aberto desse patrão,explicando que nem sempre está disponível, que poderá então juntar aoseu CV.4Apresentação
  15. 15. Pode agora reunir todo o material que precisa incluir no seu CV. E deprimordial importância a apresentação do seu CV. Sabe que, quandocompra mercadorias, é muitas vezes atraído tanto pela embalagem comopelo conteúdo. O mesmo se passa com um CV. Dar a alguém os seusapontamentos para ler pode criar confusão, e a pessoa provavelmente nãoirá ficar muito bem impressionada. Afinal, esse é o alvo da compilação de um CV. Quer apresentar-se aosempregadores à melhor luz possível, e a forma pela qual será julgado épela impressão que essas duas folhas A4 lhes causarão. é que essa é aúnica informação que possuem de si. Todo este capítulo é para melhoraresse alvo.Manuscrito, dactilografado ou impresso? Se for de todo possível, utilize um processador de texto para o seuCV, mesmo que tenha de pagar aalguém para o fazer. Assim, ele fica impresso, pode ser facilmenteeditado e tem a grande vantagem de ser rapidamente actualizado emqualquer altura no futuro. Não faça o processamento de texto se nunca utilizou um computador e senão souber dactilografar. Gastará imenso tempo e provavelmente irácometer também bastantes erros. Pode pagar a alguém que lhe faça essetrabalho mas certifique-se da sua competência, a fim de não gastarmuito dinheiro e no fim ficar mal servido. Hoje em dia, há muita gente que tem processadores de texto em casa, etalvez algum amigo seu o queira ajudar. A grande vantagem dosprocessadores de texto é o facto de poder fazer facilmente quaisquercorrecções e poder tirar o número de cópias que quiser, sempre que opretender. A segunda melhor alternativa é dactilografar o seu CV. Pode ficar combom aspecto, mas terá de ser completamente refeito sempre que mudaralgum dos seus dados. Nunca se deixe tentar pela ideia de usarcorrector para fazer alterações no seu CV ou acrescentar informaçõesutilizando uma máquina diferente, pois isso dá mau aspecto. Haverá pessoas que terão de redigir à mão o seu CV, mas isto deve serapenas em último recurso. Se possível, imprima ou dactilografe. Mas setiver de o manuscrever, faça-o com uma caligrafia bonita e escreva commaiúsculas para tornar mais legível a informação.Ordem A ordem das diferentes secções deste livro foi ensaiada e testadamuitas vezes. A simplicidade do planoparece impressionar e interessar os em pregadores. Se começar o seu CVcom um parágrafo sobre as suas capacidades e talentos, o empregadorpode ficar bem impressionado, mas em breve se esquecerá de quem você é. O valor deste esquema-padrão é o facto de o conteúdo seguir umprocesso lógico. Primeiro, está a apresentar-se, depois a dizer quais
  16. 16. as suas origens em termos de escolaridade e experiência profissional.Depois, explica as suas outras capacidades e transmite qualquer outrainformação relevante, incluindo os seus interesses e referências. Estáa contar os factos todos.Extensão O seu CV não deve ultrapassar as duas folhas de papel A4 escritas deum só lado. Há pessoas que têm dificuldade em escrever mais que umafolha, particularmente se têm pouca experiência profissional. Em geral,num primeiro esboço, um CV abrange quatro ou cinco folhas A4. Vejamos àvez cada um destes problemas. Problemas "O meu CV é muito pequeno." Se concluiu recentemente a escolaridade, é necessário transformar oseu CV numa informação muito pessoal. Isso dá-lhe campo para incluirinformação sobre outras actividades em que participou na escola ou naUniversidade. Por exemplo, pode descrever o seu papel em equipas em quejogou ou em grupos a que tenha pertencido. VeJa o exemplo 1 do Capítulo5. "O meu CV é muito comprido." Deve reduzir a extensão do seu CV a duas folhas se possível. Ninguémlê mais que duas folhas. Imagine-se um seleccionador muito ocupado quetenta desesperadamente despachar-se do monte de CV que tem em cima dasecretária. Com 20 para ler em meia hora, arranja qualquer desculpapara reduzir o número. A excepção a esta regra são aqueles que têm muitos anos deescolaridade e empregos anteriores. "O meu CV ocupa uma folha e meia." Estenda todo o documento (muito fácil com um processador de texto) atéocupar facilmente as duas folhas. Por outras palavras, acrescente maisespaço ao seu nome para o fazer sobressair e ponha mais intervalosentre as diferentes secções. Coloque as referências uma por baixo daoutra em vez de numa linha só. Quanto mais espaço em branco houver noseu CV mais fácil se torna lê-lo. "O esboço do meu CV chega às seis folhas.Como reduzi-las apenas a duas?" Seja impiedoso! Recorde-se: seja simples, seja claro, seja sucinto.Use frases curtas nos dados das suas habilitações e experiênciaprofissional. Reduza ao máximo, mesmo que isso signifique refazer o seu
  17. 17. CV quatro ou cinco vezes. Dê-lhe um aspecto conciso na versão final. Senão gostar, faça outro!Esboço Há certas características do seu CV que obrigatoriamente quer fazersalientar ao leitor. O principal é o seu nome. Se o empregador estivera manusear uma pilha de 20 CV, procure levá-lo a detectar facilmente oseu. Se puder utilizar um processador de texto, escreva o seu nome anegrito. Se o dactilografar, sublinhe-o. Outras coisas a fazer sobressair a negrito ou a sublinhado é o *nível*dos exames realizados e a *posição* desempenhada em cada emprego(porteiro, jornalista, relações públicas, etc.).Não tente salientar o facto deste documento se chamar um *curriculumvitae*. Se o leitor não souber de que documento se trata, ele não lhedará a atenção suficiente para se preocupar em lê-lo. Também não épreciso salientar os subcabeçalhos do "Nome", "Morada", etc., nem mesmo"Referências". Aquilo para que se pretende chamar a atenção são os seus dados, e aforma de o conseguir é fazer sobressair o que logrou realizar em termosde exame ou cursos estudados e categoria profissional. Sei de um CV mal esboçado em que o autor utilizou diversos tipos deletra. O resultado foi um bricabraque de estilos e formas. Um documentotão confuso faz logo desanimar quem o ler. Lembre-se: seja simples,claro e objectivo.5Sugestões e ExemplosQue deve e não deve fazer Da informação abordada até agora, há algumas regras básicas e geraisque se devem observar quando se prepara um bom CV.*A fazer*SIM Seja simples - evite maçar o leitor com palavras ou frases longas.SIM Seja claro - toda a informação deve ser de fácil compreensão.SIM Seja sucinto - duas páginas no máximo se possível. Se não gostar,faça outro.SIM Seja positivo - não saliente os empregos em que não foi bemsucedido ou de que foi despedido; acentue antes o que *conseguiu*alcançar nessa situação. Por exemplo, mesmo que tenha reprovado nosexames escolares, indique à mesma as disciplinas estudadas.SIM Assuma que o leitor não sabe o que você fez nosdiferentes empregos; aquilo que você acha óbvio pode não o ser para oleitor.SIM Gaste algum tempo a elaborar o seu CV e prepare-se para ir anotandotudo sobre a sua história profissional. O Capítulo 6 ensina-o acomeçar. Procure ver que efeito provoca no leitor o realce dado aos
  18. 18. diferentes aspectos das suas capacidades e realizações.Tenha à mão duas (ou mais) versões diferentes do seu CV se pretendercandidatar-se a empregos de carreiras diferentes - mas procure não seenganar no destinatário, enviando o CV trocado.SIM Conheça o seu CV de trás para diante - que lhe permita falarpositivamente de si numa entrevista.SIM Se for possível, utilize um processador de texto e imprima oproduto acabado.SIM Actualize o seu CV sempre que tiver novas experiências, maisqualificações ou outras informações adicionais.*A não fazer*não utilize calão - ou arrisca-se a confundir e a perder o leitor.não use uma linguagem pretensiosa; escreva como se falasse - simples eclaramente.não copie o CV de outra pessoa - tem sempre um aspecto de falsificação.não minta a seu respeito. Pode ser despedido de um emprego se isso fordescoberto.não se preocupe por se gabar das suas virtudes- afinal, todos os outrosestão a procurar mostrar serem os melhores. não envie o original do seuCV se lhe for difícil arranjar cópias. Utilize boas fotocópias paraenviar aos empregadores e guarde o original em lugar seguro.não fique sem cópias - é então que surge o emprego que *realmente*deseja.Exemplos de CV As páginas seguintes contêm dez exemplos de CV de pessoas emdiferentes situações. Um ou mais podem ser relevantes ao considerar oque incluir no seu. Estes exemplos foram incluídos apenas para lhe dar uma ideia dasformas muito diferentes de redigir um CV. Embora os nomes e endereçossejam fictícios, todos os dados foram retirados de exemplos reais de CVque ajudaram as pessoas a obter o emprego que desejavam. Não há um CV para cada situação, mas os exemplos foram especialmenteescolhidos para representar um vasto leque de tipos de CV. Não copie ainformação incluída nos exemplos, mas veja se algum deles se podetransformar num modelo apropriado como base da sua própria informação. Eis os CV que incluímos: 1. Candidato com estudos secundários 2. Candidato com estudos superiores 3. Graduado (Versão 1) 4. Graduado (Versão 2) 5. Experiência de trabalho voluntário 6. Muitos empregos 7. Intervalos entre empregos 8. Senhora que volta ao trabalho 9. Mudança de carreira 10. Redundância
  19. 19. 1. Candidato com estudos secundárioscurriculum vitaenome: Carlos ANTUNESmorada: Rua Direita, n.o18, 4.oSt. António dos Cavaleirostelefone: 01-9831000data de nascimento: 16 de Agosto de 1974nacionalidade: Portuguêshabilitações literárias:Set. 1985-Julho 1990: Liceu de Loures*Disciplinas estudadas*: Inglês, Matemática, Ciências, História*Classificação*: Inglês - 15 Matemática - 14; Ciências - 14habilitações profissionais:Desde Junho de 1988 até ao presente: Centro Nacional de Pensões/Lisboa*Distribuidor dominical de jornais*: selecção e distribuição de jornaise manuseamento de numeráriotrabalho voluntário: Desde o meu quinto ano escolar tenho ajudado pessoas de idadeacamadas. Visito regularmente três pessoas que vivem no bairro e ajudo-as com as compras e outras tarefas domésticas. Considero este trabalhoestimulante e compensador, e penso continuá-lo no meu tempo livre.outros conhecimentos: Fui chefe de Equipa no meu quinto ano na escola e ajudei a organizarassembleias e jornadas desportivas. Dactilografo 30 ppm e estoupresentemente a aprender a utilizar um processador de texto. No próximoano inicio lições de condução.interesses: Artes marciais, medalha de bronze na natação, *skate*.informação adicional:Sou uma pessoa educada e cooperante e dedico-me totalmente ao trabalhoque realizo. Sou membro dum grupo juvenil local e frequentoregularmente o clube de natação. Frequento o grupo escolar de teatro
  20. 20. desde o terceiro ano e participei em muitos espectáculos.referências:Dr. Carlos Alves (Proprietário)Av. da Liberdade, Lt. ALisboaTelef: 01-990 0000Dra. Luísa Costa (Directora Escolar)Liceu de LouresTelef: 01-983 0000 Carlos Antunes ainda não tem experiência profissional a tempointegral, mas conseguiu um trabalho em *part-time* de entrega dejornais, o que mostra que é capaz de aguentar uma rotina profissional,que é determinado e digno de confiança. Mesmo sem essa referência, falou da sua experiência de trabalhovoluntário junto de idosos quando ainda frequentava a escola. Issoimplica que tem a capacidade de se envolver com uma diversidade depessoas e mostra a sua paciência e preocupação com os outros. O seu CV parece muito diferente dos outros das páginas seguintesporque não apresenta uma lista de vários empregos desempenhados.Contudo, embora tenha menos informação que muitos outros, o facto deter preparado um CV impressionará potenciais empregadores, fazendo-osobressair no confronto com outros jovens da sua idade. Também inclui alguns interesses que o fazem realçar face a outroscandidatos que terminaram o secundário - artes marciais e *skate* - quefornecem tema de discussão com um entrevistador. O seu CV não é mais do que os seus dados pessoais - de facto, poderiachamar-se "Folha de Informação Pessoal" em vez de CV -, mas mesmo assimnarra a história da sua carreira até à data.2. Candidato com estudos superiorescurriculum vitaenome: Luís VALENTIMmorada: Av. da República, n.o 60 - Lisboatelefone: 01-278 0000data de nascimento: 18 de Junho de 1969nacionalidade: Portuguêsestado civil: Solteirohabilitações literárias:1980-1985: Liceu Camões/Lisboa*2.o ciclo ensino básico*: Inglês -13, Matemática -15, Física -15;Química -12; Geografia - 12; Biologia -12; Sociologia -12; Francês -10
  21. 21. 1985-1987: Esc. Secundária da Cidade Universitária/Lisboa Matemática-19; Física -10; Biologia -131987-1990: ISCSP*Licenciatura em Ciências Sociais*: estudei Economia, História,Política, Filosofia, Geografia e Estatística*Especializei-me em*: Estudos de Desenvolvimento. A minha tese foisobre a dívida do Terceiro Mundo.habilitações profissionais: Os meus dois empregos foram em part-time e ocorreram durante as fériase à noite enquanto estive na Faculdade.outros conhecimentos: Sei usar computador e estou familiarizado com diversos programas deprocessamento de texto.INTERESSES: Cuido da forma física (fui membro de diversos grupos desportivosdurante o tempo da Faculdade), leitura, viagens, música.informação adicional: Tendo terminado, com sucesso, o meu curso no ISCSP, ando à procura deum emprego de administrativo, expediente geral de escritório ou umlugar que implique números. Estou pronto a começar uma carreira e souum empregado leal e digno de confiança.referências:Professor A. OliveiraUniversidade NovaLisboaTelef: 01-987 0000Dr. António SovadoISCSPLisboaTelef: 01-435 0000 O Luís aproveitou ao máximo o espaço para dar informações sobre a suacarreira universitária. Apresentou informações detalhadas sobre o seucurso na faculdade e sobre os trabalhos que realizou enquantoestudante. Sem qualquer experiência laboral a tempo integral, necessitade salientar quaisquer outros factores que possam ajudar a convencer umfuturo empregador de que vale a pena arriscar nele. Menciona o seu envolvimento activo no desporto para mostrar que osseus interesses são variados.
  22. 22. 3. Graduado (Versão 1)CURRICULUM VITAENOME: Miguel CARLOSMORADA: Rua das Olivas, n.o 14- SantarémTELEFONE: 061-693 0000DATA DE NASCIMENTO: 27 de Agosto de 1965ESTADO CIVIL: Casadohabilitações literárias:1976-1983: Escola Secundária n.o 2 de Loures*1.o ciclo*: várias disciplinas que incluíam Língua e LiteraturaInglesas e Matemática*2.o ciclo*: Matemática - 14; Geografia - 131983-1986: ISCAL (Instituto Politécnico)*Estudos Comerciais*: especializei-me em Contabilidade e Administração.1989-1990*Curso de Massagem, Anatomia e Fisiologia:* experiência em técnicas detratamento profissional e terapêutico, aliado a um sólido conhecimentodos sistemas físicos e da sua importância para a massagem.1990 em diante: Escola de Massagem*Curso Intermédio de Massagem*: prossegui a minha formação estudando*shiatsu*, massagem médica, reflexologia e técnicas de respiração e derelaxação.habilitações profissionais:1988-1990: trabalho privado na região londrina*Massagista-adjunto*: relaxação, massagemterapêutica profissional com óleos essenciais.1986-1988: agências de emprego na região de Lisboa.*Diversos cargos em escritório*: expediente geral e atendimento dopúblico.informação adicional: Sempre utilizei as mãos de uma forma criativa e considerei a massagemum progresso natural, que se tornou extremamente compensador esatisfatório.Sou uma pessoa acessível e capaz de me dar com qualquer um em todas assituações. Sou digno de confiança, pontual e meticuloso. Sei trabalhar
  23. 23. como membro de uma equipa, sei tratar com competência das funçõesadministrativas e apreciei em particular os aspectos financeiros do meucurso comercial.outros conhecimentos: Tenho conhecimentos profissionais de aromaterapia, reflexologia e*shiatsu*. Tenho carta de condução sem penalizações e recentementeaprendi dactilografia.referências:Emília Castro (Directora)Escola de MassagemAv. Liberdade, n.o 77 - LisboaTelef: 01-339 0000Clara Malva (Directora de Curso)Estudos ComerciaisISCAL LisboaTelef: 01-448 0000 O Miguel está a tentar utilizar a sua formação de massagista paraconseguir um emprego num centro de saúde ou desportivo. Contudo, a suaformação é na área comercial, pelo que utiliza a secção "InformaçãoAdicional" do seu CV para explicar o seu interesse pela massagem. Apresenta mais pormenores sobre o seu interesse pela massagem, sobreos temas que estudou na sua formação prática e o facto de ter sidodurante algum tempo trabalhador independente como massagista. Ainda está a considerar a hipótese de uma carreira comercial, pelo quepreparou um outro CV para se candidatar a um diferente tipo de trabalho.4. Graduado (Versão 2)Curriculum VitaeNome: Miguel CARLOSMorada: Rua das Olivas, n.o 14- SantarémTelefone: 061-693 0000Data de Nascimento: 27 de Agosto de 1965Estado Civil: Casado
  24. 24. habilitações Literárias:1976-1983: Escola Secundária n.o 2 de Loures*1.o ciclo*: várias disciplinas que incluíam Língua eLiteratura Inglesas e Matemática*2.o ciclo* : Matemática - 14; Geografia - 131983-1986: ISCAL (Instituto Politécnico)*Estudos Comerciais*: especializei-me em contabilidade e administração,completei tese sobre formação empresarial europeia.1989-1990*Curso de Massagem, Anatomia e Fisiologia*: experiência em técnicaspara exercer todos os tipos de massagem, presentemente estudando anível intermédio.Habilitações Profissionais:1988-1990: trabalho privado na região londrina*Massagista Adjunto*: relaxação, massagem terapêutica profissional comóleos essenciais.1986-1988: agências de emprego na região de Lisboa.*Diversos cargos em escritório*: atendimento do público e arquivo,atendendo telefonemas, escrevendo cartas, dactilografando,responsabilidades com numerário.Informação Adicional: Apreciei o meu curso, que me deu a conhecer o mundo empresarial.Especializei-me em análise financeira e função de *marketing*, ecompletei a minha tese sobre diferentes tipos de formação empresarialna Europa. Sou uma pessoa acessível e capaz de me dar comqualquer um em todas as situações. Sou digno de confiança, pontual emeticuloso. Sei trabalhar como membro de uma equipa, sei tratar comcompetência das funções administrativas e sou capaz de firmar a minhacarreira na área de escritório ou administrativa.Outros Conhecimentos: Sou um bom massagista e tenho conhecimentos profissionais dearomaterapia, reflexologia e *shiatsu*. Tenho carta de condução sempenalizações e recentemente aprendi dactilografia.Referências:Clara Malva (Directora de Curso)Estudos ComerciaisISCALLisboaTelef: 01-448 0000
  25. 25. Emília Castro (Directora)Escola de MassagemAv. Liberdade, n.o 77LisboaTelef: 01-339 0000 Seria difícil para o Miguel ter apenas um só CV que detalhasse toda ainformação necessária para concorrer a ambos os tipos de trabalho emque está interessado. O seu segundo CV tem a mesma informação básicasobre os seus dados pessoais, qualificações e experiência, mas salientao seu interesse por uma carreira na administração em vez de namassagem. Inclui mais informação sobre o seu curso universitário, a suaexperiência administrativa e altera a secção "Informação Adicional" demodo a torná-la mais atraente a empregadores de pessoal de escritório.Estes dois CV enviados com cuidado aos empregadores adequadosaumentarão as suas hipóteses de conseguir um dos tipos de emprego dasua escolha.5. Experiência de trabalho voluntárioCurriculum VitaeNome: Luísa LUZMorada: Rua da Constituição,n.o 79, 8.o - AmadoraTelefone: 01-643 0001Data de Nascimento: 14 de Abril de 1963Nacionalidade: PortuguesaEstado Civil: SolteiraHabilitações Literárias:1977-1980: Escola Secundária da Amadora*1.o ciclo*: Inglês, Matemática, Francês, DesenhoTécnico e Artes1980-1984Pesquisa visual, desenho à vista, desenho de mobiliário, prática dedesenhadora, ciências, organização industrial. História antiga eespecialização de restauro de ouro e estilo vitoriano.Experiência de Voluntariado:1984-1990*Secretariado*: tratava da correspondência e fazia inquéritos portelefone, ajudei a instalar o novo sistema informático e contribuí paraa formação de empregados contratados.
  26. 26. Informação Adicional: Desde que terminei a faculdade, tenho tratado de um parente acamado.Ofereci os meus dois dias livres por semana para um serviço devoluntariado numa instituição local de caridade. Nestes últimos seisanos envolvi-me bastante na sua actividade, e recentemente tornei-meparte de uma equipa que planeou e instalou um novo sistemainformatizado do ficheiro dos membros. Estou agora disposta a aplicar estes meus conhecimentos numa empresaonde possa iniciar uma carreira.Passatempos e Interesses: Gosto de fotografia, leitura, *windsurf*, vela, esqui, cinema e teatro.Referências:Dr. Carlos Alberto (Director)R. do Calhariz, Lt. 45Telef: 01-448 0000Sr. Filipe AlvesDirector do Curso de Desenho GráficoTelef: 01-830 0000 Luísa Luz só trabalhou como voluntária mas utiliza a secção"Informação Adicional" para explicar o porquê. Escolheu o trabalhovoluntário na área em que queria trabalhar, pelo que pode realçar aexperiência que adquiriu. Os seus anos de voluntária também lhe permitiram dar a boa referênciado director da instituição de caridade em que trabalhou.6. Muitos empregosCurriculum VitaeNome: Adolfo PEDROMorada: R. de Cabo Verde, Lt. 249,1.o - OdivelasTelefone: 01-946 0000Data de Nascimento: 19 de Março de 1963Nacionalidade: PortuguêsEstado Civil: SolteiroHabilitações Literárias:
  27. 27. Set. 1974-Maio 1979: Escola Secundária de Loures*Disciplinas estudadas*: Inglês, Matemática, Ciências, Artes,Metalurgia, MarcenariaSet. 1979-Julho 1980: Escola Secundária da Cidade Universitária*Que Emprego? Curso*Habilitações Profissionais:Agosto 1988-Março 1990*Distribuição de leite*: contabilidade, atendimento do público,manuseio da caixa, reposição de encomendas, depósitos bancários eentregas.Setembro 1987-Abril 1988*Adjunto de recrutamento de pessoal*: Anúncios para recrutamento depessoal, entrevistas, salários, distribuição de novas tarefas,expediente geral de escritório.Julho 1985-Agosto 1987*Fiel de Armazém*: arquivo morto, redacção de relatórios, atendimentode clientes.Março 1980-Julho 1985Diversas agências de trabalho temporário na região de Lisboa, emfunções de aprendiz e trabalho manual.Agosto 1978-Março 1980*Caixa*: Reposição de artigos, responsável pelo caixa, verificação deentregas, encomenda de novos produtos.Interesses:*Squash*, bilhar, natação, *bowling*, palavras cruzadas, filatelia,passear com o meu cão.Informação Adicional: Ando à procura de um trabalho de futuro para poder avançar na minhacarreira. Sou digno de confiança e bom trabalhador e tenho feitofrequentes horas extraordinárias nos meus empregos anteriores. Gostaria de trabalhar numa função que implique contacto com o público,já que me dou bem com uma grande variedade de pessoas. Gosto de fazerparte de uma equipa, mas também sei trabalhar sozinho e sem supervisão.
  28. 28. Referências:Sr. Hugo LouresR. S. Tomé e Príncipe, Lt. 14LisboaTelef: 01-493 0000Dr. Carlos LouroAv. Afonso de Albuquerque, Lt. 34, 19.oLisboaTelef: 01-699 0000 O CV de Pedro indica imensos empregos. Agrupou alguma da suaexperiência profissional entre 1980 e 1985 para eliminar outrosempregos. Os que omitiu apenas duplicariam os que já indicara noutrolocal. Detalha bastante alguns dos empregos para mostrar a experiência queadquiriu, agrupando outros em vez de os indicar a todos.7. Intervalos entre empregosCurriculum VitaeNome: *Joaquina Lourenço*Morada: Bairro das Queimadas, Lt. 56Data de Nascimento: 2 de Fevereiro de 1955Nacionalidade: Angolana (com cidadania portuguesa)Estado Civil: CasadaSaúde: ExcelenteHabilitações Literárias:1966-1972: Esc. Secundária de Luanda*Ensino básico*: 5 disciplinas incluindo Inglês.1972-1974: Escola Sec. da Cidade Universitária *Curso Comercial*.Experiência Profissional:1984-1988*Assistente de Marketing*: responsável por toda a actividade de apoioao *marketing*, produzindo e administrando campanhas de correiodirecto, criando e mantendo bases de dados, planeando, elaborando eimplementando anúncios, organizando exposições, elaborando orçamentos.1978-1982*Chefe de Produção de Publicidade*: Organização de planos e de esboçosde publicidade, contacto com clientes e agentes de publicidade,dactilógrafas, impressores, leitura de provas, microfilmagem e marcaçãode prazos das secções.
  29. 29. Informação Adicional: No início da década de setenta, viajei por toda a áfrica com umparente, sustentando-me com actividades de trocas comerciais. Em1982/1983, viajei pela Europa, com empregos sazonais. Este período deviagens deu-me a oportunidade de aprender bastante sobre outros paísese culturas e contactei muitas formas diferentes de organizaçãocomercial e da sociedade em geral.Outros Conhecimentos:No ano passado, utilizei um centro de recursos locais para aprenderdactilografia e informática, e agora sei trabalhar com o *Ventura*. Seifalar quatro línguas africanas e francês básico.Interesses:Leitura, música, jardinagem, ioga e aeróbica, escrever histórias curtas.Referências:Sr.a alzira CoelhoDirectora de PessoalTelef: 01-5720000Dr. Carlos abreuR. da Igreja, n.o 8, 4.oPóvoa de St. AdriãoTelef: 01-2830000 A fim de explicar o facto de ter grandes intervalos na sua históriaprofissional Joaquina detalha os períodos que passou a viajar. Salientaos benefícios que esses períodos lhe transmitiram e mostra como sedesenvolveu como pessoa.8. Senhora que volta a trabalharCurriculum VitaeNome: *Bárbara Antunes*Morada: Travessa das Queimadas,n.o 82, 2.o -- chelasTelefone: 01-3000000Data de Nascimento: 10 de Dezembro de 1962Nacionalidade: PortuguesaEstado Civil: CasadaHabilitações Literárias:1973-1979: Esc. Secundária de Chelas
  30. 30. *1.o ciclo*: 5 disciplinas, incluindo Inglês.1979-1980: Esc. Secundária das Olaias*2.o ciclo*: Inglês - 13; História - 13.Habilitações Profissionais:Setembro 1980-junho 1984: Departamento de Apoio ao Emprego*Chefe de escritório*: supervisão de pessoal, organização de trabalho,lidar com o público, resolver problemas informáticos.Informação Adicional: Fui chefe de secretaria na escola. Em Março de 1984, deixei o ServiçoSocial para educar os meus dois filhos menores. Como mãe a tempointegral desde essa data, adquiri novos conhecimentos, como acapacidade de organizar e comunicar em diferentes níveis, usar a minhacriatividade e ser paciente e flexível. Respeito os prazos, consigo trabalhar sob pressão e não tenhoproblemas em lidar com números. Sou dedicada ao trabalho e decidida eprocuro reassumir a minha carreira junto de uma boa empresa.Outros Conhecimentos: Sei utilizar computadores e aprendi recentemente a trabalhar comprocessador de texto.Interesses: Gosto de ler, ir ao cinema e de participar em actividades com os meusfilhos.Referências:Dr.a Irene SaldanhaEstrada da Luz, 33LisboaTelef: 01-2910000Pe. Paulo BatistaPrior da ParóquiaIgreja de Nossa SenhoraChelasTelef: 01-8320000 Bárbara está ansiosa por voltar a trabalhar depois de ter criado osseus filhos menores. Realça os conhecimentos que adquiriu durante otempo passado em casa e enfatiza o desejo de reassumir a sua carreira. Apresenta detalhes pormenorizados do seu anterior emprego e mostra osseus variados interesses.
  31. 31. 9. *Mudança de carreira*Curriculum VitaeNome: Maria de Lurdes MachadoMorada: Praceta do Olival, n.o 3, 5.o -- LisboaTelefone: 01-9280000Data de nascimento: 20 de Maio de 1957Estado Civil: Divorciadanacionalidade: PortuguesaSaúde: ExcelenteHabilitações Literárias:1970-1975: Esc. Secundária dos Olivais*1.o cic1o: Inglês -- 17, Biologia -- 13, Matemática --15, História --12, Química -- 14.1975-1977: Hospital de S.ta Maria*Enfermeira Estudante da Escola de enfermagem*Habilitações Profissionais:Nov. 1984-jan. 1989 :,*Enfermeira Diplomada*: trabalhei na sala de operações com a Irmã,verificando se estava tudo em ordem, se os instrumentos para asdiferentes operações eram os correctos, ensinando alunas enfermeiras,preenchendo a documentação, estabelecendo ligação entre secçõeshospitalares, anotando os telefonemas.Junho 1981-Agosto 1984: Hospital de D. Estefânia*Enfermeira Diplomada*: cuidar dos doentes da Medicina e da Cirurgia,fazer bancos com os médicos, actualizar as informações sobre ospacientes, transferir doentes para a sala de operações, distribuirmedicamentos.Novembro 1977-Maio 1981*Enfermeira Diplomada*: Trabalhei no departamento de doentes deconsultas externa, verificando os dados pessoais, preparando osinstrumentos médicos de exame, atendendo ao telefone, lidando compacientes e delegados de propaganda médica.Interesses:Hipismo, *badminton, passear com o meu cão, dactilografia, leitura dejornais de enfermagem.
  32. 32. Informação Adicional: Até ao presente, a minha vida profissional tem sido principalmentededicada ao tratamento de pessoas. Permitiu tornar-me mais paciente etolerante ao lidar com o público, No hospital, os doentes e seusparentes em geral apresentam-se assustados e desanimados, por vezesmesmo zangados, e por isso precisam de ser tratados não só com calmamas também com firmeza. Em resultado da minha formação como Enfermeira Pública, familiarizei-me com o estudo de biologia, química e fármacos e tenho já 13 anos deexperiência de enfermeira diplomada trabalhando em váriosestabelecimentos médicos diferentes. Desejo agora utilizar os meus conhecimentos profissionais juntamentecom o meu principal interesse, que é cuidar de animais. Julgo que osmeus conhecimentos de enfermagem a par da minha dedicação, vontade detrabalhar e confiança me capacitam para uma carreira de enfermagemveterinária.Referências:Dr. Simões Salgado (Director da Sala de Operações)Hospital de S.ta MariaLisboaTelef: 01-3390000Sr. Miguel AguadoR. do Vale Verde, n.o 16LisboaTelef: 01-2310000 Maria Machado quer mudar de carreira ao fim de quase dez anos deenfermagem. Embora a sua experiência seja adequada à sua desejadacarreira de enfermeira veterinária, precisa de justificar a sua decisãode mudança de carreira. Ao utilizar a secção "Informação Adicional" para explicar as suasideias, pode assim responder a perguntas que qualquer empregador futurolhe possa fazer.10. RedundânciaCurriculum VitaeNome: Maria RoldãoMorada: R. do Sobral, Lt. 34, 4.o- LisboaTelefone: 01-8890000Data de Nascimento: 23 de Setembro de 1962Nacionalidade: PortuguesaEstado Civil: Divorciada
  33. 33. Habilitações Literárias:1973-1979: Liceu Pedro Nunes*Estudos secundários*: Inglês, Matemática, Arte, Geografia, CiênciasHabilitações Profissionais:1987-1989*Chefe de Turno*: Responsável por sete empregados,organização de turnosde trabalho, encomenda de material, elaboração de orçamento,recrutamento e formação de pessoal, atendimento de delegados comerciais.1984-1987*Assistente de Catering*: Ajudei a preparar pratos pré-cozinhados, fiztodo o trabalho de cozinha, lidei com dinheiro.1981-1983*Chefe de Cozinha*: responsável por uma cozinha com muito movimento,preparação de menus, cozinhar, limpeza, controlo de *stocks*,contabilidade, depósitos bancários e supervisão de pessoal.1979-1981*Cozinheira Assistente*: ajudei a servir e a preparar a comida e adirigir acontecimentos especiais.Interesses: Ouvir música, leitura, cozinha e diversão e jogar dardos. Organizocompetições de dardos para a Sociedade de Esclerose Múltipla.Informação Adicional:Sou pontual, de confiança e capaz de trabalhar sem desfalecimento sobpressão, quer sozinha, quer em equipa. Sou directa, positiva e umapessoa com boa disposição e bom sentido de humor. Isto tem-me ajudadona supervisão de pessoal e no tratamento dos clientes e do público emgeral.Tenho estado em posições de confiança, manuseando dinheiro em favor deoutros. Tenho elevados padrões morais e sou equilibrada eautocontrolada. O meu alvo é encontrar um emprego num meio ambiente comelevados padrões e produtividade.Referências:Dr. Carlos MiguelGerente de HotelLisboaTelef: 01-4470000Cozinheiro Antunes
  34. 34. Director de ZonaLisboaTelef: 01-8310000 Maria Roldão teve a infelicidade de ser redundante, não apenas uma masduas vezes, com os seus empregos no ramo de *catering*. Da primeiravez, teve de começar numa posição mais baixa e esforçar-se até atingiruma posição de maior responsabilidade - e agora tem de recomeçar. é mais difícil arranjar emprego estando desempregado, pelo que incluiuna secção "Informação Adicional" o máximo possível de informaçãopositiva sobre si própria. A secção "Interesses" mostra o seuenvolvimento na angariação de fundos para uma instituição de caridade.6Preparando O Seu CVPasso-a-passo Para recapitular os principais pontos indicados neste livro, eis umguia passo-a-passo que o pode ajudar a preparar o seu CV.Passo 1: Esboço de um CV Escolha um momento de sossego e silêncio em que possa concentrar todaa sua atenção sem ser perturbado. Utilizando o modelo em branco no final deste capítulo, preencha todasas secções, a começar com os dados pessoais até chegar às suasreferências. Consulte o Capítulo 3 que o ajudará a completar cadasecção.*Habilitações literárias*Não passe de lado este ponto. A começar na sua escola secundária,indique todas as escolas, cursos e qualificações que estudou ou obteve.*Habilitações profissionais* Anote cada emprego que teve, quer tenha sido em tempo integral, *part-time*, sazonal ou trabalho voluntário. Essa é a matéria-prima com aqual trabalhará até chegar ao produto acabado que é o seu CV. Não iráincluir todos os pormenores, mas escrevê-los ajudá-lo-á a decidir quematerial utilizar posteriormente.*Outros conhecimentos* Procure lembrar-se de tudo quanto possa acrescentar a esta secção.Carta de condução, primeiros socorros, conhecimentos de informática ede processamento de texto, tudo se encaixa aqui. Pode haver algunsconhecimentos particulares que sejam relevantes para o emprego a que secandidata que não pôde incluir noutra secção, como o manuseio de certosinstrumentos maquinaria ou equipamento. Nesta parte do documento, devemencionar também o conhecimento que tem de línguas.
  35. 35. *Interesses* Neste esboço, inclua passatempos ou *hobbies* a que dedique algumtempo, criando uma lista de que poderá escolher três ou quatroactividades desportivas; depois, escreva o mesmo número de actividadesque revelem outros interesses seus.*Informação adicional Esta é a secção que realmente pode fazê-lo brilhar. Se quer que o seuCV salte à vista do empregador, utilize este espaço para referir assuas virtudes particulares. Escreva o que o seu melhor amigo ou talveza sua mãe diria de si - num dia positivo! Como é que descreveriam osseus pontos mais fortes a um empregador? Não se preocupe por parecer estar a vangloriar-se. Essa é a únicainformação que o empregador terá para desenvolver, pelo que esta é asecção que lhe dirá em definitivo se vale a pena convidá-lo para umaentrevista.*Referências* Confirme junto dos seus abonadores se não se importam que os inclua noseu CV. Veja se os seus dados estão correctos.Passo 2: Editando o seu CVAgora, leia tudo quanto escreveu. Deve gastar algum tempo com assecções "Habilitações Literárias" e "Experiência Profissional". A regraé: se tiver dúvidas, não inclua nada, sabendo contudo que a únicainformação a transmitir deve ser clara, concisa e interessante. Deverácontar a história da sua carreira, salientando o que conseguiu realizaraté então e mostrar o seu desenvolvimento. Consulte os exemplos do Capítulo 5 para ver o tipo de informação queas outras pessoas incluíram nos seus CV. Dê uma vista de olhos por cadasecção do seu esboço e veja o que precisa incluir para retratar o maiscorrectamente a sua experiência. Este passo só pode ser executado porsi, mas recorde-se que todo o CV deve abranger apenas duas folhas A4;não tem espaço para nada mais senão para a informação essencial. Antesde dar por concluído o seu trabalho, interrogue-se: "Esta parte do CVacrescenta alguma coisa nova?" Nesta fase, peça a um amigo ou parente que faça uma leitura objectivado que acabou de escrever. Talvez lhe possam dizer se é necessárioclarificar alguma informação ou se algumas partes do CV estão muitoextensas ou muito curtas. Poderão também detectar erros que ignorou porcompleto.Passo 3: A versão final Agora, leia com atenção tudo quanto escreveu. Se acha que está tudocorrecto, então está tudo pronto para dactilografar a versão final. Por muito boa que seja a pessoa que dactilografe o seu CV, deve passarmais do que uma vez o documento a pente fino para detectar algum erro everificar se a sua apresentação é atraente. Se o seu CV for produzido
  36. 36. num processador de texto, é muito fácil fazer as correcçõesnecessárias. O tempo gasto nesta fase numa prova de leitura poupar-lhe-á problemas futuros. Uma vez dactilografado o documento, mostre-o a alguém. Em geral, outrapessoa é capaz de detectar erros que lhe terão passado por mais vezesque o tenha lido. Se no fim de tudo isto achar que o seu CV realça as suas virtudes ecompetência, o verdadeiro teste é utilizá-lo ao candidatar-se aempregos e ao contactar empregadores.Passo 4: A carta de acompanhamentoou carta de apresentação Nunca deve enviar o seu CV sozinho. No mínimo, escreva uma carta aoempregador dizendo a que emprego se está a candidatar. Na maioria das vezes, precisa de dizer a razão de estar a enviar o seuCV, falar um pouco de si mesmo e referir as suas expectativas.Obviamente, todas as cartas serão pessoais, mas eis algumas sugestõessobre a forma de escrever uma carta, seguidas de um exemplo:ôo A carta deve ser o mais breve possível - o empregador já tem duaspáginas do seu CV para ler.ôo Este é um prefácio do seu CV - veja se a sua carta é suficientementeinteressante para criar no leitor o desejo de ler o seu CV.ôo Seja sempre bem educado - não custa nada e a educação não podedeixar de impressionar o leitor.ôo Utilize papel liso branco para criar boa impressão. A carta deacompanhamento pode ser escrita com processador de texto,dactilografada ou manuscrita de modo legível.ôo Tenha com a carta o mesmo cuidado que dispensou ao seu CV. Todo oesforço com o CV pode ser em vão se o empregador não gostar da cartapor a considerar mal escrita e com má apresentação, o que o poderálevar a deitar tudo no cesto dos papéis.ôo Se está a enviar o seu CV em resposta a um anúncio, veja se endereçaa carta à pessoa certa e indique como soube da vaga. A empresa podeestar a anunciar diversos empregos ao mesmo tempo e em diferentespublicações, e precisa de saber a qual se está a candidatar.ôo Se está a abordar empregadores que possam ter vagas mas que ainda asnão anunciaram, tente saber o nome da pessoa a quem se dirigir eenderece-lhe a carta em termos pessoais.ôo Faça uma lista de todas as empresas a quem enviou o seu CV e asdatas do envio. Se não receber qualquer resposta, vale sempre a penatelefonar à empresa no prazo de três ou quatro semanas, para confirmarse há alguma resposta.Exemplo de uma carta de acompanhamentoEx.mo Senhor, Junto envio para sua apreciação o meu *curriculum vitae*. Tenho 31anos e sou mãe de dois filhos. Como pode ver pelo meu CV, tenho umaexperiência de cinco anos como escriturária num escritório de muitomovimento e completei recentemente um curso de processamento de texto
  37. 37. num centro local de formação. Estou altamente motivada, sou ambiciosa e gosto de trabalhar comprazos à vista. Tenho excelentes referências e apreciaria apossibilidade de trabalhar como parte da v/ equipa. Ficar-lhe-ia muito grato se pudesse ser informada de possíveis vagasna sua empresa ou manter a minha informação em carteira para eventuaisvagas no futuro.Obrigado pela atenção dispensada. Aguardando uma resposta sua,subscrevo-me.Atentamente.Isabel D. OliveiraModelo de CVCurriculum VitaeNome:Morada:Telefone:Data de Nascimento:Nacionalidade:Estado Civil:Habilitações Literárias:(Datas) (Nome e morada)(Qualificações ou disciplinas estudadas)Experiência Profissional:(Datas)(Nome e morada)(Cargo desempenhado e principais funções)Outros Conhecimentos:interesses:Informação Adicional:Referências:Outras fontes de ajuda
  38. 38. *Gabinetes de consultadoria* Fornecem orientação e ajuda a adultos em algumas zonas do País e sãodirigidos pelas autoridades locais. Têm pessoal que pode ajudá-lo aelaborar um CV.*Agências de emprego* As agências podem pedir-lhe o seu CV para um tipo particular deemprego. Cobram uma comissão ao empregador se porventura você ficarcolocado numa empresa, e nem sempre lhe permitirão reter uma cópia doseu CV para seu uso pessoal.*Agências privadas de aconselhamento profissional* Cobram-lhe uma taxa para compilar um CV em seu favor, e depoisimprimem-no a *laser*. Podem ser muito caras e também cobram uma taxapara reimpressões e emendas que possa querer executar no futuro.

×