CyberSexGame: Perversão Interativa Digital (PID)                                                 Alexandra Cristina Caetan...
"Diverti-me [...] escrevendo os sonetos que podeis ver [...]sob cada pintura. A indecente memória deles, eu a dedicoa todo...
Jogos Eróticos – um pouco de história   Custers Revenge - 1982O objetivo é fazer o general Custer chegar até o posteonde e...
X-Man - 1983 A personagem principal arrisca seupênis ereto num labirinto infestado detesouras picotantes, caranguejos eden...
BeatEm & EatEm                                       Philly FlasherO jogador controla duas mulheres loiras,   Na versão pa...
Massively Multiplayer Online Sex Game – MMOSG                 3Feel é o primeiro jogo, game  de sexo MMORPG               ...
Gamearte      F69 – Suzete VenturelliSatiriza as narrativas competitivas de games, apresentando como personagem principalu...
InstintoCJogo monousuário, trata ojoystick como um gametoysex,customizado num pênis fofinhode pelúcia.
CyberSexGameObjetiva simular alguns aspectos da vida real e da comunicação entre humanos,máquinas e outras espécies. Ao en...
Voyeur       A primeira sala, Voyeur corresponde ao ambiente de sedução, no qual o       interagente observa os avatares e...
Realidade Virtual: Second Life, 2009
RedLight Center (RLC)29, um ambiente virtual tridimensional, multiusuário, deconteúdo erótico que simula alguns aspectos d...
Considerações processuais...  O projeto – CyberSexGame-, encontra-se em fase de implementação e permite–nos   refletir sob...
HAMDAN, Camila; VENTURELLI, Suzete; AUGUSTO, Leci; CAETANO, Alexandra. CyberSexGame: Perversão Interativa Digital (PID). I...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

HAMDAN, Camila; VENTURELLI, Suzete; AUGUSTO, Leci; CAETANO, Alexandra. CyberSexGame: Perversão Interativa Digital (PID). In: III Simpósio Nacional da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura/ABCiber. São Paulo, 2009. APRESENTAÇÃO

516 visualizações

Publicada em

HAMDAN, Camila; VENTURELLI, Suzete; AUGUSTO, Leci; CAETANO, Alexandra. CyberSexGame: Perversão Interativa Digital (PID). In: III Simpósio Nacional da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura/ABCiber. São Paulo, 2009. (Artigo). Disponível em: https://www.academia.edu/216497

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

HAMDAN, Camila; VENTURELLI, Suzete; AUGUSTO, Leci; CAETANO, Alexandra. CyberSexGame: Perversão Interativa Digital (PID). In: III Simpósio Nacional da Associação Brasileira de Pesquisadores em Cibercultura/ABCiber. São Paulo, 2009. APRESENTAÇÃO

  1. 1. CyberSexGame: Perversão Interativa Digital (PID) Alexandra Cristina Caetano Camila Hamdan Leci Augusto Suzete Venturelli Universidade de Brasília /UnB – 2009 Laboratório de Pesquisa em Arte e Realidade Virtual – PPG-Arte/UnB
  2. 2. "Diverti-me [...] escrevendo os sonetos que podeis ver [...]sob cada pintura. A indecente memória deles, eu a dedicoa todos os hipócritas, pois não tenho mais paciência paraas suas mesquinhas censuras, para o seu sujo costume dedizer aos olhos que não podem ver o que mais os deleita”.Pietro Aretino (1492-1556), carta sobre os Sonetos
  3. 3. Jogos Eróticos – um pouco de história Custers Revenge - 1982O objetivo é fazer o general Custer chegar até o posteonde está amarrada a célebre Pocahontas e invadir suasua "reserva indígena“.
  4. 4. X-Man - 1983 A personagem principal arrisca seupênis ereto num labirinto infestado detesouras picotantes, caranguejos edentes, só para chegar num quarto corde rosa, onde uma linda mulher recebesuas estocadas, no ritmo preciso dojoystick do Atari.
  5. 5. BeatEm & EatEm Philly FlasherO jogador controla duas mulheres loiras, Na versão para mulheres, o homempeladas e com a boca aberta, que devem no telhado fora substituído por uma"coletar" o sêmen arremessado do alto de bruxa soltando leite de seus seios,um prédio por um homem com algo que que por sua vez precisava serse assemelha a uma metralhadora "coletado" por dois homens nus.peniana.
  6. 6. Massively Multiplayer Online Sex Game – MMOSG 3Feel é o primeiro jogo, game  de sexo MMORPG (Massively multiplayer online role-playing game). O primeiro jogo cujo objetivo principal é fazer  sexo foi divulgado 2004.  No jogo não há censura quanto as formas sexuais.
  7. 7. Gamearte F69 – Suzete VenturelliSatiriza as narrativas competitivas de games, apresentando como personagem principalum insólito pênis eletrônico que lançava espermas em robôs humanóides virtuais paratentar alcançar uma ciborg.
  8. 8. InstintoCJogo monousuário, trata ojoystick como um gametoysex,customizado num pênis fofinhode pelúcia.
  9. 9. CyberSexGameObjetiva simular alguns aspectos da vida real e da comunicação entre humanos,máquinas e outras espécies. Ao enfatizar a produção de símbolos imagéticos,sonoros e hápticos reais/virtuais construídos colaborativamente, permitem aousuário, manter inter-relações afetivas e/ou sexuais com demais pessoas por meioda Internet, em tempo real.Propõe um jogo multiusuário 3D desenvolvido para a rede. Cada usuário no jogoconstrói um avatar, para interagir no ambiente. O ambiente do jogo será compostopor três salas virtuais: Voyeur, Sexart e Touch, sistema interativo tangível.
  10. 10. Voyeur A primeira sala, Voyeur corresponde ao ambiente de sedução, no qual o interagente observa os avatares e os vídeos eróticos pré-existentes no sistema.SexartO ambiente sexart contém objetos eróticos pré-modelados para seremescolhidos pelos interagentes. Ambiente inspirado em In Body, Vitória Vesna United by Touch (tangibilidade cíbrida) Terceira sala virtual do ambiente do jogo que dispõe de interfaces hápticas, visuais e sonoras para interação. Nesse espaço, o usuário será convidado a participar de um chat com transmissão visuais, sonoras e táteis em tempo real.
  11. 11. Realidade Virtual: Second Life, 2009
  12. 12. RedLight Center (RLC)29, um ambiente virtual tridimensional, multiusuário, deconteúdo erótico que simula alguns aspectos da vida humana real e social.Diferentemente do Second Life, o RLC enfatiza o conteúdo erótico e permiteao usuário manter relações sexuais virtuais com os demais usuários. Paraesse ambiente, criamos o avatar Cibernetic69, uma transfeminista30. Cibernetic69 no RedLight Center, 2009 http://redlightcenter.com/
  13. 13. Considerações processuais... O projeto – CyberSexGame-, encontra-se em fase de implementação e permite–nos refletir sobre o entendimento do jogo no ciberespaço como um objeto de diversão, liberdade, da prática da sedução e da transgressão do recalque.Considerando o espaço virtual, um espaço de vivência afetiva, simbólica e racional, amáscara, a construção do avatar pode ser o anonimato que permite que nossassimilitudes, dentro de um espaço de eus múltiplos, sejam compartilhadas sem risco dedesmascaramento do meu eu unitário.

×