Produçao de energia

787 visualizações

Publicada em

Produção de energia em São Paulo e no Brasil

1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
787
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Produçao de energia

  1. 1. Produção de energia no Brasil
  2. 2. Fontes Geradoras de energia elétrica
  3. 3. HidrelétricasUHE Jupiá– Rio Paraná – 1551 MW perdendo apenas para Itaipu em termos de eficiência
  4. 4. Como funcionam? • Produz energia a partir do aproveitamento hidráulico existente em um rio.
  5. 5. Aspectos Positivos Usina Hidrelétrica de Marimbondo – Rio Grande – 1440 MW•Energia Limpa, não deixa resíduos no meioambiente•Renovável•Modo mais barato de se obter energia•Importante para o crescimento industrial epopulacional
  6. 6. Aspectos Negativos Inundam áreas extensas de produção de alimentos e florestas.Interferemnamigraçãoereprodução de peixes
  7. 7. A inundaçãodanificasítiosarqueoló gicos, indisponibilizandoterrasfér teis;Alteram a paisagem dasmargenspelaindução deatividadeshumanasligadasa presença dosreservatórios;
  8. 8. Impactos sociais: relocação e desapropriação de moradores.A produção de energia depende dasépocas de chuva. Os grandes apagõesocorrem quando há falta de chuva, poisa vazão do rio diminui fazendo com quediminua a força da quedad’água, produzindo menos energia
  9. 9. TermelétricasUTE Cubatão – gás natural – 816 MW
  10. 10. Como funcionam?Energia produzida a partir daqueima de qualquer produto.O calor gerado transforma emvapor a água da caldeira. Talvapor, sobe em altapressão, fazendo girar aturbina que aciona o geradorelétrico.
  11. 11. Bagaços de diversos tipos de plantas, como o bagaço da cana (BIOMASSA)Restos demadeira
  12. 12. Localização das termelétricas a gás natural em operação (vermelho) eem construção (amarelo) no Brasil
  13. 13. Oléo combustível: fração residual da destilação das fraçõesmaisleves de petróleo.Gás Natural
  14. 14. BiodieselCarvão Mineral
  15. 15. Aspectos Positivos •Ocupa um pequena área para sua construção •Pode ser instalada perto dos locais de consumo •Pode usar diversas matérias orgânicas como combustívelUsina Termelétrica Piratininga– Santo Amaro
  16. 16. Aspectos Negativos •Elevado consumo de combustívelUTE Bandeirante – Biogás –São Paulo – 20.000 KW
  17. 17. •Libera um enorme quantidade de dióxido de carbono na atmosfera •Para cadaGWhproduzido com gás natural, sãoemitidasemtorno de 500 toneladas de CO2 para a atmosfera, a cada 2hs.Chuva ácida e aquece águade rios e mares para oresfriamento de suasturbinas
  18. 18. TermonuclearesAngra 1 e Angra 2 – as únicas usinastermonucleares do Brasil
  19. 19. Como funcionam?
  20. 20. Aspectos positivos •Energiabarata, poispodeduraran ossemnecessidade de trocadafonte •Limpapoisnãoemitenaatmosfera nenhumpoluente •Umaenergiatecnologicamentebe mdesenvolvida •É independente das condiçõesclimáticas/ambientais
  21. 21. Aspectos negativos •Alto custo de construção em razão da tecnologia e segurança empregada.Construção de Angra 3
  22. 22. Usina Fukushima - Há riscos do reator vazar ou explodir, liberando radiotividadeProdução de lixoradioativo, perigoso paracontaminação dosolo, água e atmosfera
  23. 23. História da eletricidade no Estado de São Paulo
  24. 24. Opção por Hidrelétricas no Brasil Escassez de reservas de carvão mineral
  25. 25. Abundância de rios
  26. 26. Final do século XIX :melhoramentos urbanoseram a prioridade domomento
  27. 27. Interior Paulista: queria se inserir no processo demodernização para mostrar o poder econômico dasoligarquias locais.
  28. 28. Vida Urbana de São Paulo antes da eletricidade 1847 – iluminação a gás1830 – iluminação comlampiões de azeite
  29. 29. Ferrovias: Se expandiram ao interior, interligando as cidades à capital. As ferroviasreduzem distâncias e ajudam em um maior escoamento da produção para Santos.
  30. 30. Tecnologia de geração dehidrelétricas é introduzida em1883 por engenheiros ingleses quetrabalhavam para as companhiasde estradas de ferro. UHE Monjolinho I - São Carlos, SP – segunda hidrelétrica do país e a primeira de SP.
  31. 31. Toda tecnologia e desenvolvimento surge com as ferrovias (1952):
  32. 32. Primeira hidrelétrica de “grande porte” - 1890:Usina Marmelo, Juiz deFora (MG)
  33. 33. UHE MARMELO - Juiz de Fora, MG –Primeira hidrelétrica por iniciativado industrial têxtil BernardoMascarenas
  34. 34. Primeira termelétrica, 1883:Usina de Campos (RJ)Potência de 52kW
  35. 35. A geração de energia tornou-seuma necessidade para aindustrialização e urbanização dascidades No final do século XIX quase todas as cidades paulistas já tinham alguma iluminação
  36. 36. •Acesso à energia restrito ao setorprivilegiado da sociedade• presença de capital industrial paramanutenção das fontes de energia•Industria se beneficia com o avançoda produção proporcionados pelaeletricidade•Energia elétrica ganha caráter deluxo, status.
  37. 37. As usinas eramimplantadas próximas acachoeira, o mais próximodo núcleo urbano Surgimento de pequenas usinas hidrelétricas Não havia linhas de transmissão
  38. 38. Primeiros anos do século XX companhias de eletricidade são fundadas por fazendeiros industriais locais1909 – Fundação da Companhia Luz eForça Santa Cruz
  39. 39. Inicio do século XX – Implementação dasprimeiras linhas de transmissão O abastecimento não depende mais da proximidade da usina.
  40. 40. 1912 – Fundação da CompanhiaPaulista de Força e Luz – CPFL, quemincorporou a geração e distribuição dediversas pequenas empresas nointerior
  41. 41. Vida Urbana de São Paulo depois da eletricidade Rua 15 de Novembro, 1915Primeiro bonde elétrico de São Paulo 6 de maio de 1900Ligação entre os subúrbios operários e a cidade fica mais rápida
  42. 42. 1920 Morar na cidade: símbolo de status, negando a tradição colonial de mão-de-obra escrava e vida caipira.
  43. 43. 1930: economia cafeeira entra em crise, mas a indústria já está estabelicida 1940 – começa a contrução da hidréletrica de AvanhandavaComeça a construção das usinas degrande porte, de alcancenacional, não mais regional.
  44. 44. DensidadeDemográfica noBrasil
  45. 45. Governo Vargas (1930 - 1945): Indústria Bélica
  46. 46. Era Vargas (1950 – 1954) Em 1953, Petrobrás passou a ser nossaCompanhia Siderúrgica Nacional (CSN)
  47. 47. 1956 – Juscelino KubitschekLema: “cinquenta anos emcinco”
  48. 48. Regime Militar (1964 – 1985) Candiota (RS) – complexo com seis termelétricas
  49. 49. Início das preocupações ambientais e planejamentos mais detalhados nas construções de hidrelétricas...Em 1977, onivel de água do reservatóriosubiratégalgardabarragemEuclidesdaCunha, gerandoorompimentodaestrutura.A ondadesteacidentelevoutambémàrupturaemcascata deoutrabarragemlocalizada a jusantedesta, a daUsinaHidrelétrica de Limoeiro
  50. 50. Itaipu
  51. 51. Porto Primavera Porto Primavera éconsiderada a terceiramaisineficienteusinahi drelétrica do mundo,
  52. 52. Fernando Henrique Cardoso: 13 de maio de 2001
  53. 53. Proporção de domicílios com geladeira elétricaProporção dedomicílios com energiaelétrica
  54. 54. Consumo de energiaelétrica no Brasil entre 1983e 1998
  55. 55. Distribuiçãoespacial dassubestações detransmissão deenergiaelétrica
  56. 56. Participação decada setor deatividade noconsumo deeletricidade nopaís %Distribuição doconsumo deenergia elétricano Brasil porregião (%)
  57. 57. Belo Monte
  58. 58. Outras fontes de energia
  59. 59. Renováveis Não Renováveis
  60. 60. Localização das termelétricas a gás natural em operação(vermelho) e em construção no Brasil (amarelo)
  61. 61. O Pró-Álcoolfoi um programa de substituiçãoemlargaescalados combustíveisveicularesderivados de petróleoporálcool. A crise do petróleo de 1975 fez com que o governo do Brasil financiasse esse governo
  62. 62. BiodíeselPode ser produzido a partir de gordurasanimaisou de óleosvegetais.Um combustívelbiodegradávelderivado de fontesrenováveis,mamona, dendê(palma), girassol, babaçu, amendoim, pinhãomansoesoja, dentreoutras
  63. 63. Esse combustívelsubstitui total ouparcialmente o dieseldo petróleoSe o consumo mundialfor em largaescala, serãonecessárias plantaçõesem larga escalaDeixa as economias dospaíses menosdependentes dosprodutores de petróleo
  64. 64. ExportaçãoO Brasil torna-se um potencial exportador de biodiesel, hojeutilizado comercialmente nos Estados Unidos e em países daUnião Européia, onde se destaca a Alemanha, atualmente omaior consumidor mundial.
  65. 65. Biomassa É a quantidade de matéria orgânica produzida. É capaz de gerar gases que são transformados, em usinas específicas, em energia
  66. 66. Usinas termelétricas a biomassa em operação e potênciainstalada por estado - situação em setembro de 2003
  67. 67. Taxa deeletrificação ruralno Brasil
  68. 68. Pré - Sal
  69. 69. Engloba três bacias sedimentares – Santos, Campos e EspíritoSantos
  70. 70. Vários campos e poços de petróleo e gás natural.Tupi é o principal com uma reserva de 5 bilhões a 8 bilhões debarris, umas das maiores descobertas do mundo nos últimos 7 anos
  71. 71. PPSA: empresa criada pelo governo que vai cuidar daadministração, da exploração e gerenciar o fundo que vaireceber.
  72. 72. Eólica

×