HIDROELÉTRICAS E MEIO AMBIENTE
Fontes de Energia <ul><li>Para suprir sua necessidade de desenvolvimento, o ser humano ao longo dos tempos foi dependendo ...
<ul><li>Fontes não-renováveis são aquelas que, ao serem utilizadas, não podem ser repostas  pela ação humana ou pela natur...
<ul><li>Usina termoelétrica </li></ul>
<ul><li>Usina   nuclear </li></ul>
<ul><li>Porém existem as fontes renováveis que, ao contrario das não-renováveis, utilizam recursos capazes de se regenerar...
<ul><li>Maremotriz </li></ul>
<ul><li>Biomassa </li></ul>
<ul><li>Termo solar </li></ul>
<ul><li>Eólica </li></ul>
<ul><li>Hidrogênio </li></ul>
<ul><li>Mas infelizmente as fonte renovavéis também podem causar problemas. Na verdade não existe n enhuma forma de geraçã...
<ul><li>Dentre as fonte renováveis ,a hidroeletricidade pode ser considerada a mais eficiente. Apesar de provocar alguns i...
<ul><li>Hoje as usinas hidroelétricas produzem em todo o mundo cerca de 1.000  Gigawatts , energia equivalente a cerca de ...
Funcionamento <ul><li>A usina hidrelétrica é uma instalação que transforma a energia hidráulica em energia elétrica. Para ...
<ul><li>Uma usina hidrelétrica é composta de reservatório, da casa de força e da subestação elevadora. O reservatório é fo...
<ul><li>Vertedouro </li></ul>
<ul><li>A casa de força é o local onde são instalados os equipamentos que vão produzir a energia. Na subestação elevadora ...
<ul><li>Transformador de Itaipu </li></ul>
<ul><li>A produção de energia elétrica ocorre em várias etapas.  </li></ul><ul><li>Primeiramente, capta-se água em um rese...
<ul><li>Turbina de Itaipu </li></ul>
<ul><li>A turbina, sucessora das antigas rodas d’água, é formada por um rotor ligado a um eixo.  </li></ul><ul><li>A press...
<ul><li>Gerador de Itaipu </li></ul>
<ul><li>O gerador, como você pode imaginar, gera eletricidade. O processo básico de geração de eletricidade se dá através ...
 
Mega Construções <ul><li>Atualmente, existem usinas hidrelétricas de proporções colossais, possuindo estruturas extremamen...
Usina Hidrelétrica de Itaipu   <ul><li>É a maior usina hidrelétrica do Brasil e a segunda maior do mundo, construída pelo ...
<ul><li>Em 2008, a usina de Itaipu atingiu um novo recorde histórico de produção de energia, com a geração de 94.684.781 m...
 
<ul><li>Até o funcionamento em plena capacidade da Hidrelétrica de Três Gargantas na China, a usina de Itaipu é a maior hi...
 
<ul><li>Curiosidades: </li></ul><ul><li>A quantidade de concreto utilizada na construção da usina hidrelétrica de Itaipu d...
<ul><li>A vazão máxima do vertedouro de Itaipu (62,2 mil metros cúbicos por segundo) corresponde a 40 vezes a vazão média ...
 
<ul><li>O ferro e aço utilizados permitiriam a construção de 380 Torres Eiffel. </li></ul><ul><li>O Brasil teria que queim...
 
Usina de Três Gargantas <ul><li>A  Hidroelétrica de Três Gargantas  é a maior central hidroelétrica do mundo, construída n...
<ul><li>Foi aplicado um rígido controle de qualidade, para garantir que a obra não tenha nenhum risco potencial na sua fut...
<ul><li>A construção da Barragem das Três Gargantas foi iniciada em 1993. Até fins de 2004, quatro turbinas entraram em fu...
 
 
<ul><li>O vertedouro está projetado para ter uma vazão de 110.000 m³/s e vai ser, junto com o da Usina Hidrelétrica de Tuc...
 
 
Hidrelétricas – Prós e Contras <ul><li>Por conter um grande potencial hídrico, o  Brasil é uma das nações do mundo que mai...
<ul><li>Existem outros ponto importantes sobre a hidroeletricidade que fazem dela uma ótima opção de energia. O primeiro p...
<ul><li>Seu processo de obtenção de energia não é poluente. Ao contrário de certa fontes, como a termoelétrica, que se uti...
<ul><li>As usinas hidroelétricas  não envolvem operações de alto risco. Como por exemplo ocorre nas usinas nucleares, onde...
<ul><li>Usina de Chernobyl </li></ul>
<ul><li>Seu ponto mais importânte está na grande capacidade de produção de energia, obtendo valores altíssimos de pontênci...
<ul><li>Mas, como dito anteriormente, não existe nenhuma  forma de geração de energia 100% limpa. A   construção e a utili...
<ul><li>O desajuste do regime hidrológico afeta a biodiversidade da planície e pode acarretar a interrupção do ciclo de vi...
<ul><li>Além disso, o represamento do rio e a formação do reservatório, aliado às modificações no ambiente decorrentes da ...
<ul><li>Ao expulsar comunidades de seus locais de origem, a inundação das represas também provoca impactos socioeconômicos...
<ul><li>A degeneração de valores etnoculturais é outro risco apresentado pelas atividades que envolvem a instalação de usi...
Cuidados com o Meio Ambiente <ul><li>Como podemos ver,  a   construção e a utilização de usinas hidrelétricas pode acarret...
<ul><li>Através do licenciamento ambiental a administração pública busca exercer o necessário controle sobre as atividades...
<ul><li>Os órgãos responsáveis pelo licenciamento no âmbito dos estados são os Órgãos Estaduais de Meio Ambiente e no âmbi...
<ul><li>A participação social no processo de licenciamento é garantido através das Audiências Públicas, durante as quais o...
<ul><li>Existem três tipos de licenciamento ambiental: </li></ul><ul><li>Licença prévia : é a licença concedida na prelimi...
<ul><li>Licença de instalação : É concedida após a aprovação do projeto executivo com todos os requisitos atendidos por es...
<ul><li>Embora seja uma peça fundamental para o desenvolvimento de um país, vimos que as hidrelétricas apresentam riscos a...
Bibliografia <ul><li>http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-agua/hidreletricas-brasileiras.php </li></ul...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

HidreléTricas E Meio Ambiente 2

19.450 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo

HidreléTricas E Meio Ambiente 2

  1. 1. HIDROELÉTRICAS E MEIO AMBIENTE
  2. 2. Fontes de Energia <ul><li>Para suprir sua necessidade de desenvolvimento, o ser humano ao longo dos tempos foi dependendo cada vez mais de fontes de energia. Atualmente essas fontes são classificadas em dois tipos: as não-renováveis e as renováveis. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Fontes não-renováveis são aquelas que, ao serem utilizadas, não podem ser repostas pela ação humana ou pela natureza, a um prazo útil. Um bom exemplo de fonte não-renovável é a termoeletricidade, que se utiliza de combustíveis fósseis para a produção de energia. A queima desses combustíveis em alta quantidade propicia um alto grau de poluição. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Usina termoelétrica </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Usina nuclear </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Porém existem as fontes renováveis que, ao contrario das não-renováveis, utilizam recursos capazes de se regenerarem naturalmente. Hoje nosso planeta possui um número razoável de fonte renováveis, tais como energia hidroelétrica, energia eólica, energia solar, energia geotérmica, biomassa, energia maremotriz e energia por hidrogênio. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Maremotriz </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Biomassa </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Termo solar </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Eólica </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Hidrogênio </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Mas infelizmente as fonte renovavéis também podem causar problemas. Na verdade não existe n enhuma forma de geração de energia 100% limpa. &quot;Toda extração de energia da natureza traz algum impacto. Mesmo a energia eólica que até parece inofensiva, é problemática.(...)”, afirma o engenheiro Gilberto Jannuzzi, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Dentre as fonte renováveis ,a hidroeletricidade pode ser considerada a mais eficiente. Apesar de provocar alguns impactos, sua produção de energia é consideravelmente boa. A energia solar, por outro lado, é bem menos impactante que a hidrelétrica, mas custa cerca de dez vezes mais e não consegue alimentar o gasto elevado das grandes cidades. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Hoje as usinas hidroelétricas produzem em todo o mundo cerca de 1.000 Gigawatts , energia equivalente a cerca de 5,5 bilhões de barris de petróleo . Atualmente o Brasil possui cerca de 10% dessa energia, ou seja, 100.000 MW extraidos através de usinas hidroelétricas, energia equivalente a 538 milhões de barris de petróleo. </li></ul>
  15. 15. Funcionamento <ul><li>A usina hidrelétrica é uma instalação que transforma a energia hidráulica em energia elétrica. Para isso acontecer, é necessário existir um desnível hidráulico natural ou criado por uma barragem, para captação e condução da água à turbina, situada sempre em nível tão baixo quanto possível em relação a captação. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Uma usina hidrelétrica é composta de reservatório, da casa de força e da subestação elevadora. O reservatório é formado pelo represamento das águas do rio, por meio da construção de uma barragem. Na barragem é construído o vertedouro da usina, por onde sai o excesso de água do reservatório na época das chuvas. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Vertedouro </li></ul>
  18. 18. <ul><li>A casa de força é o local onde são instalados os equipamentos que vão produzir a energia. Na subestação elevadora são instalados os transformadores elevadores onde a energia elétrica tem suas características transformadas para melhor transportá-la através das linhas de transmissão. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Transformador de Itaipu </li></ul>
  20. 20. <ul><li>A produção de energia elétrica ocorre em várias etapas. </li></ul><ul><li>Primeiramente, capta-se água em um reservatório. Então, ela é conduzida sob pressão por tubulações forçadas até a casa de máquinas, onde estão instaladas as turbinas e os geradores. </li></ul>
  21. 21. <ul><li>Turbina de Itaipu </li></ul>
  22. 22. <ul><li>A turbina, sucessora das antigas rodas d’água, é formada por um rotor ligado a um eixo. </li></ul><ul><li>A pressão da água sobre as pás do rotor da turbina produz um movimento giratório do eixo da turbina, transformando a energia hidráulica em um trabalho mecânico, que por sua vez aciona o gerador. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Gerador de Itaipu </li></ul>
  24. 24. <ul><li>O gerador, como você pode imaginar, gera eletricidade. O processo básico de geração de eletricidade se dá através da rotação de uma série de eletro-ímãs dentro de espirais metálicas. </li></ul><ul><li>O movimento do eixo da turbina produz um campo eletromagnético dentro do gerador, produzindo, assim, a eletricidade, levada para o consumidor por meio das linhas de transmissão. </li></ul>
  25. 26. Mega Construções <ul><li>Atualmente, existem usinas hidrelétricas de proporções colossais, possuindo estruturas extremamente complexa que desafiam até o mais experiente engenheiro. Apresentaremos a seguir algumas dessas fantásticas obras. </li></ul>
  26. 27. Usina Hidrelétrica de Itaipu <ul><li>É a maior usina hidrelétrica do Brasil e a segunda maior do mundo, construída pelo Brasil e pelo Paraguai no rio Paraná, no trecho de fronteira entre os dois países, e possui incríveis 14.000 megawatts de potência instalada, com 20 unidades geradoras de 700 megawatts. </li></ul>
  27. 28. <ul><li>Em 2008, a usina de Itaipu atingiu um novo recorde histórico de produção de energia, com a geração de 94.684.781 megawatts-hora (MWh). O recorde anterior era do ano 2000, quando Itaipu gerou 93.427.598 MWh. Isso garantiu o suprimento de 87,3% de toda a energia elétrica consumida no Paraguai e 19,3% da demanda do sistema interligado brasileiro. </li></ul>
  28. 30. <ul><li>Até o funcionamento em plena capacidade da Hidrelétrica de Três Gargantas na China, a usina de Itaipu é a maior hidrelétrica do mundo em potência instalada. Em capacidade de geração continuará sendo a mais importante, visto que o regime hidrológico do rio Paraná apresenta maior fluxo de água que o Rio Yangtzé. </li></ul>
  29. 32. <ul><li>Curiosidades: </li></ul><ul><li>A quantidade de concreto utilizada na construção da usina hidrelétrica de Itaipu daria para construir 210 estádios de futebol do tamanho do Maracanã. O volume de concreto, 12,57 milhões de m³, é 15 vezes maior do que o usado na construção do Eurotúnel. </li></ul>
  30. 33. <ul><li>A vazão máxima do vertedouro de Itaipu (62,2 mil metros cúbicos por segundo) corresponde a 40 vezes a vazão média das Cataratas do Iguaçu. A vazão de duas turbinas de Itaipu (700 metros cúbicos de água por segundo cada), corresponde a toda a vazão média das Cataratas (1500 metros cúbicos por segundo). </li></ul>
  31. 35. <ul><li>O ferro e aço utilizados permitiriam a construção de 380 Torres Eiffel. </li></ul><ul><li>O Brasil teria que queimar 434 mil barris de petróleo por dia para gerar em usinas termelétricas a potência de Itaipu. </li></ul><ul><li>O volume de escavações de terra e rocha em Itaipu é 8,5 vezes superior ao do Eurotúnel (que liga França e Inglaterra sob o Canal da Mancha). </li></ul>
  32. 37. Usina de Três Gargantas <ul><li>A Hidroelétrica de Três Gargantas é a maior central hidroelétrica do mundo, construída no Rio Yangtzé, o maior da China. A obra foi concluída em 20 de maio de 2006, seis meses antes do prazo previsto. </li></ul>
  33. 38. <ul><li>Foi aplicado um rígido controle de qualidade, para garantir que a obra não tenha nenhum risco potencial na sua futura operação. A obra das Três Gargantas tem como funções a prevenção de enchentes, a geração de energia e facilitar o transporte fluvial, por isso ela desempenha um papel importante no desenvolvimento socioeconômico da China. </li></ul>
  34. 39. <ul><li>A construção da Barragem das Três Gargantas foi iniciada em 1993. Até fins de 2004, quatro turbinas entraram em funcionamento. Em 2009, com 26 turbinas instaladas, a capacidade concebida da barragem deverá ser de 18.200 megawatts, ultrapassando a potência de Itaipu, até então a maior barragem hidroelétrica em potência instalada no mundo. </li></ul>
  35. 42. <ul><li>O vertedouro está projetado para ter uma vazão de 110.000 m³/s e vai ser, junto com o da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no Rio Tocantins, o maior do mundo em vazão. Diversas empresas brasileiras de consultoria participaram no projeto, tendo em vista a vasta experiência do Brasil com as grandes usinas de Itaipu e Tucuruí, dentre outras. Empresas brasileiras também participam das obras civis. </li></ul>
  36. 45. Hidrelétricas – Prós e Contras <ul><li>Por conter um grande potencial hídrico, o Brasil é uma das nações do mundo que mais construí barragens, e está altamente dependente em hidroeletricidade, com 80% da sua energia elétrica proveniente de grandes represas. </li></ul>
  37. 46. <ul><li>Existem outros ponto importantes sobre a hidroeletricidade que fazem dela uma ótima opção de energia. O primeiro ponto já foi comentado: energia renovável. Perante as situações ambientais atuais é importantíssimo que se utilize uma energia renovável para não piorar os problemas climáticos já existentes. </li></ul>
  38. 47. <ul><li>Seu processo de obtenção de energia não é poluente. Ao contrário de certa fontes, como a termoelétrica, que se utiliza da combustão de materiais para produzir energia, causando poluição atmosférica, as usinas hidroelétricas se aproveitam somente da força da água para adquirir energia. </li></ul>
  39. 48. <ul><li>As usinas hidroelétricas não envolvem operações de alto risco. Como por exemplo ocorre nas usinas nucleares, onde é necessário o manuseio de materiais altamente radioativos, e que caso aconteça algum acidente, o vazamento de radiações nocivas para o ambiente exterior comprometerá a saúde de qualquer ser vivo na região. </li></ul>
  40. 49. <ul><li>Usina de Chernobyl </li></ul>
  41. 50. <ul><li>Seu ponto mais importânte está na grande capacidade de produção de energia, obtendo valores altíssimos de pontência. Itaipu, por exemplo, a segunda maior barragem hidroelétrica em potência instalada no mundo, possui capacidade de 14.000 MW, perdendo somente para a Três Gargantas, na China, cuja capacidade deverá alcançar 18.200 MW quando finalizada. </li></ul>
  42. 51. <ul><li>Mas, como dito anteriormente, não existe nenhuma forma de geração de energia 100% limpa. A construção e a utilização de usinas pode ter uma série de consequências negativas, que abrangem desde alterações nas características climáticas, hidrológicas e geomorfológicas locais até a morte de espécies que vivem nas áreas de inundação e nas proximidades. </li></ul>
  43. 52. <ul><li>O desajuste do regime hidrológico afeta a biodiversidade da planície e pode acarretar a interrupção do ciclo de vida de muitas espécies (mais comumente de peixes de grande porte e migratórios) e a multiplicação de espécies sedentárias (de menor valor), o que, conseqüentemente, afeta as populações ribeirinhas que vivem da pesca. </li></ul>
  44. 53. <ul><li>Além disso, o represamento do rio e a formação do reservatório, aliado às modificações no ambiente decorrentes da presença do homem (principalmente pelas migrações relacionadas à obra) provocam o desequilíbrio do ecossistema e favorecem a propagação de endemias como a esquistossomose, a malária e o tracoma. </li></ul>
  45. 54. <ul><li>Ao expulsar comunidades de seus locais de origem, a inundação das represas também provoca impactos socioeconômicos, especialmente nas populações de baixa renda, que apresentam condições precárias de educação, saúde e alimentação, e que são obrigados a se adaptarem aos locais para onde foram transferidos e à prática de novas atividades para garantir o sustento. </li></ul>
  46. 55. <ul><li>A degeneração de valores etnoculturais é outro risco apresentado pelas atividades que envolvem a instalação de usinas hidrelétricas, mais intenso quando atinge comunidades indígenas — foi o que aconteceu, por exemplo, nas usinas de Balbina (com os Waimiri-Atroari) e Tucuruí (com os Paracanã). </li></ul>
  47. 56. Cuidados com o Meio Ambiente <ul><li>Como podemos ver, a construção e a utilização de usinas hidrelétricas pode acarretar sérios problemas, especialmente para o meio ambiente. Não somente as hidrelétricas mas como também outros empreendimentos, tais como as usinas termoelétricas e usinas nucleares. Diante disto foi criado um importante instrumento: o Licenciamento Ambiental. </li></ul>
  48. 57. <ul><li>Através do licenciamento ambiental a administração pública busca exercer o necessário controle sobre as atividades humanas que interferem nas condições ambientais, buscando conciliar o desenvolvimento econômico com o uso de recursos naturais. Segundo as leis brasileiras, antes da instalação de um empreendimento ou atividade potencialmente danosa ao meio ambiente deve-se proceder o licenciamento ambiental. </li></ul>
  49. 58. <ul><li>Os órgãos responsáveis pelo licenciamento no âmbito dos estados são os Órgãos Estaduais de Meio Ambiente e no âmbito federal, o IBAMA, através da Diretoria de Licenciamento Ambiental, atuante sobretudo em projetos de infra-estrutura que atinjam mais de um estado, bem como nas atividades de petróleo e gás e na plataforma continental. </li></ul>
  50. 59. <ul><li>A participação social no processo de licenciamento é garantido através das Audiências Públicas, durante as quais o conteúdo do estudo e do relatório de impacto ambiental é apresentado às comunidades que vivem nos locais que serão atingidos pelo empreendimento, esclarecendo dúvidas e acolhendo sugestões. São realizadas por solicitação do IBAMA ou de entidade civil, do Ministério Público ou por um grupo de no mínimo 50 cidadãos. </li></ul>
  51. 60. <ul><li>Existem três tipos de licenciamento ambiental: </li></ul><ul><li>Licença prévia : é a licença concedida na preliminar de planejamento, uma vez cumpridos os requisitos básicos a serem atendidos durante a localização, instalação e operação. As leis de uso do solo municipais, estaduais ou federais devem ser observadas pelo empreendedor. </li></ul>
  52. 61. <ul><li>Licença de instalação : É concedida após a aprovação do projeto executivo com todos os requisitos atendidos por este projeto. </li></ul><ul><li>Licença de operação : A licença de operação é necessária para o início das atividades do empreendimento. Será concedida após as verificações do cumprimento dos requisitos condicionantes previstos na Licença de Instalação por órgão responsável. </li></ul>
  53. 62. <ul><li>Embora seja uma peça fundamental para o desenvolvimento de um país, vimos que as hidrelétricas apresentam riscos ao meio ambiente, portanto, para a construção de uma delas deve-se seguir todo o processo do licenciamento ambiental, avaliando cuidadosamente os possíveis impactos que o projeto pode causar e tomando-os em consideração no processo de aprovação. </li></ul>
  54. 63. Bibliografia <ul><li>http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-agua/hidreletricas-brasileiras.php </li></ul><ul><li>http://www.deq.uem.br/JornalDEQ/funcionamento_usina_Hidreletrica.htm </li></ul><ul><li>http://ciencia.hsw.uol.com.br/usinas-hidreletricas2.htm </li></ul><ul><li>http://www.internationalrivers.org/en/am%C3%A9rica-latina/hidrel%C3%A9tricas-no-brasil </li></ul><ul><li>http://pt.wikipedia.org </li></ul><ul><li>http://mundoestranho.abril.com.br/ambiente/pergunta_287091.shtml </li></ul><ul><li>http://www.ibama.gov.br/licenciamento/ </li></ul><ul><li>http://www.licenciamentoambiental.eng.br/hidreletricas-e-efeito-estufa-solucao-ou-problema/ </li></ul><ul><li>Grupo: </li></ul><ul><li>Marcus Vinícius 07061 </li></ul><ul><li>Matheus Macedo 07063 </li></ul><ul><li>Pedro Pato 07069 </li></ul><ul><li>Pedro Nagy 07070 </li></ul><ul><li>Rayner Ribeiro 07749 </li></ul>

×