Ano 18 Nº 149 Setembro / 2013
esde maio o salário é de R$ 832,10. Como não houve acordo entre os sindicatos
dospatrõesedos...
Jornal dos Comerciários Setembro 2013
CATEGORIA
Jornal de responsabilidade da diretoria colegiada do Sindicato dos Trabalh...
Setembro 2013 Jornal dos Comerciários
LUTAS
30 de Agosto foi dia de
paralizações pelo país
De acordo com o estatuto do
Sin...
INTERNACIONAL
Jornal dos Comerciários Setembro 2013
Da Redação
O Movimento Mulheres em Luta,movimento fe-
minista filiado ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jornal dos Comerciários - Nº 149

799 visualizações

Publicada em

Jornal do Sindicato dos Comerciários de Nova Iguaçu e Região, Nº 149, Setembro de 2013.

Publicada em: Notícias e política
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Jornal dos Comerciários - Nº 149

  1. 1. Ano 18 Nº 149 Setembro / 2013 esde maio o salário é de R$ 832,10. Como não houve acordo entre os sindicatos dospatrõesedostrabalhadores,oquevaleéopisodoestado.Porémalgumaslojas Dnão estão pagando este valor.As lojas que não deram o aumento terão GREVES atéosalárioaumentar,equemrecebeacimadopiso,oreajusteéde7,16%.Todasascláusu- lassociaisdaConvençãoColetivadoanopassadoestãovalendo. Os patrões que insistem em permanecer fora da lei, apresentam documentos inconsis- tentesesãoaconselhadospor irresponsáveissemnenhumfundamentolegal.Estesestarão sujeitos a GREVE POR LOJA! O povo está mostrando o caminho da mudança nas manifestações,enósvamosgarantirnalutaonossodireito. Denuncie a loja que está FORA DA LEI! comunicacao@sindconir.org.br Doenças do Trabalho: Os sintomas de LER/DORT PÁGINA 2PÁGINA 2 Como foi a 1ª marcha da visibilidade lésbica em Nova Iguaçu PÁGINA 4PÁGINA 4 E as mobilizações continuam! 30 de agosto foi Dia Nacional de Luta e Paralizações Grito dos Excluídos aconteceu no 7 de setembro! PÁGINA 3PÁGINA 3 Vem aí o 6º Congresso do Sindicato PÁGINA 3PÁGINA 3 SE O PATRÃO NÃO PAGAR O QUE DEVE... VEJA AS PARALIZAÇÕES QUE JÁ OCORRERAM NA PÁGINA 2 ATENÇÃO MESQUITA - Dia 25 (aniversário da cidade) é Feriado! É proibido o trabalho neste dia
  2. 2. Jornal dos Comerciários Setembro 2013 CATEGORIA Jornal de responsabilidade da diretoria colegiada do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio de Nova Iguaçu, Nilópolis, Para- cambi, Itaguaí, Belford Roxo, Queimados, Japeri, Seropédica, e Mesquita. Conselho Editorial: Marcelo Baena, Marileide Costa, Zé Roberto, Gabriel Silva; Redação, diagramação e projeto gráfico: Raphael Botelho. Renato Gomes, FILIADO À CSP-CONLUTAS www.sindconir.org.br Sede: Rua Dr. Barros Júnior, 408/412 Centro - Nova Iguaçu - RJ TELs./FAX: 2768-9297 / 2767-5130 / 2767-8232 comunicacao@sindconir.org.br ITAGUAÍ: Avenida Paulo de Frontin, 72/202; Tel. (21) 2687-7729 NILÓPOLIS: Rua Prof. G. Alfredo Filgueiras, 18, Sala 407-A; Tel. 2791-9271 BELFORD ROXO: Praça Getulio Vargas, 112 Ap 201 - Centro; Tel. 2663-1904 QUEIMADOS: Avenida Irmãos Guinle, 901/214; Tel. 2665-3093 SUBSEDES: DENÚNCIAS SAÚDE & SEGURANÇA 1 – Sensação de peso e desconforto no lugar afetado. Dor espontânea, com pontadas ocasionais durante a jornadadetrabalho,quenãointerferemnaprodutividade.Éumadorlevequemelhoracomorepouso. 2 – Dor persistente e mais intensa que persiste durante a jornada de trabalho. É tolerável e permite o desempenhodaatividade,masqueafetaorendimentonosperíodosdemaioresforço. 3 – A dor torna-se mais persistente, mais forte e com irradiação mais definida. O repouso, em geral, só diminui a intensidade, nem sempre fazendo-a desaparecer por completo. Aparece mais vezes fora da jornada,especialmenteànoite. 4 – Dor forte,contínua,por vezes insuportável,que leva a um intenso sofrimento.A dor se acentua com os movimentos, estendendo-se a todo local afetado, com perda de força e do controle dos movimentos. O inchaçoépersistenteepodemaparecerdeformações. Doenças do Trabalho - Os sintomas da LER/DORT Lojas que não pagaram o aumento correto estão sujeitas à greve. Veja as que já ocorreram: Extra (Nova Iguaçu) Além de praticar o banco de horas de forma ilegal, a empresa simples- mente sumiu com as horas dos traba- lhadores do sistema.Agora eles traba- lharam de graça e nem a uma folga terãodireito... Supermercado Extra (Queimados) A gerência vem intimidando os trabalhadores a venderem recarga de celular,ossubmetendoàconstantevi- gilância, o que acaba virando assédio moral. Marajá das Carnes (Vila Emil) Trabalha na cara de pau todos os domingos e feriados.Mas essa vida de marajádopatrãovaiacabar... Comoditonapágina1,oSindi- catoestánumacampanhaparaque os patrões cumpram a lei e paguem o aumento que devem aos comer- ciários. Por isso no mês de Agosto fo- mos à porta de algumas empresas que não pagaram o aumento dis- postos a organizar uma greve caso a empresa em questão não desse umprazoparaopagamento. A reação das loja foi chamar a polícia para reprimir a manifesta- ção pacífica e legítima da catego- ria, além de tentar intimidar os trabalhadores. Ambas as tentati- vas fracassaram e elas foram obri- gadasàpagaroaumentodevido. Isso mostra a força dos traba- lhadoresorganizadosemluta.Não recuamos nem iremos recuar das reivindicações. Setembro será o mês de grandes atos nas lojas, que irão continuar até os patrões paga- remoquedevem. Além disso, no dia 21, O Sindi- cato fiscalizou lojas que insistiram em abrir no feriado de Nilópolis. Todas tiveram que fechar, inclusi- velojasgrandescomooPrezunic. Casa Show (Nilópolis) Além de trabalhar de forma ilegal nos domingos e feriados, também pratica o banco de horas, o que tam- bém não é permitido. As horas extras temqueserpagas. E ainda obriga os trabalhadores a venderemserviços(títulosdecapitali- zação). Venda casada é crime! Além dissoaintimidaçãocasonãosevendaé assédiomoral! Esseshowdehorroresvaiacabar. Novo Mundo (toda rede) Além de continuar trabalhando de forma ilegal nos domingos e feriados, quando os trabalhadores garantem o seu direito de descansar nestes dias, a empresa ameaça trocá-los de horário, na intenção de prejudicar os trabalha- dores. Isso é assedio moral. E ainda não aceita atestado para acompanhar os filhos ao médico. Tá aqui, tá na senzala! Supermarker (Real de Eden - Toda a rede) Revista a bolsa dos trabalhadores na frente de loja, na frente de todo mundo, incluindo os clientes. O que, naturalmente, causa um constrangi- mento geral. Real(mente)... neste mercado todo mundo é suspeito até queseproveaocontrário. Paralisação na Leader Nova Iguaçu (dia21 de agosto) Veja as paralisações que já ocorreram (todas no centro de Nova Iguaçu): Dia 19 - Casa & Video. Dia 21 - Leader Magazine. Dia 23 - Marisa. Dia 26 - Citycol.
  3. 3. Setembro 2013 Jornal dos Comerciários LUTAS 30 de Agosto foi dia de paralizações pelo país De acordo com o estatuto do Sindicato, o congresso deve ser realizadodetrêsemtrêsanos. O congresso é o maior espaço de decisão do Sindicato e envol- ve não só os diretores, mas tam- bém delegados eleitos pela cate- goria em assembléias. Dia 17, a assembleia deverá decidir sobre: Data do congresso, local, pauta, assembleia para eleição de dele- gados,quantidade de delegados, e prazo de sindicalização pra ser delegado. JURÍDICO Supermercado Novo Mundo é condenado a pagar R$ 200 mil SINDICATO Assembleia para convocar o 6º Congresso do Sindicato: Dia 17/09 Grito dos Excluídos no 7 de Setembro OTribunal Regional doTraba- lho, no Rio de Janeiro, manteve a sentença que condenou o Super- mercado Nova Mundo à pagar R$ 200 mil por dano moral coletivo, referente ao fato desta empresa ter apráticaderevistarospertencesde seustrabalhadores. A decisão vale para todas as lo- jas e beneficia todos os cerca de 1.200 trabalhadores do grupo. O Ministério Público concluiu que as câmeras dos estabelecimentos são suficientes para garantir seu patrimônio.Aempresarecorreu. Um trabalhador cipeiro ganhou na justiça uma sentença contra a MakroAtacadistaS.A. A empresa o havia demitido. Porém, membros da CIPA tem es- tabilidade garantida justamente para que não sofram perseguições da empresa ao lutar pela melhoria das condições de trabalho e segu- rança do trabalhador. A decisão tambémagregoudesviodefunção. A multa foi de R$ 64.961,00. Com a força da luta dos trabalha- dores e através do nosso jurídico conseguimos derrotar mais uma vezessaarbitrariedade. Um trabalhador da Casa & Ví- deo recebeu uma indenização no valordeR$300mil. A justiça condenou a empresa por não pagar corretamente seus trabalhadores, por desvio de função, assédio moral e por realizar ilegalmente o banco de horas. Além disso, a empresa des- cumpriu a convenção coletiva por váriosanos. Isso mostra a importância dos trabalhadores virem ao Sindicato correr atrás de seus direitos pois várias dessas arbitrariedades ainda acontecememmuitaslojas. Esta empresa foi derrotada mais uma vez e obrigada a reinte- grar o diretor do Sindicato.No en- tanto,recorreudadecisão. Telmo, que foi eleito de forma legítima e demitido de forma arbi- trária, foi acolhido pelo Sindicato, que está garantindo seus salários (para seu próprio sustento e de sua família). Ele devolverá esse valor ao final do processo, quando a Teciplastreintegrá-loepagartodo o retroativo que lhe deve, assim como aconteceu com outros diretoresnestamesmasituação. Makro terá que reintegrar trabalhador que foi demitido Teciplast é obrigada à reitegrar diretor do Sindicato mais uma vez Casa&Video pagará multa de R$ 300 mil à trabalhador Dia 30 de agosto foi o Dia Nacio- nal de Luta e Paralizações chamado pelascentraissindicais.Odiaenvol- veu categorias de peso como meta- lúrgicos, trabalhadores da constru- ção civil, petroleiros, etc. Trabalha- doresdotransportepúblicopararam por algumas horas em sete capitais. Em São José dos Campos, interior de São Paulo e importante polo in- dustrial, pelo menos 27 mil operári- os pararam. Aqui no Rio, o polo do Comperj em São Gonçalo também parou,juntocompetroleiros. A pauta das reivindicações agre- gou além de reivindicações locais,as reivindicações já expostas no dia 11 de julho, último dia unificado de lu- ta: Fim do fator previdenciário (que reduz as aposentadorias), redução da jornada de trabalho, fim dos lei- lões das reservas de petróleo, contra a terceirizaçãoepelareformaagrária. NaBaixadahouveumapasseatano calçadãodeNovaIguaçucomoSindi- cato, Fórum de Mobilização de Nova Iguaçu, CSP-Conlutas, PSTU, e a Oposição ao Sindicato dos Rodoviá- rios, que panfletaram e, às 14h, parti- ciparamdoatounificadonocentrodo RiodeJaneiro. Apesar da CUT, que fez corpo mole para que a mobilização não desgastasse o governo, o dia 30 foi muito forte.A CSP-Conlutas,cen- tralsindicaldoSindicatofoiaprin- cipal impulsionadora das manifes- tações que apesar do boicote da im- prensa, cumpriram um papel fundamental. No7desetembroaconteceuo19° Grito dos Excluídos. O ato ocorre tradicionalmente após as paradas, e o Sindicato esteve presente na sua ediçãodoRiodeJaneiro. Respaldado por decisão judicial, policiais abordavam com violência pessoas de máscara, o que gerou conflito.Depoisdisso,semmotivoal- gum,investiram contra a passeata pa- cífica. Mas o ato resistiu e continuou até o fim pela Av. Presidente Vargas, até o monumento à Zumbi dos Palmares. O ato denunciou, entre outras coisas, o leilão do petróleo brasilei- ro que Dilma irá realizar ainda este anoeexigiuoForaCabral. As duas assembleias acontecerão às 19h no estacionamento ao lado do Sindicato: Rua Dr. Barros Jr. Nº 396, (Centro de Nova Iguaçu)
  4. 4. INTERNACIONAL Jornal dos Comerciários Setembro 2013 Da Redação O Movimento Mulheres em Luta,movimento fe- minista filiado à CSP-Conlutas (central sindical do Sindicato) realizará seu primeiro encontro nacional dias 4, 5 e 6 de Outubro, em Sarzedo, Minas Gerais. O encontro será um importante instrumento para organizaralutacontraomachismonasociedadeede preparaçãodasmulheresparaessecombate. Como etapa de preparação para esse encontro na- cional, o MML aqui do Rio de Janeiro realizará no dia 14 de setembro um encontro estadual de mulhe- res. O objetivo é ter uma prévia dos debates que ocorrerão no encontro e ajudar na organização dele estadualmente. Nodiaseguinte,15desetembro,éavezdasmulhe- res comerciárias da Baixada Fluminense realizarem seu encontro.O encontro de mulheres comerciárias será importante para construir uma pauta de reivin- dicações específica para a categoria, como a luta contra o machismo dentro das lojas e creches por localdetrabalho. Infelizmente, mesmo com uma mulher na presi- dência o Brasil não se tornou menos machista. Pelo contrário,Dilma nada fez para a aplicação efetiva da Lei Maria da Penha, e cede às pressões de grupos fundamentalistas que visam tratar a mulher como um objeto: É o casos do ‘Estatuto do Nascituro’, por exemplo, que prevê o absurdo ‘bolsa estupro’ para que as mulheres vítimas criem os filhos que tiverem resultadodessecrime. Participe do Encontro de Mulheres Comerciárias COMBATE ÀS OPRESSÕES Da Redação Nodia31deagostoNovaIguaçufoipalcodapri- meira Marcha da Visibilidade Lésbica da Baixada Fluminense. A iniciativa, que já havia acontecido em outros momentos no Rio, tomou as ruas do centro para protestar contra a intolerância homo- fóbicaecontraomachismo. A Marcha aconteceu no primeiro final de sema- na após o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, que é comemorado todo dia 29 de agosto. Nesta data,em1996,foirealizadonoRiodeJaneiroopri- meiroSeminárioNacionaldeLésbicas(Senale).O dia tem como objetivo dar visibilidade à homoafe- tividade feminina já que na sociedade homofóbica e machista em que vivemos, as mulheres lésbicas sofremcomumduplopreconceito. A passeata percorreu o calçadão de Nova Iguaçu e contou com o apoio da população, que saudava o protesto por onde ela passava com declarações de apoio. Os comerciários estavam presentes, e o Sindicato esteve organizando a Marcha desde sua convocação pelo Fórum de Luta Contra as Opres- sões, fórum que reúne movimentos sociais, ativis- taseorganizaçõescontraopreconceito. Essa foi uma importante iniciativa pois a Baixa- da é uma das regiões campeãs em número de estu- pros e outras formas de violência contra a mulher, que são tolerados pelos governos . Assim, a única forma de combater efetivamente esta opressão é atravésdaorganizaçãoelutadestesoprimidos. Nodia22deagosto,emváriascidadesdopaís,ocorreua MarchaContraoGenocídiodoPovoNegro.Essafoiuma iniciativa do movimento negro para denunciar o verda- deiro extermínio à que os negros, em especial os jovens, estão sujeitos no Brasil.Nos últimos 10 anos,enquanto o númerodehomicídiosdebrancoscaiu25,5% odenegros aumentou29,8%. NacidadedoRiodeJaneiro,aMarchasaiudaRocinha, lugar onde ocorreu o caso emblemático do ajudante de pedreiro Amarildo Dias de Souza, de 42 anos, que desa- pareceunodia14dejulho,quandofoilevadoporpoliciais da Unidade de Polícia Pacificadora da Rocinha. O caso, queaconteceuemmeioaosprotestosderuaquetomaram o país,ganhou grande visibilidade depois de manifestan- tes exigirem do governador Sérgio Cabral uma explica- ção, que segundo a própria família, não determinou nenhumamedidaconcretaparasoluçãodocaso. A verdade é que desde a escravidão os negros não tem suas necessidades atendidas pelos governantes,e são em- purrados para péssimas condições de vida.Por isso os go- vernos praticam uma verdadeira pena de morte nas periferias e favelas, executada tanto pelo crime orga- nizado quanto pela polícia. Muitos Amarildos ainda es- tãoporaí:Há35mildesaparecidosnoEstadodoRiodes- de 2007. A mesma polícia que reprime as manifestações derua,éaquematasemdistinção. Ações como a Marcha Contra o Genocídio do Povo Negro tem a importância de denunciar e lutar contra esse massacre que, com a desculpa de combate à criminalida- de, atacam o povo negro em geral, pra livrar os políticos corruptos de investirem nas favelas. O que precisamos nasperiferias éde saúdeeeducação,nãodemaismortes! Baixada tem primeira Marcha da visibilidade Lésbica Egito e Síria: Continua a luta contra o imperialismo e as ditaduras no mundo árabe esde o final de 2010 os po- vos árabes vêm lutando con- Dtra as ditaduras que contro- lam seus países. ATunísia derrubou o ditador que governava o país há déca- das, seguida pela grande revolução no Egito. Na Líbia, a revolução se trans- formou em guerra civil, e os Estados Unidos interviram para garantir seus interessesnaregião. Da mesma forma, na Síria, o mun- do está assistindo nos últimos dois anosumaguerracivilsangrentaquejá vitimou quase 100 mil pessoas. Os re- beldes que lutam contra a ditadura que domina o país há 40 anos,vêm pe- dindo ajuda internacional, já que o governo de Bashar al-Assad tem ar- mas superiores. Nenhuma potência ofereceuarmasaosrebeldes. Da Redação Contra o extermínio dos Negros! Cade Amarildo?! Agora, o mundo viu estupefato o massacrenaperiferiadeDamasco,ca- pital do país. Agências apontam que maisde1.400civismorrerampelouso de armas químicas (proibidas por le- gislações internacionais), inclusive idososecrianças. Depois desse ataque criminoso, o presidente dos EUA, Barack Obama anunciou a intenção de atacar com mísseis o governo Sírio. Ou seja, os mesmos que ignoram o apelo dos re- beldesporarmas,agoraquerematacar ogovernodeAssad. Isso acontece por que a intenção dos Estados Unidos e das potências européias não é ajudar os rebeldes e sim controlar a região, impondo um acordocomrebeldeseAssad. No Egito, depois de grandes mobilizações contra o governo de Mohamed Morsi, presidente eleito ano passado que vinha trazendo insatisfação à população, o exército deu um golpe e desferiu um violento massacre contra partidários da Irmandade Muçulmana (partido do presidente deposto). Ou seja, toda a região, ainda segue instável, e a populaçãocontinuaemluta. Asrevoluçõessópoderãorealizar suas reivindicações na medida em que os trabalhadores organizarem- se para construir um país voltado para os interesses da população, e quando os trabalhadores de todo o mundo se unirem numa sociedade socialista.

×