Videolearning
Roberto Reis Campos
De Que Forma
Você Aprende?
A Teoria das Inteligências Múltiplas explica que existem
vários tipos de inteligências. De acor...
Linguagem Audiovisual e Múltiplas
Atitudes Perceptivas
• O vídeo é sensorial.
• O vídeo nos seduz, informa e entretém.
• O...
“Você se esquece daquilo que
escuta, lembra-se daquilo que vê
e entende aquilo que faz.”
Cone do Aprendizado
10 % do que lemos.
20 % do que ouvimos.
30 % do que vemos.
50 % do que ouvimos
e vemos.
70 % do que di...
Memória
• Memória sensorial: armazena informações de todo tipo que chegam aos
nossos sentidos.
• Memória de curto prazo: r...
Quais são os benefícios
do videolearning?
Benefícios do Videolearning
• Reduz a carga de leitura.
• Mantém os alunos interessados e envolvidos.
• Ajuda a reter info...
Mas quando utilizar este
recurso?
• Desenvolver habilidades comportamentais ou interpessoais.
• Demonstrar como fazer e como não fazer uma tarefa específica...
Modalidades de Vídeos
e Objetivos de Uso
 Videoilustração – empregado para exemplificar um fato, uma situação,
um conceito, uma rotina, uma habilidade ou até mesm...
 Videossensibilização – utilizado para introduzir ou finalizar um tema, para
provocar a reflexão sobre uma questão, assum...
 Videoavaliação (videoespelho) – apropriado para captar a ação de pessoas ou
grupos, a qual será analisada e avaliada pel...
Linguagem Cinematográfica
Para que você consiga produzir um material para
vídeo, é essencial entender como transmitir
sent...
Planos
Planos
Planos
Tendências
Com a ajuda da tecnologia digital, temos novas opções de
trabalhar o conteúdo de um vídeo para que ele se torne...
Vídeos Interativos
Vídeos interativos são aqueles que permitem que o usuário transforme a
narrativa apresentada em linguag...
Realidade Aumentada
• A RA é uma tecnologia que
combina elementos do mundo
real com elementos virtuais em
3D, permitindo a...
Mundo Real + Mundo virtual
Imagine proporcionar ao usuário uma interação segura, sem
necessidade de treinamento, trazendo ...
Roteiro de Vídeo
Você sabe o que é um roteiro?
• Roteiro é a forma escrita de qualquer
espetáculo audiovisual. Neste documento,
devem ser descritas de forma objetiva as
...
Definição feita por Syd Field:
• “Roteiro é uma história
contada em imagens,
diálogo e descrição,
localizada no contexto d...
Para que serve um roteiro de vídeo?
• O roteiro será o documento-chave, no qual
todos os outros profissionais envolvidos c...
Para que serve um roteiro de vídeo?
• A realização de um produto audiovisual
demanda um investimento de capital muito alto...
Para que serve um roteiro de vídeo?
• Então isso quer dizer que você é essencial para o
processo de produção de um videole...
Elementos do Roteiro
• conceito;
• storyline (síntese);
• sinopse;
• sumário.
Existem algumas regras para a escrita de um
roteiro. Elas são necessárias para que toda
equipe possa entender e para que o...
Como Escrever um Roteiro
• narração em terceira pessoa;
• verbos no presente;
• ordem fílmica.
Roteiro Literário
• Escrito sem maiores
indicações para as
filmagens, como
movimentos de
câmera, iluminação,
captação de s...
Roteiro de Videolearning
Um roteiro de videolearning é um pouco
diferente dos roteiros de filmes, videoclipes e
televisão,...
Modelo de um roteiro de videolearning
Dica: Para roteirizar, o ideal é utilizar a métrica de 120 palavras
para 1 minuto de...
Normalmente dividido em colunas numa mesma
página, você deverá descrever a cena, o que irá
acontecer nela, as ações necess...
“O Roteiro é uma história contada com imagens,
expressas dramaticamente em uma estrutura definida,
com início, meio e fim,...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Videolearning

219 visualizações

Publicada em

O desenvolvimento da internet nas últimas décadas, bem como o advento das tecnologias digitais, estabeleceu uma nova forma de comunicação na sociedade. No âmbito educacional, nota-se também que o aprendizado ganhou novas projeções. Hoje existe uma diversidade de recursos tecnológicos que podem ser utilizados em prol do ensino. E o videolearning é um desses recursos.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
219
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • O conceito (ou a ideia, a premissa): a história resumida em uma frase.
    Ex.: “Uma história de amor a bordo do Titanic”.
    Storyline (ou síntese): a história resumida em um parágrafo.
    Ex.: “Em uma cidade, diversas mulheres foram assassinadas e ninguém tem pista do assassino. Um jovem cientista inventa um aparelho que, aparentemente, permite que ele se comunique com os mortos. Em um dos contatos, uma entidade do além diz ser o assassino das mulheres. Para legitimar sua declaração, a entidade conta o paradeiro de um dos corpos. Confuso e desesperado, o cientista conta o paradeiro à polícia e o corpo é descoberto, tornando o cientista o principal suspeito dos crimes.” – Quando as vozes chegam.
    A sinopse: a história resumida em uma ou duas páginas.
    Sumário: um argumento pequeno, de seis a 12 páginas é chamado de sumário ou outline.
  • Roteiro Literário x Roteiro Técnico
    Roteiro literário é aquele que o roteirista escreve sem maiores indicações para as filmagens como movimentos de câmera, iluminação, captação de som etc. E o roteiro técnico será elaborado pela equipe de produção com a supervisão do diretor, depois de fazer o que chamamos de découpage, um estudo minucioso do roteiro literário. Ele terá todas as informações técnicas necessárias para transformar o roteiro literário num filme.
  • Videolearning

    1. 1. Videolearning Roberto Reis Campos
    2. 2. De Que Forma Você Aprende? A Teoria das Inteligências Múltiplas explica que existem vários tipos de inteligências. De acordo com ela, as pessoas podem aprender: ouvindo, tocando, vendo, falando/escrevendo, relacionando/categorizando, compartilhando e refletindo.
    3. 3. Linguagem Audiovisual e Múltiplas Atitudes Perceptivas • O vídeo é sensorial. • O vídeo nos seduz, informa e entretém. • O vídeo combina a comunicação sensorial-cenestésica com a audiovisual. • O vídeo mistura a intuição com a lógica e a emoção com a razão.
    4. 4. “Você se esquece daquilo que escuta, lembra-se daquilo que vê e entende aquilo que faz.”
    5. 5. Cone do Aprendizado 10 % do que lemos. 20 % do que ouvimos. 30 % do que vemos. 50 % do que ouvimos e vemos. 70 % do que dizemos. 90 % do que dizemos e fazemos.
    6. 6. Memória • Memória sensorial: armazena informações de todo tipo que chegam aos nossos sentidos. • Memória de curto prazo: retém uma pequena quantidade de informação que será utilizada em um breve período de tempo. • Memória de longo prazo: é a memória na qual a informação fica armazenada em definitivo.
    7. 7. Quais são os benefícios do videolearning?
    8. 8. Benefícios do Videolearning • Reduz a carga de leitura. • Mantém os alunos interessados e envolvidos. • Ajuda a reter informações visuais. • Enriquece o aprendizado por meio de ilustrações. • Reproduz habilidades interpessoais e comportamentais. • É flexível, ou seja, o treinamento pode ser reproduzido inúmeras vezes.
    9. 9. Mas quando utilizar este recurso?
    10. 10. • Desenvolver habilidades comportamentais ou interpessoais. • Demonstrar como fazer e como não fazer uma tarefa específica. • Reduzir a carga de leitura para os alunos. • Enfatizar um conceito ou ponto importante. • Fazer um apelo mais emocional. O videolearning é indicado para:
    11. 11. Modalidades de Vídeos e Objetivos de Uso
    12. 12.  Videoilustração – empregado para exemplificar um fato, uma situação, um conceito, uma rotina, uma habilidade ou até mesmo uma sequência de procedimentos.  Videointerativo – utilizado em circunstâncias nas quais o espectador pode opinar sobre a sequência do vídeo, pode participar na construção do enredo ao escolher um roteiro alternativo.
    13. 13.  Videossensibilização – utilizado para introduzir ou finalizar um tema, para provocar a reflexão sobre uma questão, assumindo um caráter motivador ou conclusivo.  Videossimulação – empregado para auxiliar na compreensão de temas densos ou abstratos, bem como para apresentar situações que não podem ser vivenciadas ou visualizadas.
    14. 14.  Videoavaliação (videoespelho) – apropriado para captar a ação de pessoas ou grupos, a qual será analisada e avaliada pelos próprios figurantes.  Videoentrevista – adequado para apresentar pensamentos, trajetórias e trabalhos de pessoas, bem como para apresentar as diferentes posições sobre um assunto em evidência.  Videodocumentário – apropriado para abordar um tema em detalhes, transmitir informações e fatos contextualizados, pois amplia a visão da realidade e permite a reflexão.
    15. 15. Linguagem Cinematográfica Para que você consiga produzir um material para vídeo, é essencial entender como transmitir sentimento e emoção por meio da imagem e som. Isso é chamado de linguagem cinematográfica.
    16. 16. Planos
    17. 17. Planos
    18. 18. Planos
    19. 19. Tendências Com a ajuda da tecnologia digital, temos novas opções de trabalhar o conteúdo de um vídeo para que ele se torne atrativo e interessante. Veja agora duas tendências para a produção de videolearning.
    20. 20. Vídeos Interativos Vídeos interativos são aqueles que permitem que o usuário transforme a narrativa apresentada em linguagem não linear, escolhendo sua própria direção a partir de indicações e gráficos na tela.
    21. 21. Realidade Aumentada • A RA é uma tecnologia que combina elementos do mundo real com elementos virtuais em 3D, permitindo a interatividade entre objetos (reais e virtuais) em tempo real.
    22. 22. Mundo Real + Mundo virtual Imagine proporcionar ao usuário uma interação segura, sem necessidade de treinamento, trazendo para o seu ambiente real objetos virtuais, aumentando a visão que ele tem do produto no mundo real. Isto é obtido, através de técnicas de computação gráfica e realidade virtual, resultando na sobreposição de objetos virtuais com o mundo real podendo ser exibida em monitores ou smartfones. Permite que objetos virtuais possam ser introduzidos em ambientes reais, a Realidade Aumentada proporciona também, ao usuário, o manuseio desses objetos com as próprias mãos, possibilitando uma interação atrativa e motivadora com o ambiente.
    23. 23. Roteiro de Vídeo
    24. 24. Você sabe o que é um roteiro?
    25. 25. • Roteiro é a forma escrita de qualquer espetáculo audiovisual. Neste documento, devem ser descritas de forma objetiva as cenas, sequências, diálogos e indicações técnicas do vídeo.
    26. 26. Definição feita por Syd Field: • “Roteiro é uma história contada em imagens, diálogo e descrição, localizada no contexto da estrutura dramática." Syd Field
    27. 27. Para que serve um roteiro de vídeo? • O roteiro será o documento-chave, no qual todos os outros profissionais envolvidos com a realização de um produto audiovisual basearão seu trabalho.
    28. 28. Para que serve um roteiro de vídeo? • A realização de um produto audiovisual demanda um investimento de capital muito alto. O roteiro é a maneira de pré-visualizar este produto, e minimizar os riscos de investimento. • O roteiro serve, então, como uma simulação de um produto audiovisual sonhado.
    29. 29. Para que serve um roteiro de vídeo? • Então isso quer dizer que você é essencial para o processo de produção de um videolearning. O trabalho de um DI começa na produção do roteiro. Você é a chave!
    30. 30. Elementos do Roteiro • conceito; • storyline (síntese); • sinopse; • sumário.
    31. 31. Existem algumas regras para a escrita de um roteiro. Elas são necessárias para que toda equipe possa entender e para que o roteiro seja visualizável.
    32. 32. Como Escrever um Roteiro • narração em terceira pessoa; • verbos no presente; • ordem fílmica.
    33. 33. Roteiro Literário • Escrito sem maiores indicações para as filmagens, como movimentos de câmera, iluminação, captação de som etc. • Elaborado pela equipe de produção com supervisão do diretor. Deve ter todas as informações técnicas necessárias para transformar o roteiro literário num filme. RoteiroTécnicoX
    34. 34. Roteiro de Videolearning Um roteiro de videolearning é um pouco diferente dos roteiros de filmes, videoclipes e televisão, mas a essência e a finalidade dos roteiros são as mesmas. Ele é uma mistura de roteiro técnico e literário.
    35. 35. Modelo de um roteiro de videolearning Dica: Para roteirizar, o ideal é utilizar a métrica de 120 palavras para 1 minuto de vídeo.
    36. 36. Normalmente dividido em colunas numa mesma página, você deverá descrever a cena, o que irá acontecer nela, as ações necessárias e irá indicar as falas e os textos que aparecem no vídeo.
    37. 37. “O Roteiro é uma história contada com imagens, expressas dramaticamente em uma estrutura definida, com início, meio e fim, não necessariamente nessa ordem.” – Chris Rodrigues. FIM

    ×