Água - Geografia 9ºAno

1.044 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.044
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Água - Geografia 9ºAno

  1. 1. Erosão costeira A erosão costeira é um processo natural que afecta grande parte das praias de todo o mundo. Ocorre quando o removimento dos sedimentos é maior que a sua deposição.
  2. 2. Os factores que causam este desequilíbrio são bastantes, tais como as tempestades, a elevação do nível médio do mar, as correntes paralelas à costa, a falta de sedimentos, etc. Como resultado da interacção entre estes vários factores, a linha da costa pode avançar mar dentro, permanecer em equilíbrio ou recuar em direcção ao continente, ao que chamamos de erosão. O resultado desse desequilíbrio é, por exemplo, um terreno que hoje está longe da praia pode, no futuro, ser a praia.
  3. 3. o Caso real “A praia do Gonzaguinha , na cidade de São Vicente (Brasil), é um bom exemplo da erosão litoral “mista” (natural e humana). A corrente que trazia os poucos sedimentos para essa área foi desviada devido ao aterro artificial de uma das pontas da costa (Ilha Porchat). Com isso, a praia vem sofrendo um processo de erosão contínua e, segundo os especialistas, ela poderá desaparecer daqui a 109 anos.”
  4. 4. Apesar de ser um fenómeno natural, a erosão costeira pode ser considerada um grave problema, no momento em que causa perdas ou danos em propriedades e construções, sejam elas públicas ou privadas. Em 1985 foi provado que 70% da linha da costa de todo o mundo encontrava-se em retracção, isto é, podendo desmoronar-se a qualquer momento, visto que a maior parte da população vive junto ao litoral.
  5. 5. Para prevenir o risco de erosão, o Homem viu-se obrigado a construir estruturas que impedissem o avanço do mar, retivessem sedimentos ou até mesmo diminuindo a energia das ondas. Essas estruturas são geralmente semelhantes a uma parede de pedra.
  6. 6. o Caso real “O nível do mar ao longo das áreas costeiras da China subiu anualmente 2,6 milímetros nas últimas três décadas, provocando mais desastres marítimos nas regiões litorais, segundo documentos divulgados nesta quarta-feira pela Administração Estatal dos Recursos Marítimos. Os dois documentos, que apresentam o nível do mar e os desastres marítimos, indicam que os desastres marítimos causaram 137 mortos e desaparecidos em 2010, assim como uma perda económica de cerca de 13,3 bilhões de yuans (US$ 2 bilhões).”
  7. 7. Sobreexploração e poluição da água
  8. 8. Poluição da água A poluição da água é uma alteração de qualidade que afecta os ecossistemas, o bem-estar do consumidor, reduzindo os lucros do produtor e directa ou indirectamente o Homem.
  9. 9. o Causas • Efluentes domésticos: São uma das maiores causas da poluição dos recursos da água, com um elevado número de componentes domésticos e uma enorme variedade de vírus e bactérias.
  10. 10. • Efluentes industriais: As águas usadas nas mais variadas actividades industriais, são contaminadas com um número elevado de produtos químicos perigosos para a saúde pública. Estas águas são muitas vezes lançadas nos cursos de água sem qualquer tipo de tratamento, mas no caso de serem tratadas, estas, podem vir a alterar sempre algo, como por exemplo o desequilíbrio nos ecossistemas.
  11. 11. • Efluentes da actividade pecuária: São também grandes poluidores dos cursas de água, superficiais e subterrâneos, a sua composição e efeitos são em tudo bastante semelhantes aos efluentes domésticos, mas no entanto uma exploração pecuária pode produzir uma quantidade de resíduos equivalente à de uma população de dimensões médias.
  12. 12. • Efluentes da actividade agrícola: São compostos essencialmente por produtos químicos, sobretudo pesticidas e fertilizantes ricos em nitratos e fosfatos, dissolvem-se na água da rega e das chuvas e assim contaminam extensas áreas de cursos de água e solos.
  13. 13. o Consequências: • Salinização: Consiste na contaminação da água salgada. Isto acontece devido a pouca água existente nos aquíferos. A mesma água está sempre em contacto com as mesmas rochas fazendo com que a rocha desgaste, contaminando assim a água com os seus minerais, entre eles o sal.
  14. 14. Aquíferos: Um aquífero é uma formação ou conjunto de formações geológicas que pode armazenar água subterrânea. São rochas porosas e permeáveis, capazes de reter água e de cedê-la. Esses reservatórios móveis, aos poucos abastecem rios e poços. Podem ser utilizadas pelo homem como fonte de água para consumo.
  15. 15. • Desflorestação É o desaparecimento da vegetação, deixando o solo nu, facilitando o deslizamento de terras e diminuindo a infiltração da água da chuva e pondo em causa a recarga dos aquíferos.
  16. 16. Como fazer com que isto não aconteça?
  17. 17. As ETAR’S As ETAR ou Estações de Tratamento de Águas Residuais são estações que tratam as águas residuais de origem doméstica e industrial para depois serem escoadas para o mar ou para o rio com um nível de poluição inofensivo para o meio ambiente.
  18. 18. o Fases de tratamento: As ETAR’s tem 4 fases de tratamento : • O pré tratamento, em que o esgoto é sujeito aos processos de separação dos sólidos de maior dimensão. • O tratamento primário, em que a matéria poluente é separada da água por sedimentação • O tratamento secundário, em que a matéria poluente é consumida por microrganismos. • O tratamento terciário é onde ocorre a desinfecção da água, para ser lançada no mar ou no rio
  19. 19. O que é a sobreexploração? A sobreexploração ocorre quando o Homem utiliza uma determinada espécie ou grupo de espécies com uma intensidade superior à de regeneração das próprias.
  20. 20. Todos os países estão a explorar demasiado os seus rios e reservas subterrâneas, a construir infra-estruturas e a sobreexplorar as águas por razões económicas. Como prova disso, nove das bacias hidrográficas mais sobreexploradas da União Europeia encontrarem-se em Portugal, o que evidencia claramente uma exploração excessiva.
  21. 21. Impactos: • Redução da biodiversidade
  22. 22. Competição de espécies não nativas com espécies autóctones
  23. 23. Intrusão de salina em águas subterrâneas:
  24. 24. Escassez de água:
  25. 25. Contaminação de águas subterrâneas:
  26. 26. Inundações:
  27. 27. Alterações climáticas:
  28. 28. Webgrafia: o www.wikipédia.com
  29. 29. Trabalho realizado por mim 

×