Agua na terra

4.605 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Agua na terra

  1. 1. As assimetrias da distribuição de água. O consumo, a gestão e a poluição da água. A qualidade da água e a legislação.Água pura, água potável, água de nascente e água de abastecimento público Água da chuva, água destilada, água gaseificada e água do mar . Física e Química A 1
  2. 2. A Água tem propriedades extraordinárias! É um solvente de sólidos, líquidos e gases e provoca a ocorrência de muitas reações químicas, de importância crucial para a vida e para o ambiente. Entre estas, encontram-se as reações de ácido-base, reações de oxidação-redução e reações de precipitação que serão estudadas mais tarde. Física Química A 2
  3. 3. I) As assimetrias da distribuição de água A Terra – o Planeta Azul Distribuição das reservas mundiais de água Física Química A 3
  4. 4. Distribuição geográfica da água A água é um recurso mal repartido na Terra. Nas partes do mundo em que a água escasseia, a sua posse e partilha constituem um dos grandes problemas do Futuro! Física Química A 4
  5. 5. A crise mundial da água é devida a: escassez crescente diminuição da qualidade da água secas Física e Química A 5
  6. 6. Em algumas dezenas de anos:  o crescimento demográfico  o desenvolvimento industrial  a irrigação intensivamultiplicaram as utilizações de água,fazendo aumentar muitíssimo a sua procura. Física Química A 6
  7. 7. A média anual do consumo de água é de 600 m3 porano e por pessoa, dos quais 50 m3 são de água potável(137 litros/dia).- Um português dispõe de uma reserva de 60 m3 de água/ano - Um canadiano dispõe de uma reserva de 100 m3 de água/ano - Um egípcio dispõe de uma reserva de 1 m3 de água/ano Física Química A 7
  8. 8. Evolução do consumo Consumos relativos nade água até 2025 Europa Física e Química A 8
  9. 9. Tendo em conta: a alteração de hábitos a assimetria da sua distribuição o aumento demográfico a contaminação dos recursos hídricoshá que fazer um aproveitamento eficaz e umarepartição equitativa da água, de modo a permitir umdesenvolvimento sustentável que satisfaça os objetivosda Sociedade no presente e assegure a preservaçãoambiental dos recursos hídricos do futuro. Física Química A 9
  10. 10. IV) A poluição da Água A ação humana conduz a alterações apreciáveis do ciclo hidrológico natural. Gastamos, desperdiçamos e poluímos demasiado a Água !!! A regeneração natural das águas (ou auto-depuração) não acompanha este ritmo, do que resulta um aumento da poluição da água. Física Química A 10
  11. 11. Física e Química A 11
  12. 12. Dos vários tipos de poluição, destacam-se: Poluição biológica – presença de microorganismos patogénicos; Poluição térmica – aquecimento da água por descargas industriais e de centrais térmicas; Poluição química – presença de produtos químicos. Física Química A 12
  13. 13. V) A qualidade da Água e a legislação A água encontra-se poluída por matéria orgânica dos solos, fertilizantes, pesticidas, efluentes domésticos e efluentes industriais. A legislação estabelece os chamados parâmetros de qualidade, que indica para cada um deles: Física Química A 13
  14. 14. Relativamente à água doce existem inúmeras leis: Normas de Helsínquia (1966) Carta Europeia da Água (1968) Declaração Universal dos Direitos da Água (1977) Encontro Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável (2002) Atualmente, a potabilidade da água é definida pela Diretiva Europeia de 1980, através de mais de 60 parâmetros organolépticos, físico-químicos, tóxicos e microbiológicos. Em Portugal, o Decreto-Lei nº 234 de 5 de Setembro de 2001 trata da qualidade da água para consumo humano. Física Química A 14
  15. 15. Chama-se água potável à água que é destinadaao consumo humano. Tem de cumprir determinados parâmetros, distribuídos por três categorias: parâmetros microbiológicos (ex: nº máximo de colónias de bactérias ) parâmetros químicos (ex: limites máximos de concentração de diversas espécies químicas) parâmetros indicadores (ex: pH, cor, sabor) Física Química A 15
  16. 16. Algumas acções permitem poupar água: Consertar torneiras que vedem mal; Fechar a torneira, enquanto se ensaboa, escova os dentes ou faz a barba; Diminuir o volume de água em cada descarga do autoclismo; Utilizar menos água na lavagem manual da louça; Ligar a máquina de louça e a de roupa apenas com a carga máxima; Aproveitar a água da lavagem de legumes para a rega de plantas ou para utilização na sanita; Regar as plantas de manhã ou ao fim do dia, para reduzir as perdas por evaporação; Evitar a lavagem de carros com água corrente; Nunca deixar uma torneira mal fechada ou a pingar; Aproveitar a água da chuva. Física Química A 16
  17. 17. VI) Água pura, água mineral e água de abastecimento públicoA água é uma substância e, como tal, carateriza-se porpropriedades bem definidas.Assim, a água pura: é constituída apenas por moléculas de H2O não apresenta qualquer substância nela dissolvida tem pH = 7 à temperatura de 25°C apresenta massa volúmica igual a 1,00 g/cm3 tem P.F. = 0°C e P.E. = 100°C (à pressão normal). A água quimicamente pura não existe na natureza! Física Química A 17
  18. 18. Água mineral natural e água de nascente São águas com caraterísticas especiais e, geralmente, não necessitam de purificação prévia para serem consideradas potáveis. Possuem diversos iões positivos e negativos dissolvidos. O consumo deste tipo de águas acarreta problemas ambientais, devido ao desperdício das suas embalagens. Física Química A 18
  19. 19. Água de abastecimento público A água potável fornecida à população obtém-se, em geral, a partir de águas superficiais, que são submetidas a tratamentos adequados. O consumo desta água é recomendado, já que a sua qualidade é sujeita a rigoroso controle por entidades competentes. Física Química A 19
  20. 20. VII) Água da chuva, água destilada, água gaseificada e água do mar Excluindo a poluição, a água que mais se aproxima da água pura é a água da chuva, embora contenha dióxido de carbono dissolvido. A água da chuva é equivalente à água destilada, já que ambas resultam de um processo de evaporação, seguido de condensação do vapor que se forma, por arrefecimento. Nenhuma delas pode ser considerada água pura. Física Química A 20
  21. 21. Água da chuva A água da chuva resulta da condensação da água que evaporou para a atmosfera. O pH da chuva normal atinge um Esta água ao atingir o solo já não é valor próximo de 5,6 pura, porque durante o percurso à temperatura de dissolve diversos gases existentes na atmosfera. 25°C. A sua composição depende das zonas da atmosfera que atravessa e varia de uns dias para outros. Devido à quantidade de CO2 existente na atmosfera, mesmo em zonas não poluídas, a água da chuva normal é ligeiramente ácida. Física Química A 21
  22. 22. Acidificação da água da chuvaA acidificação da água da chuva é um processo natural, queconsiste na dissolução do CO(2) , na água originando umasolução ácida. CO2(g) + H2O(l) H2CO3(aq) H2CO3(aq) HCO3 -(aq) + H+(aq) ______________________________________ CO2(g) + H2O(l) HCO3 -(aq) + H+(aq) Física Química A 22
  23. 23. Água destilada No laboratório e na indústria é possível  A água pode ainda ser bidestilada obter água destilada através de um diminuindo a quantidade de processo de evaporação, por substâncias presentes. Mesmo assim, aquecimento, seguido de condensação não pode ser considerada pura! do vapor.  A água destilada exposta ao dióxido Todavia, durante a destilação, há de carbono do ar torna-se ácida, substâncias que são arrastadas pelo ficando com pH entre 5,5 e 6 vapor acabando por aparecer outra vez idêntico ao pH da água da chuva. na água. Física Química A 23
  24. 24. Água gaseificada A acidificação da água da chuva é um processo natural. A água gaseificada sofre um processo de acidificação artificial, que consiste em dissolver CO2 na água, através de pressão elevada. Física Química A 24
  25. 25. Água do mar A água do mar é considerada uma água Para além do CO2(g) esta natural básica. água contém outros solutos dissolvidos , que aumentam a [HO-] o que lhe confere pH≈ 8 Física Química A 25
  26. 26. Não há vidasem água.A água éum bemprecioso!In “Carta Europeiada Água”Conselho daEuropa (1968) Física Química A 26

×