O FANTÁSTICO NA ILHA DEO FANTÁSTICO NA ILHA DE
SCSC
Franklin CascaesFranklin Cascaes
Prof. Evandro CzarnobayProf. Evandro ...
• No ano de 2011, a Grande Rio usou aNo ano de 2011, a Grande Rio usou a
obra de Franklin Cascaes para o criar oobra de Fr...
•   Franklin Cascaes - autor passou mais de trintaFranklin Cascaes - autor passou mais de trinta
anos estudando todas as m...
ESQUEMA LITERÁRIOESQUEMA LITERÁRIO
• Nome: O FANTÁSTICO NA ILHA DE SC – Vol INome: O FANTÁSTICO NA ILHA DE SC – Vol I
e II...
Franklin CascaesFranklin Cascaes
• Franklin Joaquim CascaesFranklin Joaquim Cascaes  (São José, (São José,
16 de outubro de 1908 — Florianópolis,16 de outu...
Biografia de Franklin CascaesBiografia de Franklin Cascaes
• Nome: Franklin CascaesNome: Franklin Cascaes
• Esposa: Elizab...
• Franklin Cascaes acrescentava elementosFranklin Cascaes acrescentava elementos
atuais à lendas da Ilha de Santa Catarina...
O MATERIAL RECOLHIDOO MATERIAL RECOLHIDO
• 3000 peças em cerâmica, madeira,3000 peças em cerâmica, madeira,
cestaria e ges...
• Seu objetivo era buscar a simplicidade noSeu objetivo era buscar a simplicidade no
instrumento de sua criação. Após reco...
Salão das bruxas - CoqueirosSalão das bruxas - Coqueiros
Presépio da Praça. XVPresépio da Praça. XV
CONTOS - AS CRENDICESCONTOS - AS CRENDICES
QUE APARECEM:QUE APARECEM:
1.1. As Bruxas boas e as más.As Bruxas boas e as más...
6.6. A benzedura contra bruxedo: “Treze raio tem o sóli, treze raioA benzedura contra bruxedo: “Treze raio tem o sóli, tre...
O MITOO MITO
• Dessa forma o Mito de Franklin CascaesDessa forma o Mito de Franklin Cascaes
é recriar a cultura oral dos d...
10. Descobrir quem é bruxa: São estranhas,10. Descobrir quem é bruxa: São estranhas,
caladas, usam calça, raramente saia, ...
Os Contos são:Os Contos são:
1.1. Eleição BruxólicaEleição Bruxólica
2.2. Congresso BruxólicoCongresso Bruxólico
3.3. Bala...
• 07. Vassoura bruxólica07. Vassoura bruxólica
• 08. orquestra selenita Bruxólica08. orquestra selenita Bruxólica
• 09. Br...
• 13. Bruxas Gêmeas13. Bruxas Gêmeas
• 14. Armadilha feita com pilão de chumbar14. Armadilha feita com pilão de chumbar
ca...
• 18. Armadilhas para apanhar bruxas. Pias em18. Armadilhas para apanhar bruxas. Pias em
vigília.vigília.
• 19. As bruxas ...
01. Eleição Bruxólica - 195501. Eleição Bruxólica - 1955
• ““A imortal madame Tradição é, no meuA imortal madame Tradição ...
• A Ilha de SC – colonizada a partir do anoA Ilha de SC – colonizada a partir do ano
1748 – em riba da careca do oceano.17...
• Personagens: Serafim Calimera, VicentePersonagens: Serafim Calimera, Vicente
Loreano e Antônio Diulindo.Loreano e Antôni...
• Diulindo quer convencer tanto Vicente comoDiulindo quer convencer tanto Vicente como
Serafim para votarem nesses homens....
02. Congresso Bruxólico - 196402. Congresso Bruxólico - 1964
• Personagens: Malaquias do Faial, NicolauPersonagens: Malaqu...
• Conversam sobre as crenças ou não dasConversam sobre as crenças ou não das
histórias sobrenaturais que os descendentes d...
• Januária:Januária: Primo Nicolau, tu acardita mesmo dePrimo Nicolau, tu acardita mesmo de
vredade nas estórias de bruxas...
• Malaquias:Malaquias: As que não são espiritualisAs que não são espiritualis
são formadas pela veia bruxa-chefesão formad...
• ““As bruxas são muié marvada e malinas,As bruxas são muié marvada e malinas,
só fazi o mal, as feiticeiras só procurasó ...
03. Balanço Bruxólico - 195003. Balanço Bruxólico - 1950
• Personagens: Manuel Pereira, a esposa,Personagens: Manuel Pereira, a esposa,
Compadre Zeferino e BenzedeiraCompadre Zefe...
• Zeferino:Zeferino: então é aqui o lugar das danadas é:então é aqui o lugar das danadas é:
• Manuel:Manuel: é sim Zeferin...
• Manuel:Manuel: tu és loco, não quero mexertu és loco, não quero mexer
com isso do alto não.com isso do alto não.
• ( Zef...
• ““vingança bruxólica cipoadamente balançada. Eu nãovingança bruxólica cipoadamente balançada. Eu não
garanto a cura não ...
08. Orquestra Selenita08. Orquestra Selenita
BruxólicaBruxólica
• Personagens: Geraldo sem Medo ePersonagens: Geraldo sem ...
• Geraldo:Geraldo: Num te falei Bochecha... Eu meNum te falei Bochecha... Eu me
chama Geraldo-Sem-Medochama Geraldo-Sem-Me...
• Geraldo:Geraldo: Jamagi os oio humano viu coisa dessasJamagi os oio humano viu coisa dessas
Bochecha, tas vendo aquilo?B...
• Lúcifer:Lúcifer: Pelas trevas siderais estePelas trevas siderais este
ensaio está ótimo. A festa nas montanhasensaio est...
10. Lamparina e catuto em10. Lamparina e catuto em
metamorfosemetamorfose
• Personagens: Custódio Damião Fernando Pé-Perso...
• Começou um grande estrondo e foramComeçou um grande estrondo e foram
acudir a canoa.acudir a canoa.
• Viram a canoa toda...
• Um outro camarada lembrou de outraUm outro camarada lembrou de outra
oração com mais sabedoria e ao lembrar,oração com m...
• ““Custódio:Custódio: Como ta Carmo né. Hoje oComo ta Carmo né. Hoje o
mar ta uma brisa. Um espelho.mar ta uma brisa. Um ...
• ““Maneco:Maneco: É só pensar na oração que elas seÉ só pensar na oração que elas se
cagam todascagam todas
• Fernando:Fe...
11. As Bruxas Gêmeas11. As Bruxas Gêmeas
• Personagens: Rosalino Oliveira ( contador dePersonagens: Rosalino Oliveira ( co...
• Então eles sabiam que adispos de nascerEntão eles sabiam que adispos de nascer
a sexta filha a sete de gente de argilaa ...
• Mané Braseiro:Mané Braseiro: Sinhá Candinha eu acardita em tuSinhá Candinha eu acardita em tu
entendi, sempre osvi que a...
• Mas quem conseguiu descobrir tudo foi aMas quem conseguiu descobrir tudo foi a
sinhá Timota, pois a benta estavasinhá Ti...
O fantã¡stico na_ilha_de_sc
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O fantã¡stico na_ilha_de_sc

4.982 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.982
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
929
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
77
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O fantã¡stico na_ilha_de_sc

  1. 1. O FANTÁSTICO NA ILHA DEO FANTÁSTICO NA ILHA DE SCSC Franklin CascaesFranklin Cascaes Prof. Evandro CzarnobayProf. Evandro Czarnobay
  2. 2. • No ano de 2011, a Grande Rio usou aNo ano de 2011, a Grande Rio usou a obra de Franklin Cascaes para o criar oobra de Franklin Cascaes para o criar o samba-enredo para o carnaval, que diziasamba-enredo para o carnaval, que dizia "Meu Rio te abraça ... Floripa tão bela, a"Meu Rio te abraça ... Floripa tão bela, a tua história virou carnaval. Essa ponte é atua história virou carnaval. Essa ponte é a luz na passarela, é obra-prima... Esseluz na passarela, é obra-prima... Esse cartão postal."cartão postal."
  3. 3. •   Franklin Cascaes - autor passou mais de trintaFranklin Cascaes - autor passou mais de trinta anos estudando todas as manifestaçõesanos estudando todas as manifestações culturais que se operam na Ilha de Santaculturais que se operam na Ilha de Santa Catarina.Catarina. • Da pesca da tainha à cerâmica, dos cantos aosDa pesca da tainha à cerâmica, dos cantos aos engenhos de farinha e açúcar, aprofundou,engenhos de farinha e açúcar, aprofundou, sobretudo, o estudo que trata das lendas,sobretudo, o estudo que trata das lendas, através de um desenho fantástico, cujo sentidoatravés de um desenho fantástico, cujo sentido mítico dimensiona uma criatividade genuína emítico dimensiona uma criatividade genuína e profunda.profunda.
  4. 4. ESQUEMA LITERÁRIOESQUEMA LITERÁRIO • Nome: O FANTÁSTICO NA ILHA DE SC – Vol INome: O FANTÁSTICO NA ILHA DE SC – Vol I e IIe II • Período: Literatura Catarinense ContemporâneaPeríodo: Literatura Catarinense Contemporânea • Estilo: Contos – totalizando 24Estilo: Contos – totalizando 24 • Tema: Cultura Açoriana ( Franklin Cascaes e oTema: Cultura Açoriana ( Franklin Cascaes e o Mundo Bruxólico) - folcloreMundo Bruxólico) - folclore • Divisão: 24 contos curtosDivisão: 24 contos curtos • Local: FlorianópolisLocal: Florianópolis
  5. 5. Franklin CascaesFranklin Cascaes
  6. 6. • Franklin Joaquim CascaesFranklin Joaquim Cascaes  (São José, (São José, 16 de outubro de 1908 — Florianópolis,16 de outubro de 1908 — Florianópolis, 15 de março de 1983) foi um pesquisador15 de março de 1983) foi um pesquisador da cultura açoriana, folclorista, ceramista,da cultura açoriana, folclorista, ceramista, gravurista e escritor brasileiro.gravurista e escritor brasileiro.
  7. 7. Biografia de Franklin CascaesBiografia de Franklin Cascaes • Nome: Franklin CascaesNome: Franklin Cascaes • Esposa: Elizabeth Pavan CascaesEsposa: Elizabeth Pavan Cascaes • Durante 30 anos trabalhou junto ao povoDurante 30 anos trabalhou junto ao povo numa pesquisa dedicada a registrar asnuma pesquisa dedicada a registrar as manifestações culturais que estavammanifestações culturais que estavam desaparecendo na Ilha de SC.desaparecendo na Ilha de SC. • Os registro estão no Museu deOs registro estão no Museu de antropologia da UFSC.antropologia da UFSC.
  8. 8. • Franklin Cascaes acrescentava elementosFranklin Cascaes acrescentava elementos atuais à lendas da Ilha de Santa Catarina ematuais à lendas da Ilha de Santa Catarina em um texto que flui a linguagem descontraída naum texto que flui a linguagem descontraída na lendária visão de elementos ilhéus e gregos,lendária visão de elementos ilhéus e gregos, misturando realidade tecnológica com sonhosmisturando realidade tecnológica com sonhos do pescador.do pescador. • Este acervo de escritos não se limita àsEste acervo de escritos não se limita às histórias. Há inúmeras outras informaçõeshistórias. Há inúmeras outras informações relativas à saúde, aos hábitos alimentares, àsrelativas à saúde, aos hábitos alimentares, às atividades de subsistência, às brincadeiras, àatividades de subsistência, às brincadeiras, à religião, às crendices etc.religião, às crendices etc.
  9. 9. O MATERIAL RECOLHIDOO MATERIAL RECOLHIDO • 3000 peças em cerâmica, madeira,3000 peças em cerâmica, madeira, cestaria e gesso.cestaria e gesso. • 400 gravuras em nanquim.400 gravuras em nanquim. • 400 desenhos a lápis400 desenhos a lápis • Vasto conjunto de escritos que envolvemVasto conjunto de escritos que envolvem lendas, contos, crônicas, cartas,...relativoslendas, contos, crônicas, cartas,...relativos ao dia-a-dia do autor e das comunidades.ao dia-a-dia do autor e das comunidades.
  10. 10. • Seu objetivo era buscar a simplicidade noSeu objetivo era buscar a simplicidade no instrumento de sua criação. Após recolher osinstrumento de sua criação. Após recolher os dados, recriava suas histórias misturando o realdados, recriava suas histórias misturando o real e o fantástico.e o fantástico. • Desse material surgiu o livro: O Fantástico daDesse material surgiu o livro: O Fantástico da Ilha de Santa Catarina, Vol I e II.Ilha de Santa Catarina, Vol I e II. • Ele é conhecido como o “Bruxo maior da Ilha deEle é conhecido como o “Bruxo maior da Ilha de SC”SC” • O forte de sua narrativa são as bruxas contadasO forte de sua narrativa são as bruxas contadas através dos descendentes dos portugueses naatravés dos descendentes dos portugueses na Ilha de SC.Ilha de SC.
  11. 11. Salão das bruxas - CoqueirosSalão das bruxas - Coqueiros
  12. 12. Presépio da Praça. XVPresépio da Praça. XV
  13. 13. CONTOS - AS CRENDICESCONTOS - AS CRENDICES QUE APARECEM:QUE APARECEM: 1.1. As Bruxas boas e as más.As Bruxas boas e as más. 2.2. O sétimo filho de sete filhos – lobisomenO sétimo filho de sete filhos – lobisomen 3.3. A sétima filha de sete filhas – bruxa ( a mais velha batiza a maisA sétima filha de sete filhas – bruxa ( a mais velha batiza a mais nova e se chamará Benta)nova e se chamará Benta) 4.4. Sexta-feira – Reunião bruxólica – untam-se com um ungüentoSexta-feira – Reunião bruxólica – untam-se com um ungüento (unto virgem sem sal) – menstruação, esperma, ervas e parte de(unto virgem sem sal) – menstruação, esperma, ervas e parte de crianças que morrem sem ser batizadas – “Por cima dos silvadoscrianças que morrem sem ser batizadas – “Por cima dos silvados e pro baixo dos telhados, já vamos por mil diabos”.e pro baixo dos telhados, já vamos por mil diabos”. 5.5. Estado Fadórico – transformação na 6ª feira dás 18h às 24h –Estado Fadórico – transformação na 6ª feira dás 18h às 24h – podem se transformar em tudo e viajar a ìndia para pegarpodem se transformar em tudo e viajar a ìndia para pegar especiarias.especiarias.
  14. 14. 6.6. A benzedura contra bruxedo: “Treze raio tem o sóli, treze raioA benzedura contra bruxedo: “Treze raio tem o sóli, treze raio tem a lua, Sarta diabo pro inferno que está alma não é tua.tem a lua, Sarta diabo pro inferno que está alma não é tua. Tosca, marosca, rabo de rosca, vassoura na tua mão e relho naTosca, marosca, rabo de rosca, vassoura na tua mão e relho na tua bunda e aguilhão nos teus pé. Por riba do silvado e portua bunda e aguilhão nos teus pé. Por riba do silvado e por debaixo dos telhado, São Pedro, São Paulo e São Fontista, pordebaixo dos telhado, São Pedro, São Paulo e São Fontista, por riba da casa de São João Batista. Bruxa, tatara-bruxa, tu não meriba da casa de São João Batista. Bruxa, tatara-bruxa, tu não me entra nesta casa por todos os santos dos santos .Amém .entra nesta casa por todos os santos dos santos .Amém . 7.7. Se descobrir quem é bruxa , ela perde o poder: dar-se-á umaSe descobrir quem é bruxa , ela perde o poder: dar-se-á uma surra e passa-se sal grosso.surra e passa-se sal grosso. 8.8. Embruxar é chupar o sangue da criança enquando dorme , atéEmbruxar é chupar o sangue da criança enquando dorme , até que ela comece a ficar doentinha, levando o bebe a morte.que ela comece a ficar doentinha, levando o bebe a morte. 9.9. Benzer: contra olho-gordo, cobreiro, zipra ( erisipela)Benzer: contra olho-gordo, cobreiro, zipra ( erisipela)
  15. 15. O MITOO MITO • Dessa forma o Mito de Franklin CascaesDessa forma o Mito de Franklin Cascaes é recriar a cultura oral dos descendenteé recriar a cultura oral dos descendente de Açorianos sobre as bruxas, suasde Açorianos sobre as bruxas, suas origens e o extermínio da maldição. Seteorigens e o extermínio da maldição. Sete filhas seguidas = a mais moça bruxa = Asfilhas seguidas = a mais moça bruxa = As bruxas espirituais e as etéreas sãobruxas espirituais e as etéreas são aquelas que querem virar bruxa depois deaquelas que querem virar bruxa depois de uma certa idade.uma certa idade.
  16. 16. 10. Descobrir quem é bruxa: São estranhas,10. Descobrir quem é bruxa: São estranhas, caladas, usam calça, raramente saia, temcaladas, usam calça, raramente saia, tem bigode. Não vão à missa.bigode. Não vão à missa.
  17. 17. Os Contos são:Os Contos são: 1.1. Eleição BruxólicaEleição Bruxólica 2.2. Congresso BruxólicoCongresso Bruxólico 3.3. Balanço BruxólicoBalanço Bruxólico 4.4. Mulheres bruxas atacam cavalosMulheres bruxas atacam cavalos 5.5. Baile de bruxas dentro de uma tarrafa deBaile de bruxas dentro de uma tarrafa de pescariapescaria 6.6. Estado Fadórico das mulheres bruxasEstado Fadórico das mulheres bruxas
  18. 18. • 07. Vassoura bruxólica07. Vassoura bruxólica • 08. orquestra selenita Bruxólica08. orquestra selenita Bruxólica • 09. Bruxas roubam lancha baleeira de um09. Bruxas roubam lancha baleeira de um pescadorpescador • 10. Lamparina e catuto em metamorfose10. Lamparina e catuto em metamorfose • 11. Bruxas atacam pescador11. Bruxas atacam pescador • 12. Bruxas roubam meio alqueire feito12. Bruxas roubam meio alqueire feito armadilha para apanhá-la.armadilha para apanhá-la.
  19. 19. • 13. Bruxas Gêmeas13. Bruxas Gêmeas • 14. Armadilha feita com pilão de chumbar14. Armadilha feita com pilão de chumbar café para apanhar bruxas.café para apanhar bruxas. • 15. Balé de mulheres bruxas15. Balé de mulheres bruxas • 16. Bruxa metamorfoseou o sapato do16. Bruxa metamorfoseou o sapato do SabianoSabiano • 17. Bruxas metamorfoseadas em bois17. Bruxas metamorfoseadas em bois
  20. 20. • 18. Armadilhas para apanhar bruxas. Pias em18. Armadilhas para apanhar bruxas. Pias em vigília.vigília. • 19. As bruxas e o noivo19. As bruxas e o noivo • 20. A bruxa mãe20. A bruxa mãe • 21. Reumatismo bruxólico21. Reumatismo bruxólico • 22. Três bruxas viraram galinhas brancas22. Três bruxas viraram galinhas brancas • 23. Madame bruxólica e o saci-perer~e23. Madame bruxólica e o saci-perer~e • 24. Velha bruxa-chefe.24. Velha bruxa-chefe.
  21. 21. 01. Eleição Bruxólica - 195501. Eleição Bruxólica - 1955 • ““A imortal madame Tradição é, no meuA imortal madame Tradição é, no meu entender, um monumento de belezas queentender, um monumento de belezas que o homem errante, habitante do globoo homem errante, habitante do globo terráqueo, guarda carinhosamente nosterráqueo, guarda carinhosamente nos baús do seu pensamento e, na maioriabaús do seu pensamento e, na maioria das vezes, oferece por via oral aosdas vezes, oferece por via oral aos descendentes, imortalizando-a.”descendentes, imortalizando-a.”
  22. 22. • A Ilha de SC – colonizada a partir do anoA Ilha de SC – colonizada a partir do ano 1748 – em riba da careca do oceano.1748 – em riba da careca do oceano. • Até 1894 – Nossa Senhora do Desterro –Até 1894 – Nossa Senhora do Desterro – depois Florianópólis.depois Florianópólis. • Faixa Continental – Santa Catarina deFaixa Continental – Santa Catarina de Alexandria.Alexandria.
  23. 23. • Personagens: Serafim Calimera, VicentePersonagens: Serafim Calimera, Vicente Loreano e Antônio Diulindo.Loreano e Antônio Diulindo. • A história fala sobre a eleição “ TresantonteA história fala sobre a eleição “ Tresantonte vinheram uns homi percurando um tal devinheram uns homi percurando um tal de ileitores pra cambra dos deputados da capitali...”ileitores pra cambra dos deputados da capitali...” • Fala-se das promessas absurdas dos políticos.Fala-se das promessas absurdas dos políticos. Tudo prometem, mas nada cumprem.Tudo prometem, mas nada cumprem.
  24. 24. • Diulindo quer convencer tanto Vicente comoDiulindo quer convencer tanto Vicente como Serafim para votarem nesses homens. Para issoSerafim para votarem nesses homens. Para isso relembra a Barca de Noé - assim explica osrelembra a Barca de Noé - assim explica os bichos estranhos.bichos estranhos. • Dessa forma Serafim explica para vicente sobreDessa forma Serafim explica para vicente sobre a eleição das bruxas = A bruxa-chefe e velhaa eleição das bruxas = A bruxa-chefe e velha leva um novelo de lá e lá de cima solta os fios “leva um novelo de lá e lá de cima solta os fios “ quem pega que eu largo” – Quem pegar maisquem pega que eu largo” – Quem pegar mais metros de linha é a nova bruxa-chefe.metros de linha é a nova bruxa-chefe.
  25. 25. 02. Congresso Bruxólico - 196402. Congresso Bruxólico - 1964 • Personagens: Malaquias do Faial, NicolauPersonagens: Malaquias do Faial, Nicolau da Venturas, Januária do Zeca, Sulpiço,da Venturas, Januária do Zeca, Sulpiço, Cornelo, Herme, João, entre outros.Cornelo, Herme, João, entre outros. • Capeta ( Anjo Luciféli – Demônio) e asCapeta ( Anjo Luciféli – Demônio) e as bruxas-chefes.bruxas-chefes. • Os manezinhos conversam sobre asOs manezinhos conversam sobre as bruxas – tipo – vieram da Ilha Tercera.bruxas – tipo – vieram da Ilha Tercera.
  26. 26. • Conversam sobre as crenças ou não dasConversam sobre as crenças ou não das histórias sobrenaturais que os descendentes dohistórias sobrenaturais que os descendentes do Açores contavam. Assunto: tipos de bruxas...Açores contavam. Assunto: tipos de bruxas... • João lembra da história do avô e seu pai queJoão lembra da história do avô e seu pai que quando saíram para pescar e depois resolveraquando saíram para pescar e depois resolvera descansar . Quando arrumavam a vela viramdescansar . Quando arrumavam a vela viram bruxas chegando na pedra da feiticeira –bruxas chegando na pedra da feiticeira – Presenciaram um Congresso bruxólico.Presenciaram um Congresso bruxólico.
  27. 27. • Januária:Januária: Primo Nicolau, tu acardita mesmo dePrimo Nicolau, tu acardita mesmo de vredade nas estórias de bruxas?vredade nas estórias de bruxas? • Nicolau:Nicolau: Al sim, se acardito. Nas Ila dos Açori foramAl sim, se acardito. Nas Ila dos Açori foram muito infestada por muié bruxa, elas roubavamuito infestada por muié bruxa, elas roubava embarcação pra viajar a ìndia em 4 horas, chupavaembarcação pra viajar a ìndia em 4 horas, chupava sangue de aagula e praticava o mali.sangue de aagula e praticava o mali. • Malaquias:Malaquias: É vredade dona Janaina, eu já vi quandoÉ vredade dona Janaina, eu já vi quando criança na Ila Terceracriança na Ila Tercera • Nicolau:Nicolau: A bisa dizia que ela fazia voto de obidiênciaA bisa dizia que ela fazia voto de obidiência ao Ex-anjo Luciféli como as frera com Deus. As bruxas-ao Ex-anjo Luciféli como as frera com Deus. As bruxas- chefe são terrives e são chefe de um bando, sãochefe são terrives e são chefe de um bando, são marvadas.marvadas.
  28. 28. • Malaquias:Malaquias: As que não são espiritualisAs que não são espiritualis são formadas pela veia bruxa-chefesão formadas pela veia bruxa-chefe numa reunião. Os lugari preferido é nasnuma reunião. Os lugari preferido é nas encreucilhadas, casa maliassombradas,encreucilhadas, casa maliassombradas, grutas, rancho de canoa.grutas, rancho de canoa. • Januária:Januária: Cruz credo, osvi dize que oCruz credo, osvi dize que o papel que a bruxa-chefe recebe dopapel que a bruxa-chefe recebe do demonho é um novelo.demonho é um novelo.
  29. 29. • ““As bruxas são muié marvada e malinas,As bruxas são muié marvada e malinas, só fazi o mal, as feiticeiras só procurasó fazi o mal, as feiticeiras só procura faz~e o bem – são benzedeiras, arreceitafaz~e o bem – são benzedeiras, arreceita remédios e cura feitiço das bruxas eremédios e cura feitiço das bruxas e tamém prepara os breve pra pendura nostamém prepara os breve pra pendura nos pescoço que protege os pescadores.”pescoço que protege os pescadores.”
  30. 30. 03. Balanço Bruxólico - 195003. Balanço Bruxólico - 1950
  31. 31. • Personagens: Manuel Pereira, a esposa,Personagens: Manuel Pereira, a esposa, Compadre Zeferino e BenzedeiraCompadre Zeferino e Benzedeira MarcolinaMarcolina • Vão plantar mandioca.Vão plantar mandioca. • Um balanço de cipó usado pelas bruxas àUm balanço de cipó usado pelas bruxas à noite.noite. • As pessoas começaram a ficar com medoAs pessoas começaram a ficar com medo
  32. 32. • Zeferino:Zeferino: então é aqui o lugar das danadas é:então é aqui o lugar das danadas é: • Manuel:Manuel: é sim Zeferino , ela ficava bem ali.é sim Zeferino , ela ficava bem ali. • Zeferino:Zeferino: To sabendo que a vizinhança nãoTo sabendo que a vizinhança não fala em outra coisa.fala em outra coisa. • Manuel:Manuel: Eu sube que inté taparam os buracosEu sube que inté taparam os buracos das fechaduras e acenderam velas bentas dedas fechaduras e acenderam velas bentas de sexta-feira santa. E colocaram alecrim nos vaso,sexta-feira santa. E colocaram alecrim nos vaso, na porta da casa pra espanta as bruxas.na porta da casa pra espanta as bruxas. • Zeferino:Zeferino: e proque não corta o cipó e acabae proque não corta o cipó e acaba com isso logo.com isso logo.
  33. 33. • Manuel:Manuel: tu és loco, não quero mexertu és loco, não quero mexer com isso do alto não.com isso do alto não. • ( Zeferino num sopetão corta o( Zeferino num sopetão corta o cipó)cipó) • Zeferino:Zeferino: Essa desgraçadas aqui nãoEssa desgraçadas aqui não brincam magi.brincam magi. • Manuel:Manuel: O que tu fizeste meu cumpadre.O que tu fizeste meu cumpadre. (saem correndo).(saem correndo).
  34. 34. • ““vingança bruxólica cipoadamente balançada. Eu nãovingança bruxólica cipoadamente balançada. Eu não garanto a cura não mo fio, mági não custa nadagaranto a cura não mo fio, mági não custa nada exprimentá não é vredade.”exprimentá não é vredade.” • ““Com essa folha de pessegueiro e de mostarda eu teCom essa folha de pessegueiro e de mostarda eu te benzo.Treze raio tem o sóli, treze raio tem a Lua, sartabenzo.Treze raio tem o sóli, treze raio tem a Lua, sarta diabo pro inferno que esta alma não é tua. Tascadiabo pro inferno que esta alma não é tua. Tasca marosca, rabo de rosca, vassoura na tua mão e reio namarosca, rabo de rosca, vassoura na tua mão e reio na tua bunda e aguião nos teus pé. Por riba do silvado etua bunda e aguião nos teus pé. Por riba do silvado e por baixo do teiado? São Pedro, São Paulo e Sopor baixo do teiado? São Pedro, São Paulo e So Fontista por riba da casa. São João Batista. Bruxa eFontista por riba da casa. São João Batista. Bruxa e tatarabruxa, tu não me entres nesta casa, nem nestatatarabruxa, tu não me entres nesta casa, nem nesta comarcas toda, por todos os santos dos santos. Amém.comarcas toda, por todos os santos dos santos. Amém. Agora é só espera ele acorda e reza.”Agora é só espera ele acorda e reza.”
  35. 35. 08. Orquestra Selenita08. Orquestra Selenita BruxólicaBruxólica • Personagens: Geraldo sem Medo ePersonagens: Geraldo sem Medo e Cachorro Bochecha.Cachorro Bochecha. • Local: Lagoa da Conceição – Ponta dasLocal: Lagoa da Conceição – Ponta das Garças – costão ( praia da Joaquina)Garças – costão ( praia da Joaquina)
  36. 36. • Geraldo:Geraldo: Num te falei Bochecha... Eu meNum te falei Bochecha... Eu me chama Geraldo-Sem-Medochama Geraldo-Sem-Medo,, não tenho medonão tenho medo de nada .Magi e magi meu nome signifrica durode nada .Magi e magi meu nome signifrica duro na lança e exprimentado combatente.na lança e exprimentado combatente. • Bochecha: (só late)Bochecha: (só late) • Geraldo:Geraldo: Bochecha tu já mari mas lindo queBochecha tu já mari mas lindo que esse.esse. • Bochecha:Bochecha: ((Lati sempre respondendo)Lati sempre respondendo) • Geraldo:Geraldo: As ondas tão forte hoje, issoAs ondas tão forte hoje, isso parece ressacaparece ressaca
  37. 37. • Geraldo:Geraldo: Jamagi os oio humano viu coisa dessasJamagi os oio humano viu coisa dessas Bochecha, tas vendo aquilo?Bochecha, tas vendo aquilo? • Bochecha:Bochecha: Tô sim. São bruxas Geraldo.Tô sim. São bruxas Geraldo. • Geraldo:Geraldo: Tu fala? Ai meu Jesus Cristinho. To osvindoTu fala? Ai meu Jesus Cristinho. To osvindo coisa.coisa. • Bochecha:Bochecha: (lati e se esconde atrás de Geraldo)(lati e se esconde atrás de Geraldo) • Geraldo:Geraldo: Essa música é maravilhosa Bochecha É umEssa música é maravilhosa Bochecha É um conjunto bruxólico orquestral diabólico.conjunto bruxólico orquestral diabólico. ( Geraldo fica( Geraldo fica totalmente embriagado e como sonâmbulo ficatotalmente embriagado e como sonâmbulo fica a dançar...)a dançar...)
  38. 38. • Lúcifer:Lúcifer: Pelas trevas siderais estePelas trevas siderais este ensaio está ótimo. A festa nas montanhasensaio está ótimo. A festa nas montanhas do Planeta Eros será um estrondo. Vocêdo Planeta Eros será um estrondo. Você vão recepcionar os astronantas comovão recepcionar os astronantas como nunca fizeram ahahahahahaha)nunca fizeram ahahahahahaha)
  39. 39. 10. Lamparina e catuto em10. Lamparina e catuto em metamorfosemetamorfose • Personagens: Custódio Damião Fernando Pé-Personagens: Custódio Damião Fernando Pé- de-Marreco, Venância da Crispina, Pedrode-Marreco, Venância da Crispina, Pedro Quintilino (benzedor) e as bruxas surfistas.Quintilino (benzedor) e as bruxas surfistas. • A lamparina, o catuto e o leme da canoa eramA lamparina, o catuto e o leme da canoa eram bruxas metamorfoseadas.bruxas metamorfoseadas. • Fernando Pé-de-marreco falava das bruxas,Fernando Pé-de-marreco falava das bruxas, desafiando elas. Ele teve dez filhos e todosdesafiando elas. Ele teve dez filhos e todos morreram.morreram.
  40. 40. • Começou um grande estrondo e foramComeçou um grande estrondo e foram acudir a canoa.acudir a canoa. • Viram a canoa toda atacada por bruxasViram a canoa toda atacada por bruxas metamorfoseadas.metamorfoseadas. • Pedro Quintilino sugeriu pegarem a fraldaPedro Quintilino sugeriu pegarem a fralda da camisa e dar um nó e as vestirem deda camisa e dar um nó e as vestirem de avesso e desenhou a crus de Sãoavesso e desenhou a crus de São Salomão ( com dois braços) , mas nadaSalomão ( com dois braços) , mas nada adiantou.adiantou.
  41. 41. • Um outro camarada lembrou de outraUm outro camarada lembrou de outra oração com mais sabedoria e ao lembrar,oração com mais sabedoria e ao lembrar, acabou o feitiço e diante delesacabou o feitiço e diante deles apareceram as bruxas: Era a sogra,apareceram as bruxas: Era a sogra, esposa e a outra Demetra ( tia-avó deesposa e a outra Demetra ( tia-avó de Marreco).Marreco).
  42. 42. • ““Custódio:Custódio: Como ta Carmo né. Hoje oComo ta Carmo né. Hoje o mar ta uma brisa. Um espelho.mar ta uma brisa. Um espelho. • Pedro:Pedro: E então Fernando e como ta aE então Fernando e como ta a vida com tua muiê.vida com tua muiê. • Fernando :Fernando : Vai bem né, nois num semuVai bem né, nois num semu casado ainda no papel, mas vivemo bem .casado ainda no papel, mas vivemo bem . A Venância da Crispina é uma belezuraA Venância da Crispina é uma belezura de muié.”de muié.”
  43. 43. • ““Maneco:Maneco: É só pensar na oração que elas seÉ só pensar na oração que elas se cagam todascagam todas • Fernando:Fernando: Elas estão ali, vamo láElas estão ali, vamo lá • Maneco:Maneco: Olha só!Olha só! ( Olham para Fernando)( Olham para Fernando) • Fernando:Fernando: Venância, tu?Venância, tu? • Custódio:Custódio: E a sua sogra, a bruxa feia.E a sua sogra, a bruxa feia. • Custódio:Custódio: Agora perderam o poder.Agora perderam o poder. • Fernando:Fernando: Filha duma éguaFilha duma égua • Venância: Quirido, eu num sabia, eu tiVenância: Quirido, eu num sabia, eu ti amo”amo”
  44. 44. 11. As Bruxas Gêmeas11. As Bruxas Gêmeas • Personagens: Rosalino Oliveira ( contador dePersonagens: Rosalino Oliveira ( contador de histórias), mané Braseiro, Candinha Miringahistórias), mané Braseiro, Candinha Miringa Bruxa com pacto) , sinhá Timota ( do bem)Bruxa com pacto) , sinhá Timota ( do bem) • Local: Pântano do SulLocal: Pântano do Sul • Rosalino conta que o pai dele conto que umaRosalino conta que o pai dele conto que uma Casali ganho como presente de trabalhio sexualCasali ganho como presente de trabalhio sexual 8 filhas sem nenhum varão no meio, adispos da8 filhas sem nenhum varão no meio, adispos da sexta filha nasceram duas gêmeas.sexta filha nasceram duas gêmeas.
  45. 45. • Então eles sabiam que adispos de nascerEntão eles sabiam que adispos de nascer a sexta filha a sete de gente de argilaa sexta filha a sete de gente de argila humana ia ser bruxa. Mas na hora dohumana ia ser bruxa. Mas na hora do parto a parteira se confundiu e não magiparto a parteira se confundiu e não magi sabia quem nasce primeiro.sabia quem nasce primeiro. • Arresolveram consulta com a sinháArresolveram consulta com a sinhá Candinha Miringa, benzedeira doCandinha Miringa, benzedeira do sertão do Peri.sertão do Peri.
  46. 46. • Mané Braseiro:Mané Braseiro: Sinhá Candinha eu acardita em tuSinhá Candinha eu acardita em tu entendi, sempre osvi que a sinhora fala com os seresentendi, sempre osvi que a sinhora fala com os seres espiritualis, o que a gente deve fazele com esteespiritualis, o que a gente deve fazele com este presente do arto. o sétimo parco de minha muié, resultopresente do arto. o sétimo parco de minha muié, resulto nas gêmeas...nas gêmeas... • Candinha:Candinha: Hummmm, hummmm, (pega a cruz e entraHummmm, hummmm, (pega a cruz e entra em êxtase) Seu Mané, meu conselho diagonesticanteem êxtase) Seu Mané, meu conselho diagonesticante médico-curandeiro é o seguinte. Para a menina quemédico-curandeiro é o seguinte. Para a menina que nasceu no sétimo lugar, o senhor deve chamar denasceu no sétimo lugar, o senhor deve chamar de Benta, e sua filha mais velha deve batizar ela e a deBenta, e sua filha mais velha deve batizar ela e a de oitavo lugare deve batizar de Santa. Se o senhor tomaroitavo lugare deve batizar de Santa. Se o senhor tomar meu conselho não vai se arrepender e não vai haveremeu conselho não vai se arrepender e não vai havere perigo de virarem bruxas.perigo de virarem bruxas.
  47. 47. • Mas quem conseguiu descobrir tudo foi aMas quem conseguiu descobrir tudo foi a sinhá Timota, pois a benta estavasinhá Timota, pois a benta estava embruxando o filho do Jorgino e da Gita eembruxando o filho do Jorgino e da Gita e foi com a ajuda de uma médica-foi com a ajuda de uma médica- curandeira benzedeira que descobriramcurandeira benzedeira que descobriram as trapaças do maligno, e insimas trapaças do maligno, e insim descubrindo, ela perdeu o podere...descubrindo, ela perdeu o podere...

×