O Fantástico na Ilha de 
Santa Catarina 
Profaª Josi Motta 
2014
Obra: O Fantástico na Ilha de 
Santa Catarina 
Autor: Franklin Cascaes 
Ano: 2012 
Gênero: Narrativo - contos 
Estrutura: ...
QUEM FOI CASCAES?
• “De acordo com as histórias que eu escutei, que 
eu vi, é que eu começava a trabalhar a minha 
arte e as minha histórias...
ESTRUTURA DA OBRA 
24 Contos 
Esquema contos: 
• Exposição inicial da temática; 
• Narrativa em si, normalmente em 3ª 
pes...
LINGUAGEM 
•Reprodução da linguagem oral – falar local 
– variação regional 
• Influência açoriana 
• Coleta de dados, rep...
PARTICULARIDADES 
• Narrativas escritas entre 1946 e 1975 
• Os contos mostram da pesca da tainha à cerâmica, 
dos cantos ...
O fantástico na ilha de sc
O fantástico na ilha de sc
O fantástico na ilha de sc
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O fantástico na ilha de sc

642 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
642
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O fantástico na ilha de sc

  1. 1. O Fantástico na Ilha de Santa Catarina Profaª Josi Motta 2014
  2. 2. Obra: O Fantástico na Ilha de Santa Catarina Autor: Franklin Cascaes Ano: 2012 Gênero: Narrativo - contos Estrutura: 24 contos Narrador: 3ª pessoa* Tema: Lendas da Ilha de Santa Catarina Características: Cultura Ilhéu – descendência Açoriana - modo de agir, pensar e falar. Elementos fantásticos do folclore local.
  3. 3. QUEM FOI CASCAES?
  4. 4. • “De acordo com as histórias que eu escutei, que eu vi, é que eu começava a trabalhar a minha arte e as minha histórias”. • Além das pinturas em nanquim sobre papel e esculturas de barro, o acervo do museu contém as anotações de Cascaes, em forma de diários. O artista é sempre por sua abordagem do universo mítico ilhéu. São mais de mil peças catalogadas, diários e folhas avulsas. • Ele também foi um crítico exímio da sociedade moderna, do homem e sua ganância, dos políticos e suas falsas promessas.
  5. 5. ESTRUTURA DA OBRA 24 Contos Esquema contos: • Exposição inicial da temática; • Narrativa em si, normalmente em 3ª pessoa; • Desfecho voltando ao tom da abertura.
  6. 6. LINGUAGEM •Reprodução da linguagem oral – falar local – variação regional • Influência açoriana • Coleta de dados, reprodução. [qual técnica?] • 50% variante padrão + 50% variante regional
  7. 7. PARTICULARIDADES • Narrativas escritas entre 1946 e 1975 • Os contos mostram da pesca da tainha à cerâmica, dos cantos aos engenhos de farinha e açúcar, aprofundou, sobretudo, o estudo que trata das lendas, através de um desenho fantástico, cujo sentido mítico dimensiona uma criatividade genuína e profunda. • Acrescenta elementos atuais à lendas da Ilha de em um texto que flui a linguagem descontraída na lendária visão de elementos ilhéus e gregos, misturando realidade tecnológica com sonhos do pescador.

×