Java20141218 19

433 visualizações

Publicada em

java

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Java20141218 19

  1. 1. Java Prof.: Diogo Rafael da Silva ans.diogo@hotmail.com
  2. 2. Java • Operadores • Controle de Fluxo – If and else – While – do while – for – break e continue – :rotulos – Switch e case, default – Palavras Reservadas – Entrada de dados- DOS – arrays
  3. 3. Java – Tipos de Dados Exercício - TiposPrimitivos.java
  4. 4. Java – Tipos de Dados Podemos observar que: •● Um byte pode ser convertido em um short, int, long, float ou double •● Um short pode ser convertido em um int, long, float ou double •● Um char pode ser convertido em um int, long, float ou double •● Um int pode ser convertido em um long, float ou double •● Um long pode ser convertido em um float ou double •● Um float pode ser convertido em um double
  5. 5. Java – Tipos de Dados Podemos observar que:
  6. 6. Java – Tipos de Dados Atentar para: •Já as conversões explícitas, o casting, é permitido em todos os tipos (exceto o boolean), mas o programador deve estar ciente que poderá haver perda de bits.
  7. 7. Java – Operadores Os operadores em Java são muito parecidos com os da linguagem C
  8. 8. Java – Operadores Operadores novos: •Grupo = operadores organizados em grupos; •Operador = cada um dos operadores; •Precedência = ordem de precedência dos operadores; •A = associatividade do operador (esquerda ou direita); •Operando = operandos do operador; •Descrição = descrição da operação.
  9. 9. Java – Operadores Operadores novos: •Grupo = operadores organizados em grupos; •Operador = cada um dos operadores; •Precedência = ordem de precedência dos operadores; •A = associatividade do operador (esquerda ou direita); •Operando = operandos do operador; •Descrição = descrição da operação.
  10. 10. Java - Operadores
  11. 11. Java - Operadores
  12. 12. Java - Operadores
  13. 13. Java – Operadores Os parenteses podem ajudar tambem: 2 + 6 * 5 = 32 (2 + 6) * 5 = 40
  14. 14. Java – Controle de Fluxo Realizado através de condicionais: Mudam o fluxo de execução normal do programa
  15. 15. Java – Controle de Fluxo • No caso do while as instruções serão executadas enquanto a expressão booleana for verdadeira. • O do-while executa a instrução pelo menos uma vez e continua executando enquanto a expressão booleana for verdadeira.
  16. 16. Java – Controle de Fluxo • O for pode conter apenas uma instrução no seu corpo. Neste caso não é necessário abrir um bloco. Isso é assim porque o for já implementa alguns comandos na sua assinatura, ou seja, no seu cabeçalho, como a inicialização da variável e o passo da repetição, ou seja, o incremento/decremento da variável.
  17. 17. Java – Controle de Fluxo • break e continue Você deve ter observado que quando fizemos os laços infinitos com o while e com o for utilizamos um comando break. Para que ele serve? Este comando serve para “quebrar” o laço, ou seja, ele fará com que o laço seja interrompido. O comando continue também influi dentro de um laço. Mas ele não vai quebrar o laço. Ele interrompe aquela iteração do laço e reinicia o bloco com a próxima iteração.
  18. 18. Java – Controle de Fluxo • break e continue
  19. 19. Java – Controle de Fluxo • :RÓTULOS (break e continue)
  20. 20. Java – Controle de Fluxo • Switch
  21. 21. Java – Palavras Reservadas
  22. 22. Java – Entrada de Dados • DOS
  23. 23. Java – arrays e Entrada de Dados Prof.: Diogo Rafael da Silva ans.diogo@hotmail.com
  24. 24. Java • Vetor: É formado por um grupo de elementos acessados através do seu índice; • Pilha: Estrutura de dados onde o último elemento a ser inserido na coleção é o primeiro a ser retirado (Baseado no princípio LIFO, “Last in, first out”); • Fila: Coleção onde a ordem de inserção representa a ordem de saída dos elementos (Baseado no princípio FIFO, “First in, first out”); • Árvores: Estrutura de dados que garante a ordenação dos elementos que a compõe;
  25. 25. Java Cada uma das estruturas de dados apresentadas possui características que as diferenciam quanto a: ● Eficiência de busca; ● Eficiência de inserção; ● Organização; ● Ordenação; ● Forma de acesso; ● Forma de busca e; ● Forma de inserção.
  26. 26. Java • Arrays unidimensionais: 1. Declaração: Etapa em que a referência do array é declarada; 2. Construção: Aqui é definido o tamanho e instanciado o array; 3. Inicialização: Os elementos são inseridos no array. exemplo com todas as etapas bem definidas:
  27. 27. Java Acima ocorre: • I. Declaração de uma referência a um array de inteiros chamado • outroJogoSena; • II. Criação de um array com seis posições; • III.Inicialização das posições com os valores 23, 12, 55, 02, 07 e 19; • IV. Atribuição do novo objeto (array) a referência outroJogoSena; • Ocorre em ambos (declaração, construção e inicialização).
  28. 28. Java 7-18 • Exemplo: Implemente a lógica para realização de saques em um caixa eletrônico considerando que o mesmo armazena cédulas de R$100,00, R$50,00, R$20,00, R$10,00, R$5,00, R$2,00 e R$1,00 e devem ser entregues ao cliente o menor número possível de cédulas.
  29. 29. Agradeço atenção. Diogo da Silva– ans.diogo@hotmail.com (92) 9255-4615 “A educação é um processo social, é desenvolvimento. Não é a preparação para a vida, é a própria vida.” John Dewey

×