As nossas histórias

506 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
506
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As nossas histórias

  1. 1. As nossas histórias Turma 3º/4º ano Eb1 de Faro do Alentejo 2011/2012
  2. 2. As bruxas e as criançasEra uma vez, umas bruxas que assustavam as crianças.As bruxas chamam-se bruxa Rabucha, a bruxa Capucha e a bruxaRamelosa.As bruxas por dia assustavam mil e duzentas crianças.As crianças já não iam à rua com medo das três bruxas.As bruxas dormiam às portas das crianças, para quando elas saíssemde casa as assustarem.Certo dia, as crianças saíram de casa e as bruxas não deram por nada,porque estavam a dormir profundamente.Quando as bruxas acordaram acharam estranho, porque não viam luzem casa delas. Por isso resolveram ir para as suas casas.As casas das bruxas eram muito assustadoras, as três bruxas viviam namesma casa.As bruxas estavam a pensar à volta da lareira, que crianças iamassustar a seguir.Elas decidiram ir assustar a mesma.As bruxas resolveram já não assustar, porque faziam medo àscrianças.
  3. 3. Eu sou uma folha de outonoEu sou uma folha de outono chamo-me Catarina, a minha cor é amarelae tenho nove anos.Eu viajei por muitos sítios, caí da árvore, depois veio o vento e meempurrou para muito longe, fui a Beja, a Lisboa, e ao Algarve. O ventodepois parou e fiquei no Algarve e muitas pessoas me pisaram lá.Eu chorava muito, porque ninguém tinha pena de mim.Outras folhas andavam comigo, onde eu ia as outras também iam,éramos muitas amigas. Nós até caímos da árvore ao mesmo tempo eassim ficámos amigas.
  4. 4. O caderno sem folhasEra uma vez, um caderno sem folhas.O primo, do caderno, o livro, perguntou-lhe:- Porque estás triste?- Porque já não tenho folhas em branco. – respondeu o caderno.O caderno disse ao primo, os objetos inimigos dele eram as canetas e os lápis, porque lhegastavam muitas folhas.O caderno também, disse ao primo que já foi caderno de linhas, caderno quadriculado ecaderno de colorir.No caderno de linhas, escreviam textos, frases e muitasmais coisas.No caderno de colorir, faziam desenhos para pintar.O que o caderno mais gostava, era quando servia para osmeninos e meninas pintarem desenhos.Alguns meninos pintavam mal, mas o caderno de colorirgostava mais dos meninos que pintavam bem. Porque ocaderno ficava mais bonito.
  5. 5. O vampiro das máscaras medonhas e o monstroEra uma vez um vampiro que gostava de assustar as crianças comas suas máscaras medonhas. Umas vezes era de monstro e outrasvezes era de lobisomem.Certo dia, foi o menino que decidiu assustar o vampiro com amáscara de monstro vermelho. Quando o vampiro foi para casaestava cheio de fome e, por isso, decidiu comer os docinhostodos. E, quando o menino foi pedir doçuras ou travessuras ovampiro disse:- Eu não tenho doces. Amanhã compro e dou a todos. E o meninodisse-lhe:- Se amanhã não nos deres doces, nós fazemos-te travessuras.E lá foram eles. Até que um dia apareceu o monstro e disse-lhes:- Doçura ou travessura? E como vampiro não tinha doces, omonstro fez-lhe uma travessura. A travessura era um rato notapete.Quando os meninos foram para casa do vampiro pisaram o rato efugiram cheios de medo. Mas o vampiro foi atrás deles para lhesdar os doces mas, cada vez que o vampiro se aproximava mais osmeninos corriam.

×