“ A Quinta do Diabo”
Trabalho realizado no âmbito da disciplina de
Português
Pedro Miguel Marques da Silva Pinto
Nº26, 6ºC...
Informações sobre o livro
 Título: “ A quinta do Diabo”;
 Autora: Marie-Charlotte Delmas;
 Ilustrador: André Carrilho;
...
Biografia da autora
 Nome Completo: Marie-Charlotte Delmas;
 Data de Nascimento: Desconhecida;
 Nacionalidade: Francesa...
Personagens do Livro
 Personagens principais:
 Lucy – menina da história;
 Léonie – tia da Lucy;
 Personagens secundár...
Resumo
Esta história fala sobre uma menina que se chama Lucy, que não gostava de ir a casa da sua tia
Léonie, porque esta ...
Minha opinião
Eu gostei de ler este livro, pois adoro livros de terror e com
bastante ação. Aconselho a ler.
Obrigado pela...
Atividades
 Diz a classe e a subclasse das palavras sublinhadas:
- A menina tinha medo das historias de terror.
- A quint...
O Gigante Egoísta
Autor: Oscar Wilde
Índice
• Biografia do autor
• Resumo do livro
• Opinião
• Excertos
Biografia do Autor
Oscar Wilde nasceu em 16 de outubro de 1854 em Dublin, Irlanda. Filho de William Robert
Wilde, cirurgiã...
Resumo
Todas as tardes, depois da escola, as crianças iam brincar para o jardim do Gigante. Era um jardim
grande e belo, c...
Opinião
Esta história conta-nos as atitudes de
um Gigante egoísta que só percebeu o
verdadeiro valor das crianças, quando ...
Excertos
• “- Este jardim é muito meu- declarou . - Que todos o
fiquem sabendo. Não consinto que ninguém venha
para cá div...
Trabalho realizado por:
Joana Aragão, nº16
Joana Almeida, nº17
Meu pé de Laranja Lima
Autor: José Mauro de
Vasconcelos
Trabalho realizado por: Joana Almeida
6º D
Biobibliografia
José Mauro de Vasconcelos nasceu a vinte e seis de fevereiro
de 1920 no Brasil (Bangu - Rio de Janeiro).
O...
Resumo
Certo dia, nasceu em Bangu, Zezé: um menino com vocação para a
travessura. A sua família era muito pobre, o seu pai...
“ Escrever é a maneira que encontrei
para transmitir as minhas vivências, o bem e o mal, e
um sentimento que anda muito es...
 António Mota, nasceu em Ovil , Baião, no
ano de 1957.O seu primeiro livro, foi
lançado em 1979, e intitula-se “A Aldeia
...
 A narrativa fala-nos de uma família onde existe
uma mãe cansada de fazer todas as tarefas.
Mais ninguém ajudava em casa ...
De dia ou de noite,
De manhã ou de tarde,
Em férias ou em aulas,
Com chuva ou com sol,
Tristes ou alegres,
Gostando ou det...
Gostei especialmente de o
livro retratar uma família igual
a quase todas as outras : pai
preguiçoso, mãe
trabalhadora, fi...
Este livro foi publicado em 1999
assim como “Se eu fosse muito alto”
e “O príncipe com cabeça de
cavalo”.
Este livro está ...
FIM
OBRIGADA
O CADERNO DO AVÔ HENRICH
CONCEIÇÃO DINIS TOMÉ
 Maria da Conceição Dinis Alves Ferreira
Tomé é professora na Escola Básica 2, 3
D. Luís de Loureiro...
SOBRE O LIVRO:
 Venceu o prémio literário “Maria Rosa Colaço 2012”, na
categoria Literatura Juvenil.
 A sua editora é a ...
RESUMO:
 Henrich vivia com os pais na Alemanha, onde tinha nascido, mas, depois de uma
manifestação o pai do rapaz quis m...
CRITICA:
 Eu gostei do livro porque fala de dois amigos
separados pela guerra, mas a amizade entre
os dois nunca acabou.
...
ATIVIDADES:
 Responde às perguntas:
 1.-Como se chamava o personagem principal?
 2.-Qual foi o país para onde se mudou ...
GRAMÁTICA:
 1.-Indica os recursos estilísticos:
 A) O pai de Henrich, a irmã de Joséf e outros muitos que não concordava...
GRAMÁTICA
 1.-Refere se é preposição simples ou contraída:
 A) Para-
 B) Àquele-
 C) Sobre-
 D) Desde-
 E) Daqui-
 ...
ESPERO QUE TENHAM GOSTADO!
Trabalho realizado por: Carolina Almeida
5ºC Nº6 Obrigada!
Charlie
e a Fábrica de Chocolate
Sobre o livro
autor: Roald Dahl
ilustrador: Quentin Blake
editora:
Roald Dahl
Roald Dahl foi um escritor
britânico. Nasceu no País de Gales
a 13 de setembro de 1916, atingiu
notoriedade na ...
Personagens
AUGUSTO LAMACENTO
um menino comilão
VERRUGA SALGADO
uma menina muito mimada pelos pais
VIOLETA BEMPARECIDA
uma...
Resumo
Charlie era um menino muito pobre que vivia
num velho casebre com os seus pais e com os
seus quatro avós.
Ele era u...
Continuação do
Resumo
Quatro dos cinco bilhetes dourados já tinham
sido descobertos e quase que não havia mais
esperança p...
Continuação do
Resumo
Finalmente tinha chegado o grande dia!
Willy Wonka recebeu as crianças de braços abertos na
sua giga...
Continuação do
Resumo
Mas, a visita durou pouco para certas
crianças, pois elas foram sendo expulsas da
fábrica por causa ...
Espero que tenham gostado
Questões?
Comentários?
Trabalho realizado por: Luisa Barros
nº 17 6ºc
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo

764 visualizações

Publicada em

p

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
764
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
386
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação das leituras autónomas dos alunos do 2º ciclo

  1. 1. “ A Quinta do Diabo” Trabalho realizado no âmbito da disciplina de Português Pedro Miguel Marques da Silva Pinto Nº26, 6ºC 2014/2015
  2. 2. Informações sobre o livro  Título: “ A quinta do Diabo”;  Autora: Marie-Charlotte Delmas;  Ilustrador: André Carrilho;  Editora: Temas e Debates;  1ª Edição: Abril de 2001.
  3. 3. Biografia da autora  Nome Completo: Marie-Charlotte Delmas;  Data de Nascimento: Desconhecida;  Nacionalidade: Francesa;  Características dos livros: literatura fantástica;  Bibliografia: “Dragões Lendários”; “O mundo da vida após a morte”; “Fantasmas Léxico”; “Os Espíritos da Natureza”;…
  4. 4. Personagens do Livro  Personagens principais:  Lucy – menina da história;  Léonie – tia da Lucy;  Personagens secundárias:  Pais de Lucy;  Jeanne – senhora que encontram pelo caminho.
  5. 5. Resumo Esta história fala sobre uma menina que se chama Lucy, que não gostava de ir a casa da sua tia Léonie, porque esta lhe contava muitas histórias de terror onde aparecia o diabo. Um dia, os seus pais foram viajar e deixaram-na em casa da sua tia. A Lucy decidiu usar uns fones para não ouvir as histórias da tia. Depois de ter estado uma semana na casa da sua tia, esta decide ir dar um passeio com ela. A meio do caminho, decide ir por um atalho onde encontram uma senhora que lhes pergunta para onde vão. A tia responde-lhe que vão à Quinta do velho Lucas. A senhora fica com uma cara estranha a vai-se embora. A menina pergunta à tia porque é que a senhora fez aquela cara e a tia conta-lhe a história do senhor Lucas (O Senhor lucas gostava muito se trabalhar e era ele que sustentava a família. Quando ficou velhinho e muito doente fez um acordo com o diabo em que o Lucas ficava com as forças que tinha em jovem. O diabo aceitou. Nos dias seguintes, os seus vizinhos ficaram espantados com a vontade e força do Lucas ao trabalhar na sua horta. Passado algum tempo, o diabo amaldiçoou a família de Lucas e morreram todos. Todos os anos, no dia em que o Lucas morreu, na casa dele aparece uma luz sem que ninguém a esteja a habitar.). Quando as duas chegaram, a tia torceu o tornozelo ao tropeçar num buraco. Tentou andar e não conseguiu. Então pediu à menina que fosse à aldeia chamar o médico. A menina encontrou o caminho e vieram no carro do médico ajudar a tia. Quando eles estavam a voltar para a aldeia, a menina olhou desconfiada para trás e viu uma luz aparecer nas ruinas da quinta do velho Lucas.
  6. 6. Minha opinião Eu gostei de ler este livro, pois adoro livros de terror e com bastante ação. Aconselho a ler. Obrigado pela atenção. Boas leituras!
  7. 7. Atividades  Diz a classe e a subclasse das palavras sublinhadas: - A menina tinha medo das historias de terror. - A quinta do Lucas era assustadora. - Aquela história era mais assustadora do que esta. - A mulher tinha uma cara assustada, desde que a tia lhe contou onde iam.  Completa as seguintes frases: -A tia da Lucy chamava-se___________. -A Lucy pôs nos ouvidos uns___________, para não ouvir as historias de terror. -A Lucy e a tia foram por um___________, para ir à Quinta do velho Lucas. -A tia da menina tropeçou num____________, torcendo o tornozelo
  8. 8. O Gigante Egoísta Autor: Oscar Wilde
  9. 9. Índice • Biografia do autor • Resumo do livro • Opinião • Excertos
  10. 10. Biografia do Autor Oscar Wilde nasceu em 16 de outubro de 1854 em Dublin, Irlanda. Filho de William Robert Wilde, cirurgião que servia a rainha. Sua mãe, Jane Speranza Francesca Wilde, já escrevia versos. Foi educado no Trinity College, em Dublin, e mais tarde em Oxford. Muito culto e excelente aluno, recebeu várias bolsas. Em 1879, foi para Londres, para se estabelecer como líder do "movimento estético", sendo logo caracterizado pelas atitudes extravagantes. Foi convidado para ir aos Estados Unidos, a fim de dar uma série de palestras sobre o movimento estético por ele fundado, o esteticismo, ou dandismo, que defendia o belo como antídoto para os horrores da sociedade industrial, sendo ele mesmo um dândi. Essa viagem rendeu-lhe fama e fortuna. Em 1884, casa-se com a bela Constance Lloyd. Oscar e Constance tiveram dois filhos, para quem escreveu alguns dos seus contos mais famosos. O sucesso literário foi acompanhado de uma vida bastante mundana e suas atitudes tornaram-se cada vez mais excêntricas. Anos depois, Oscar foi preso com acusações de conduta homossexual e sentenciado a dois anos de prisão com trabalhos forçados. Após a condenação, a sua vida mudou radicalmente e o talentoso escritor viu, na prisão, serem consumidas a sua saúde e a reputação. Foi libertado em 19 de maio de 1897. Poucos amigos o esperavam. Passou a morar em Paris, num lugar humilde, e as roupas tornaram-se mais simples. A produtividade literária foi pequena, naquela fase da sua vida. Oscar Wilde morreu de um violento ataque de meningite, às 9h50, do dia 30 de novembro de 1900.
  11. 11. Resumo Todas as tardes, depois da escola, as crianças iam brincar para o jardim do Gigante. Era um jardim grande e belo, cheio de lindas flores e árvores de fruto, onde as aves gostavam de cantar. Um dia, o Gigante regressou de casa do seu amigo Ogre da Cornualha. Quando viu as crianças a brincarem no seu jardim, expulsou-as de lá e construiu um muro alto em volta dele. Depois desse dia, o inverno apoderou-se do jardim do Gigante e a primavera nunca mais voltou. Uma manhã, quando acordou, o Gigante ouviu um belo canto e foi à janela ver o que se passava. Descobriu que as crianças tinham entrado por um buraco no muro e com elas tinham trazido a primavera. O Gigante apercebeu-se de que estava a ser muito egoísta e decidiu ajudar um menino que não conseguia subir a uma árvore. O menino abraçou-o e deu-lhe um beijo. Então o Gigante pegou numa picareta e derrubou o muro. Daí em diante, o Gigante e as crianças brincavam todas as tardes no jardim, mas o menino que ele ajudara nunca mais foi visto. O tempo foi passando e o Gigante ficou velho e fraco, até que uma manhã de inverno, debaixo da mesma árvore, apareceu novamente o mesmo menino. Quando se dirigiu a ele, este disse-lhe que um dia o tinha deixado brincar no seu jardim , por isso viera buscá-lo para o levar para o paraíso. Quando as outras crianças chegaram, encontraram o Gigante morto debaixo da árvore coberto de flores brancas.
  12. 12. Opinião Esta história conta-nos as atitudes de um Gigante egoísta que só percebeu o verdadeiro valor das crianças, quando elas desapareceram. O conto é interessante e comovente, faz-nos refletir sobre as nossas atitudes e as consequências destas na nossa vida e no meio que nos rodeia. A atitude egoísta do gigante levou-o à solidão e à tristeza. No entanto, este gigante apercebeu-se do seu erro, acabando por ajudar o menino mais pequeno ( Jesus) e por permitir que as crianças regressassem ao seu belo jardim para brincarem. Foi nessa altura que o sol e a primavera voltaram à vida do Gigante e este recebeu a recompensa de ser levado para o verdadeiro paraíso, o Céu.
  13. 13. Excertos • “- Este jardim é muito meu- declarou . - Que todos o fiquem sabendo. Não consinto que ninguém venha para cá divertir-se, a não ser eu próprio.” • “- Quem se atreveu a magoar-te? Dize-me sem demora, para que eu o mate com a minha espada. -Estas- volveu a criança- são as feridas do Amor.”
  14. 14. Trabalho realizado por: Joana Aragão, nº16 Joana Almeida, nº17
  15. 15. Meu pé de Laranja Lima Autor: José Mauro de Vasconcelos Trabalho realizado por: Joana Almeida 6º D
  16. 16. Biobibliografia José Mauro de Vasconcelos nasceu a vinte e seis de fevereiro de 1920 no Brasil (Bangu - Rio de Janeiro). Oriundo de uma família pobre e numerosa, viveu a infância juntamente com os tios, em Natal. Aprendeu a ler sozinho e, mais tarde, frequentou vários cursos universitários, como medicina, desenho entre outros. Exerceu diferentes profissões entre as quais professor, ator, modelo, pescador etc. A sua primeira obra foi o romance “ Banana Brava” (1942) mas só com “Rosinha, Minha Canoa”´(1962) alcançou o seu primeiro sucesso. No livro “Meu Pé de Laranja Lima”, escrito em 1968, seu maior êxito editorial, serve-se da sua experiência pessoal para retratar o choque sofrido na infância, com as bruscas mudanças da vida. Este livro foi escrito em apenas doze dias. O ilustre escritor faleceu a vinte e quatro de julho de 1984 em São Paulo.
  17. 17. Resumo Certo dia, nasceu em Bangu, Zezé: um menino com vocação para a travessura. A sua família era muito pobre, o seu pai estava desempregado e a sua mãe necessitava de trabalhar muito para sustentar a família. Quando precisou de mudar de casa, conheceu uma árvore, um pequeno pé de Laranja Lima, o qual dizia ser o seu melhor amigo e confidente, que tratava por Minguinho. Todos os vizinhos sabiam que, se algo de mal acontecia na rua, era obra de Zezé. Muitas vezes era castigado de forma violenta. Como era um menino dotado, aprendeu a ler sozinho, entrando para a escola mais cedo. O seu sonho era vir a ser poeta… Foi numa das suas brincadeiras, o “Morcego”, que conheceu o português Manuel Valadares (um senhor rico, admirado por todas as crianças, devido ao seu luxuoso carro). Com o passar do tempo, foram-se tornando inseparáveis, passando muito tempo juntos, até que um dia, aconteceu uma tragédia: o seu “Portuga” tinha falecido num acidente. Com o choque da notícia, Zezé adoeceu gravemente. Após uma demorada recuperação, surge a notícia que o seu pai arranjara finalmente um bom emprego. Zezé teve de “reaprender a viver”, apesar das imensas saudades e sem o carinho do seu verdadeiro amigo Portuga.
  18. 18. “ Escrever é a maneira que encontrei para transmitir as minhas vivências, o bem e o mal, e um sentimento que anda muito esquecido: a ternura. E a vida sem ternura não vale nada.” José Mauro de Vasconcelos
  19. 19.  António Mota, nasceu em Ovil , Baião, no ano de 1957.O seu primeiro livro, foi lançado em 1979, e intitula-se “A Aldeia Das Flores”.  Ganhou vários prémios como:  Prémio Da Associação Portu- guesa dos Escritores.  Prémio Calouste Gulbenkian De Literatura para Crianças e Jovens.
  20. 20.  A narrativa fala-nos de uma família onde existe uma mãe cansada de fazer todas as tarefas. Mais ninguém ajudava em casa por isso ela resolveu ir para casa dos pais tirar umas férias.  Quando o resto da família soube ficou muito atarantada, pois não sabiam como é que as coisas deviam ser feitas. Comiam arroz mal feito com fiambre, ervilhas com batatas, chouriço e mostarda…  Até que um dia eles resolvem fazer um tratado onde prometiam dividir as tarefas .Enviaram- no por correio e uns dias depois a mãe voltou toda sorridente, para finalizar a história.
  21. 21. De dia ou de noite, De manhã ou de tarde, Em férias ou em aulas, Com chuva ou com sol, Tristes ou alegres, Gostando ou detestando, Nós asseguramos, Uma participação empenhadíssima, Em todas as atividades domésticas. Prometemos, Limpar, lavar, arrumar, aspirar, E cozinhar de todas as vezes que for preciso.
  22. 22. Gostei especialmente de o livro retratar uma família igual a quase todas as outras : pai preguiçoso, mãe trabalhadora, filhos sempre nos telemóveis, computadores…
  23. 23. Este livro foi publicado em 1999 assim como “Se eu fosse muito alto” e “O príncipe com cabeça de cavalo”. Este livro está disponível na BE/CRE .
  24. 24. FIM OBRIGADA
  25. 25. O CADERNO DO AVÔ HENRICH
  26. 26. CONCEIÇÃO DINIS TOMÉ  Maria da Conceição Dinis Alves Ferreira Tomé é professora na Escola Básica 2, 3 D. Luís de Loureiro, em Viseu. É autora dos contos infantis A Lua e o Pirilampo e História do rapaz que se tornou fazedor de estrelas (obra vencedora do Concurso de Literatura Infanto-juvenil – Prémio Centro Cultural do Alto Minho, em 2009). Em 2004, colaborou na antologia Histórias para um Natal, com o conto Manhã de Natal. É investigadora do Centro de Estudos das Migrações e das Relações Interculturais e está a concluir o Doutoramento em Estudos Portugueses com uma tese sobre a representação do “outro” na literatura juvenil portuguesa contemporânea.
  27. 27. SOBRE O LIVRO:  Venceu o prémio literário “Maria Rosa Colaço 2012”, na categoria Literatura Juvenil.  A sua editora é a “editora presença”.  É narrado no presente e na primeira pessoa.
  28. 28. RESUMO:  Henrich vivia com os pais na Alemanha, onde tinha nascido, mas, depois de uma manifestação o pai do rapaz quis mudar-se para a Polónia.  Aí, Henrich conheceu o seu melhor amigo, Joséf que era judeu.  Quando os alemães invadiram a Polónia, os judeus foram isolados numa parte da cidade pelos militares invasores e os dois amigos separados.  Numa manhã Joséf foge dos guardas e encontra-se com Henrich, a partir daí foi assim, mas por pouco tempo.  Ao tentar descobrir o que se passou com o amigo quando este desapareceu, Henrich descobriu que o pai andava a ter umas reuniões de noite com a irmã de Joséf e outros elementos que não concordavam com os alemães.  Um dia Henrich foi apanhado pelos guardas à noite, eles prenderam-no e torturaram-no.  Quando saiu do quartel, Henrich escondeu-se atrás de uma árvore, pois tinha visto que um grupo de militares se encaminhava para o átrio com prisioneiros de cara vendada à sua frente. Henrich viu os guardas a disparar contra os corpos dos prisioneiros e estes caírem no chão.  Quando os guardas se tinham ido embora, Henrich foi ver de quem eram os corpos e reparou que era o grupo com que o pai se reunia e que este estava também morto, caído no chão.  Henrich correu para casa e fugiu da Polónia com a mãe.
  29. 29. CRITICA:  Eu gostei do livro porque fala de dois amigos separados pela guerra, mas a amizade entre os dois nunca acabou.  Recomendo o livro.
  30. 30. ATIVIDADES:  Responde às perguntas:  1.-Como se chamava o personagem principal?  2.-Qual foi o país para onde se mudou depois de uma manifestação?  3.-O seu pai concordava com os militares?  Completa:  1.-O país onde o personagem principal nasceu era ______________.  2.-Joséf era _________________.
  31. 31. GRAMÁTICA:  1.-Indica os recursos estilísticos:  A) O pai de Henrich, a irmã de Joséf e outros muitos que não concordavam com os militares andavam a ter reuniões.  B) A Alemanha era um país que sentia toda a dor dos seus habitantes.  C) O céu andava cinzento como o nevoeiro.  2.-Refere a relação entre fonia e grafia nas seguintes palavras:  A) Emigrar/Imigrar-  B) Porto (Nome Próprio)/Porto (Nome Comum)-  C) Canto (Nome Comum)/Canto (Verbo)-  D) Concelho/Conselho-
  32. 32. GRAMÁTICA  1.-Refere se é preposição simples ou contraída:  A) Para-  B) Àquele-  C) Sobre-  D) Desde-  E) Daqui-  F) Pelo-  G) Do-  H) Perante-  I) Contra-
  33. 33. ESPERO QUE TENHAM GOSTADO! Trabalho realizado por: Carolina Almeida 5ºC Nº6 Obrigada!
  34. 34. Charlie e a Fábrica de Chocolate
  35. 35. Sobre o livro autor: Roald Dahl ilustrador: Quentin Blake editora:
  36. 36. Roald Dahl Roald Dahl foi um escritor britânico. Nasceu no País de Gales a 13 de setembro de 1916, atingiu notoriedade na década de 1940 com obras tanto para adultos quanto para crianças. É conhecido principalmente pelos seus livros infantis, entre os quais figuram Charlie e a Fábrica de Chocolate, Matilda, As Bruxas, James e o Pêssego gigante…
  37. 37. Personagens AUGUSTO LAMACENTO um menino comilão VERRUGA SALGADO uma menina muito mimada pelos pais VIOLETA BEMPARECIDA uma menina que masca pastilha elástica o dia inteiro MIKE TEVÊ um menino que só vê televisão e mais nada CHARLIE PIPA o herói WILLY WONKA O dono da fábrica OS UMPA LUMPAS Os minúsculos operários
  38. 38. Resumo Charlie era um menino muito pobre que vivia num velho casebre com os seus pais e com os seus quatro avós. Ele era um grande apreciador de chocolate e o Sr. Willy Wonka (o dono da melhor marca de chocolate do mundo) ia abrir as portas da sua fábrica a cinco meninos sortudos. Para isso ele iria ter de encontrar um dos cinco bilhetes dourados escondidos em cinco tabletes de chocolate Wonka distribuídas pelo mundo inteiro.
  39. 39. Continuação do Resumo Quatro dos cinco bilhetes dourados já tinham sido descobertos e quase que não havia mais esperança para Charlie quando, de repente, ele encontra uma nota no chão e compra uma barra de chocolate que, surpreendentemente, continha o último bilhete dourado!
  40. 40. Continuação do Resumo Finalmente tinha chegado o grande dia! Willy Wonka recebeu as crianças de braços abertos na sua gigantesca fábrica. Era um mundo imenso de guloseimas e de chocolate! Charlie parecia ser a única criança humilde naquele grupo. Todos os outros eram demasiados mimados pelos pais e pareciam não ter regras.
  41. 41. Continuação do Resumo Mas, a visita durou pouco para certas crianças, pois elas foram sendo expulsas da fábrica por causa dos seus próprios caprichos. No final da visita só restava Charlie o que significava que ele seria o próximo dono da fábrica Wonka. Assim, Charlie com a sua humildade e gratidão conseguiu tirar a família da miséria.
  42. 42. Espero que tenham gostado Questões? Comentários? Trabalho realizado por: Luisa Barros nº 17 6ºc

×