SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Universidade FEEVALE
Programa de Pós-Graduação em Processos e Manifestações Culturais
Nível Mestrado
Aline Corso
Orientadora: Dra. Sandra Montardo
O CORPO APARELHADO:
Um estudo sobre computadores vestíveis
na cultura do pós-humano
(qualificação)
Problema de pesquisa
De que forma computadores vestíveis se
distinguem de outras tecnologias vestíveis?
Objetivo geral
Problematizar os computadores vestíveis no
âmbito dos estudos da cultura do pós-humano,
buscando diferenciá-los de outras tecnologias
vestíveis.
Objetivos específicos
a) Contextualizar os computadores vestíveis no âmbito dos estudos da cultura
do pós-humano, observando o conceito de ciborguização do corpo e as
relações entre corpo e tecnologia;
b) Observar a produção de artistas que ampliam e reconfiguram as
capacidades de seus próprios corpos a partir dos computadores vestíveis;
c) Sistematizar o conceito de computadores vestíveis a partir de uma
arqueologia da mídia focada em produtos lançados pela indústria.
Capítulo 1
CONSIDERAÇÕES INICIAIS
1.1 Da minha história com os corpos aparelhados
1.2 Da construção da problematização
1.3 Dos trabalhos relacionados
1.4 Dos objetivos gerais e específicos
1.5 Da construção metodológica
1.5.1 Pesquisa bibliográfica
1.5.2 Arqueologia da Mídia
1.6 Da estrutura dos capítulos
1.7 Dos acordos metodológicos
1.8 Da apresentação das figuras
Capítulo 2
CONTEXTUALIZANDO OS CORPOS
APARELHADOS
2.1 A cultura somática e as extensões do corpo: muito além da carne
2.2 Genealogia ciborgue e a reengenharia do corpo: da ficção científica à sala
cirúrgica
2.3 Tipos do ciborgue
2.4 Quimeras pós-humanas
2.4.1 Stelarc
2.4.2 Steve Mann
2.4.3 Neil Harbisson
Capítulo 3
COMPUTADORES VESTÍVEIS
3.1 Alguns computadores: Eniac, desktop, laptop e o processo de
miniaturização
3.2 Computadores vestíveis: tecnologia para ampliar e (re)configurar as
capacidades humanas
3.2.1 O mercado da computação vestível: empresas, produtos e
potencial
3.3 O que os computadores vestíveis não são e por que
3.3.1 Gadgets
3.3.2 Têxteis inteligentes
Capítulo 4
CONSIDERAÇÕES FINAIS
4.1 Da pesquisa realizada até o momento
4.2 Das ideias descartadas
4.3 Da continuidade da pesquisa após o exame de qualificação
Obrigada!
Aline Corso
aline.corso@gmail.com
www.alinecorso.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais de Aline Corso

Planejamento de marketing
Planejamento de marketingPlanejamento de marketing
Planejamento de marketingAline Corso
 
Marketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Marketing digital em 2019 - as maiores tendenciasMarketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Marketing digital em 2019 - as maiores tendenciasAline Corso
 
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019Aline Corso
 
Seminário discente Epistemologia da Comunicação
Seminário discente Epistemologia da ComunicaçãoSeminário discente Epistemologia da Comunicação
Seminário discente Epistemologia da ComunicaçãoAline Corso
 
Dia mundial da criatividade 2019
Dia mundial da criatividade 2019 Dia mundial da criatividade 2019
Dia mundial da criatividade 2019 Aline Corso
 
Atividade avaliativa - Comunicação Digital
Atividade avaliativa - Comunicação DigitalAtividade avaliativa - Comunicação Digital
Atividade avaliativa - Comunicação DigitalAline Corso
 
Atividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Atividade avaliativa - Comportamento do ConsumidorAtividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Atividade avaliativa - Comportamento do ConsumidorAline Corso
 
Atividade avaliativa - comunicação digital e multimeios
Atividade avaliativa  - comunicação digital e multimeiosAtividade avaliativa  - comunicação digital e multimeios
Atividade avaliativa - comunicação digital e multimeiosAline Corso
 
Atividade avaliativa - design digital
Atividade avaliativa  - design digitalAtividade avaliativa  - design digital
Atividade avaliativa - design digitalAline Corso
 
A promoção da área da saúde nas redes sociais
A promoção da área da saúde nas redes sociaisA promoção da área da saúde nas redes sociais
A promoção da área da saúde nas redes sociaisAline Corso
 
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificialO futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificialAline Corso
 
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e PropagandaQuestões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e PropagandaAline Corso
 
Videogame é arte?
Videogame é arte?Videogame é arte?
Videogame é arte?Aline Corso
 
O consumidor brasileiro
O consumidor brasileiroO consumidor brasileiro
O consumidor brasileiroAline Corso
 
Arqueologia da mídia
Arqueologia da mídiaArqueologia da mídia
Arqueologia da mídiaAline Corso
 
A segmentação dos consumidores
A segmentação dos consumidoresA segmentação dos consumidores
A segmentação dos consumidoresAline Corso
 
Performance de gosto nas redes sociais digitais
Performance de gosto nas redes sociais digitaisPerformance de gosto nas redes sociais digitais
Performance de gosto nas redes sociais digitaisAline Corso
 
Consumo de experiência X Experiência de consumo
Consumo de experiência X Experiência de consumoConsumo de experiência X Experiência de consumo
Consumo de experiência X Experiência de consumoAline Corso
 
Mídias locativas
Mídias locativasMídias locativas
Mídias locativasAline Corso
 

Mais de Aline Corso (20)

Planejamento de marketing
Planejamento de marketingPlanejamento de marketing
Planejamento de marketing
 
Marketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Marketing digital em 2019 - as maiores tendenciasMarketing digital em 2019 - as maiores tendencias
Marketing digital em 2019 - as maiores tendencias
 
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
Apresentação SDCOM PPGCCOM UNISINOS 2019
 
Seminário discente Epistemologia da Comunicação
Seminário discente Epistemologia da ComunicaçãoSeminário discente Epistemologia da Comunicação
Seminário discente Epistemologia da Comunicação
 
Dia mundial da criatividade 2019
Dia mundial da criatividade 2019 Dia mundial da criatividade 2019
Dia mundial da criatividade 2019
 
Atividade avaliativa - Comunicação Digital
Atividade avaliativa - Comunicação DigitalAtividade avaliativa - Comunicação Digital
Atividade avaliativa - Comunicação Digital
 
Atividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Atividade avaliativa - Comportamento do ConsumidorAtividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
Atividade avaliativa - Comportamento do Consumidor
 
Atividade avaliativa - comunicação digital e multimeios
Atividade avaliativa  - comunicação digital e multimeiosAtividade avaliativa  - comunicação digital e multimeios
Atividade avaliativa - comunicação digital e multimeios
 
Atividade avaliativa - design digital
Atividade avaliativa  - design digitalAtividade avaliativa  - design digital
Atividade avaliativa - design digital
 
A promoção da área da saúde nas redes sociais
A promoção da área da saúde nas redes sociaisA promoção da área da saúde nas redes sociais
A promoção da área da saúde nas redes sociais
 
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificialO futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
O futuro do passado: uma arqueologia da inteligência artificial
 
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e PropagandaQuestões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
Questões comentadas ENADE 2012 e 2015 Publicidade e Propaganda
 
Vigilância
VigilânciaVigilância
Vigilância
 
Videogame é arte?
Videogame é arte?Videogame é arte?
Videogame é arte?
 
O consumidor brasileiro
O consumidor brasileiroO consumidor brasileiro
O consumidor brasileiro
 
Arqueologia da mídia
Arqueologia da mídiaArqueologia da mídia
Arqueologia da mídia
 
A segmentação dos consumidores
A segmentação dos consumidoresA segmentação dos consumidores
A segmentação dos consumidores
 
Performance de gosto nas redes sociais digitais
Performance de gosto nas redes sociais digitaisPerformance de gosto nas redes sociais digitais
Performance de gosto nas redes sociais digitais
 
Consumo de experiência X Experiência de consumo
Consumo de experiência X Experiência de consumoConsumo de experiência X Experiência de consumo
Consumo de experiência X Experiência de consumo
 
Mídias locativas
Mídias locativasMídias locativas
Mídias locativas
 

Último

A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSlides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSilvana Silva
 
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMCOMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMVanessaCavalcante37
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasillucasp132400
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?Rosalina Simão Nunes
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxPedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxleandropereira983288
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 

Último (20)

A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptxSlides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
Slides 1 - O gênero textual entrevista.pptx
 
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEMCOMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
COMPETÊNCIA 1 DA REDAÇÃO DO ENEM - REDAÇÃO ENEM
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 BrasilGoverno Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
Governo Provisório Era Vargas 1930-1934 Brasil
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
E agora?! Já não avalio as atitudes e valores?
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptxPedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
Pedologia- Geografia - Geologia - aula_01.pptx
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 

Computadores vestíveis na cultura pós-humana

  • 1. Universidade FEEVALE Programa de Pós-Graduação em Processos e Manifestações Culturais Nível Mestrado Aline Corso Orientadora: Dra. Sandra Montardo O CORPO APARELHADO: Um estudo sobre computadores vestíveis na cultura do pós-humano (qualificação)
  • 2.
  • 3. Problema de pesquisa De que forma computadores vestíveis se distinguem de outras tecnologias vestíveis?
  • 4. Objetivo geral Problematizar os computadores vestíveis no âmbito dos estudos da cultura do pós-humano, buscando diferenciá-los de outras tecnologias vestíveis.
  • 5. Objetivos específicos a) Contextualizar os computadores vestíveis no âmbito dos estudos da cultura do pós-humano, observando o conceito de ciborguização do corpo e as relações entre corpo e tecnologia; b) Observar a produção de artistas que ampliam e reconfiguram as capacidades de seus próprios corpos a partir dos computadores vestíveis; c) Sistematizar o conceito de computadores vestíveis a partir de uma arqueologia da mídia focada em produtos lançados pela indústria.
  • 6.
  • 7. Capítulo 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS 1.1 Da minha história com os corpos aparelhados 1.2 Da construção da problematização 1.3 Dos trabalhos relacionados 1.4 Dos objetivos gerais e específicos 1.5 Da construção metodológica 1.5.1 Pesquisa bibliográfica 1.5.2 Arqueologia da Mídia 1.6 Da estrutura dos capítulos 1.7 Dos acordos metodológicos 1.8 Da apresentação das figuras
  • 8. Capítulo 2 CONTEXTUALIZANDO OS CORPOS APARELHADOS 2.1 A cultura somática e as extensões do corpo: muito além da carne 2.2 Genealogia ciborgue e a reengenharia do corpo: da ficção científica à sala cirúrgica 2.3 Tipos do ciborgue 2.4 Quimeras pós-humanas 2.4.1 Stelarc 2.4.2 Steve Mann 2.4.3 Neil Harbisson
  • 9. Capítulo 3 COMPUTADORES VESTÍVEIS 3.1 Alguns computadores: Eniac, desktop, laptop e o processo de miniaturização 3.2 Computadores vestíveis: tecnologia para ampliar e (re)configurar as capacidades humanas 3.2.1 O mercado da computação vestível: empresas, produtos e potencial 3.3 O que os computadores vestíveis não são e por que 3.3.1 Gadgets 3.3.2 Têxteis inteligentes
  • 10.
  • 11. Capítulo 4 CONSIDERAÇÕES FINAIS 4.1 Da pesquisa realizada até o momento 4.2 Das ideias descartadas 4.3 Da continuidade da pesquisa após o exame de qualificação