O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Dia mundial da criatividade 2019

57 visualizações

Publicada em

oficina em caxias do sul

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Dia mundial da criatividade 2019

  1. 1. A FRAGMENTAÇÃO DO EU E AS MÚLTIPLAS IDENTIDADES EM TEMPOS DE REDES SOCIAIS MSc. Aline Corso
  2. 2. QUEM SOU EU? Doutoranda em Comunicação (UNISINOS), Mestra em Cultura (FEEVALE) e Bacharela em Tecnologias Digitais (UCS). ALINE CORSO Professora de graduação e pós na FSG, UNICNEC BENTO e UNISINOS. Palestrante e consultora. Processos criativos, tecnocultura, comunicação digital e arte computacional.
  3. 3. TURKLE (1997) A VIDA REAL É SÓ MAIS UMA JANELA E NORMALMENTE NÃO É A QUE MAIS ME AGRADA [...] AS JANELAS TORNARAM-SE UMA PODEROSA METÁFORA PARA PENSAR NO EU COMO UM SISTEMA MÚLTIPLO E FRAGMENTADO. O EU JÁ NÃO SE LIMITA A DESEMPENHAR DIFERENTES PAPEIS EM CENÁRIOS E MOMENTOS DIFERENTES [...] A PRÁTICA VIVIDA NAS JANELAS É A DE UM EU DESCENTRADO QUE EXISTE EM MUITOS MUNDOS E DESEMPENHA MUITOS PAPEIS AO MESMO TEMPO.
  4. 4. SILVA; PEIXOTO; PEREIRA (2011) NÃO HÁ UM ÚNICO SELF, MAS VÁRIOS. O INDIVÍDUO PODE REPRESENTAR VÁRIOS SELVES EM DETERMINADOS ESTÁGIOS DA VIDA. QUANTO AO SUJEITO DESCENTRALIZADO PODERIA SER APONTADO COMO AQUELE CUJA SUBJETIVIDADE É CONSTRUÍDA HISTORICAMENTE E CULTURALMENTE, ESTANDO ESSE CONCEITO RELACIONADO À FRAGMENTAÇÃO DO SUJEITO. OUTRA POSSIBILIDADE DA PÓS-MODERNIDADE É A JUSTAPOSIÇÃO DE OPOSTOS, ONDE O INDIVÍDUO POSSUI VÁRIAS OPORTUNIDADES ANTAGÔNICAS E CONVIVE COM O USO SIMULTÂNEO DESTAS (FIRAT ET AL., 1995).
  5. 5. Perfis em redes sociais digitais como extensão do self Será que as informações ali transmitidas são reais e correspondem de fato aquilo que o usuário é? Será que as características dispostas têm alguma relação com aquilo que o indivíduo considera como seu eu e sua posse pode se configurar como uma extensão desse eu? Na pós-modernidade o self é inconsistente e representado por diferentes imagens de si em diferentes momentos.
  6. 6. TURKLE (1997) QUE TIPO DE IDENTIDADES ALTERNATIVAS ADOTAMOS? QUE RELAÇÕES EXISTIRÃO ENTRE ESSAS E AQUILO QUE TRADICIONALMENTE ENCARÁVAMOS COMO A PESSOA ‘INTEIRA’? ENCARAMOS COMO UMA EXPANSÃO DO EU OU COMO ALGO SEPARADO DO EU? E AS NOSSAS PERSONALIDADES DA VIDA REAL TÊM ALGO A APRENDER COM AS NOSSAS IDENTIDADES VIRTUAIS? ESSAS IDENTIDADES VIRTUAIS SERÃO FRAGMENTOS DE UMA PERSONALIDADE COERENTE DA VIDA REAL? [...] SERÁ A EXPRESSÃO DE UMA CRISE DE IDENTIDADE, DO TIPO QUE ASSOCIAMOS TRADICIONALMENTE À ADOLESCÊNCIA? OU ESTAMOS A ASSISTIR À LENTA EMERGÊNCIA DE UM NOVO ESTILO DE PENSAMENTO, DE NATUREZA MÚLTIPLA, ACERCA DA MENTE?
  7. 7. Facetas do eu Fragmentação Flexibilidade Multiplicidade Heterogeneidade Descentralização Anonimato Superação de si Vidas paralelas Intimidade Projeção * Identidade: multiforme, saturada, flexível.
  8. 8. Identidade virtual como elemento vocativo para pensar o eu Brincar com máscaras e pensar nas máscaras que são utilizadas no dia-a-dia. A problematização do eu – antes dado como “natural”. Descoberta da natureza múltipla.
  9. 9. Contato @alinecorso aline.corso@gmail.com www.alinecorso.com.br

×