5 emprego do hífen

862 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
862
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
160
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5 emprego do hífen

  1. 1. O hífen é um sinal gráfico com a forma de um pequeno traço horizontal (-).Serve para unir, pelo que também é chamado traço de união.O hífen é usado em diversas situações:- Em palavras compostas por justaposição: arco-íris.- Em algumas locuções: cor-de-rosa.- Em encadeamentos vocabulares: o percurso Lisboa-Porto.- Em formações por prefixação e recomposição: ex-diretor; neo-helénico.- Na ênclise: escrevi-lhe.- Na tmese: escrever-lhe-ia.- Nas combinações pronominais em prócIíse: no-la deu .• O hífen é ainda usado na translineação: aboli-/ção. Saber usar a nova ortografia, Editora Objectiva
  2. 2. O HÍFEN NAS PALAVRAS COMPOSTAS: COM HÍFEN SEM HÍFEN Palavras compostas por justaposição sem Compostos com elementos de ligação. formas de ligação e cujos elementos, de natureza nominal, adjetival, numeral ou Certos compostos, em que se perdeu a verbal, constituem uma unidade semântica e noção de composição, grafam-se mantêm acento próprio, podendo dar-se o aglutinadamente. caso de o primeiro elemento estar reduzido. Exemplos:afro-asiático , afro-luso-brasileiro, luso-brasileiro , chapéu de chuva , chapéu de sol, pão de lóeuro-africanoamor-perfeito, ano-luz Aguardente, girassol, madrepérolaarco-íris , azul-escuro Paraquedas, paraquedista, passatempocabo-verdiano, conta-gotas Pernalta, pontapé, vaivémdecreto-lei, finca-péguarda-chuva, guarda-noturno
  3. 3. O HÍFEN NAS PALAVRAS COMPOSTAS: COM HÍFEN SEM HÍFEN - Os topónimos compostos iniciados pelos Todos os outros topónimos compostos que adjetivos grã, grão, por uma forma verbal ou se escrevem com os elementos separados. cujos elementos estejam ligados por artigo. - Os topónimos Guiné-Bissau, Guiné-Conacri e Timor-Leste que são exceções consagradas pelo uso. Exemplos:Abre-Campo, Albergaria -a-Velha América do SulBaía de Todos-as-Santos , Entre-as-Rios Belo HorizonteGrã-Bretanha Cabo VerdeGrão-Pará , Montemor-o-Novo, Quebra-Costas Castelo BrancoTrás-os-Montes Freixo de Espada à Cinta
  4. 4. O HÍFEN NAS PALAVRAS COMPOSTAS: COM HÍFEN SEM HÍFEN Palavras compostas que designam espécies Malmequer (embora seja nome de planta, botânicas e zoológicas, estejam ou não segue a regra seguinte: advérbio mal + ligadas por preposição ou qualquer outro segundo elemento elemento. começado por consoante, grafa-se sem hífen.) Exemplos:Abóbora-menina, couve-flor MalmequerAndorinha-do-mar, ave-do-paraíso, louva-a-deusBem-me-querErva-doce, erva-do-chá
  5. 5. O HÍFEN NAS PALAVRAS COMPOSTAS: COM HÍFEN SEM HÍFENCompostos com os advérbios bem e mal, Compostos com os advérbios bem e mal,quando estes formam com o elemento que se quando estes formam com o elemento que selhes segue uma unidade semântica e tal lhes segue uma unidade semântica e talelemento começa por vogal ou h. elemento começa por consoante.No entanto, com o advérbio bem (ao contrário Nota: Atente-se em que o m de bem passa ade mal) usa-se o hífen em algumas situações grafar-se n.consagradas pelo uso em que o segundoelemento começa por consoante. Exemplos:Bem-aventurado, bem-estar, bem-humorado benfeitor,Mal-estar, mal-humoradoBem-criado, bem-falante, bem-feito Malcriado, malfalante, benfeitoBem-mandado, bem-parecido, bem-querer Malmandado, malparecido, malquererBem-vindo, bem-visto malvisto
  6. 6. O HÍFEN NAS PALAVRAS COMPOSTAS: COM HÍFEN SEM HÍFENCompostos com os elementos além, aquém,não, quase, recém, sem. Exemplos:Além-Atlântico, além-fronteiras, além-marAquém-marNão-fumadorRecém-casadoSem-número
  7. 7. O HÍFEN NAS LOCUÇÕES: COM HÍFEN SEM HÍFENLocuções em que o hífen foi consagrado pelo Locuções em geral, sejam elas substantivas,uso. adjetivas, pronominais, adverbiais, prepositivas ou conjuncionais. Exemplos: a fim de, a par de, à parte (note-se o substantivoÁgua-de-colónia, arco-da-velha aparte), à parte de, à vontadeCor-de-rosa, mais-que-perfeito abaixo de, acerca de, acima de a fim de que, ao passo que, apesar de, aquando dePé-de-meia cada um cão de guarda, cor de vinho, debaixo deNota: Há variações ortográficas sem hífen em todas Fim de semana, sala de jantarestas palavras menos em mais-que-perfeito
  8. 8. O HÍFEN NOS ENCADEAMENTOS VOCABULARES: COM HÍFEN SEM HÍFENDuas ou mais palavras que ocasionalmente secombinam, formando não propriamentevocábulos mas encadeamentos vocabulares. Exemplos:A divisa Liberdade-Igualdade-FraternidadeA ligação Angola-MoçambiqueO percurso Lisboa-Porto
  9. 9. O HÍFEN NAS FORMAÇÕES POR PREFIXAÇÃO E RECOMPOSIÇÃO : COM HÍFEN SEM HÍFENFormações com prefixos como por exemplo: ante-, anti-, Formações com prefixos e falsos prefixos, quando ocontra-, entre-, extra-, hiper-, inira-, intra-, sobre-, sub-, segundo elemento começa por consoante (exceto h) ou porsuper-, supra-, ultra-, quando o segundo elemento começa vogal diferente daquela compor h ou que termina o prefixo.pela mesma vogal com que termina o prefixo.Formações por recomposição, isto é, com elementos não Formações com os prefixos co, des, in, re, nas quais oautónomos ou falsos prefixos, de origem grega e latina, tais segundo elemento perdeu o h inicial.como: aero-, agro-, arqui- auto-, bio-, eletro-, geo-, hiâro-,inter-, macro-,maxi-micro-, mini-, multi-, neo-, pluri-, proto-, pseudo-, retro-, semi-, tele-, quando o segundo elementocomeça por h ou pela mesma vogal com que termina oprefixo.Nota 1: Quando o 2.° elemento é um estrangeirismo, um Formações com o prefixo re, quando o segundo elementonome próprio, uma sigla ou acrónimo, usa-se sempre o começa por e.hífen. Ex.: anti-apartheid; anti-Salazar; anti-URSS.Nota 2: Com os prefixos ab-, ad-, ob-, sob- e sub-, se o 2.° Todas as formações com o prefixo co- (exceto se o segundoelemento começa por b ou r, usa-se o hífen. Ex.: ab-rogar; elemento começa por h e não o perde: co-berâeiro),ad-rogação; sob-roda; sub-bibliotecário; sua-base; sub-região. Nas formações com prefixos e falsos prefixos, quando o prefixo ou falso prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa por r ou s, estas consoantes duplicam-se.
  10. 10. O HÍFEN NAS FORMAÇÕES POR PREFIXAÇÃO E RECOMPOSIÇÃO : COM HÍFEN SEM HÍFEN Exemplos:Anti-higiénico, anti-ibérico aeroespacial, antiaéreo, autoaprendizagem, auto estradaContra-almirante extra escolarExtra-humano hidroelétricoSuper-homem plurianualArqui-hipérbole coabitar, coautorAuto-observação desumanoMicro-onda Reentrar, reenvioSemi-hospitalar Contrassenha, minissaia
  11. 11. O HÍFEN NAS FORMAÇÕES POR PREFIXAÇÃO E RECOMPOSIÇÃO : COM HÍFEN SEM HÍFENFormações com os prefixos circum- e pan-, quando o Formações com os prefixos circum- e pan-, quando osegundo elemento começa por vogal, h, m ou n. segundo elemento começa por consoante que não seja h, m ou n. Exemplos:circum-escolar circumpacíficocircum-hospitalar circumpolar pancontinentalpan-africano panromânicopan-helenismo pansofiaFormações com os prefixos hiper-, inter- e super-, quando o Formações com os prefixos hiper-, inter- e super-, quando osegundo elemento começa por r. segundo elemento começa por qualquer letra que não seja r.Hiper-requintado HiperativoInter-racial InteraçãoSuper-revista superestrato
  12. 12. O HÍFEN NAS FORMAÇÕES POR PREFIXAÇÃO E RECOMPOSIÇÃO : COM HÍFEN SEM HÍFENFormações com os prefixos ex- (com sentido de estadoanterior ou cessação), sota-, soto-, vice- e vizo. Exemplos:Ex-diretorEx-presidenteVice-presidenteFormações com os prefixos tónicos acentuados Formações com as formas átonas dos prefixos pos-, pre- , egraficamente pós-, pré- , e pró-, quando o segundo pro- aglutinam-se ao elemento seguinte.elemento começa por r. Exemplos:Pós-graduação PosporPré-escolar PreverPré-natal promoverPró-europeu
  13. 13. O HÍFEN NA ÊNCLISE : COM HÍFEN SEM HÍFENEm todas as situações de ênclise, quer com formas verbaisquer na ligação de formas pronominais enclíticas aoadvérbio eis. Exemplos:Amá-loDá-seEi-lo O HÍFEN NA TMESE : COM HÍFEN SEM HÍFENEm todas as situações de tmese. Exemplos:Amá-lo-eiEnviar-lho-emos
  14. 14. O HÍFEN COM O VERBO HAVER :COM HÍFEN SEM HÍFEN Nas ligações da preposição de às formas monossilábicas do presente do indicativo do verbo haver. Exemplos: Hei de Hás de Há de Hão de O HÍFEN NA TMESE : COM HÍFEN SEM HÍFENEm combinações de formas pronominais do tipo no-lo, vo-las, quando em próclise. Exemplos:Esperamos que no-lo comprem.

×