Livro de poesia plnm 1a

998 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
998
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
585
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro de poesia plnm 1a

  1. 1. Poema Colectivo dos alunos dePLNM do 10.º PGEI utilizando a O QUE É A POESIA? chamada técnica de Cadáver É a tua beleza que brilha como as estrelas que estão no céu Esquisito. Os alunos escreviam …mas ontem choveu tantofrases ou palavras sem saber qual É a vida cheia de surpresas era a pergunta. É o Benfica jogar no sábado…. É a vida... bela Mas vamos falar do poema porque gosto muito de poesia É o dia estar lindo e maravilhoso É a jóia preciosa É o Amor Lindo como a rosa vermelha É o mundo feito só para ti É a luz do sol a brilhar na cara É amar a pessoa que nos ama também É dizeres que me amas É o teu olhar encantador É desejar que no mar dos teus sonhos encontres o único grão de areia necessário para a tua felicidade...
  2. 2. -Faz de conta que sou aluno. -Eu serei o melhor professor. -Faz de conta que sou bandido. -Eu serei o teu diamante. -Faz de conta que sou tua amiga. -Eu serei o teu braço direito.- Faz de conta que sou abelha. -Faz de conta que sou a tristeza.- Eu serei a flor mais bela. -Eu serei a Felicidade.- Faz de conta que sou cardo. -Faz de conta que sou o teu coração.- Eu serei somente orvalho. -Eu serei o Amor. -Faz de conta que sou um carro.- Faz de conta que sou potro. -Eu serei o teu motorista.- Eu serei sombra em Agosto. Continuando a estrutura -Faz de conta que sou verde. anafórica do poema de- Faz de conta que sou choupo. -Eu serei a Esperança. Eugénio de Andrade, os- Eu serei pássaro louco, -Faz de conta que sou uma porta.pássaro voando e voando alunos de PLNM do 10.º -Eu serei a tua chave.sobre ti vezes sem conta. PGEI, em pares, criaram o- Faz de conta, faz de conta. -Faz de conta que sou caboverdiano. seu próprio poema. Eugénio de Andrade -Eu serei a tua cachupa. - Faz de conta, faz de conta.
  3. 3. Tu choravas… ele ria!Tu falavas… ele não te ouvia!Tu sofrias … ele nem ligava!Ele mentia … tu acreditavas!Tu esperava-lo… Ele não via!Tu querias um caso sério… Ele queria apenas divertir-se.Eu queria-o para sempre… ele só por um momento!Tu ficavas pelo conteúdo e sentimentos … ele pela quantidade.O mundo dá tanta volta. Tu assim. Ele, pelo contrário… Eunice 10.º PGEI

×